Você está na página 1de 19

ANTROPOLOGIA

 Dr. Simões Gunza

 Simoes Gunza@hotmail.com
 Tel. 916188756
OBJETIVOS;

- * Compreender a realidade social como processo


de contacto com as com as diferenças.
- * Conhecer a relação entre as herança culturar e
as transformações da socieade.
- * Reconhecer a Antropologia como ciência que
permite construir a identidade: Étnica , religiosa,
profissional e política .
 * Oferecer aos alunos espaço para a discussão de
temáticas que permitam a compreensão das
manifestações culturais que ocorrem na
sociedade contemporânea.
METODOLOGIA

Aulas gerais, seminários e realização de vários


trabalhos de investigação em forma individual.
SISTEMA DE AVALIAÇÃO
 Duas provas escritas e trabalhos individuais
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

 1. Esquema evolutivo
 1. 1 Filogénese e Ontogénese
 1. 2. Esquema evolutivo – Charles Darwin

 2. A Emergência Humana
 2. 1. A Hominização
 2. 2. O meio humano
 2. 3. Socialização e Sociedades
 2. 4. Comportamento
 2. 5. A Comunicação
 2. 6. A Cultura.
CONT.
 3. A Evolução Cultural
 3.1 . Processo da génese cultural
 3.2. Cultural e Comunicação
 3.3. O processo de aculturação
 3.4. Estrutura social e cultural
 3.5. Padrões Culturais
 3.6. Histórica dinâmica – estrutural das Ciências
e tecnologias
 3.7. Modernização racionalização e contacto
internacional
 4. A Dialética e construtivista da
interculturalidade e da transdisciplinaridade.
1. EVOLUÇÃO ANTROPOLÓGICA

 Antropologia – é uma ciência que se dedica ao


estudo aprofundado do ser humano. É um termo
de origem grega, formado por “anthropos”
(homem, ser humano) e “logos” (conhecimento).
 No entanto, foi somente com o Movimento
Iluminista no século XVIII que a Antropologia se
desenvolveu como ciência
PRINCIPAIS ÁREAS
FILOGÉNESE E ONTOGÉNESE
FILOGÉNESE:
 (no grego: Phylo = raça e genetikos = relativo à
génese = origem)
 Estuda a história da evolução humana.

 O sentido filogenético está presente quando a


palavra evolução nos remete para o progresso da
espécie humana, ocorrido desde as longínquas
origens da vida até à forma que os Homens
assumem na actualidade.
 No âmbito da Filogénese, o conceito de evolução é
o sustentáculo da teoria que Charles Darwin
expôs em A origem das espécies, livro publicado
em 1859. Segundo Darwin, os seres não são todos
iguais, apresentando caracteres que os
individualizam.
 A ocorrência e luta pela sobrevivência geram,
assim, uma selecção natural nos seres vivos,
fenómeno que, segundo Darwin, é a mola
impulsionadora da evolução.
ONTOGÉNESE:
 ontogénese (ὄντος, ontos "ser", genesis "criação")
 O conhecimento é encarado como um processo de
modificações e adaptações ao meio que desde o
nascimento ocorre em todos os seres vivos. Ou
seja, verifica-se o sentido ontogenético, quando o
termo evolução nos remete para o
desenvolvimento do individuo, desde a concepção
até ao final da vida, a velhice.
 No caso de Jean Piaget ( Psicologia genética),
que defendeu que a capacidade do ser humano
raciocinar não está presente aquando do
nascimento de uma criança.
 Resulta de um processo dinâmico adquirido ao
longo da vida e fruto das suas experiências,
passando na vida por vários estádios
 Estádio sensorio-motor,

 Estádio pré-operatório

 Estádio das operações concretas

 Estádio das operações formais


 A par destas duas ciências, Vítor da Fonseca
aponta ainda um outro aspecto, o da retrogénese
(“…assim como a criança vai, passo a passo,
conquistando relações intracorporais e
extracorporais, também o idoso o faz, mas no
sentido inverso, ou seja, ele passa por um processo
de involução, onde a frequente perda de controle
perceptivo e corporal marcam este estádio da
vida”).
ESQUEMA EVOLUTIVO – CHARLES DARWIN
 Teoria da Evolução – defende que o processo
de evolução das espécies de seres vivos,
através de modificações lentas e
progressivas consoantes ao ambiente em que
habitam.
 Um dos maiores nomes do Evolucionismo foi o
naturalista britânico Charles Darwin (1809 -
1882), que desenvolveu no século XIX um
conjunto de estudos que deram origem ao
Darwinismo.
 A doutrina darwinista diz que os ambientes
"selecionam" os organismos mais adequados para
habitar determinado lugar, o que Darwin chamou
de "Seleção Natural