Você está na página 1de 51

Petição inicial

Direito Processual Civil I


Petição Inicial - Generalidades
• - Sinônimos – Peça: Exordial – Vestibular – De ingresso – Preambular

• Art. 2o O processo começa por iniciativa da parte e se desenvolve por impulso oficial,
salvo as exceções previstas em lei. Dispositivo – Inquisitivo.

- Pressuposto processual – existência e validade.

“Identificação da Demanda – partes, causa de pedir e Pedido” (DAAN)

• - Pode ser formulada pelos – Sujeitos da relação jurídica de direito material + pelos
Legitimados Extraordinários + pelo MP, pela União.

• “Instrumento pelo qual o Autor propõe a ação” (LGM)


Petição Inicial - Requisitos
• Art. 312 – CPC - Considera-se proposta a ação quando a petição inicial for
protocolada, todavia, a propositura da ação só produz quanto ao réu os
efeitos mencionados no art. 240 depois que for validamente citado.

• Registro x Distribuição.

• Art. 284 – CPC - Todos os processos estão sujeitos a registro, devendo ser
distribuídos onde houver mais de um juiz.

• Perpetuação da competência – Prevenção do Juízo – Interrupção da prescrição


Petição Inicial - Requisitos
Regras de Distribuição

Art. 285 CPC - A distribuição, que poderá ser eletrônica, será


alternada e aleatória, obedecendo-se rigorosa igualdade.

Parágrafo único. A lista de distribuição deverá ser publicada no


Diário de Justiça.
Petição Inicial - Requisitos
Regras de Distribuição Por Dependência

Art. 286 CPC - Serão distribuídas por dependência as causas de qualquer natureza:

I – quando se relacionarem, por conexão ou continência, com outra já ajuizada;

II – quando, tendo sido extinto o processo sem resolução de mérito, for reiterado o
pedido, ainda que em litisconsórcio com outros autores ou que sejam
parcialmente alterados os réus da demanda;

III – quando houver ajuizamento de ações nos termos do art. 55, § 3º (conexão) ao
juízo prevento.
Petição Inicial - Requisitos
Art. 319 CPC - A petição inicial indicará:

I – o juízo a que é dirigida;

II – os nomes, os prenomes, o estado civil, a existência de união estável, a profissão, o número de inscrição
no Cadastro de Pessoas Físicas ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o endereço eletrônico, o
domicílio e a residência do autor e do réu;

III – o fato e os fundamentos jurídicos do pedido;

IV – o pedido com as suas especificações;

V – o valor da causa;

VI – as provas com que o autor pretende demonstrar a verdade dos fatos alegados;

VII – a opção do autor pela realização ou não de audiência de conciliação ou de mediação.


Petição Inicial - Requisitos
• - Condições da ação (Possibilidade jurídica questão de
mérito) - Interesse processual + legitimidade – desloca-se
para pressupostos processuais.

• - Elementos da ação (Partes + pedido + causa de pedir)

• - Pressupostos processuais (petição inicial apta +


Capacidade Processual + Capacidade postulatória +
Competência Absoluta, inexistência de litispendência,
perempção e coisa julgada);
Petição Inicial – Requisitos (FD)
1 - Forma – Em Regra*, deve ser Escrita, datada e assinada.

2 - Capacidade Postulatória – Advogado, Defensor Público, MP – Juizado - HC.

• Art. 287 - CPC - A petição inicial deve vir acompanhada de procuração, que
conterá os endereços do advogado, eletrônico e não eletrônico.

• Parágrafo único. Dispensa-se a juntada da procuração:

• I – no caso previsto no art. 104;


• II – se a parte estiver representada pela Defensoria Pública;
• III – se a representação decorrer diretamente de norma prevista na Constituição
Federal ou em lei.
Petição Inicial - Requisitos
3 - Endereçamento – Identificação do Juízo a quem for dirigida. Regras de Competência.

4 - Qualificação das Partes – “os nomes, os prenomes, o estado civil, a

existência de união estável, a profissão, o número de inscrição no Cadastro

de Pessoas Físicas ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o endereço

eletrônico, o domicílio e a residência do autor e do réu;”

- Quando PJ – Estatuto Social + Regularidade de Representação. (FD)


Petição Inicial - Requisitos
ART 319 CPC

§ 1o Caso não disponha das informações previstas no inciso II, poderá o


autor, na petição inicial, requerer ao juiz diligências necessárias a sua
obtenção.

