P. 1
ita

ita

|Views: 953|Likes:
Publicado porandresmedeiros

More info:

Published by: andresmedeiros on Oct 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/11/2012

pdf

text

original

Instituto de Educação Paraleℓℓus

01 - (ITA SP/2005) Explique em que consiste o fenômeno denominado chuva ácida. Da sua explicação devem constar as equações químicas que representam as reações envolvidas. 02 - (ITA SP/2007) Um recipiente fechado contendo a espécie química A é mantido a volume (V) e temperatura (T) constantes. Considere que essa espécie se decomponha de acordo com a equação: A(g) + B(g) → C(g) A tabela abaixo mostra a variação da pressão total (P t) do sistema em função do tempo (t):
t(s) Pt (m H ) mg 0 5 5 5 5 6 0 20 0 7 0 30 8 8 0 45 9 8 5 60 4 9 0 80 2 9 5

c) Curva III d) Curva IV e) Curva V 04 - (ITA SP/2006) Considere quatro séries de experimentos em que quatro espécies químicas (X, Y, Z e W) reagem entre si, à pressão e temperatura constantes. Em cada série, fixam-se as concentrações de três espécies e varia-se a concentração (C0) da quarta. Para cada série, determina-se a velocidade inicial da reação (v0) em cada experimento. Os resultados de cada série são apresentados na figura, indicados pelas curvas X, Y, Z e W, respectivamente. Com base nas informações fornecidas, assinale a opção que apresenta o valor CORRETO da ordem global da reação química.

Considere sejam feitas as seguintes afirmações: I. A reação química obedece à lei de velocidade de ordem zero. II. O tempo de meia-vida da espécie A independe da sua pressão parcial. III. Em um instante qualquer, a pressão parcial de A, PA , pode ser calculada pela equação: PA = 2 P0 − Pt , em que P0 é a pressão do sistema no instante inicial. IV. No tempo de 640 s, a pressão Pi é igual a 45 mmHg, em que Pi é a soma das pressões parciais de B e C. Então, das afirmações acima, está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e II. b) apenas I e IV. c) apenas II e III. d) apenas II e IV. e) apenas IV. 03 - (ITA SP/2006) A figura apresenta cinco curvas (I, II, III, IV e V) da concentração de uma espécie X em função do tempo. Considerando uma reação química hipotética representada pela equação X(g) → Y(g) , assinale a opção CORRETA que indica a curva correspondente a uma reação química que obedece a uma lei de velocidade de segunda ordem em relação à espécie X.

a) b) c) d) e)

3 4 5 6 7

05 - (ITA SP/2005) Considere as seguintes equações que representam reações químicas genéricas e suas respectivas equações de velocidade: I. A → produtos; vI = kI [A] II. 2B → produtos; vII = kII [B]2 Considerando que, nos gráficos, [X] representa a concentração de A e de B para as reações I e II, respectivamente, assinale a opção que contém o gráfico que melhor representa a lei de velocidade das reações I e II.

a)

b)

a) Curva I b) Curva II

c)

d)

c) É possível determinar o tempo de meiavida da reação sem conhecer a pressão de B (g) ? 09 - (ITA SP/2003) A decomposição química de um determinado gás A (g) é representada pela equação: A (g) → B (g) + C (g). A reação pode ocorrer numa mesma temperatura por dois caminhos diferentes (I e II), ambos com lei de velocidade de primeira ordem. Sendo v a velocidade da reação, k a constante de velocidade, ∆ H a variação de entalpia da reação e t1/2 o tempo de meia-vida da espécie A, é CORRETO afirmar que: a) ∆ HI < ∆ HII b)

e) 06 - (ITA SP/2005) Considere uma reação química endotérmica entre reagentes, todos no estado gasoso. a) Esboce graficamente como deve ser a variação da constante de velocidade em função da temperatura. b) Conhecendo-se a função matemática que descreve a variação da constante de velocidade com a temperatura é possível determinar a energia de ativação da reação. Explique como e justifique. c) Descreva um método que pode ser utilizado para determinar a ordem da reação. 07 - (ITA SP/2004) O gráfico ao lado mostra a variação, com o tempo, da velocidade de troca de calor durante uma reação química. Admita que 1 mol de produto tenha se formado desde o início da reação até o tempo t = 11 min . Utilizando as informações contidas no gráfico, determine, de forma aproximada, o valor das quantidades abaixo, mostrando os cálculos realizados.
3,0

k I ( t 1/ 2 ) II = k II ( t 1 / 2 ) I

[ B][ C] [A ] [ B][ C] d) vII = kII [A ] c) kI = e)

vI k = II v II kI

10 - (ITA SP/2003) Considere a reação representada pela equação química 3A(g) + 2B(g) → 4E(g). Esta reação ocorre em várias etapas, sendo que a etapa mais lenta corresponde à reação representada pela seguinte equação química: A(g) + C(g) → D(g). A velocidade inicial desta ∆ A] [ última reação pode ser expressa por: − = 5,0 ∆ t mol .s–1. Qual é a velocidade inicial da reação (mol. s–1 ) em relação à espécie E? a) 3,8 b) 5,0 c) 6,7 d) 20 e) 60 11 - (ITA SP/2002)
A equação química que representa a reação de decomposição do gás N2O5 é: 2N2O5(g) → 4NO2(g) + O2(g). A variação da velocidade de decomposição do gás N2O5 é dada pela equação algébrica: V = k . [N2O5] , em que k é a constante de velocidade desta reação, e [N2O5] é a concentração, em mol/L, do N2O5, em cada tempo. A tabela abaixo fornece os valores de ln [N2O5] em função do tempo, sendo a temperatura mantida constante. Tempo(s) 0 50 100 200 300 400 ln[N2O5] -2,303 -2,649 -2,996 -3,689 –4,382 -5,075

Velocidade de troca de calor (J/min)

2,5 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 0 2

Tempo (min)

4

6

8

10

12

a) Quantidade, em mols, de produto formado até t = 4 min . b) Quantidade de calor, em kJ mol-1, liberada na reação até t = 11min . 08 - (ITA SP/2004) Um recipiente aberto, mantido à temperatura ambiente, contém uma substância A (s) que se transforma em B (g) sem a presença de catalisador. Sabendo-se que a reação acontece segundo uma equação de velocidade de ordem zero, responda com justificativas às seguintes perguntas: a) Qual a expressão algébrica que pode ser utilizada para representar a velocidade da reação? b) Quais os fatores que influenciam na velocidade da reação?

a) Determine o valor da constante de velocidade (k) desta reação de decomposição. Mostre os cálculos realizados. b) Determine o tempo de meia-vida do N2O5 no sistema reagente. Mostre os cálculos realizados.

12 - (ITA SP/2001)

Considere as sequintes afirmações relativas a reações químicas em que não haja variação de temperatura e pressão:

todas relativas às condições-padrão: I. A constante de equilíbrio de uma reação química realizada com a adição de um catalisador tem valor numérico maior do que a da reação não catalisada. III = H2O . IV = O2 e V = H2O.(ITA SP/2000) A equação: 2A + B → PRODUTOS representa uma determinada reação química que ocorre no estado gasoso. 15 .(ITA SP/2005) Considere as reações representadas pelas equações químicas abaixo: +1 A(g) -1 +2 B(g) -2 +3 C(g) e A(g) -3 C(g) 13 . Das afirmações acima está(ão) CORRETA(S): a) apenas I e II. é igual àquela da mesma reação não catalisada. I = H2O.I. EaII II. e V2 a velocidade da reação quando estas pressões parciais são triplicadas. II. II = N2. mantidas constantes as concentrações dos demais reagentes.(ITA SP/2006) A equação química hipotética A → D ocorre por um mecanismo que envolve as três reações unimoleculares abaixo (I. b) apenas I e III. respectivamente. III = H2. e Eai . 16 . Sendo Ea energia de ativação e ∆ H a variação de entalpia. é CORRETO afirmar que Número de partículas I II Eat Energia cinética das partículas a) b) I = H2 . II. Seja V1 a velocidade da reação quando as pressão parcial de A e B é igual a p A e pB. c) apenas II e IV. A lei de velocidade para esta reação depende da concentração de cada um dos reagentes. d) apenas III. estão CORRETAS: a) apenas I e III b) apenas I e V c) apenas I. I = O2 . e) apenas IV. III = N2. admitindo que a reação global A →D seja exotérmica e considerando que: ∆H II > ∆H I > 0 . IV = He e V = H2.(ITA SP/2004) A figura ao lado representa o resultado de dois experimentos diferentes (I) e (II) realizados para uma mesma reação química genérica (reagentes → produtos). IV e V) a uma dada temperatura. Das afirmações feitas. IV e V c) d) e) I = He. IV e V e) apenas III. IV. IV = H2O e V = He. III. H B → C . e a ordem parcial desta reação em relação a cada um dos reagentes é igual aos respectivos coeficientes estequiométricos. III.(ITA SP/2006) A figura mostra cinco curvas de distribuição de velocidade molecular para diferentes gases (I. II = He . II = H2 . EaIII III. I = N2. EaI I. são feitas as seguintes afirmações. H C → D . Trace a curva referente à energia potencial em função do caminho da reação A → D . II e IV d) apenas II. ao da direita para a esquerda. Baseado nas informações apresentadas nesta figura. A ordem de qualquer reação química em relação à concentração do catalisador é igual a zero. rápida. II = O2. ∆ H+3 = ∆ H+1 + ∆ H+2 ∆ H+1 = –∆ H –1 Ea+3 = Ea+1 + Ea+2 Ea+3 = –Ea–3 14 . A lei de velocidade de uma reação química realizada com a adição de um catalisador. Um dos produtos de uma ração química pode ser o catalisador desta mesma reação. III. ∆ I . H A → B . II = N2 . rápida. ∆ II . ∆ I representa as variações de entalpia. 17 . V. Nestas reações. Assinale a opção que relaciona CORRETAMENTE a curva de distribuição de velocidade molecular a cada um dos gases. II e III). ∆ III . . As áreas hachuradas sob as curvas representam o número de partículas reagentes com energia cinética igual ou maior que a energia de ativação da reação (Eat). E aI < E aIII . A opção que fornece o valor CORRETO da razão V2/V1 é a) b) c) d) e) 1 3 9 27 81 O índice positivo refere-se ao sentido da reação da esquerda para a direita e. IV = N2 e V = H2O. IV. III = O2. as H energias de ativação. o negativo. II. Uma reação química realizada com a adição de um catalisador é denominada heterogênea se existir uma superfície de contato visível entre os reagentes e o catalisador. lenta. III = O2. IV = H2 e V = He.

estão CORRETAS a) apenas I e III. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e IV. e) apenas III. Se a ordenada representar a constante de equilíbrio de uma reação química exotérmica e a abscissa. a temperatura. Destas afirmações. à temperatura constante. medida nas condições do experimento I. para cada uma das Figuras. Justifique. o gráfico pode representar um trecho da curva relativa à variação da concentração de NO2 em função da pressão externa exercida sobre o pistão. então. b) apenas I.(ITA SP/2002) Considere as seguintes afirmações relativas ao gráfico apresentado abaixo: I. V e lo c id a d e ( u a ) A V e lo c id a d e ( u a ) B T e m p e r a t u r Ta e ( m u ap ) e r a t u r a ( u a ) d) a constante de velocidade medida nas condições do experimento I é igual à medida nas condições do experimento II. V. onde se estabeleceu o equilíbrio N2O4(g)  2NO2(g). IV e V. enquanto o trecho b − c mostra como varia ln k da reação inversa (R→ A) com o recíproco da temperatura II. a b c 1 Ta 1 Tb 1 Tc 1T Considere que. 21 .a) b) c) a constante de equilíbrio da reação nas condições do experimento I é igual à da reação nas condições do experimento II. Na Figura B é mostrado como a velocidade de uma reação catalisada por enzimas depende da temperatura. II.(ITA SP/2003) A figura a seguir apresenta esboços de curvas representativas da dependência da velocidade de reações químicas com a temperatura. d) apenas II e III. Das afirmações acima. e) a energia cinética média das partículas. Observa-se. o gráfico pode representar um trecho da curva de pressão de vapor deste líquido. a temperatura. ln k 20 . O trecho a − b da curva mostra a variação de ln k da reação direta (A→ R) com o recíproco da temperatura. Na Figura A é mostrado como a velocidade de uma reação de combustão de explosivos depende da temperatura. O frasco A é aberto para a adição de 1g de dióxido de manganês e imediatamente fechado. um aumento do fluxo de gás no frasco C. o frasco A contém peróxido de hidrogênio. o tempo. Se a ordenada representar a concentração de NO 2 (g) existente dentro de um cilindro provido de um pistão móvel. Se a ordenada representar a concentração de um sal em solução aquosa e a abscissa. IV. a velocidade medida para a reação nas condições do experimento I é maior que a medida nas condições do experimento II. e) apenas III e IV . II e IV. IV.(ITA SP/2004) A figura ao lado mostra como o valor do logaritmo da constante de velocidade (k) da reação representada pela equação química A  k R varia → com o recíproco da temperatura. b) apenas I. 19 . a pressão externa exercida sobre o pistão. sem atrito. o gráfico pode representar um trecho da curva relativa ao efeito da temperatura sobre a constante de equilíbrio dessa reação. c) apenas II. a temperatura. . o gráfico pode representar um trecho relativo à variação da massa do catalisador em função do tempo de uma reação. d) apenas II e V. sejam feitas as afirmações seguintes: I. é maior que a medida nas condições do experimento II. a temperatura do experimento I é menor que a temperatura do experimento II. o mecanismo controlador da reação em questão é diferente daquele para temperaturas maiores que Tb . III e V. Para temperaturas menores que Tb . A energia de ativação da reação no trecho a − b é menor que a no trecho b − c . e a abscissa. o efeito da temperatura sobre a velocidade das respectivas reações químicas. 18 . III.(ITA SP/2005) Considere que na figura abaixo. os frascos B e C contêm água e que se observa borbulhamento de gás no frasco C. o gráfico pode representar um trecho da curva de solubilidade deste sal em água. III. c) apenas II. A energia de ativação da reação direta (A→ R) é menor que a da reação inversa (R→ A). em relação às informações mostradas na figura. Se a ordenada representar a massa de um catalisador existente em um sistema reagente e a abscissa. Se a ordenada representar a pressão de vapor de um equilíbrio líquido  gás e a abscissa.

