Você está na página 1de 63
[CMC 1 | Classe de Maturidade Cristã – Igreja da Paz de Palmas] Página 1
[CMC 1 | Classe de Maturidade Cristã – Igreja da Paz de Palmas]
Página 1

NOME

DO

ALUNO:

DATA

ASS. PROFESSOR

AULA 1 AS CONSEQUENCIAS DO PECADO

 

AULA 2 O NOVO NASCIMENTO

 

AULA 3 O PRIMEIRO E O ULTIMO ADÃO

 

AULA 4 A CERTEZA DA SALVAÇÃO

 

AULA 5 5 HÁBITOS PARA SER UM CRISTÃO FORTE (1ª PARTE)

AULA 6 - 5 HÁBITOS PARA SER UM CRISTÃO FORTE (2ª PARTE)

AULA 7 TEMPO A SÓS COM DEUS

 

AULA 8 VENCENDO COM A PALAVRA

 

AULA 9 LIDANDO COM O PECADO TEMOR DE DEUS E ARREPENDIMENTO GENUINO

AULA 10 BATISMO NAS ÁGUAS

 

AULA 11 BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

 

AULA 12 O SEGREDO DA PROSPERIDADE

 

AULA 13 INTRODUÇÃO A AUTORIDADE ESPIRITUAL

AULA

14

INTRODUÇÃO

E

BASE

BÍBLICA

PARA

CÉLULAS

 

AULA 15 RAZÕES E BENEFÍCIOS DAS CÉLULAS

 

AULA 16 7 CÓDIGOS GENÉTICOS DE UMA CÉLULA SAUDÁVEL (1ª PARTE)

AULA 17 7 CÓDIGOS GENÉTICOS DE UMA CÉLULA SAUDÁVEL (2ª PARTE)

AULA 18 AS 5 FUNÇÕES DA CÉLULA

 

AULA 19 A IMPORTÂNCIA DE UM DISCIPULADO DE QUALIDADE

AULA 20TRÊS NÍVEIS DE RELACIONAMENTO COM JESUS

PARTICIPAÇÃO

Amado Participante,

Você iniciará um mergulho na Palavra de Deus através deste Manual de Ensino, que irá auxiliá-lo na sua vida espiritual.

Terá oportunidade de fazer reflexões sobre suas decisões e conhecer um pouco mais do propósito de Deus para a sua vida.

Este Manual de Ensino é composto de módulos, que serão facilitados em 20 encontros. É fundamental que você se prepare para receber os ensinos e realize as atividades propostas, o que facilitará a sua prática cristã.

1

CONSEQUÊNCIA DO PECADO

Deus, ao criar o mundo adotou princípios espirituais de natureza e valor eternos. Tanto estes princípios, como quem os criou, são puros e perfeitos. Por essa razão também, esses princípios são invioláveis.

Pelo fato do homem ter caído em pecado, entre ele e Deus estabeleceu-se uma fronteira, uma barreira enorme: a fronteira é que nosso pecado faz separação entre nós e nosso Deus (Isaías 59:2).

Ao criar o homem, Deus buscou nele um amigo, um filho, um herdeiro, para tudo aquilo que Ele mesmo possui. Mas aprouve a Deus dotar o homem de um poder pessoal de decisão. Assim Ele poderia interagir e relacionar com Seu criador.

Todo mundo é responsável pelo seu próprio pecado.

Rm 14:12 Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus

Todos nós pecamos e nós preferimos amar a nós mesmos a buscar um Deus amoroso. Deus quer que abandonemos nosso pecado e vivamos para Ele.

Ez 18:21-23 ¶ Mas, se o perverso se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é reto e justo, certamente, viverá; não será morto.

O homem escolheu pecar contra a vontade de Deus. Deus sabia

as

conseqüências daquela escolha, mas, mesmo assim, deu ao homem

o

direito de escolher. Hoje nós ainda temos uma escolha: ou

permanecemos em nosso pecado, e assim continuamos separados de Deus, ou aceitamos a Jesus como nosso Salvador e Senhor.

O homem pecou e distanciou-se de Deus. A partir daí, uma série

de situações novas passaram a ocorrer com o ser humano, afetando

diretamente os rumos da humanidade.

DEUS

SANTO

_

HOMEM PECADOR

PRINCÍPIOS ESPIRITUAIS

No mundo há leis espirituais Assim como há leis que governam o mundo físico, também há leis que governam o mundo espiritual. Estas são leis que governam o relacionamento entre as pessoas e Deus. Quando essas leis são quebradas vêm imediatamente às conseqüências. Foi o que aconteceu no princípio com Adão e Eva. Ao pecarem atraíram sobre suas vidas males terríveis. Entre esses males, por exemplo, perderam a comunhão com Deus. Como conseqüência, seus corpos ficaram sujeitos a enfermidade, à corrupção física e morte tanto espiritual como física. Toda raça humana também foi afetada, Adão e Eva eram representantes legais de toda a raça humana. Todo o homem é pecador, porque todos pecaram, e por isso precisa de arrependimento. (Eu também sou pecador e preciso de arrependimento!) O que faz de uma criança inocente uma criatura pecadora não é o primeiro ato pecaminoso praticado, e sim a natureza pecaminosa com a qual ela nasceu. E, ao pecar, ela está simplesmente expressando a tendência rebelde dessa natureza.

Salmos 51:5 Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe.

O ser humano é essencialmente pecador, visto que sua vida é

centralizada no ego, em vez de centralizar-se em Deus. Tendo o ego como o centro de seus desejos e intenções, a vontade humana inclina-se para agradar e satisfazer-lhe os desejos e caprichos. Dessa forma agindo sob a influência e controle dessa natureza egoísta com a qual nascemos inevitavelmente pecaremos contra Deus.

Romanos 3:23 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,

24 sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que

há em Cristo Jesus,

O pecado não só desagrada a Deus, mas também separa as

pessoas da glória que Ele queria que tivessem. Isso mostra a natureza destrutiva do pecado. O pecado separa o homem de Deus. Deus é santo e o homem pecador. Um grande abismo os separa. O homem está tentando continuamente alcançar a Deus e a vida abundante, e cruzar esse abismo de separação mediante seus próprios esforços: a religião, a moral, a filosofia, as boas obras

DEUS SANTO
DEUS
SANTO

HOMEM PECADOR

A SOLUÇÃO DE DEUS PARA O HOMEM

Deus procurou entre os homens, um homem justo, que pudesse como representante da raça humana não dar lugar ao diabo, que vivesse uma vida de santidade e que resgatasse a autoridade perdida, e Deus não encontrou um justo, nem um se quer, mas Deus resolveu esse problema tornando-se um homem.

João 1:1 No princípio era o verbo e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus e o verbo se fez carne e habitou entre nós cheio de graça e de verdade e vimos sua glória, como a glória do unigênito do Pai”

João 3:16 Deus amou ao mundo de tal maneira. Teve imensa compaixão que enviou Jesus para salvar o mundo. Deu o seu filho para que todo que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

Jesus ofereceu sua vida como sacrifício para salvar-nos da culpa, das conseqüências e do poder do pecado. Deus não pode ter nenhuma relação com uma pessoa que pecou, ainda que uma única vez, porque Ele é santo. Ele proveu um modo para que nosso pecado seja destruído de uma vez. Se aceitarmos essa provisão, então Deus pode vir relacionar-se conosco novamente. Esta é a razão que fomos criados por Ele. É por isso que nossos corações sentem-se vazios quando não temos nenhum relacionamento com o verdadeiro Deus. Deus quer que o conheçamos que saibamos a sua vontade para nós e que por amor a Ele, estejamos preparados para cumprir o maravilhoso propósito que Ele tem para nós. Ele quer que nos tornemos seus filhos. Para isso primeiramente nossos pecados devem ser perdoados. em seguida, a natureza pecadora com que nós nascemos deve morrer, através do novo nascimento (João 3:6). Somente assim teremos uma nova natureza e poderemos conhecer a Deus e desfrutar de Sua comunhão.

DEUS SANTO
DEUS
SANTO

HOMEM PECADOR

Sem Jesus o ser humano está condenado à destruição eterna, pois todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.

2

NOVO NASCIMENTO

“Quem pode dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?” (Provérbios 20:9). Se Jesus houvesse falado a Zaqueu, que era ladrão, ou a Madalena, que era pecadora, ou ao ladrão pregado ao lado da cruz: “o que não nasce de novo não pode ver o reino de Deus”, facilmente se conceberia a idéia de que evidentemente são os maus, que necessitam de um novo nascimento. Mas, na realidade, não foi assim: Ele falou isso a Nicodemos, um homem que ensinava a lei, orava duas horas ao dia, jejuava duas vezes por semana e era zeloso da doutrina, por isso não tem qualquer fundamento à idéia de o homem reformar-se a si mesmo.

O novo nascimento não é gerado por uma atitude intelectual, mas é obtido de uma maneira espiritual.

Em Atos 10 é mencionada a história do centurião Cornélio, um homem piedoso e temente a Deus com toda a sua casa e que ajudava muitas pessoas, de contínuo orava a Deus- mas Deus enviou Pedro para mostrar-lhe como ser salvo (o homem não é salvo pelas obras, mas as boas obras acompanham a pessoa salva por Jesus que é o único caminho). Se fosse por nossas obras, por que Jesus teria que morrer por nós? Não teria sentido pagar tamanho preço! (Efésios 2:8)

Deus sempre vai criar oportunidades para termos um encontro com Ele, o grande problema é que muitas vezes o homem se acha muito justo.

QUEM PROPICIA O NOVO NASCIMENTO

Jesus Cristo declarou: “E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”. A Verdade é Jesus; Ele mesmo disse: “Eu Sou o caminho, a Verdade e a Vida”.

Esse

novo

nascimento

é

produzido

diretamente

pelo

Espírito

Santo, que, através da fé, gera o espírito de vida no novo crente.

Independentemente de sua condição, todo homem precisa de um novo nascimento. Não podemos reformar-nos a nós mesmos. O novo nascimento é produzido por meio da Palavra e do Espírito Santo.

Somente através do novo nascimento, o homem pode sair da escuridão para a luz, do pecado para a santidade.

O novo nascimento é alcançado através da fé. Devemos conceber

em nós mesmos a idéia do homem novo, a morte para o velho homem.

O que o homem precisa fazer para triunfar sobre o pecado e nascer de novo?

1. Arrepender-se de seus pecados ( Atos 2:37-38)

2. Crê no Senhor Jesus (Atos 16:31)

3. Recebê-lo como Senhor (João 1:12)

A partir daí devemos viver sem pecado, pois amamos a Deus (I

João 3:9). Pela redenção do último Adão somos perdoados. Se pecarmos temos um advogado, (I João 2:1).

Mesmo que a pessoa continue com a mesma aparência física, os mesmos pensamentos, ela já é nova criatura. Assim como um bebê nasce e cresce, também agora falta você crescer espiritualmente para poder experimentar o sucesso e o êxito em tudo! (Efésios 4:13-15)

Em Lucas 6:46-49, Jesus descreve dois modos de construir: sobre a areia ou sobre a rocha. Muitas pessoas, inclusive muitos crentes, estão construindo suas vidas em fundações instáveis. A Palavra de Deus é a nossa rocha (alicerce) para construirmos nossa vida, se tentarmos construir algo longe dessa verdade, então o dia (o dia do juízo) trará isso para luz.

então o dia (o dia do juízo) trará isso para luz. [ CMC 1 | Classe

3

O PRIMEIRO E ÚLTIMO ADÃO

A HERANÇA DO PRIMEIRO ADÃO

Já nascemos pecadores por causa do pecado de Adão (Romanos 5:12). Ele foi o primeiro ser humano a ser criado, portanto foi o primeiro representante de toda a raça humana, o seu pecado afetou a todos que estavam representados nele. Por causa do seu pecado o ser humano nasce com a raiz interna de todos os pecados ( Salmos 51:5).

Por causa da transgressão de um homem, todos conhecemos a morte. Em I Coríntios 15:22ª diz: “em Adão todos morreram” – Isso refere-se a 100% da humanidade: todos fomos feitos pecadores e por isso todos experimentamos a morte.

