o Ediçã Esta sa o ou nã rdo ” aco “novo ráfico og ort

índicE
Megaday 239

MegaDay 239 .4 Megaday 220 .6 Evento Tagarela .8 Evoluir .9 Roteiro .10

Ficha Técnica
...Vamos Aderir? [vamosaderir@gmail.com] Propriedade: Tempo-Team [www.tempo-team.pt] Publicação Mensal Tiragem: 120 exemplares Nesta Edição: Ana Silvestre André Araújo Carlos Monteiro Célia Freitas Daniela Brogueira Diogo Neto Gisela Vilão Marcos Soares Natália Dias Orlanda Silva Paula Amaral Paulo Simões Raquel Oliveira Sílvia Castro Tiago Pucarinho Recepção de textos: Vera Gouveia [veragouveia82@hotmail.com] Ivo André Almeida [dogmanace@gmail.com] Edição/Paginação: Ivo André Almeida Serviços Administrativos: Eliana Cruz [eliana.c.cruz@vedior.zon.pt] Maria de Jesus Mateus [maria.j.mateus@vedior.zon.pt] Rui Silva [rui.c.silva@vedior.zon.pt]

Aniversários

Editorial

Megaday 220

Auditoria do Mês .12 Crónica do Mês .14 Zon Roadshow .16 Protocolo .17 Formação . 18

roteiro em Mdrid

Coaching .19 R(h)umores .20 Perfil Tagarela .22 Secção Hobby .23

a Secção Hobby da Ju

Cartaz Cultural .24 Calinadas .24 Tagarelas à lá carte . 25 Reviews Culturais .26 Tagarelas2 .28

Estamos a celebrar um Ano do nosso Jornal “Vamos Aderir”. Um Ano de novos desafios, grandes mudanças, com provas de união, trabalho de Coimbra equipa e sucesso: Forte capacidade de adaptação às alterações estruturais; Resiliência e tenacidade de uma equipa na resposta à comunicação de Inbound para uma comunicação de Outbound 12-12 Maria de Lourdes Torres (mista); Pró-atividade e forte espírito comercial na 14-12 Derek Fernandes angariação de novos projectos junto do cliente 20-12 Daniela Fernandes 21-12 Ana Rita Batista Zon; Organização metódica e eficaz das equipas 25-12 Ivo Almeida transversais (Formação, Recursos Humanos e 31-12 Bruno Primo AGIQ), com contributo e sucesso nas operações; 31-12 Rui Peralta Forte espírito de entre - ajuda na conquista de etapas profissionais e pessoais; Globalização da Equipa Tempo-Team a nível de rentabilização de Porto recursos: Antes --> Equipa Tempo-Team Inbound --> Equipa Tempo-Team Outbound Hoje --> Equipa Tempo-Team Inbound e Outbound 05-12 José Loureiro Desejamos um Ano de 2012 excelente para todos, 09-12 Joana Gonçalves repleto de energia, sucesso, força, garra, união e 10-12 Daniel Pereira excelência, e que esta grande família continue a 10-12 Rita Manquinho 11-12 Vera Gouveia crescer e a dar provas que somos realmente uma 11-12 Pedro Pinto Equipa de Excelência. 12-12 Luís Lima Feliz Natal e um Ano de 2012 com muitas, muitas 16-12 Sónia Tavares Vendas. Por isso, não percam os próximos 16-12 Sofia Paiva 18-12 Marta Pinho episódios, porque nós também não...! :)
28-12 Mário Almeida 30-12 Ana Couto 31-12 Joaquina Cardoso

Orlanda Silva

“Para vencer - material ou imaterialmente - três coisas definíveis são precisas: saber trabalhar, aproveitar oportunidades, e criar relações. O resto pertence ao elemento indefinível, mas real, a que, à falta de melhor nome, se chama sorte.”
Fernando Pessoa
2

últiMahora
Jantar dE natal Zon, no Porto ...aqui fica uma pequena amostra do jantar de Natal do Telemarketing da Zon, no Porto. Não percam a crónica no próximo número...

3

MEgaday239
com

IVO ANDRé ALMEIDA

megadays em coimbra

tHE Suit day

Nos últimos meses, a equipa de Coimbra tem-se mostrado capaz de cumprir objectivos e aumentar o número de vendas, tem sido notável o esforço e a dedicação de todos, para que continuemos a mostrar que somos profissionais e que, em Coimbra, somos poucos mas bons. Toda esta energia tem sido acumulada, também com a ajuda dos dias temáticos que têm sido preparados para dar inspiração aos operadores, bem como os demais prémios, inerentes a este tipo de acções de motivação. Os megadays têm resultado em Coimbra, e aqui fica a prova de alguns deles, bastante divertidos, que nos têm dado alento, para vendermos cada vez mais e melhor…

latada

dia intErnacional da tElEviSão

HallowEEn

MaguSto MEgaday

4

5

MEgaday220
com

VERA GOUVEIA

MEgaday PiMba

O Megaday Pimba em honra de São TempoTeam foi verdadeiramente inesquecível para todos os presentes, incluiu tudo aquilo a que estamos habituados e muito mais! Música, dança e animação foram as palavras de ordem. A grande surpresa foi a quantidade de estrelas que participaram no evento ( e o cachet foi baixo), ninguém quis faltar ao arraial do ano, tivemos Ágatas a triplicar, Anas Malhoas e Serafins Saudade. O memorável Leonel Nunes não deixou de estar presente e claro não se esqueceu de levar o seu inseparável garrafão de “água benta”. Tivemos ainda a grande atracção do “Rancho Popular do Largo de Campanhã” que se vestiu a rigor não deixando nenhum pormenor de lado, até o buço das senhoras estava visivelmente aprumado! O “Centro Recreativo do Pavilhão Municipal da Casa do Puobo da Tempo-Team” também foi devidamente enfeitado e nada foi esquecido, nem mesmo a tasca “Perabólica”, o “Camarim das Bedetas” ou até mesmo a Igreja enfeitada. Parabéns a todos os chefes de equipa In & Out, que pela primeira vez se juntaram para organizar um evento, que seja o primeiro de muitos!

Vox PoPuli
“ O Megaday foi do mais pimba que podia haver! Várias estrelas passaram pelo nosso centro, mais parecia a passadeira de Hollywood! Parabéns à Maria Lizete poruqe sem a minha ajuda não ia lá!” Rita Manquinho “ Concorrido, divertido e acima de tudo surreal... nunca pensei partilhar o local de trabalho com tamanha constelação em potência. Para algumas só tenho um conselho... Mudem de vida!” Sérgio Amorim “ Irreverente e glamoroso, o Medaday Pimba trouxe ao nosso centro as mais fantástica estrelas nacionais. Num dia onde não faltou música e caldo verde, o centro de camapnhã cantou, dançou e chorou por mais!” Cecília Carvalho “ Dia Pimba com António em versão de Serafim Saudade, fazer vendas foi uma felicidade!” Joana Ávila “ No dia Pimba não precisei de me vestir porque já sou pimba e fartei-me de rir!” João Cardoso

rute Marlene, rosinha, leonel nunes, doce

leonel nunes

rancho Folclórico, ana Malhoa, Ágata, Marco Paulo, Serafim Saudade

6

Ágata a triplicar e rute Marlene

roberto leal, Serafim Saudade e Quim barreiros

toy e ana Malhoa

toy e as Meninas do rancho

7

EvEntotagarela
com

Evoluir

I.A.A.

Jantar dE natal callcEntEr dE coiMbra

com

PAULA AMARAL

a lei do mais forte
A lei do mais forte é a mais evidente das leis da Natureza. Os mais fracos são as presas mais fáceis para os predadores. Os mais fortes sobrevivem, destacam-se e escalam na hierarquia da sociedade animal, são os mais respeitados e, inevitavelmente, os mais temidos. O mesmo acontece nas leis da selva comercial (a.k.a. mercado económico), mas com uma importante diferença, já que aqui os papéis de predador e presa não são estanques, sofreram alterações e evoluíram ao longo de três diferentes Eras: -“O tr(i)unfo da ignorância” – no passado, a falta de acesso à informação fez dos consumidores presas ingénuas e fáceis. As empresas assumiram facilmente o papel de predador implacável e insaciável, que utilizava todas e quaisquer técnicas para absorver a atenção (e o dinheiro) dos seus clientes. -“Telhados de vidro” – após o despertar para os direitos dos consumidores, as empresas viram o seu alvo comum protegido contra abordagens menos correctas, por entidades públicas e privadas. Optaram então por enfrentar-se, passando a ser predador e presa alternadamente. A publicidade favorecia a empresa alvo, embora não por mérito próprio, mas sim por demérito das concorrentes, por ser utilizada maioritariamente para criticar e denegrir a sua imagem. -“A necessidade aguça o engenho” – a actualidade, onde disputar o interesse do consumidor é cada vez mais difícil, principalmente quando há uma crise económica global que não tem prazo de validade. Com entidades especializadas que regulam as relações entre as empresas e entre estas e os consumidores, os papeis invertem-se mais uma vez: as empresas são agora a presa e os consumidores o predador. Os consumidores estão informados e são exigentes, não só com o que querem mas também com o quanto estão dispostos a pagar e sabem negociar, levar as empresas ao limite da sua oferta. As empresas são obrigadas a procurar a cada dia novos e melhores canais de venda, formas inovadoras de apresentar e melhorar o seu produto ou serviço, ferramentas que permitam o controlo de qualidade e a melhoria contínua. Os melhores direccionam todo o seu esforço para a angariação, satisfação e fidelização do cliente. Mas só o mais forte consegue atingir este objectivo e superá-lo, porque nunca se acomoda à condição de ser o número um. Boa Tempo Team!

Sem dúvida o evento mais esperado do ano, em Coimbra, o jantar de Natal é sempre muito divertido (tirando o do ano passado), mas este ano foi muito especial e por vários motivos. O callcenter está renovado, está a evoluir, a malta anda muito unida e além disso temos caloiros novos, aliás, um caloiro, o João, e 5 caloiras, a Sílvia, a Telma, a Liliane, a Ana B, a Ana G. e a Ana P.! Para estes, foi pela primeira vez que experimentaram uma refeição à lá Tagarela… e notou-se que gostaram bastante. Com uma equipa assim, aquilo foi mais um jantar de família do que uma ceia laboral, no já conhecido restaurante “A Cozinha”, de outros jantares, escusado será dizer… mas abarrotámos o tasco. Ocupámos todo o espaço durante 2 horas, de entradas, Caldo Verde, Bacalhau com Natas, sobremesas, cafés, tudo regado com shots de vinho, e sumos (para os caretas), grande maioria dos tagarelas foi posta à prova na cantilena dos shots mas nem todos passaram o teste (os caretas)! Como manda a tradição, a comitiva dispersou do jantar rumo à

alta da cidade (os que não fugiram para casa) e a partir daí foi sempre a subir… Primeiro no Piano Negro e depois no RS, onde fomos ardilosamente enganados, aquilo era um bar de Karaoke, que ainda assim, conseguiu-nos fazer sacudir o pó, alguns dançando, outros cambaleando… Depois disso, já não há mais fontes para esta história, mas fica um jantar de Natal para a História!

8

9

rotEiro
com

CéLIA FREITAS

Madrid: a caPital daS PraçaS E doS MuSEuS!

antes de mais, o objectivo desta viagem foi juntar quatro amigos que raramente passam tempo de qualidade, todos juntos. o destino escolhido para ir à descoberta foi Madrid, a cidade do urso e do medronheiro! E quando digo ir a descoberta, foi mesmo ir a descoberta porque as únicas coisas realmente marcadas foram os voos e o hostel.
Das primeiras coisas que fizemos, quando chegamos, foi recolher informação sobre a cidade, sobre possíveis sítios a visitar e onde provar comida típica. Esta capital tem três grandes museus de arte obrigatórios – o Prado (onde podemos ver O Jardim das Delícias Terrenas), o ThyssenBornemizsa e o Reina Sofía (onde está o Guernica de Pablo Picasso). Para apreciar cada museu recomendo que tenham tempo (mais de quatro horas por cada museu) e que se preparem para quadros absolutamente fantásticos! Não deixem de ver o Templo de Debod (um dos testemunhos arquitectónicos egípcios completos que podem ser contemplados fora do Egipto) e o Palácio Real que nos fez querer ser reis e rainhas! Proponho ainda um passeio pelo Parque Real do Bom Retiro onde se pode visitar o Palácio de Cristal e para os que se sentirem com mais força um passeio a barco de remos, no Estanque.Por toda a cidade existem uma série de praças (Plaza Mayor, Plaza de Colón, etc…) e igrejas dignas de fotografar e respeitar. Tivemos ainda tempo para passar pela estação ferroviária de Atocha onde foi o atentado de 11 de Março de 2004. Existe no seu interior um jardim tropical bastante exuberante que termina com um lago onde existem centenas, sim, centenas de cágados. São bastante comuns os espectáculos de rua, nós tivemos a sorte de na Plaza del Sol assistir a uma disputa entre vários patinadores e no Parque Real do Bom Retiro assistir a um espectáculo com bolas de sabão gigantes. Quando a fome aperta umas Tapas sabem sempre bem!
10

