Você está na página 1de 56

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO-MG / SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

SUPERINTENDÊNCIA DE MODALIDADES E TEMÁTICAS ESPECIAIS DE ENSINO / DIRETORIA DE JOVENS E ADULTOS

CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE LÍNGUA PORTUGUESA - ENSINO MÉDIO – 2008

EIXO TEMATICO : COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS E SUPORTES


TEMA 01 : GÊNEROS E DISCURSOS

GÊNEROS: Anúncio publicitário; artigo de divulgação científica; artigo de opinião; carta do leitor; charge;
conto; cordel; crônica; dissertação; entrevista; instruções de uso, confecção, operação ou montagem;
notícia; perfil; regulamento; reportagem; resenha; resumo; romance; textos de aconselhamento e auto-
ajuda; verbete de enciclopédia.
COMPETÊNCIA: Compreender e produzir textos, orais ou escritos, de diferentes gêneros e domínios
discursivos.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
1. Contexto de produção, circulação e recepção de textos
-Situação comunicativa: produtor e destinatário, tempo e espaço da
produção.
-Contexto histórico.
-Suporte de circulação do texto; localização do texto dentro do suporte.
-Silhueta do texto. 1.1-Compreender e
-Tema. produzir textos, consi-
CONTEXTUALIZAÇÃO

-Pacto de recepção do texto (ficcional x não-ficcional); critérios de derando o contexto de


verificabilidade, credibilidade e legitimação do conteúdo temático do produção, circulação e
texto. recepção.
-Domínio discursivo. 1.2-Reconhecer o gê-
-Objetivo da interação textual e função sociocomunicativa do gênero. nero do texto.
-Situações sociais de uso do texto / gênero.
-Variedades lingüísticas (dialetais e de registro): relações com a situação
comunicativa, o contexto de época, o suporte e a situações sociais de
uso do gênero.

2. Referenciação bibliográfica, segundo normas da ABNT, de 2.1-Interpretar referên-


-jornais e textos de jornais; cias bibliográficas em
-revistas e textos de revistas; textos lidos.
-livros e partes de livro; 2.2-Referenciar textos
-sites da internet. e suportes, segundo
normas da ABNT.
3. Organização temática (ou tópica) do texto 3.1- Compreender a or-
-Relação título-texto (subtítulos – partes do texto). ganização temática de
-Hierarquização de tópicos e subtópicos. textos de diferentes
-Continuidade. gêneros.
-Progressão. 3,2-Identificar e corrigir
-Não-contradição. problemas de organiza-
-Consistência argumentativa. ção temática em textos
-Integração entre signos verbais e não-verbais (valor informativo, quali- apresentados.
TEMATIZAÇÃO

dade técnica, efeitos expressivos). 3.3-Produzir textos com


organização temática
adequada ao contexto
de produção, aos
objetivos do produtor e
ao tema.

4. Seleção lexical e efeitos de sentido 4.1- Usar, produtiva e


-Significação de palavras e expressões. autonomamente, a
-Inferenciação (pressupostos e subentendidos). seleção lexical como
estratégia de produção
de sentido e
focalização temática.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
5. Vozes do texto
-Vozes locutoras e seus respectivos alocutários.
-Recursos lingüísticos de representação do locutor do texto e/ou do
destinatário previsto e seus efeitos de sentido.
-Recursos lingüísticos de não-representação do locutor do texto e/ou do 5.1-Reconhecer e usar,
destinatário previsto e seus efeitos de sentido. produtiva e autonoma-
-Vozes sociais (não-locutoras) mencionadas no texto. mente, mecanismos de
-Variação lingüística no discurso das vozes. representação das vo-
-Ações básicas realizadas no texto pelo locutor (narrar história, relatar zes em textos de
fato ou acontecimento, apresentar o discurso de outrem, descrever seres diferentes gêneros.
ou objetos, expor idéias, opinar, convencer, persuadir, aconselhar,
ensinar a fazer, fazer agir, regulamentar, prescrever, etc.).

6. Modalização e argumentatividade
-Uso de entoação e sinais de pontuação, de adjetivos, substantivos,
expressões de grau, verbos e perífrases verbais, operadores de 6.1-Compreender e
escalonamento, advérbios, etc. como recursos de expressão ou pista do usar, produtiva e auto-
posicionamento enunciativo do locutor do texto e de persuasão do nomamente, mecanis-
ENUNCIAÇÃO

destinatário previsto. mos de modalização e


argumentatividade em
textos de diferentes
gêneros.

7. Posicionamentos enunciativos no texto


-Vozes representativas.
-Relações de oposição e confronto (polifonial), aliança e/ou
complementação (sinfonia). 7.1-Posicionar-se criti-
-Efeitos de sentido do domínio de um posicionamento enunciativo (texto camente frente a
autoritário), da desconstrução de posicionamento(s) enunciativo(s) (texto posicionamentos
polêmico), do diálogo entre posicionamentos enunciativos (texto lúdico) enunciativos de textos.

8. Intertextualidade e metalinguagem
-Efeitos de sentido. 8.1- Compreender e
-Tipos de intertextualidade: citação, epígrafe, alusão, referência, produzir textos,conside-
paráfrase, paródia, pastiche. rando os efeitos de
sentido de relações
intertextuais com outros
textos, discursos,
produtos culturais e
linguagens.

9. Organização textual do discurso narrativo


-Elementos estruturais:
• narrador e foco narrativo: narrador onisciente (EF), narrador testemu-
nha (EF), narrador protagonista (EF), outros (EM);
• personagens;
• tempo;
• espaço;
• ação (intriga e enredo)
9.1-Reconhecer e usar,
-Fases ou etapas: produtiva e autonoma-
• exposição ou ancoragem (ambientação da história, apresentação de mente, mecanismos de
personagens e do estado inicial da ação); ancoragem da narrativa
• complicação ou detonador (surgimento de conflito ou obstáculo a ser adequados ao efeito de
superado); sentido pretendido.
• clímax (ponto máximo de tensão do conflito);
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
• desenlace ou desfecho (resolução do conflito ou repouso da ação; 9.2-Reconhecer e usar,
pode conter a avaliação do narrador acerca dos fatos narrados – coda produtiva e autonoma-
– e ainda a moral da história). mente, as fases ou
-Estratégias de organização: etapas do discurso
• ordenação temporal linear; narrativo na compre-
• ordenação temporal com retrospecção (flash-back); ensão e produção de
• ordenação temporal com prospecção. textos.
-Coesão verbal: 9.3-Reconhecer e usar,
• valores dos pretéritos perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito; futuro do produtiva e autonoma-
pretérito do indicativo. mente, estratégias de
ordenação temporal no
discurso narrativo.
9.4-Reconhecer e usar,
produtiva e autonoma-
mente, mecanismos de
coesão verbal no
discurso narrativo.

-Conexão textual:
TEXTUALIZAÇÃO DO DISCURSO NARRATIVO

• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso narrativo 9.5-Reconhecer e usar,


com outros discursos e seqüências do texto; produtiva e autonoma-
• marcadores textuais de progressão/segmentação temática: mente, marcas
articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou lingüísticas e gráficas
etapas do discurso. de conexão textual no
-Textualização dos discursos citados ou relatados: discurso narrativo.
• direto; 9.6-Reonhecer e usar,
• indireto; produtiva e autonoma-
• direto e indireto; mente, mecanismos de
• fluxos de consciência. textualização dos
-Coesão nominal: discursos citados ou
• estratégias de introdução temática; relatados em textos
narrativos.
• estratégias de manutenção e retomada temática.
9.7-Reconhecer e usar
produtiva e autonoma-
mente, mecanismos de
coesão nominal no
discurso narrativo.

10. Organização lingüística do enunciado narrativo 10.1-Reconhecer e


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais caracteristicos e/ou usar, produtiva e
freqüentes no enunciado narrativo. autonomamente,
recursos lingüístcos de
estruturação de
enunciados narrativos.

11. Organização textual do discurso de relato


-Locutor e foco de enunciação:
• relator protagonista; 11.1- Reconhecer e
• relator testemunha; usar produtiva e auto-
• outros. nomamente, no dis-
-Fases ou etapas do relato noticioso: curso do relato, recur-
sumário: título, subtítulo e lide, isto é, relato sumariado do acontecimento sos de focalização
(quem, o quê, quando, onde, como, por quê); adequados ao efeito
de sentido pretendido.
• suíte (ou continuação do acontecimento noticiado no lide); relato com 11.2- Reconhecer e
detalhes sobre as pessoas envolvidas, repercussões, desdobramen- usar, produtiva e auto-
tos, comentários; pode ter intertítulos. nomamente, as f ases
-Estratégias de organização: ou etapas do relato
• ordenação temporal linear; noticioso, na compre-
• ordenação temporal com retrospecção (flash-back); ensão e produção de
• ordenação temporal com prospecção. notícias e reportagens.
-Coesão verbal: 11.3-Integrar informa-
• valores dos pretéritos perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito, do futuro ção verbal e não-ver-
do presente e do futuro do pretérito. bal na compreensão
-Conexão textual: global do relato noti-
• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso com outros cioso.
discursos e seqüências do texto; 11.4- Reconhecer e
• marcadores textuais da progressão / segmentação temática: articula- usar, produtiva e auto-
ções hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou etapas do nomamente, estraté-
discurso. gias de ordenação
temporal no relato.
11.5-Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
nomamente, mecanis-
mos de coesão ver-
bal no discurso de re-
lato.
11.6- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
nomamente, marcas
lingüísticas e gráficas
de conexão textual no
discurso de relato.
-Textualização dos discursos citados ou relatados: 11.7-Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
• direto;
nomamente, mecanis-
• indireto;
mos de textualização
• ilha textual; dos discursos citados
• resumo com citações. ou relatados em textos
de relato.
-Coesão nominal: 11.8- Reconhecer e
• estratégias de introdução temática; usar, produtiva e auto-
• estratégias de manutenção e retomada temática. nomamente, mecanis-
mos de coesão nomi-
nal no discurso de re-
lato.

12. Organização lingüística do enunciado de relato


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou
freqüentes no enunciado de relato.
12.1- Compreender e
usar, produtiva e auto-
nomamente, recursos
lingüísticos de estrutu-
ração de enunciados
de relato.
13. Organização textual do discurso descritivo 13.1-Reconhecer e
-Locutor e foco descritivo: usar, produtiva e auto-
• localização espacial do objeto da descrição; nomamente, no discur-
• ângulo de visão do locutor; so descritivo, mecanis-
• Impressões sensoriais e afetivas do locutor acerca do objeto. mos de focalização
adequados ao efeito
de sentido pretendido.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES

-Fases ou etapas:
• ancoragem (introdução do tema por uma forma nominal ou tema-títu-
lo no início, no fim ou no curso da descrição);
• aspectualização (enumeração de diversos aspectos do tópico discur- 13.2- Reconhecer e
sivo, com atribuição de propriedades a cada um deles); usar, produtiva e auto-
• relacionamento (assimilação dos elementos descritos a outros por nomamente, as fases
meio de comparação ou metáfora). ou etapas do discurso
-Estratégias de organização: descritivo, na compre-
• subdivisão; ensão e produção de
• enumeração; textos.
• exemplificação; 13.3- Reconhecer e
TEXTUALIZAÇÃO DO DISCURSO DESCRITIVO

• analogia; usar, produtiva e auto-


nomamente, estraté-
• comparação e confronto;
gias de organização
• causa-e-conseqüência;
do discurso descritivo.
• ordenação temporal. 13.4- Reconhecer e
-Coesão verbal: usar, produtiva e auto-
• valores do presente e do pretérito imperfeito, do pretérito perfeito e do nomamente, mecanis-
futuro do indicativo. mos de coesão verbal
-Conexão textual: no discurso descritivo.
• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso descritivo 13.5- Reconhecer e
com outros discursos e seqüências do texto; usar, produtiva e auto-
• marcadores textuais da progressão/segmentação temática: nomamente, marcas
articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou lingüísticas e gráficas
etapas do discurso. de conexão textual no
-Coesão nominal: discurso descritivo.
• estratégias de introdução temática; 13.6- Reconhecer e
• estratégias de retomada temática. usar produtiva e auto-
nomamente, mecanis-
mos de coesão nomi-
nal no discurso descri-
tivo.

14. Organização lingüística do enunciado descritivo


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou 14.1- Compreender e
freqüentes no enunciado descritivo). usar, produtiva e auto-
nomamente, recursos
lingüísticos de estrutu-
ração de enunciados
descritivos.

15. Organização textual do discurso expositivo


-Locutor (expositor) e focalização temática.
-Fases ou etapas:
• constatação: introdução de um fenômeno ou fato tomado como 15.1- Reconhecer e
incontestável; usar, produtiva e auto-
• problematização: colocação de questões da ordem do porquê ou do nomamente, no discur-
como; so expositivo,mecanis-
• resolução ou explicação: resposta às questões colocadas; mos de focalização
• conclusão-avaliação: retomada da constatação inicial reformulada, adequados ao efeito
enriquecida. de sentido pretendido.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
-Estratégias de organização: 15.2- Reconhecer e
• definição analítica; usar, produtiva e auto-
• explicação; nomamente, as fases
• exemplificação; do discurso expositivo.
• analogia; 15.3- Reconhecer e
• comparação e confronto; usar, produtiva e auto-
• causa-e-consequência; nomamente,
• ordenação temporal. estratégias de organi-
zação do discurso ex-
-Coesão verbal: positivo.
15.4- Reconhecer e
• valor aspectual do presente do indicativo e do futuro do presente do
usar, produtiva e auto-
indicativo;
nomamente, mecanis-
• correção com tempos do subjuntivo.
mos de coesão verbal
no discurso expositivo.
TEXTUALIZAÇÃO DO DISCURSO EXPOSITIVO

15.5- Reconhecer e
-Conexão textual:
usar, produtiva e auto-
• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso expositivo nomamente, marcas
com outros discursos e seqüências do texto; lingüísticas e gráficas
• marcadores textuais da progressão/segmentação temática: de conexão textual no
articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou discurso expositivo.
etapas do discurso expositivo; 15.6- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
-Textualização dos discursos citados ou relatados: nomamente, mecanis-
• direto; mos de textualização
• indireto; dos discursos citados
• paráfrase; ou relatados em textos
• ilha textual; expositivos.
• resumo com citações. 15.7- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
-Coesão nominal: nomamente, mecanis-
• estratégias de introdução temática; mos de coesão
• estratégias de manutenção e retomada temática. nominal no discurso
expositivo.

16. Organização Lingüística do enunciado expositivo


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou 16.1- Reconhecer e
freqüentes no enunciado expositivo. usar, produtiva e auto-
nomamente, recursos
lingüísticos de
estruturação de enun-
ciados expostivos.

17. Organização textual do discurso argumentativo


• Locutor e focalização temática. 17.1-Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
nomamente, no discur-
so argumentativo, me-
canismos de focaliza-
ção temática adequa-
dos ao efeito de senti-
-Fases ou etapas: do pretendido.
• proposta ou tema: questão polêmica, explícita ou implícita no texto,
diante da qual o locutor toma uma posição;
• proposição ou tese: posicionamento favorável ou desfavorável do
locutor em relação à proposta e orientador de toda a sua
argumentação;
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
• provas (convencimento ou persuasão): argumentos (de comparação, 17.2- Reconhecer e
causa, exemplificação, etc.) que sustentam a proposição ou tese do usar, produtiva e auto-
locutor, assegurando a veracidade ou validade dela e permitindo-lhe nomamente, as fases
chegar à conclusão; do discurso argumen-
• conclusão: retomada da tese, já devidamente defendida, ou uma tativo na compreensão
possível decorrência dela. e produção de textos.
17.3- Reconhecer e
-Estratégias de organização: usar, produtiva e auto-
• comparação ou confronto; nomamente,estratégias
• argumentação pragmática; de organização do dis-
• argumentação de autoridade; curso argumentativo.
• concessão-restritiva; 17.4- Reconhecer e
• exemplificação; usar, produtiva e auto-
nomamente, mecanis-
• analogia.
mos de coesão verbal
no discurso argumenta-
-Coesão verbal:
tivo.
• valor aspectual do presente do indicativo e do futuro do presente do
TEXTUALIZAÇÃO DO DISCURSO ARGUMENTATIVO

indicativo;
• correlação com tempos do subjuntivo.

-Conexão textual:
• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso argumenta- 17.5- Reconhecer e
tivo com outros discursos e seqüências do texto; usar, produtiva e auto-
• marcadores textuais da progressão/segmentação temática: nomamente, marcas
articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou lingüísticas e gráficas
etapas do discurso argumentativo. de conexão textual no
discurso argumentativo.
-Textualização dos discursos citados ou relatados: 17.6- Reconhecer e
• direto; usar, produtiva e auto-
• indireto; nomamente, mecanis-
• paráfrase; mos de textualização
• ilha textual; dos discursos citados
• resumo com citações. ou relatados em textos
argumentativos.
-Coesão nominal: 17.7- Reconhecer e
• estratégias de introdução temática; usar, produtiva e auto-
• estratégias de manutenção e retomada temática. nomamente, mecanis-
mos de coesão nominal
no discurso argumenta-
tivo.

18. Organização lingüística do enunciado argumentativo


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou
freqüentes no enunciado argumentativo. 18.1- Compreender e
usar, produtiva e auto-
nomamente, recursos
lingüísticos de estrutu-
ração de enunciados
argumentativos.

19. Organização textual do discurso injuntivo (instrucional, de


aconselhamento, prescritivo ou normativo)
-Locutor e focalização temática.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
-Fases ou etapas:
• exposição do macrobjetivo acional: indicação de um objetivo geral a 19.1-Reconhecer e
ser atingido sob a orientação de um plano de execução, ou seja, de usar, produtiva e auto-
um conjunto de comandos; nomamente, no discur-
• apresentação dos comandos: disposição de um conjunto de ações so injuntivo, mecanis-
(seqüencialmente ordenadas ou não) a ser executado para que se mos de focalização te-
possa atingir o macrobjetivo; mática adequados ao
• justificativa: esclarecimento por parte do produtor do texto dos efeito de sentido pre-
motivos pelos quais o destinatário deve seguir os comandos tendido.
estabelecidos. 19.2- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
-Estratégias de organização: nomamente, as fases
• plano de execução cronologicamente ordenada; ou etapas do discurso
TEXTUALIZAÇÃO DO DISCURSO INJUNTIVO

• plano de execução não cronologicamente ordenada. injuntivo.