§ 2o A petição inicial não será indeferida se, a despeito da falta de


informações a que se refere o inciso II, for possível a citação do réu.

§ 3o A petição inicial não será indeferida pelo não atendimento ao disposto


no inciso II deste artigo se a obtenção de tais informações tornar impossível
ou excessivamente oneroso o acesso à justiça.
Petição Inicial - Requisitos

5 - Causa de pedir – “Fatos e Fundamentos Jurídicos do Pedido”

(causa petendi) – Os motivos fáticos e jurídicos que justificam a invocação da


tutela jurisdicional.

Remota – fatos geradores do direito.

Próxima - Fundamentos jurídicos.

“é o fato ou conjunto de fatos jurídicos e a relação jurídica, efeito daquele fato


jurídico, trazidos pelo demandante como fundamento de seu pedido.” (FD)
Causa de Pedir
TEORIA DA SUBSTANCIAÇÃO – Descrição dos fatos e dos fundamentos jurídicos.

- Exige-se do Autor indicar qual o fato jurídico e qual a relação jurídica dele
decorrente. (FD)

- Pode ser composta – RESP CIVIL – Conduta, Culpa, Nexo e Dano.

- Fundamento jurídico x Fundamento legal (Subsunção do fato à Norma)

- “Revela o nexo entre o direito material e o processo” (JB)

- “ Unidade Fático-Jurídica - Fato essencial juridicamente qualificado e


apresentar seu nexo com um efeito jurídico”. (LGM)
Petição Inicial - Requisitos

6 - Pedido – “o pedido com suas especificações”.

- “é o núcleo da petição inicial – a providência que se pede ao Poder


Judiciário, a pretensão material que se pede em juízo, a consequência
jurídica que se pretende ver realizada pela atividade jurisdicional. É o efeito
jurídico do fato jurídico enunciado na causa de pedir”. (FD)

“É o motivo da discórdia que será sanado pelo juiz...” (PRM)

“Um dos elementos objetivo da demanda, junto com a Causa de Pedir.” (FD)
Petição Inicial - Requisitos

6 - Pedido.

Funções (FD):

a) Limita a prestação jurisdicional (Arts. 141 e 492 do CPC);


b) Identifica a demanda – Conexão, Litispendência e Coisa Julgada;
c) Principal parâmetro para fixação do valor da causa; (JCBM)
Petição Inicial - Requisitos

6 - Pedido.

- Pode ser – Imediato e mediato (JCBM).

- Imediato ou Processual: Solicitação de intervenção do Poder Estatal na


solução do conflito de interesses (condenação, expedição de ordem,
constituição de relação jurídica, providências executivas, a declaração). (FD)

- Mediato ou Material – Bem da vida pleiteado pelo Autor da ação.


Petição Inicial - Requisitos
6 - Pedido. - Requisitos:
O pedido deve ser: (FD)

- Certo (evitar expressões vagas) – Expresso – Art. 322 CPC – Exceção - §1.°,
Art. 323 - Pedidos Implícitos – deve ser examinado e decidido por
determinação legal.

- Determinado (qualidade e quantidade) – Art. 324 CPC.

- Claro (inteligível) – Art. 330 §1°, II CPC.

- Coerente - Art. 330 §1°, III e IV CPC.


Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos

- I) Própria: Vários Pedidos, pretendendo-se que todos sejam acolhidos


simultaneamente ;

Art. 327 – CPC - É lícita a cumulação, em um único processo, contra o mesmo


réu, de vários pedidos, ainda que entre eles não haja conexão.

- Pode ser:

A) Simples;
B) Sucessiva;
Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos I) Própria:

A) Simples: (FD)

- As pretensões não tem relação de dependência Lógica;

- Podem ser analisadas de forma autônoma;

- Não necessita do exame prévio de um dos pedidos;

Ex: Cumulação de danos morais e materiais ou entre danos morais e


estéticos. S. 37 e 387 do STJ
Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos I) Própria:

B) Sucessiva: (FD)

- “Os exames dos pedidos guardam entre si vínculo de dependência lógica.”

