Você está na página 1de 1

Aprovar_02V.

qxp 4/3/2008 18:33 Page 12

textos do século XVI, dando a eles forma Lourenço, representada pela primeira vez
poética. em Niterói, em 1583. A maior parte dos ver-
A transformação da Carta de Caminha em sos é redigida em tupi; o restante, em espa-
poesia, feita por Oswald de Andrade, fica nhol e português.
assim:
OBRAS DE ANCHIETA
A descoberta
1. Arte de gramática da língua mais usada
Seguimos nosso caminho
por esse mar de longo na costa do Brasil (1595)
Até a oitava da Páscoa 2. Informações (1933)
Topamos ave 3. Cartas (1933)
E houvemos vista de terra 4. Fragmentos Históricos e Sermões (1933)
PERÍODOS DA LITERATURA Os selvagens 5. Na Festa de São Lourenço (teatro)
BRASILEIRA 6. Na Visitação de Santa Isabel (teatro)
Mostrara-lhes uma galinha
01. Quinhentismo Quase haviam medo dela
POEMAS FAMOSOS DE ANCHIETA
Duração – 1500 a 1601 (século XVI). E não queriam pôr a mão
E depois a tomaram como espantados 1. A Santa Inês
Obra inauguradora – A Carta (prosa), de
2. Do Santíssimo Sacramento
Pero Vaz de Caminha (português). As meninas da gare
3. Em Deus, Meu Criador
02. Barroco Eram três ou quatro moças
Bem moças e bem gentis 4. Poema à Virgem
Duração – 1601 a 1768 (século XVII e
Com cabelos mui pretos pelas espáduas A Santa Inês
mais da metade do século XVIII).
E suas vergonhas tão altas e tão
Obra inauguradora – Prosopopéia Cordeirinha linda,
saradinhas
(poesia épica), de Bento Teixeira Pinto Que de nós as muito bem olhamos como folga o povo
(português). Não tínhamos nenhuma vergonha Porque vossa vinda
03. Arcadismo Murilo Mendes – Veja, a seguir, o texto de lhe dá lume novo!
Duração – 1768 a 1836 (parte do século outro poeta do Modernismo, Murilo Mendes
Cordeirinha santa,
XVIII e início do século XIX). (autor de Canção do Exílio), e a sua visão do
século XVI. de Jesus querida,
Obra inauguradora – Obras poéticas
vossa santa vinda
(poesia lírica), de Cláudio Manuel da A Carta de Pero Vaz
o diabo espanta.
Costa.
A terra é mui graciosa,
04. Romantismo Tão fértil eu nunca vi. Por isso vos canta
Duração – 1836 a 1881 (parte do século A gente vai passear, com prazer o povo,
XIX). No chão espeta um caniço, porque vossa vinda
No dia seguinte nasce
Obra inauguradora – Suspiros poéticos lhe dá lume novo!
Bengala de castão de oiro.
e saudades (poesia), de Gonçalves de Tem goiabas, melancias, Nossa culpa escura
Magalhães. Bananas que nem chuchu. fugirá depressa,
05. Realismo Quanto aos bichos, têm-nos muitos,
pois vossa cabeça
Duração – 1881 a 1893 (parte do século De plumagens mui vistosas.
Tem macaco até demais vem com luz tão pura.
XIX).
Diamantes tem à vontade
Obra inauguradora – Memórias Esmeraldas é para os trouxas.
póstumas de Brás Cubas (romance), de
Exercícios
Machado de Assis. JOSÉ DE ANCHIETA
06. Naturalismo Nasce em 19 de março de 1534, em Teneri-
01. Escolha a afirmativa incorreta sobre a
Duração – 1881 a 1893 (parte do século fe, arquipélago das Canárias. estrofe seguinte:
XIX). Em Coimbra, forma-se em Filosofia e ingres- Cordeirinha linda,
Obra inauguradora – O Coronel sa na Companhia de Jesus, com 17 anos. como folga o povo
Sangrado (romance, 1877), de Inglês de Vem para o Brasil com 21 anos de idade, em Porque vossa vinda
Sousa. 1555, acompanhando a missão jesuítica com lhe dá lume novo!
Obra inauguradora – O Mulato o segundo governador geral, Duarte da Costa. José de Anchieta
(romance, 1881), de Aluísio Azevedo. Tudo indica que o motivo da vinda é a doen-
ça (tuberculose) de que padece. a) A estrofe contém versos em redondilha
07. Parnasianismo menor.
Os índios chamam-no de Supremo Pajé
Duração – 1881 a 1893 (parte do século Branco. b) Há, na estrofe, dois exemplos de rima
XIX). rica.
Em 1556, um ano após sua chegada ao Bra-
Obra inauguradora – Sonetos e Rimas sil, funda um colégio em pleno planalto pau- c) Todas as rimas do poema são femininas.
(poesia), de Luís Guimarães Júnior. lista, embrião da cidade de São Paulo. d) Dentro da estrofe, o primeiro verso tem
08. Simbolismo Falece no litoral do Espírito Santo (Reritiba) função de vocativo.
Duração – 1893 a 1902 (final do século na atual cidade de Anchieta, em 1597. e) Nos vocábulos linda e vinda, há
XIX). Escreve a primeira gramática do tupi-guara- encontro consonantal.
Obra inauguradora – Missal (prosa) e ni, verdadeira cartilha para ensino da língua
aos nativos: Arte de gramática da língua 02. Escolha a letra em que se fez
Broquéis (poesia) de Cruz e Sousa.
mais usada na costa do Brasil (1595). classificação fonética errada:
09. Pré-modernismo
Anchieta produz poesias, peças teatrais, car- Filho da Virgem Maria,
Duração – 1902 a 1922 (século XX).
tas e sermões. Merece destaque, no entan- que Deus Padre cá mandou
Obra inauguradora – Os Sertões to, apenas a parte poética e teatral.
(romance, 1902), de Euclides da Cunha. e por nós na cruz passou
Na poesia, sua linguagem é simples, os ver- crua morte
Obra inauguradora – Canaã (romance, sos são curtos (redondilha menor) e o as-
1902), de Graça Aranha. José de Anchieta
sunto é sempre religioso, de contestação
10. Modernismo aos bens terrenos. a) Virgem: ditongo decrescente nasal.
Duração – 1922 a ? (século XX). Suas poesias somente são reunidas numa b) Deus: ditongo decrescente oral.
Obra inauguradora – Paulicéia edição completa e uniforme em 1954, por c) Maria: hiato.
ocasião do IV Centenário de São Paulo. d) crua: encontro consonantal e hiato.
Desvairada (poesia), de Mário de Andrade.
Sua peça mais admirada é Na Festa de São e) que: ditongo crescente oral.

12