Durante a noite, pode recarregar baterias ou aproveitar a noite madrilena repleta de gente gira, música, e muito álcool. E para ver os sapatos vermelhos de Michael Jackson ou a camisa azul de Mick Jagger terão de passar pelo café Hard Rock. O hostel onde ficamos chama-se Cat`s e tem um ar “marroquino”, oferecia pequeno-almoço, era bastante limpo, perto de tudo e tinha um pequeno bar para conversar e conhecer pessoas. Para termos um maior contacto com a cidade decidimos andar sempre a pé, as únicas viagens feitas de metro foram do aeroporto para o hostel e do hostel para o aeroporto. Por isso recomendo um bom par de sapatos, chapéude-chuva (a viagem foi em Fevereiro), máquina fotográfica, boa companhia e boa disposição! Como a cidade de Coimbra é ainda mais maravilhosa que Madrid, encontramos uma loja de sapatos, bem no centro de Madrid, com o nome da minha cidade! O tempo foi pouco para aproveitar tudo o que a cidade tem para oferecer… QUERO VOLTAR!

11

auditoriadomês

os heróis do oficio
Paulo Simões
Outbound - Coimbra
Vamos Aderir - O que te estimula mais, ao fazer uma venda por telefone? Paulo Simões - O facto de conseguir vencer as objecções do cliente, de sentir que ele começa a sentir interesse no produto que estou a apresentar e que vai aderir comigo. V.A. - Qual a fase da chamada mais importante para o sucesso? P.S. - Penso que será quando passo a ter um diálogo com o cliente. Muitas vezes é ele quem explica as suas necessidades e interesses. é nesse momento que posso utilizar o que o cliente quer – necessidades, desejos ou preferências para fechar a venda. V.A. - Qual o teu melhor argumento de venda? P.S. - Presumo não ter um em específico. Os argumentos dependem dos interesses do cliente. Por exemplo a capacidade de gravação da IRIS, as velocidades de internet, a relação qualidade / preço são alguns dos argumentos de peso que costumo usar. V.A. - Qual o teu melhor argumento para convencer o cliente? P.S. - Somos o operador líder no mercado nacional, esse é uma argumento muito válido para indicar a qualidade dos nossos serviços. Por vezes o router ZON HUB, ou as funcionalidades do nosso serviço telefónico também são bons argumentos para fecho de venda. V.A. - Queres deixar uma mensagem de motivação para os teus colegas? P.S. - Nunca desistam de uma venda! Se ouvirem um Não, procurem saber o motivo, preencher de forma correta os outcomes vai ajudar a termos melhores listas e propostas no futuro. Em muitos Não’s haverá sempre um SIM! 12

Foram feitas algumas questões, baseadas no questionário do roadshow da Zon, a alguns dos melhores operadores do Porto e de Coimbra. Que os seus segredos sirvam de inspiração aos restantes operadores, para que 2012 seja um ano de sucessos para as equipas da Tempo-team.
Gisela Vilão
Outbound - Coimbra

Marcos Soares
Inbound - Porto

Raquel Oliveira
Outbound - Porto

Vamos Aderir - O que te estimula mais, ao fazer uma venda por telefone? Marcos Soares - Rebater as objecções do cliente e mostrar-lhe que nós somos a melhor escolha. V.A. - Qual a fase da chamada mais importante para o sucesso? M.S. - A fase de despiste das necessidades do cliente é a mais importante, para depois apresentarmos as vantagens dos nossos serviços. V.A. - Qual o teu melhor argumento de venda? M.S. - Sem dúvida, para mim, o My Zon Card. V.A. - Qual o teu melhor argumento para convencer o cliente? M.S. - Apresentar os benefícios de cada serviço se aderir à Zon. V.A. - Queres deixar uma mensagem de motivação para os teus colegas? M.S. - Façam cada venda como se fosse para um familiar com o objectivo de ficar bem servido e satisfeito com os serviços a que aderiu.

Vamos Aderir - O que te estimula mais, ao fazer uma venda por telefone? Gisela Vilão - O entusiasmo de colocar mais uma venda no quadro e aumentar o objectivo pessoal e de equipa. V.A. - Qual a fase da chamada mais importante para o sucesso? G.V. - O ínicio da chamada, a fase de empatia que é criada com o cliente. V.A. - Qual o teu melhor argumento de venda? G.V. - Qualidade dos serviços, funcionalidades dos mesmos e hoje em dia o preço também é importante para alguns clientes. V.A. - Qual o teu melhor argumento para convencer o cliente? G.V. - Mostrar que os serviços que ele vai ter são de facto bons e que lhe trarão bastantes vantagens ao utiliza-los. V.A. - Queres deixar uma mensagem de motivação para os teus colegas? G.V. - Quando te sentires a desmotivar ou mais em baixo, pensa que amanha vai ser um novo dia e que certamente será melhor que os anteriores, não desistas ao primeiro NÃO!!!

Vamos Aderir - O que te estimula mais, ao fazer uma venda por telefone? Raquel Oliveira - Quando o cliente não se encontra receptivo a ouvir as novas promoções e consigo fazer com que o serviço seja o ideal para ele, basicamente convenço o cliente que é o melhor serviço do mercado. V.A. - Qual a fase da chamada mais importante para o sucesso? R.O. - O início da chamada. V.A. - Qual o teu melhor argumento de venda? R.O. - Melhor qualidade de serviço / preço, características e vantagens que tem com a Zon que não tem com as outras operadoras. V.A. - Qual o teu melhor argumento para convencer o cliente? R.O. - Satisfazer as necessidades do cliente, mostrar que precisa do nosso serviço. V.A. - Queres deixar uma mensagem de motivação para os teus colegas? R.O. - é nos momentos mais difíceis que as melhores oportunidades surgem, nunca percam a motivação e o espírito de equipa.

13

crónicadomês
com

IVO ANDRé ALMEIDA

vaMoS adErir? 1 ano dE HiStóriaS dE SucESSo
é um magazine de telemarketing sui generis, qualquer operador pode participar, bastando enviar as suas ideias, textos e fotos, para o vamosaderir@gmail.com, qualquer contributo é bem-vindo. Temos a secção Hobby e o Perfil Tagarela, em que vários operadores têm dado a conhecer outros talentos de suas vidas, sem ser o telemarketing, o que faz com que os que lêem o magazine conheçam um pouco melhor os colegas e realidades comuns. Vamos Aderir é um magnete de relações interpessoais, uma rede social em papel que almeja ganhar ainda mais força no futuro. Há um ano atrás não sonhávamos com a dimensão deste magazine e com o feedback que temos tido até este momento. é um sucesso partilhado com todo empenho debitado pelas pessoas, no dia-adia dos nossos callcenters! A eles se deve o sucesso e a eles é dedicado este projecto! Fiquem com alguns destaques deste afamado magazine telemartketiano...

