Você está na página 1de 36

ADMINISTRAÇÃO E

CONTEXTO
BRASILEIRO
ESBOÇO DE UMA TEORIA
GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
(CAPÍTULOS: 3 E 4)

Thais Oliveira Duque

Desenvolvimento tecnológico
e administrativo, à luz de
modelos heurísticos

Objetivo do capítulo:
“ (...) focalizaremos o condicionamento
histórico-social
do
fenômeno
administrativo (...)” (p. 73)
i)

Três fazes da evolução tecnológica;

ii)

Técnica administrativa e diferentes
fazes
conforme
a
evolução
tecnológica.

Países Desenvolvid os Variáveis rais Sociocultu as Perspectiv Raciocínio Analise Técnicas Evoluções Tecnológicas Países em desenvolvimento .

Sentidos do termo “tecnologia” .

dinâmico. A sociedade apresenta  Transição: países avançados. *Análise restrita ao campo da produção industrial.Modelos *  Arcaico: ingressantes no capitalismo. simultaneamente todos  Atualizante: essencialmente os utópico. modelos. .

7) A razão capital/trabalho. O processo de produção O sistema de produção.Cada modelo é descrito em função de oito elementos: O instrumento de trabalho. A qualidade da produção. Os materiais empregados. 1) 2) 3) 4) 5) 6) . 8) A técnica administrativa. O consumo de energia.

Elaboração de decisões. Natureza da motivação do trabalhador.Modelos heurísticos de administração 1) 2) 3) 4) 5) 6) 7) Aptidões profissionais ligadas à produção. . Tipos de consentimento. Produtividade. Responsabilidade do trabalhador sobre a produção. Comunicações.

)” p..Diferencial deste modelo: É de caráter sociológico e sublinha o condicionamento histórico-social do fenômeno administrativo  Conclusão: “a industrialização é hoje processo ecumênico e dele é provável resulte gradativamente a homogeinização universal da arte de administrar (. 93 ..

Contribuição à sociologia e à estratégia da modernização .

agente ativo? Crítica “tipoideal” de modernizaç ão Etapas de modernida de das sociedades Categoriza ção da evolução Ações hipercorret as .Modelo de Estratégia Característi cas sistemática s Modelo analítico Objetivo: i) Subsídios para nova teoria. ii) Pré-requisitos tem validade? iii)Administrador .

de etapa ii) Distinguir entre etapa em particípio presente e etapa em particípio passado.A sociedade moderna como categoria evolucionária i) Conceito científico (depurado). .

105) . (p. Organização econômica fundada na justiça como critério de participação nos resultados da produção social.Ideia de sociedade moderna – requisitos: 1) 2) 3) 4) Predomínio de critérios racionais nas relações entre os homens. Organização política fundada no princípio da identidade essencial de todos os homens. Liberdade universal.

.A sociedade moderna como categoria sociológica “(.. (p.) desenvolvimento unitário global do gênero humano. 106) .

As comunidades são modos de agir Socieda Sociedad dos povos. As comunidades não e nascem não morrem. Os povos agem. ou não agem em certo sentido” (p. 109) Não é correto afirmar que uma Ação humana sociedade precedi a outra linearmente. elas não agem por si de mesmas. a evolução é desigual e atemporal em cada território.Martindale: “As comunidades não são organismos. .

explica as mudanças sociais de sua transição.Sequência histórica dos sistemas políticos. . à luz do tipos-ideais Principais deficiências:  Excessivamente  Não genéricos.

(p.Evolução. critério descritivo que escalonar diferentes  Institucionalização: requer a iniciativa criadora de grupos sociais colocados em posições estratégicas e assim em condições de exercer uma função configurativa da nova ordem social.113) . diferenciação e integração social  Diferenciação: permite sociedades.

Liderança Liderança Sistema social Sustentação Sistema social Sustentação .