Adão foi colocado como nosso pai, significa uma categoria de parentesco que a ninguém é dado o direito de escolha.

A morte espiritual é um fato pelo qual todo ser humano passa; a vida eterna, pelo contrário, só é experimentada por todos que optarem que queiram receber Jesus em suas vidas.

1. JESUS VEIO NOS TRAZER REDENÇÃO

Redenção é o ato de uma pessoa rica ir a uma feira de escravos e pagar a carta de alforria de algum escravo, dando-lhe a liberdade.

Adão entregou a autoridade sobre a terra, ao diabo, entregou o ser humano em suas mãos ao pecar, todos se tornaram escravos do pecado, escravos do diabo, Jesus pagou o preço da redenção. Ele teve todas as oportunidades de pecar, em tudo foi tentado, mas não pecou, morreu pelo pecado de todos, para resgatá-los do pecado e do domínio do diabo. A “divida foi paga e Jesus pagou alto preço (I Pedro 1:18-19). Com esta redenção ou resgate, Jesus cancelou todo argumento do diabo contra nós (Romanos 8:1).

2.

JESUS NOS JUSTIFICA DIANTE DE DEUS

Ser justificado diante de Deus é como se jamais tivéssemos sido injustos e pecadores, ( Romanos 5:1-2) e (Isaías 43:25).

3. APÓS A DECISÃO DE ACEITAR JESUS COMEÇA O PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO (I Pedro 1:14-16)

Jesus espera que sejamos santos, que o pecado não tenha mais domínio sobre nós. O pecado a partir dessa nova realidade deve ser acidente e não hábito, uma vez que a natureza pecaminosa já foi arrancada de nós e fomos regenerados pela Palavra de Deus (Romanos

6:18).

4

CERTEZA DA SALVAÇÃO

Você já se arrependeu de seus pecados? Já recebeu Jesus como seu Salvador e Senhor? Se for assim, então você pode e deve mesmo ter certeza da sua salvação.

Já aprendemos que a salvação é por meio da fé em Cristo Jesus (a ponte que nos liga a Deus).

1. A salvação não depende de suas emoções, mas sim, do que diz a Palavra de Deus. “Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida” João 3:36.

2. Porém você ainda não é perfeito em todas as suas ações. Só Jesus é perfeito em todas as suas ações. Será que mesmo assim você pode ter certeza de sua salvação?

3. Jesus nos salva não com base na nossa perfeição, mas com base na Sua graça. “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem pelas obras, para que ninguém se glorie. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Efésios 2:8-10)

pre parou para que andássemos nelas.” (Efésios 2:8-10) Você é salvo pela graça de Deus mediante

Você é salvo pela graça de Deus mediante a fé em Jesus. Quando tiver a verdadeira fé, as obras vêm automaticamente.

(Romanos 3:20-24; Romanos 4:1-4)

4. Tendo a certeza da salvação você tem mais força para resistir à tentação e vencer às tribulações. A alegria em saber que é salvo supera o poder da tentação e vence a tristeza da tribulação. “Amados agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser.

Mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele; porque assim como é o veremos. “E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também Ele é puro”, (I João 3:2-3).

5. Se você não souber nadar, não pode salvar aquele que está se afogando. Você também não pode ganhar almas para Jesus se não tiver a certeza da sua salvação. Uma vez que você é salvo, vai querer a salvação dos outros. (João 1:40-42)

5 CINCO HÁBITOS PARA SER UM FORTE CRISTÃO (parte 1)

1. PALAVRA DE DEUS

As pessoas de fora sempre associam os crentes com Bíblia. Isso na verdade é muito bom. Mas alguns também dizem que a Bíblia é apenas “desodorante de crente”. E por quê? Simplesmente porque alguns apenas a carregam debaixo do braço, mas pouco lêem, e usam como uma espécie de amuleto.

Se você deseja crescer em Deus, você precisa tomar a Palavra de Deus de maneira prática, porque “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para repreensão, para correção, para a educação na justiça, a fim de que todo o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra (II Tim. 3:16-17). Mas para isso você precisa conhecê-la. Nós conhecemos a Palavra de Deus de cinco formas:

Nós conhecemos a Palavra de Deus de cinco formas: Compare os cinco métodos de aprendizado bíblico

Compare os cinco métodos de aprendizado bíblico aos cinco dedos de sua mão. Se você segurar a Bíblia com apenas um ou dois dedos, é fácil deixá-la cair. Mais se usar mais dedos, você segura a Bíblia com mais força.

Isso também se aplica espiritualmente. Quando a pessoa decora, estuda, , e ouve a Palavra, e medita sobre ela, seu domínio da Bíblia se torna firme e parte de sua vida. Assim como o polegar é necessário em combinação com qualquer um dos dedos para completar o ato de segurar, a meditação combinada com a atitude de ouvir, ler, estudar e memorizar é essencial para uma plena compreensão da Palavra de Deus

OUVIR

para uma plena compreensão da Palavra de Deus  OUVIR A maneira como recebemos fé é

A maneira como recebemos fé é ouvindo a Palavra de Deus:

De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus”, (Romanos 10:17).

Portanto ouvir a Palavra de Deus é vital. É por isso que você precisa ir ao culto todas as semanas. Quando você vai ao culto e ouve a Palavra, esta Palavra gera fé em você para vencer o mundo e capacitá-lo para servir a Deus no seu dia-a-dia. O problema de ouvir é que retemos apenas 25% no máximo do que ouvimos. Mas você pode melhorar o seu ouvir, praticando o que você ouve retemos (80% ou mais). “Tornai-vos, pois, praticantes da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tiago

1:22)

LER

A ordem de Deus é que você leia a Palavra todos os dias da sua vida. Deuteronômio 17:19 dá três razões para lermos a Palavra: para aprender a temer o Senhor, para guardar a Palavra e para praticá-la.

Paulo aconselhou a Timóteo “Até que eu vá, aplica-te à leitura” (I Tim. 4:13)

João diz que os que lêem e ouvem são bem aventurados: “Bem aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas” (Apocalipse 1:3). Quando estamos lendo a Bíblia estamos em contato com o próprio Deus (João 1:1). Muitos crentes nunca leram a Bíblia toda, isto mostra o lugar que a Palavra de Deus ocupa na vida deles. (Ela é a carta de amor de Deus para nós)!

ESTUDAR

Se desejarmos reter mais da Palavra de Deus, precisamos estudá- la. (Retemos cerca de 50% do que estudamos) A Palavra de Deus diz que os nobres estudam e investigam a Palavra, mas os simples apenas ouvem. (Atos 17:11) Além disso, o objetivo do estudar da Palavra é que você possa apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da verdade” (II Timóteo 2:15).

que maneja bem a Palavra da verdade” (II Timóteo 2:15).  MEMORIZAR O grande valor da

MEMORIZAR

O grande valor da memorização é que guardamos 100% daquilo que memorizamos. Quando você enche assim a sua mente com a Palavra de Deus, o seu modo de pensar começa a mudar. Ninguém cai no pecado se a sua mente estiver cheia da Palavra de Deus. No coração tem ele a lei de Deus e seus passos não vacilarão” (Salmos 37- 31) “Guardo no meu coração as tuas palavras para não pecar contra ti” (Salmos 119:11). Pela memorização, guardamos a Palavra nas tábuas do coração, com isso temos os textos bíblicos no momento em que dela precisamos. (Ex: Jesus).

MEDITAR

Dos canais pelos quais fluem as bênçãos do Senhor até os homens, a meditação na Palavra de Deus é talvez o mais negligenciado pelos cristãos de hoje. Meditar é o processo espiritual e mental de estudar os textos bíblicos de tal maneira que eles se tornem parte ativa em nossa vida. Duas das mais extraordinárias promessas de Deus estão condicionadas à meditação. (Salmos 1:2-3 e Josué 1:8).

Mas o que é meditar? Meditar não é ficar com a mente vazia, sem pensar em nada, como ensinam as seitas orientais. Meditar é um pensamento prolongado, dirigido par um único objetivo, é como o ruminar da vaca ela come e depois traz de volta a comida para ser mastigada novamente, extraindo, assim o máximo possível de nutrientes do alimento. (Falaremos mais sobre isso na lição TSD)

2. ORAÇÃO

As promessas sobre oração estão entre as mais sensacionais de toda a Bíblia.

Jesus disse: “Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecer em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito.” (João 15:7). Você consegue imaginar algo assim? Você pode pedir o que quiser? É o mesmo que ter um cheque em branco assinado pelo próprio Deus. Aprender a orar, por tanto é uma das coisas mais importantes da vida cristã.

Certa vez, Jesus ensinou aos seus discípulos a orar. Essa oração ficou conhecida como a oração do “Pai nosso” (muitas pessoas a repetem todos os dias, de forma mecânica e religiosa, sem mesmo saber o que estão dizendo. Todavia, não era isso que o Senhor tinha em mente essa oração é um modelo de como deve ser conduzido o nosso tempo sozinho com Deus diariamente).

a. “Pai nosso que estás no céu

COMUNHÃO.

Um judeu não podia chamar Deus de Pai, mas você pela fé em Cristo foi feito filho de Deus e pode entrar com ousadia dele chamando-O de Pai.

b. “Santificado seja o Teu Nome

LOUVOR E ADORAÇÃO.

Santificar é separar, e colocar o Nome de Deus acima de todo nome.

c. “Venha o Teu Reino

” – CLAMOR.

Você precisa pedir para que o Reino venha. O governo de Deus precisa se manifestar em sua vida pessoal, em sua família, em sua igreja e em sua nação.

d. “Faça a Tua Vontade

INTERCESSÃO.

Você precisa orar todos os dias para conhecer a vontade de Deus. Peça para que essa vontade seja feita!

e. “Dá-nos o pão de cada dia

” – PETIÇÃO.

O pão aqui pode significar tanto o suprimento material como o espiritual. Sabemos que o Senhor não deseja que nos preocupemos com o dia de amanhã, por isso que nos orienta a pedir o pão de cada dia.

f. “Perdoa-nos como perdoamos

CONFISSÃO.

A única barreira que o Senhor colocou para suas orações é guarda-se do rancor e do ressentimento. Se você não perdoa os outros, também não será perdoado.

g. “Não nos deixe cair em tentação

PROTEÇÃO.

Jesus foi testado e tentado e você será da mesma forma. Os testes virão, por isso prepare-se para eles. Uma maneira que você deve se preparar e pedindo a Deus que o livre da tentação e da queda. Reconheça que você esta sentindo desejos e tentações dentro de você.

Seja humilde e reconheça que não pode vencer por sua própria força. Peça então socorro ao Espírito Santo e você terá vitoria diariamente.

h. “Livra-nos do mal

GUERRA ESPIRITUAL.

Você precisa entender que esta inserida numa guerra espiritual. Ore todos os dias pela proteção de Deus.

i. “Teu é o reino, o poder e a glória

” – ENTREGA.

Reino, poder e gloria são tudo aquilo que o homem anda buscando precisamos entregar tudo a Deus!