Fazendo um breve resumo deste projecto, em dezembro de 2010 foi lançada a 1ª edição em coimbra, o nº0, que serviu de ensaio para o que o projecto almejava desde o início, englobar as várias equipas de telemarketing da tempoteam, nos callcenters da Zon em coimbra, no Porto e em lisboa. os mentores do projecto, Jorge Manaia, cláudio de Sousa, Maria de Jesus Mateus e ivo almeida, reuniram-se mais tarde com algumas pessoas do Porto para reunir esforços e globalizar o projecto. rui Silva, vera gouveia e daniela brogueira, e mais tarde Paula amaral e Eliana cruz, têm correspondido com bastante material para que seja lançada uma edição todos os meses ou de 2 em 2. nas últimas 2 edições ficámos a conhecer malta de lisboa, contamos, com todo o gosto, que continuem a participar neste projecto.
Quando saiu o nº1, já havia 3 ensaios, o nº0, o nº0.5 e o nº0.75! O primeiro número foi portanto o primeiro marco de sucesso deste pequeno projecto que começou a crescer até ao que é hoje. Começaram a surgir muitas notícias a retractar acontecimentos com as equipas de telemarketing, entre megadays e jantares, actividades radicais e peddypapers, formações e informações culturais, entrevistas e humor, tudo neste magazine exala o esforço de variadíssimos colaboradores que têm contribuído, ao longo de todos estes meses, com material e ideias para manter este projecto representativo dos nossos callcenters.
14

a primeira vez de coimbra neste magazine, num jantar de magusto, com a participação da nossa gestora, gisela alves;

o peddy-paper tempo-team/Zon foi um dos eventos mais mediáticos que passaram por estas páginas ao longo do ano;

a primeira vez do Porto nesta edição foi no nº1, aquando da actividade radical, com a participação das várias equipas;

a primeira reunião no Porto

a 1ª vez de lisboa foi com a equipa de Parcerias, com uma crónica e entrevista à supervisora Maria João antunes;

Estas são as primeiras nove capas de vamos aderir; 15

Zonroadshow
com

Protocolo

NATÁLIA DIAS e DIOGO NETO

o Zon in & out continua a FaZEr HiStória
Estas novas realidades significam que o nosso trabalho (sim, porque estas sessões são muito cansativas!) deu frutos e foi bem feito. Em jeito de balanço final, todos nós aprendemos: as nossas equipas porque assimilaram, valorizaram e utilizaram os conhecimentos adquiridos e nós porque descobrimos que existem formas e métodos diferentes para passar a informação. Preparem-se porque em 2012 voltaremos a fazer-nos à estrada e iremo-nos encontrar em novos roadshows, com outras temáticas igualmente importantes para enriquecermos os nossos conhecimentos e vender mais. Queremos agradecer as vossas sugestões e pró-actividade, deixando-vos algumas opiniões escritas por vocês no segundo roadshow, bem como os resultados finais do mesmo.

meNU temPo-team

começou como um projeto piloto, com o objetivo de dar possibilidade às equipas de ganhar mais dinheiro através da ocupação da ociosidade, mas tornou-se também um “laboratório”, onde se testaram novas práticas e metodologias. uma dessas práticas foi o roadshow, que nasceu da necessidade de adquirir rapidamente conhecimentos inerentes ao outbound e que eram do desconhecimento dos colegas que só atendiam inbound.
Foi com grande entusiasmo que nos “fizemos à estrada”, ainda em Setembro e transmitimos pessoal e diretamente a forma como se deviam preencher os “outcomes”, as principais necessidades de melhoria que detectámos, bem como alguns alertas que todos tinham que ter em mente quando faziam chamadas de Outbound. Esta primeira sessão de roadshow foi muito positiva, porque tornou-se num espaço de esclarecimento de outras dúvidas, apresentação de sugestões e dificuldades. Apercebemo-nos nessa fase, da importância deste tipo de acções e no quão positivo era para as equipas, tanto de Inbound como de Outbound, porque além da componente pedagógica existia ainda uma componente motivacional. Foi com enorme satisfação que vimos as caras desconfiadas a entrar na sala: “vamos falar de Outbound??”, mas ao longo das sessões iam relaxando, participando e ouvindo, cada vez com mais atenção. Saíam com um semblante muito diferente daquele com que lá tinham entrado. Decidimos então fazer um segundo roadshow, sugerido pelas pessoas que participaram no primeiro, para ajudar a desbloquear a conversa inicial com os clientes, focada naquelas questões complicadas, como é o caso do falecido e do ex-cliente insatisfeito. O sucesso foi ainda maior e temo-nos apercebido que as nossas equipas têm colocado em prática o que aprenderam, contribuindo para um aumento de hit ratio.
16

PRATO* BEBIDA CAFé 5€ *Confirme com a Colaboradora qual o prato incluído no Menu. O call Center do Porto tem uma nova parceria com o restaurante Fundão que fica situado em frente a estação da CP e Metro em Campanhã. Todas as Primeiras Sexta – Feiras do Mês à noite: GRANDE NOITE DO FADO

Especialidades da casa • Bacalhau á Fundão • Bacalhau a Lagareiro • Arroz de Tamboril • Polvo a Lagareiro • Filetes de Povo • Peixe Fresco na Brasa • Picanha a Brasileira • Bife a Fundão • Secretos de Porco Preto • Lombinhos de Porco na Brasa • Fritada de Carne com Migas a Alentejana Rua Justino Teixeira nº 11- Porto Tel: 22 536 51 51 Tens sugestões de Protocolos? Então envia a tua opinião para Eliana.c.cruz@vedior.zon.pt ou maria.j.mateus@vedior.zon.pt

opiniões dos formandos:

“Mais formações deste cariz.” “Mais formações como esta.” “Melhor som na próxima acção!” “Nada a sugerir, muito bom!” “Continuar com este tipo de formação para nos cativar ainda mais.” “Sugiro que ensinem técnicas de ‘agressividade’ comercial, como ‘partir para cima do cliente’...” “Fazer uma formação destas uma vez por mês se possível e avaliar mais chamadas e situações pertinentes.”