- “O acolhimento de um pressupõe o acolhimento do anterior”

- “O segundo pedido só será examinado se o primeiro for acolhido”

- Prejudicial – o segundo será rejeitado se o primeiro for afastado – (Filiação e alimentos)

- Preliminar – O não acolhimento do primeiro implica na impossibilidade de exame do segundo,


que não será julgado. O acolhimento do primeiro não implica no acolhimento do segundo.

- Ex: Ação rescisória Art. 966 – Rescisão (motivos de invalidade - II e IV) e novo julgamento
- (motivos de injustiça – VI e VIII).
Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos (FD)

II) Imprópria: Formulação de vários pedidos ao mesmo tempo, para que apenas um deles seja
atendido.

- Apenas um dos pedidos será satisfeito - > O acolhimento de um, implica na impossibilidade de
acolhimento do outro;

- Pode ser Eventual ou Alternativa

Art. 326 – CPC - É lícito formular mais de um pedido em ordem subsidiária, a fim de que o
juiz conheça do posterior, quando não acolher o anterior. (Eventual)

Parágrafo único. É lícito formular mais de um pedido, alternativamente, para que o juiz
acolha um deles. (Alternativa)
Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos II Imprópria (FD)

A) Eventual – Pedidos Subsidiários – Cumulação Subsidiária: (FD)

- O Segundo pedido só será analisado se o primeiro for rejeitado, ou não puder ser
examinado;

- O Magistrado está vinculado à ordem de apresentação;

- Não necessita da regra da compatibilidade, pois não poderão ser acolhidos


simultaneamente;

- Acolhido o principal – o juiz está dispensado de examinar o subsidiário;

- Se examinar fora da ordem – error in procedendo – interesse recursal presente;


Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos II Imprópria (FD)

B) Alternativa:

- O Autor formula mais de uma pretensão para que uma outra seja acolhida;

- Não há ordem preferencial definida pelo Autor

- O Magistrado está livre para acolher qualquer um dos pedidos formulados;

- Há dois pedidos autônomos;

- Ex: Consignação – Dúvida acerca da legitimidade ativa – tanto faz quem será o credor;

- interesse recursal ausente;


Petição Inicial - Requisitos
Pedidos Alternativos Ver artigos 252 a 256 do CC.

Art. 325 CPC - O pedido será alternativo quando, pela natureza da


obrigação, o devedor puder cumprir a prestação de mais de um modo.

Parágrafo único. Quando, pela lei ou pelo contrato, a escolha couber ao


devedor, o juiz lhe assegurará o direito de cumprir a prestação de um ou de
outro modo, ainda que o autor não tenha formulado pedido alternativo.

- O pedido é único – não há cumulação – a forma de satisfação que é


alternativa.

- Art. 252. CC - Nas obrigações alternativas, a escolha cabe ao devedor, se


outra coisa não se estipulou.
Petição Inicial - Requisitos
Cumulação de Pedidos (FD)

Inicial x Ulterior

- Constante da petição inicial x Formulação após a postulação


inicial (aditamento – ação declaratória incidental – reconvenção).

Homogênea (mesma parte) x Heterogênea (partes diversas)


Cumulação de Pedidos - Requisitos
Art. 327 – CPC § 1o São requisitos de admissibilidade da cumulação que:

I – os pedidos sejam compatíveis entre si; (Revisão x nulidade, complementação de área e


resolução, etc)

“Pedidos compatíveis são aqueles que não se excluem mutuamente.” (LGM)

II – seja competente para conhecer deles o mesmo juízo;

- Competência absoluta para conhecer dos dois pedidos - Sumula 170 STJ – Art. 45 §1° §2°

III – seja adequado para todos os pedidos o tipo de procedimento.


Ver §3.° - adaptação ao procedimento comum.
Cumulação de Pedidos - Requisitos

Pedidos relativos a obrigação indivisível Art. 258 CC

Art. 328 – CPC - Na obrigação indivisível com pluralidade de credores,


aquele que não participou do processo receberá sua parte, deduzidas as
despesas na proporção de seu crédito.

- Pluralidade de Credores;
- Objeto indivisível;
- Apenas uma parte deles pleiteia;
- Os demais terão o direito de exigir a sua parte em dinheiro,
arcando com sua parte também nas despesas processuais;
Cumulação de Pedidos - Requisitos

Pedidos Cominatórios - Toda obrigação que o réu tenha o dever de fazer


ou não fazer alguma coisa ou entregar algum bem, o pedido pode conter,
além do cumprimento efetivo, a cominação de uma multa pecuniária por dia
de não-cumprimento.

Pedido relativo a prestações periódicas – Art. 323 CPC:

Art. 323 - CPC Na ação que tiver por objeto cumprimento de obrigação em
prestações sucessivas, essas serão consideradas incluídas no pedido,
independentemente de declaração expressa do autor, e serão incluídas na
condenação, enquanto durar a obrigação, se o devedor, no curso do
processo, deixar de pagá-las ou de consigná-las.
Petição Inicial - Requisitos

6 - Pedido. - Interpretação sistemática:

Art. 322 – CPC: § 2o A interpretação do pedido considerará o conjunto da


postulação e observará o princípio da boa-fé.

“Interpretar Restritivamente o pedido é tirar dele tudo quanto nele se


contém e só o que nele se contém, sem que possa ampliá-lo por força de
interpretação extensiva ou por consideração outra qualquer de caráter
hermenêutico.” (JJCP)

- Deve ser aferida a vontade da parte. (FD)


Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa – “Não há causa sem valor” (FD)

“Deve ser certo e fixado em moeda corrente Nacional.” (FD)

Conforme Regras dos artigos 291 a 293 do CPC.

Art. 291 - CPC - A toda causa será atribuído valor certo, ainda que
não tenha conteúdo econômico imediatamente aferível.
Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa

Art. 292 CPC - O valor da causa constará da petição inicial ou da reconvenção


e será:

I – na ação de cobrança de dívida, a soma monetariamente corrigida do


principal, dos juros de mora vencidos e de outras penalidades, se houver, até
a data de propositura da ação;

II – na ação que tiver por objeto a existência, a validade, o cumprimento, a


modificação, a resolução, a resilição ou a rescisão de ato jurídico, o valor do
ato ou o de sua parte controvertida;
Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa

Art. 292 CPC - O valor da causa constará da petição inicial ou da reconvenção e


será:

III – na ação de alimentos, a soma de 12 (doze) prestações mensais pedidas pelo


autor;

IV – na ação de divisão, de demarcação e de reivindicação, o valor de avaliação da


área ou do bem objeto do pedido;

V – na ação indenizatória, inclusive a fundada em dano moral, o valor pretendido;


Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa

Art. 292 CPC - O valor da causa constará da petição inicial ou da reconvenção


e será:

VI – na ação em que há cumulação de pedidos, a quantia correspondente à


soma dos valores de todos eles;

VII – na ação em que os pedidos são alternativos, o de maior valor;

VIII – na ação em que houver pedido subsidiário, o valor do pedido principal.


Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa – Artigo 292 CPC:

§ 3o O juiz corrigirá, de ofício e por arbitramento, o valor da causa


quando verificar que não corresponde ao conteúdo patrimonial em
discussão ou ao proveito econômico perseguido pelo autor, caso
em que se procederá ao recolhimento das custas correspondentes.

- “Influência no valor das custas processais (propositura da ação e nos


recursos), Multas e sanções processuais, Honorários Advocatícios” (TW)
Petição Inicial - Requisitos
7 – Valor da Causa:

Art. 293 - CPC - O réu poderá impugnar, em


preliminar da contestação, o valor atribuído à causa
pelo autor, sob pena de preclusão, e o juiz decidirá a
respeito, impondo, se for o caso, a complementação
das custas.
Petição Inicial - Requisitos
8 – As provas com que o autor pretende demonstrar a
verdade dos fatos alegados;
- Obrigatoriedade x Art. 370 CPC (de ofício) X Fase de Saneamento.

9 - A opção do autor pela realização ou não de


audiência de conciliação ou de mediação;
- Prestígio a Autocomposição;
- Art. 334 § 4 ° CPC – Declaração Bilateral;
- Silêncio do Autor – Extinção x Emenda x Manifestação Tácita de vontade;
Petição Inicial – Requisitos
Documentos - Art. 320. NCPC - A petição inicial será instruída com os
documentos indispensáveis à propositura da ação. (FD)

“A Ausência deles impede o prosseguimento do processo”. (LGM)

- Definidos pela Lei ou Documentos referidos na inicial x Prova


Documental*.

*Art. 434 – CPC - Incumbe à parte instruir a petição inicial ou a


contestação com os documentos destinados a provar suas alegações.

Indispensáveis ao desenvolvimento x à Procedência.