a) I < II < V < III < IV. são fornecidas as seguintes informações: a) A variação da energia de ativação aparente dessa reação ocorrendo em meio homogêneo é igual a 183.(ITA SP/2002) Considere os valores da temperatura de congelação de soluções 1 milimol/L das seguintes substâncias: I. A velocidade da reação no meio homogêneo é igual a da mesma reação realizada no meio heterogêneo. na pressão ambiente. IV. b) apenas I e IV. b) A variação da energia de ativação aparente dessa reação ocorrendo na superfície de um fio de ouro é igual a 96. Na2CrO4. Separando-se este sólido e secando-o. A velocidade da reação na superfície do ouro independe da área superficial do ouro. Considere. nada se observou. mostre como a energia potencial do sistema em transformação varia com a coordenada da reação. a) Escreva a equação química que descreve a reação que ocorre com o B peróxido de hidrogênio. em duas etapas representadas pela seguinte seqüência de equações químicas: A + B → E + F + G E + F + G → C + D Represente. que é vagarosamente substituído por água antes e durante o aquecimento.9 kJ. e) nenhuma. cessa o borbulhamento de gás no frasco C.(ITA SP/2002) Em um béquer.(ITA SP/2004) Certa reação química exotérmica ocorre. Sabe-se que a constante crioscópica da água é igual a 1. 22 . a temperatura de ebulição da água é aumentada. na ausência de dióxido de manganês. a energia de ativação para o processo de formação de bolhas de vapor de água é diminuída. ∆ H (25°) = – 51. c) apenas II. b) apenas I. .100 mol kg–1 é 0. 23 . como varia a energia potencial do sistema em transformação (ordenada) com a coordenada da reação (abscissa).2 kJ. Neste mesmo gráfico. Qual das opções abaixo contém a fórmula molecular CORRETA do soluto? a) [Ag(NH3)]Cl b) [Pt(NH3)4Cl2]Cl2 c) Na[Al(OH)4] d) K3[Fe(CN)6 ] e) K4[Fe(CN)6] 27 . c) II < III < IV < I < V. em dada temperatura e pressão. Destas afirmações. V. K2Cr2O7. após a adição de um pequeno cristal de sulfato de manganês (MnSO4) a esta mistura. Em relação a esta reação. Interprete as observações feitas neste experimento. No entanto. em um único gráfico. Al(NO3)3 . Na2B4O7. foram misturadas as seguintes soluções aquosas: permanganato de potássio (KMnO4). observou-se o descoramento da mesma e a liberação de um gás. estão CORRETAS a) apenas I. III. 26 . mostrando claramente a variação de entalpia da reação. 9H2O. A constante de velocidade da reação realizada no meio homogêneo é igual a da mesma reação realizada no meio heterogêneo. b) I < V < II ' III ' IV. quando um catalisador é adicionado ao sistema reagente. III. Em sua interpretação devem constar: a) a justificativa para o fato de a reação só ser observada após a adição de sulfato de manganês sólido. Al2(SO4)3. III e V.(ITA SP/2003) Para minimizar a possibilidade de ocorrência de superaquecimento da água durante o processo de aquecimento. Nos minutos seguintes após a homogeneização desta mistura. 24 . A velocidade da reação no meio homogêneo diminui com o aumento da temperatura. A velocidade da reação no meio heterogêneo independe da concentração inicial de iodeto de hidrogênio. as seguintes afirmações relativas a essa reação de decomposição: I.Após um período de tempo.9 kJ. observando-se que ainda resta sólido no frasco A. Assinale a alternativa CORRETA relativa à comparação dos valores dessas temperaturas. V. e) todas. b) Explique por que o fluxo de gás no frasco C aumenta quando da adição de dióxido de manganês ao peróxido de hidrogênio. ácido oxálico (H2C2O4) e ácido sulfúrico (H2SO4). II. a energia de ativação envolvida em cada uma das etapas da reação e qual destas apresenta a menor energia de ativação. a 25°C e 1 atm. d) apenas II e V. III e IV. Os poros da cerâmica são preenchidos com ar atmosférico. d) apenas II e IV.(ITA SP/2002) A equação química que representa a reação de decomposição do iodeto de hidrogênio é: 2HI(g) →H2(g) + I2(g).(ITA SP/2003) O abaixamento da temperatura de congelamento da água numa solução aquosa com concentração molal de soluto igual a 0. III. uma prática comum é adicionar pedaços de cerâmica porosa ao recipiente que contém a água a ser aquecida. IV. III e IV. II. e b) as equações químicas balanceadas das reações envolvidas. Das afirmações acima está(ão) ERRADA(S) a) apenas I e III. a pressão de vapor da água não é aumentada.86oC kg mol–1. Considere que somente a etapa mais lenta da reação é influenciada pela presença do catalisador.55oC. c) apenas II. agora. II. IV. 25 . o valor da variação de entalpia de vaporização da água é diminuído. verificase que sua massa é igual a 1g. A respeito do papel desempenhado pelos pedaços de cerâmica porosa no processo de aquecimento da água são feitas as seguintes afirmações: I.

b) A indicação. tem-se que o estado mais estável do CO2 é o líquido. a temperatura de ebulição é igual a 298 K.5 oC . de todos os pontos indicados no enunciado e das fases presentes em cada região do diagrama. V ' II < III < IV < I.0 e 113.4°C.(ITA SP/2004) Um dos sistemas propelentes usados em foguetes consiste de uma mistura de hidrazina (N2H4)e peróxido de hidrogênio (H2O2). IV. que o ponto crítico corresponde à temperatura de 380 oC e à pressão de 145 atm e que na pressão de 1 atm as temperaturas de fusão e de ebulição são iguais a 1. t2 e t3. mantendo-se as temperaturas de cada sistema constantes. Das diferenças apresentadas em cada uma das afirmações acima. esboce o diagrama de − fases de uma solução aquosa 1 mol kg 1 em etilenoglicol (linhas tracejadas). 33 .6 kJmol-1 f H2O2(l) : ∆ H o = -187.00 moI L–1 de sulfato de cobre é maior do que a de uma solução aquosa 0. mantendo a temperatura constante (25°C). III. Assinale a opção que contém a afirmação CORRETA sobre as propriedades do CO2 . que os volumes iniciais da fase vapor são iguais. d) apenas II e IV. III. 31 . II. está(ão) relacionada(s) com propriedades coligativas: a) apenas I e III. Sabendo que o ponto triplo da hidrazina corresponde à temperatura de 2. 32 . pedem-se: Dados eventualmente necessários: variação de entalpia de formação (∆ H°f)).(ITA SP/2005) Considere as afirmações abaixo.(ITA SP/2006) O diagrama de fases da água está representado na figura. a) A pressão do ponto triplo está acima de 1 atm. 30 . A partir do instante (t1). Com base nestas informações. Neste mesmo gráfico. à temperatura de 25°C.(ITA SP/2003) Na pressão de 1 atm. enquanto que a de uma solução alcoólica 10% (m/m) em água é 78. No instante (t3). o pistão é deslocado e o manômetro indica uma nova pressão. 28 . a temperatura de sublimação do CO2 é igual a 195 K. todo o conjunto é resfriado muito lentamente a –10°C. a pressão é reduzida até Pf. t1. referente a: N2H4(g) : ∆ H o = 95. pressão de 3.4 kJmol-1 f N2H4(l) : ∆ H o = 50. observando-se uma queda brusca da pressão. e) apenas III e IV. c) A uma temperatura acima de 298 K e na pressão de 67 atm.(ITA SP/2005) Sob pressão de 1 atm. A seguir.10 mol L–1 deste mesmo sal. A temperatura de ebulição de uma solução aquosa 1.8 kJmol-1 f a) Um esboço do diagrama de fases da hidrazina para o intervalo de pressão e temperatura considerados neste enunciado.(ITA SP/2006) Esboce graficamente o diagrama de fases (pressão versus temperatura) da água pura (linhas cheias). adiciona-se água pura em um cilindro provido de termômetro. no diagrama esboçado no item a). A temperatura de ebulição do etanol puro é 78. quando a pressão é igual a Pf . enquanto que a da água pura é 0°C. IV e V) referem-se a sistemas contendo uma mesma massa de água líquida pura em equilíbrio com a(s) eventual(ais) fase(s) termodinamicamente estável(eis) em cada situação. a(s) fase(s) (co)existente(s) no cilindro nos instantes t0. todas relativas à pressão de 1 atm: I.4 mm Hg. na temperatura de 25 oC e pressão de 1 atm.0 oC e à . o cilindro é agitado. indique os estados físicos de cada substância. c) apenas II e III. Os pontos indicados (I. Neste mesmo gráfico. b) apenas l. c) A equação química completa e balanceada que descreve a reação de combustão entre hidrazina e peróxido de hidrogênio. a) nI < nIII b) nI < nIV c) nIII < nII d) nIII < nV e) nIV < nV 29 . Nesta equação. d) O cálculo da variação de entalpia da reação mencionada em c).2°C. No instante inicial (t0). respectivamente. b) A temperatura do ponto triplo está acima de 298 K. assinale a opção que apresenta a relação ERRADA entre os números de mol de vapor de água (n) presentes nos sistemas. esboce o diagrama de fases de uma solução aquosa 1 − mol kg 1 em etilenoglicol (linhas tracejadas).d) e) V < II < III < IV < I. Esboce graficamente o diagrama de fases (pressão versus temperatura) da água pura (linhas cheias). II. A temperatura de fusão do ácido benzóico puro é 122°C. mantendose-o em repouso por 3 horas. A partir do instante (t2). Faça um esboço do diagrama de fases da água e assinale. Considere. A temperatura de ebulição de uma solução aquosa saturada em cloreto de sódio é maior do que a da água pura. todo o espaço interno do cilindro é ocupado por água pura.8 kJmol-1 f H2O(g) : ∆ H o = -241. de manômetro e de pistão móvel que se desloca sem atrito. quando for o caso. neste esboço. Na pressão de 67 atm. quando estes são misturados numa temperatura de 25 oC e pressão de 1 atm.