ao

fundão
17

ForMação
com

coacHing

ANDRé ARAúJO

Terapeuta da Fala Sócio-gerente do Voz e Nós
Já imaginou ter a sua Voz no lugar certo? Olhamos à nossa volta e vemos um país e um mundo onde uma dinâmica paradoxal cresce entre direitos e deveres de trabalhadores e empregadores, frequentemente centrados em questões económicas e raramente em questões relacionadas com a saúde ocupacional. Onde ficamos no meio deste quadro? Num contexto de Call Centers assistimos a uma realidade mundial onde o número de centrais e de operadores cresce avassaladoramente, assumindo uma importância fundamental na vida de muitos serviços cada vez mais valorizados pela população. é a partir destes centros que se estabelece uma relação a distâncias por vezes não sonhadas por aquele que liga ou atende o telefone, o cliente! Os Call Centers são decididamente locais que, apesar de “escondidos”, se tornam fundamentais para o sucesso e resultados de muitas empresas. Os operadores, são os elementos que tornam as trocas possíveis… Está neles o potencial para quebrar a distância com o cliente. E a distância… será real? Depende… está tudo à distância da uma Voz! Voz e Nós, uma equipa multidisciplinar especializada em Comunicação e Voz Profissional – observam com interesse o que se passa com a Comunicação, de uma perspectiva possivelmente diferente daquela que usualmente se fala num contexto empresarial. Comunicação de um ponto de vista clínico… Isto significa que estamos sensíveis não apenas ao nível Macro, onde a empresa tem uma mensagem global, uma imagem, uma estratégia de marketing; mas ao nível Micro: Como se relacionam as pessoas? Qual a sua motivação para comunicar? São eficazes a persuadir os outros? Encontramse numa plataforma de comunicação comum? Será que a mensagem passa? Porquê? Neste contexto o insucesso na Comunicação é por Nós considerado um problema, como uma patologia que pode e deve ser diagnosticada e devidamente tratada… Para Nós a comunicação deve ser trabalhada ao nível das pessoas que individualmente têm a voz e as palavras da empresa. Ao nível daqueles que têm a responsabilidade de tornar a comunicação possível. Afinal de contas… qual é a diferença entre um operador amador de um profissional? Não encontramos livros, artigos ou formações que nos dêem uma resposta clara e satisfatória. Certamente todos os operadores têm obrigação de saber o que dizer, mas será que sabem sempre como dizer? Na nossa visão o Operador Profissional é aquele que tem um conhecimento profundo sobre o processo de comunicação e se sabe adaptar a todas as situações e interlocutores… venham ou não no “manual de instruções”! Este conhecimento não pode ser empírico, é baseado em evidência e pode ser usado em favor das empresas. Olhamos para fora e vemos que já outros viram o mesmo. Viram que a vida de um operador não é fácil e que a empresa nada tem a ganhar com isso. Viram que o ambiente dos call centers é muitas vezes pouco propício a quem precisa de falar durante muitas horas e, acima de tudo, comunicar. Ar condicionado, mobiliário, equipamento, luminosidade, ruído, stress… todos estes factores podem influenciar a saúde do operador e limitar entre 50 a 70% a sua rentabilidade bem como a sua progressão na empresa. Perdem-se frequentemente potenciais bons comunicadores devido

Voz e Nós - zoN

tEaM lEadEr na tEMPo-tEaM “ o alcancE dE uMa nova EtaPa”
Ser um Team Leader baseia-se num maior envolvimento com as respectivas equipas, percebendo-se as dificuldades de cada colega. Este é realmente um grande desafio que foi aceite por todos onde o reconhecimento obtido elevou a nossa motivação. Esta experiencia desafiante tem como base uma maior cumplicidade/integração na equipa permitindo assim a proximidade e, consequentemente, uma maior capacidade na resolução imediata de problemas que vão surgindo no sentido de ajudar e motivar as equipas para alcançar objectivos e, até mesmo, supera-los.

com

ELIANA CRUZ

resultados; • Dar o exemplo para que a equipa nos tenha como referencia; • Ter em atenção o perfil de cada membro da equipa; • Ter em prática o apoio a cada comunicador através de um processo para alcançar um resultado específico pessoal ou profissional; • Reflexão da equipa; • Tempo dinâmico no sentido de elevar a motivação; • Dar novas ideias para a resolução de determinadas situações; • Interagir com feedback; • Melhorar o desempenho das equipas. Ao contrário do dito tradicional “nós olhamos para o nosso meio para atingir as nossas metas”. Os Team-Leader OutBound: Sílvia Castro Raquel Oliveira Renato Sequeira Nuno Montalvão

a problemas de voz que surgem por sobrecarga vocal. E afinal… porquê? é preciso aprender a falar? A resposta é SIM, claro que sim! Ao um andante aos dois falante… é verdade que há muito aprendemos a falar, mas isso não é suficiente para o fazermos de forma profissional várias horas ao dia. Como numa equipa de futebol. Correr e dar chutos numa bola são certamente coisas que cedo aprendemos, mas para nos tornarmos num jogador de alto rendimento necessitamos de uma equipa técnica com treinadores, fisioterapeutas, etc. Uma equipa que se ocupe de que tudo corra bem e que esteja lá para prevenir lesões e facilitar uma recuperação rápida. Esta é uma realidade que já existe em muitos call centers em vários países. Os operadores são acompanhados por equipas especializadas, terapeutas da fala, voice coaches, psicólogos, entre outros, que tratam de formar os profissionais para comunicar melhor, com menos esforço e que partilham técnicas de desenvolvimento vocal que lhes permitem ser mais competentes. Profissionais que fazem rastreios e identificam aqueles que precisam de ajuda, auxiliando o seu processo de recuperação. Profissionais para quem problemas de voz, de dicção ou de fluência têm uma solução à vista. No Voz e Nós (www.vozenos.pt) encontra uma equipa com formação especializada e experiência demonstrada. Muitos nos procuram para resolver questões que pensam não ter solução e descobrem que o mais pequeno detalhe na sua forma de falar pode fazer toda a diferença na sua actividade. Trabalhamos com qualquer profissional da voz, individualmente ou em grupo, e estamos decididos a mudar a forma como as empresas olham para a sua comunicação. Os call centers são decididamente um meio onde muito pode mudar com o nosso trabalho. Um trabalho que dá Voz à sua Voz… Já imaginou uma realidade como esta na sua empresa? Já Imaginou ter a sua Voz no lugar certo? Nós já… e estamos certos de que falta pouco… muito pouco…

Agarrar esta oportunidade é, para nós, o reconhecimento do nosso trabalho tendo a responsabilidade de manter a equipa como um todo na ausência dos supervisores. As principais questões que surgiram, como primeiro obstáculo a superar, enquadram-se nos seguintes papéis (tendo-os como base para o sucesso): • Capacidade de gerir a equipa para obter