-Coesão verbal: 19.3- Reconhecer e
• valores do presente do indicativo, do modo imperativo e seus usar, produtiva e auto-
substitutos (infinitivo e gerúndio); nomamente, estraté-
gias de organizaçao do
-Conexão textual: discurso injuntivo.
• marcas lingüísticas e gráficas da articulação do discurso injuntivo com 19.4- Reconhecer e
outros discursos e seqüências do texto; usar, produtiva e auto-
nomamente, mecanis-
• marcadores textuais da progressão/segmentação temática:
mos de coesão verbal
articulações hierárquicas, temporais e/ou lógicas entre as fases ou
no discurso injuntivo.
etapas do discurso injuntivo.
19.5- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
-Coesão nominal:
nomamente, marcas
• estratégias de introdução temática;
língüísticas e gráficas
• estratégias de manutenção e retomada temática. de conexão textual no
discurso injuntivo.
19.6- Reconhecer e
usar, produtiva e auto-
nomamente, mecanis-
mos de coesão nominal
no discurso injuntivo.

20. Organização lingüística do enunciado injuntivo 20.1- Compreender e


-Recursos semânticos e morfossintáticos mais característicos e/ou usar, produtiva e auto-
freqüentes no enunciado injuntivo. nomamente, recursos
lingüísticos de estrutu-
ração de enunciados
injuntivos.

21. Reconstrução do texto literário poético


TEXT. DISC.POÉTICO

-Aspectos sonoros.
-Aspectos visuais. 20.1- Compreender e
-Aspectos sintáticos. usar, produtiva e auto-
-Aspectos semânticos. nomamente, estraté-
gias de interação com
textos ficcionais em
verso, especialmente
literários.
EIXO TEMATICO : COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS E SUPORTES
TEMA 02 : LINGUAGEM E LÍNGUA

COMPETÊNCIAS:
• Compreender a língua como fenômeno cultural, histórico, social, variável, heterogêneo e sensível
aos contextos de uso.
• Mostrar-se consciente do conjunto de conhecimentos pragmáticos, discursivos, semânticos e
formais envolvidos no uso da língua.
• Compreender a necessidade da existência de convenções na língua escrita.
• Compreender a escrita como um bem cultural de transformação da sociedade.
• Fazer uso consciente de variedades do português brasileiro.
• Posicionar-se criticamente contra preconceitos lingüísticos.

TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES


22. A linguagem como atividade sócio- 22.1- Reconhecer que as formas lingüísticas (pala-
interativa vras,sintagmas ou frases) podem ter sentidos diferen-
-Significação e contextos de uso. tes, dependendo da situação comunicativa e dos ob-
jetivos da interação.
-Significação e atos de linguagem. 22.2- Reconhecer que, no uso da língua, realizamos
atos de linguagem (declarar, afirmar, negar,
-Ambigüidade. perguntar, pedir, ordenar, avisar, informar, convencer,
persuadir, amedrontar, ameaçar, prometer ...), que in-
-Fatores de produção de sentido: integram o sentido de enunciados e textos.
contexto histórico-cultural, situação 22.3- Reconhecer a ambigüidade como traço consti-
comunicativa, conhecimentos tutivo da língua.
compartilhados de mundo, de língua e de 22.4- Reconhecer que o sentido não está nas formas
texto (gênero e tipo de texto), inferência lingüísticas, mas na interação que relaciona usuários,
de pressupostos e subentendidos. formas, situação comunicativa e contexto.

23. A língua portuguesa ao longo do 23.1- Relacionar a origem e mudança da língua


tempo portuguesa às circunstâncias históricas de formação
-Origem e história da língua portuguesa. da nacionalidade portuguesa e da nacionalidade bra-
sileira.
23.2- Inferir a origem de palavras do vocabulário da
língua portuguesa com base em conhecimentos enci-
clopédicos prévios (dados histórico-culturais), pistas
fonéticas, morfossintáticas e semânticas
23.3- Analisar as condições de uso e os efeitos de sen
tido de estrangeirismos.
23.4- Avaliar implicações políticas, ideológicas e cul-
turais do uso de estrangeirismos.

24. O português brasileiro atual e a 24.1- Reconhecer diferenças entre o português brasi-
norma-padrão: concordância verbal e leiro e a norma-padrão no que se refere à concordân-
nominal. cia verbal e nominal.
24.2- Reconhecer e usar a norma-padrão de concor-
dância verbal e nominal em situações comunicativas e
gêneros textuais que a exijam.

25. O português brasileiro atual e a 25.1- Reconhecer diferenças entre o português brasi-
norma-padrão: regência verbal e leiro e a norma-padrão no que se refere à regência
nominal verbal e nominal.
25.2- Reconhecer e usar a norma-padrão de regência
verbal e nominal em situações comunicativas e gêne-
ros textuais que a exijam.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
26. O português brasileiro atual e a 26.1- Reconhecer diferenças entre o português
norma-padrão: uso de pronomes brasileiro e a norma-padrão no que se refere ao
pessoais emprego de pronomes pessoais.
26.2- Reconhecer e usar a norma-padrão de emprego
de pronomes pessoais em situações comunicativas e
gêneros textuais que a exijam.

27. O português brasileiro atual e a 27.1- Reconhecer diferenças entre o português


norma-padrão: uso de pronomes brasileiro e a norma-padrão no que se refere ao
relativos emprego de pronomes relativos (estratégias de
relativização).
27.2- Reconhecer e usar a norma-padrão de emprego
de pronomes relativos em situações comunicativas e
gêneros textuais que a exijam.

EIXO TEMATICO : COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS E SUPORTES


TEMA 03 : SUPORTES TEXTUAIS
COMPETÊNCIA
• Fazer uso de suportes textuais, produtiva e autonomamente.
SUBTEMA 1: REVISTA
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
28. Organização do suporte revista:
relações com o público-alvo
-Composição (capa, expediente,
sumário, seções, colunas ...) 28.1- Relacionar a organização do suporte revista às
-Formato. suas funções sociais de entretenimento, educação,
-Projeto gráfico (variedade de fontes ou informação e formação de opinião.
caracteres tipográficos, cores, imagens). 28.2- Reconhecer o público-alvo de uma revista pelo
-Caracterização e funções tema-título e pela variedade lingüística da publicação.
sociocomunicativas do suporte e suas
partes.
-Pactos e finalidades de leitura.
-Variedade de temas, gêneros e
domínios discursivos.

29. Capa de revista 29.1- Reconhecer as funções comunicativas de uma


capa de revista: identidade do suporte, síntese da
edição, sedução do leitor.
29.2- Ler capas de revistas, produtiva e autonoma-
mente.

30. Credibilidade do suporte revista: 30.1- Posicionar-se criticamente frente à importância


linha editorial, público-alvo e atribuída por uma revista a determinadas matérias.
tratamento ideológico-lingüístico da 30.2- Avaliar criticamente o grau de objetividade e
informação credibilidade de uma revista.
30.3- Relacionar linha editorial, público leitor e
tratamento ideológico-lingüístico da informação em
revistas.

OBSERVAÇÃO: O estudo de gêneros freqüentes em revistas se fará pelos tópicos do tema 1 (gêneros
previstos por esta Proposta), combinado a outros da parte complementar do programa de cada escola
(se for o caso).
SUBTEMA 2: LIVRO DIDÁTICO, LIVRO TÉCNICO, LIVRO CIENTÍFICO
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
31. Perigrafia do livro didático, 31.1- Reconhecer as funções comunicativas da capa
técnico ou científico do livro: identificar a obra e o destinatário previsto,
-Capa (sobrecapa, primeira, segunda e estabelecer pactos de leitura, motivar o leitor à leitura
quarta capas, orelhas, lombada). da obra.
-Falsa folha de rosto, folha de rosto e
ficha catalográfica.
-Dedicatória e agradecimentos.
-Epígrafe.
-Sumário.
Apresentação, prefácio e posfácio. 31.2- Ler capa de livro (sobrecapa, primeira, segunda e
-Imagens. quarta capas, orelhas) reconhecendo-se ou não como
-Referências bibliográficas. o destinatário previsto da obra.
-Apêndices e anexos. 31.3- Selecionar, pela leitura da capa do livro, do
-Glossários. sumário e das referências bibliográficas, obras que
atendam a objetivos pessoais de leitura.
31.4- Usar,produtiva e autonomamente, dados da folha
de rosto ou da ficha catalográfica para referenciar
obras consultadas, fazer empréstimos em bibliotecas,
adquirir livros, catalogar livros pessoais ou de uso
coletivo.
31.5- Reconhecer a dedicatória e os agradecimentos
presentes em livros como práticas discursivas.
31.6- Justificar a presença de epígrafes no livro
didático, técnico ou científico, relacionando os textos
colocados em diálogo.
31.7- Usar, produtiva e autonomamente, sumários,
listas e índices para localizar informações dentro do
livro.
31.8- Usar, produtiva e autonomamente, informações
da capa (especialmente orelhas e quarta capa), de
apresentações, prefácios e posfácios na compreensão
o texto básico do livro (texto didático).
31.9- Ler imagens de livros didáticos, técnicos e
científicos (quadros, gráficos, tabelas, diagramas,
mapas, fotografias, gravuras, fórmulas, etc.),
reconhecendo-as como textos em diálogo com o texto
verbal.
31.10- Avaliar a adequação das imagens ao texto
verbal e ao projeto gráfico da obra, ao pacto de leitura
e ao destinatário previsto.
31.11- Ler, produtiva e autonomamente, fontes
bibliográficas presentes no livro didático: referências
dentro do texto verbal, notas de rodapé, notas de final
de capítulo, bibliografia, etc.
31.12- Ler e usar, produtiva e autonomamente,
apêndices, anexos e glossários de livros.

32. Fatores e legibilidade do texto


didático, técnico científico
-Marcas gráficas da organização 32.1- Reconhecer a organização semântica do texto a
temática. partir de indicadores gráficos (parágrafos, destaques,
-Marcas lingüísticas da organização fontes especiais, numeração, etc.) e lingüísticos
temática. (marcadores textuais).
32.2- Reconhecer a função dos marcadores textuais na
organização tópica do texto.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
32.3- Ler textos didáticos, técnicos e científicos,
recorrendo, conscientemente, a conhecimentos
prévios, inferências e instruções formais, semânticas e
discursivas de marcadores textuais.
EIXO TEMATICO : COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS E SUPORTES
TEMA 04 : INTERAÇÃO LITERÁRIA
COMPETÊNCIAS
• Compreender o texto literário como lugar de manifestação de ideologias.
• Conhecer temas e motivos recorrentes na Literatura Brasileira.
• Posicionar-se criticamente frente a posicionamentos enunciativos dos textos literários.
• Caracterizar formas de composição de textos literários de diferentes épocas.
• Conhecer a obra de autores representativos da literatura brasileira do passado e da atualidade.
SUBTEMA 1: TEMAS E MOTIVOS CONSTANTES NA LITERATURA BRASILEIRA
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
33. Discursos fundadores 33.1- Reconhecer, em diferentes textos – literários ou
não – os discursos ou mitos fundadores da brasilidade.
33.2- Caracterizar os discursos fundadores em
manifestações culturais e artísticas do passado e da
atualidade.
33.3- Explicar efeitos de sentido do discurso eurocên-
trico manifesto em textos da literatura brasileira e sobre
o Brasil.
33.4- Reconhecer, em textos de diferentes épocas, a
perpetuação da ideologia dos discursos fundadores ou
o questionamento que dela se faz.
34. Vida social e política brasileira 34.1- Conhecer formas de representação da vida social
(costumes, festas, religiosidade, e política na literatura brasileira do passado e da
trabalho. conflitos) atualidade.
34.2- Relacionar diferentes abordagens da vida social e
política brasileira a diferentes contextos históricos e
literários.

35. O amor e a mulher 35.1- Conhecer formas de representação do amor e da


mulher na literatura brasileira do passado e da
atualidade.
35.2- Reconhecer na perpetuação de determinados
discursos sobre o amor e/ou a mulher o apagamento
de outras vozes.
35.3- Reconhecer, em textos apresentados, conflitos e
formas de resistência do feminino.
35.4- Relacionar diferentes abordagens e concepções
do amor e da mulher a diferentes contextos históricos e
literários.

36. Índios, negros e imigrantes 36.1- Conhecer formas de representação do índio, do


negro e do imigrante na literatura brasileira do passado
e da atualidade.
36.2- Reconhecer, na perpetuação de determinados
discursos sobre índios, negros e imigrantes, o
apagamento de outras vozes.
36.3- Reconhecer, em textos apresentados, conflitos e
formas de resistência de diferentes etnias da população
brasileira (índios, negros, imigrantes.),
36.4- Relacionar diferentes formas de tratamento de
índios, negros e imigrantes na literatura brasileira a
diferentes contextos históricos e literários.
TÓPICOS DE CONTEÚDO HABILIDADES
37. O autor e seu fazer literário. 37.1- Conhecer concepções de autor e de fazer literário
na literatura brasileira do passado e da atualidade.
37.2- Reconhecer o caráter metalingüístico dos textos
literários que falam sobre o poeta e seu fazer artístico.
37.3- Relacionar diferentes concepções de autor e de
fazer literário a diferentes contextos históricos e
literários.

Referências Bibliográficas:
ABAURRE, Maria Luiza Marques e outros. Língua Portuguesa – Língua, Literatura, Produção de
Textos.Vol. Único, Ed. Moderna Ltda.
BELTRÃO, Eliana Santos, GORDILHO, Tereza. Novo diálogo: Língua Portuguesa. São Paulo: FTD,
2004.
FARACO, Carlos Alberto. Língua Portuguesa – Língua e Cultura. Vol. Único, Base Editora e
Gerenciamento Pedagógico
GERIN, Júlia et alii. Língua Portuguesa e Literatura: educação de jovens e adultos. Ensino médio.
Curitiba: Educarte, 2000.
INFANTE, ULISSES. LÍNGUA PORTUGUESA – TEXTOS: LEITURAS E ESCRITAS. VOL. ÚNICO, ED. SCIPIONE
LTDA.
MAGALHÃES, Thereza Anália Cochar e CEREJA, Willian Roberto. Lingua Portuguesa – Linguagens.
Vol. Único, Atual Editora Saraiva Livreiros Editores S/A.
NETO, José de Nicola. e TERRA.Ermani.Língua Portuguesa – De Olho no Mundo do Trabalho – Vol.
Único, Ed. Scipione Ltda.
PATROCÍNIO, Mauro Ferreira do e outros. Língua Portuguesa – Novas Palavras. Vol. Único, Ed. FTD
S/A.
SARMENTO, Leila Lauar e TUFANO, Douglas. Língua Portuguesa – Literatura, Gramática, Produção
de Textos. Vol. Único, Ed. Moderna Ltda.
SILVA, Simone Gonçalves da e outros. Língua Portuguesa. Vol. Único, Ed. do Brasil S/A.
TAKASAKI, Heloisa Harue. Língua Portuguesa. Vol. Único, Ed. IBEP.

Obras Literárias Indicadas:


1. O Mulato – Aluísio Azevedo
Editora: Ediouro
Distribuidora: Editora do Brasil
Fone: (31) 3273 7862
Site: www.editoradobrasil.com.br

2. O Encontro Marcado – Fernando Sabino


Editora: Record
Distribuidora: Acaiaca
Fone: (31) 2102 9800
Site: www.acaiaca.com.br

3. Palmeira Seca – Jorge Fernando dos Santos


Editora: Atual
Distribuidora: Saraiva
Fone: (31) 3429 8300
Site: www.editorasaraiva.com.br

L.Port.(Ens.Médio)
LÍNGUA ESPANHOLA ENSINO MÉDIO – 2008

HABILIDADES
OBJETIVOS
O candidato deverá revelar
I - Capacidade de compreensão de textos em nível médio.
II - Habilidade de análise, dedução, distinção e seleção.
III - Domínio do vocabulário básico.
IV - Conhecimentos gramaticais:
1. Sistema verbal
- Verbos regulares e irregulares no presente do indicativo e presente do subjuntivo.
- Passados simples e compostos do indicativo.
- Futuro do indicativo.
- Condicional (Futuro do pretérito).
- Pretérito imperfeito do subjuntivo.
- Imperativo afirmativo e negativo.
2. Artigos definidos e indefinidos.
3. Substantivos: gênero, número e grau.
4. Graus do adjetivo.
5. Adjetivos: possessivos, demonstrativos, indefinidos, qualificativos, numerais, interrogativos e
exclamativos.
6. Pronomes pessoais do caso reto e oblíquo, possessivos, demonstrativos, indefinidos, relativos
e interrogativos.
7. Preposições e locuções preposicionais.
8. Advérbios e conjunções.
9. O discurso indireto.
V – Funções comunicativas:
- Agradecer e desculpar-se.
- Cumprimentar.
- Expressar dúvida e certeza.
- Expressar gostos e preferências.
- Expressar sentimentos e emoções.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
A lista abaixo representa apenas uma orientação a título de exemplo:

HERMOSO, A. González, Cuenot, J. R. e Alfaro, M. Sánchez. Gramática de Español


Lengua Extranjera – Curso Práctico. EDELSA – Madrid.

TORREGO, Leonardo Gómez. Gramática Didetica del Espanõl.

SM – Madrid.

VIUDEZ, Francisca Castro, Arrese, Fernando Marín, Galvez, Reyes Morales e Muñoz,
Soledad Rosa. Ven 1 e Ven 2 – Espanhol Lengua Extranjera. EDELSA/EDI 6 – Madrid.

Diccionario Básico de la Lengua Española. Dirección de Aquilino Sánchez. SGEL. Madrid.

Pequeno Dicionário Brasileiro: Espanhol/Português - Português/Espanhol. Coordenação


e revisão de Rebeca Martín - Oficina de Textos - São Paulo.

Leitura, interpretação e exercícios relacionados aos conhecimentos lingüísticos de textos em Língua


Espanhola, retirados de jornais e revistas.
LÍNGUA FRANCESA ENSINO MÉDIO – 2008

HABILIDADES
O candidato deverá revelar:

I - Capacidade de compreensão de textos em nível médio.


II - Habilidade de análise, dedução, distinção e seleção.
III - Habilidade de reconhecimento das estruturas particulares da língua francesa e
conhecimento de seus aspectos fundamentais.
IV - Domínio do vocabulário básico, incluindo:
1. COGNATOS
2. Sinonímia
3. Anatonímia

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CAPELLE, GUY. ESPACES – 1. PARIS, HACHETTE.


