Você está na página 1de 26

Curso de Pós Graduação em Gestão de Saúde Pública

com ênfase em PSF

BIOESTATÍSTICA

Eduardo Arrudas Ornelas
Biólogo
Mestre em Medicina Veterinária UFMG
Importância
p da Bioestatística na Pesquisa
q
Científica;

Metodologias Estatísticas mais utilizadas nas


pesquisas na área de saúde;

Principais problemas observados em artigos e


sugestões para solução dos mesmos;
“Por
Por serem mais precisos do que
as palavras, os números são
particularmente
l mais adequados
d d
para transmitir as conclusões
científicas.”

(PAGANO e GAUVRE 2004 )


No entanto tal como se pode
mentir
ti com palavras,
l pode-se
d
fazer o mesmo com números.
“Existem 3 tiposp de mentiras: mentiras,,
mentiras condenáveis e estatísticas.”
Benjamin Dissaeli
O estudo da estatística explora:

• o planejamento e a coleta;
• a organização;
i ã
• a análise e a interpretação dos dados.
dados
Complicação matemática

Instrumento extremamente útil na


organização e na interpretação de dados.
O planejamento auxilia:

•na escolha das situações experimentais;


•na determinação da quantidade de indivíduos a
serem examinados.

A análise dos dados indica técnicas para resumir:


•apresentar as informações
•comparar as situações experimentais.
experimentais
Em experimentos com seres humanos e
na área da saúde, essa p
preocupação
p ç é
ainda MAIOR !
Melhoria na qualidade da pesquisa
científica
íf

Significativo aumento no número de


experimentos com análises
ál estatísticas.
í
Facilidades que a informática tem
proporcionado:

Complexidade das análises estatísticas;

Possibilidade de se manejar
j muitas informações;
ç

Enfrentar situações multivariadas;

De abordar relações complexas não lineares.


Fato
F t aparentemente
t t favorável
f á l
associado a um aumento no número de erros

ANALISE INADEQUADA (interpretação)

Pode comprometer seriamente a validade do trabalho,


levando o leitor a acreditar em conclusões não
verdadeiras.
Familiaridade com os métodos
estatísticos

Profissionais:
Leitura crítica de artigos e interpretação dos
resultados publicados.

Pesquisadores:
Apresentação
p ç dos resultados com base em
rigorosos critérios científicos.
“Do
Do grau de familiaridade do leitor com as técnicas
estatísticas depende o quanto ele pode analisar
criticamente os resultados de pesquisa.
pesquisa ”

“Vá
Vários
i s artigos
ti s têm sido
sid publicados
p bli d s enfatizando
nf ti nd a
freqüência, adequação e relevância da utilização de
té i
técnicas estatística
t tí ti em periódicos
iódi na área
á saúde.”
úd ”
Id tifi
Identificação
ã ddas té
técnicas
i que devem
d
receber atenção especial
espec al dos
pesquisadores e profissionais da área da
saúde.
úd
Dos artigos que UTILIZARAM
g estatística
metodologia

INFORMAM A TÉCNICA UTILIZADA???


Os autores enfatizam o fato de que
não
ã se
s deve
d incentivar
i ti a utilização
tili ã dde
métodos complexos
desnecessariamente, mas incentivar
métodos de análises que dêem uma
resposta mais integral à pesquisa,
pesquisa assim
os autores acreditam se
serr p
positiva a
utilização de métodos multivariados nas
pesquisa na área da saúde.
Comissão
C i ã editorial
dit i l d
dos periódicos:
iódi adotar
d t um f formato t
mínimo padronizado para descrição das técnicas
estatísticas HOKANSON et alal.(1987)
estatísticas. (1987)

Incluindo:
• Tamanho da amostra;;
• Técnica utilizada;
• Nível de significância.
significância
Os pesquisadores devem saber estatística
suficiente para a CORRETA ANÁLISE
Á de seus
trabalhos quando necessitam de testes mais
simples e reconhecer as situações em que
NECESSITAM da colaboração do estatístico.
JAMART (1992)
Os testes devem ser adequadamente descritos
para que o leitor possa avaliar CRITICAMENTE a
sua aplicação.
aplicação

SCHWART et al (1996)
É importante saber na estatística?

Torna o p
profissional mais crítico na análise de informações
e menos sujeito a informações enganosas

Perguntas tendenciosas

Ex: O presidente deve ter o poder de vetar as decisões do


congresso? (97% SIM)

O presidente deve ter ou não o poder de vetar as decisões


do congresso? (57% SIM)
Perguntas tendenciosas

Quando as perguntas são feitas de modo


a sugerir uma resposta.

Você gosta de utilizar Novalgina?

Qual remédio você prefere utilizar?


“ Os números não metem; mas os
mentirosos
m nt rosos forjam os núm
números.”
ros.

Algumas pessoas usam a estatística


como um bêbado usa um p poste de
iluminação – para de servir de apoio e
não para iluminar.
iluminar
Andrew Lang
A estatística e a pesquisa como ciência tem por método:

Coleta de dados Crítica Apresentação

Gráficos Tabelas ou
Quadros
Análise de
dados
Alguns Programas Computacionais para estatística

•BioEstat - http://www.mamiraua.org.br/index.htm

EPI Info
•EPI I f - http://www.cdc.gov/epiinfo/
htt // d / ii f /

•SPSS - http://www.spss.com.br/

•Statistica - http://www.statsoft.com/

•Programa para determinar o tamanho da amostra e/ou o poder do


teste (gratuito) -
http://biostat.mc.vanderbilt.edu/twiki/bin/view/Main/PowerSamp
•http://biostat.mc.vanderbilt.edu/twiki/bin/view/Main/PowerSamp
leSize

•Programa para calculos estatísticos simples (gratuito) -


http://graphpad.com/quickcalcs/index.cfm

C l l d
•Calculadora d Probabilidades
de P b bilid d s (gratuito)
( t it ) que substitue
s bstit m it s
muitos
tabelas estatísticas- http://www.ncss.com/download.html - o
programa em questão chama-se "Probability Calculator.
Ob i d !!!
Obrigado!!!

Eduardo Arrudas Ornelas
ornelasea@hotmail.com