Petição Inicial – Requisitos
Documentos indispensáveis à propositura da ação. (FD)

Ex- Multa Contratual, Convencional – Título Executivo na execução,


Procuração, falsidade documental, documentos estatutários.

• Documentos Novos. Art. 435 do CPC.

• Requerimento ao Juiz para providências.

• Pedido de exibição de documentos em posse do réu ou de terceiro – Art.


397 e seguintes do CPC.
ALTERAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL.
- Princípio da Estabilidade da Lide.

Art. 329. O autor poderá:

I - até a citação, aditar ou alterar o pedido ou a causa de pedir, independentemente de


consentimento do réu;

II - até o saneamento do processo, aditar ou alterar o pedido e a causa de pedir, com


consentimento do réu, assegurado o contraditório mediante a possibilidade de
manifestação deste no prazo mínimo de 15 (quinze) dias, facultado o requerimento de
prova suplementar.

Parágrafo único. Aplica-se o disposto neste artigo à reconvenção e à respectiva causa de


pedir.
ALTERAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL.

Princípio da Estabilidade da Lide.


Exceções

• Desconsideração da Pessoa Jurídica;

• Acordo – Novas lides;

• Pedidos conexos – Art. 55 §1° - reunião seria obrigatória de qualquer


maneira.

• Art. 493 – fatos novos supervenientes.


ALTERAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL.

Aditamento – Emenda e Redução da demanda.

- Aditamento e Alteração – alterar partes, pedido e causa


de pedir antes da citação.

Ou depois deste marco - com concordância do réu.


ALTERAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL.

Emenda – correção de defeitos apontados pelo juiz – dever do juiz:

Art. 321. O juiz, ao verificar que a petição inicial não preenche os requisitos dos arts.
319 e 320 ou que apresenta defeitos e irregularidades capazes de dificultar o
julgamento de mérito, determinará que o autor, no prazo de 15 (quinze) dias, a
emende ou a complete, indicando com precisão o que deve ser corrigido ou
completado.

Parágrafo único. Se o autor não cumprir a diligência, o juiz indeferirá a petição inicial.

- Limites temporais para a emenda. Controvérsia Jurisprudencial.


ALTERAÇÃO DA PETIÇÃO INICIAL.

Alteração Objetiva x Redução

- Alterar / substituir elementos objetivos e subjetivos do processo – regra


da estabilidade;

Redução – desistência – renúncia – transação – arbitragem -> Parciais;


Indeferimento da petição inicial.
- “Decisão judicial que obsta liminarmente o prosseguimento da causa” (FD)

- Antes de ouvir o réu

- Hipótese especial de extinção processo sem resolução do Mérito por falta de pressuposto
processual. (FD)

- “Só é legítimo se precedido da oportunidade de emenda a fim de ser sanado o vício”(LGM)

- Pode ser total ou parcial.

- Hipóteses previstas no artigo 331 do CPC


Indeferimento da petição inicial.
Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

I - for inepta;

- Defeitos relativos ao pedido e à Causa de pedir que “não apenas dificultam, mas
impedem o julgamento do mérito da causa.” (JJCP)

§ 1o Considera-se inepta a petição inicial quando:

I - lhe faltar pedido ou causa de pedir;


II - o pedido for indeterminado, ressalvadas as hipóteses legais em que se permite o pedido
genérico;
III - da narração dos fatos não decorrer logicamente a conclusão;
IV - contiver pedidos incompatíveis entre si.
Indeferimento da petição inicial.
Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

I - for inepta;

§ 2o Nas ações que tenham por objeto a revisão de obrigação


decorrente de empréstimo, de financiamento ou de alienação de
bens, o autor terá de, sob pena de inépcia, discriminar na petição
inicial, dentre as obrigações contratuais, aquelas que pretende
controverter, além de quantificar o valor incontroverso do débito.
Indeferimento da petição inicial.
Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

II - a parte for manifestamente ilegítima;

- Legitimidade para Agir (legitimação ad causam): é a titularidade ativa e passiva da ação.


