Você está na página 1de 1

7º Capítulo – Um sonho dentro de um sonho.

Enquanto Joãzinho olhava a pipa fujona que voava e voava, começou a imaginar: “Como será o
lugar que a vovó está? Será que tem flores, borboletas, e formigas que andam umas atrás das outras?
Será que tem casas? Será que tem comida? Será que tem nuvens e pipas para as crianças soltar?”.
Joãzinho pensou... pensou... pensou... Pensou tanto que anoiteceu. Junto com a noite veio a fome,
o sono... a inhaca...
- Jãozinho, já passou da hora de você tomar banho! Tome banho direitinho! Lave os cabelos, as
orelhas, as unhas, tudinho, viu? Depois, venha jantar.
- E, depois, eu vou assistir a novela da televisão.
- Nananina! Criança não pode assistir novela não! Além do mais, já está muito tarde. Depois da
janta, o senhor vai dormir. Viu, senhor Joãzinho?
Ao se deitar, Joãzinho fez a prece que sempre fazia a Deus, agradecendo por ter a sua mamãe
que sempre se preocupava com ele, por ter o seu avô que sempre lhe ensinava coisas boas, por ter saúde
e por ser uma criança feliz. Mal acabou de terminar a prece e zzzzzzzzzzz... Joãzinho estava em um
lugar muito bonito! Cheio de flores, pássaros,e, claro, borboletas! Que cheiro bom! O ar tinha um cheiro
de... de... de... de um cheiro gostoso , muito gostoso, um cheiro de flores que nunca sentira antes! Um
lugar lindo! Um sonho! O Sol e as nuvens dançavam no céu! Os pássaros participavam da festa
cantarolando canções que agradavam os ouvidos do pequeno Joãzinho.
- Venha, Joãzinho! – uma voz suave o chamou por detrás. Venha, querido!
O menino olhou, e sabem quem viu? A sua querida vovó Ana!
- Vovó! É você?
Com uma risada suave, respondeu:
- Ora, querido, por que a surpresa? Você já me viu tantas vezes em sonhos, no seu quarto...
- É por que faz muito tempo que você não aparece mais para mim!
- Ê, menino! Você não se lembra da noite estrelada que fui visitar você? Até o deixei um poema
de presente.
- Ah, é mesmo...
- Ê, menino!
- Vovó, o que você está fazendo aqui neste lugar tão lindo?
- Querido, como o seu vovô disse, a laço que ligava o meu corpo ao espírto se arrebentou, como a
linha de sua pipa. Então, como sempre gostei de coisas boas na Terra, fui atraída para este belo lugar!
Aqui ficarei algum tempo, até eu ter que encarnar outra vez!
- Hum... E por que lá na Terra você não morava em um lugar tão lindo?
- Querido, lá na Terra não há lugares tão lindos assim! Tudo o que existe lá foi copiado daqui. Só
que esta cópia não é lá as das mais bonitas... Aqui no plano espiritual existe os lugares mais lindos e as
músicas mais maravilhosas, como esta que você ouve! As canções dos pássaros daqui são muito mais
maravilhosas!
- Ah, vovó, às vezes eu sinto tantas saudades de você! Queria tanto que você estivesse comigo!
- Não pense assim, Joãzinho! Deus, que é o Pai de todos e de você também, nunca permitirá que
você fique sozinho. Todas as vezes que sentir saudades de mim, faça uma prece, que lá estarei com
você. Mesmo que você não me veja, eu lá estarei. Querido, eu te amo muito, e nunca te deixarei só...
- Joãzinho, acorda que está na hora de você ir à evangelização! – falou a sua mamãe.
Joãzinho acordou feliz por saber que tem muitas pessoas para contar: a mamãe, o vovó, a vovó,
Deus, e... Uai, será que está faltando alguém? Jesus!

Flávia Santos

Interesses relacionados