________________. Mise ou Point. Niveaux I et II. Ao Livro Técnico/Hachette.
COURTILLON, Janine. Archipel, Livre 1. Ao Livro Técnico/Didier.
GUILLOUS, Lins Maria de Fátima. Le Français à Votre Portée. Livre de Textes. Ao Livro Técnico
S.A.
MAUGER, G. Cours de Langue et de Civilisation Françaises. Paris Hachette. - Vol. 1.
Dicionário Francês–Português.
CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE
LÍNGUA INGLESA – ENSINO MÉDIO – 2008

EIXO TEMÁTICO I: LEITURA


GÊNEROS
Notícias. Artigos. Letras de música. Charges. Provérbios. Fábulas. Histórias em quadrinhos.
Resenhas. Questionários de Pesquisa (Surveys). Diagramas e Gráficos. Manuais de instrução.
Propagandas institucionais. Guias turísticos. Letras de música. Reportagens. Entrevistas.
Classificados. Cartazes. Convites. Verbetes. Rótulos. Anúncios publicitários. Receitas. Biografias
Convites. Provérbios. Bulas de remédio. Contos. Folders. Fábulas. Poemas. Crônicas.
Campos semânticos
Identidade. Cidadania. Educação. Saúde. Pluralidade cultural. Tecnologia. Entretenimento. Cronologia. Meio ambiente. Relações familiares.
Alimentação. Localização e transportes. Trabalho e consumo. Ética e Valores.

Tópicos Habilidades /conteúdos básicos


1. Ler textos autênticos a) Identificar (fazendo uso de skimming) o tema geral do texto e estabelecer
de diferentes gêneros alguns aspectos de suas condições de produção (o gênero a que
(retirados de suportes pertence, função comunicativa, finalidade, suporte, autor, data e local de
variados) sobre diferentes publicação).
assuntos relacionando-os b) Estabelecer relações entre gênero (finalidade do texto, público-alvo etc) e
aos seus diversos usos os recursos lingüísticos e não-lingüísticos (saliências gráficas) utilizados
sociais, tendo em vista a pelo autor.
tendo em vista um nível c) Identificar e/ou estabelecer relações de semelhanças, diferenças,
aprofundado de oposições, contradições e redundância.
compreensão, incluindo d) Localizar informação específica (scanning), de acordo com os objetivos de
os pontos principais e leitura.
os detalhes. e) Inferir o significado de palavras e expressões desconhecidas com base na
temática do texto, no uso do contexto e no conhecimento adquirido de
regras gramaticais e de aspectos lexicais.
f) Identificar e/ou inferir sentido com base nas características lexicais e
sintáticas de alguns dos tipos textuais (argumentações, exposições,
injunções, descrições, narrações).
g) Inferir os efeitos de sentido a partir das escolhas de itens lexicais e de
linguagem figurada feitas pelo autor.
h) Comparar opiniões ou pontos de vista em dois textos sobre o mesmo
tema.
i) Estabelecer relações entre termos, expressões e idéias que tenham o
mesmo referente de modo a construir os elos coesivos (lexicais e
gramaticais).
j) Inferir sentido no processo de interação leitor-texto tendo por base os três
tipos de conhecimento (o prévio ou enciclopédico, o textual e o léxico-
sistêmico).

EIXO TEMÁTICO II : COMPREENSÃO ORAL (ESCUTA)


GÊNEROS
Conversa informal. Diálogos para expressar funções sociais diferentes. Scripts de filmes. Scripts de desenhos animados. Balões de histórias em
quadrinho. Scripts de sitcoms. Conversa telefônica. Mensagens eletrônicas. Trava-línguas. Quadrinhas. Anúncios em alto-falantes. Entrevistas (no rádio ou
na TV). Propagandas (no rádio ou na TV). Documentários (no rádio ou na TV). Programas (de rádio ou de TV).Peças de teatro.

Campos semânticos
Identidade. Educação. Saúde. Pluralidade cultural. Tecnologia. Entretenimento. Cronologia. Meio ambiente. Relações familiares. Alimentação.
Localização e transportes. Trabalho e consumo. Ética e Valores.
Tópicos Habilidades /conteúdos básicos
2. Ouvir textos autênticos a) Identificar a função comunicativa e o gênero textual, o local onde se
de diferentes gêneros passa o evento comunicativo e os falantes envolvidos.
(retirados de suportes b) Identificar informações específicas e estabelecer relações contextuais
variados) e relacioná-los para distinguir pontos de vistas diferentes e para anotar pontos
aos seus diversos usos principais.
sociais, tendo em vista a c) Perceber as marcas do discurso oral (hesitações, indicadores de
compreensão dos pontos interrupção e de mudança de turnos, coloquialismo, contrações de itens
principais do que foi ouvido. lexicais e gramaticais etc.).
d) Construir as intenções explícitas e inferir as implícitas, de acordo com as
intenções comunicativas dos envolvidos na interlocução.
e) Inferir significados com base em marcas sonoras sinalizadoras de
sentido (ritmo, tonicidade, entonação etc.).

EIXO TEMÁTICO III : PRODUÇÃO ESCRITA


GÊNEROS
Guias turísticos. Folders. Reportagens. Manchetes. Resenhas. Cartas. Bilhetes. Cartões postais.
Convites. Anúncios. Relatos de acontecimentos. Relatórios de experiências. Resumos.
Fichamentos. Esquemas e diagramas. Notícias. Artigos. Cartas de leitor. Manchetes. Calendários.
Lembrebes. Diários. Instruções para jogos. Perfis pessoais. Biografias. Listas. Receitas. Poemas.
Campos semânticos
Identidade. Cidadania. Educação. Saúde. Pluralidade cultural. Tecnologia. Entretenimento. Cronologia. Meio ambiente. Relações familiares. Alimentação.
Localização e transportes. Trabalho e consumo. Ética e Valores.

Tópico Habilidades /conteúdos básicos


3. Produzir textos coesos a) Produzir textos coesos e coerentes, ao longo do processo cíclico de
e coerentes de diferentes planejar, revisar, reescrever, produzir e editar, tendo em vista as
gêneros, tendo em vista as condições de produção sob as quais se está escrevendo.
condições de produção b) Fazer uso, nos textos produzidos, de recursos coesivos gramaticais e
(quem escreve, sobre o lexicais como, por exemplo, os pronomes, as conjunções, os
que, para quem, para que, hiperônimos, os sinônimos e os antônimos.
quando, de que forma, c) Fazer uso, nos textos produzidos, de aspectos gramaticais para
onde), relacionando-os aos construir os efeitos de sentido pretendidos.
seus diversos usos nas d) Avaliar e/ou redigir textos argumentativos, considerando as condições
práticas sociais do de produção.
cotidiano que são e) Avaliar e/ou redigir textos expositivos, considerando as condições de
realizadas pela escrita. produção.
f) Avaliar e/ou redigir textos narrativos, considerando as condições de
produção.
g) Identificar e/ou produzir articulações textuais na forma de seqüência de
eventos e/ou enumeração de passos ou estágios.
h) Identificar e/ou produzir articulações textuais na forma de tese-
argumento.
i) Identificar e/ou produzir articulações textuais na forma de fato-opinião.
j) Identificar e/ou produzir articulações textuais na forma de comparação-
contraste.
k) Produzir efeitos de sentido pretendidos pelo uso de notações como
travessão, aspas, itálico, negrito, letras maiúsculas, dois pontos e
reticências.
l) Ordenar parágrafos de modo a reconstruir a seqüência dos textos
originais

EIXO TEMÁTICO IV : PRODUÇÃO ORAL


GÊNEROS
Conversa informal. Diálogos para expressar diversas funções sociais. Conversa telefônica. Entrevistas. Questionários (surveys). Recados. Mensagens
eletrônicas. Lembretes. Entrevistas (no rádio ou na TV). Programas (de rádio ou de TV. Propagandas (no rádio ou na TV). Documentários (no rádio ou na
TV). Instruções de uso. Instruções de seqüência de passos ou estágios. Apresentações com suporte escrito. Relatos de acontecimentos.
Campos semânticos
Identidade. Cidadania. Educação. Saúde. Pluralidade cultural. Tecnologia. Entretenimento. Cronologia. Meio ambiente. Relações familiares.
Alimentação. Localização e transportes. Trabalho e consumo. Ética e Valores.

Tópico Habilidades /conteúdos básicos


4. Falar, fazendo uso a) Interagir por meio da língua estrangeira para cumprimentar, despedir-se,
da língua estrangeira elogiar, convidar, recusar e aceitar convites, reclamar, dar opiniões, assim
para atingir propósitos como para a comunicação oral na sala de aula (pedidos de esclarecimentos,
reais de comunicação pedidos de licença para entrar e sair da sala, empréstimos de materiais).
em função dos b) Usar a língua estrangeira nas interações propostas para as situações de
objetivos, da situação aprendizagem nas atividades de “faz de conta” (role play).
de interlocução e das c) Identificar e/ou fazer uso de palavras e expressões próprias da linguagem
características dos oral (hesitações, sinais de interrupção, coloquialismos, contrações, sinais de
interlocutores. início e fim da fala etc.) e de marcas de colaboração do ouvinte (fillers) no
processo da interação oral.
d) Identificar e/ou produzir as diferentes pronúncias para o “–ed” em verbos e
adjetivos.
e) Identificar e/ou produzir as diferentes pronúncias para o “–s” em verbos na
terceira pessoa do singular ou no plural dos substantivos.

EIXO TEMÁTICO V : CONHECIMENTO LÉXICO-SISTÊMICO (QUE SUBJAZ A PRÁTICA SOCIAL DE TEXTOS ORAIS E
ESCRITOS DOS VÁRIOS GÊNEROS).
GÊNEROS
Notícias. Artigos. Letras de música. Charges. Provérbios. Fábulas. Histórias em quadrinhos.
Resenhas. Questionários de Pesquisa (Surveys). Diagramas e Gráficos. Manuais de instrução.
Propagandas institucionais. Guias turísticos. Notícias. Artigos. Letras de música.

Conversa informal. Diálogos para expressar diversas funções sociais. Scripts de filmes. Scripts
de desenhos animados. Balões de histórias em quadrinho.
Guias turísticos. Folders. Reportagens. Manchetes. Resenhas. Cartas. Bilhetes. Cartões postais.
Convites. Anúncios. Relatos de acontecimentos. Relatórios de experiências. Resumos.
Fichamentos. Esquemas e diagramas.
Conversa informal. Diálogos para expressar diversas funções sociais. Conversa telefônica.
Entrevistas. Questionários (surveys). Recados
Campos semânticos
Identidade. Cidadania. Relações familiares. Educação. Pluralidade cultural. Tecnologia. Entretenimento. Meio ambiente. Saúde. Alimentação.
Localização e transportes. Trabalho e consumo. Cronologia. Ética e Valores.

Tópico Habilidades /conteúdos básicos


5. Usar os aspectos a) Reconhecer as funções comunicativas de aspectos do sistema gramatical
léxico-sistêmicos para (imperativo, modais, discurso direto e indireto, voz passiva), assim como
compreender e produzir os efeitos de sentido que ajudam a construir nos vários gêneros textuais.
textos orais e escritos. b) Identificar e/ou fazer uso adequado dos marcadores do discurso
(palavras de ligação) e das relações semânticas que ajudam a
estabelecer.
c) Identificar e/ou fazer uso adequado dos pronomes e das relações de
coesão gramatical que ajudam a estabelecer.
d) Fazer uso adequado do presente perfeito e do presente pefeito
contínuo no processo de recepção /produção do texto oral e escrito.
e) Fazer uso adequado do passado perfeito e passado perfeito contínuo
no processo de recepção/ produção do texto oral e escrito.
f) Fazer uso adequado dos diversos tipos de futuro no processo de
recepção/ produção do texto oral e escrito
g) Fazer uso adequado dos modais no processo de recepção/produção do
texto oral e escrito.
h) Fazer uso adequado do gerúndio e infinitivo no processo de
recepção/produção do texto oral e escrito.
i) Fazer uso adequado do discurso direto e indireto no processo de
recepção/produção do texto oral e escrito.
j) Fazer uso adequado da ordem de palavras no processo de
recepção/produção do texto oral e escrito.
k) Reconhecer e/ou produzir a forma escrita de valores, numerais cardinais e
ordinais, datas e números de telefone.
l) Formar conjuntos lexicais com itens do mesmo campo semântico.
m) Formar pares de sinônimos, de antônimos e de palavras relacionadas.
n) Formar novas palavras pelo acréscimo de prefixos e sufixos.
o) Distinguir sons de vogais, ditongos e consoantes.
p) Distinguir aspectos básicos de entonação, ritmo e tonicidade.

Referências Bibliográficas

MARQUES, Amadeu. Inglês. Série novo ensino médio. Volume único. São Paulo: Ática, 2000.
MICHAELLES. Moderno Dicionário: Inglês/Português/Português/Inglês. São Paulo: Saraiva, 2000.
PRESCHER, Elizabeth et ali. Graded English. Volume único. São Paulo: Moderna, 2002.
TOMPSON, Patrick W., BRENNAN, Dave K., JÚNIOR, Vidal Serrano. English at hand. São Paulo:
FTD, 2002.
TORRES, Nelson. Gramática prática da Língua Inglesa: o inglês descomplicado. São Paulo:
Saraiva, 2000.
WATKINS, M., PORTER, Timoty. Gramática da Língua Inglesa. São Paulo: Ática, 2002.

L.Inglesa (Ens. Médio)


CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE
MATEMÁTICA – ENSINO MÉDIO – 2008

EIXO TEMÁTICO I : NÚMEROS, CONTAGEM E TRATAMENTO DE DADOS


TEMA : NÚMEROS
Tópicos Habilidades básicas
1) Números racionais e dízimas 1a) Associar a uma fração sua representação decimal e vice-versa.
Periódicas
2) Números irracionais e dízimas 2a) Reconhecer uma dízima não periódica como uma representação de um
não periódicas. número irracional (não racional).
2b) Utilizar um racional como uma aproximação de um irracional para situá-lo na
reta numérica.
2c) Estimar resultados que envolvam números irracionais aproximando-os por
racionais.
3) Conjunto dos números reais 3a) Compreender a definição de raiz quadrada.
3b) Resolver problemas que envolvam a raiz quadrada de um número real não
negativo.
3c) Utilizar a calculadora para obter um valor aproximado da raiz quadrada de
um número.
4)Potências de dez e ordem de 4a) Resolver problemas que envolvam operações elementares com números
grandeza muito grandes ou muito pequenos.
4b) Fazer estimativas da ordem de grandeza em medições, contagens,
capacidades, operações.
TEMA: CONTAGEM
Tópicos Habilidades básicas
5) Contagem do número de 5a) Resolver problemas que envolvam o cálculo do número de elementos
elementos de uma união de da união de conjuntos disjuntos.
conjuntos. 5b) Resolver problemas que envolvam o cálculo do número de elementos da
união de dois conjuntos.
6) Conjuntos e conjuntos 6a) Identificar conjuntos ordenados (seqüências) e não ordenados.
ordenados (ou seqüências) 6b) Identificar em situação-problema agrupamentos associados a conjuntos
ordenados e a conjuntos.
7) Princípio multiplicativo 7a) Resolver problemas utilizando o princípio multiplicativo.
8a) Reconhecer situações em que os agrupamentos são distinguíveis pela
ordem de seus elementos ou não.
8b) Resolver problemas que envolvam a identificação e o cálculo do número de
arranjos sem repetição.
8c) Resolver problemas que envolvam a identificação e o cálculo do número de
combinações sem repetição.
8d) Resolver problemas que envolvam a identificação e o cálculo do número de
8) Arranjos, combinações e permutações sem repetição.

permutações sem repetição

TEMA: PROBABILIDADE
Tópicos Habilidades básicas
9) Evento e espaço amostral 9a) Reconhecer o caráter aleatório de variáveis em situações-problema.
9b) Identificar o espaço amostral em situações-problema.
10) Probabilidade 10a) Realizar experimentos para estimar a probabilidade de eventos.
10b) Resolver problemas que envolvam o cálculo de probabilidade de eventos.

TEMA: ESTATÍSTICA
Tópicos Habilidades básicas
11) Organização de um conjunto de 11a) Organizar e tabular um conjunto de dados.
dados 11b) Interpretar e utilizar dados apresentados em tabelas.
12) Gráficos de segmentos, colunas, 12a) Representar um conjunto de dados graficamente.
setores. 12b) Selecionar a maneira mais adequada para representar de um conjunto de
dados.
12c) Interpretar e utilizar dados apresentados graficamente.
13) Médias aritmética 13a) Compreender o significado da média aritmética.
13b) Resolver problemas que envolvam a média aritmética.
14) Média ponderada 14a) Compreender o significado da média ponderada.
14b) Resolver problemas que envolvam a média ponderada.
EIXO TEMÁTICO II: FUNÇÕES ELEMENTARES E MODELAGEM
TEMA: FUNÇÕES
Tópicos
Habilidades básicas
15) Função do primeiro grau 15a) Identificar e utilizar a função linear para representar relações
numéricas entre grandezas diretamente proporcionais.
15b) Reconhecer funções do primeiro grau como as que têm variação constante.
15c)Reconhecer e representar graficamente funções do primeiro grau.
15d) Reconhecer funções do primeiro grau crescentes ou decrescentes.
15e) Identificar os intervalos em que uma função do primeiro grau é positiva ou
negativa.
15f) Reconhecer uma progressão aritmética em um conjunto de dados
apresentados em uma tabela, seqüência numérica ou em situações-problema.
15g) Reconhecer uma progressão aritmética como uma função do primeiro grau
definida no conjunto dos números inteiros positivos.
16) Progressão aritmética 16a) Identificar numa progressão aritmética seu o termo geral.
16b) Resolver problema simples que envolvam a soma dos n primeiros
termos de uma progressão aritmética.
17) Inequações do primeiro grau 17a) Identificar uma inequação do primeiro grau com o sinal de uma função
do primeiro grau em um intervalo.
17b) Resolver problemas que envolvam uma inequação do primeiro grau.
18) Função do segundo grau 18a) Reconhecer e representar graficamente funções do segundo grau.
18b) Identificar os intervalos em que uma função do segundo grau é positiva ou
negativa.
18c) Resolver situações-problema que envolvam as raízes de uma função do
segundo grau.
18d) Resolver problemas de máximos e mínimos que envolvam uma função
do segundo grau.
19) Inequações do segundo grau 19a) Identificar uma inequação do segundo grau com o sinal de uma função
do segundo grau em um intervalo.
19b) Resolver problemas que envolvam uma inequação do segundo grau.
20) Função exponencial 20a) Reconhecer em situações-problema crescimento ou decrescimento
geométrico.
20b) Reconhecer uma progressão geométrica em um conjunto de dados
apresentados em uma tabela, seqüência numérica ou em situações-problema.
20c) Reconhecer uma progressão geométrica como uma função da
bx
forma f ( x ) = ka definida no conjunto dos números naturais.
20d) Utilizar a exponencial para expressar o valor das prestações em um
financiamento.
20e) Identificar exponencial crescente e exponencial decrescente.
20f) Identificar fenômenos de crescimento ou decrescimento exponencial que
surgem em outras áreas.
20g) Resolver problemas que envolvam uma função do tipo f ( x ) = ka bx .
bx
20h) Reconhecer o gráfico de uma função do tipo f ( x ) = ka .
21) Equações exponenciais 21a) Resolver equações exponenciais simples.
22) Progressão geométrica 22a) Identificar numa progressão geométrica seu o termo geral.
22b) Resolver problema simples que envolvam a soma dos n primeiros termos
de uma progressão geométrica.
23) Função logarítmica 23a) Reconhecer a função logarítmica com a inversa da função exponencial.
23b) Utilizar em problemas as propriedades operatórias da função logarítmica.
23b) Resolver problemas que envolvam uma função logarítmica.
23c) Reconhecer o gráfico de uma função logarítmica.
24) Sistema de equações 24a) Resolver um sistema de equações lineares com duas variáveis e interpretar
lineares o resultado geometricamente.
24b) Resolver problemas que envolvam a resolução e discussão de um sistema
de equações lineares.
TEMA: MATEMÁTICA FINANCEIRA
Tópicos Habilidades básicas
25) Matemática financeira 25a) Resolver problemas que envolvam o conceito de porcentagem.
25b) Reconhecer o conceito de juros simples e composto em situações-problema
que envolvam juros.
25c) Resolver problemas que envolvam o conceito de juros simples.
25d) Resolver problemas que envolvam o conceito de juros compostos.
25e) Resolver situações-problema que envolvam cálculo de prestações em
financiamentos, com ou sem o uso da calculadora.
25f) Resolver situações-problema que envolvam estimativas dos juros cobrados
em um financiamento com o uso ou não da calculadora.

EIXO TEMÁTICO III: GEOMETRIA E MEDIDAS


TEMA: SEMELHANÇA E TRIGONOMETRIA
Tópicos Habilidades básicas
26) Teorema de Tales e semelhança 26a) Resolver problemas que envolvam o teorema de Tales.
de triângulos 26b) Resolver problemas que envolvam semelhança de triângulos.
26c) Relacionar áreas e perímetros de triângulos semelhantes.
27) Trigonometria no triângulo 27a) Reconhecer o seno, cosseno e a tangente como razões de semelhança e
retângulo as relações entre elas.
27b) Resolver problemas que envolvam as razões trigonométricas: seno,
cosseno e tangente.
27c) Calcular o seno, cosseno e tangente de 30o, 45o e 60º.
28) Trigonometria no círculo e 28a) Calcular o seno, cosseno e a tangente dos arcos notáveis: 0o, 90o, 180o,
funções trigonométricas. 270o e 360º.
28b) Utilizar a relação entre radianos e graus.
28c) Reconhecer no círculo trigonométrico a variação de sinais, crescimento e
decrescimento das funções seno e cosseno.
28d) Identificar no círculo trigonométrico o período das funções seno e cosseno.

TEMA: CONSTRUÇÕES GEOMÉTRICAS


Tópicos Habilidades básicas
29) Construções geométricas com 29a) Reconhecer propriedades geométricas que justifiquem as construções com
régua e compasso régua e compasso.
29b) Construir com régua e compasso e justificar: a mediatriz de um segmento, a
bissetriz de um ângulo, a altura de um triângulo, retas paralelas, retas
perpendiculares, triângulos dados três de seus elementos, hexágono.
29c) Construir com régua e compasso os pontos notáveis de um triângulo:
baricentro, ortocentro, incentro e circuncentro.
TEMA: GEOMETRIA ANALÍTICA
Tópicos Habilidades básicas
30) Plano cartesiano 30a) Identificar e localizar pontos no plano cartesiano.
30b) Resolver problemas que envolvam simetrias no plano cartesiano.
30c) Resolver problemas que envolvam o cálculo da distância entre dois pontos
no plano cartesiano.
30d) Reconhecer e determinar a equação da reta conhecendo-se dois de seus
pontos ou um ponto e sua inclinação dados algebricamente.
30e) Reconhecer e determinar a equação da reta conhecendo-se dois de seus
pontos ou um ponto e sua inclinação, em que os pontos são dados por suas
representações no plano cartesiano.
30f) Identificar a posição relativa de duas retas a partir de seus coeficientes.
30g) Reconhecer e determinar a equação de uma circunferência conhecidos seu
centro e seu raio.
TEMA:GEOMETRIA DE POSIÇÃO NO ESPAÇO
Tópicos Habilidades básicas
31) Prismas e cilindros 31a) Identificar os elementos de um prisma e de um cilindro.
31b) Resolver problemas que envolvam o cálculo da diagonal de um
paralelepípedo retângulo.
31c) Identificar as seções feitas por planos paralelos à base ou contendo o eixo
de simetria de um cilindro reto.
32) Pirâmides e cones 32a) Identificar os elementos de uma pirâmide e de um cone.
32b) Identificar as seções feitas por planos paralelos à base de uma pirâmide ou
um cone.
33) Esferas e bolas 33a) Identificar os elementos de uma esfera e de uma bola.
33b) Identificar as interseções entre planos e esferas.
34) Planificações de figuras 34a) Reconhecer a planificação de figuras tridimensionais mais usuais: cubo,
tridimensionais paralelepípedo retangular, prismas retos, pirâmide, cilindro e cone.
34b) Construir figuras tridimensionais a partir de planificações.
34c) Calcular área lateral ou total de uma figura tridimensional a partir de sua
planificação.
34d) Resolver problemas de construção de embalagens e outros objetos que
envolvam planificações.
35) Posição relativa entre retas e 35a) Reconhecer posições relativas entre retas: paralelas, concorrentes,
planos no espaço perpendiculares e reversas.
35b) Reconhecer posições relativas entre retas e planos: concorrentes,
perpendiculares e paralelos.
35c) Reconhecer posições relativas entre planos: paralelos, perpendiculares e
concorrentes.
TEMA: GEOMETRIA MÉTRICA
Tópicos Habilidades básicas
36) Áreas laterais e totais de figuras 36a) Resolver problemas que envolvam o cálculo da área lateral ou total de
tridimensionais figuras tridimensionais.
37) Volumes de sólidos 37a) Resolver problemas que envolvam o cálculo de volume de sólidos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

LONGEN, Adilson. Matemática. Vol. Único 3 Séries, Ed. Nova Didática Ltda.
_______________. Matemática: Uma Atividade Humana. Vol. Único 3 Anos, Base Editora e Gerenciamento
Pedagógico.
BIANCHINI, Edwaldo Roque e PACCOLA, Herval. Matemática 1ª Série, Ed. Moderna Ltda.
______________________. Matemática 2ª Série, Ed. Moderna Ltda.
______________________. Matemática 3ª Série, Ed. Moderna Ltda.
DANTE, Luiz Roberto. Matemática. Vol. Único 3 Séries, Ed. Ática Ltda.
PAIVA, Manoel Rodrigues. Matemática. Vol. Único 3 Séries, Ed. Moderna Ltda.
ZAMPIROLO, Maria José C. de Vasconcelos e outros. Matemática. Vol. Único 3 Séries, Ed. do Brasil Ltda.
AUGUSTO, Oscar. e NETO, Guelli. Matemática. Vol. Único 3 Séries, Ed. Ática Ltda.
SMOLE, Kátia Cristina Stocco e outros. Matemática 1ª Série, Saraiva Livreiros Editoras Ltda.
________________________. Matemática 2ª Série, Saraiva Livreiros Editoras Ltda.
________________________. Matemática 3ª Série, Saraiva Livreiros Editoras Ltda.
SILVA, Cláudio Xavier da e FILHO, Benigno. Matemática – Aula por Aula – Vol. Único 3 Anos, Ed. FTD S/A
IEZZI, GERSON E OUTROS. M ATEMÁTICA – CIÊNCIA E APLICAÇÕES. VOL. ÚNICO 3 ANOS, SARAIVA LIVREIROS EDITORAS LTDA.

Mat.(Ens. Médio)
CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE
GEOGRAFIA – ENSINO MÉDIO – 2008

Eixo Temático i: Problemas e perspectivas do urbano


Tema: O processo de urbanização contemporâneo: a cidade e a metrópole, o trabalho, o
lazer e a cultura
Tópicos Habilidades básicas
1 - cidade/metrópole -Reconhecer o uso da escala cartográfica como forma de organizar informações sobre
fenômenos urbanos, sua distribuição e freqüência, resguardando as relações da escala local,
regional com a global.
-Analisar os fenômenos urbanos relacionados à globalização, blocos regionais,
desenvolvimento local e identidades locais tendo em vista a incorporação de tecnologias.
-Reconhecer a fragmentação na metrópole nos fenômenos de não-trabalho.

2 - Espaço urbano -Comparar, a partir de dados diversos, as mudanças ocorridas na produção do espaço
urbano em decorrência da globalização e do sistema técnico informacional, prognosticando
cenários do futuro.
-Analisar as mudanças nas relações sociais do trabalho na cidade, relacionando o índice de
emprego e desemprego, os avanços tecnológicos, as mudanças estruturais em relação às
empresas/emprego com o avanço da informalidade no mundo do trabalho.
-Analisar as situações que explicam a distribuição, localização e freqüência das atividades
que evidenciam a vida 24 horas.

3 - Infra-estrutura -Reconhecer cotidianos na interpretação da paisagem urbana, identificando o que a cultura e


urbana e o trabalho conferiram para a identidade de um lugar e como as pessoas têm acesso aos
qualidade de vida serviços de infra-estrutura, às oportunidades de trabalho de lazer e aos direitos de cidadania.
-Reconhecer a relação de Produção e Consumo na cidade investigando espaços de produção
e de consumo para avaliar a qualidade de vida no ambiente.
-Identificar o papel do comércio, transportes e comunicações na construção do espaço e na
rede urbana.

4 - Território e terri- -Representar na planta da cidade os espaços de produção, localizando a base territorial de
torialidade poder dos serviços, comércio e indústria.
-Reconhecer os conceitos de território e territorialidade na análise das situações que
produzem a vida na cidade.
-Relacionar o crescimento da economia informal com o surgimento de novas territorialidades
e espacialidades.

5 - Redes e região -Reconhecer as relações das metrópoles e das cidades globais como poderosos
entroncamentos de múltiplas redes.
-Identificar na densa rede urbana contemporânea a hierarquia de funções e centralização das
atividades produtivas, culturais e de serviços.
-Analisar o impacto das transformações naturais, sociais, econômicas, culturais e políticas na
identidade, territorialidade e espacialidade das paisagens urbanas, destacando os aspectos
referentes a escalas locais e planetárias sem descuidar das regionais.

6 - Políticas Públicas -Reconhecer nas paisagens patrimoniais urbanas, as temporalidades nelas implícitas e as
Urbanas: público práticas de preservação propostas pelas políticas públicas.
e privado -Aplicar a escala geográfica em estudos que buscam compreender as paisagens urbanas
com vistas a destacar a freqüência e a distribuição e concentração dos sem teto, sem
trabalho, sem educação, sem saúde, sem terra comparando-os com os direitos de
cidadania.
-Compreender as políticas públicas urbanas identificando e analisando as situações delas
decorrentes em diferentes cidades e países.

7 - Patrimônio cultural -Ler, analisar e interpretar o patrimônio da cidade/metrópole mapeando o seu uso como lazer
e ambiental e cultura pelos trabalhadores.
-Identificar as causas, conseqüências e soluções para os problemas socioambientais
contemporâneos..
-Compreender a importância do planejamento e gestão da cidade como instrumento de
justiça ecológica, melhoria da qualidade de vida e conquista na defesa do patrimônio.
8 - Identidade Cultural -Identificar, comparar e concluir como a cultura e o trabalho contribuem para a formação da
identidade de um lugar.
-Reconhecer no cotidiano da vida urbana de diferentes lugares a singularidade da identidade
cultural.
-Reconhecer as relações e contradições implicadas na mundialização dos fenômenos
culturais que incidem sobre a identidade de um lugar nas diferentes escalas – local, regional,
nacional.

9 - Espacialidade -Identificar em imagens os fenômenos da metropolização: fluxo de pessoas, serviços,


especulação imobiliária, lazer.
-Analisar nas paisagens urbanas os processos que os conformam em sua espacialidade,
com destaque para os efeitos da globalização e fragmentação.
-Reconhecer as singularidades e contradições expressas nas espacialidades urbanas.

10 - Gestão da cidade -Ler, analisar e interpretar mapas temáticos que destaquem como os processos de gestão da
cidade evidenciam os tempos desiguais na vida urbana e a qualidade de vida.
-Analisar dados que evidenciam as ambigüidades no planejamento territorial da cidade
envolvendo as esferas do mercado imobiliário, da sociedade civil e do poder público.
-Compreender no cotidiano da vida urbana de diferentes lugares, os fenômenos que
evidenciam a gestão da cidade.

Eixo Temático ii : As transformações no mundo rural


TEMA: AS NOVAS TERRITORIALIDADES NO CAMPO
Tópicos Habilidades básicas
11 - Estrutura -Ler e interpretar mapas temáticos referentes à distribuição de terras no Brasil e no mundo.
fundiária -Diferenciar o minifúndio, latifúndio, explicando a estrutura fundiária brasileira.
-Compreender que a atividade agrária teve um papel de destaque na maior parte da nossa
história econômica com conseqüências que ficaram marcadas no latifúndio, no uso do
trabalho escravo e no patriarcalismo.

12 - Espacialidade -Ler, analisar e interpretar mapas, gráficos e tabelas como formas de representação dos
rural fenômenos espaciais que expressam a vida no campo.
-Identificar e interpretar a distribuição dos fenômenos, socioespaciais na espacialização do
novo rural urbano.
-Reconhecer, a partir da seleção e comparação, os fenômenos espaciais que evidenciam as
transformações no mundo rural, com ênfase para a vida no campo no Brasil em relação a
outros países.

13 - Desenvolvimento -Analisar as relações entre conservação e degradação do solo, da vegetação, dos rios e da
sustentável no fauna nas práticas sociais do espaço rural mundial contemporâneo e suas conseqüências
campo para a vida no planeta em diferentes linguagens da mídia.
-Reconhecer a região do cerrado brasileiro como espaço de produção, decorrente da
implantação das novas tecnologias relacionadas à revolução tecnológica, avaliando seus
impactos ambientais.
-Analisar a territorialidade dos agronegócios no campo brasileiro, relacionados aos impactos
ambientais e à agricultura sustentável.

14 - Territorialidades -Reconhecer e contextualizar os projetos agropecuários mineiros como o do Jaíba dentro da


no campo economia de Minas Gerais, do Brasil e da América Latina.
-Conhecer e problematizar a força do cooperativismo, no Brasil e no mundo, como forma de
desenvolvimento rural.
-Reconhecer nas territorialidades rurais, as pluriatividades e conflitos por terra, decorrentes
das novas relações territoriais estabelecidas no campo brasileiro, identificando suas
transformações.

15 - Relação campo e -Ler e interpretar materiais imagéticos que revelam aspectos relevantes de fenômenos
cidade sociais, políticos, econômicos da relação campo e cidade.
-Comparar os problemas do campo com os da cidade interpretando e relacionando o papel
da população no processo de urbanização.
-Reconhecer a influência do espaço urbano no meio rural analisando as atividades e a
interferência da agroindústria no campo gerando os conflitos pela terra.

16 - Reforma agrária/ -Reconhecer nos mapas, gráficos e tabelas a força dos movimentos sociais e do
movimentos cooperativismo rural brasileiro, interpretando suas territorialidades.
sociais -Analisar as origens dos movimentos sociais latino-americanos no campo interpretando suas
identidades com a terra.
-Conhecer a atual política de créditos e financiamentos destinados ao pequeno produtor
brasileiro avaliando as formas de fixação do homem ao campo.

17 - Produção e -Ler e interpretar mapas, gráficos e tabelas sobre os fenômenos sociais e econômicos
tecnologia no relacionados à produção agrária do Brasil, a partir da análise histórica da agricultura
campo brasileira e dos produtos que tiveram destaque na economia do país.
-Entender a participação das multinacionais no campo e seu papel nas exportações
brasileiras.
-Analisar as transformações socioespaciais que vem ocorrendo no campo brasileiro
em decorrência de sua modernização.

18 - Trabalho no -Identificar as principais características do espaço agrário industrializado e o sistema de


campo trabalho existente, explicando as novas relações de trabalho no campo. .
-Analisar os hábitos e costumes populações tradicionais identificando nelas as formas de
trabalho que preservam o ambiente rural.
-Ler e interpretar mapas e gráficos que explicam o fenômeno da inclusão e exclusão da mão-
de-obra no campo, avaliando sua localização e distribuição.
19 - Espaço rural -Ler e interpretar a paisagem rural e a nova ruralidade expressa nos fenômenos
socioeconômicos e culturais das regiões agropecuárias do Brasil e do mundo.
-Analisar a utilização agrícola da área de cerrado como alternativa de produção de alimentos
de forma sustentável.
-Identificar na espacialidade do campo brasileiro a expansão e consolidação dos
agronegócios analisando o reordenamento dos complexos agroindustriais.
20 - Diversidade -Identificar nas propagandas do terceiro setor, o uso das populações ribeirinhas, povos
cultural coletores, caiçaras, quilombolas e outros, como sujeitos das permanências e
resistências, relacionando seu modo de vida ao desenvolvimento sustentável.
-Relacionar a revitalização das tradições culturais rurais com sua inclusão nos projetos
turísticos das regiões brasileiras, asiáticas e africanas.
-Analisar as tradições culturais rurais, avaliando suas contribuições para o desenvolvimento
de práticas agrícolas mais sustentáveis no meio rural.

EIXO TEMÁTICO III: MUTAÇÕES NO MUNDO NATURAL


Tema: Aquecimento global e mudança climática
Tópicos Habilidades básicas
21 - Domínios de -Identificar os domínios de natureza que compõem o território brasileiro avaliando a
natureza no interferência humana nos grandes domínios florestais do país.
Brasil -Avaliar os domínios da Caatinga e do Cerrado sob a ótica da originalidade climática,
hidrológica e pedológica relacionando as possibilidades e os limites de seu uso pela
agricultura..
-Explicar os domínios de natureza do Brasil Meridional através dos condicionantes climático e
geológico.

22 - Desertificação -Analisar os custos da desertificação em nível de impactos naturais, sociais, econômicos,


urbanos e institucionais através de comparação de dados expressos em mapas e gráficos.
-Localizar o fenômeno da desertificação ecológica no mundo relacionando sua área de
abrangência com as características dos países endividados e periféricos.
-Analisar a desertificação no estado de Minas Gerais: área de abrangência, localização
geográfica, municípios em situação de risco, conseqüências de âmbito natural, social, urbano,
institucional, os programas de combate e os resultados obtidos.

23 - Fontes de energia -Avaliar a atual matriz energética da sociedade industrial por meio de mapas temáticos,
comparando os dados.
-EXPLICAR A GEOPOLÍTICA DO PETRÓLEO CONTEXTUALIZANDO-A COM O FUTURO DA ENERGIA DOS
HIDROCABONETOS NO ATUAL CENÁRIO DE PRODUÇÃO, CONSUMO, POLUIÇÃO E RESERVAS.
-Reconhecer a nova geração de tecnologias energéticas do Século XXI avaliando suas
vantagens e desvantagens.

24 - Dinâmica terrestre -Localizar e explicar paisagens que evidenciam a dinâmica terrestre, avaliando seu uso como
atratividade das áreas turísticas.
-Identificar, num prognóstico, os possíveis impactos do aquecimento global na dinâmica
terrestre.
-Explicar o mecanismo de formação de ilhas de calor, chuva ácida e efeito estufa.
25 - Ordem Ambiental -Relacionar a mudança de matriz energética e o programa do "Sequestro do Carbono" com
Internacional as proposições acordadas no Protocolo de Kyoto (1997), posicionando-se frente ao proposto.
-Compreender e explicar o significado do programa "Seqüestro do Carbono" proposto pelo
Protocolo de Kyoto, avaliando o desenvolvimento desses programas no território brasileiro.
-Analisar as políticas públicas em nível nacional e internacional, seus acordos e controles de
gestão ambiental para o resguardo do patrimônio ambiental do planeta.
26 - Desenvolvimento -Avaliar, sob a ótica da sustentabilidade, as formas de organização econômica da sociedade
sustentável industrial e suas implicações na desordem ecológica planetária.
-Reconhecer em dimensão escalar outras formas de pensar/sentir/interferir na realidade em
busca de soluções mais sustentáveis para os problemas socioambientais do planeta.
-Analisar as contradições do desenvolvimento sustentável sob a ótica das noções de
desenvolvimento e crescimento.

27 - Padrão de -Analisar, sob a ótica da sustentabilidade, os padrões de produção e consumo que têm
produção e referenciado o desenvolvimento econômico capitalista.
consumo -Explicar a relação entre o efeito estufa e o buraco da camada de ozônio com o padrão de
produção e consumo.

28 - Diversidade -Identificar o que é mito e realidade na discussão acerca da megadiversidade brasileira.


biológica -Avaliar os limites e possibilidades do trabalho compartilhado entre Organizações Não
Governamentais e empresas transnacionais com vistas à manutenção da diversidade
biológica, combate à biopirataria e o “seqüestro do carbono”.
-Justificar a presença de projetos integrados do ponto de vista social, econômico e ecológico
em áreas de ocorrência da Mata Atlântica, embora ela represente somente 7,3% de seu
território original.

29 - Aquecimento -Avaliar a mudança climática a partir do aquecimento global e demonstrar visão crítica ao
global compreender a teia complexa de problemas de natureza social, natural e econômica, do local
ao global, deixando a descoberto as polêmicas que o envolvem.
-Explicar o mecanismo dos fenômenos El Niño e La Niña e sua relação com as mudanças
climáticas globais, localizando sua área de ocorrência no planeta, suas causas e efeitos.
-Analisar os poluentes que desencadeiam o aquecimento e a mudança climática opinando
sobre a postura dos países que não assinaram o Protocolo de Kyoto.

30 - Recursos hídricos -Localizar as regiões hidroconflitivas do planeta, avaliando as políticas em nível nacional e
internacional para sua gestão.
-Interpretar fenômenos meteorológicos relacionados aos recursos hídricos contidos em
linguagens cartográfica e estatística.
-Explicar as transformações geográficas nas regiões atingidas pela construção de
barragens identificando as críticas e contestações de que são alvo.

EIXO TEMÁTICO IV: OS CENÁRIOS DA GLOBALIZAÇÃO E FRAGMENTAÇÃO

Tema: As novas fronteiras do capitalismo global: os territórios nas novas regionalizações


Tópicos Habilidades básicas
31 - Fluxos -Reconhecer na mídia impressa e visual as diversas representações da globalização
econômicos identificando os fluxos econômicos e as relações comerciais entre blocos econômicos e
países.
-Comparar e analisar os fluxos financeiros e suas implicações na reorganização do capital, no
atual estágio da globalização.
-Analisar as relações geopolíticas decorrentes dos fluxos econômicos que expressam uma
territorialidade visível em diferentes paisagens.

32 - Desterritorializa- -Reconhecer as desigualdades mantidas e provocadoras de exclusão e segregação


ção e as Redes de socioespacial em diferentes fontes imagéticas, na análise de gráficos e tabelas.
solidariedade -Identificar o crescimento das redes de solidariedade no Brasil e no mundo interpretando sua
interferência na vida dos desterritorializados.
-Explicar os tipos de relações sociais, culturais e econômicas existentes no território
relacionando-as com os lugares, suas estratégias de segregação e exclusão das populações
marginalizadas.
33 - Terceiro setor -Ler, analisar e interpretar mapas, tabelas e gráficos como portadores de informação da
freqüência, distribuição e localização do terceiro setor no Brasil e no mundo.
-Interpretar nos cenários da globalização e da fragmentação o que significado o terceiro
setor.
-Identificar e analisar o crescimento do terceiro setor e seu impacto nas políticas dos países
ricos e pobres.

34 - Globalização e -Reconhecer em mapas temáticos os processos de espacialização e territorialização dos


regionalização fenômenos regionais relacionados aos setores produtivos.
-Identificar, a partir da comparação e interpretação a singularidade das identidades regionais
e nacionais, resultantes da fragmentação e da globalização.
-Avaliar as tendências e interferências da globalização em diferentes regiões do mundo,
identificando os movimentos de resistência.

35 - Nacionalismo e -Analisar mapas temáticos que representam fatos e fenômenos dos efeitos da globalização
separatismo no mundo pobre e rico.
-Identificar, caracterizar e estabelecer relações entre os diversos movimentos separatistas,
indicando suas causas e conseqüências.
-Reconhecer a territorialidade dos conflitos separatistas e nacionalistas interpretando os tipos
de resistências que lhes são inerentes.

36 - Novas relações de -Ler e analisar mapas, tabelas, gráficos sobre o processo de globalização no que se refere
trabalho ao crescimento do desemprego, desemprego estrutural e expansão da informalidade.
-Estabelecer relações entre a tecnologia e o atual mercado de trabalho no Brasil e em
diferentes países, analisando os desafios da Educação.
-Analisar as novas possibilidades no mundo do trabalho na era do conhecimento
compreendendo as transformações socioespaciais provocadas pelo uso das novas
tecnologias
37 - Comércio -Ler e comparar mapas temáticos envolvendo o comércio internacional, em diferentes
internacional escalas.
-Interpretar a expansão da China no comércio mundial avaliando o papel das Zonas de
Econômicas Especiais (ZEEs) e os rumos de sua abertura econômica.
-Identificar os indicadores da participação dos países nas rodadas da Organização Mundial
do Comércio – OMC, avaliando o papel dos países emergentes, dentre eles, o Brasil.

38 - Fronteiras -Aplicar o uso das escalas cartográfica e geográfica para identificar e interpretar os efeitos da
migração clandestina na economia mundial analisando o fechamento das fronteiras nos
países ricos.
-Reconhecer que a mais nova divisão internacional do trabalho não mais coincide com as
fronteiras dos estados Nacionais.
-Identificar a interdependência entre governos, empresas, indivíduos, movimentos sociais em
diversos espaços, explicando as fronteiras flexíveis da globalização.

39 - Sociedade da -Reconhecer na midia impressa e visual as diversas representações da globalização.


informação -Identificar os pontos de interconexão das redes mundiais nos fluxos de turismo e serviços
culturais.
-Entender como o mundo globalizado e informatizado gera uma massa de excluídos.

40 - Reordenamento -Localizar a distribuição das indústrias, meios de transporte e telecomunicações nos mapas
do território temáticos, identificando e reordenando suas tipologias.
-Identificar, no Brasil e em diferentes países, cenários criados com os tecnopólos, analisando
sua lógica no movimento de regionalização e globalização.·
- Explicar a organização dos países industrializados compreendendo seu processo de
territorialização e espacialização nas três revoluções industriais.

Referências Bibliográficas

FERRAZ, Sérgio, TOKARSKI, Célia Regina. Geografia. Ensino médio. Curitiba: Educarte.
LAZZARI, Ivan, ONNIG, James. Geografia – A natureza humanizada. Vestibular. São Paulo: FTD,
2001.
LUCCI, Elian Alabi. Geografia – O Homem no espaço – Ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2000.
PIFFER, Osvaldo. Geografia do Brasil – volume único. São Paulo: IBEP, 2001.
______________. Geografia Geral – volume único. São Paulo: IBEP, 2001.
VESENTINI, J. William. Sociedade e espaço, Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Ática, 2004.
VLACH, Vânia. Geografia crítica – O espaço natural e a ação humana. São Paulo: Ática, 2004.

Geogr.(Ens.Médio)
CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE BIOLOGIA - ENSINO MÉDIO - 2008
EIXO TEMATICO I: A TEIA DA VIDA
TEMA : SISTEMAS E ECOSSISTEMAS
Tópico / Habilidade

Tópico 1: Fotossíntese como fonte primária de biomassa, relações alimentares como forma
de transferência de energia e materiais
• Identificar a origem da energia existente em cada nível de organização do ecossistema,
interpretando as relações alimentares
• Interpretar as relações alimentares como uma forma de garantir a transferência de matéria e de
energia do ecossistema.
• Associar as estruturas e comportamentos de adaptação dos seres vivos com os ambientes
que esses seres habitam.
• Reconhecer a adaptação como um conjunto de característica que aumentam as chances de
sobrevivência dos seres vivos
Tópico 2- Energia nos alimentos. A medida e significado de caloria
• Identificar a origem da energia existente em cada nível de organização do ecossistema;
• Identificar em textos ou experimentos informações sobre a quantidade de energia dos
alimentos.
• Escrever pequenas sínteses e relatos orais a respeito da transferência de energia nos
ambientes
• Tópico 3 - O ciclo do C, N, água, Ca e P e o papel dos decompositores no
reaproveitamento dos materiais.
• Traçar o circuito de determinados elementos químicos como o carbono, oxigênio e nitrogênio,
colocando em evidência o deslocamento desses elementos entre o mundo inorgânico (solo,
água, ar) e o mundo orgânico (tecidos, fluidos, e estruturas animais e vegetais)
• Analisar esquemas presentes em textos científicos sobre o ciclo dos materiais
Tópico 4 - Interferência humana nos ciclos dos materiais provocando a degradação dos
ambiente
• Analisar a maneira como o ser humano interfere nos ciclos dos materiais para recriar sua
existência, retirando materiais numa velocidade superior a que podem ser repostos
naturalmente ou devolvendo em quantidades superiores às suportadas pelos ecossistemas até
que a degradação deles se complete.
• Analisar dados sobre intensificação do efeito estufa, diminuição da taxa de oxigênio no
ambiente aquático e uso intensivo de fertilizantes nitrogenados, associando-os às interferências
humanas nos ciclos naturais dos elementos químicos.
Tópico 5 - Formas de minimizar os efeitos da poluição e níveis de responsabilidade. A
influência da tecnologia na qualidade de vida.
• Avaliar diferentes medidas que minimizem os efeitos das interferências humanas nos ciclos da
matéria;
• Descrever as características de regiões poluídas, identificando as principais fontes poluidoras
do ar,
• da água e do solo.
Tópico 6 - Os efeitos das interferências humanas nos ciclos dos materiais.
• Produzir textos de reportagens enfocando questões críticas como o desequilíbrio ambiental do
bairro ou cidade onde vive.

TEMA: BIOSFERA E BIODIVERSIDADE


Tópicos / Habilidades
Tópico 7: Características gerais de cada um dos reinos dos seres vivos.
• Identificar representantes dos reinos dos seres vivos a partir de representações figurativas ou
características indicadas.
Tópico 8: Fatores que atuam no metabolismo
• Identificar em experimentos fatores que atuam no metabolismo: temperatura, concentração de
gases, iluminação etc
Tópico 9: Ciclo de vida dos seres vivos e suas adaptações em diferentes ambientes.
• Reconhecer a diversidade das adaptações como trocas gasosas, circulação, excreção e da
digestão nos animais a partir da análise dessas funções em seres vivos que ocupam diferentes
ambientes.
• Reconhecer a diversidade de adaptações reprodutivas das plantas a partir da análise dessas
funções nos vegetais em diferentes ambientes.
• Reconhecer as especificidades dos órgãos das plantas a partir da análise dessas funções em
vegetais de diferentes ambientes.
• Identificar características como alturas de plantas e largura de folhas em matas tropicais com a
densidade populacional e a capacidade de receber luz.
Tópico 10 - Biomas e a biodiversidade
• Relacionar as principais causas da destruição dos ecossistemas brasileiros
• Identificar algumas espécies ameaçadas em ecossistemas brasileiros.
• Interpretar gráficos que relacionam o crescimento populacional do ser humano e a velocidade
de extinção de espécies
Tópico 11 - Causas de extinção de animais e plantas
• Comparar argumentos favoráveis ao uso sustentável da biodiversidade e tomar posição a
respeito do assunto.

EIXO TEMÁTICO II: EVOLUÇÃO


TEMA: HISTÓRIA DA VIDA NA TERRA
Tópicos / Habilidades
Tópico 12: Concepções religiosas, mitológicas e científicas sobre a origem do Universo e da
vida na Terra.
• Identificar diferentes explicações sobre a origem dos seres vivos, confrontando concepções
religiosas, mitológicas e científicas, elaboradas em diferentes momentos.
• Analisar experiências e argumentos utilizados por cientistas como F. Redi (1626-1697) e L.
Pasteur (1822-1895) para derrubar a teoria da geração espontânea. 3.Construir uma escala de
tempo situando fatos relevantes da história da vida na Terra.
•Tópico 13: Evidências e explicações sobre evolução.
• Comparar as explicações utilizadas por Darwin e Lamarck sobre as transformações dos seres
vivos.
Tópico 14: Mecanismos da evolução
• Reconhecer o papel das mutações e da seleção como fonte de diversidade de populações.

• Tópico 15: Evolução Humana


. Reconhecer o papel desempenhado pelo desenvolvimento da inteligência, da linguagem e da
aprendizagem na evolução do ser humano.
Tópico 16: Seleção artificial
• Apontar benefícios e prejuízos da transformação do ambiente e da adaptação das espécies
animais e vegetais aos interesses da espécie humana (seleção artificial) considerando o que tem
acontecido, nos últimos milhares de anos da história da humanidade e especulando sobre o
futuro da espécie humana.
TEMA : HISTÓRIA NATURAL DA SEXUALIDADE
Tópicos / Habilidades
Tópico 17: Tipos de fecundação.Comportamentos adaptativos em plantas e animais, corte e
co-evolução
• Caracterizar os tipos de fecundação relacionando-os com os mecanismos adaptativos dos seres
vivos.
• Relacionar os comportamentos de corte, acasalamento, disputas, como processos adaptativos
que propiciam
Tópico 18: o encontro
Reprodução dos parceiros
assexuada, na reprodução.
sexuada e a variabilidade genética
 Reconhecer a reprodução sexuada como fonte de variabilidade genética de espécies
 Reconhecer a reprodução assexuada como processo que produz um número maior de
indivíduos em curto espaço de tempo.
Tópico 19: Reprodução Humana
• Reconhecer a sexualidade humana em seus aspectos culturais e biológicos.
• Compreender como as transformações orgânicas e comportamentais do adolescente são
influenciadas por processos biológicos como pela cultura.
• Localizar os órgãos do aparelho reprodutor humano em um esquema.
• Compreender as diferenças na fisiologia da reprodução masculina e feminina, identificando o
papel do sistema nervoso e endócrino na reprodução.
Tópico 20: Métodos contraceptivos
• Avaliar a eficiência, adequação e a pertinência do uso de métodos de contracepção e sua
aplicação no controle de DST.
Tópico 21: Corpo e Saúde. Clonagem
• Discutir os aspectos éticos, culturais e riscos de casamentos consangüíneos, fecundação
assistida e clonagem humana.
Tópico 22: Sexualidade e cultura
• Analisar textos argumentativos sobre a sexualidade humana como por exemplo relações
amorosas entre jovens de mesmo sexo e sexo diferente, namorar, ficar, casar, fundamentadas
em pontos de vista científico, preconceito ou de tabus.

EIXO TEMÁTICO III - LINGUAGENS DA VIDA

TEMA:A CÉLULA: MATRIZ DA VIDA


Tópicos / Habilidades
Tópico 23: Teoria Celular: A célula como unidade constitutiva dos seres vivos.
• Identificar na estrutura de diferentes seres vivos a organização celular como característica
fundamental de todas as formas vivas.
Tópico 24: Organização celular
• Comparar a organização e o funcionamento de diferentes tipos de células para estabelecer a
identidade entre elas.
Tópico 25: Mecanismos celulares de troca de materiais com o meio.
• Identificar condições necessárias para o transporte de água e solutos no espaço intra e extra
celular.
• Tópico 26: Processos biológicos de obtenção de energia: Fotossíntese e respiração.
• Analisar os processos de obtenção de energia pelos sistemas vivos - fotossíntese, respiração
celular – e que toda a energia dos sistemas vivos resulta da transformação da energia solar.
• Interpretar fatores ambientais que interferem na fotossíntese e na respiração.
• Traçar o percurso dos produtos da fotossíntese em uma cadeia alimentar.
• Tópico 27: Processos de Reprodução celular
• Descrever o mecanismo básico de reprodução de células de todos os seres vivos (mitose e
meiose) a partir de suas representações.
• Associar o processo de reprodução celular com a multiplicação celular que transforma o zigoto
em adulto.
• Reconhecer que divisões mitóticas descontroladas podem resultar em processos patológicos
conhecidos como cânceres.
TEMA:: HEREDITARIEDADE – A VIDA E SEUS CÓDIGOS

Tópicos / Habilidades
Tópico28: DNA – material da hereditariedade
• Identificar a natureza do material hereditário em todos os seres vivos — DNA, analisando sua
estrutura química, seu processo de duplicação
Tópico29: Natureza do material hereditário e sua universalidade no mundo vivo
• Estabelecer relação entre DNA e o código genético, reconhecendo a sua universalidade, a
fabricação de proteínas e determinação das características dos organismos.