18

19

r(h)uMorES
com

VERA GOUVEIA e IVO ANDRé ALMEIDA

Porto
As vendas voltaram e a animação também, já tínhamos saudades de todo este alvoroço das chamadas em espera! Cada chamada soa a oportunidade e já é caso para dizer: “Boa Zon”! Falando em coisas boas, o Renato Sequeira e a Vânia Silva do Outbound e o Marcos Soares, a Liliana Santos e o Bruno Rocha do Inbound estão a dar tudo por tudo para conseguir o seu lugarzinho ao Sol na viagem de sonho da Zon, força a todos e muito boa sorte! Não posso deixar de falar no nosso Megaday Pimba! Foi um verdadeiro sucesso e tudo graças à participação das nossas estrelas nacionais e ao bom humor de toda a gente! Parabéns à Ágata vencedora que mereceu o prémio do dia. Houve no entanto uma pessoa, que não se conseguiu conter com tamanha desilusão de não ter sido merecedora do notável destaque... Mas deixa lá, se houvesse um honroso 2º lugar terias ganho com toda a certeza, nem que fosse pelo tamanho do salto... ou não fosses tu ficar “Manquinha”! Quero ainda dar os parabéns à Paula Amaral e ao Renato Sequeira pelo novo desafio, aproveito ainda para dar as boas vindas à nova equipa. Como já tem vindo a ser habitual (sim porque a moda do casamento pegou nas meninas do nosso centro), quero felicitar mais uma noiva e desta vez é a Adriana Gouveia, muitas

felicidades e tudo de bom. Falando em novidades e felicitações, a bebé da Carolina está quase a nascer! Esperemos que esta moda também pegue e venham muitos mais! é preciso contribuir para o aumento da população! Resta-me desejar Boas Festas a todos e votos de Sucesso para 2012! Boas vendas e até breve!

Coimbra
Muito se passou no callcenter de Coimbra, desde a última edição de Vamos Aderir, tanto se passou que nem me recordo de tudo mas faço um esforço. A primeira coisa que gostava de salientar é o Aniversário da Mega chefe Dora Jorge, só para contar que a prenda dela passou dois dias na casa de banho dos homens. A Ju teve a ideia de oferecermos uma caixa de madeira, pintada por todos os operadores, com as prendas lá dentro. Para não “dar bandeira”, foi colocada à disposição no dito WC, em que meninos e meninas iam pintando à vez, sem que a chefe se apercebesse da intenção. A operação decorreu com êxito e as meninas ficaram a saber que o WC dos gajos é um local bastante asseado. Em termos de trabalho, quero agradecer em nome de toda a equipa, o esforço do supervisor Henrique Ribeiro, aquando do briefing relacionado com os novos planos de fibra que não são “Iris”, ele até desenhos fez e mesmo assim houve gente

www.facebook.com/vamosaderir

que não percebeu à primeira, santa paciência do Henrique. Quanto à piada dos “outcomes”, foi ultrapassada com relativo sucesso dando aso a uma nova, “Martini com caloiros”, uma alternativa ao limão que muito tem embriagado os mais novos do callcenter. São scripts, registos de respostas, agendamentos, botões de interacção, etc. Coitadinha da “CTI”, até se passou a designar “Comandos Trocados Incessantemente”, ainda assim, tem feito um brilharete a despoletar contactos. Que o digam as listas de winback e clic2call, com hit ratios acima da média, as vendas base têm triplicado nos últimos meses e há pessoas que estão mesmo à espera da chamada… da boa Zon! Mesmo antes do fecho desta edição, tivemos um lanche de Natal no nosso espaço, com os vários responsáveis Zon e Tempo-team, antes destes partirem para o Porto rumo ao jantar de Natal da Zon. De salientar a elegância das senhoras presentes e seus belos vestidos, bem como o surpreendente supervisor Manaia, pelo seu semblante e para gaudio dos operadores, que mal o reconheceram no seu traje de gala. Esse mesmo supervisor, conhecido pelas patuscadas que organiza quando trabalhamos ao sábado, tinha sido vítima de uma tatuagem de farinha, feita pela artista Rita B., numa dessas patuscadas do mês passado. Boas festas e um 2012 cheio de garra para todos os tagarelas!
21

20

PErFiltagarela
com

secçãoHobby
com I.A.A.

ANA SILVESTRE

a Psicóloga tagarela! as PreNdas da JU
no outro é diagnosticar, acompanhar e tratar pessoas com problemas de natureza emocional e comportamental, com perturbações e conflitos psicológicos, isto é, “vender”, “persuadir” e “convencer” a pessoa a alcançar e manter um estilo de saúde mental saudável. Esta noticia até podia aparecer numa secção de formação, pois foi o que realmente aconteceu, não fosse mesmo um hobby, que a Ju domina, surpreendendo tudo e todos com as ideias e exemplos. Uma formação promovida pela Maria de Jesus Mateus (Ju), que mais uma vez revelou todo um talento que possui, relativamente às artes. Nesta formação, a Ju mostrou-nos algumas formas muito simples de oferecer prendas às pessoas, mas fazendo nós mesmos,

Desde tenra idade que sou fascinada pelas ciências, pelo como e pelo porquê das coisas. Mas a psicologia foi para mim “a ciência”! No secundário, vir a ser psicóloga, já era para mim uma ideia vincada, um objectivo a cumprir e que acabou por dar os seus frutos. Conclui o curso em 2006 e comecei a exercer a profissão em 2007. Muito resumidamente a psicologia consiste no estudo do comportamento e dos processos mentais, mas pode ter muitas outras definições devido ao seu campo de actuação ser tão vasto. Pode ser considerada uma ciência da saúde, mas também uma ciência social e humana e faz fronteira com a biologia. Como exemplo disso, pré-especializei-me em psicologia social e das organizações, mas já desempenhei funções na área da psicologia educacional e, actualmente, trabalho em psicologia clínica e em neuropsicologia. Trabalhar ao mesmo tempo como comunicadora, especificamente, operadora de telemarketing pode parecer antagónico relativamente à minha profissão inicial, mas não é totalmente. é certo que tenho de substituir talvez a empatia pela simpatia e utilizar a escuta activa com objectivos totalmente distintos… Mas aplico ensinamentos tanto da psicologia num processo de venda, como do marketing e da persuasão numa consulta de psicologia. Além disso deparome muitas vezes a “observar em campo”, por exemplo, como funciona uma equipa, quais os factores que são decisivos para a sua coesão e clima, quais as técnicas de motivação utilizadas pelas chefias, seus sistemas de recompensa e punição e como tudo isso influencia o cumprimento dos objectivos. Em ambos os meus campos de actuação o objecto é o mesmo – o Homem na sua vastidão e complexidade. O objectivo em um, é criar necessidade de serviços de televisão, internet e telefone que poderão estar a ajudar a ultrapassar um problema de solidão, ou a encurtar a dolorosa distância entre namorados;
22

