Você está na página 1de 35

COMUNICAÇÃO E

REDAÇÃO TÉCNICA

Aprendizagem Industrial em Ajustagem


Mecânica
1º semestre de 2019 - Módulo II
COMUNICAÇÃO

Ação ou efeito de comunicar, de transmitir ou de receber ideias,


conhecimento, mensagens etc., buscando compartilhar informações.
IMPORTÂNCIA

“Fale para que eu te veja!”


Sócrates.
COMUNICAÇÃO ≠ INFORMAÇÃO
COMUNICAÇÃO ≠ INFORMAÇÃO

Comunicação: diálogo, feedback, compartilhamento, via de sentido


duplo;
COMUNICAÇÃO ≠ INFORMAÇÃO

Informação: tornar claro, informar algo, transmitir algo, via de


sentido único;
Pior que a falta de informação é a informação errada!
Usina nuclear de Chernobyl –
Ucrânia – 25 de abril de 1986

Falha de comunicação entre equipes


de manutenção de turnos diferentes
teria causado o acidente de
Chernobyl.
ELEMENTOS DE COMUNICAÇÃO

Emissor;

Receptor;

Canal (meio);

Código (linguagem);

Mensagem a ser transmitida;


Funções da linguagem

Sabemos que a linguagem é uma das formas de apreensão e de


comunicação das coisas do mundo. O ser humano, ao viver em
conjunto, utiliza vários códigos para representar o que pensa, o que
sente, o que quer, o que faz.
1) Função referencial ou denotativa

• Transmite uma informação objetiva sobre a realidade. Dá prioridade aos


dados concretos, fatos e circunstâncias. É a linguagem característica das
notícias de jornal, do discurso científico e de qualquer exposição de
conceitos. Coloca em evidência o referente, ou seja, o assunto ao qual a
mensagem se refere. Exemplo:

• Numa cesta de vime temos um cacho de uvas, uma maçã, uma laranja, uma
banana e um morango. (Este texto informa o que há dentro da cesta, logo, há
função referencial).
2) Função expressiva ou emotiva

• Reflete o estado de ânimo do emissor, os seus sentimentos e emoções. Um


dos indicadores da função emotiva num texto é a presença de interjeições e
de alguns sinais de pontuação, como as reticências e o ponto de exclamação.
Exemplos:

• a) Ah, que coisa boa!


• b) Tenho um pouco de medo...
• c) Nós te amamos!
3) Função apelativa ou conativa

• Seu objetivo é influenciar o receptor ou destinatário, com a intenção de


convencê-lo de algo ou dar-lhe ordens. Como o emissor se dirige ao receptor,
é comum o uso de tu e você, ou o nome da pessoa, além dos vocativos e
imperativo. É a linguagem usada nos discursos, sermões e propagandas que
se dirigem diretamente ao consumidor. Exemplos:

• a) Você já tomou banho?


• b) Mãe, vem cá!
• c) Não perca esta promoção!
Modelo de comunicação de Shannon - Weaver
DINÂMICA DE GRUPO
Telefone sem fio
Linguagem oral e escrita

• A linguagem oral e a linguagem escrita são duas manifestações da linguagem


verbal, ou seja, da linguagem feita através de palavras. Tanto a linguagem oral
como a linguagem escrita visam estabelecer comunicação.
Características da linguagem oral

• Há uma maior aproximação entre emissor e receptor.

• Estabelece um contato direto com o destinatário.

• É mais espontânea e informal, usufruindo de maior liberdade.

• Há uma maior tolerância relativamente ao cumprimento da norma culta.

• É passageira e encontra-se em permanente renovação, não deixando


qualquer registro.
Características da linguagem oral

• Não requer escolarização, sendo um processo aprendido socialmente.

• Usa recursos extralinguísticos como entonação, gestos, postura e expressões faciais


que facilitam a compreensão da mensagem.

• Não ocorre sempre linearidade de pensamento, sendo possível a existência de


rupturas e desvios no raciocínio.

• Apresenta repetições e erros que não podem ser corrigidos.

• Apresenta maioritariamente um vocabulário reduzido e construções frásicas mais


simples.
Características da linguagem escrita

• Há um maior distanciamento entre emissor e receptor.

• Estabelece um contato indireto com o destinatário.

• É mais formal, sendo mais pensada e planejada.

• Há um maior rigor gramatical e exigência de cumprimento da norma culta.

• Tem duração no tempo e pode ser relida inúmeras vezes porque tem registro
escrito.
Características da linguagem escrita

• Requer escolarização e uma aprendizagem formal da escrita.

• Todas as indicações necessárias para a compreensão da mensagem são feitas


através de pontuação e das próprias palavras.

• Exige linearidade, ou seja, a existência de uma sequência de pensamento clara e


estruturada.

• Possibilita a revisão do conteúdo e a correção dos erros.

• Deve apresentar um vocabulário variado e construções frásicas mais elaboradas.


Tipos de linguagem

Linguagem verbal: aquela que faz uso de palavras para comunicar


algo;
Tipos de linguagem

Linguagem não verbal: aquela que utiliza outros métodos de


comunicação, que não são palavras. Dentre elas estão a linguagem
de sinais, as placas e sinais de transito, a linguagem corporal, uma
figura, a expressão facial, um gesto, etc...
Língua Portuguesa e variações linguísticas
Variações linguísticas – o que?

Consiste em um fenômeno relacionado ao uso da Língua Portuguesa,


ocorrendo por meio das variações históricas e regionais, tendo suas alterações
feitas pelos próprios falantes.

No Brasil, por exemplo, é possível identificar facilmente tais alterações ao


comparar o português falado no Sul do país com aquele que é falado na região
Norte ou Nordeste.
EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO