Você está na página 1de 2

F ASCÍCU LO 2 / NBR 541 9 S P D A Normando V.B.

Alves, diretor-técnico da Termotécnica


Proteção Atmosférica - normando@tel.com.br
www.tel.com.br

Capítulo III - os métodos de proteção


Até 1993 a norma NB165 apenas considerava o método Frankim
com 60 graus de abertura do ângulo de proteção para todas as
edificações exceto nas áreas classificadas onde se usava 45 graus.
A norma atual NBR5419 (antiga NB165) surgio no Brasil em 1993
tendo como fundo a IEC62305 (norma Internacional). Nesta data,
além do tradicional Método Franklim foram acrescentados o métodos
Eletrogeométrico e Gaiola de Faraday.
O método Franklim permaneceu com a mesma fórmula (R=H.Tg
α) onde α é o ângulo de abertura do captor em relação á tangente de
proteção, porém o ângulo de abertura α agora varia de acordo com O método das Gaiolas de Faraday consiste na instalaçào de
o nível de proteção e com a altura do captor até no solo. Com essas condutores horizontais ou inclinados com medidas padronizadas
limitações este método tem seu melhor rendimento para edificações , que tem como objetivo bloquear a passagem de raios, evitando
pequenas e baixas. que estes entrem em contato com a edificação preservando-a de
O Modelo Eletrogeométrico (esfera rolante / esfera fictícia / método danos materiais. Este método é quase tão velho quanto o Franklin,
da bola) é uma evolução do Franklim, onde a tangente ao invés de ser porém bem mais eficiente uma vez que oferece inumeros locais
reta é parabólica. Este método surgio na década de 70 e foi desenvolvido possiveis de impacto do raio, ao contrário dos outros 2 métodos,
pela engenharia de linhas de transmissão da europa com o objetivo de que ficam restritos aos pontos verticais determinados em projeto.
minimizar os danos materiais com desligamentos nas LT. Este método é ideal para edificações extensas (galpões ou grandes
Este modelo consiste, em linhas gerais, em fazer rolar uma esfera edificações) , ou altas (prédios).
fictícia sobre a edificação, em todos os sentidos , determinando assim
os locais de maior probabilidade de serem atingidos por uma descarga
atmosférica tendo como preceito que esses locais são locais com
potencialidade de gerar lideres ascendentes que deverão se precipitar
ao encontro com o lider descendente.
Podemos dizer que o modelo Eletrogreométrico é o primo em
primeiro grau do método Franklim porém com tangente de proteção
parabólica ao invés de reta.. Sua maior eficiência é também em
edificações pequenas e baixas uma vez que sua proteção varia em
Instalação de gaiola de
função da altura e do nivel de proteção adotado ver tabela 1.
Faraday em galpão

Método Eletrogeométrico
(esfera rolante)

Instalação de gaiola de
Instalação de postes Faraday em prédios
em casa, sistema isolado
O SETOR ELÉTRICO
24 Maio 2006
NBR 5419 / SPDA
Tabela 1 - Posicionamento de captores conforme o nível de proteção R = raio da esfera rolante
(A) Aplicam-se somente os métodos ele­trogeo­
Largura do
Ângulo de proteção (α) (método Franklin), em função da métrico, malha ou da gaiola de Faraday.
módulo da
altura do captor (h) (ver nota 1) e do nível de proteção (B) Aplica-se somente o método da gaiola de
malha (ver
Faraday.
Nível de h (m) nota 2)
NOTAS
proteção R (m) 0 - 20m 21 - 30m 31 - 45m 46 - 60m > 60m (m)
1 - Para escolha do nível de proteção a altura é em
I 20 25º (A) (A) (A) (B) 5 relação ao solo e para verificação da área protegida
II 30 35º 25º (A) (A) (B) 10 é em relação ao plano horizontal a ser protegido
III 45 45º 35º 25º (A) (B) 10 2 - O módulo da malha deverá constituir um anel
fechado, com o comprimento não superior ao
IV 60 55º 45º 35º 25º (B) 20 dobro da sua largura

Na tabela 1 estão definidos todos os dados técnicos dos 3 métodos perfurar , podendo ser usado até em áreas classificadas. Um exemplo
prescritos pela norma. 5.1.1.2.1 Para o correto posicionamento dos prático disso são os tanques de armazenagem de combustíveis,
captores, devem ser observados os requisitos da tabela 1. devendo ser tomadas algumas medidas especiais com relação ao
É importante realçar que independente do método adotado, um tipo de tampa, caso seja móvel, e também a acessórios que existam
SPDA nunca será 100% eficiente por se tratar de um fenômeno da no topo do tanque e que possam ser alvo de uma descarga direta
natureza sobre o qual o homem não tem domínio. e provocar um acidente.
Ainda sobre as telhas metálicas é interessante ficar atento ás
NOTAS TÉCNICAS telhas tipo sanduíche e seus derivados. Como esse tipo de telhas
são razoavelmente recentes no mercado, motivo pelo qual este
Existe uma tendência a que o método Franklin seja retirado da assunto não é abordado na norma, deverão ser tomados alguns
norma seguindo uma tendência Internacional e também pelo fato cuidados durante o projeto.
do método Eletrogeométrico ser uma evolução do Franklin. Para telhas com recheio de lã de rocha ou lã de vidro não
Com relação ás telhas metálicas, estas podem ser usadas é interessante permitir a sua perfuração uma vez que esses
como elementos naturais de captação (como se fosse um grid com materiais apesar de não serem propagantes de chama, podem
mesh de zero por zero metros - totalmente fechado), desde que sofrer encharcamento podendo vir a trazer no futuro problemas
tenha uma espessura mínima de 0,5 mm de espessura. Gostaria estruturais com sobrecarga na estrutura do galpão.
de lembrar que as telhas mais comuns no mercado atualmente, As telhas com recheio de isopor não sofrem encharcamento,
tem espessura de 0,43 mm, as quais não atendem à esse requisito. porém este material é propagante de chama, por esse motivo a
Assim antes de usar as telhas como elemento natural de captação perfuração também deverá ser evitada.
certifique-se e documente essa espessura, seja através de um xérox As telhas com recheio de poliuretano aparentemente não
da NF do fabricante, seja através de um documento do cliente, seja apresentam nenhum dos problemas acima citados.
medindo “in loco” com um micrômetro digital (ver foto). É interessante lembrar que a maioria dos fabricantes de telhas
tipo sanduíche dá 20 anos de garantia contra infiltrações, desde
que o telhado não seja perfurado. Caso essa perfuração seja feita
por um raio pode comprometer a garantia, assim é interessante
instalar condutores mais altos que as telhas para que o raio possa
discernir os condutores em relação às telhas, evitando assim a sua
perfuração.
Gostaria de lembrar que neste capítulo foi dada ênfase apenas
aos métodos de dimensionamento do sistema de captação. As
Se a telha tiver espessura entre 0,5 mm e 2,5mm, esta pode descidas aterramento e equipotencializações, dimensionamento
ser usada como elemento natural de captação, a qual irá sofrer dos condutores, etc, serão enfatizadas nos próximos capítulos.
perfurações e pontos quente no telhado o que não é permitido em É também importante salientar que os métodos prescritos
áreas classificadas ou em locais com armazenagem de materiais visam a proteção do patrimônio e conseqüentemente as pessoas
caros ou susceptíveis ou que reagem na presença de umidade. que estão dentro da edificação, mas não protege os equipamentos
Se o telhado tiver espessura entre 2,5mm e 4mm a telha não eletroeletrônicos, os quais podem ser queimados devido à
irá ser perfurada porém no lado inferior desta haverá elevação de interferência eletromagnética causada por raios que caiam na
temperatura o que restringe ainda o uso em áreas classificadas. vizinhança. Apesar disso o SPDA instalado dentro da norma irá
Se o telhado tiver no mínimo 4 mm este não irá gerar o ponto fornecer a infra estrutura necessária para posterior proteção dos
quente na parte inferior da telha e obviamente também não irá equipamentos de acordo com a NBR5410 da ABNT.

O SETOR ELÉTRICO
Maio 2006 25