Tópico 30: As bases da herança: Leis de Mendel


• Ide Compreender os princípios das leis de Mendel, resolvendo problemas de herança como
albinismo, grupo ABO e Rh e outros
Tópico 31: Mutação
• Reconhecer o papel das mutações como fonte primária da diversidade genética, analisando
possíveis efeitos sobre o código genético provocados pelos erros na molécula do DNA.
Tópico 32: Tecnologias na genética
• Avaliar a importância do aspecto econômico envolvido na utilização da manifestação genética
em saúde: melhoramento genético, clonagem e transgênicos.
• Comparar diferentes posicionamentos de cientistas sobre assuntos ligados a biotecnologia,
terapia gênica e clonagem avaliando a consistência dos argumentos e a fundamentação teórica
.
EIXO TEMÁTICO IV: CORPO HUMANO

TEMA : NOSSA FORMA DE ESTAR NO MUNDO


Tópicos / Habilidades
Tópico 31: Funções vitais do organismo
• Localizar os sistemas e órgãos em um esquema de contorno do corpo humano.
• Estabelecer as relações entre as funções de nutrição e regulação do organismo humano.
• Associar a percepção sensorial, a pele e seus anexos, a locomoção e sustentação com as
funções de interação do organismo com o meio.
• Identificar que o organismo humano possui diferentes mecanismos de defesas: as barreiras
mecânicas e imunológicas.
Tópico 32: Condições para manutenção da saúde mental, física e reprodutiva
• Identificar medidas que representem cuidados com o próprio corpo na manutenção da saúde
mental, física e reprodutiva.
• Analisar criticamente o culto ao corpo e suas conseqüências como a bulemia, anorexia, uso de
anabolizantes, plásticas e outras.
Tópico 33: Condições ambientais e doenças infecto-contagiosa.
• Identificar as principais doenças endêmicas e mortalidade infantil da região em que os alunos
moram ou do Brasil e relacioná-las com as condições ambientais e qualidade de vida como:
destino do esgoto e lixo, água, moradia, acesso a atendimento médico e a educação.
• Analisar relatos de pesquisas para identificar as principais medidas preventivas para as doenças
endêmicas.
• Identificar as principais doenças carenciais, como as provocadas por deficiências alimentares,
ocupacionais, como a LER e as provocadas por toxinas ambientais, como a silicose
• Analisar possíveis soluções para obtenção e manutenção de água descontaminada (própria para
o consumo).
• Avaliar propostas que visem a melhoria das condições ambientais distinguindo entre as
responsabilidade individual das que demandam a participação do coletivo ou poder público.

TEMA: POPULAÇÃO HUMANA E SEUS DE DESAFIOS

Tópicos / Habilidades
Tópico 34: Densidade e crescimento Populacional.
• Relacionar a densidade e o crescimento da população com os padrões de produção e consumo
com a devastação ambiental provocadas pela poluição do ar, água e solo e extinção de
Tópico 35: Tecnologias e conservação ambiental.
• Avaliar a possibilidade de serem adotadas tecnologias de conservação ambiental no uso
econômico da biodiversidade, expansão das fronteiras agrícolas e extrativismo.
Tópico 36: Saneamento ambiental, Condições socioeconômicas e qualidade de vida
• Avaliar as condições ambientais, identificando o destino do lixo e do esgoto, tratamento dado à
água, o modo de ocupação do solo, as condições dos rios e córregos e a qualidade do ar e as
instâncias de administração pública responsáveis por essas condições ambientais.
• Relacionar as condições sócio-econômicas com saúde, educação, moradia, alimentação das
populações humanas de diferentes regiões

Referências Bibliográficas
AMABIS, José Mariano. MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia. Vols.. 1, 2, 3, Ed. Moderna, São
Paulo, 2000.
CÉSAR e SEZAR. Biologia. Vol. Único, Ed. Saraiva, 1998.
CHEIDA, Luiz Eduardo. Biologia Integrada. Vol. Único, Ed. FTD S/A, São Paulo, 2003.
LAURENCE, J. Biologia. Vol. Único. 1ª edição, Ed. Nova Geração, São Paulo, 2005.
LOPES, Sônia Godoy Bueno Carvalho. Biologia. Vol. Único, Ed. Saraiva, 1998.
MERCADANTE, Clarinda. BRITO, Elias Avancini de e outros. Biologia. Vol. Único, 1ª edição, Ed.
Moder-na Ltda, São Paulo, 2002
UZUNIAN, Armênio. e BIRNER, Ernesto. Biologia. Vol. Único, 2ª Edição, Ed. Harbra.

Biologia (Ens. Médio)


CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE QUÍMICA - ENSINO MÉDIO – 2008

EIXO TEMÁTICO – MATERIAIS, VIDA E ENERGIA.

TEMA 1 – COMO SÃO E ONDE ESTÃO OS MATERIAIS E SUBSTÂNCIAS EM NOSSA VIDA.

SUB-TEMAS TÓPICOS BÁSICOS DO CONTEÚDO HABILIDADES BÁSICAS


1. Materiais mais abundantes no Familiarizar-se com equipamentos simples usados
- Materiais e planeta e sua importância para a vida. num laboratório.
suas Métodos de separação e mudanças de Reconhecer as mudanças de estado físico dos
mudanças. estado físico. materiais.
A História do desenvolvimento da Reconhecer as variações de energia envolvidas
Química e da descoberta das durante as mudanças de estado físico.
substâncias. Reconhecer as propriedades físicas dos materiais
Propriedades físicas: TE, TF, (temperatura de ebulição e fusão, densidade,
- densidade e solubilidade. solubilidade) como características de cada
Caracterizaçã O uso da linguagem química na substância.
o de identificação das substâncias. Inferir que a constância de algumas propriedades
substâncias físicas pode servir como critério de pureza das
simples e substâncias.
compostas. Relacionar propriedades físicas com o uso dos
materiais e substâncias.
Modelos explicativos para a Reconhecer como a pressão afeta a temperatura de
- Modelos de constituição de substâncias. ebulição e fusão das substâncias.
constituição e Modelo de Dalton. Reconhecer métodos físicos para identificar se um
organização material pode ser separado em outros materiais ou
das substâncias.
substâncias. Associar fenômenos do cotidiano aos processos de
separação de substâncias.
Evidências de reações químicas. Diferenciar misturas de substâncias a partir de suas
- A formação A representação simbólica das propriedades físicas.
de novas equações das reações. Diferenciar substâncias simples de substâncias
substâncias compostas através da análise de fórmulas
por reações moleculares e de processos de decomposição.
químicas. Fazer medidas de temperatura relacionados a
processos bio-físico-químicos.
Construir e interpretar gráficos com dados obtidos de
experimentos.
Relacionar a construção do termômetro e as
propriedades físicas dos materiais.
Propor modelos sobre a constituição das substâncias
a partir da descrição (ou realização) de experimentos
sobre mudança de estado físico ou variações de
volume de gases conforme aquecimento ou
resfriamento dos mesmos.
Investigar regularidades entre os materiais a partir de
experimentos simples planejados em grupo.
Associar as concepções sobre as partículas dos
materiais e suas representações históricas.
Caracterizar o modelo atômico de Dalton e
estabelecer relação entre ele e as propriedades das
substâncias.
Planejar e executar um procedimento experimental
simples com orientação do professor .
Reconhecer a ocorrência de uma reação química
através de um experimento ou de sua descrição.
Reconhecer a representação das substâncias e de
suas transformações por meio de símbolos,
fórmulas, rearranjos de átomos e equações.
Reconhecer a conservação no número de átomos
durante as reações químicas.
Propor modelos explicativos para as transformações
químicas a partir de atividades realizadas ou de suas
descrições.
Planejar e executar procedimentos experimentais
simples envolvendo transformação de substâncias
com orientação do professor.

EIXO TEMÁTICO – MATERIAIS, VIDA E ENERGIA.

TEMA 2 – QUANTIDADES, INTERAÇÕES E A ORGANIZAÇÃO DAS SUBSTÂNCIAS

SUB-TEMAS TÓPICOS BÁSICOS DO CONTEÚDO HABILIDADES BÁSICAS


- Quantidades 10. Leis ponderais, quantidade de matéria Reconhecer a ocorrência da dissociação de
envolvidas em e cálculos estequiométricos substâncias em íons através de
reações químicas. experimentos de sua dissolução em água ou
de descrições de experimentos.
Reconhecer as diferenças entre substâncias
11. A evidência da formação de íons. que geram íons em solução das que não
- A formação de (condutividade) e o modelo de Thompson geram.
soluções aquosas 12. Dissolução de substâncias e as Caracterizar o modelo atômico de Thomson
e substâncias quantidades de massa envolvidas: e estabelecer comparações com o modelo
envolvidas. concentração em g/L e % (percentual). de Dalton.
13. Modelos de ligações iônicas e Reconhecer que há diferentes formas de
substâncias iônicas solúveis em água. agregação entre partículas que constituem
14. Substâncias moleculares em solução. uma substância.
Compreender as relações quantitativas de
massa (Lei de Lavoisier e de Proust) nas
15. Elemento químico e as grandezas transformações químicas.
- Interação entre atômicas: número de massa. Conceituar a grandeza “quantidade de
partículas com 16. As concepções de Rutherford e Bohr matéria” (mol), aplicando-a em cálculos
outros tipos de sobre a constituição de átomos. envolvendo reações químicas.
ligações e as Estabelecer relações quantitativas entre as
substâncias grandezas: massa, massa molar, massa
formadas. molecular, quantidade de moléculas,
quantidade de átomos e constante de
17. Ligação metálica e as substâncias que Avogadro.
Propor e reconhecer procedimentos
- A formação de a apresentam.
experimentais para a determinação das
novas substâncias 18. Ligações covalentes em substâncias
por reações moleculares e em substâncias covalentes. quantidades envolvidas nas transformações
químicas. químicas.
Prever massas de reagentes e produtos
- As grandezas e 19. Massa atômica e número atômico.
envolvidos nas reações, por meio da
quantidades 20. A constante de Avogadro, quantidade
aplicação das leis de Lavoisier e Proust,
fundamentais para de matéria , mol, Massa Molar e Volume
utilizando dados obtidos a partir de
os cálculos Molar
experimentos de laboratório, de operações
químicos.
- A constituição e 21. Comportamento dos gases e a teoria industriais ou de eventos da natureza.
propriedades de cinético molecular. Reconhecer os processos de transferência
gases. de cargas quando há envolvimento de íons
em reações químicas.
Identificar, através de cálculos, a
conservação se massa em transformações
de estado físico e reações químicas
representadas por suas equações.
Calcular os coeficientes das espécies
químicas participantes em reações, a partir
das massas envolvidas ou de outras
grandezas dadas.
Reconhecer as espécies químicas (íons) que
se formam das substâncias mais comuns
quando se dissolvem.
Calcular a concentração de soluções em
g/mL e em percentual.
Interpretar dados sobre as concentrações de
soluções e expressar as concentrações nas
unidades g/L e percentual.
Classificar as soluções em diluída e
concentrada, de acordo com a quantidade
relativa entre soluto e solvente.
Reconhecer a existência de elétrons por
meio de descrições experimentos que a
evidenciam.
Caracterizar os modelos atômicos de
Rutherford e Bohr e estabelecer
comparações entre eles e os anteriores.
Identificar as grandezas número atômico,
número de massa na concepção de
elemento químico.
Reconhecer que o conceito de elemento
químico está associado ao de número
atômico, independente de a espécie
considerada possuir ou não carga elétrica.
Representar um átomo qualquer a partir de
seu símbolo e das grandezas número de
massa e número atômico.
Distribuir os elétrons dos átomos neutros e
íons de acordo com o modelo de Rutherford-
Bohr.
Conceituar a grandeza “quantidade de
matéria” (mol), aplicando-a em cálculos
envolvendo concentração de soluções
Estabelecer relações quantitativas entre as
grandezas: massa, massa molar, massa
molecular, quantidade de moléculas,
quantidade de átomos e constante de
Avogadro.
Efetuar cálculos envolvendo as grandezas
volume molar e massa molar.

EIXO TEMÁTICO – MATERIAIS, VIDA E ENERGIA.

TEMA 3 – PADRÕES DE COMPORTAMENTO DE SUBSTÂNCIAS

SUB-TEMAS TÓPICOS BÁSICOS DO CONTEÚDO HABILIDADES BÁSICAS


- Previsibilidade 22. A organização dos elementos na tabela Reconhecer que os elementos
de propriedades periódica e a variação de suas propriedades nos químicos estão agrupados na tabela
físicas e grupos e períodos. periódica de modo que se pode prever
químicas a partir 23. Substâncias elementares que geram como algumas de suas propriedades
do hidróxidos (bases), hidrácidos e ácidos e a (raio atômico, eletronegatividade,
entendimento identificação de ácidos e bases por meio de temperatura de fusão, temperatura de
da tabela indicadores. ebulição e densidade) variam nos
periódica. grupos e períodos.
Reconhecer que os elementos
químicos estão agrupados na tabela
Ácidos e bases segundo a Teoria de Arrhenius. periódica de modo que se pode prever
-O Reações de neutralização: a formação de sais. o produto de sua reação com água.
comportamento A concentração de um ácido, pH e pOH de Reconhecer e identificar fenômenos
ácido ou básico soluções mais familiares envolvendo interações e
de substâncias. transformações químicas, identificando
regularidades entre as substâncias
envolvidas.
Representar, por meio de equações
3.3- O equilíbrio Fatores que afetam o equilíbrio e o Princípio de Le químicas, as reações de neutralização
químico nas Chatelier ácido-base.
reações O equilíbrio iônico H+ e OH- (pH e pOH) Reconhecer e representar, por
reversíveis. equações químicas, as reações dos
3.4- Energia Eletrólise, oxidação e redução de espécies. ácidos com metais.
envolvida nas Fotossíntese, combustão e a variação de energia Conceituar ácidos e bases segundo a
reações nas reações Teoria de Arrhenius.
Calcular valores de pH e pOH,
químicas.
3.5- A Fatores que afetam uma reação: temperatura, partindo de concentrações de H+
velocidade das superfície de contato e concentração. (H3O+) e OH- e vice-versa.
transformações Energia de ativação e catalisadores Identificar os fenômenos que
químicas. concorrem para que uma reação
química seja reversível ou não.
Reconhecer e identificar reações
químicas com produtos insolúveis ou
gasosos.
Reconhecer o equilíbrio químico nas
reações químicas e fazer previsões.
Identificar os fatores que afetam o
estado de equilíbrio, a partir de
equações que representam sistemas
em equilíbrio.
Utilizar tabelas de constantes de
equilíbrio para identificar ou fazer
previsões sobre o comportamento de
substâncias nas reações químicas
(como solubilidades de sais).
Prever o sentido do deslocamento de
um equilíbrio químico, aplicando o
Princípio de Lê Chatelier.
Reconhecer e utilizar expressões
matemáticas para o cálculo do
equilíbrio químico em uma dada
reação.
Escrever a equação de dissociação de
ácidos e bases e a correspondente
expressão da constante de equilíbrio.
Reconhecer o comportamento ácido,
básico e neutro de substâncias em
solução aquosa, por meio de suas
propriedades químicas.
Identificar e utilizar fórmulas para
determinação de pH de ácidos e bases
a partir dos valores da concentração
de suas soluções.
Identificar ácidos e bases fortes de
ácidos e bases fracos com base em
constantes de equilíbrio.
Reconhecer a conservação de
energia nas transformações químicas.
Identificar a liberação ou absorção de
energia em reações químicas.
Utilizar tabelas de dados sobre
energias associadas às
transformações de estado e reações
químicas para fazer cálculos sobre
calores envolvidos nas mudanças de
estado e nas reações químicas.
Reconhecer a os principais fatores que
modificam a rapidez de reações
químicas, por meio de descrições de
experimentos.
Propor e utilizar modelos explicativos
para compreender a rapidez de uma
transformação química.
Reconhecer o papel dos catalisadores
nas reações químicas.
Investigar e identificar transformações
químicas que ocorrem em diferentes
escalas de tempo.

EIXO TEMÁTICO – MATERIAIS, VIDA E ENERGIA.


TEMA 4 – COMO OS MATERIAIS AFETAM NOSSA VIDA E COMO ATUAMOS SOBRE ELES

SUB-TEMAS TÓPICOS BÁSICOS DO CONTEÚDO HABILIDADES BÁSICAS


4.1 - Produtos Principais derivados de petróleo: Reconhecer que o petróleo é uma mistura de
de fontes constituição, usos e propriedades. várias substâncias que podem ser separadas
orgânicas e Carboidratos, vitaminas e lipídios; fontesatravés de destilação fracionada e que tal
alterações no e funções. processo de separação está baseado na
eco-sistema Conservantes e outros aditivos nos diferença de temperatura de ebulição das
devido a seu alimentos. substâncias presentes na mistura.
uso. Associar fenômenos do cotidiano aos processos
Defensivos e fertilizantes na agricultura; de obtenção e consumo dos combustíveis e
4.2 - Produtos constituintes, reações e evidências de outras fontes de energia.
de origem uso indevido na saúde do ser humano e Identificar alguns produtos comuns (polietileno,
mineral e ambiente. poliestireno, PVC, nylon, borrachas etc) obtidos
alterações no Principais minérios e metais do país e por meio de reações de polimerização.
eco-sistema processos básicos de extração e uso. Reconhecer as diferentes tecnologias de
devido a seu conservação de alimentos através dos tempos.
uso. Reconhecer o efeito dos aditivos alimentares na
conservação e aspectos dos alimentos.
Identificar a presença dos aditivos a partir da
4.3 - Produtos As matérias-primas de sabões, xampus e interpretação dos rótulos dos produtos.
obtidos de detergentes e as reações de Reconhecer características básicas de
fontes diversas saponificação. substâncias usadas como aditivos mais comuns
e alterações no Tipos de drogas e seus usos. nos alimentos.
eco-sistema Ciclo de vida de um objeto. Identificar e diferenciar defensivos agrícolas e
devido a seu fertilizantes pelos seus usos e aplicações.
uso. Reconhecer os efeitos nocivos dos defensivos
agrícolas e fertilizantes sobre o meio ambiente e
sobre os animais.
Reconhecer estruturas de sabões e detergentes
mais comuns e o mecanismo de sua ação.
Reconhecer a presença de gás carbônico e a
natureza ácida das bebidas refrigerantes.
Identificar a reação de fermentação na
fabricação de bebidas alcoólicas.
Reconhecer, em seu cotidiano, as substâncias
químicas mais comuns, identificando suas
propriedades e funções.
Reconhecer grupos de substancias que tenham
o mesmo padrão de comportamento, sua
obtenção e fontes, propriedades, usos, alem dos
diversos aspectos relacionados a sua produção
e consumo.
Identificar as alterações ambientais relacionadas
com o uso de derivados de petróleo.
Reconhecer, nos processos naturais, reações de
combustão / oxidação.
Avaliar possíveis implicações das relações
quantitativas nas transformações químicas com
os sistemas produtivos, extrativistas, industriais
e rurais.
Compreender o ciclo de vida dos objetos a partir
de sua produção e descarte e da possibilidade
de decomposição por biodegradação ou não dos
materiais de que são feitos.
Compreender as concepções sobre as
transformações dos materiais e suas
representações sob uma perspectiva histórica
Tomar consciência das implicações das
mudanças de costumes relacionadas com o uso
dos novos materiais para as mudanças no
ecossistema.
Reconhecer tecnologias associadas aos novos
materiais e suas implicações para o ambiente.
Referências Bibliográficas

NÓBREGA, Olímpio Salgado e outros. Química. Vol. Único, Ed. Ática Ltda.
BIANCHI, José Carlos de Azambuja e outros. Universo da Química – Ensino Médio. Vol. Único, Ed. FTD Ltda.
FELTRE, Ricardo. Química. Vols. 1, 2 , 3, Ed. Moderna Ltda.
CANTO. Eduardo Leite do e PERUZZO, Francisco Miragaia. Química na Abordagem do Cotidiano. Vols. 1, 2,
3. Ed. Moderna Ltda.
SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos e outros. Química e Sociedade. Vol. Único, Ed. Nova Geração.
MORTIMER, Eduardo Fleury e MACHADO, Andréa Horta. Química. Vol. Único, Ed .Scipione.

Química (Ens. Médio)


CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE HISTÓRIA – ENSINO MÉDIO – 2008
EIXO TEMÁTICO I: MUNDO MODERNO, COLONIZAÇÃO E RELAÇÕES ÉTNICO-CULTURAIS (1500-1808)
TEMA 1: AS GRANDES NAVEGAÇÕES E O ALARGAMENTO DO MUNDO
SUB-TEMA 1: REPRESENTAÇÕES EUROPÉIAS DO NOVO MUNDO
TÓPICOS HABILIDADES
1. O fantástico e o  Extrair elementos da literatura, das artes plásticas e da cartografia
maravilhoso. européias que evidenciem as tensões entre a cultura medieval e
renascentista.
2. O Novo Mundo nos  Leitura e análise de fontes: relatos dos cronistas dos impérios coloniais
relatos de viagem dos (Pero Vaz Caminha), descobridores (Cristóvão Colombo) e viajantes
navegantes, em geral (Hans Staden, Jean de Lèry, Thevet).
descobridores e
cronistas: mitos e
visões.

SUB-TEMA 2: Conhecer, colonizar e dominar


TÓPICOS HABILIDADES
3. A viagem de Cabral e a  Compreensão do processo das grandes navegações e inclusão da
Carta de Caminha. “descoberta” do Brasil nesse contexto
Terra de Vera Cruz: o  Leitura e análise da Carta de Pero Vaz Caminha
mito do paraíso terrestre

4. Imagens dos indígenas  Leitura e análise de fontes iconográficas européias que evidenciem
e de suas sociedades suas representações mentais sobre os indígenas
na iconografia européia:
a antropofagia

5. A partilha do Novo  Leitura e análise, por meio da cartografia, dos primeiros tratados
Mundo político-territoriais para partilha do Novo Mundo entre Portugal e
Espanha e a divisão administrativa da colônia portuguesa

TEMA II: A lógica de dominação dos Impérios Coloniais: capitalismo


mercantil, escravidão e
CIRCULAÇÃO DE IDÉIAS
SUB-TEMA 1: ESCRAVIDÃO E COMÉRCIO NO MUNDO MODERNO
TÓPICOS HABILIDADES
6. Circuitos do tráfego de  Compreender e analisar a importância do alargamento das antigas
escravos (Novo Mundo, rotas comerciais; o ressurgimento e expansão do comércio, as novas
África e Europa); os mercadorias e o tráfico de escravos
circuitos comerciais de
mercadorias (metais
preciosos, especiarias,
açúcar, vinhos, etc);
praças comerciais e
administrativas do
Império Português

7. (Europa, Ásia, Novo


Mundo e África)
8. Capitalismo mercantil e  Compreender e analisar o processo de constituição dos Estados
absolutismo: o rei e o Nacionais Modernos no quadro do absolutismo em conexão com a
capital expansão do capitalismo mercantil
SUB-TEMA 2: CIRCULAÇÃO DE IDÉIAS E HÁBITOS EUROPEUS NO IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS
TÓPICOS HABILIDADES
9. Expansão e divulgação  Compreender e analisar o início da difusão internacional de idéias e
do ideário colonial no hábitos europeus como o sinal de uma primeira “globalização”
Novo Mundo; Ásia e  Analisar a difusão e celebração de datas oficiais portuguesas como
África elemento da colonização

10. Celebrações das datas


cívicas do Império
Português: (festas de
nascimento,
aniversários e mortes
de membros da Família
Real portuguesa)

TEMA III: A COLONIZAÇÃO PORTUGUESA NO NOVO MUNDO: DO LITORAL AO INTERIOR


SUB-TEMA 1: “ARRANHANDO O LITORAL”: O INÍCIO DA COLONIZAÇÃO
TÓPICOS HABILIDADES
11. Da economia 1. Compreender e analisar o início do processo de colonização em
extrativista à economia conexão com a implantação das primeiras formas de exploração
açucareira econômica na colônia portuguesa

12. Colônias dentro da 2. Compreender e analisar os conflitos entre as potências européias pela
Colônia posse de colônias no Novo Mundo e o desafio ao domínio luso-
 A experiência francesa espanhol na América
no Novo Mundo
 A União Ibérica e as
guerras do açúcar

SUB-TEMA 2: INTERIORIZAÇÃO DA COLONIZAÇÃO: BANDEIRANTES E JESUÍTAS.


TÓPICOS HABILIDADES
13. Escravidão indígena e  Compreender e analisar as conexões entre a escravização dos
comércio açucareiro indígenas do Centro-Sul brasileiro e o desenvolvimento da agro-
indústria açucareira no Nordeste

14. Expansão territorial e 3. Compreender e analisar os embates políticos na vida colonial em


luta pelo poder conexão com a expansão e interiorização da colonização e o
 Potentados contra o surgimento de novas atividades econômicas
poder metropolitano
 Potentados e poder
local
 Caminhos e fazendas
de gado
 Mineração

15. Cartografia das 4. Leitura e análise dos principais tratados de partilha político-territorial do
querelas territoriais Novo Mundo entre Portugal e Espanha (Tordesilhas, Utrecht, Madri,
entre Portugal e Santo Idelfonso e Badajós)
Espanha no Sul do 5. Compreender e analisar as singularidades da implantação das
Novo Mundo: as Missões jesuíticas no quadro da colonização luso-espanhola no
missões jesuíticas continente americano
16. Pombal e a expulsão 1. Compreender e analisar a emergência de um novo projeto político em
dos Jesuítas Portugal (Reformismo Ilustrado) e suas repercussões na administração
colonial

SUB-TEMA 3: Colonização: poder, trabalho e sociedade


TÓPICOS HABILIDADES
17. Sociedade de plantation  Compreender e analisar a diversidade do projeto colonial português na
X sociedade mineradora América, comparando as sociedades implantadas no Nordeste e no
 a agro-indústria do Centro-sul brasileiro, a partir de suas bases econômicas
açúcar
 capital mercantil e
trabalho escravo
 economia de
subsistência e trabalho
livre
 mineração e sociedade
urbana
 comerciantes e
circulação de
mercadorias e idéias

18. CÂMARAS MUNICIPAIS E  Compreender o processo de apropriação e controle do poder político


PODER LOCAL na América Portuguesa, em seu âmbito local e regional Identificar
 Privilégios e exclusões similitudes e diferenças entre o público e o privado na sociedade
sociais e políticas colonial
 Sesmarias, controle da
terra; trabalho escravo e
trabalho livre
 Fiscalização e
Contrabando
 Força policial e força
militar: Regimento dos
Dragões e recrutamento
militar

19. Escravidão e liberdades  Analisar as contradições entre trabalho escravo, mobilidade social e
 .Alforrias, coartações: resistências à escravidão na sociedade colonial
mobilidade social e  Leitura e análise de fontes: correspondências, anúncios para captura
econômica de escravos, documentos oficiais e mapas identificando a localização
 .Quilombos e outras dos principais quilombos e seus efeitos sobre os colonos
resistências negras
 .Negociações entre
comerciantes e
quilombolas
 .Negros e negras de
tabuleiro
 Palmares e Revolta do
Malês

20.Festas cívicas e  Analisar a dinâmica das sociabilidades e do hibridismo cultural na


religiosas: devoção, América Portuguesa
sociabilidades e
celebrações
Festas e vida urbana
 As festas e seus
mercados na colônia
 Contratação de músi-
cos artífices e artistas.
21. A CULTURA DO BARROCO  Analisar o surgimento do barroco enquanto manifestação artística
E SUAS APROPRIAÇÕES representativa da sociedade colonial
LOCAIS  Comparar o barroco do litoral e o barroco mineiro

SUB-TEMA 4: Das crises no Sistema Colonial às guerras napoleônicas


TÓPICOS HABILIDADES
22. ILUMINISMO,  Compreender e analisar o processo de surgimento de uma nova
REVOLUÇÕES LIBERAIS consciência política (liberal e anti-absolutista) na Europa; as
(REVOLUÇÃO FRANCESA E revoluções liberais e seus desdobramentos
REVOLUÇÃO AMERICANA) E  Compreender e analisar a crise do sistema colonial em seus processos
CRISE DO SISTEMA internos e em suas conexões com o ideário liberal
COLONIAL: RESISTÊNCIAS  Comparar os movimentos de resistência contra a colonização
CONTRA O ANTIGO REGIME portuguesa, identificando suas especificidades
 Elites coloniais e
Inconfidência Mineira
 Manifestações
populares e
Inconfidência Bahiana

23.Transferência da Corte  Compreender e analisar o processo de ruptura dos pactos coloniais,


Portuguesa para o Brasil, dinamização econômica e social e mudanças políticas; o anfiteatro da
Abertura dos Portos, e Independência
rompimento do Pacto  Leitura e análise dos novos tratados comerciais firmados entre a Coroa
Colonial portuguesa e as potências européias
 Analisar os impactos da transferência da Corte Portuguesa sobre os
hábitos e costumes da vida colonial

EIXO TEMÁTICO II: CULTURA E POLÍTICA NA CONSTRUÇÃO DO ESTADO NACIONAL BRASILEIRO (1822-1930)
TEMA 1: EMBATES POLÍTICOS E CULTURAIS NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E AFIRMAÇÃO DO ESTADO
NACIONAL
SUB-TEMA 1: O estabelecimento da monarquia no Brasil: opções políticas e montagem da estrutura
de poder
TÓPICOS HABILIDADES
24. A estrutura  Compreender a singularidade da solução monárquica para a
constitucional independência do Brasil
 Compreender as tensões e conflitos em torno do projeto monárquico
de unificação territorial e política: centralismo X federalismo em
discussões contemporâneas no Brasil
 Interpretar o do projeto constitucional de 1823 e da Constituição de
1824, em suas relações com os interesses presentes no processo de
independência e com os limites à cidadania no Brasil pós-
independência.
25. Agrupamentos políticos  Análise das configurações das elites brasileiras no Império, seus
e forças sociais interesses e agrupamentos político-partidários
 Análise das posições das elites brasileiras frente ao ideal de civilização
nos trópicos e sua opção pelo sistema monárquico: acentuar a
singularidade dessa opção no contexto latino-americano
 Análise de fontes (festas, monumentos, pinturas e fotografias): os
significados simbólicos da monarquia; o exercício e legitimação do
poder; e sua relação com as liturgias políticas ao longo da história
brasileira.
 Análise de fontes (jornais e revistas da época) que expressam as
sátiras ao poder: o Império em caricaturas
 Analisar manifestações culturais: festas e celebrações religiosas e
profanas
 Caracterização do ideário civilizador europeu e suas ressonâncias no
Brasil, no início do século XIX (teorias raciais européias do século XIX
e as teses sobre o branqueamento e a mestiçagem no Brasil)

26. Sociabilidade popular: a  Confrontar as periodizações históricas tradicionais a partir das noções
questão do hibridismo e de múltiplas temporalidades, permanências e mudanças,
a diversidade étnico- silmultaneidade de processos históricos
cultural

27. Liberalismo e sociedade  Analisar o conceito de cidadania e sua historicidade


escravista: luta pelos  Analisar o conceito de liberalismo, suas apropriações no Império e
direitos e cidadania no suas reapropriações ao longo da história brasileira (neoliberalismo)
Império  Compreensão e análise do conceito de liberalismo e de suas
apropriações no contexto nacional
 Analisar estratégias de grupos e de indivíduos em busca de direitos no
contexto do liberalismo excludente: população livre pobre, branca,
negra ou mestiça, imigrantes

28. A “experiência  Analisar a existência efetiva de uma experiência republicana em


republicana”: o período meados no século XIX
regencial  Análise dos conflitos e movimentos políticos e sociais do período:
Revolta dos Farrapos, Cabanada e outros
 Confrontar os conceitos de monarquia e república
 Análise do enfraquecimento das bases de sustentação da monarquia
29. Crise e confrontos: o brasileira
fim da monarquia no  Análise do movimento abolicionista e republicano, suas características
Brasil e a proclamação e efeitos sobre a sociedade brasileira
da República  Análise da relação entre nacionalidade brasileira e a Guerra do
Paraguai
 Relacionar as políticas de imigração com o processo de abolição da
escravatura

SUB-TEMA 2: RECONFIGURAÇÃO DO ESTADO: A REPÚBLICA E SEU PROJETO POLÍTICO.


TÓPICOS HABILIDADES
30. A Primeira república e  Comparar a Constituição do Império (1824) com a primeira
as oligarquias: novas Constituição republicana (1891): o que se explicita, o que se silencia,
questões sobre a avanços e recuos dos direitos de cidadania
cidadania  Análise da estrutura política da Primeira República, suas articulações e
 As bases do poder bases de poder
local: coronelismo,  Análise crítica das relações entre o poder central e os poderes locais,
clientelismo e política sobre o princípio federativo e suas múltiplas faces na prática política
dos governadores republicana brasileira, até o tempo presente
 Debater a inserção/exclusão das camadas populares no processo
político
31. Resistências e conflitos  Análise dos impactos da prática política e do liberalismo brasileiros da
da Primeira República. Primeira República sobre os segmentos menos favorecidos da
população (trabalhadores urbanos, camponeses e setores médios)
 Discussão sobre movimentos sociais da época: exclusão social e
poder messiânico; questão fundiária,banditismo social e movimentos
místico-religiosos como reações às práticas liberais, em análise
comparativa com situações do tempo presente
 Análise das ações do Estado republicano em favor da modernização e
seus impactos sobre a população, considerando o papel do discurso
científico (higienismo)

TEMA II: TRABALHO E PRODUÇÃO NA SOCIEDADE BRASILEIRA ENTRE O IMPÉRIO E A PRIMEIRA REPÚBLICA.
SUB-TEMA 1: Transformações e permanências na organização econômica brasileira

TÓPICOS HABILIDADES
32. A economia agro-  Analisar a relação de preponderância da cafeicultura sobre outros
exportadora, a crise do setores, como indústria e comércio
escravismo e a  Identificar e analisar por meio de dados quantitativos (dados
diversificação censitários na forma de gráficos e tabelas) impactos do processo de
econômica entre o industrialização/ urbanização, imigração sobre a organização do
Império e a República trabalho e práticas sociais e políticas.

 Análise das revoltas populares e movimentos operários (anarquismo,


comunismo) e seu papel no processo de construção da cidadania
33. O Brasil no quadro do  Análise da reorganização e diversificação das relações de trabalho
capitalismo ocidental no após o fim da escravidão: imigração e trabalho livre no campo; posição
início do século XX: dos ex-escravos nesse novo contexto; colonato e parceria
nacionalismos,  Análise das características da chamada Segunda Revolução Industrial
imperialismo e e seus efeitos na correlação de forças entre as nações européias;
neocolonialismo  Análise das características da organização social e econômica do
Brasil e suas relações com o capitalismo internacional
 Análise das características da chamada Terceira Revolução Industrial
e seus efeitos a organização social e econômica do Brasil

EIXO TEMÁTICO III: MUNDO CONTEMPORÂNEO, REPÚBLICA E MODERNIDADE


CIDADANIA E DEMOCRACIA DE 1930 AOS DIAS ATUAIS
TEMA I: CONFLITOS NO MUNDO CONTEMPORÂNEO
SUB-TEMA 1: GRANDES CONFLITOS POLÍTICO-ECONÔMICOS: DEFINIÇÕES DA ORDEM SOCIAL
TÓPICOS HABILIDADES
34. II Grande Guerra,  Confrontar diferentes discursos históricos entre si, relacionando-os ao
bipolaridade ideológica seu contexto de produção.
e a “nova ordem  Realizar atividades de reflexão historiográfica, distinguindo narrativas
mundial” diferentes sobre o contexto mundial do pós-guerra.
 A descolonização de  Fazer ordenação cronológica correta, do ponto de vista histórico, dos
África e Ásia diversos fenômenos do pós-guerra propostos para estudo.
 A onda de regimes  Analisar as permanências e as transformações nos processos
autoritários na América históricos de constituição de governos ditatoriais no Brasil
Latina
35. Os regimes ditatoriais
no Brasil e os
movimentos de ruptura
da ordem estabelecida

SUB-TEMA 2: DEMARCAÇÃO DE TERRITÓRIOS DE IDENTIDADES SÓCIO-CULTURAIS.


TÓPICOS HABILIDADES
36. Contestações político-  Analisar “slogans” e “palavras de ordem” de movimentos sociais,
culturais: os relacionando-as às suas plataformas políticas e ao contexto de sua
movimentos das existência.
“minorias” (feminismo,  Operar conceitos ligados às convenções históricas (Mundo
movimento negro, Contemporâneo) e conceitos de referência para a disciplina (etnia,
contra-cultura, cultura e fundamentalismo).
movimento estudantil,
etc.)
37. Fundamentalismos
étnicos, religiosos e
ambientalistas: o
choque entre o
multiculturalismo e a
intolerância

TEMA II: O mundo em processo de globalização


SUB-TEMA 1: Transnacionalização da economia
TÓPICOS HABILIDADES
38. O CAPITALISMO • Analisar reportagens de periódicos nacionais (tanto especializados,
FINANCEIRO: DA quanto de grande circulação), relacionando seu conteúdo com
HEGEMONIA produções historiográficas sobre o tema em estudo.
NORTE-AMERICANA AO
SUR--
gimento dos grandes
blocos econômicos

TÓPICOS HABILIDADES
39. Abertura do mercado  Ler e escrever textos históricos, utilizando corretamente os conceitos
brasileiro para o capital da disciplina em estudo (nacional-desenvolvimentismo, neoliberalismo,
estrangeiro: do etc.).
nacional-
desenvolvimentismo à
implementação de
políticas neoliberais

SUB-TEMA 2: GLOBALIZAÇÃO, CULTURA E TECNOLOGIA


TÓPICOS HABILIDADES
40. Desenvolvimento  Desenvolver e utilizar instrumentos de sistematização de dados de
tecnólogico e pesquisa colhidos na internet.
mudanças no mundo  Analisar filmes de diferentes nacionalidades, como fontes históricas,
do trabalho contextualizando seu local/tempo de produção e observando as
especificidades desse tipo de linguagem.
41. Indústria cultural X
identidades culturais:
paradoxos da relação
entre global e local

TEMA III: A construção da cidadania moderna


SUB-TEMA1: Urbanização e modernidade
TÓPICOS
HABILIDADES
42. Os novos movimentos  Analisar fotografias produzidas sobre os movimentos migratórios,
migratórios: observando as especificidades deste tipo de fonte e relacionando-as
campo/cidade, com os conceitos históricos em questão.
centros/periferias  Analisar dados estatísticos, relacionando-os a fontes escritas sobre o
período ou o fenômeno histórico em questão.
43. A industrialização  Comparar os valores de seu grupo sócio-cultural de referência com os
brasileira: êxodo rural e de outros grupos (partidos políticos e sindicatos), através da
favelização das investigação de processos históricos.
metrópoles

44. Partidos políticos,


sindicatos e a
consolidação da
democracia brasileira:
do peleguismo ao novo
sindicalismo urbano.

SUB-TEMA 2: A RELAÇÃO ESTADO/SOCIEDADE CIVIL NA CONSTITUIÇÃO DOS DIREITOS.


TÓPICOS HABILIDADES
45. Do Estado do Bem  Identificar correspondências e contradições entre o discurso oficial
Estar Social ao do(s) Estado(s) em estudo e a realidade social.
desenvolvimento do  Interpretar textos históricos e textos legais, comparando-os entre si e
neoliberalismo: as discernindo o seu conteúdo essencial.
políticas de assistência
e inclusão social
46. A construção dos
direitos (civis, políticos
e sociais) na República
brasileira: demandas
sociais e legislação

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas

COTRIM, Gilberto. História e consciência do mundo. Ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2001.
______________. História Geral e História do Brasil para uma geração consciente. São Paulo:
Saraiva.
______________. História do Brasil. Um olhar crítico. São Paulo: Saraiva.
KOSHIBA, Luiz, PEREIRA, Denise Manzi Frayse. História do Brasil no contexto da história
ocidental. São Paulo: Atual, 2003.
PEDRO, Antônio. História geral: compacto ensino médio. São Paulo: FTD.
______________. História da civilização ocidental – geral e Brasil. Integrada. São Paulo, FTD.
PILETTI, Nelson, ARRUDA, José Robson de A .. Toda a história – História Geral e História do
Brasil. São Paulo: Ática, 2001.
SCHMITD, Mário Furley. Nova história crítica do Brasil: 500 anos de história mal contada. São
Paulo: Nova Geração.
VICENTINO, Cláudio. História para o ensino médio – História Geral e do Brasil – Volume único.
São: Scipione, 2006.

História (Ens. Médio)


CONTEÚDO BÁSICO COMUM (CBC) DE FÍSICA - ENSINO MÉDIO – 2008

EIXO TEMATICO I: ELETRICIDADE E MAGNETISMO


TEMA 01 : ELETROSTÁTICA
SUB-TEMA TÓPICOS HABILIDADES
• Compreender as diferenças entre condutores e isolantes.
Cargas • Compreender e saber como evitar os perigos do uso de
Estáticas cargas eletrostáticas no cotidiano.
• Compreender como isolantes podem ser carregados por atrito.
1. Processos de • Compreender como metais podem ser carregados por
eletrização indução.
• Compreender os processos de polarização (nos isolantes) e
indução (nos metais) de cargas elétricas.

• Compreender as forças elétricas como uma manifestação da


2. Força Elétrica ação a distância exercida por um campo elétrico.
• Saber explicar as forças de atração e repulsão entre cargas
elétricas.
• Compreender e saber explicar as forças de atração entre
corpos eletricamente neutros e corpos eletrizados.
• Compreender e saber resolver problemas simples usando a
expressão matemática da Lei de Coulomb.

TEMA 02: ELETRODINÂMICA


SUB-TEMA TÓPICOS HABILIDADES
• Compreender e saber resolver problemas simples usando a
relação quantitativa entre corrente, carga e tempo.
• Montar um circuito elétrico simples utilizando uma fonte para
fazer funcionar um dispositivo elétrico.
Corrente 3. Corrente elétrica • Saber explicar a corrente elétrica como fluxo de íons positivos
Elétrica em soluções, e negativos em soluções e em gases.
gases e em um • Saber explicar a corrente elétrica como fluxo de elétrons livres
circuito elétrico nos condutores metálicos.
simples. • Compreender que a corrente elétrica não é “gasta” pelos
componentes de um circuito elétrico.
• Variar a corrente em um circuito fazendo lâmpadas brilharem
mais ou menos de várias maneiras diferentes.
• Compreender e saber explicar como a energia é transferida de
baterias e outras fontes aos componentes de um circuito.
• Identificar e compreender a função de diferentes dispositivos
elétricos e eletrônicos em um circuito em termos da
transformação de energia.

4. Energia Potencial • Saber fazer medidas simples de diferença de potencial,


Elétrica utilizando-se de aparelhos de medida.
• Compreender a diferença de potencial como sendo a energia
transferida por unidade de carga.

5. Lei de Ohm • Saber explicar a variação da diferença de potencial em função


da corrente como efeito da resistência elétrica num circuito.
Energia e • Compreender e saber resolver problemas simples usando a
Diferença de relação quantitativa entre resistência, diferença de potencial e
Potencial corrente.

SUB-TEMA TÓPICOS HABILIDADES


• Compreender como a corrente varia com a diferença de potencial
em um conjunto de dispositivos que inclui resistores, filamento de
lâmpadas, diodos, resistores sensíveis a luz (LDR), e termistores.

1. Potência e Efeito • Compreender e saber explicar porque alguns resistores ficam


Joule aquecidos quando uma carga elétrica passar através deles.
• Compreender a relação entre as especificações fornecidas pelos
fabricantes de lâmpadas e a iluminação efetiva e o consumo de
energia de tais dispositivos.
• Saber resolver problemas simples utilizando a relação quantitativa
entre potência, diferença de potencial e corrente elétrica.
• Entender o funcionamento de dispositivos elétricos de controle
como chaves, fusíveis e disjuntores.
• Representar circuitos elétricos em série e em paralelo através de
diagramas.
2. Circuitos em série e • Saber como medir a corrente elétrica num circuito em série e em um
em paralelo circuito paralelo.
Circuitos • Saber avaliar e calcular a corrente elétrica num circuito em série em
elétricos de função de suas características.
corrente
• Saber avaliar e calcular a corrente elétrica num circuito em paralelo
contínua
em função de suas características.
• Representar circuitos elétricos mistos através de diagramas.
8. Circuitos mistos • Saber como medir a corrente elétrica num circuito misto.
• Saber avaliar e calcular a corrente elétrica num circuito misto em
função de suas características.

TEMA 03: ELETROMAGNETISMO


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Campo 9. Imãs naturais e • Compreender como funcionam os imãs e agulhas magnéticas.
magnético eletroímãs • Compreender como o magnetismo do planeta pode ser utilizado
para orientação e localização.
• Utilizar uma bússola e um mapa para encontrar locais ou objetos
escondidos.
• Compreender como a corrente elétrica em um fio pode gerar um
campo magnético.
• Saber relacionar a corrente elétrica em uma espira, em uma bobina,
ou em um solenóide com forma do campo magnético gerado no seu
interior.
• Compreender como eletroímãs são usados e construídos em
dispositivos como campainhas elétricas, relés, etc.

Indução 10. Tensão e corrente • Compreender como a eletricidade é gerada a partir do magnetismo.
eletromagné- induzida • Compreender e utilizar as leis de Faraday e Lenz para resolver
tica qualitativamente problemas envolvendo a Tensão induzida e a
determinação do sentido de circulação da corrente induzida numa
espira.
• Saber explicar o funcionamento de um gerador de corrente
alternada.

11. Ondas eletro- • Compreender como são produzidas as ondas eletromagnéticas.


magnéticas • Conhecer as diversas aplicações das ondas eletromagnéticas e
suas influências na sociedade.

Eletricidade da 12. Tensão e corrente • Conhecer as diferenças entre corrente elétrica contínua e corrente
rede elétrica alternada alternada.
• Compreender o princípio de funcionamento de um transformador e
explicar a opção pela distribuição da energia elétrica através de uma
rede de corrente alternada.
• Compreender e saber explicar a função da fase, do neutro e do fio
terra na rede elétrica.

• Compreender e saber explicar a função do aterramento, do


isolamento e dos dispositivos de segurança (fusíveis e disjuntores)
na proteção dos equipamentos.
• Saber como é feita a medida da energia transferida, e saber calcular
o custo do uso mensal de um eletrodoméstico.

EIXO TEMATICO I I: FORÇA E MOVIMENTO


TEMA 04 : VELOCIDADE E ACELERAÇÃO
SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
13. Movimento e • Saber determinar a velocidade de um objeto em movimento.
Velocidade velocidade • Compreender e saber resolver problemas simples utilizando a
relação quantitativa entre velocidade, distância e tempo.
• Saber representar graficamente a velocidade e a distância, em
função do tempo, de objetos em movimento.

Aceleração 14. Movimento • Saber definir, e calcular em casos de movimentos simples, a


acelerado aceleração como a mudança da velocidade por unidade de tempo.

TEMA 05: FORÇAS E INTERAÇÃO ENTRE CORPOS


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
15. Diagrama de • Saber representar graficamente um diagrama de forças atuando em
forças objetos em repouso ou em movimento.
• Saber resolver problemas simples em que forças equilibradas não
mudam a velocidade e ou a direção destes objetos.

16. Forças de atrito • Saber explicar como as forças de atrito, incluindo a resistência do
ar, afetam o movimento, por exemplo: o efeito da resistência do ar
no pára-quedas, o efeito do atrito entre o pneu e o solo.

17. Leis de Newton • Utilizar na resolução de problemas a relação quantitativa entre


força, massa e aceleração.
• Compreender que quando dois corpos interagem as forças que eles
exercem entre si são iguais e opostas.

Força e o 18. Queda dos corpos • Representar graficamente as forças que atuam num corpo caindo.
movimento • Saber explicar porque um corpo caindo pode atingir uma velocidade
não uniforme terminal.

Momento de 19. Força e rotação • Compreender como força pode fazer um objeto girar e, torno de um
uma força eixo.
• Saber aplicar o conceito de momento de uma força em situações
envolvendo rotação em torno de um eixo.

TEMA 06: PRESSÃO


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Força e 20. Conceito de • Conhecer a explicação de algumas aplicações como elevador
pressão pressão hidráulico, facas amoladas, etc.
• Saber utilizar a relação quantitativa entre a força atuando
perpendicularmente numa superfície por unidade de área da
superfície e a pressão na superfície.

Forças em 21. Princípio de • Explicar como um objeto submerso sofre a ação de uma pressão de
corpos Arquimedes todos os lados.
submersos • Compreender porque um objeto submerso em um líquido sofre a
ação de uma força vertical e oposta a seu movimento.

22. Princípio de • Compreender que o aumento da pressão em um certo ponto de um


Pascal líquido em equilíbrio é transmitido a todos os outros pontos do
líquido. Relacionar este princípio com várias aplicações, como: freio
e prensa hidráulica, automóveis e etc.

TEMA 07: SISTEMA SOLAR E GRAVITAÇÃO


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Forças e o 23. Movimento das • Saber explicar o movimento do sol ao longo do dia e das estrelas à
sistema solar estrelas e do sol noite como resultado do movimento da terra.
• Representar graficamente as posições relativas da terra, da lua, do
sol e dos planetas no sistema solar.
• Compreender como os satélites podem ser usados para observar a
terra e para explorar o sistema solar.

24. Gravitação • Saber explicar como as forças gravitacionais são responsáveis pelo
Universal movimento dos planetas, luas, cometas e satélites.

EIXO TEMÁTICO III: LUZ, SOM E TEMPERATURA


TEMA 08: LUZ
SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Características 25. Propagação da luz • Compreender que a luz pode ser refletida e refratada e saber
da luz representar graficamente a reflexão e refração da luz.
• Comprender que a luz em um meio uniforme desloca em linha reta
e com velocidade finita.
• Saber explicar como as sombras são formadas.
• Saber explicar como objetos não luminosos podem se vistos.
• Representar graficamente a reflexão da luz em uma superfície plana
lisa.
• Representar graficamente como a luz é refratada ao passar de um
material transparente para outro.

26. Luz e cores • Saber explicar a dispersão da luz branca gerando um conjunto de
cores.
• Conhecer os efeitos dos filtros na luz branca.
• Compreender como objetos coloridos aparecem sob a luz branca e
outras cores.

Comportamen- 27. Onda ou • Compreender que a luz pode ter comportamento de onda ou de
to da luz partícula? partícula.
• Saber comparar as velocidades da luz e do som.

TEMA 09: SOM


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Vibração e 28. Ondas • Saber explicar o que significa a freqüência, o comprimento de ondas
som e a amplitude de uma onda.
• Conhecer e saber usar na solução de problemas simples a relação
entre velocidade, freqüência e comprimento de onda.
• Saber explicar como as ondas podem ser refletidas e refratadas.
• Compreender como ondas transferem energia sem transferir
matéria.

29. O Som • Compreender como o som provoca a vibração do tímpano.


• Conhecer os efeitos do som de altas intensidades sobre o ouvido.
• Saber explicar como o som se desloca nos meios materiais.
• Explicar a relação entre a intensidade do som e a amplitude da
vibração.
• Conhecer a relação entre som grave e agudo e a freqüência.

SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES


Ondas eletro- 30. O espectro eletro- • Compreender que o espectro eletromagnético inclui ondas de rádio,
magnéticas magnético microondas, infravermelho, luz visível, ultravioleta, raios-X, e raios
gama.

31. Usos da radiação • Conhecer alguns usos e perigos das microondas, das ondas
eletromagnética infravermelhas, e ultravioletas no nosso cotidiano.
• Conhecer alguns usos da onda de rádio, do infravermelho e da luz
visível na comunicação.
• Conhecer alguns usos dos raios-X e raios gama na medicina.
• Conhecer aplicações do ultra-som na medicina, além de outras.
• Conhecer os efeitos benéficos e danosos da radiação
eletromagnética na matéria e nos organismos vivos.

TEMA 10: TEMPERATURA


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Termômetros 32. Uso de termômetro • Explicar o funcionamento e utilizar os termômetros como medidores
e temperatura de temperatura.
• Saber conceituar a temperatura a partir do uso dos termômetros.

Calor 33. Calor e radiação • Compreender o calor como uma forma de energia da radiação
Infravermelha.
• Saber explicar a diferença entre temperatura e a energia total
contida num corpo.

34. Transferência de • Saber explicar como diferenças de temperatura podem levar à


calor transferência de calor.
• Compreender como o isolamento térmico pode reduzir a
transferência de calor e como ele é usado no contexto diário.

EIXO TEMÁTICO IV: PRINCÍPIOS CONSERVATIVOS


TEMA 11: CONSERVAÇÃO DE ENERGIA
SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Conservação 35. Fontes de energia • Compreender como o sol é responsável por quase todas as fontes
da energia de energia existentes na terra.
• Saber como a eletricidade é gerada a partir de uma diversidade de
fontes de energia.
• Saber explicar porque algumas fontes de energia são renováveis e
outras não.

36. Conservação e • Saber explicar como a energia é conservada, como pode ser
transferência de transferida e armazenada e como ela pode ser dissipada reduzindo
energia a energia disponível.
• Compreender como a energia é transferida pelo movimento de
partículas na condução, na convecção e evaporação.
• Compreender também como a energia é transferida por radiação.

37. Eficiência • Compreender o significado de eficiência energética e a necessidade


energética de se poupar energia.
• Saber explicar como a energia é transferida nos circuitos elétricos.

Trabalho, 38. Força e trabalho • Saber explicar e resolver problemas simples usando a relação
potência e quantitativa entre força e trabalho.
energia • Saber como calcular potência em termos da taxa de trabalho
realizado ou da energia transferida.
• Conhecer e utilizar a relação quantitativa entre energia cinética,
energia potencial e trabalho.

TEMA 12: PRINCÍPIOS DE CONSERVAÇÃO E RADIOTIVIDADE


SUB-TEMA TOPICOS HABILIDADES
Outros 39. Conservação de • Compreender o princípio de conservação da massa, utilizando-o em
princípios de massa situações simples.
conservação • Saber calcular a transferência de massa e carga em reações
químicas.

O núcleo 40. Radioatividade • Conhecer algumas das partículas do núcleo atômico e suas
atômico massas.
• Compreender a radioatividade como resultado da quebra do núcleo
atômico instável.
• Conhecer a natureza das partículas alfa e beta e da radiação gama.
• Conhecer o significado do termo “meia vida”.
• Compreender alguns usos da radioatividade incluindo o uso de
radioatividade para datar rochas.

Referências Bibliográficas:

GASPAR, Alberto. Física. Vol. Único, Ed. Ática.


TORRES, Carlos Magno Azinaro e PENTEADO, Paulo César Martins. Física – Ciência e Tecnologia.
Vols. 1, 2, 3, Ed. Moderna.
SAMPAIO, José Luiz Pereira e CALÇADA, Caio Sérgio Vasques. Universo da Física. Vols. 1,2, 3, Ed.
Saraiva.
________________________. Física. Vol. Único, Ed. Saraiva.
LUZ, Antônio Máximo Ribeiro da e ALVARENGA, Beatriz Álvares. Física. Vols. 1, 2, 3, Ed. Scipione.
FILHO, Aurélio Gonçalves e TOSCANO, Carlos. Física. Vol. Único, Ed. Scipione.

Física (Ens. Médio)