o que torna os presentes únicos e originais. Foi uma hora e meia de puro deleite, em que os operadores participantes puseram em prática todas as dicas que a Ju foi dando, para a construção dos presentes. Desde colares, porta-chaves, pulseiras, velas decorativas e até écharpes feitos em macramé (uma técnica difícil que a Ju domina e ensinou à malta). Esta formação tornou-se um verdadeiro passatempo, tendo sido criados bastantes acessórios, que podem ser oferecidos a pessoas queridas por nós, com um custo irrisoriamente baixo. A Ju providenciou todos os materiais necessários, e pôs toda a gente a produzir autenticas obras de arte, originais e com um maior valor do que prendas compradas. Foi este o mote dos

ensinamentos que apreendemos nesta acção, em que todos se divertiram muito, havendo alguns operadores que, admitindo não ter jeito nenhum para este tipo de trabalho, se revelaram autênticos artistas… e com bom gosto! Grande hobby que aprendemos na sala de reuniões, toda a gente agradeceu à Ju pela iniciativa, queremos mais no futuro. A grande lição que tirámos da formação, é o facto de que os presentes não têm que ser objectos comprados, podem ser feitos, com todo o amor e carinho, e toda a gente dá valor a um presente destes!

23

cartaZcUltUral
monumental circo do coliseu do Porto
Até 01-01-2012 - Renovando a tradição desta nossa grandiosa sala de espectáculos, mais um ano sobe à pista o Monumental Circo do Coliseu do Porto. Para quem gosta deste tipo de espectáculo aqui temos o mundo fantástico do Circo que este ano regressa com um totalmente renovado, recheado de números e artistas internacionalmente reconhecidos. Trapezistas, equilibristas, acrobatas, palhaços e muito mais serão as surpresas deste Natal! Preços de 6 a 16€ versos como João Cutileiro, Armanda Passos, João Noutel, Franchini, Filipa Sotomayor ou Patrícia d’Orey, entre muitos outros, até ao final do ano.

Gambas Picantes

Tagarelas
com

VERA GOUVEIA

Carte à lá

dream Pills

o lago dos cisnes

No Coliseu do Porto - 06-01-2012 21:30; O Ballet do Teatro Nacional Russo de Moscovo representa esta obra única, captando a essência, a beleza da história e a harmonia da música de Tchaikovsky. O Lago dos Cisnes converteu-se num símbolo do Ballet, sendo um tipo de espectáculos que vale a pena ver pelo menos uma vez na vida! Preços de 15 a 45€

R. Ceuta, 17 Porto , Seg-Qui 10:30-14:30 e 15:30-19:30, Qui-Sáb 21:00-01:00; Parece saído de uma história de crianças em que um sonho se torna realidade, esta espécie de farmácia de doces que se diz capaz de aliviar todas as ‘dores’ do dia-a-dia, como crises de mau humor, indícios depressivos, stress de trabalho, problemas do coração, segundas-feiras maníacas ou dias cinzentos. A Dream Pills é um novo espaço na cidade que traz uma boa disposição contagiante sob a forma de doces, gomas de frutas e chocolates que certamente farão a delícia de qualquer ‘doente’. Num espaço decorado à maneira de uma farmácia, onde o branco predomina nas paredes e nas estantes, destaca-se o colorido das gomas de diversas formas, em frascos e gavetas transparentes, um pouco por todo o lado, conferindo-lhe um ambiente leve e divertido.

Ingredientes: 3 colheres de (sopa) de margarina 3 colheres (de sopa) de azeite 1 colher (de sopa) de raspa de gengibre fresco 4 dentes de alho 2 malaguetas 3 colheres (de sopa) de molho de soja 3 colheres (de sopa) de vinho branco 1 colher (de café) de colorau

400 g de gambas sal q.b. Preparação: Aquece-se a margarina e o azeite e junta-se a raspa de gengibre, o alho picado e as malaguetas também picadas. Deixa-se alourar e adiciona-se o molho de soja, o vinho e o colorau. Tempera-se com sal e fritam-se as gambas.

Ffrango Cremoso com batata palha
Ingredientes: * Q.b sal * Q.b pimenta-branca moída(s) * 1 colher(chá) de vinagre branco * 1 folha de louro * 1/2 chávena (chá) de sala * 1 frango inteiro * 2 colheres (chá) de azeite * 2 colheres (chá) de manteiga * 2 cebolas * 2 dentes de alho esmagados

exposição colectiva de Natal

mercado Porto belo

Galeria AP’ARTE, Rua Miguel Bombarda, 221. Terça a Sábado, 11-20 horas. No passado dia 8 de Dezembro, foi inaugurada a já tradicional exposição colectiva de Natal da Galeria Ap’Arte, que contou com a presença de alguns dos artistas. Quem não teve a possibilidade de estar presente tem agora a oportunidade de apreciar esta exposição, com obras de artistas tão relevantes e di-

Praça Carlos Alberto, Todos os sábados, 11h às 17h; Um mercado baseado no famoso Portobello londrino, onde se podem comprar discos de vinil, roupa vintage, antiguidades, livros e revistas, produtos biológicos. Inscrições através do e-mail mercadoportobelo@gmail.com; A entrada é livre.

Preparação: Tempere o frango que já deve estar cortado em pedaços. Coloque o azeite na panela, aqueça, refogue a cebola e o alho. Junte o frango e o louro com a sala. Desfie o frango e coloque numa panela à parte a saltear com a manteiga. Faça um molho branco tipo bechamel. Coloque junto o milho e cubra todo o frango desfiado. Polvilhe com queijo e cubra o prato todo com batata palha e leve ao forno para gratinar.

calinadaS
Do lado de cá: “…o senhor “X” encontra-se?…” Do lado de lá: “Ah! Ele encontra-se bem, que ele é gordo…” Do lado de lá: “...ainda bem que me está a contactar... é que eu estou com borbulhas no canal 4...” Do lado de lá: “...o senhor daí consegue ter acesso ao meu pacote?” Do lado de lá: “... ainda ontem vocês cá estiveram em minha casa... resolveram o barulho da chuva...” Do lado de lá: “...olhe que eu tenho chuva na sala e quero uma box...” 24 Do lado de lá: “...quando está vento, a minha televisão fica ás risquinhas e ás bolinhas...” Do lado de lá: “...eu tive uma falha no sinal e fiquei só com os canais mais fortes...!” Do lado de lá: “...eu tenho o Super Clássico...” Do lado de lá: “...eu tenho a Cabozon e gosto...” Do lado de lá: “...eu tenho telefone da Hotmail... e 100 megas da fibra natural...” Do lado de lá: “...eu até já sabia que era da Zon... ligam-me sempre à hora das novelas...”