117) .Requisitos e prérequistos “Os pré-requisitos funcionais referemse largamente às coisas que devem ser realizadas em qualquer sociedade. isto é. a fim de que ela continue a evoluir.” (p. às condições gerais necessárias para a permanência do sistema.

industrialização.A sociologia tautológica da modernização .requisitos  Lipset (requisitos sociais): desenvolvimento econômico e legitimidade política.  Lipset (índices de desenvolvimento): riqueza (renda per capita). urbanização e educação. .

no tocante à natureza e à prioridade dos pré-requisitos e requisitos.” (p.Crítica a Lipset: “Carece da consciência sistemática de que há duas perspectivas distintas (a sincrônica e a diacrônica) para o exame da modernização e da democracia. e de que a uma e a outra correspondem distintos problemas. 123) .

 Dignidade: aprendizagem estrutura da capacidade de usar a personalidade. integridade e dignidade das estruturas sociais  Integridade: autônoma.Autonomia. . personalidade.

Onde faltava um prérequisito. resolveu-se o problema de tal carência pela criação de um substitutivo adequado.” (p.Condições para industrialização “Em todo caso de industrialização até agora ocorrido não foi cumprido jamais um modelo de pré-requisito preteritamente consumado. . 145) Combinação: teoria + prática (redução) + estratégia (decisão considerando fatores sociais) = tipo qualificado de administrador e político.

Estratégia Capacidade de tomar decisões recurso raro! .

151) . A avaliação comparativa desses conjuntos de consequências.” (p.Estratégia administrativa (Simon) 1) 2) 3) O alistamento de todas as estratégias alternativas. (p. 151) “Administração é um agir por comparação. A determinação de todas as consequências que resultam de cada uma destas estratégias. tentativas e aproximações.

Campos da Estratégia Grande mudança Mudança incremental Alta Método Elaboração compreensão Sinótico revolucionária Quadrante 2 Quadrante 1 Limitados e e utópica de previsíveis decisões Decisões de Algumas grande porte Quadrante 4 consequências Quadrante 3 guiadas por são Baixa informações e previsíveis compreensão compreensão não todas adequadas .

O agente ativo: o propósito... presente ou ausente ao campo de probabilidades . é aquele que. por si mesmo. não tem eficácia. é em última análise.. O fator estratégico: ação. a causa dos acontecimentos.Modelo analítico de estratégia administrativa O propósito: finalidade. uma vez controlado . A vontade do agente. orientada por um propósito sistemático.

O consenso: não há alternativas ideais. aquele que a transforma. . alternativas exequíveis ou inexequíveis.  Possibilidade objetiva: só compreende a realidade. nunca é a mesma de uma sociedade para outra.Modelo analítico de estratégia administrativa propicia a eficácia de uma decisão ou a satisfação de um propósito. agir é condição do conhecer. mas.

+ considerados como objetivamente legítimos. ** processo e regras que definem. regulam e controlam as ações humanas .Modelo analítico de estratégia administrativa 1 Conformidade 2 Inconformism o 3 Revolução (p. 168) Pressupostos éticos e ideológicos* Normas institucionais ** + + + - +/+/*Conjunto interesses e intenções 4 Anomiade finalidades.

“A estratégia administrativa tem por fim a elaboração e efetivação de reformas adequadas aos pressupostos. para tanto. supondo-se que existem. virtualidade ou possibilidades dentro do sistema.” .

mas refletem o estado cambiante do complexo estruturaprocesso”. (p. 170) l a t o T e d a d i ra u t u Estr Process o Estratégia .“As relações de consenso têm fundamento objetivo. Não são arbitrárias. nem fortuitas.

ou em luta com os titulares efetivos do poder. 171) .” (p.“Estudos recentes de mudança social têm mostrado que frequentemente. a modernização tem sido liderada. em diferentes sociedades por grupos marginalizados.

3) O modelo em pauta representa um esforço de superação prática das teoria especulativas da realidade social. 2) O modelo instrumental. é essencialmente .Características sistemáticas do modelo analítico de estratégia 1) O modelo se refere a estratégia em hábito não à estratégia em ato.

173-174) . (p. seus atributos conceituais são largamente atributos conceituais de toda estratégia que se verifique no campo social.Características sistemáticas do modelo analítico de estratégia 4) Embora o modelo aqui apresentado esteja referido. sistematicamente. ao restrito âmbito administrativo.

Conclusões .