A quem pertence o interesse de agir e contra quem ele deve ser cobrado. (LGM)

- “Em princípio é titular de ação apenas a própria pessoa que se diz titular do direito
material cuja tutela pede (legitimidade ativa – Art 18 CPC), podendo ser demandado
apenas aquele que seja titular do obrigação correspondente (legitimidade passiva).”
(APG)

- “é a qualidade para estar em juízo como demandante ou demandado em relação a


determinado conflito trazido ao exame do juiz. Depende da concreta relação entre o
sujeito e a causa.” (CRD)
Indeferimento da petição inicial.
Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

II - a parte for manifestamente ilegítima;

- Legitimidade Ordinária: Em regra tem o poder de figurar como parte da


demanda aquele que é parte da relação material discutida em juízo. (PSB)

- Legitimidade Extraordinária – Por via de exceção admite-se mediante


autorização expressa do ordenamento (lei, NJP) que terceiros que não são
parte da relação material possam atuar como parte no processo (MP,
Sindicatos, etc).
Indeferimento da petição inicial.
Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

III - o autor carecer de interesse processual;

- Interesse de Agir: Decorre da necessidade de obter através do


processo a proteção do interesse substancial.

- “O interesse de agir é a necessidade da prestação jurisdicional


para que se obtenha dada utilidade. A Tutela jurisdicional há de
ser necessária e apta a trazer a utilidade, beneficio ou vantagem
pretendida.” (PSB)
Indeferimento da petição inicial.
- Interesse de Agir: Necessidade – Utilidade – Adequação.

- Interesse Utilidade – tutela útil e apta a trazer os benefícios – Se o réu


cumpre a obrigação antes da citação – a demanda perde a utilidade. (PSB)

- Interesse Necessidade – A tutela revela-se imprescindível para alcançar o


resultado almejado. Resistência no cumprimento voluntário da obrigação
pela parte ré. Ex: Doador de órgãos expresso – não precisa de autorização
judicial ou prova da recusa de exibição de documentos – Interdição. (PSB)

- Interesse Adequação: é a exigência de que a providência jurisdicional


solicitada e o procedimento eleito sejam aptos e adequados para a tutela
do direito material. (Mandado de Segurança) – (PSB)
Indeferimento da petição inicial.

Art. 330 NCPC - A petição inicial será indeferida quando:

IV – não atendidas as prescrições dos arts. 106 (adv) e 321 (Emenda).

Art. 106 - CPC - Quando postular em causa própria, incumbe ao advogado:

I – declarar, na petição inicial ou na contestação, o endereço, seu número de inscrição


na Ordem dos Advogados do Brasil e o nome da sociedade de advogados da qual
participa, para o recebimento de intimações;

§ 1o Se o advogado descumprir o disposto no inciso I, o juiz ordenará que se supra a


omissão, no prazo de 5 (cinco) dias, antes de determinar a citação do réu, sob pena de
indeferimento da petição.
Referências
- BEDAQUE, José Roberto dos Santos. Os elementos objetivos da demanda examinados à luz contraditório. Causa de pedir e
pedido no processo civil. São Paulo. RT 2002. (JRSB)

- BRAGA, Paula Sarno. Teoria geral do processo civil. Salvador. Jus Podivm. 4. Ed. 2016. (PSB)

- CALMON DE PASSOS, José Joaquim. Comentários ao CPC. Vol. 03 8. ed Rio de Janeiro. Forense. 1998. (JJCP)

- CINTRA, Antônio Carlos de Araújo. GRINOVER, Ada Pellegrini. DINAMARCO, Cândido Rangel. Teoria geral do processo. São
Paulo: Malheiros, 2012. (APG)

- DIDIER JR, Fredie. Direito Processual civil, V. 1. Salvador, Jus podivm, 2015. (FD);

- DINAMARCO. Cândido Rangel. Teoria geral do novo processo civil. São Paulo. Malheiros. 2016. (CRD)

- MARINONI, Luiz Guilherme. Curso de processo civil, V. 02. Revista dos Tribunais. 2015 (LGM)

- MEDINA, Paulo Roberto de Gouvêa. Teoria Geral do Processo. 2. Ed. Salvador, Jus Podivm, 2016. (PRM)

- MOREIRA, José Carlos Barbosa. O novo processo civil brasileiro. 27. ed. Rio de Janeiro. Forense. 2008. (JCBM)

- NEVES, Daniel Amorim Assumpção. Manual de direito processual civil. 9. ed. Salvador, Jus podivm, 2017. (DAAN)

- WAMBIER, Tereza Arruda Alvim et al. Primeiros comentários ao novo CPC. 2.Ed. São Paulo: RT, 2016 (TW)