6

3. CONGREGAR

CINCO HÁBITOS PARA UM FORTE CRISTÃO (parte 2)

Quanto mais você crescer em Deus e alcançar intimidade com Ele, mais próximo você estará das pessoas, dos irmãos. Sem comunhão você é um tijolo fora da construção (I Coríntios 3:9), um membro fora do corpo (Romanos 12:4-5), um soldado perdido

num campo de batalha (II Timóteo 2:3-4), ou seja, uma contradição, uma ida sem propósito. Você precisa se relacionar na igreja por inúmeras razões:

a) Você é parte de uma mesma família:

Em Gálatas 6:10 – diz que somos família de Deus “família da fé” – Somos uma família não só porque freqüentamos o mesmo prédio para cultuar a Deus, mas porque temos a mesma vida, a mesma carga genética espiritual: somos filhos de Deus.

b) Você não pode crescer sozinho:

Assim como os filhos aprendem com os seus pais, você também precisa de pais espirituais para crescer em Deus.

c) Comunhão é segurança para você:

Não é difícil imaginar o que acontece com uma brasa sozinha, fora do braseiro. Nem tampouco é preciso discutir a inutilidade de ir para guerra sozinha, (Eclesiastes 4:9-12).

d) Cristo se manifesta na comunhão:

Qualquer pessoa se expressa por meio do próprio corpo. Se o nosso corpo de alguma forma estiver inválido, então não temos como nos expressar e fazer o que queremos. O mesmo princípio se aplica a Cristo e a igreja. É por isso que Ele disse que onde houver dois ou três reunidos no nome dele Ele estará no meio deles, (Mateus 18:20).

e) Há poder quando estamos juntos:

Jesus disse que se dois dentre nós, sobre a terra, concordarmos a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirmos, ser-nos-á

concedida pelo nosso Pai que está nos céus (Mateus 18:19) A oração de concordância tem o poder de uma grande promessa.

f) A comunhão convence o mundo que Jesus é Deus:

Uma das orações mais fantásticas da história está em João 17. Ali, Jesus pede ao Pai algo simplesmente espantoso: Ele pede para que os irmãos na igreja sejam um, assim como Ele e o Pai são um. Você consegue imaginar isso? Mas, o mais extraordinário é o motivo pelo qual Ele fez esta oração. Ele disse: “E como és Tu ó Pai em mim e eu em ti, também sejam eles em nós, para que o mundo creia que Tu me enviaste” (João 17:21 e 23) O mundo somente crerá em Jesus se vivermos uma vida de comunhão e unidade.

g) Somos membros uns dos outros:

Nenhum de nós possui a plenitude de Cristo dentro de si, mas quando temos comunhão é como se as diversas partes se juntassem e formasse um todo.

Comunhão é muito mais do que ir ao culto e sentar-se ao lado de um irmão cujo nome possivelmente você nem sabe. Mas como ter comunhão numa igreja com muitos membros? Isso é possível através das células (onde todos podem ser cuidados e amados).

4. FALAR DE JESUS A OUTROS E FAZER DISCÍPULOS Declare aos outros, aquilo que você sabe sobre Jesus, baseado na Bíblia e na sua experiência pessoal. Temos que mostrar muito amor e manter a amizade, sem acompanhá-los em ambientes pecaminosos.

Sugestões para se tornar uma testemunha bem sucedida:

a) Ame as pessoas;

b) Não critique;

c) Não fale de religião, fale de Jesus;

d) Não as julgue;

e) Não entre em debates e discussões;

f) Ore antes de falar com cada pessoa e peça sabedoria a Deus.

O que é fazer discípulos? Mateus 28:18-20

O que fazer depois que você ganha alguém para Jesus? Assim como uma boa mãe cuida e protege seu novo bebê, você também deve se responsabilizar e cuidar do bebê espiritual que você acabou de gerar. Na grande comissão, Jesus não nos mandou fazer convertidos, mas sim discípulos.

Por que discipulado?

fazer convertidos, mas sim discípulos. Por que discipulado? a) Porque é uma ordem: “Ide e fazei

a) Porque é uma ordem: “Ide e fazei discípulos”

b) Porque a Igreja começou com discipulado Jesus foi o exemplo.

c) Pode ser gerada uma multiplicação, ao invés de somente adição.

d) Porque o discipulado é poderoso para transformar cristãos imaturos em maduros.

IMATUROS
IMATUROS
MADUROS
MADUROS

DISCIPULADO

5. OBEDECER A JESUS EM TUDO:

O que nos leva a crescer não é o tanto de verdades que conhecemos, mas as que colocamos em prática em nossas vidas. Tiago 4:17 diz “ Aquele que sabe que deve fazer o bem e não faz, nisto está pecando” – Deve haver um desejo genuíno em cada um de nós, de que as verdades aprendidas se tornem parte de nossas vidas. Deixar que essas verdades façam parte de nosso viver diário.

“Nem todo que diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que FAZ (obedece) a Sua vontade” Mateus 7:21. “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama.” (João 14:21) O verdadeiro amor a Deus se manifesta através da obediência e essa obediência de ser:

Imediata

Completa

Com alegria

Devemos obedecer não baseados nas nossas emoções, mas nos princípios da Palavra de Deus.

UM CRISTÃO MADURO NÃO VIVE POR EMOÇÕES, MAS PELA VERDADE DE DEUS.

7

TEMPO A SÓS COM DEUS

Você não está desejoso de desenvolver uma intimidade gostosa com o Pai? Como você percebe isso não acontecerá automaticamente, é necessário separar tempo todos os dias para estar a sós com o Senhor. Naturalmente isso não é uma lei. O amor de Deus por você não vai mudar só porque você não tem conseguido separar esse tempo, mas sua intimidade com Ele ficará comprometida. Sem esse tempo você terá dificuldade de conhecer Sua voz e entender Sua vontade. Seu tempo a sós com o Senhor deve ter prioridade máxima em sua vida por que:

a) Você foi criado para ter comunhão com Deus;

b) Esse tempo é o segredo do poder espiritual na sua vida;

c) Você precisa comer o pão espiritual todos os dias, para ser saudável

e até continuar vivo espiritualmente.

Lembre-se: Os vencedores fazem diariamente aquilo que os outros fazem apenas ocasionalmente. O sucesso de sua vida depende daquilo que você faz diariamente.

1. COMO INICIAR O TEMPO COM DEUS

a) Escolha uma hora apropriada:

Você pode separar um tempo para Deus a qualquer hora do dia, mas

a parte da manhã é o melhor momento. Há muitas razões para isso:

Davi foi um homem segundo o coração de Deus, e ele orava pela

manhã, (Salmos 143:8).

O exemplo de Jesus “tendo se levantado alta madruga, saiu, e foi

para um lugar deserto e ali orava”, (Marcos 1:35).

A melhor hora para se afinar um instrumento é antes do concerto e

não depois, não é mesmo? No seu tempo a sós com Deus você se prepara para enfrentar o seu dia.

O início da manhã é o momento quando você está mais tranqüilo,

tem a mente sobrecarregada e o seu corpo está descansado. Isso

facilita receber mais do Senhor.

Você dá a Deus a melhor parte do seu dia.

b) O tempo apropriado:

Esse é um caso em que qualidade é mais importante que a quantidade. Todavia, tenha o propósito de ir gradualmente, aumentando seu tempo com Deus.

Comece com 15 minutos e vá aumentando progressivamente.

Não fique olhando para o relógio.

Lembre-se: não é uma obrigação, mas um privilégio estar com o

Senhor.

c) Um lugar apropriado:

d) Encontre um lugar onde você possa ter privacidade e onde as pessoas não o interrompam.

Há dois inimigos que se levantarão para impedir o seu tempo com Deus: o seu corpo e o diabo:

a) Procure dormir mais cedo para estar desperto no seu tempo com Deus.

b) Não tenha seu tempo com Deus deitado na cama (para evitar sonolência).

c) O segundo inimigo a ser vencido é o diabo. Ele vai tentar usar todo tipo de coisas para distrair sua mente, por isso esteja alerta contra ele.

d) Não faça de forma apressada. A pressa é sinal de que o inimigo conseguiu laçar você com as preocupações do dia-a-dia.

e) A última tática do inimigo será minar sua perseverança e constância na disciplina esse é o maior problema.

e constância na disciplina – esse é o maior problema. 2. O QUE FAZER NO SEU

2. O QUE FAZER NO SEU TEMPO COM DEUS?

Antes de tudo lembre-se que o objetivo não é estudar sobre Jesus, mas desfrutá-lo. Não adianta nada saber tudo sobre laranja, como sua cor, composição química, valor nutricional, como plantá-la, como colhê- la, e ainda assim nunca ter chupado uma. Saber tudo sobre laranja não me encherá de vitamina C. Mas se você tomá-la vai recebê-la dentro de si.

Mais importante que aprender sobre Jesus é tomá-Lo e desfrutá-Lo a cada dia.

O tempo sozinho com Deus deveria ter os seguintes momentos:

confissão, gratidão, adoração, intercessão e leitura da Palavra. É apenas uma sugestão, não uma lei. Tanto a seqüência, como o conteúdo podem ser mudados de acordo com o dia e as circunstâncias.

8

VENCENDO COM A PALAVRA

Tudo o que Deus faz, ele o faz por meio de Sua Palavra. Tudo que existe veio a existência por meio da Palavra de Deus. Sempre que você tomar a Palavra viva de Deus, algumas coisas não existentes vêm à existência. Isto é realmente tremendo! Nunca diga que você é fraco, pois quanto mais você disser, mais fraco se tornará. Mas se você tomar a Palavra de Deus e disser: “eu sou forte segundo a Palavra de Deus! Aleluia!” Então você verá o poder de Deus se manifestando.

Se você estiver com alguma enfermidade, não fique conformado com ela, olhe para Palavra de Deus que diz: “pelas suas pisaduras eu fui sarado!” Pela Palavra de Deus você pode, então, declarar: “sou uma pessoa saudável!”

Podemos confiar plenamente na fidelidade de Deus, se Ele falou é certo que se fará, pois Deus não pode mentir, (Números 23:19).

1. DEUS E SUA PALAVRA SÃO “UM”

sai da

estamos recebendo o próprio Deus dentro de nós. (João 1:1)

Quando a

Palavra

boca de

Deus e

nós a recebemos,

Se Deus e Sua Palavra são um, então eu devo conhecer a Deus, conhecendo Sua Palavra. Amar a Deus é amar Sua Palavra, crer em Deus é crer em Sua Palavra, conhecer a Deus é conhecer a Sua Palavra. Se Deus e Sua Palavra são um, então, eu me encho de Deus à medida que me encho da Sua Palavra.

Em Efésios 5:18-19 encontramos uma forma de sermos cheios do Espírito Santo: falando. Mas não é um falar qualquer, é falar a Palavra de Deus.

2. A PALARA GERA FÉ

(Romanos 10:17) Não precisamos pedir fé a Deus, precisamos apenas ouvir Sua Palavra e praticá-la e a fé naturalmente se manifestará.

Crer na Palavra é praticá-la, não somente praticar os mandamentos, mas agir de acordo com o que a Palavra de Deus diz. Por exemplo, se a Palavra de Deus diz que eu estou assentado nos lugares

celestiais com Cristo, acima de todo principado e potestade, então é nessa posição que eu me vejo e entro nessa realidade. Isso é praticar a Palavra. Se um demônio aparecer na minha frente, baseado nesse fato eu direi: “eu estou acima de você, pois estou com Cristo assentado nos lugares celestiais”.

Não importa qual seja o problema, a Palavra de Deus tem algo a dizer a respeito. Descubra o que a Palavra diz e aja a altura.

3. A PALAVRA É UMA ARMA

(II Coríntios 10:4; Efésios 6:17;) Você está numa guerra espiritual.

A sua arma é a Palavra de Deus. A Palavra é uma arma que não

funciona na mão, funciona apenas na boca.

Mateus 4:1-11 Jesus usou apenas a Palavra. Ele sabia do seu poder tanto para atacar como para se defender.

Apocalipse 12:11 A sua própria força é insuficiente para derrotar

o inimigo. Você precisa do poder da Palavra de Deus.

Lembre-se de que a Palavra de Deus é a verdade. A verdade não

é o que você vê, nem o que você sente, a verdade é o que a Palavra de

Deus diz. Ainda que você não veja, nem sinta, ainda assim confesse a

Palavra de Deus de todo coração. Confesse aquilo que Deus diz que Ele

é, que Deus diz que Ele faz, que Deus diz que tem, aquilo que Deus diz

que você é, e que você faz, e que você tem. Brevemente você colherá resultados tremendos!

4. A PALAVRA É ALIMENTO

(Mateus 4:4) Quando um bebê nasce a sua necessidade mais imediata é tomar leite para se alimentar.

Você não deve ir a Bíblia somente para aprender “a letra mata” (II Coríntios 3:6) Nunca pegue a Palavra como um livro de letras, mas um livro de vida.

(Jeremias 15:16) Comer alguma coisa não é simplesmente recebê-la, mas absorvê-la fazer disso parte de você mesmo.

5. A PALAVRA NOS TRANSFORMA

A salvação no nível do espírito já aconteceu, é o que chamamos de Novo Nascimento. Mas em nível de alma é um processo que chamamos de transformação. Essa transformação acontece pela Palavra que é semeada em nós.

Romanos 12:2 diz que devemos ser transformados pela renovação da nossa mente. E como podemos renovar a nossa mente? Através da Palavra de Deus. Precisamos comer a Palavra até que a nossa mente seja renovada. Os velhos padrões de pensamentos e opiniões devem ser agora conformados, ou seja, colocados na forma da Palavra.

6. TROQUE SUAS PALAVRAS PELAS PALAVRAS DE DEUS

Nunca mais direi eu não posso, pois tudo posso naquele que me fortalece, (Filipenses 4:13).

Nunca mais direi que sou fraco, pois o Senhor é a fortaleza da minha vida, (Salmos 27:1).

Nunca mais direi que estou derrotado, porque Deus, em Cristo, sempre me conduz em triunfo, (II Coríntios 2:14).

Nunca mais direi que não tenho sabedoria, pois tenho a mente de Cristo, (I Coríntios 2:16).

Nunca mais direi que estou preocupado ou frustrado, pois lanço sobre Ele toda a minha ansiedade, porque Ele tem cuidado de mim, (I Pedro 5:7).

9

LIDANDO COM O PECADO:

O PERDÃO DE DEUS E O ARREPENDIMENTO GENUÍNO

1. O QUE É TEMOR DE DEUS?

É ter em todo momento a atitude de Deus perante o pecado. É ter

o mesmo sentimento que Deus tem pelo pecado o pecado é abominação a natureza de Deus. É aborrecer o mal. ( Provérbios 8:13)

O temor de Deus não é ter medo de Deus, mas odiar (ter nojo) do

pecado assim com Deus tem. Ex: Banheira. Necessitamos primeiramente do temor de Deus em nossa mente, que é onde se origina o pecado. Odiaremos o pecado em palavras e atos quando o odiarmos em nossa mente, porque ali começa.

2. QUATRO NÍVEIS DE ATITUDE DIANTE DO PECADO:

a) Aquele que não peca por causa das conseqüências do pecado que são muito grandes (não odeia o pecado, portanto não tem o temor de Deus).

b) Aquele que vive pela regra de ouro: “Não faças com os outros o que não quer que façam contigo” (atua por egoísmo e não tem o temor de Deus).

c) O cristão sincero que deseja agradar a Deus, mas está constantemente pedindo perdão pelo mesmo pecado. (não odeia o pecado, não tem o temor de Deus).

d) O que tem o temor de Deus. Aborrece o pecado, portanto, raras vezes peca, e se peca, o Espírito Santo o constrange e imediatamente pede perdão e se arrepende muda de atitude).

3. O QUE É ARREPENDIMENTO?

Pelo conceito comum, arrependimento é entendido como um sentimento de tristeza em relação aos pecados cometidos. No entanto é muito importante entendermos com clareza o que é arrependimento. Arrependimento é mudança de atitude. Há uma grande diferença entre remorso e arrependimento não é apenas sentir tristeza pelo pecado, mas abandoná-lo, mudar de atitude. (ex: Judas)

O verdadeiro arrependimento é essencial para nossa vida cristã

saudável e crescimento Quando João Batista começou a pregar, ele pregava a importância do arrependimento (Mateus 3:2)

Essa também foi a primeira pregação de Jesus (Mt 4:17).

Jesus veio ao mundo para chamar pecadores ao „arrependimento‟. (Lucas 5:32).

A Bíblia diz que quando um pecador se arrepende há um grande júbilo no céu (Lucas 15:7)

4. O ARREPENDIMENTO ENVOLVE VÁRIOS PASSOS:

1) Reconhecer o seu pecado 2) Sentir tristeza pelo pecado, mas uma tristeza segundo Deus. Produzida pela convicção do Espírito Santo. (II Coríntios 7:10) 3) Irar as costas para o pecado e decidir de todo coração abandoná-lo. 4) Fazer restituição quando for necessário (Lucas 19:8)

Nós confessamos nossos pecados a Deus para sermos perdoados (I João 1:9); porém muitas vezes para sermos curados do problema é necessário confessarmos nossos pecados para nosso discipulador ou líder (ou alguém que confiamos e que possa nos ajudar) Tiago 5:14-16.

5. DICAS PRÁTICAS PARA VENCER O PECADO:

Não existe fórmula pra vencer o pecado. Mas existem atitudes práticas que você pode tomar para vencer a tentação e o pecado:

1. Conscientize-se das terríveis conseqüências do pecado, (Romanos

6:23).

2. Lembre-se de que tudo que você plantar você colherá. Se plantar pecado ai colher morte, (Gálatas 6:7).

3. Fuja do pecado. Evite qualquer coisa, situação ou pessoa que desperte os desejos da carne e procure alimentar o seu espírito com oração, leitura da Bíblia e comunhão com os irmãos, (Romanos 6:13).

4. Renove a sua mente. Rejeite pensamentos errados que vierem a sua mente. (Você não pode impedir que um passarinho pouse em sua cabeça, mas pode impedi-lo de fazer um ninho).

10

BATISMO NAS ÁGUAS

QUATRO RAZÕES PARA SER BATIZADO NAS ÁGUAS

I) a) Jesus mandou que fossemos batizados em nome do

 

,

do

e do

,

(Mateus

28:19).

b) Isso foi uma ordem ou uma sugestão?

c) Então, qual a primeira razão para o crente ser batizado nas águas?

(Mateus 28:20)

será

d)

“Quem

crê

(João

1:12)

e

for

” (Marcos 16:16)

e) Qual dos dois (“crer” ou “ser batizado”) vem primeiro? (Marcos

16:16)

f)

não for batizado será condenado?”

“Mas

quem

g)

“Mas

quem

não

crer,

será

condenado?”

h) O ladrão que fez de Jesus, Rei de sua vida, foi salvo? (Lucas 23:42-

43)

Ele foi batizado?

II) O batismo é um testemunho perante os homens da sua salvação completa deste mundo perdido (Atos 2:40-41) Um exemplo que ajuda a entender o batismo nas águas:

“Duas pessoas se casam, aí depois usam a aliança demonstrando ao

mundo que estão casadas. Assim, também você faz de Jesus o Rei de sua vida, e aí depois é batizado, demonstrando ao mundo que você é um servo do Rei Jesus e uma Nova pessoa. O batismo então é um símbolo da sua união com Jesus. Primeiro vem a união com Jesus, depois segue o símbolo dessa união.

a) O batismo significa nosso

morte, a “Assim também nós

6:3-4)

com Jesus na sua dentre os mortos pela glória do Pai. uma vida nova”. (Romanos

III) Se Jesus for o Rei e Senhor de sua vida, você já é uma nova pessoa (

II Coríntios 5:17), mas você precisa se apropriar disso pela

(Hebreus 11:6). O batismo então torna-se um contato de fé, aonde você se apropria, daquele instante em diante, ainda mais dessa maravilhosa realidade que você é uma nova criatura em Jesus. Não é o batismo que lhe faz uma nova criatura.

É preciso ser nova criatura antes de batizar. O batismo porém, é um meio pelo qual você pode se apropriar pela fé daquilo que você já é Uma Nova Criatura! (Romanos 6:3-11)

IV) O batismo nas águas não é apenas um símbolo, é uma experiência espiritual. Depois do batismo, eu devo me considerar morto para o pecado e vivo para Deus em Cristo Jesus. O ser batizado na morte significa a eliminação de tudo aquilo que pertence ao velho homem e a velha vida.

a) No Egito os filhos de Israel não estavam somente debaixo do

julgamento de Deus, mas também debaixo da tirania de Faraó. O sangue do cordeiro (Páscoa) os salvou do julgamento de Deus, mas para serem

salvos da tirania de Faraó, eles necessitavam sair do Egito, atravessando

o Mar Vermelho (Batismo) Coríntios 10:1-2 Em contraste com os

filhos de Israel, a grande a maioria dos cristãos de hoje foi sala apenas pelo sangue, mas não também pela água.

Muitos foram batizados de maneira ritualística, mas tal batismo não constitui uma experiência da água que separa e salva. Precisamos ver que é através do batismo que o povo de Deus é salvo do mundo e do poder tirânico das trevas. Sem esta experiência de separação completa, a nossa salvação está incompleta.

11 BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

O seguidor de Jesus já recebeu o Espírito Santo quando recebeu a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador (Romanos 8:9). É uma coisa, contudo, receber o Espírito Santo, porém, é outra coisa ser batizado no Espírito Santo (Atos 1:5 e 2:4) Batizado no Espírito Santo é receber a plenitude do Espírito Santo, ser cheio!

INTRODUÇÃO

A pergunta de Paulo aos Efésios revela, em primeiro lugar, que o batismo no Espírito Santo não é automático após a conversão, caso contrário sua pergunta seria desnecessária, em segundo lugar revela o seu diagnóstico a respeito da ausência de crescimento daquela igreja. Antes dos crentes de Éfeso receberem o Batismo no Espírito Santo, a igreja não conseguia romper a barreira dos vinte membros, apesar de ser pastoreada pelo grande teólogo e mestre da Palavra, Apolo (At 18:24-28). Depois do Batismo uma vitalidade maravilhosa e poder explodiu no meio deles. Dentro de pouco tempo esta igreja alcançou toda a *província da Ásia.

* Cada uma das regiões em que se divide um império, administrada por um representante do imperador . Como os Estados no Brasil.

1- A IMPORTÂNCIA DO BATISMO NO EVANGELISMO

Você sabe com quem Deus está contando para pregar o evangelho? Cornélio e o Anjo (Atos 10:1)

Mc 16;15

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda

criatura. 16 Quem crer e for batizado será salvo

Mt 28:19-20

Ide, portanto, fazei discípulos

20

todos os dias até à consumação do século.

E eis que estou convosco

Você quer obedecer este chamado? Então Você precisa de Fogo!

Jô 3:11b Ele vos batizará com {com; ou em} o Espírito Santo e com {com; ou em} fogo.

A não ser que Cristo lhe incendeie você não pode levar fogo à terra

Lc 12:49 Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder.

I Reis 18:24b

o deus que responder por fogo esse é que é Deus.

Se nos movemos no Espírito, Satanás não pode acompanhar nosso ritmo

2- CONTROVÉRSIA OU SABEDORIA DE DEUS?

Por que a igreja primitiva ansiava pelo Batismo no Espírito Santo como uma prioridade? Jesus gerou uma crise. Ele ordenou: Ide (Mt 28:18) logo depois Ele disse: Não saiam sem o batismo no Espírito Santo - Atos 1: 4 E,

comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes. 5 Porque João, na verdade, batizou com {com; ou em} água, mas vós sereis batizados com {com; ou em} o Espírito Santo, não muito depois destes dias.

8 mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.

3- QUAIS AS EVIDÊNCIA DO BATISMO?

O poder da revelação da Palavra - Atos 2:4 Todos ficaram cheios do

Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.

galileus

todos esses ? 8 E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna?

7 Estavam, pois, atônitos e se admiravam, dizendo: Vede! Não são

11 Como os ouvimos falar em nossas próprias línguas as grandezas de

Deus?12 Todos, atônitos e perplexos, interpelavam uns aos outros: Que quer

isto dizer?

13 Outros, porém, zombando, diziam: Estão embriagados!15 Estes homens

não estão embriagados, como vindes pensando, sendo esta a terceira hora do dia.

E

16 Mas o que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel: 17

acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre

Simão viu algo de extraordinário a ponto de querer comprar

Atos 8:14 - Ouvindo os apóstolos, que estavam em Jerusalém, que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe Pedro e João; 15 os quais, descendo para lá, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo; [CMC 1 | Classe de Maturidade Cristã Igreja da Paz de Palmas] Página 34

16

porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente

haviam sido batizados em o nome do Senhor Jesus.

17 Então, lhes impunham as mãos, e recebiam estes o Espírito Santo.

18 Vendo, porém, Simão que, pelo fato de imporem os apóstolos as mãos, era

concedido o Espírito Santo , ofereceu-lhes dinheiro,

19 propondo: Concedei-me também a mim este poder, para que aquele

sobre quem eu impuser as mãos receba o Espírito Santo.

pois

Atos 10:44 ¶ Ainda Pedro falava

estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra.

45 E os fiéis que eram da circuncisão, que vieram com Pedro, admiraram-se,

os ouviam falando em línguas

porque também sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito Santo;

46 pois os ouviam falando em línguas e engrandecendo a Deus. Então,

perguntou Pedro:

47 Porventura, pode alguém recusar a água, para que não sejam batizados

estes que, assim como nós, receberam o Espírito Santo?

Atos 19: 6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e

tanto falavam em línguas como profetizavam.

4- PRA QUEM É O BATISMO?

Não é por merecimento, más pela graça de Deus - At 2:39 Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar.

5- QUAL A MOTIVAÇÃO CORRETA?

Quando o maquinista quer frear a locomotiva, ele libera a pressão da câmera de combustão fazendo um grande barulho, isso quer dizer que quanto maior o barulho menor a velocidade da locomotiva. Deus não nos deu o dom do batismo no Espírito Santo só para fazermos barulho, Ele está preocupado com a velocidade da Sua Noiva

6- COMO RECEBER?

Pela fé - Mc 16:17 Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas

12 SEGREDO DA PROSPERIDADE

3 Jo 1:2

Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde, assim como é próspera a tua alma.

I Crônicas 29:11-14 “Porque tudo é Teu e do que é Teu te damos”

INTRODUÇÃO O equilíbrio: Deus quer que sejamos prósperos como quer que tenhamos uma vida espiritual Quente.

O desequilíbrio: O crente sai do “meio fio” da esquerda e vai para o da direita e permanece longe da estrada da verdade.

Uma das área que precisamos submeter ao senhorio de Jesus é a das finanças. O dinheiro é material, mas quando entramos no Reino de Deus, devemos torná-lo espiritual para que possamos desfrutar de todas as bênçãos prometidas para os filhos de Deus. A compreensão dessa verdade espiritual nos levará a viver como “mordomos” dos bens do Senhor e não mais como dono de tudo.

Pv 3:16 O alongar-se da vida está na sua mão direita, na sua esquerda, riquezas e honra.

PORQUE DEUS QUER QUE PROSPEREMOS?

Família - 1 Tm 5:3-8

Ora, se alguém não tem cuidado dos

seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente.

Os não crentes estão de olho em você

Mais livres para servir o Senhor: carro, Máquina de lavar

completa, secretária em

Qual o Pai tem prazer em ver seu filho “na roça”? - Sl

35:27 b o SENHOR

se

compraz na prosperidade do seu servo!

Igreja: Testemunho e liberdade para conquistar as nações Infra estrutura para absorver o crescimento Jl 2:24 As eiras se encherão de trigo, e os lagares

transbordarão de vinho e de óleo.25 Restituir-vos-ei os

meu povo

jamais será envergonhado 28 ¶ E acontecerá, depois,

que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão

A PROSPERIDADE É DE DEUS - Salomão (I Rs 10:5); Abrão (Gn 13:2) 14:12 Josías - 2 Cr 26:5 Porque deu-se a buscar a

anos que foram consumidos pelo gafanhoto

o

Deus

2:8 Minha é a prata,

meu é o ouro, diz o SENHOR dos Exércitos. Deus estaria em apuros

e,

SE PROSPERIDADE FOSSE PECADO

Ag

ONDE ESTÁ O EQUILÍBRIO? QUAL A ATITUDE CORRETA?

1- DÊ O DÍZIMO COMO HONRA A DEUS

É errado esperar a promessa? Claro que não, mas a primeira atitude do dízimo deve ser honra

Pv 3:9 Honra ao SENHOR com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda;

1 Sm 2:30

que me honram, honrarei, porém os que me

aos

desprezam serão desmerecidos.

Sonegar o Dízimo é tirar o Senhor do negócio. Eu não preciso de

ti

Desonra

Ml 1:6-8 ¶- Honra aos pais

Devemos ser fiéis com o dízimo, que é o reconhecimento de tudo o que possuímos pertence a Deus. O dízimo é uma lei espiritual estabelecida antes da lei mosaica (Gen. 14:20). Quando não damos o dízimo estamos roubando o que a Deus pertence, e tudo aquilo que não dermos a Deus irá cair nas mãos do diabo (Mal.3:8- 11). Devolver o dízimo não é ser gentil ou generoso, é uma obrigação mínima de dar a Deus parte de tudo aquilo que Ele nos confia. Ao separarmos o dízimo, estamos “santificando” a nossa renda, tornando nossos bens espirituais.

2- DÊ O DÍZIMO COMO FORMA DE GRATIDÃO

MUITOS NÃO RECONHECEM SUA COLHEITA QUANDO ELA CHEGA

O primeiro pecado (Adão) foi ingratidão. Tinham tudo (colheita)

TENHO SEMEADO E NÃO TEM FUNCIONADO Não tenho recebido nada de Deus. QUE MENTIRA!

Cada noite que você volta pra casa. Os anjos te protegeram. Muitos não voltarão. COLHEITA

Quando você for trabalhar amanhã. Muitos não terão este “problema”. COLHEITA

Quando seu filho gritar “papai”- A mãe de Isabela nunca mais ouvida sua voz. COLHEITA

O pai mandou que seu filho pegasse R$ 1 000,00 em sua

gaveta, más lhe advertiu que deixasse lá 100 reais

3- DÊ O DÍZIMO COMO FORMA DE OBEDIÊNCIA

Sonegar o dízimo é tão pecado quanto adulterar, mentir, roubar, etc. Parece que a Igreja não tem problema de falar e ouvir sobre os “demais” pecados, más por que tanto desconforto com o tema Dízimos, ofertas e primícias?

Js 6:17 ¶ Porém a cidade será condenada, ela e tudo quanto nela

houver

19 Porém toda prata, e ouro, e utensílios de bronze e de ferro

18 Tão-somente guardai-vos das coisas condenadas

são consagrados ao SENHOR; irão para o seu tesouro.

21 Quando vi entre os despojos uma boa capa babilônica, e

duzentos siclos de prata, e uma barra de ouro do peso de

cinqüenta siclos, cobicei-os e tomei-os; e eis que estão escondidos na terra, no meio da minha tenda, e a prata, por baixo.

Sabemos que esta foi a única derrota de Josué.

Js 8:2 Farás a Ai e a seu rei como fizeste a Jericó e a seu rei; somente que para vós outros saqueareis os seus despojos e o seu gado

13 INTRODUÇÃO A AUTORIDADE ESPIRITUAL

O TRONO DE DEUS É ESTABELECIDO EM AUTORIDADE (Rm 13:1-

5; Hb 1:3) Todas as coisas são criadas pela autoridade de Deus e todas as leis físicas do universo são mantidas por meio de Sua autoridade. Só Deus é autoridade em todas as coisas; e toda a autoridade da terra foi instituída por Ele. A autoridade é uma coisa tremenda no universo nada é mais importante do que ela. Portanto é imperativo que nós que desejamos servir a Deus conheçamos Sua autoridade.

É POSSÍVEL ALGUÉM SERVIR A DEUS EM PRINCÍPIO SATÂNICO? (Is 14:12-14)

Quando servimos a Deus, não devemos desobedecer às autoridades, porque isso é um princípio satânico. Como podemos pregar

a cristo segundo o princípio de Satanás? Nosso inimigo não tem medo

quando pregamos a Palavra de Cristo, mas como tem medo quando nos submetemos à autoridade de Cristo. Sempre que o princípio de Cristo está operando, o de Satanás se desvanece. Pregamos o evangelho a fim

de colocarmos os homens sob a autoridade de Deus, mas como estabelecer a autoridade de Deus na terra se nós mesmos não a conhecemos? Como poderemos enfrentar Satanás? Paulo, antes de reconhecer a autoridade do Senhor, tentou destruir

a igreja. Depois de se encontrar com o Senhor na estrada de Damasco,

entendeu que era difícil resistir (poder humano) contra os aguilhões (autoridade de Deus). Imediatamente reconheceu Jesus como Senhor.

Depois disso, foi capaz de se submeter a Ananías um desconhecido irmão, mencionado uma única vez na Bíblia - Quem conhece a autoridade lida puramente com a autoridade, não com o homem. Não consideramos o homem, mas unicamente a autoridade conferida a ele. Por isso não nos fará diferença quem seja o homem.

OBEDIÊNCIA À PALAVRA DE DEUS A MAIOR EXIGÊNCIA DA BÍBLIA (1 Sm 15:22-26) Para que a autoridade se expresse, e preciso que haja submissão. Para haver submissão o ego precisa ficar excluído, mas se a vida estiver centrada no ego torna-se impossível a submissão. Ela só é possível

quando alguém vive no espírito. Essa é a maior expressão de obediência à vontade de Deus.

A SUTILEZA DA REBELIÃO E SUAS CONSEQÜÊNCIAS 1- A QUEDA DE ADÃO E EVA (Gn 2:16; Gn 3:1; Rm 5:19) Deus estava colocando Adão sob autoridade para que aprendesse obedecer. Por um lado Deus colocou todas as coisas

criadas na terra sob a autoridade de Adão para que ele as dominasse. Por outro lado Deus colocou Adão debaixo de Sua autoridade para que a obedecesse. Só aquele que está debaixo de autoridade pode constituir autoridade.

A queda do homem deve-se à desobediência à autoridade

de Deus. Eva em vez de obedecer a Adão, tomou ela mesma uma decisão. Além de transgredir a ordem de Deus, também desobedeceu a Adão. Rebelar-se contra a autoridade representativa de Deus é o mesmo que rebelar-se contra Deus. Adão ao dar ouvidos à Eva e comer o fruto pecou contra a vontade direta de Deus. Portanto ele também desobedeceu a autoridade de Deus. Isso também foi rebeldia.

Muitos só querem fazer o que gostam e recusam-se em fazer o que não gostam. Jamais analisam a situação para saber se estão agindo em obediência. Por isso muito trabalho na igreja tem sido executado pelo ego e não em obediência à vontade de Deus.

O centurião creu na autoridade do senhor, que elogiou sua

grande fé (Mt 8:10)

2- A REBELDIA DE CAM (Gn 9:20-27) O FRACASSO DA AUTORIDADE DELEGADA É UM TESTE PARA A OBEDIÊNCIA

O tropeço de Noé tornou-se um teste de obediência para

seus filhos, revelou quem era obediente e quem era rebelde. A queda de Noé revelou a rebelião do coração de Cam. Esse episódio também nos ensinou a respeito do critério de promoção na igreja adotado pelo Senhor da Igreja: “Aquele que não se submete a autoridade vem a ser escravo daquele que se submete”.

3- FOGO ESTRANHO OFERECIDO POR NADABE E ABIÚ (Lv 10:1-2) Deus queria que Ndabe e Abiú servissem sob a autoridade de Arão, jamais em independência. Quem tenta servir sem entrar em contato com a autoridade delegada está oferecendo fogo

estranho. Quando o homem serve sob a autoridade de Deus esse homem é aceito em razão disso. O fogo estranho é realizado apenas pelo entusiasmo humano é termina com a morte. Se percebermos sinais de “morte” em nosso serviço é bom avaliarmos se estamos servindo no princípio correto.

4- A REBELIÃO DE ARÃO E MIRIÃ (Nm 12:1-15) FALAR CONTRA A AUTORIDADE REPRESENTATIVA PROVOCA A IRA DE DEUS

é que vocês se atrevem a falar contra o

meu servo Moisés?” Arão e Miriã eram os irmãos mais velhos de Moises, portanto em casa Moises deveria se submeter à autoridade deles. Mas no ministério eles deveriam se submeter à autoridade de Moises. Como irmã mais velha Mirian tinha todo o direito de repreender Moises em particular, mas quando ela o fez publicamente tocou na obra de Deus colocando em dúvida a autoridade de Moises. Novamente vemos o erro da liderança revelando o coração rebelde de Mirian e Arão.

Nm 12:8b“

Como

A AUTORIDADE É ESCOLHA DIVINA, NÃO MÉRITO HUMANO

A autoridade espiritual não é algo que se obtém por esforço, ela é concedida por Deus à quem quer que ele escolha. Como o espiritual difere do Natural! Qualquer um que falasse contra Moises falaria contra a escolha de Deus, portanto falaria contra Deus.

A REBELDIA MANIFESTOU-SE NA LEPRA

Sempre que há rebelião entre nós perdemos o conato com Deus (Miriã perdeu o contato por sete dias). Atrasamos a conquista das nações para Cristo (Enquanto Miriã estava fora, a missão Canaã ficou parada). A nuvem de Deus não descerá até que tudo seja esclarecido. Enquanto a questão da autoridade não for resolvida tudo o mais se torna vazio e inútil.

5- A LOUCURA DE CORÁ DATÃ E ABIRÃO (Nm 16:1-50)

A rebelião é um pecado infernal. Aquelas pessoas se rebelaram e as portas do inferno foram abertas. As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja, mas a rebelião abre essas portas. Um dos motivos pelo qual, a igreja, às vezes não prevalece é a presença da rebelião. Todos os pecados liberam o poder da morte, mas o pecado da rebeldia é o principal.

A rebeldia que começou no coração de Corá, Datã e Abirão foi sendo transmitida, gradativamente. Primeiramente, vemos 250 líderes contaminadas por esse pecado. No final 14 700 pessoas morreram por causa da rebelião. Como é contagiosa a rebeldia!

14 INTRODUÇÃO A BASE BÍBLICA PARA CÉLULAS

Existem vários nomes que podem ser dados a eles, mas os “pequenos grupos” nos lares que vamos chamar de células estão conquistando o mundo! Sabemos que a Bíblia diz que a igreja primitiva reunia em reuniões grandes e nos lares (Atos 2:46). Esta prática aos poucos foi sendo sufocada, mas da década de 80 para cá, temos visto um renovado interesse mundial pelos grupos familiares ou células. Um modelo recente que tem surgido é o MDA (Método de discipulado Apostólico), este método combina as células com um sistema de micro- células aonde todos os membros da igreja são cuidados e treinados um a um.

A BASE BÍBLICA PARA O CRESCIMENTO DA IGREJA

Queremos que a igreja cresça em qualidade ou em quantidade? Os dois! A qualidade gera a quantidade. Quando um pastor diz que ele não está interessado em quantidade, só em qualidade, ele está equivocado, porque se sua igreja não está crescendo em quantidade, provavelmente ela tem pouca qualidade. Quantidade é possível sem muita qualidade, mas até essa quantidade vai ser comprometida a longo prazo se não houver qualidade. É óbvio então que a qualidade é mais importante. A qualidade verdadeira vai sempre produzir muita quantidade, portanto precisamos abrir nossos corações e nossas mente para pensarmos também em quantidade. A razão primordial, porém, que temos que pensar em muitos números é o coração de Deus.

Deus está muito interessado em números, porque cada número representa uma pessoa que vai viver eternamente no céu ou no inferno. Isto é extremamente sério. Por isso Ele faz questão de registrar números e mencionar o crescimento quantitativo da igreja primitiva: II Pe 3:9; I Tim. 2:4; At. 2:41,47; 4:4; 5:14; 6:1; 9:31.

Já que é bíblico crescermos, como podemos ver nossas igrejas crescerem em qualidade e quantidade? Em outras palavras, como podemos atrair mais pessoas a um verdadeiro compromisso com Jesus e com a igreja local, e como poderemos discipular, pastorear, e treinar eficientemente todos esses novos crentes?

A solução da palavra de Deus se encontra sintetizada em Efésios 4:11, 12. Aprendemos neste texto que os pastores e líderes cristãos

devem se concentrar em aperfeiçoar os crentes, para que eles efetuem o ministério. Em outras palavras, o papel do pastor é ensinar, treinar e equipar os santos e permitir que o ministério esteja nas mãos deles. O papel principal do pastor não é gerar novas ovelhas, apesar de que este também como ovelha do Bom Pastor gera suas próprias ovelhas. O papel do pastor é cuidar bem das ovelhas para que elas sejam sadias. Uma ovelha sadia sempre vai dar cria! E depois de nascer o cordeirinho, quem cuida dele? O pastor? Não! A ovelha mãe que gerou o cordeirinho tem a responsabilidade de cuidar dele dando-lhe leite e ensinando-lhe os primeiros passos. O pastor tem que colocar o ministério na mão do povo.

Satanás convenceu uma grande parte da igreja do Senhor Jesus de não colocar o ministério na mão do povo. O Clericalismo tomou conta. O povo de Deus, o corpo vivo do Senhor Jesus se tornou expectador, enquanto alguns poucos “profissionais de púlpito” faziam ou tentavam fazer – o trabalho que era para a igreja toda: “discípulos de todas as nações”! Onde estava aquela poderosa “ igreja do caminho” que vemos em Atos, que no poder do Espírito Santo sacudia as nações? Onde estava aquela igreja que reunia em grandes reuniões, mas também, diariamente, nas casas? É triste admitir mas satanás enganou uma grande parte da igreja, roubando a idéia de Deus, espalhando ao redor do mundo através dos seus “leigos” o espiritismo, nova era, terreiros de macumba, e o misticismo em geral. Um terreiro de macumba é um perfeito exemplo de uma célula satânica.

A igreja primitiva reunia nos lares! Sim, ela reunia no templo em Jerusalém, ou sinagogas emprestadas dos judeus ou em escolas alugadas – “ a grande congregação”; mas ela sempre, também, reunia nas casas. (At. 2:46; Rm 16:5; I Cor. 16:19; Col. 4:15; Filemon v.2).

Todo cristão deve congregar na grande congregação (Culto de celebração) e na pequena congregação (células). Os psicólogos e sociólogos afirmam que é importante para o ser humano estar envolvido com algo grande que envolve muitas pessoas e faz com que ele se sinta parte de um grande projeto e com um grupo pequeno de pessoas com que ele possa se relacionar e ter uma identidade. Deus nos criou com essa dupla necessidade, por isso Ele também determinou que sua igreja tivesse o culto de celebração e a célula, então Ele diz : “Não deixai-vos de congregar(Hb. 10:25).

A VISÃO CELUALAR NA BÍBLIA

1. NO ANTIGO TESTAMENTO

A PRIMEIRA MENÇÃO DO PRINCÍPIO EX 18:13-27

2. NO NOVO TESTAMENTO

JESUS PRATICOU

Separou apenas dose homens para estarem com ele (comunhão) e treina-los (discipulado) para o ministério, Mc 3:14.

Multiplicou os pães para a multidão ( isso nos ensina que as pessoas se “alimentam” melhor quando o grupo é menor), Mc 6:39-40.

A IGREJA PRIMITIVA PRATICAVA

Durante os três primeiros séculos, a igreja não tinha templos e foi nesse período que a igreja mais cresceu. Só em Jerusalém tinha templo, nas outras cidades tinham pequenas sinagogas, porém quando alguém se convertia era expulso da sinagoga e os irmão se reunião basicamente nos lares. A área (átrio) do templo em Jerusalém era pequena, e também era proibida a entrada de gentios no templo, Atos 21:27-29. O crescimento da igreja era muito rápido. Veja o que a Bíblia diz:

Atos 2:41 3000 convertidos

Atos 4;4 - mais de 2000 convertidos

Atos 5:14 A igreja crescia mais e mais

Atos 6:1 “Ora naqueles dias multiplicando-se o número dos

discípulos

Há quem diga que o número de seguidores de Jesus chegou ao número de 100.000, somente na cidade de Jerusalém.

COM ESSE CRESCIMENTO, ONDE REUNIR A IGREJA?

Veja o que a Bíblia diz:

Atos 2:46; 5:42; 16:40; 20:20

Rm 16:5; I Co 16:19;

Cl 4:15; Fl 2

15

RAZÕES E BENEFÍCIOS DAS CÉLULAS

A. É bíblico.

B. Está funcionando no mundo todo

C. Porque, como igreja, precisamos dar assistência digna a cada

membro e a cada nova pessoa que se converte ao evangelho.

É fácil esquecermos de cuidar de alguém quando a igreja começa a crescer e ficar muito grande, mesmo quando a igreja tem “12 pastores” At 6:1.

D. porque é necessário termos uma forte estrutura “berçários espirituais” para suportar o crescimento que virá com o grande avivamento sobre o Brasil.

E. Porque a Célula é uma maneira excelente de acelerar o processo de crescimento de uma igreja com resultados permanentes.

Uma pesquisa revela que as igrejas que mais crescem no mundo são as que estão baseadas em Células.

F. Porque a Célula devolve aos membros da igreja a obra do

ministério, fazendo assim de cada membro um sacerdote.

G. Porque Deus nunca planejou que sua obra fosse feita apenas

por um homem, mas por toda sua igreja, que é seu corpo, assim todos podem ser usados e todos os membros do corpo podem funcionar.

Deus não quer usar apenas “grandes estrelas”, Ele quer usar a igreja, Ele quer usar você.

Assim todos tem oportunidades de desenvolver dons e talentos, com isso novos líderes surgirão. E o ministério não estará centralizado na mão de um único líder, todos devem fazer, todos devem participar.

as

necessidades de uma igreja.

I. Porque os líderes principais e visionários devem usar mais seu tempo na oração e no ministério da Palavra, ouvindo de Deus e ensinando os santos a desempenharem seus serviços como a Bíblia ensina.

“Quanto a nós nos consagraremos a oração e ao ministério da

Palavra. O parecer agradou a toda comunidade

H.

Porque

é

impossível

um

homem

atender

todas

Atos 6 : 4-5a.

o povo perante Deus, leva as suas causas a Deus

(ministério da oração) e ensina-lhes os estatutos e as leis, faz-lhes

saber o caminho em que devem andar, e a obra que devem fazer” (ministério da Palavra). Ex 18: 19 - 20.

Ef 4 :11 12 “E Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo”.

J. Porque a igreja é um organismo vivo (e não uma empresa ou instituição secular) e como tal precisa se reproduzir e multiplicar.

Representa

3. PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DAS CÉLULAS

1. Valorizam as pessoas, tornando-as importantes e levando-as a

ter relacionamentos significativos dentro da igreja. Deixando de serem meros espectadores, ou como é comum dizer: “ mais um na multidão”, e passam a ser pessoas que tem nome, endereço, data de aniversário, necessidades pessoais, vínculos de amizade, etc.

2. Facilitam o atendimento às diversas necessidades espirituais e

materiais de cada pessoa do grupo, através do seu dirigente, juntamente com seus auxiliares, podem, facilmente, cuidar bem de cada um.

3. Ajudam a alcançar pessoas que nunca iriam numa ”igreja de

crente” por preconceito ou qualquer outra razão, porém aceitam ir e sentem-se muito confortáveis numa reunião familiar na casa de um amigo ou mesmo na casa de um vizinho, pois lá o ambiente é totalmente informal, apesar de ser a igreja reunida.

4.Produzem segurança para os membros, pois cada pessoa torna-se membro da família, produzindo assim um ambiente de proteção onde cada um cuida do outro. Quando uma pessoa pertence a uma Célula ela sabe que é amada e que receberá cuidado dos outros irmãos, assim como ela sabe que deve amar e cuidar dos outros. Esse tipo de relacionamento produz uma segurança que as pessoas nunca encontrarão numa igreja grande que não é organizada em grupos familiares.

5. Na Célula não há lugar para liturgia e formalismo religioso, pois

tudo é feito espontaneamente e num ambiente informal; da mesma forma não há espaço para shows de qualquer espécie, pois no grupo familiar o centro das atenções só é Jesus.

6. Na Célula todos tem a oportunidade de falar e participar

durante o estudo, e isso não é privilégio só de alguns, como ocorre

nos cultos de celebração, onde é limitado a participação só para alguns poucos. Essa oportunidade de falar ajuda no processo de aprendizagem e aumenta o nível de assimilação do assunto em

discussão, o que não ocorre quando a pessoa apenas ouve um sermão.

7. Mantém (por causa do alvo de multiplicação) as pessoas

sempre motivadas a ganhar outros para Jesus, isso os leva a convidar, visitar e evangelizar amigos, vizinhos, parentes, colegas do trabalho, colegas de escola, etc. Quando as pessoas fazem isso temos como resultado final uma igreja evangelística, crescente, dinâmica, motivada, dando frutos e glorificando o Pai.dizemos que as Células são “malhadeiras espirituais”.

8. Na Célula é o melhor ambiente para cuidar dos novos

convertidos, proporcionando acompanhamento e alimento necessário para o crescimento espiritual deles. Isso é feito através do vínculo de discipulado, protegendo o “cordeirinho” dos ataques do “lobo”. É por isso que chamamos as Células de “berçário” para os novos bebês e “celeiro“ para pôr o trigo.

9. As Células nos liberta da idéia que a nossa “missão” acaba quando o prédio enche, pois a Célula sempre está “pequena” por causa das multiplicações.

10. A Célula é o melhor meio para formar líderes com respaldo ministerial e capacidade reconhecida pelo povo.

Um grande problema na maioria das igrejas é a forma como seus líderes são estabelecidos. Alguns são colocados nessa posição por meio de eleição, outros simplesmente por ter concluído um curso de seminário ou instituto bíblico, dessa forma, teremos líderes apenas com o título, mas sem realidade ministerial, sem experiência e sem evidência do seu chamado. A maneira bíblica do líder ser estabelecido é pela vida, um líder deve ser desenvolvido dentro de um processo prático e natural, que produzirá respeito e reconhecimento dos seus liderados. E no contexto de Células será muito fácil perceber e reconhecer os verdadeiros líderes, pois com certeza serão aqueles que estão evangelizando, pastoreando, ensinando e se dedicando ao ministério. Esses serão automaticamente reconhecidos como líderes e terão respeito espontâneo dos outros.

13. “Fecha” a porta de trás da igreja.

14. As máscaras caem. (Is 1:6).

Numa igreja grande as pessoas podem continuar fingindo e vivendo com todos esses problemas, mas nos grupos familiares a máscara tem que cair.

16 SETE CÓDIGOS GENÉTICOS DE UMA CÉLULA SALDÁVEL (parte 1)

O princípio do código genético foi estabelecido por Deus em Gênesis 1: 11-12 e 1: 22-25 e está inserido em todo organismo vivo, cada um segundo a sua espécie. O código genético é responsável pela reprodução daquela espécie com todas as qualidades e defeitos.

Exemplo de Frutas: o mesmo sabor (doce ou azeda), mesmo tamanho, etc.

Exemplo de Filhos: Mesmo jeito de ser, de falar do pai ou da mãe, cor dos olhos, cabelos, etc.

Com base neste fato cremos que esse princípio opera do mesmo jeito tanto no discipulado pessoal como na maneira como os grupos familiares operam, ou seja, as nossas qualidades e nossos defeitos se reproduzirão nos nossos discípulos, da mesma forma na multiplicação de um grupo familiar, o grupo novo reproduzirá exatamente o jeito ,o estilo, do grupo do qual ele saiu, essa é a tendência; um grupo ungido vai reproduzir um grupo ungido e um grupo medíocre vai reproduzir um grupo segundo a sua espécie. A seguir estudaremos os sete códigos genéticos de um bom grupo familiar.

1. UM BOM DIRIGENTE OU LÍDER DE CÉLULA

Um bom dirigente vai se reproduzir em outro bom dirigente, o contrário disso também é verdade. A vida do dirigente vai determinar como será o grupo familiar. Numa família a tendência é os filhos serem uma cópia dos pais, da mesma forma também, a tendência é os membros do grupo serem iguais aos líderes. “Um líder avivado, terá um grupo avivado, um líder carnal terá um grupo carnal” (Timóteo Huber).

Mantendo o equilíbrio Devemos ter equilíbrio entre não tendo padrões altos demais e nem baixos demais para constituir alguém dirigente. Não podemos exigir perfeição e bacharelado em divindade para alguém ser um dirigente de grupo, no entanto, precisamos de qualificações mínimas e indispensáveis na vida desses líderes.

Há pelo menos sete áreas que deve ser levadas em consideração na vida de uma pessoa que deseja ser um Líder de Célula.

1. VER SE A PESSOA TEM VIDA COM DEUS

A vida com Deus é reconhecida na vida de uma pessoa através

das seguintes características:

VIDA CONSAGRADA RM 12:1

Consagração significa separado, santo, alguém que não se envolve em negócios desta vida (I Tm 2:4). Isso implica em uma vida fora do comum e do corriqueiro. Somos uma nação de sacerdotes, e se desejamos ver e experimentar coisas novas que Deus tem para nós, é necessário sair da mesmice, do trivial, do comum; precisamos deixar de ser como todo mundo é, precisamos deixar de fazer o que todo mundo faz (Ex 23:2). Precisamos ir contra o caminho e a opinião

da população, como fizeram Sadraque, Mesaque e Abede-nego, os três amigos de Daniel.

Separando entre o santo e o profano Precisamos fazer separação entre o Santo e o profano (Ez 44:23). No antigo testamento essa era a exigência para os sacerdotes e hoje não é diferente, pois somos um reino de sacerdotes, e a mesma exigência permanece, os princípios de Deus não mudam. E como dirigentes, precisamos viver fazendo essa distinção: entre o santo e o profano.

Que é profano?

É aquilo que todo mundo faz, é aquilo que é comum e popular,

não é necessariamente algo pecaminoso, mas trata de algo natural

que inebria e desvia nosso coração de servirmos ao Senhor com intensidade.

Como líderes, não podemos ser como aqueles crentes permissivos, cuja vida se limita a gastar todo o seu tempo com coisa banais, naturais e mundanas, como por exemplo: novelas, leitura mundana, filmes inconvenientes, música profana, roda de conversação vã. Tais pessoas jamais crescerão em Deus, pois se devotam apenas ao que é comum, por isso só experimentarão também o que é comum, nunca saem de uma rotina enfadonha e de uma superficialidade medíocre.

CULTIVA INTIMIDADE COM DEUS

2. VER SE A PESSOA TEM OS TRAÇOS MÍNIMOS DO CARÁTER DE CRISTO.

O bom dirigente deve ter os traços mínimos do caráter de Cristo,

podemos avaliar isso na vida de uma pessoa através das seguintes qualidades:

É UMA PESSOA SUBMISSA A LIDERANÇA Antes de uma pessoa ser colocada como líder, ela deve dar

provas que é submissa a sua liderança.

É UMA PESSOA ENSINÁVEL

Ser ensinável é estar aberto para aprender com qualquer um.

É UMA PESSOA TRANSPARENTE

Pv 28:13.

Transparência total gera confiança total.

A transparência torna uma pessoa confiável em três níveis de relacionamento:

Em relação a seus líderes.

Em relação a si mesmo.

Em relação a seus liderados.

É UMA PESSOA TRATÁVEL

Todo líder precisa ter abertura para ser repreendido sem ficar melindrado ou machucado com a sua liderança.

Pv: 3:11-12 / 6:23 / 9:8 / 15:10,31,32 / 19:25 / 27:5-6.

É UMA PESSOA QUE TEM DISPOSIÇÃO PARA SERVIR

Como dirigente de grupo haverá dias em que pessoas precisarão da sua ajuda para realizar tarefas simples , mas as vezes difíceis de realizar. É muito importante nessas horas ter um coração de servo.

É UMA PESSOA HONESTA, 2 CO 8:21.

A verdade é que até dentro do contexto da igreja, o estilo de vida honesta, às vezes é escasso.

3. DONS E FRUTO DO ESPÍRITO.

4. ATITUDES E MOTIVAÇÕES.

5. RELACIONAMENTO FAMILIAR.

esposo de uma só

mulher

disciplina, com todo respeito, pois se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus” (grupo familiar) I Tm

3:2,3-4.

“Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente” I Tm

5:8.

Esses princípios precisam ser resgatados a qualquer preço e colocados em prática se quisermos ter uma família bem ajustada. Vejamos alguns:

que governe bem a própria casa, criando os filhos sob

“É necessário, portanto, que o bispo seja

1. Culto doméstico com a família.

2. O casal orar juntos diariamente.

3.

O princípio de inculcar nos filhos a Palavra de Deus (contando

histórias da Bíblia, fitas evangélicas, decorar versículos)

4. O princípio da disciplina na hora certa e do jeito certo.

5. O princípio de orar sempre pelos filhos, sobre os filhos e com

os filhos.

6. O princípio de ser rápido para pedir perdão após uma ofensa

contra o cônjuge ou filhos.

Não

se ponha o sol sobre a vossa ira” Ef 4:26.

7.

O princípio de separar tempo para a família.

8.

O princípio de buscar ajuda de conselheiros confiáveis quando

for necessário.

6. QUALIFICAÇÕES E HABILIDADES MINISTERIAIS.

17 SETE CÓDIGOS GENÉTICOS DE UMA CÉLULA SALDÁVEL (parte 2)

2. UM BOM LOCAL

UM BOM ANFITRIÃO. Perfil de um anfitrião ideal Todos da família sejam crentes, ou pelo menos o casal.

Alguém que aceita o grupo, de coração e não forçado.

Alguém que receba o grupo com simpatia e hospitalidade.

Alguém que dê liberdade para que todos sintam-se à vontade na sua casa.

Alguém que não tem cuidado exagerado com plantas, tapetes, sofá, etc.

3. UMA BOA ATMOSFERA

1.DE AMOR .

2. DE ALEGRIA.

3. DE FÉ.

4. DE FAMÍLIA.

5. DE DESCONTRAÇÃO.

6. DE ACEITAÇÃO.

7. DE LIBERDADE E ESPONTANEIDADE.

8. DE COMUNHÃO.

9. DE AMIZADE.

4. LOUVOR E ADORAÇÃO UNGIDOS

5. ENSINO DA PALAVRA COM REVELAÇÃO

6. VISÃO E PRÁTICA DO “PURÊ DE BATATA”

1. SER FAMÍLIA.

2. TORNANDO-SE UM.

3. CUIDADO MÚTUO.

7. UM BOM “POTENCIAL DE MULTIPLICAÇÃO”

BOA DISTRIBUIÇÃO DOS MEMBROS AO MULTIPLICAR.

BOA BASE PÓSMULTIPLICAÇÃO Todo grupo deve “iniciar” com um bom “potencial de multiplicação”; para isso acontecer é muito importante uma boa distribuição dos membros na hora de multiplicar o grupo. Os dois grupos devem ficar fortes suficientemente para não retardar o crescimento, e posteriormente, a multiplicação, que é o nosso estágio final do ciclo de vida de uma célula . Os membros que vão com o novo grupo e os membros que ficam no grupo original devem ser definidos pelo dirigente, juntamente com o ministro e aprovado pelo pastor de área.

18

1. Polegar COMUNHÃO É o

dedo que facilmente se relaciona com todos.

2. Indicador EVANGELISMO E

INTEGRAÇÃO Aponta a verdade.

Atos 11: 23-25

v. 23 Barnabé sabe ver a graça de

Deus na vida das pessoas.

v.

Santo, por isso muita gente se uniu

um

avivamento.

a

Ele era cheio do Espírito

24

ele.

Estava

no

meio

de

v. 25 - Apesar de Barnabé estar no

meio de um avivamento, esse versículo diz que “ele partiu a Tarso a procura de Saulo”. Certamente lembrou-se da situação de Saulo e decidiu ir buscá-lo para que ele também pudesse estar no meio dessa nova congregação. Eu penso que ele não tinha o endereço de Saulo. Mas pelo que consta no texto

(tendo-o encontrado), percebe-se que ele foi disposto a procurá-lo em todos os lugares de Tarso. Ao

AS CINCO FUNÇÃO DA CÉLULA

encontrá-lo imagino que houve esse diálogo:

- Saulo, meu irmão, eu te amo tanto! Há um avivamento em Antioquia, entre os gentios e Deus está me usando, e você vai me ajudar, vai ser um grande homem de Deus.

- Barnabé, quem sou eu? Sou muito problemático!

Vou

trabalhar com você ( e convenceu Saulo a ir com ele)

-

Não,

eu

vou

te

ajudar!

Quantos Saulos

chorando, precisando de pessoas que amem de verdade, que vão abrir mão e dizer: “Eu vou ser um Barnabé para esse homem e

estão, hoje,

continuar acreditando!”

3. Médio - CRESCIMENTO E MULTIPLICAÇÃO É o alvo de toda célula, crescer para multiplicar- se.

4. Anelar PASTOREAMENTO E DISCIPULADO Fala de aliança, prestação de contas, vínculos, casamento do pastor com a igreja, do dirigente com a célula.

5. Mínimo TREINAMENTO DE LÍDERES Apesar de ser o menor dedo, não é a coisa de menos importância, pelo contrário, pois a maior lacuna no crescimento da igreja atualmente é a formação de líderes.

19

IMPORTÂNCIA DE UM DISCIPULADO DE QUALIDADE

DDIISSCCIIPPUULLAADDOO UUMM AA UUMM ((MM DD AA)) Jesus priorizou o discipulado na Sua vida aqui na terra. Antes de escolher os seus discípulos Ele orou a noite toda (Lucas 6:12-13), e uma grande parte do seu tempo foi ocupado investindo na vida destes discípulos. Cremos que Jesus discipulava muito: Um a um e em grupo.

O Dr. Carl Horton Doutor em “Crescimento de Igreja” e nos relatou os resultados surpreendentes de uma pesquisa realizada entre um grande número de líderes cristãos. Segundo esta pesquisa:

ESTATÍSTICA FEITA PELO SEMINÁRIO FULLER

Modelo

Resultado

Líderes que foram gerados pelo púlpito em reuniões públicas de ensino ou pregação.

0%

Líderes que foram gerados no discipulado em grupos pequenos.

10%

Líderes que foram gerados através do discipulado um a um

90%

Na nossa experiência, também temos visto que é muito bom discipular em grupos, mas nunca em substituição ao discipulado um a um.

Vez após vez tem sido comprovada a eficácia do discipulado um a um. Sem dúvida, isto possibilita que o discipulado seja mais profundo, intenso, e específico. No discipulado um a um, o discípulo sentirá mais liberdade para “se abrir” totalmente, e o discipulador sentirá mais liberdade de cavar profundamente sem constranger este discípulo na frente dos outros discípulos, como provavelmente poderia acontecer no discipulado em grupo.

É claro, que para haver este tipo de discipulado os dois (discípulo e discipulador) devem ser do mesmo sexo. Também, alguém não pode estar discipulando outra pessoa se ele primeiramente não tiver discipulador. O discipulador tem compromisso total de não falar nada para pessoa alguma daquilo que o discípulo confidenciou a não ser que obtenha primeiramente sua permissão.

Lembre-se: Discipulador não é discípulo que escolhe, é Deus! Você tem que humildemente esperar no Senhor e submeter-se a decisão d‟Ele.

Seja quem for o discipulador que Deus colocar sobre você, é sua responsabilidade de submeter-se alegremente, ser transparente, e humildemente receber ajuda.

Alguém poderia questionar e dizer: “E se meu discipulador provar que não é de confiança ou abusar da autoridade?”. Aí, humildemente você deve confrontá-lo sobre isso e se ele não aceitar e se corrigir, você deve levar o assunto ao discipulador dele. Lembre-se, ele também tem discipulador e ninguém pode abusar da autoridade a ele conferida. Se a situação ainda não mudar você vai para o líder do líder e assim por diante.

O importante é lembrar que nada serve de desculpa para você não se submeter alegremente ao discipulador que Deus na Sua soberania colocou sobre você. A única exceção seria se ele falasse algo para você que claramente é diferente do que diz a Bíblia Sagrada ou os líderes sobre ele.

Lembre-se que o discipulado nunca deve ser manipulador. O verdadeiro discipulado é para ajudar o discípulo a crescer. Nada forçado dá certo.

Lembre-se: O seu discipulador foi escolhido por Deus para ajudar você!!! Discipulado é proteção. Discipulado é crescimento. Seja transparente com o seu discipulador. Você ficará maravilhado como Deus vai usar seu discipulador para ajudá-lo a vencer o pecado, crescer espiritualmente, ser um ganhador de almas, e ser também um bom discipulador. “confessai os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados” Tiago 5:16.

Uma vez que você está sendo discipulado, é importante começar a orar e pedir a Deus acerca de quem você deverá discipular. Quando você ganha alguém para Jesus, você tem que garantir que aquela pessoa seja bem discipulada. Normalmente, é você quem deve discipular aquele novo convertido.

Jesus ordenou que fizéssemos discípulos (Mateus 28:18-20). No nosso modelo, traduzimos isto em um mínimo de três. Cremos que todo cristão deve ter um discipulador e no mínimo três discípulos. Se você é recém-convertido (1 a 3 meses), podemos compreender que ainda não tenha discípulos. Mas comece a orar e buscar a Deus sobre esta área. Comece a evangelizar seus amigos, colegas de trabalho e de aula, vizinhos, parentes, etc. Ore muito pela conversão de toda a sua família. A Bíblia garante que através da fé você pode ganhar toda a sua família

para Jesus. Na medida que você vai ganhando pessoas para Jesus logo você terá seus três discípulos ou até mais.

Jesus, antes ascender aos céus, nos deixou a Grande Comissão:

“Ide, portanto, fazei discípulos

pois, sem dúvida, é de máxima importância. Na medida que meditávamos na centralidade do discipulado, Deus nos revelou que o discipulado um a um é o coração da Célula. Este relacionamento do discipulador com seu discípulo (total de duas pessoas) chamamos de uma micro-célula. Sendo, também, que a ênfase central da Visão do Método do Discipulado Apostólico é o discipulado um a um, vimos que seria ideal usarmos a mesma sigla para identificar esta micro-célula.

M.D.A: Modelo de

Discipulado Apostólico.

RAZÕES PORQUE PRECISAMOS SER E FAZER DISCIPULOS?

1. PORQUE

MANDOU.

(Mt. 28:19). Isto tem que ser priorizado,

Então

como

visão

da

Igreja

local

temos:

É

UMA

ORDEM

UMA

ORDEM

JESUS

MATEUS 28:19-20

Depois que recebemos Jesus como Senhor da nossa vida , temos a tarefa e a responsabilidade de: fazer discípulos. Isto é um mandamento e não uma opção.

O que fazer então depois que você ganha alguém para Jesus?

Assim como uma boa mãe cuida e protege seu novo bebê, você também deve se responsabilizar e cuidar do seu bebê espiritual que você acabou de gerar.

2. PORQUE DISCIPULADO GERA CURA E SANTIDADE

Um dos remédios para nossa cura é abrir o nosso coração é confessar nossos pecados e tentações e o discipulado é o melhor ambiente para isto acontecer.Tg 5;16 e Pv 28 13 Confessar libera graça, esconder atrai juízo.

3. PORQUE DISCIPULADO GERA MATURIDADE NA VIDA CRISTÃ

É Incrível a diferença na maturidade de alguém que foi bem

acompanhado no discipulado de alguém que nunca recebeu esse acompanhamento de forma adequada.

4. PORQUE É PERIGOSO ANDAR SOZINHO NA VIDA CRISTÃ

Lembre-se:

Nunca é bom

estar só, precisamos ficar longe do

abismo, discipulado traz proteção.

5. PORQUE DISCIPULADO TRAZ CONHECIMENTO E REVELAÇÃO

É notório essas duas coisas na vida de uma pessoa que esta

sendo bem discipulada.

6.

PORQUE DISCIPULADO PRODUZ TRANSFORMAÇÃO, MUDANÇA DE CONDUTA E DE MENTALIDADE

gerar

transformação. Note quanta influencia Jesus exerceu na vida dos Seus discípulos.

O

discipulado

constante

mais

cedo

ou

mais

tarde

vai

7. PORQUE DISCIPULADO CAPACITA E FORMA LÍDERES

de

precisamos estar envolvidos nesse processo. Cada geração tem o seu tempo para agir e depois passar o bastão para a próxima geração

lideres

Por

causa

da

importância

reprodução

de

novos

20

1- JESUS E A MULTIDÃO

TRÊS NÍVEIS DE RELACIONAMENTO COM JESUS

Jo 6:2 Seguia-o numerosa multidão, porque tinham visto os sinais que ele fazia na cura dos enfermos.

CARACTERÍSTICAS DA MULTIDÃO

COM RELAÇÃO A DEUS E A LIDERANÇA

1.1. Relacionamento distante e impessoal

1.2. Dialogo superficial, conversas fiadas

1.3. Fraca resposta a Palavra

1.4. Fuga de confronto, não se deixam tratar

1.5. Motivação desconhecida, então, sem confiança

1.6. Nível de crescimento baixo

1.7. Independente

1.8. Imaturidade, religiosidade, frustração, materialismo

1.9. Fogem da cruz, não toleram o desprazer

1.10. Vida egocêntrica.

2- JESUS E OS SEGUIDORES OCASIONAIS

Jô 3:1 ¶ Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

2 Este, de noite, foi ter com Jesus

Mc 10:21 E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.

CARACTERÍSTICAS DOS SEGUIDORES OCASIONAIS

COM RELAÇÃO A DEUS E A LIDERANÇA

2.1. Relacionamento freqüente, mas superficial.

2.2. Diálogo mais aberto mas sem tratamento.

2.3. Resposta inconstante à Palavra.

2.4. Ligações por conveniência

2.5. Fuga de cobrança e confrontação

2.6. Estagnação e tédio espiritual

2.7. Fidelidade às programações, normas e preceitos

2.8.

Misticismo infantil

2.9. Opiniões próprias muito fortes

2.10. Ausência de revelação da Palavra.

3- JESUS E OS DISCÍPULOS

II Reis 3:1 Perguntou, porém, Josafá: Não há, aqui, algum profeta do SENHOR, para que consultemos o SENHOR por ele? Respondeu um dos servos do rei de Israel: Aqui está Eliseu, filho de Safate, que deitava água sobre as mãos de Elias.

CARACTERÍSTICAS DOS DISCÍPULOS

COM RELAÇÃO A DEUS E ALIDERANÇA

3.1. Total intimidade

3.2. Máxima resposta à Palavra

3.3. Submissão

3.4. Crescimento constante e desobstruído

3.5. Abertura e maleabilidade para se deixar tratar

3.6. Motivação conhecida

3.7. Dependência de Deus

3.8. Vida de vitória

3.9. Ministério desenvolvido e reconhecido

3.10. Clareza nos princípios da Palavra(revelação)

CONCLUSÃO

Nossa missão é a continuação da missão de Jesus sobre a terra. A grande comissão foi dada a todos os seguidores de Jesus, não somente aos pastores e missionários. Você pode ser o único cristão que algumas pessoas vão conhecer, e sua missão é contar a elas sobre Jesus. Sua missão é um privilégio formidável! Embora seja uma grande responsabilidade, é também uma incrível honra ser usado por Deus. Contar a outros como obter a ida eterna é a melhor coisa que você pode fazer por eles. Temos a melhor de todas as novidades do mundo, e partilhá-la é o maior carinho que podemos demonstrar a qualquer um. O valor de sua missão é eterno! Nada que faça pode ser mais importante que ajudar as pessoas a estabelecer um relacionamento eterno com Deus. Sua missão traz significado à sua vida. Se pelo menos uma pessoa for para o céu por causa de você, sua vida terá sido relevante para a eternidade. Substitua o pensamento imediatista pelo pensamento com perspectiva eterna. Para aproveitar ao máximo o seu tempo na terra, você deve manter uma perspectiva eterna. Isso evitará que dê importância excessiva a questões menores e o ajudará a distinguir entre o que é urgente e o que é eterno. Muitas coisas em que empenhamos nossas energias já não significarão nada daqui a um ano, quanto mais na eternidade! O que está permitindo que se interponha entre você e sua missão? Não troque sua vida por coisas temporárias. Lembre-se da importância de continuar estudando e lendo Palavra de Deus, para sua prática cristã. Comece esta nova fase da sua vida aproximando-se mais de Deus através da leitura diária da Bíblia.

REFERÊNCIAS

Apostila Nova Criatura Igreja da Paz Ministério Luz para os Povos

SILVA, Aluízio. Curso de consolidação 2ª Ed. Goiânia, 2003, 120p.

SILVA, Aluízio. Curso das águas 2ª Ed. Goiânia, 2003, 132p.

Manual do Encontro com Deus