Você está na página 1de 4

Funções morfológicas

da partícula que

Profa. Célia Trindade de A.e Silva


Função morfológica Função sintática Exemplos
Substantivo: vem precedido de Exerce as funções próprias
um artigo, pronome adjetivo ou do substantivo (sujeito, obje- Ex: Ele tem um quê de
numeral. Aparece sempre acen- to, predicativo, complemento mistério.
tuado. nominal, aposto, etc)
Pronome interrogativo adjetivo:
usa-se em orações interrogati- Adjunto Adnominal Ex: Que lugar é esse?
vas diretas. Acompanha um
substantivo.
Pronome interrogativo substan- Exerce as funções próprias
tivo: usa-se em orações interro- do substantivo (sujeito, obje- Ex: Que me dizes desta
gativas diretas, equivale a que to, predicativo, complemento proposta?
coisa. Junto do ponto de interro- nominal, aposto, etc)
gação, leva acento.
Pronome relativo: refere-se a um Introduz orações adjetivas e Ex: O caminho que
termo antecedente ao qual subs- tem função se sujeito, objeto, seguimos era o mais
titui. Equivale a “o qual”, “a predicativo, complemento, distante.
qual”, “os quais”, “as quais”. aposto, etc
Advérbio: Intensifica a idéia ex- Adjunto adverbial de intensi- Ex: Que longe ficava o
pressa por um adjetivo ou por dade posto na estrada!
um advérbio; equivale a quão.
Função morfológica Função sintática Exemplos
Pronome indefinido: é seguido
de substantivo e equivale a Adjunto Adnominal Ex: Que apetite ele tem!.
quanto, quantos, quanta,
quantas.
Preposição: equivale à preposi-
ção de. Geralmente liga os ver- Não tem função sintática
bos das locuções verbais forma- Ex: Tenho que estudar.
das pelos auxiliares ter ou haver
+ verbo principal.
Interjeição: expressa sentimento,
emoção. É sempre seguido de Não tem função sintática Ex: Quê! Mais uma vez
ponto de exclamação e acentua- perdi a chance?
da.
Emprega-se para dar ênfase,
Partícula expletiva ou de realce pode ser retirado sem alterar Ex: Ela é que provocou
o sentido da frase. toda essa confusão..

Conjunção coordenativa aditiva: Introduz oração coordenada Ex: Fala que fala e nada
equivale a e. sindética aditiva resolve.
Função morfológica Função sintática Exemplos
Conjunção subordinativa adver-
bial causal: equivale a porque. Inicia orações subordinadas Ex: Levou o agasalho
adverbiais causais que podia esfriar de
madrugada.
Conjunção subordinativa conse- Inicia orações subordinadas
cutiva: precedida de tão, tanto, adverbiais consecutivas. Ex:Fez tanto barulho que
tal, tamanho. acordou o nenê.

Conjunção subordinativa compa- Inicia orações subordinadas Ex.: Fiquei mais triste
rativa: precedida de mais, menos. adverbiais comparativas. que você.

Conjunção subordinativa adver- Introduz orações subordina- Ex: Faço votos que vo-
bial final: equivale a para que. das adverbiais finais cês se entendam.

Conjunção subordinativa inte- Introduz orações subordina- Ex: Não quero que você
grante das substantivas volte.