(ITA SP/2007) Dois béqueres. e) Na temperatura de 298 K e pressões maiores do que 67 atm. Dois recipientes hermeticamente fechados. Utilizando o enunciado acima. d) 1 colher das de chá de sal-de-cozinha.(ITA SP/2000) Considere um copo contendo 50mL de água pura em ebulição. verifica-se que a pressão de vapor nos dois recipientes é Pf . a) b) c) d) e) I II III IV V 35 . Aberta a válvula. tem-se que o estado mais estável do CO2 é o sólido. contêm. são interconectados por uma válvula. mostrando os cálculos efetuados: a) Fração molar do n-pentano na solução.(ITA SP/2007) Dois béqueres. inicialmente fechada. Aberta a válvula.66 g/mL. tem-se que o estado mais estável do CO2 é o gasoso. todas a 25°C. cada qual contendo um dos béqueres. uma solução por meio da mistura de 25 mL de npentano e 45 mL de n-hexano. produzirá uma solução aquosa com MAIOR pressão osmótica? a) Ag2O b) Na2O2 c) MgO d) Ba(OH)2 e) Al(OH)3 38 . 34 . b) 50 mL de acetona c) 1 colher das de chá de isopor picado. são interconectados por uma válvula. assinale a opção que indica a curva no gráfico abaixo que melhor representa a quantidade de massa de água transferida (Qágua) ao longo do tempo (t) de um recipiente para o outro desde o instante em que a válvula é aberta até o estabelecimento do equilíbrio químico. contêm. após o restabelecimento do equilíbrio químico. as comparações CORRETAS entre os volumes inicial (VXi) e final (VXf ). pressão de vapor do n-hexano = 150 torr. Sabendo que a pressão de vapor do CCl4 a 25°C é igual a 114. massa específica do n-hexano = 0. verifica-se que a pressão de vapor nos dois recipientes é Pf . 39 . c) Fração molar do n-pentano no vapor em equilíbrio com a solução. Dados: massa específica do n-pentano = 0. pressão de vapor do n-pentano = 511 torr.9 mmHg. respectivamente.(ITA SP/2007) Prepara-se. X e Y. inicialmente fechada. b) Pressão de vapor da solução. a) VXi < VXf e PYi = PYf b) VXi < VXf e PYi > PYf c) VXi < VXf e PYi < PYf d) VXi > VXf e PYi > PYf e) VXi > VXf e PYi < PYf 37 . cada qual contendo um dos béqueres. respectivamente.63 g/mL. após o restabelecimento do equilíbrio químico.(ITA SP/2006) Considere soluções de SiCl4/CCl4 de frações molares variáveis. a 25oC. X e Y. Dois recipientes hermeticamente fechados. a) b) c) d) e) . adicionada a 100 mL de água pura na temperatura de 25oC e em quantidade igual a 0. da solução no béquer X e entre as pressões de vapor inicial (PYi) e final (Pf) no recipiente que contém o béquer Y.(ITA SP/2000) Qual das opções a seguir contém a substância no estado sólido que. assinale a opção que mostra o gráfico que melhor representa a pressão de vapor de CCl4 (PCCl4) em função da fração molar de SiCl4 no líquido ( X SiCl 4 ) 36 . volumes iguais de soluções aquosas: concentrada e diluída de cloreto de sódio na mesma temperatura. sob pressão AMBIENTE. respectivamente. Determine os seguintes valores.10 mol. mantidos à mesma temperatura constante. A temperatura de ebulição da água diminuirá significativamente quando a este copo for(em) acrescentado(s) a) 50 mL de água pura. Assinale a opção que indica. e) 4 cubos de água pura no estado sólido. volumes iguais de soluções aquosas: concentrada e diluída de cloreto de sódio na mesma temperatura.d) Na temperatura de 195 K e pressões menores do que 1 atm. mantidos à mesma temperatura constante.

IV e V. b) apenas I. Óleo de soja. verifica-se formação de um aerossol esbranquiçado e também que a temperatura do gás ejetado é consideravelmente menor do que a temperatura ambiente. Com base nestas informações. c) apenas I. um contendo água pura líquida (frasco A) e o outro contendo o mesmo volume de uma solução aquosa concentrada em sacarose (frasco B). a seguir. Quanto maior for o volume de um líquido. sob pressão de 1 atm: I. estão CORRETAS a) apenas I.(ITA SP/2005) Dois frascos abertos. e) apenas III e IV. IV. Uma solução aquosa 1. III. que. d) o volume do líquido no frasco A permanece o mesmo. assinale a opção que indica a(s) substância(s) que torna(m) o aerossol visível a olho nu. IV. e) Dióxido de carbono no estado gasoso e água no estado gasoso. e o volume de solução aquosa de NaCl no recipiente B é igual a 1. que se comunicam através da válvula V. maior será a pressão de vapor de uma substância. 43 . a) os volumes dos líquidos nos frascos A e B não apresentam alterações visíveis.(ITA SP/2002) A figura abaixo representa um sistema constituído por dois recipientes. tem o mesmo valor. éter etílico. II. todas em ebulição. a) Em um mesmo gráfico de pressão (ordenada) versus tempo (abscissa). enquanto água pura exposta à pressão atmosférica de 0. sendo a temperatura mantida constante durante todo o experimento. o volume de água líquida no recipiente A é igual a 5. V. qual das duas misturas pode ser considerada uma solução? Por quê? 47 . c) apenas II e V. c) o volume do líquido no frasco A diminui. então. decorrido um longo período de tempo. de igual volume. A seguir. A → PB VB . sendo a pressão igual a PB. Quanto maior for a temperatura. A pressão de vapor de substâncias puras como: acetona. são colocados em um recipiente que. 48 . II. II e III.(ITA SP/2002) Explique por que água pura exposta à atmosfera e sob pressão de 1.0 atm entra em ebulição em uma temperatura de 100°C. II e V. em contato com ar atmosférico. b) apenas I. e) o volume do líquido no frasco A diminui.0 mol/L de NaCl é adicionada ao recipiente B através da válvula VB. II e V. A pressão de vapor de uma solução aquosa de glicose 0.7 atm entra em ebulição em uma temperatura de 90°C.(ITA SP/2004) São preparadas duas misturas: uma de água e sabão e a outra de etanol e sabão.(ITA SP/2007) Durante a utilização de um extintor de incêndio de dióxido de carbono. b) Dióxido de carbono no estado líquido. III e IV. É CORRETO afirmar. b) o volume do líquido no frasco A aumenta. A pressão de vapor do n-pentano é maior do que a pressão de vapor do n-hexano a 25°C. Creme de leite. Um feixe de luz visível incidindo sobre essas duas misturas é visualizado somente através da mistura de água e sabão. que também é fechada a seguir. desde tempo t = 0 até t = ∞ . etanol e água. maior será a sua pressão de vapor.0L.VA V A B 41 . mostre como varia a pressão em cada um dos recipientes. é devidamente fechado. Gasolina. b) Descreva o que se observa neste experimento. Após o equilíbrio ter sido atingido.(ITA SP/2002) Considere as seguintes afirmações relativas aos sistemas descritos abaixo. Água pura é adicionada ao recipiente A através da válvula VA. d) apenas II. enquanto que o do frasco B diminui. d) apenas I. IV e V. 46 .1mol/L a 25°C. são classificados como sistemas coloidais a) apenas I e II. sob pressão de 1 atm e temperatura de 25°C. A e B. Maionese comercial. Poliestireno expandido. → 40 . enquanto que o do frasco B permanece o mesmo. Destas afirmações.(ITA SP/2002) O frasco mostrado na figura a seguir contém uma solução aquosa saturada em oxigênio. d) Dióxido de carbono no estado gasoso e água no estado líquido. em termos dos valores das pressões indicadas nos medidores e dos volumes das fases líquidas em cada recipiente 45 . a) Água no estado líquido. 44 . II. e) apenas III.(ITA SP/2002) Considere os sistemas apresentados a seguir: I. Considerando que o dióxido de carbono seja puro. sendo a pressão igual a PA. enquanto que o do frasco B diminui. III e IV. enquanto que o do frasco B aumenta. c) Dióxido de carbono no estado gasoso. que é fechada logo a seguir. V.0mL.1mol/L é menor do que a pressão de vapor de uma solução de cloreto de sódio 0. Destes. desde o tempo t = zero até um tempo t= ∞. a válvula V é aberta (tempo t = zero).(ITA SP/2003) Qual das substâncias abaixo apresenta menor valor de pressão de vapor saturante na temperatura ambiente? a) CCl4 b) CHCl3 c) C2Cl6 d) CH2Cl2 e) C2H5Cl 42 . III.

chamado de II. chamado de I. ELETRODO I: placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de nitrato de chumbo.e n t r a d a d e g á s s a í d a d e g á s s o l u ç ã o a q u s a t u r a d a e m o x i g ê n i o / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / o s a 20 Quando gás é borbulhado através desta solução. é constituído pelos dois eletrodos seguintes.(ITA SP/2002) Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados e separados por uma ponte salina. c) Uma solução aquosa de FeCl2 reage com uma solução aquosa de ácido clorídrico. o potencial de cada um destes eletrodos. E o = +0. quando o gás borbulhado. d) Borbulhando Cl2(g) em uma solução aquosa de Fe2+. O2(g) Eo V → ← → ← → ← 49 . b) A concentração de íons sulfato na solução aquosa do ELETRODO II aumenta. e) Fe2+ tende a se oxidar em solução aquosa ácida quando o meio estiver aerado. considerando as condições-padrão. praticamente pura. Chapa de zinco metálico. IB. = +1. também separados por uma membrana porosa: . ELETRODO II: sulfato de chumbo sólido prensado contra uma “peneira” de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de ácido sulfúrico. quando o gás borbulhado. E o = +1. a) A formação de FeCl2 a partir de Fe fundido e Cl2 gasoso apresenta ∆H > 0 . é E0 =− 2 4 V 16 P / P 2+ b b Feo(s) .447V II Feo(s) . b) Tanto a eletrólise ígnea do FeCl2(s) quanto do FeCl3(s). Cl2(g) + 2e– → 2Cl–(aq) . quando realizadas nas mesmas condições experimentais. assinale a opção que contém a afirmação CORRETA. Chapa de prata metálica.771V IV + 4e– → ← + 4H+(aq) 2H2O(l) . sendo a pressão de entrada do gás maior do que a pressão de saída. Fe3+(aq) + 1e– V. Fe2+(aq) + 2e– III. é ar atmosférico.358V ← I II. Nas condições-padrão. Escreva a equação que representa a reação química global balanceada. Um outro elemento galvânico. de tal forma que a pressão do gás em contato com a solução possa ser considerada constante e igual a 1 atm. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de zinco. sob temperatura de 25°C. E o = −0. c) aumenta. sendo a concentração de oxigênio nesta mistura igual à existente no ar atmosférico.037V III Fe2+(aq) . Eletrodo − I Cl −(aq) + 3H 2O(l) Eletrodo − II 2OH −(aq) + H 2 (g) a) b) c) d) → ← − ClO 3 (aq) + 6H +(aq) + → ← H 2O(l) + 2e −(CM ). d) O ELETRODO I é o anodo. Com base nestas informações. é uma mistura de argônio e oxigênio. b) permanece inalterada. quando o gás borbulhado. 51 . e) A concentração de íons chumbo na solução aquosa do ELETRODO I aumenta. e) permanece inalterada. Fe3+(aq) + 3e– IV. em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio. quando o gás borbulhado. sob temperatura de 15°C. d) aumenta. produz-se 1 mol de Fe3+ para cada mol de Cl– em solução. é ar atmosférico. quando o gás borbulhado. Indique o cátodo. sob temperatura de 25°C é nitrogênio gasoso. 50 . é constituído pelos dois seguintes eletrodos. é oxigênio praticamente puro. sob temperatura de 25°C. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de nitrato de prata. E o = −0. sob temperatura de 25°C. produzem as mesmas quantidades em massa de Fe(s) .SO 4 2 − =− 3546 V Eletrodo II Assinale a opção que contém a afirmação CORRETA sobre as alterações ocorridas neste elemento galvânico quando os dois eletrodos são conectados por um fio de baixa resistência elétrica e circular corrente elétrica no elemento. c) O ELETRODO I é o pólo negativo. praticamente puro.229V Eletrodo I E0 Pb / PbSO 4 . gerando H2(g) . é ERRADO afirmar que a concentração de oxigênio dissolvido na solução : a) permanece inalterada. E Faça um esquema da célula eletrolítica.(ITA SP/2003) Um elemento galvânico. separados por uma membrana porosa: IA. utilizando eletrodos de platina.(ITA SP/2007) Um dos métodos de síntese do clorato de potássio (KClO3) é submeter uma solução de cloreto de potássio (KCl) a um processo eletrolítico. a) A massa de sulfato de chumbo sólido na superfície do ELETRODO II aumenta.(ITA SP/2006) São dadas as semi-equações químicas seguintes e seus respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições–padrão: I. Indique a polaridade dos eletrodos. São mostradas abaixo as semi-equações que representam as semi-reações em cada um dos eletrodos e os respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições-padrão (Eo): 52 .

exceto a de H+ .13V =− 0. de forma que todas as concentrações sejam iguais às das condições-padrão.30V. Dados eventualmente necessários: Produto de solubilidade de PbI2 : KPS(PbI ) = 8. IIB. Os elementos galvânicos I e II são ligados em série de tal forma que o eletrodo IA é conectado ao IIA. são adicionadas pequenas porções de KI sólido ao Eletrodo a. Chapa de zinco metálico. 10–5 e) 1. em mol L-1.44V III E 0 = -0. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de zinco. A temperatura do elemento galvânico é mantida constante num valor igual a 250C. O semi-elemento A contém uma solução aquosa.5 10–9 Potenciais de eletrodo em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio nas condições-padrão: Eo Eo Pb/Pb 2 + =− 0. considere que um recipiente contenha todas as espécies químicas dessa equação. as meia-reações eletroquímicas balanceadas para cada um dos eletrodos.8 < pH < 6. determina-se a polaridade dos eletrodos. mergulhada em uma solução 1 mol L–1 de sulfato de cobre. 10–2 b) 1.(ITA SP/2005) Considere o elemento galvânico representado por: Hg(l) | eletrólito || Cl– (solução aquosa saturada em KCl) | Hg2Cl2 (s) | Hg(l) a) Preveja se o potencial do eletrodo representado no lado direito do elemento galvânico será maior. Eletrodo a: Placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L-1 de nitrato de chumbo. também isenta de oxigênio. O semi-elemento B contém uma solução aquosa.(ITA SP/2006) Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados. IB. 0 . o sentido do fluxo de elétrons.4 54 . isenta de oxigênio. c) –0.(ITA SP/2003) Considere o elemento galvânico mostrado na figura a seguir.3 mol L–1em Fe2+ e 0.58V.(ITA SP/2004) Considere os eletrodos representados pelas semi-equações químicas seguintes e seus respectivos potenciais na escala do eletrodo de hidrogênio(E°) e nas condições-padrão: In+ (aq) + e. Justifique sua resposta. 0 .8 < pH < 4. a) 1.20V polaridade dos eletrodos nas condições-padrão. A respeito desta montagem I. b) –0. 10–4 d) 1. 0.8 < pH < 7. M é um condutor metálico (platina). Após estabelecido o equilíbrio químico nas condiçõespadrão. IV. quem é o elemento ativo (aquele que fornece energia elétrica) e quem é o elemento passivo (aquele que recebe energia elétrica).3 mol L–1 em Fe3+. b) Se o eletrólito no eletrodo à esquerda do elemento galvânico for uma solução 0. 57 . e) –1.(ITA SP/2007) Considere a reação química representada pela equação abaixo e sua respectiva força eletromotriz nas condições-padrão: O 2 (g) + 4H +(aq) + Br −(aq) → 2Br 2 (g) + 2H 2O(l). menor ou igual ao potencial desse mesmo eletrodo nas condições-padrão. ligados por uma ponte salina e conectados a um multímetro de alta impedância.(CM) In3+ (aq) + 2e. 55 . a partir da qual se observa a inversão de ΔE 0 = 0.40V II E 0 = -0. 0 . 0. preveja se o potencial desse eletrodo será maior.25V N i 2+ i/N E o- I /I 2 =− 0.47V. a) 2. praticamente puro. A partir do instante em que a chave “S” é fechada. IIA e IIB e V.(CM) In3+ (aq) + e.(CM) In2+ (aq) + e.34V.8 < pH < 5. d) –1. a polaridade de cada um dos eletrodos: IA.(CM) → In(s) → In+ (aq) → In+ (aq) → In2+ (aq) E 0 = -0. 0 .4 e) 6.4 d) 5. A seguir. até que ocorra a inversão de polaridade do elemento galvânico. Chapa de cobre metálico.4 c) 4. Neste desenho indique: II.2 mol L–1 em Fe3+.IIA.53V Assinale a opção que indica a concentração CORRETA de KI. c) Faça um esboço gráfico da forma como a força eletromotriz do elemento galvânico (ordenada) deve variar com a temperatura (abscissa). ← Agora. Assinale a opção que indica a faixa de pH na qual a reação química ocorrerá espontaneamente. As conexões são feitas através de fios de cobre. enquanto que o eletrodo IB é conectado ao IIB. 10–6 56 . 0 .14V I E 0 = -0. menor ou igual ao potencial desse mesmo eletrodo nas condições-padrão.8 < pH < 3. 53 . Justifique sua resposta. 10–3 c) 1. faça um desenho esquemático dos elementos galvânicos I e II ligados em série.49V IV Assinale a opção que contém o valor CORRETO do potencial-padrão do eletrodo representado pela semiequação In3+ (aq) + 3e.03V. praticamente puro. Eletrodo b: Placa de níquel metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L-1 de sulfato de níquel. considere as seguintes afirmações: . III.(CM) → In(s) a) –0.002 moI L–1 em Hg2+ (aq). no caso em que o eletrodo do lado esquerdo do elemento galvânico seja igual ao eletrodo do lado direito nas condiçõespadrão.4 b) 3.2 mol L –1 em Fe2+ e 0.

b) A semi-reação II ou III representa a semi-reação que ocorre em regiões da superfície de alumínio que funcionam como catodo. será o anodo? c) Qual dos eletrodos será o pólo positivo do novo elemento galvânico? d) Qual o sentido do fluxo de elétrons que circula no circuito externo? e) Escreva a equação química balanceada da reação que ocorre neste novo elemento galvânico. No caderno de soluções.(ITA SP/2000) e r r o Dependendo da natureza do meio. III.118 log (3/2). b) Qual dos eletrodos.O H 3 e + + 2 ( C 2 H e M ( C ) O H2 + ( a q I I I 2- H - 2 A Figura B. a diferença de potencial entre os dois semielementos será maior do que 0. b) apenas I. no espaço correspondente à Resolução a esta questão. formada. + O H N +a O C l F C F i g u r a B e r r o o n c r e t o + F 2 2 e r r o Sugira um método alternativo para proteção da ferragem de estruturas de concreto contra corrosão. faça uma cópia desta figura. ilustra um dos métodos utilizados para a proteção da ferragem metálica contra corrosão. alcalino ou ácido. faça uma cópia desta figura no espaço correspondente à Resolução a esta questão. c) A quantidade de carga elétrica envolvida na corrosão de um mol de alumínio em meio alcalino é igual a 3/4 F. Considere também que a temperatura permanece constante e igual a 25°C. c) apenas III e V. a concentração de Fe2+ (aq) no semi-elemento A será menor do que 0. A Figura A. IV. .1264 V Eletrodo I Pb E 0 / PbSO Pb 4 . a relação entre as concentrações [Fe3+ (aq)] / [Fe2+ (aq)] permanece constante nos dois semielementos. 59 . II. ilustra esquematicamente a célula de corrosão. No caderno de soluções. a seguir. d) apenas IV e V. mas substitua a solução aquosa de Pb(NO3)2 do ELETRODO I por uma solução aquosa 1. Quando a corrente elétrica for igual a zero.a O q ( g ) 3 + ( a q ) ( a q ) ) 2 A ( L l ) + . que dissolve cloretos e/ou sais provenientes da atmosfera ou da própria decomposição do concreto. F O H 2 2 E 0 / Pb 2 + = −0. O sentido convencional de corrente elétrica ocorre do semi-elemento B para o semi-elemento A. responda: a) Determine a força eletromotriz deste novo elemento galvânico. o potencial de cada um destes eletrodos. Elemento Galvânico Um elemento galvânico é constituído pelos eletrodos abaixo especificados e separados por uma ponte salina. Nas condições-padrão.I. a relação de concentrações [Fe3+ (aq)] / [Fe2+ (aq)] tem o mesmo valor tanto no semi-elemento A como no semi-elemento B. Nesta cópia Qual das opções abaixo contém a afirmação ERRADA a respeito do processo de corrosão do alumínio? a) A semi-reação I representa a semi-reação que ocorre em regiões da superfície de alumínio que funcionam como anodos. Essa solução eletrolítica em contacto com a ferragem forma uma célula de corrosão. é P o n t e S a l i n a M M A B Das afirmações feitas.(ITA SP/2003) A corrosão da ferragem de estruturas de concreto ocorre devido à penetração de água através da estrutura. 60 . estão CORRETAS a) apenas I. Mostre os cálculos realizados. 58 . ELETRODO II: sulfato de chumbo sólido prensado contra uma “peneira” de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de ácido sulfúrico.(ITA SP/2002) Considere o elemento galvânico da representado a seguir. e a solução aquosa de H 2SO4 do ELETRODO II por uma solução aquosa 1. S I) identifique os componentes da célula eletrolítica que funcionam como anodo e catodo durante o processo de proteção contra corrosão e II) escreva as meia-reações balanceadas para as reações anódicas e catódicas.00 x 10–5mol/L de H2SO4. Enquanto corrente elétrica fluir pelo circuito. Nesta cópia I) identifique os componentes da célula de corrosão que funcionam como anodo e catodo durante o processo de corrosão e II) escreva as meias-reações balanceadas para as reações anódicas e catódicas. V.00 x 10–5 mol/L de Pb(NO3) .SO 4 2− = −0.3 mol L–1 . considerando que circula corrente elétrica no novo elemento galvânico. ELETRODO I ou ELETRODO II. a corrosão de alumínio em meio aquoso pode ser representada pelas seguintes semi-reações químicas: N +a OC l F C F i g u r a A e r r o o n c r e t o I I I - ( c ) A l ) 4(. II e III. II e IV. a seguir. em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio. Quando a corrente elétrica for igual a zero.3546 V Eletrodo II Agora. Enquanto o valor da corrente elétrica for diferente de zero. e) todas. ELETRODO I: placa de chumbo metálico mergulhada em uma solução aquosa 1 mol/L de nitrato de chumbo.

Serão formados íons Fe2+ contendo a placa X. IV. e) apenas IV e V. a) Há formação de O2 (g) no eletrodo Ib. d) Há um aumento de massa do eletrodo IIa. a) b) c) Assinale a opção que apresenta a afirmação ERRADA a respeito de fenômenos que ocorrerão no sistema descrito. e) A semicélula A/A(aq) será o cátodo. que está interconectada por uma ponte salina a uma solução 1 mol L−1 em BX. acima. c) apenas II. As duas placas são mergulhadas em béqueres. III e V. d) apenas II. A placa Y é constituída de ferro com uma das faces recoberta de cobre. A célula I consiste de uma placa A(c) mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L−1 em AX. e) A concentração de íons Cu2+ permanece constante na célula II. 0 EC + ( aq ) / C ( c ) = 0. Depois de um certo período. III e IV. Serão formados íons Cu2+ contendo a placa Y.(ITA SP/2007) Duas células (I e II) são montadas como mostrado na figura. Serão formados íons Fe3+ contendo a placa Y. Uma bateria fornece uma diferença de potencial elétrico de 12 V entre os eletrodos Ia e IIb. II.d) e) A massa de alumínio dissolvida na corrosão em meio ácido envolvendo quantidade de carga igual a 3/2 F é igual a 13 g. III e IV. na qual foi mergulhada a placa C(c). Serão formados íons Fe2+ contendo a placa Y. o condutor metálico do copo A é conectado a um dos terminais de um multímetro. Considere sejam feitas as seguintes afirmações a respeito dos íons formados em cada um dos béqueres: I. no béquer no béquer no béquer no béquer no béquer estão a) A massa da placa C aumentará. na qual foi mergulhada a placa B(c). V . mas não se verifica a corrosão total de nenhuma das faces dos metais. b) Há um aumento da massa do eletrodo Ia. 63 . os dois fios são desconectados. c) A massa da placa A diminuirá.(ITA SP/2007) Considere duas placas X e Y de mesma área e espessura. c) A concentração de íons Ag+ permanece constante na célula I. Admitindo que a corrente elétrica não circula pelo elemento galvânico e que a temperatura permanece constante. III. Após certo período de tempo. observa-se que as placas passaram por um processo de corrosão. d) A concentração de B(aq) na célula I diminuirá. 64 . de resistência elétrica desprezível. 62 . das afirmações CORRETAS a) apenas I.(ITA SP/2005) Dois copos (A e B) contêm solução aquosa 1 moI L–1 em nitrato de prata e estão conectados entre si por uma ponte salina.40 V 0 E B + ( aq ) / B ( c ) = − . Então. Assinale a opção que contém a afirmativa ERRADA em relação ao sistema descrito. Mergulha-se parcialmente um fio de prata na solução contida no copo A. Dados eventualmente necessários: 0 E A + ( aq ) / A( c ) = 0. conectando-o a um fio de cobre mergulhado parcialmente na solução contida no copo B. assinale a opção que contém o gráfico que melhor representa a forma como a diferença de potencial entre os dois eletrodos (∆ E = EA – EB) varia com o tempo. A placa X é constituída de ferro com uma das faces recoberta de zinco. A célula II contém uma solução aquosa 1 mol L 1 em sulfato de cobre e duas placas de cobre. e o condutor metálico do copo B.(ITA SP/2006) Duas células (I e II) são montadas como mostrado na figura.80 V 61 . A seguir. ambos contendo água destilada aerada. Nas CNTP o volume de 1 mol de alumínio em meio ácido é igual a 34 L. A célula II consiste de uma placa B(c) mergulhada em uma solução aquosa 1 mol L−1 em BX. II e IV. Serão formados íons Zn2 + contendo a placa X. b) A polaridade da semicélula B/B(aq) da célula II será negativa. b) apenas I. Considere que durante certo período as duas células são interconectadas por fios metálicos. por um certo intervalo de tempo. A célula I contém uma solução − aquosa 1 mol L 1 em sulfato de prata e duas placas de − platina.70 V 0 d) e) . ao outro terminal. que está interconectada por uma ponte salina à solução 1 mol L−1 em CX.

68V.(CM). qual das opções abaixo é a relativa à equação química de uma reação que deverá ocorrer quando os reagentes. c. 66 . respectivamente.0. quando a chave S é “fechada”. concentração de íons cobre no condutor eletrolítico e temperatura.36V. Deixe claro nesse desenho quais são os pólos positivo e negativo e qual dos eletrodos será o anodo e qual será o catodo. as espécies são colocadas para reagir em um recipiente com volume constante. uma expansão isotérmica do sistema até que o seu volume duplique (2V) de forma que os números de mols de A e de B passem a ser. A figura abaixo mostra como a concentração das espécies químicas A. Eo = .68 . c. nA2 e nB2 . 69 . b) O desenho esquemático do elemento galvânico montado para realizar a medição em questão. os números de mols de A e de B são. c) 0. nas condições padrão.(ITA SP/2001) Considere as semi-reações representadas pelas semi-equações abaixo e seus respectivos potenciais padrão de eletrodo: Fe(c)  Fe (aq) + 2e(CM).(ITA SP/2007) Um cilindro de volume V contém as espécies A e B em equilíbrio químico representado pela seguinte equação: A( g ) →2 B ( g ) .80 V Com base nas informações acima. respectivamente. iguais a nA1 e nB1 . . Mostre os cálculos realizados.26V 2Ag(c)  2Ag(aq) + 2e(CM). forem misturados entre si? a) Fe2+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) → Fe(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) b) 2Ag(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) → 2Ag+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) c) 2Ag+(aq) + 1/3I-(aq) + 2OH-(aq) → 2Ag(c) + 1/3IO3-(aq) + H2O(l) d) Fe(c) + 1/3I-(aq) + 3H2O(l) → Fe2+(aq) + 1/3 IO3-(aq) + 2OH-(aq) e) 2Ag(c) + 1/3I-(aq) + 3H2O(l) → 2Ag+(aq) + 1/3 IO3-(aq) + 2OH-(aq) + 2H2(g) Corrente elétrica flui através do circuito.81V.(CM) + 8H+(aq) + MnO − o 4 E II = 1. determine o grau de dissociação do N2O4(g). e) 4.) necessário para realizar a medição do potencial do eletrodo em questão. b) –1.51V A força eletromotriz de um elemento galvânico construído com os dois eletrodos acima é de a) –1. e) a concentração dos íons M+2(aq) na semi-célula II diminui. N2O4(g) está em equilíbrio com NO2(g).44V 1/3 I-(aq) + 2OH-(aq)  1/3 IO3-(aq) + H2O(l) + 2e. nestas condições. então.13V. a) Determine o valor da constante de equilíbrio para a reação de dissociação do N2O4(g). d) 1. 71 . c) A explicação de como um aumento do valor das grandezas seguintes afeta o potencial do eletrodo de cobre (Aumenta? Diminui? Não altera?): área do eletrodo. Neste último caso.(ITA SP/2004) Considere os dois eletrodos (I e II) seguintes e seus respectivos potenciais na escala do eletrodo de hidrogênio (E o ) e nas condições-padrão: 2F-(aq) → 2e.38V. Eo = 0. De sua descrição devem constar: a) A listagem de todo o material (soluções. A pressão total exercida pelos gases dentro do balão é igual a 1. Demonstrando o seu raciocínio. Eo = + 0. B e C varia com o tempo. b) Para a temperatura de 27°C e pressão total dos gases dentro do balão igual a 0.(ITA SP/2000) As espécies químicas A e B reagem segundo a reação representada pela seguinte equação química: 2A + B  4C. Assinale a opção que contém a afirmação ERRADA a respeito do que ocorre no sistema após a chave S ser “fechada”: a) o fluxo de corrente elétrica ocorre no sentido do semicélula-II → semicélula-I b) a diferença de potencial entre os eletrodos M2/M+2(aq) e M1/M+1(aq) diminui. quando corrente elétrica circular por esse elemento galvânico. representado na figura abaixo. apresente a expressão algébrica que relaciona o número final de mols de B (nB2) unicamente com nA1 . Realiza-se. nA2 e nB1. ← Inicialmente.(ITA SP/2002) Em um balão fechado e sob temperatura de 27°C. N2O4(g) encontra-se 20% dissociado. c) o eletrodo M1/M+1(aq) apresentará um potencial menor do que o eletrodo M2/M+2(aq) d) ao substituir a ponte salina por um fio de cobre a diferença de potencial entre os eletrodos será nula.87V I Mn2+(aq) +4H2O (l) → 5e. Numa temperatura fixa. 70 .0 atm e. concentração de cobre no condutor metálico. respectivamente.10 atm.(CM) + F2(g) E o = 2. Mostre os cálculos realizados. escreva as equações químicas que representam as reações anódicas e catódicas. 67 .(ITA SP/2004) Descreva os procedimentos utilizados na determinação do potencial de um eletrodo de cobre Cu(s) | Cu2+ (aq).(ITA SP/2000) 65 . medidores etc.

o equilíbrio químico citado pode ser atingido? Justifique suas respostas. As reações que ocorrem dentro do cilindro podem ser genericamente representadas pelas seguintes equações químicas: A(g) + 2B(g) → 3C(g) C(g) → C(l) O que ocorre com o valor das grandezas abaixo (Aumenta? Diminui? Não altera?). em relação à quantidade do mesmo (maior. é feito pela interação entre hemoglobina (Hb) e oxigênio. II. Quatro recipientes fechados (I. da espécie B.0 10-5. b) Após o processo de aquecimento.III b) c) d) e) KcI < KcIII < KcII KcII < KcIII < KcI KcII < KcI < KcIII KcIII < KcI < KcII 2 N 3 ( g ) H 2 ( g ) 2 ( g ) N + 3 H 73 . b) Quantidade. menor ou igual) antes do aquecimento. II.(ITA SP/2006) Uma reação química genérica pode ser representada pela seguinte equação: A(s) B(s) + C(g) Em relação a esta reação é CORRETO afirmar que: a) ao atingir o equilíbrio ter-se-ão formados n/2 mols de N2(g). se a reação de decomposição for total.25 4. Justifique a sua resposta. considerando que ainda se observa bicarbonato de sódio sólido durante todo esse processo. PC. Esta substância tem maior tendência de reagir com o CO do que este com a hemoglobina. pelas seguintes equações químicas: I. a pressão final na ampola será igual a 4 × 500 × R.38 . Este recipiente foi aquecido à temperatura de ebulição da solução por 1 hora. mantidos na temperatura Teq. II. respectivamente. Discuta qual foi a quantidade de sólido observada logo após o resfriamento. consumir-se-ão 2 mols de NH3(g).6 . II.3 .A partir da análise dessa figura.(ITA SP/2007) Um indicador ácido-base monoprótico tem cor vermelha em meio ácido e cor laranja em meio básico. o que ocorre durante o aquecimento. a) Explique. Considere que o volume de água perdido por evaporação foi desprezível. O monóxido de carbono (CO) em concentrações não tão elevadas (700ppm) substitui o oxigênio na molécula de hemoglobina.(ITA SP/2000) O transporte de oxigênio (O2) no organismo de vertebrados. b) c) d) e) ao atingir o equilíbrio ter-se-ão formados n × 3/2 mols de H2(g). III. A formação de HbCO é desfavorecida pela presença de azul de metileno (AM). c) Constante de equilíbrio da equação I. Kc.(ITA SP/2005) A 25°C e 1 atm.eq B(s) + C(g) . do indicador que. utilizando equações químicas.(ITA SP/2004) Uma mistura gasosa é colocada a reagir dentro de um cilindro provido de um pistão móvel. ← Com base nestas informações. 77 . Kp. para uma mesma temperatura. seja .eq.IV > PC. A(s) + C(g) . Kc. um recipiente aberto contém um solução aquosa saturada em bicarbonato de sódio em equilíbrio com seu respectivo sólido. quando adicionada a 1 L de água pura. 102 74 .(ITA SP/2000) “n” mols de amônia são colocados e selados dentro de uma ampola de um litro mantida a 500 K. I ← Hb + CO → HbCO. se a reação de decomposição for total. á CORRETO afirmar que a) KcI < KcII < Kc. PC. em mols. a variação de pressão na ampola será igual a n × 500 × R. As interações entre O2 e CO com a molécula de hemoglobina podem ser representadas. 10-2 b) c) d) e) 0. no qual a pressão parcial de C é dada por PC. via fluxo sangüíneo. Sabe-se que. contêm as misturas de substâncias e as condições experimentais especificadas abaixo: I. se a reação de decomposição for total. PC. da espécie C líquida. 75 . 102 2. em mols. assinale a opção que apresenta o valor CORRETO da constante de equilíbrio. Assinale a opção que indica a quantidade.I < PC. a) Quantidade.III >>> PC. a) 0. esta reação atinge o equilíbrio químico. Nessa ampola ocorre a reação química representada pela seguinte equação: 72 . quando o volume do cilindro é duplicado? Justifique suas respostas. em que KcI e KcII ← são as constantes de equilíbrio para as respectivas interações químicas. K c.II = 0 A(s) + C(g) . III e IV). na temperatura Teq. d) Razão [C]3/ [B]2 76 .0 1. o qual é mantido à temperatura constante. Hb + O2 → HbO2. em mols. sem atrito e sem massa. o conteúdo do béquer foi resfriado até 25°C. Considere que a constante de dissociação desse indicador seja igual a 8. IV. PC. A reação do CO com AM pode ser representada pela equação química: III – AM + CO → AMCO. para esta reação.eq Para cada um dos recipientes. III.eq A(s) + B(s) .

III e IV) contêm.6 x 10-3 78 .(ITA SP/2001) Considere as afirmações abaixo relativas à concentração (mol/L) das espécies químicas presentes no ponto de equivalência da titulação de um ácido forte ( do tipo HA) com uma base forte (do tipo BOH): a concentração do ânion A. a) Na2CO3 c) CH3NH3Cl e) NaF b) CH3COONa d) Mg(ClO4)2 81 .1 mol L-1 e completando-se o volume do balão com água destilada.3 x 10-5 b) 3. c) pH III > pH I > pH II > pH IV . em que Ka= constante de dissociação do H2PO − em 4 água a 25 oC. II. I. a concentração de H 2S numa solução aquosa saturada é de aproximadamente 0.8 x 10-5. quando dissolvido em água. pH IV > pH III > pH II . Constante de dissociação do hidróxido de amônio em água a 25 oC: Kb = 1.1 mol L-1. ocorre a formação de hidróxido de alumínio e a liberação de um gás.(ITA SP/2005) Qual das opções a seguir apresenta a seqüência CORRETA de comparação do pH de soluções aquosas dos sais FeC2. MgC2. II e IV d) apenas II. a concentração do cátion H+ é igual concentração do ânion A-.2 . qual deve ser a seqüência CORRETA do pH das soluções contidas nos respectivos copos? Dados eventualmente necessários: Constante de dissociação do ácido acético em água a 25 oC: Ka = 1.1 mol L-1 ? Justifique sua resposta. e) pH III > pH I > pH IV > pH II .1 mol L-1 + Cloreto de sódio 0. b) pH I . todas com . a concentração do cátion H+ consumido igual à concentração inicial do ácido HA. são estabelecidos os equilíbrios representados pelas seguintes equações químicas balanceadas: H2S(aq) → H (aq) + HS (aq) KI (25°C) = 9.2 x 10-4 e) 1. c) pH II .(ITA SP/2001) Quando carbeto de alumínio (Al4C3) é adicionada a um béquer contendo água líquida a 25oC. mostrando os cálculos realizados. KCO2. pH III > pH I > pH IV .1 mol L-1. Nesta solução. produz uma solução aquosa ácida.8 x 10-5.1 mol L-1 ? Justifique sua resposta.é igual é igual concentração do cátion B+. adicionando-se uma massa correspondente a 0.1 mol L-1. IV e V e) apenas III. V.1 mol L-1.1 mol L-1. II.(ITA SP/2007) Assinale a opção que apresenta um sal que. c) O que ocorre com o pH da solução preparada (Aumenta? Diminui? Não altera?) quando a 100 mL desta solução for adicionado 1 mL de solução aquosa de HCl 0. IV e V à à é à á 80 .2 x 10-5 c) 9. respectivamente. Ácido acético 0. 83 . Ácido acético 0. 84 . soluções aquosas de misturas de substâncias nas concentrações especificadas a seguir: Acetato de sódio 0. FeC3. a) 1. a) pH I > pH IV > pH II > pH III .1 . III. Das afirmações feitas.1 mol L-1 + Cloreto de sódio 0. IV. estão CORETAS: a) apenas I e III b) apenas I e IV c) apenas I.(ITA SP/2004) Uma solução aquosa foi preparada em um balão volumétrico de capacidade igual a 1 L. Para uma mesma temperatura. a concentração do cátion H+ é igual + concentração do cátion B . a) [H+]2 [S2-] 1 x 10-23 b) [S2-] 1 x 10-15 c) [H+]2 1 x 10-7 d) [HS-] 1 x 10-4 e) [H2S] 1 x 10-1 79 .2 .1 mol L-1 + Hidróxido de amônio 0.05 mol de dihidrogenofosfato de potássio KH2PO4 sólido a 300 mL de uma solução aquosa de hidróxido de potássio (KOH) 0. a) Escreva a equação química referente à reação que ocorre no balão quando da adição do KH2PO4à solução de KOH b) Determine o pH da solução aquosa preparada.1 mol L-1 + Acetato de sódio 0. a concentração do cátion H+ é igual constante de dissociação do ácido HA. Ácido acético 0. 10-8 HS (aq) → H+(aq) + S2(aq) KII (25°C) = 1.suficiente para que 80% de suas moléculas apresentem a cor vermelha após alcançar o equilíbrio químico.4 x 10-5 d) 5. d) O que ocorre com o pH da solução preparada (Aumenta? Diminui? Não altera?) quando a 100 mL desta solução for adicionado 1 mL de solução aquosa de KOH 0. Dado eventualmente necessário: pKa = -log Ka = 7. 10-15 + - mesma concentração e sob mesma temperatura e pressão? a) FeC2 > FeC3 > MgC2 > KCO2 b) MgC2 > KCO2 > FeC3 > FeC2 c) KCO2 > MgC2 > FeC2 > FeC3 d) MgC2 > FeC2 > FeC3 > KCO2 e) FeC3 > MgC2 > KCO2 > FeC2 82 . O gás formado é o: a) H2 Assinale a informação ERRADA relativa a concentrações aproximadas (em mol L-1) das espécies presentes nesta solução.(ITA SP/2004) Na temperatura de 25 oC e pressão igual a 1 atm.(ITA SP/2004) Quatro copos (I.

a 15°C.(ITA SP/2006) Calcule o valor do potencial elétrico na escala do eletrodo de hidrogênio nas condições-padrão (Eº) da semi-equação química CuI(s) + e (CM) → Cu(s) + I (aq). Cu2+(aq) + 2e (CM) III. III e IV.III e V.0 × 10–10 b) 7 × 10–7 c) 4 × 10–2 d) 1. respectivamente. KII = 9. Destas afirmações. Neste momento. XZ e XW são.020 moI L–1 em MnCl2. 86 . deixando claros os . naquela temperatura.00 mL de uma solução aquosa 0. 10–3 mol do ânion W proveniente de um sal solúvel a 100 mL de uma solução aquosa saturada em XY sem corpo de fundo.5× 10–7 moI L–1. Adicionando-se 1 . III. II.2 × 10–2 d) 8 e) 32 89 . Dado: Ka(HCN) = 6.(ITA SP/2005) A 25°C. H2O() OH–(aq) + H+(aq). para a mesma temperatura. II e III.0 × 10–1 e) 1. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de NaNO3 é praticamente igual a S. KIII = 1. iguais a 10–8 .(ITA SP/2006) Considere as afirmações abaixo. I2(s) + 2e (CM) − → Cu(s).(ITA SP/2005) Esta tabela apresenta a solubilidade de algumas substâncias em água. sabendo que os produtos de solubilidade das substâncias hipotéticas XY. é CORRETO afirmar que o produto de solubilidade do sulfito de sódio em água. observa-se a formação de um sólido. Adicionando-se uma solução aquosa saturada em XZ sem corpo de fundo a uma solução aquosa saturada em XZ sem corpo de fundo.2 10-10 . d) apenas II. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de HNO3 é maior do que S.0× 10–14 Assinale a opção que contém o valor da concentração. ← Dados eventualmente necessários: solubilidade do CuI(s): − Kps (CuI) = 1. é igual a: a) 8 × 10–3 b) 1.(ITA SP/2002) Seja S a solubilidade de Ag3PO4 em 100g de água pura numa dada temperatura.6 × 10–2 c) 3. IV.34V II II. 10–12 e 10–16. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de KCN é maior do que S. a 15°C: 85 . 10–3mol do ânion Y proveniente de um sal solúvel a 100 mL de uma solução aquosa saturada em XW sem corpo de fundo. d) apenas III e IV. contida em um erlenmeyer. I. estão CORRETAS a) apenas I. A seguir. borbulha-se H2S(g) em uma solução aquosa 0. c) apenas II. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I e II. ← 87 . a) Calcule a concentração de íons H+ da solução resultante. Produto de Semi-equações químicas e seus respectivos potenciais elétricos na escala do eletrodo de hidrogênio nas condiçõespadrão (Eº): I.(ITA SP/2007) Em um recipiente que contém 50. ← E o = 0. em moI L–1. Cu2+(aq) + e (CM) − − − → Cu+(aq). A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de Na3PO4 é menor do que S. b) apenas I.54V IV → 2I−(aq). III. 10–3mol de XZ sólido a 100 mL de uma solução aquosa contendo 1 × 10–3mol L–1 de um ânion Z proveniente de um sal solúvel. c) apenas II. são feitas as seguintes afirmações a respeito da solubilidade de Ag3PO4 em 100g de diferentes soluções aquosas: I.100 mol/L em HCN foram adicionados 8. IV.100 mol/L em NaOH. Das afirmações acima.III e IV. até que seja observado o início de precipitação de MnS(s). b) apenas I e III. e) apenas IV. KI = 3× 10–11 II.00 mL de uma solução aquosa 0. Adicionando-se 1 . a) 1. V. observase um aumento da quantidade de sólido.b) c) d) e) CO CO2 CH4 C2H2 I. ← E o = 0.5 × 104 88 .0x10 12 − − Utilizando os dados fornecidos na tabela da questão 3.15V I E o = 0. II.52V III E o = 0. ← → Cu(s). a concentração de H+ na solução é igual a 2. MnS(s) + H2O() Mn2+(aq) + HS–(aq) + OH– (aq). Dados eventualmente necessários. todas relativas à temperatura de 25°C. referentes à temperatura de 25°C: 90 . observa-se a formação de um sólido. não se observa a formação de sólido. Cu+(aq) + e (CM) IV. H2S(aq) HS–(aq) + H+(aq).5× 10–8 III. de H2S na solução no instante em que é observada a formação de sólido. A solubilidade do Ag3PO4 em solução aquosa 1 mol/L de AgNO3 é menor do que S. Adicionando-se 1 . e) todas.

(CM) d) a reação catódica.34 Ácido acético: CH3COOH (aq) → ← CH3COO–(aq) + H+(aq) pK= 4. e) NaCH3COO(aq) / NH4Cl(aq) . transformando-se em 214 Bi 83 que.(ITA SP/2002) Considere as soluções aquosas obtidas pela dissolução das seguintes quantidades de solutos em um 1L de água: I. d) apenas III. II. misturam-se pares de soluções aquosas de mesma concentração. b) apenas I e IV. c) apenas I. 1 mol de acetato de sódio e 1 mol de ácido acético. estão CORRETAS a) apenas I.(ITA SP/2001) Uma célula eletrolítica foi construída utilizando-se 200mL de uma solução 1. b) C6H5NH2(aq) / C6H5NH3Cl(aq) . envolvidos nestes processos de desintegração.(ITA SP/2003) Considere os equilíbrios químicos abaixo e seus respectivos valores de pK (pK = – logK). A figura ao 84 lado mostra como varia. c) a reação anódica predominante é aquela representada pela meia-equação: 4OH-(aq) → 2H2O(l) + O2(g) + 4e. e) O pH da solução aumenta. é CORRETO afirmar que: a) o caráter ácido-base da solução eletrolítica após a eletrólise é neutro. foi permitido que corrente elétrica Po 40 60 80 100 20 Tempo (min) Das afirmações acima. Número de átomos (%) 100 80 60 40 20 0 0 214 83 214 82 Pb Bi 214 84 94 .10mol/L em HCl a 100mL de uma solução aquosa 1mol/L em HCl. inda a 60oC. A constante de velocidade de decaimento do bismuto é de aproximadamente 1 x 10-2 min-1.(CM) → 2Cl-(aq) e) a reação anódica. A velocidade de formação de polônio é igual à velocidade de desintegração do bismuto. duas chapas de platina de mesma dimensões e uma fonte estabilizada de corrente elérica. a temperatura da solução foi aumentada e mantida num valor constante igual a 60 oC . d) NH3(aq) / NH4Cl(aq) . Considere que. ligeiramente ácida. b) apenas I. Levando em consideração os fatos mencionados neste enunciado e sabendo que o valor numérico da constante de dissociação de água (Kw) para a temperatura de 60oC é igual a 9. c) A concentração de íons Cu2+(aq) diminui. de sulfato de cobre? a) A mistura muda gradualmente de cor. 93 . II. IV. 96 . 2 mols de amônia e 1 mol de ácido clorídrico. a) C6H5OH(aq) / C6H5NH2(aq). se desintegra também por emissão de partículas Beta. IV. O tempo de meia-vida do bismuto é maior que o do chumbo. para estes processos.6 . b) A concentração de íons Ni2+(aq) aumenta. apresentam efeito tamponante a) apenas I e V. válidos para a temperatura de 25oC (K representa constante de equilíbrio químico).74 Amônia: NH3(g) + H2O(l) → NH4+ ← (aq) + OH–(aq) pK= 4.89 Anilina : C6H5NH2(l) + H2O (l) → ← C6H5NH3+(aq) + OH–(aq) pK= 9. foi medido novamente e um valor igual a 7 foi encontrado. o pH da solução. Assinale a opção que apresenta o par de soluções aquosas que ao serem misturadas formam uma solução tampão com pH próximo de 10. II e III. III. 1 mol de hidróxido de amônio e 1 mol de ácido acético. III e V. pulverizado. e) apenas IV e V. por sua vez. fluísse pelo circuito elétrico num certo entervalo de tempo. Nesta temperatura. em porcentagem de partículas. O pH da mistura final é: a) 0 b) 1 c) 2 d) 3 e) 4 95 . Fenol: C6H5OH (aq) → H+(aq) + ← – C6H5O (aq) pK= 9.0mol/L em NaCl com pH igual a 7 a 25 oC. O tempo de meia-vida do chumbo é de aproximadamente 27 min. é aquela representada pela meia-equação: Cl2(g) + 2e. b) Escreva a equação química que representa a reação de hidrólise dos íons CN−. é aquela representada pela meia-equação: H2(g) + 2OH-(aq) → 2H2O(l) + 2e. V. 2 mols de ácido acético e 1 mol de hidróxido de sódio. IV e V. .(ITA SP/2001) A 25oC. II e III. Admita ln2 = 0. Das soluções obtidas. II. Decorrido esse intervalo de tempo. c) CH3COOH(aq) / NaCH3COO(aq). 91 .74 Na temperatura de 25oC e numa razão de volumes ≤ 10.(CM) 92 .69. Antes de iniciar a eletrólise. o número de átomos. III. A constante de velocidade da desintegração do chumbo é de aproximadamente 3 x 10-2 min-1. durante a eletrólise. 1 mol de hidróxido de sódio e 1 mol de ácido clorídrico. d) A quantidade de níquel oxidado é igual à quantidade de cobre reduzido. a uma solução aquosa.(ITA SP/2004) O 214 82 Pb desintegra-se por emissão de partículas Beta. transformando-se em 214 Po . adiciona-se 1mL de uma solução aquosa 0. V.cálculos efetuados e as hipóteses simplificadoras. sejam feitas as seguintes afirmações: I.(ITA SP/2000) Qual das opções a seguir contém a afirmação ERRADA a respeito do que se observa quando da adição de uma porção de níquel metálico. 10-14. durante a eletrólise. b) o caráter ácido-base da solução eletrolítica após a eletrólise é alcalino. com o tempo.

∆ > 0 H b) Experimento 2: X = NaClO3. d) apenas II e IV. m2 = 60g. que a razão 4 0 r 4 0 em massa de 18 A e 19 K pode ser utilizada para a datação de materiais geológicos. Seu decaimento envolve os dois processos representados pelas equações seguintes: 4 0 0 I.(ITA SP/2000) Uma solução saturada em hidróxido de cálcio é representada pela dissolução de excesso dessa substância em água na temperatura de 25° C. e) apenas II e IV. II. m2 = 60 g. excluindo quaisquer condições de metaestabilidade. adiciona-se ao mesmo frasco uma massa m2 de um sal Y e mede-se a variação de entalpia de dissolução ( ΔΗ ) . também. m1 = 60 g. d) a precipitação de um sólido constituído por sulfato de zinco. Quando 50 mL de uma solução aquosa 0. e) apenas IV e V. 100 . Y = NaClO3. m1 = 60 g. cuja razão em massa de 18 A / 19 K é igual a 0. No interior deste calorímetro é posicionado um frasco de reação cujas paredes permitem a completa e imediata troca de calor. a desintegração de 88Ra226 a 83Bi envolve a perda de 3 partículas alfa e duas partículas beta. m1 = 40 g. 19 K → 40 C + − e 2 0 a 1 4 0 0 4 0 r II.c) apenas II. O frasco de reação contém 100g de água pura a 40°C. m1 = 60 g. b) a precipitação de um sólido constituído por sulfeto de zinco. Radioatividade será detectada na fase líquida. II. adicionando uma massa m1 de um sal X ao frasco de reação. III. a 15°C: 99 . Das afirmações a) apenas I e b) apenas I e c) apenas I e feitas estão CORRETAS II. Mostre os cálculos e raciocínios utilizados.010 moI L–1 em sulfito de sódio. Sabe-se. assinale a opção que apresenta a correlação CORRETA entre as condições em que cada experimento foi realizado e o respectivo ΔΗ . e) a precipitação de um sólido constituído por sulfeto de sódio.3 % do decaimento radioativo do 19 K . Determine a idade de 4 0 r 4 0 uma rocha.(ITA SP/2005) Esta tabela apresenta a solubilidade de algumas substâncias em água.95. II e V. Y = NaCl.(ITA SP/2006) Considere um calorímetro adiabático e isotérmico. III e IV. Das afirmações feitas.(ITA SP/2000) I. Realizam-se cinco experimentos. III. A massa de hidróxido de cálcio sólido permanece constante. c) a precipitação de um sólido constituído por sulfito de zinco. m2 = 40 g. ∆ = 0 H e) Experimento 5: X = KNO3 . 98 . à temperatura de 15°C.10 moI L–1 em sulfato de zinco são misturados a 50 mL de uma solução aquosa 0. enquanto que o representado pela equação II contribui com os 10. Após o estabelecimento do equilíbrio termodinâmico.7 % restantes. Y = KNO3 . A perda de uma partícula beta de um átomo de 33As75 forma um átomo de número atômico maior. Utilizando estas informações e as curvas de solubilidade apresentadas na figura.(ITA SP/2003) O tempo de meia-vida (t1/2 ) do decaimento radioativo do potássio 40 ( 40 K ) é igual a 1 9 1. O pH da fase líquida diminui. b) apenas I. III. d) apenas II e III. ∆ > 0 H c) Experimento 3: X = NaCl. III e V. IV. .m2 = 60 g. ∆ < 0 H d) Experimento 4: X = KNO3 . Considere as afirmações seguintes relativas ao que acontece nos primeiros instantes (segundos) em que dióxido de carbono marcado com carbono quatorze (14C) é borbulhado nesta mistura heterogênea: I. c) apenas II.27 x 109 anos. d) apenas III e IV. 214 IV. O sólido em contato com o líquido será uma mistura de carbonato e hidróxido de cálcio. 97 . A emissão de radiação gama a partir do núcleo de um átomo não altera o número atômico e o número de massa do átomo. em que a temperatura é mantida rigorosamente constante e igual a 40°C. ∆ < 0 H 101 . Y = NaClO3. V. e) todas a) Experimento 1: X = KNO3 . Y = NH4Cl. estão CORRETAS: a) apenas I. III e V. 19 K + − e →18 A 1 O processo representado pela equação I é responsável 4 0 por 89. m1 = 10 g. IV. espera-se observar: a) a formação de uma solução não saturada constituída pela mistura das duas substâncias. Radioatividade será detectada na fase sólida. Considere as seguintes afirmações: A radioatividade foi descoberta por Marie Curie. m2 = 10g.

105 . b) a 30oC. de alumínio necessária para preparar a quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados.1 mol. III.(ITA SP/2004) Deseja-se preparar 57 gramas de sulfato de alumínio[Al2(SO4)3] a partir de alumínio sólido (Al) praticamente puro. e de um ácido fraco.06 c) 0. b) Qual a massa. qual a concentração de íons Al3+ e de íons SO 2 − existentes nesta solução? 4 104 . a concentração de uma solução aquosa saturada em KBr é aproximadamente 6mol/Kg (molal). e) misturas correspondentes a pontos situados sobre a curva são saturadas em KBr.0. e o indicador vermelho de metila. 106 . de gás formado durante a preparação da quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados. em gramas. qual é o volume. i) Explique o motivo da NÃO formação de bolhas de gás no sangue quando o mergulhador desloca-se de regiões próximas à superfície para as regiões de “águas profundas”. c) o ácido III é mais forte que o ácido II.(ITA SP/2000) A figura abaixo mostra a curva de solubilidade do brometo de potássio (KBr) em água: mergulhador desloca-se muito lentamente de regiões de “águas profundas” para as regiões próximas da superfície. quantidades iguais (em mol) e desconhecidas de um ácido forte. a) Qual a massa. O ácido sulfúrico disponível é uma solução aquosa 96 % (m/m). d) os dois indicadores (fenolftaleína e vermelho de metila) são adequados para a titulação do ácido I. A concentraçaõ de íons Fe3 (em mol/L) presentes nesta solução é: a) 0.28mol de Cl-. em gramas.(ITA SP/2006) São fornecidas as seguintes informações a respeito de titulação ácido-base: a) A figura mostra as curvas de titulação de 30. 103 . formando 1 L de solução. K >> 1.102 . é CORRETO afirmar que: a) o indicador vermelho de metila é mais adequado que a fenolftaleína para ser utilizado na titulação do ácido IV.08 d) 018 e) 0.03 b) 0. com uma solução aquosa 0.L–1 de NaOH.0. b) o indicador vermelho de metila é mais adequado que a fenolftaleína para ser utilizado na titulação do ácido V. c) Nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP). b) O indicador fenolftaleína apresenta o intervalo de mudança de cor entre pH 8. c) misturas correspondentes a pontos situados na região I da figura são bifásicas. Na temperatura constante de 250C.10 mol L–1 em NaOH. 0.10 mol L–1 . K ≅ 10–10 (K = constante de dissociação do ácido).(ITA SP/2005) Considere a curva de titulação abaixo. 0. entre pH 4. ii) Explique o motivo da NÃO formação de bolhas de gás no sangue quando o a) Qual o valor do pH no ponto de equivalência? b) Em qual(ais) intervalo(s) de volume de base adicionado o sistema se comporta como tampão? c) Em qual valor de volume de base adicionado pH = pKa? 108 .4gcm-1.(ITA SP/2003) Duas soluções aquosas (I e II) contêm.26 Considerando estas informações.(ITA SP/2003) Quando submersos em “águas profundas”. todos a 0. em litros. os mergulhadores necessitam voltar lentamente à superfície para evitar a formação de bolhas de gás no sangue. de ácido sulfúrico necessária para preparar a quantidade de Al2(SO4)3 especificada? Mostre os cálculos realizados. com massa específica de 1.0 mL de diferentes ácidos (I. e) os dois indicadores (fenolftaleína e vermelho de metila) são adequados para a titulação do ácido III.30 mol de íons Na+. d) Caso a quantidade especificada de Al2(SO4)3 seja dissolvida em água acidulada. de um ácido fraco com uma base forte. A .0 a 10.10mol de ions SO42. II. e ácido sulfúrico (H2SO4).0 a 6.(ITA SP/2001) Um litro de uma solução aquosa contém 0. Baseado nas informações apresentadas nesta figura é ERRADO afirmar que: a) a dissolução do KBr em água é um processo endotérmico. essas soluções são tituladas com uma solução aquosa 0. IV e V). d) misturas correspondentes a pontos situados na região II da figura são monofásicas. iii) Explique o motivo da FORMAÇÃO de bolhas de gás no sangue quando o mergulhador desloca-se muito rapidamente de regiões de “águas profundas” para as regiões próximas da superfície. 107 . respectivamente.e x mol de íons Fe3+ .

8 Hf 25 ∆ c (C4 H 8 ( g )) = − .0 milimol/L de HCl. Mostre os cálculos necessários. C ond.00mol de etanol é igual a 2 vezes aquela necessária para queimar a mesma quantidade de glicose. na solução resultante é: a) 1.9 c) +2.0 .0 J g ºC − − Calor específico de A(  ) = 2.(ITA SP/2004) Qual das opções a seguir apresenta a equação química balanceada para a reação de formação de óxido de ferro (II) sólido nas condições-padrão? a) Fe(s) + Fe2O3(s) → 3 FeO(s).8 .5 J g 1 ºC 1 À pressão de 1 atm. A concentração de íons H+. d) a quantidade de calor liberada na queima de etanol será igual àquela liberada na queima de glicose quando a relação massa de etanol/massa de glicose queimada for igual a 1/2. C ond.877 .15 K e 1 bar.186.(ITA SP/2000) Na temperatura e pressão ambientes. A combustão completa de igual massa de glicose (C6H12O6) libera 15J. b) a quantidade de oxigênio necessária para queimar completamente 1.9 d) +125.4 e) +114.00 mol de etanol é igual a 2 vezes a quantidade de calor liberada na queima de 1. respectivamente? a . a quantidade de calor liberada na combustão completa de 1. em mol/L. 50mL de água destilada e 50 mL de uma solução 5. da reação química a 298.0 .5 Hf O 33 ∆ o ( H 2O (l )) =− 8 . em kJ/mol. 10-11 b) 1. misturam-se 50 mL de uma solução 5.(ITA SP/2006) seguintes propriedades: Uma substância A apresenta as ∆ c Ho Temperatura de fusão a 1 atm = − ºC 20 Temperatura de ebulição a 1 atm = 85 ºC − Variação de entalpia de fusão = 180 J g 1 − Variação de entalpia de vaporização = 500 J g 1 − − 1 1 Calor específico de A(s) = 1.00 mol de etanol é igual a 1/2 da mesma relação para a queima completa de 1. I I II 112 .00 mol de glicose. Fe2O3(s) → 2FeO(s) + 1/2 O2.titulação é acompanhada pela medição das respectivas condutâncias elétricas das soluções resultantes. nas condições-padrão. VN I I e a O I I H VN a O H I I VN a O H 113 . representada pela seguinte equação: C4H10(g) → C4H8(g) + H2(g) Dados eventualmente necessários: ∆ o (C4 H 8 ( g )) =− 1 .3 .00 mol de glicose. Com base nestas informações é CORRETO afirmar que: a) a quantidade de calor liberada na queima de 1.5 J g 1 ºC 1 − − Calor específico de A(g) = 0. representam as variações de entalpia de formação e de combustão a 298. 10-3 110 . Qual das opções abaixo contém a figura com o par de curvas que melhor representa a variação da condutância elétrica (Cond.) com o volume de NaOH (V ) NaOH adicionado às soluções I e II. a) −3. Considere que todo calor fornecido é absorvido pela amostra. mantido a 25oC.(ITA SP/2007) Assinale a opção que indica a variação CORRETA de entalpia. a) Benzeno . C ond. libera maior quantidade de energia. Construa o gráfico de temperatura (ºC) versus tempo min) para todo o processo de aquecimento considerado. VN C ond. Fe(s) + CO2(g) → FeO(s) + C(graf) + 1/2 O2(g) a O I H d . 109 .186. em kJ/mol.3 .3 b) −2. 10-3 d) 1. C ond. e) a quantidade de calor liberada na queima de etanol será igual àquela liberada na queima de glicose quando a relação mol de etanol/mol de glicose queimada for igual a 1/2. a uma 40 − velocidade constante de 450 J min 1. 10-3 e) 3. II b) c) d) e) Ciclohexano Ciclohexanona Ciclohexeno n-Hexano c . 111 . 4 Hf 1 ∆ o (C 2 ( g )) =− 9 .15 K e 1 bar.00g de etanol (C2H5OH) é igual a 30J.(ITA SP/2000) Num recipiente. c) a relação combustível/comburente para a queima completa de 1. b) c) d) e) Fe(s) + 1/2 O2(g) → FeO(s).0 o f 114 .568. indicando claramente as coordenadas dos pontos iniciais e finais de cada etapa do processo. VN I I I a O H II e .6 Ho 2 H em que ∆ e . 10-7 c) 0. respectivamente. b . uma amostra sólida de 25 g da substância A é aquecida de − ºC até 100 ºC. Fe(s) + CO(g) → FeO(s) + C(graf).0 milimol/L de NaOH.(ITA SP/2005) Assinale a opção que contém a substância cuja combustão.

(ITA SP/2006) Considere as seguintes afirmações a respeito da variação. A variação da energia livre de Gibbs é igual à variação de entalpia.115 .4 / M e) 8. e cp é o calor específico. mantendo-se constantes a pressão em 1 atm e a temperatura em 25ºC. a uma fonte que fornece uma corrente elétrica constante de 2 A. HCl(g) ∆ IV H + < ∆ IV U 116 . I e II. dispara. V. Assinale a opção que apresenta a variação de entalpia de vaporização (em J/mol) do líquido. IV. ∆ I >∆ I H U II.II(g) < cp. IV e V. é colocado sobre uma balança. II e V. por meio de uma chave S.4 / M 118 . A seguir. O gráfico abaixo mostra a variação da temperatura em função do calor trocado entre cada uma das amostras e a vizinhança. a uma fonte que fornece uma corrente elétrica constante de 2 A. a) 4. mantido à pressão constante de 1 atm. das afirmações acima. c) apenas II.015 g/s. Considere a massa molar do líquido igual a M. Após 100 s. Considere que esta reação seja realizada em um cilindro provido de um pistão.I(s) < cp. IV e V. V. a) b) c) d) e) ΔHf(I) < ΔHf (II) ΔHv(I) < ΔHv (II) cp. dispara.(ITA SP/2007) Um recipiente aberto contendo inicialmente 30 g de um líquido puro a 278 K. b) apenas I e III. 4NH3(g) III.I(g) cp.se um cronômetro. é colocado sobre uma balança. a temperatura do líquido mantém-se constante a 330 K e verifica-se que a massa do líquido começa a diminuir a uma velocidade constante de 0. III. é imersa no líquido uma resistência elétrica de 3 Ω conectada. No instante em que a chave S é fechada. CaC2 (s). da entalpia ( ∆ ) e da H U energia interna ( ∆ ) das reações químicas. H2O(g) 1/2O2 + + (g) N2(g) F2(g) 2O2(g) → → H2O2(g) . IV. H2(g) ∆ III H N2H4(g). II. estão CORRETAS a) apenas I. No instante em que a chave S é fechada. em módulo.4 / M c) 6. e) todas. e) apenas III.II(l) < cp.I(l) I. II e IV. A seguir. é imersa no líquido uma resistência elétrica de 3 Ω conectada.II(s) cp. foram submetidas independentemente a um processo de aquecimento em atmosfera inerte e a pressão constante. III e IV. estão CORRETAS a) apenas I. b) apenas I. que se desloca sem atrito.se um cronômetro. por meio de uma chave S. de massa desprezível. O trabalho realizado pelo sistema é igual a zero. Utilizando o enunciado acima. 119 . a) 500 M b) 600 M c) 700 M d) 800 M e) 900 M 117 . a temperatura do líquido mantém-se constante a 330 K e verifica-se que a massa do líquido começa a diminuir a uma velocidade constante de 0. d) apenas III e V. c) apenas II e V.(ITA SP/2007) Um recipiente aberto contendo inicialmente 30 g de um líquido puro a 278 K. CaO(s) + 3C(s) ∆ V >∆ V H U → CO(g) + Das afirmações acima. Dados: ΔHf e ΔHv representam as variações de entalpia de fusão e de vaporização. cada uma mantida a temperatura e pressão constantes: b Assinale a opção ERRADA em relação à comparação das grandezas termodinâmicas. ∆ II < ∆ II H U > ∆ III U → → 2HF(g) HClO4(l). O calor trocado na reação é igual à variação de entalpia. Em relação a este sistema.4 / M d) 7. d) apenas III e IV. Então.(ITA SP/2007) Amostras de massas iguais de duas substâncias. Considere a massa molar do líquido igual a M. respectivamente.(ITA SP/2006) Uma reação química hipotética é representada pela seguinte equação: X(g) + Y(g) → 3 Z(g). respectivamente representadas pelas equações químicas abaixo.015 g/s. mantido à pressão constante de 1 atm. A variação da energia interna é menor do que a variação da entalpia. Após 100 s. assinale a opção que apresenta o valor do trabalho em módulo (em kJ) realizado no processo de vaporização após 180 s de aquecimento na temperatura de 330 K. são feitas as seguintes afirmações: I. A variação da energia interna é igual a zero. .4 / M b) 5.

T = 300 K) → N2 (g. c) apenas II. IV. II. ∆ EI(T) C2H5OH(l) + 2O2(g) → 2 CO(s) + 3H2O(l) ∆ HII(T). está(ão) CORRETA(S) a) apenas I. c) apenas I. 0.(ITA SP/2005) Um cilindro provido de um pistão móvel. a) CO(NH2)2(s) + 2HNO3(aq) → 2N2(g) + CO2(g) + 3H2O(l) b) CO(NH2)2(s) → N2(g) + 1/2O2 (g) CH4(g) c) CO(NH2)2(s) + H2O(l) → 2NH3(g) + CO2(g) d) CO(NH2)2(s) + H2O(l) + 2HCl(aq) → 2NH4Cl(aq) + CO2(g) e) CO(NH2)2(s) + NaOH(aq) → Na2CO3(aq) + 2NH3(g) 121 . Assuma que as reações acima são realizadas sob pressão constante. ∆ EII(T) sendo ∆H(T) e ∆E(T) . II. a temperatura do gás é diminuída de 15 K e o volume ocupado pelo gás diminui para 18. é realizada a combustão completa de carbono (grafita). II.0 L sob pressão 1. 125 . b) – 0.(ITA SP/2006) Para cada um dos processos listados abaixo. ∆ I = ∆ II H H ∆ II > ∆ II H E ∆ I <∆ I H E IV.2 L.8 J K–1 moI–1. A variação da entalpia do sistema é igual à variação da energia interna. sob pressão constante. I e IV c) II. d) – 0.25 kJ.1 atm.(ITA SP/2004) representadas pelas balanceadas: Considere as seguintes equações reações químicas C2H5OH(l) + O2(g) → 2 C(s) + 3H2O(g) ∆ HI(T).120 . Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de hidróxido de amônio. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de cloreto de sódio. e) apenas III e IV. provido de um pistão móvel sem atrito.2 g de gás hélio que ocupa um volume de 19. Destas afirmações. III. 126 . Considere as seguintes afirmações: I. A variação da energia interna do sistema é igual a zero. III. T = 300 K) b) C (grafite) → C (diamante) c) solução supersaturada → solução saturada d) sólido amorfo → sólido cristalino e) N2(g) → N2 (g. A quantidade de calor trocada entre o sistema e a vizinhança é igual a zero. Das comparações acima. III.(ITA SP/2003) Num cilindro. a) N2 (g.15kJ. IV. na temperatura T. indique se a variação de entropia será maior. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de hidróxido de sódio.20 kJ.35 kJ. m o l ) T T 1 f Te = = t e m t e m p e r a t u p e r a t u r a r a d e d e f u s ã o l i ç ã o e b u . A temperatura no interior do cilindro. c) – 0. K . menor ou igual a zero. IV e I 124 . IV e I d) III.(ITA SP/2006) Assinale a opção que apresenta a equação química que representa uma reação envolvendo a uréia [CO(NH2)2] que NÃO ocorre sob aquecimento a 90°C o e pressão de 1 atm. II e lV b) II. de uma substância varia com a temperatura. Considere que.10 kJ.(ITA SP/2005) A 25°C e 1 atm. sejam feitas as seguintes comparações: ∆ I = ∆ II E E I. O trabalho realizado pelo sistema é igual a zero. III. 1 atm. e) apenas IV. e) – 0. III. Cp. a variação da energia interna neste sistema é aproximadamente igual a: a) – 0. d) apenas III. III. que se desloca sem atrito. a variação da entalpia e da energia interna do sistema na temperatura T .(ITA SP/2002) A figura abaixo mostra como a capacidade calorífica. e que a temperatura dos reagentes é igual à dos produtos. Qual das opções abaixo apresenta a ordem decrescente CORRETA para o efeito térmico observado em cada uma das misturas acima? a) I. Solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico com solução aquosa 1 milimolar de ácido clorídrico. contém 3.2 x 10 5 N m–2. Sabendo que a capacidade calorífica molar do gás hélio à pressão constante é igual a 20. está(ão) CORRETA(S) a) apenas I. Mantendo a pressão constante. II. I e IV e) III. é mantida constante desde a introdução dos reagentes até o final da reação. II. adsorvido em sílica) 123 . considere o respectivo efeito térmico associado à mistura de volumes iguais das soluções relacionadas abaixo: I. Justifique suas respostas. 1 4 1 2 1 0 8 6 4 2 0 1 0 1 T T 2 f T e -1 -1 C p(c a l . para as reações representadas pelas equações acima. b) apenas I e II. II e III. d) apenas II e IV. b) apenas I e IV. respectivamente. 122 .

.0606 mol b) 8.. ... . a capacidade calorífica dos reagentes é maior que a dos produtos.. superfície de contato. energia de ativação..2kJ 32) Gab: C Gab: B 1 2 3 8 0 ° C 33) Gab: A 37) Gab: C 34) Gab: B 35) 7) Gab: a) 0. e) a variação de entalpia de uma reação envolvendo a substância em questão no estado líquido aumenta com o aumento da temperatura... 127 . b) na temperatura T1. ) C (g T1 T e m p T2 e r a t u r a Levando em conta as informações fornecidas nesta figura.. .... t1/2 = mo/2K 9) Gab: B D 36) Gab:B 10) Gab: C 12) GAB: B 13) Gab: 38) Respostas a) 0.. .. a reação ocorre com absorção de calor (∆ H > zero).. sua capacidade calorífica aumenta com o aumento da temperatura. . d) caso a substância se mantenha no estado líquido em temperaturas inferiores a Tf. é ERRADO afirmar que: a) na temperatura T1 a reação ocorre com liberação de calor.Considerando as informações mostradas na figura acima.68 39) Gab:E Gab: D 14) Gab:B 15) Gab: 40) Gab: C 47) Gab: D 41) Gab: C 48) Gab: D 42) 45) Gab: A Gab: A 49) 50) Gab: a). .34 mol n-hexano b) 290.25 . 31) Gab: a) P 1 4 5 ( a t m ) 1 s ó 0 .. b) e c) . g) . b) a capacidade calorífica da substância no estado gasoso é menor do que aquela no estado líquido. e) tanto a capacidade calorífica dos reagentes como a dos produtos aumentam com o aumento da temperatura.. em módulo..... 10–3kJ 8) Gab: a) V = K b) temperatura.... é ERRADO afirmar que: a) a substância em questão. .8 torr c) 0.. . c) sim. no estado sólido.. . ..... da reação aumenta com o aumento de temperatura. 16) Gab: A 20) Gab: E 17) Gab: C 24) Gab: E 18) Gab: D 26) Gab: B 23) Gab: B 27) Gab: B 28) Gab:A 29) Gab: Esboço do diagrama de fases: 30) Gab: A (g ) + B( . e sabendo que a variação de entalpia (∆ H) é igual ao calor trocado pelo sistema à pressão constante. .. c) quer esteja a substância no estado sólido. a capacidade calorífica da substância líquida é maior do que a capacidade calorífica da substância na fase sólida estável em temperaturas menores do que Tf . .. 0 0 4 5 l i d l í q o p o u v i d n t o o g á s a p o r t r i p l o GABARITO: 2) Gab: C 3) Gab:E 4) Gab:C 5) Gab: A b) vide gráfico c) H2H4(l) + 2H2O2(l) → N2(g) + 4H2O(g) d) – 642.. ... c) no intervalo de temperatura compreendido entre T1 e T2. apresenta mais de uma estrutura cristalina diferente... . . d) o ∆ H. líquido ou gasoso. .. ..(ITA SP/2001) A figura abaixo mostra como a entalpia dos reagentes e dos produtos de uma reação química do tipo A(g) + B(g) → C(g) varia com a temperatura.

10-9mol/L b) CN-(aq) + H2O(l) d) 91) Gab: C Gab: B → HCN(aq) + OH-(aq) 93) GAB: A 98) Gab: A 102) Gab: C 94) 92) Gab: D 96) Gab: A 101) Gab: A Equação − global − Cl (aq) + 3H 2O (l) → ClO 3 (aq) + 3H 2 (g) 95) Gab: E D 99) Gab: 51) Gab:E 52) Gab: I ) I I e I.99g b) 51.) e- 100) Gab:B 103) Gab: a) 8.19L d) [Al ] = 0.37 c) não haverá uma variação considerável de pH.3 .96g c) 11.50M 104) Gab: B 109) Gab: B I I B I I A + a s s i v o 106) Gab: D 111) Gab: E 116) Gab: D 108) Gab: C 112) Gab: B 117) Gab:D 123) Gab: D I V ) I A + A I B 110) Gab: E 113) Gab: D I I ) t i v o P V) IA: 2Ag+(aq) + 2e–  re d→ 2Ag(s)  i IB: Zn(s)  ox → Zn2+(aq) + 2e–  i IIA: Cu(s)  ox→ Cu2+(aq) + 2e–  2+ IIB: Zn (aq) + 2e–  red→ Cu(s)   53) Gab: A Gab: A 60) Gab: C 115) Gab: B 119) Gab:B 120) Gab: B 121) Gab: D 124) Gab: E 125) Gab: D 56) Gab: B 57) 126) Gab: E 127) Gab: C 55) Gab: A 61) Gab: B 62) Gab: E 63) Gab:C 64) Gab: B C 65) Gab: D 67) GAB:C 68) Gab: 71) GAB: SEM RESOLUÇÃO Então não temos alternativa correta.: As variações das pressões parciais e consequentemente. 72) Gab: A 75) Gab: a) aumenta c) permanece constante constante 76) Gab: E 79) GAB: A A b) diminui d) permanece 77) Gab: E 78) Gab: C 80) Gab: C 81) Gab: C 82) Gab: 83) Gab: a) KH2PO4 + KOH → K2HPO4 + H2O b) 7.89) Gab: E 90) Respostas: a) 3. das concentrações das substâncias estabelecidas no gráfico não têm compatibilidade estequiométrica com a equação química fornecida no enunciado do TESTE. SO42-= 0. pois trata–se de uma solução tampão. H2PO4– : ácido fraco HPO42– : ânion proveniente do sal 84) GAB: D Gab: E 85) Gab:A 87) Gab: D 88) . Obs.333M.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->