Você está na página 1de 19

ESCRITA

“(…) a escrita pessoal pode existir e aperfeiçoar-se à margem


da escola, mas (…) a escola pode e deve ser um contributo
importante para a enriquecer, e vice-versa.”
José Jorge Letria (2001)
NOVOS PROGRAMAS DE PORTUGUÊS
DO ENSINO BÁSICO
“Ao longo do 2.º ciclo é essencial que os alunos se constituam
como produtores de textos com crescente autonomia. Assim,
eles confrontam-se com o desafio de investir na produção
escrita recursos de que se apropriaram nas actividades de
compreensão e expressão oral e de leitura. Esse trabalho de
carácter experimental e oficinal, já iniciado no 1.º ciclo, organiza-
-se, executa-se e avalia-se de forma
mais consistente. Sob a orientação do professor, os alunos,
individualmente ou em grupo, definem critérios de elaboração de
textos escritos, que funcionam como referenciais, quer de
avaliação, tendo em vista um processo de aperfeiçoamento e de
reescrita, quer de nova produção.”
REIS, Carlos (coord.) (2009). Programas de Português do Ensino Básico.
Ministério da Educação – DGIDC
PROCESSO DE COMPOSIÇÃO

PLANIFICAÇÃO TEXTUALIZAÇÃO
Analisar a Referenciar
proposta

Gerir ideias Transcrever

Elaborar um
projecto Linearizar

REVISÃO

Avaliar

Corrigir
DISTRIBUIÇÃO DE PAPÉIS

Eleição do tema Aluno e/ou professor


Preparação e Professor e turma
actividades de ou
planificação Alunos em grupo
Redacção Aluno individualmente
Professor e turma
Revisão do(s) ou
rascunho(s) Professor e grupos de
alunos
Correcção da versão Professor
definitiva
APLICAÇÃO E PRÁTICA

1. Proposta de escrita livre.


1. Imagina que vais fazer uma viagem de comboio com um
elemento da tua família, para ires à Biblioteca Municipal de
Portimão.
1.1. Escreve um recado para um amigo teu,
informando-o acerca da viagem, do seu propósito e pedindo-
-lhe que te resolva um
assunto na escola.
1.2. Escreve também o texto de uma mensagem de
telemóvel (SMS) para informares a pessoa que vai receber-te
das horas da chegada do comboio e do que pretendes
pesquisar na biblioteca. Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora
Recado

SMS
2. Decisão de intervenção do/a professor(a).

- Identificação das falhas


- Selecção dos conteúdos de Conhecimento Explícito da
Língua a trabalhar.

3. Negociação com os alunos.

4. Elaboração de uma grelha de avaliação.


5. Exploração de um texto mentor / texto-fonte à luz das
necessidades evidenciadas.
Carlos,
Hoje chego mais tarde a
casa, porque vou ficar a estudar
na escola depois do almoço. Avisa
a mãe. Eu não tenho saldo no
telemóvel.
Beijos,
Sofia
Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora

6. Dinamização de uma nova actividade de escrita.


- Auto-avaliação
- Reescrita
Recado

SMS
7. Promoção da reavaliação.
- Auto-avaliação
- Produção / melhoramento final
8. Recolha e correcção pelo/a professor(a).

9. Resposta a um questionário – feedback de todos os


procedimentos
- Oral
- Opcional
Outra experiência

1. Lê atentamente os verbetes seguintes:

Cão, n. m. [feminino: cadela] 1 ZOOLOGIA mamífero


carnívoro, da família dos Canídeos, domesticado e
representado por numerosas raças; (…) # cão de fila cão
de guarda; (provérbio) cão que ladra não morde os que
mais falam são os que menos actuam ● Do latim cane-,
«cão»
AA.VV., 2004. Grande Dicionário da Língua Portuguesa. Porto: Porto Editora (adaptado)

Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora


Gato, n. m. 1 ZOOLOGIA mamífero carnívoro, da família
dos Felídeos, existente no estado selvagem, mesmo em
Portugal, mas representado em quase todo o Globo por
muitas espécies e raças domesticadas; (…) # (provérbio)
gato escaldado de água fria tem medo os percalços
sofridos tornam uma pessoa precavida; darem-se como o
cão e o gato não se entenderem; (provérbio) de noite
todos os gatos são pardos na escuridão tudo se confunde;
vender gato por lebre enganar (…) ● Do latim cattu-,
«gato»
AA.VV., 2004. Grande Dicionário da Língua Portuguesa. Porto: Porto Editora (adaptado)

Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora


1.1. Além do significado relacionado com a Zoologia – a ciência que
estuda os animais – as palavras cão e gato podem ter outros
significados. Escreve o que representa para ti cada um destes animais,
referindo, por exemplo:
- algumas das suas características;
- o que podem representar para os seres humanos;
- alguns nomes que lhes podem ser atribuídos.

Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora


Texto mentor ou texto-fonte

Galinha, n. f. 1 ORNITOLOGIA: fêmea adulta de uma ave


da família dos Fasianídeos, de crista carnuda e asas curtas
e largas, frequentemente criada em capoeiras e muito usada
na alimentação humana; (…) # deitar-se com as galinhas ir
para a cama muito cedo; pele de galinha pele arrepiada;
quando as galinhas tiverem dentes nunca; jamais ● Do
latim gallīna-, «galinha»
AA.VV., 2004. Grande Dicionário da Língua Portuguesa. Porto: Porto Editora (adaptado)
Outra experiência

Imagina como seria o senhor Sommer… Apresenta as características


que imaginaste num pequeno texto descritivo. Recorre a, pelo menos,
cinco adjectivos para efectuares a sua caracterização e assinala-os,
sublinhando-os no teu texto.
Manual Dito e Feito (5.º ano), Porto Editora

Interesses relacionados