Ingredientes: * 5 ovos * 4 colheres de sopa de chocolate em pó * 1 chávena de água * 1 chávena de água * 2 chávenas e 1/2 de farinha de trigo com fermento * 1/2 chávena de óleo * 2 chávenas de açúcar Para o recheio: * 1 lata de leite condensado * 5 colheres de sopa bem cheias de chocolate em pó * 1 chávena e 1/2 de leite gordo * 2 colheres de sopa de manteiga * chocolate granulado

Bolo Brigadeiro

Preparação: Para o bolo: Misture o chocolate em pó com a água e leve ao lume a ferver, reserve. Bata as claras em castelo e reserve. Bata muito bem as gemas com o açúcar, junte o óleo e bata mais um pouco, acrescente o chocolate quente e misture bem, adicione a farinha pouco a pouco batendo, junte as claras em castelo envolvendo bem sem bater. Ponha a massa numa forma bem untada com manteiga ou margarina e polvilhada com farinha. Leve a cozer em forno médio cerca de + ou - 50 minutos, mas convém verificar. Recheio: misture bem todos os ingredientes e leve ao lume mexendo sempre

até engrossar. Depois do bolo cozido e ainda quente pique todo o bolo com um garfo deite o recheio por cima (também pode cortar o bolo ao meio e recheálo e depois cobrir com o restante recheio). Decore todo o bolo com o chocolate granulado.

25

dicaScUltUrais
Livro do Mês
Simão, o Fantástico Autor: Sofia Bragança Buchholz Este é um livro sobre crianças mas não só para crianças, na verdade todos vão gostar de ler. O seu protagonista, Simão, é o espelho da inocência infantil que testemunhamos nos miúdos que nos rodeiam. Os pais reconhecerão nele situações semelhantes às que, diariamente, vivenciam com os seus filhos. E os que não têm filhos também serão capazes de se identificar com este personagem. Simão representa a criança que há em nós, ele consegue ver a vida de um ponto de vista original sem ligar a convenções. é contestatário, divertido, irónico, inocente. Através de uma lógica surpreendente, consegue descobrir novas perspectivas em problemas antigos e é capaz de comunicar as suas verdades sem papas na língua, como só as crianças o sabem fazer. [Vera Gouveia] oportunidades e os recomeços, em histórias entrelaçadas de casais e de solteiros no centro da cidade de Nova Iorque na noite mais fantástica do ano. [Vera Gouveia] como se estivesse-mos lá dentro como num filme do “Indiana Jones”. Não há separações entre quando é um filme ou mesmo jogabilidade, excepto no pormenor de não controlarmos as movimentações dos personagens. Passamos por várias cidades com detalhes de ficar de boca aberta, como é o exemplo de Cartagena e o Deserto de Rub’ al-Khali. é um jogo que não tem muito tempo no modo Estória, mas com uma grande componente Online, desta vez muito melhorada, com maior interactividade entre jogadores. Há a possibilidade de ser aleatoriamente escolhido um “Best Friend” na lista de pessoas que vão estar naquela competição Online, fazendo isto que os 2 se ajudem mutuamente a aumentar os seus pontos, e assim poder ganhar mais “dinheiro” para aquisição de novos equipamentos, e subir o nível de reconhecimento. Temos também a novidade neste capítulo da introdução de um modo Cooperativo, que infelizmente ainda não tenho uma opinião formada, pois das 15h de jogo que tenho, foram feitas a jogar 2X de seguida o modo Estória do jogo, e algum tempo a testar o Online. Pode ser que na próxima edição venha um parágrafo dedicado a esse detalhe. :) No que toca a multiplataformas, deixo aqui um conselho para quem goste do estilo, Battlefield 3, um muito bom FPS, e recomendo também. Cumprimentos a todos! [Tiago Pucarinho]

Album do mês
Dead Combo – Lisboa Mulata [2011] Como os próprios disseram este é um álbum “sem muitos convidados, com um som mais cru, sem demasiada produção ou arranjos”. Portanto é um álbum que se assemelha mais aos primeiros álbuns, fugindo ao anterior “Lusitânia Playboys”, este é um álbum diversificado, com músicas mais dançáveis [ex. Lisboa Mulata], e outras músicas que nos remontam mais para os primeiros álbuns, onde existe aquela relação próxima do fado e das típicas sonoridades dos westerns. Destacando sobretudo as músicas: “Lisboa Mulata”, “Anadamastor”, “Marchinha do Santo António Descambado”, “Esse Olhar que Era Só Teu” e “Ouvi o Texto Muito ao Longe”, esta última que conta com a colaboração do Sérgio Godinho [letra] e do Camané [voz]. Assim, este é um álbum que apresenta uma sonoridade mais “africana” [como os próprios referiram antes do lançamento do álbum], mas que ao mesmo tempo tem presente as principais raízes da banda. Um álbum a não perder! [Carlos Monteiro]

Filme do mês
Ano Novo, Vida Nova! Título original: New Year’s Eve Género:Comédia/ Romance Estreia (Portugal): 2011-12-15 Realização: Garry Marshall Estrelas: Ashton Kutcher, Robert De Niro, Katherine Heigl, Sarah Jessica Parker, Zac Efron Sinopse: New Year’s Eve celebra o amor, o perdão, a esperança, as segundas
26

porque não podia passar despercebida esta maravilha da Natureza.Mais uma vez a Naughty Dog, fascinou-nos com um novo episódio de Uncharted única e exclusivamente para a Playstation® 3, desta vez com o 3º capítulo da saga. Segue em sequela com Uncharted – Drake’s Fortune (Episódio 1) e Uncharted – Among Thieves (Episódio 2) e cada vez mais nos surpreende, não só pela evolução gráfica, que apenas uma PS3® nos pode proporcionar, mas também pela grande melhoria em termos de Inteligência Artificial dos adversários, em que nos capítulos anteriores tínhamos focos de atenção de 1 para 1, no 3º capítulo, já temos todos os adversários que se encontrem no mesmo local que nós a prepararem-se para fazer a maior emboscada para nos tramar. A cinematografia está de bradar aos céus, tendo como objectivo principal de nos inundar no jogo, esquecendo o que está à nossa volta, fazendo

Video-Jogo do mês
Uncharted 3 Começo esta rúbrica por pedir desculpa aos leitores, mas tem mesmo de ser! :) Desta vez não vamos falar de um jogo para todos,
27

tagarElaS2

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful