Você está na página 1de 2

Completa as lacunas do texto abaixo transcrito, empregando os

seguintes conectores enunciativos:


seguidamente, sem dúvida alguma, por
último, na verdade, aliás, em suma,
como é sabido, pois, uma palavra ainda,
afinal, em primeiro lugar, antes de mais,
assim.

A sinistralidade das nossas estradas é consensualmente considerada


escandalosa. Quais as causas deste verdadeiro flagelo nacional? A culpa
morre com frequência solteira, mas há responsabilidades a imputar.
_________________________, é necessário referir o estado dos pavimentos. Se
é verdade que as nossas estradas se encontram muitas vezes num estado
lamentável, esse motivo não deve ser o bode expiatório de todos os
males.
Importa, _________________________, distribuir responsabilidades por quem
efectivamente as tem, e aí teremos de incluir também as escolas de
condução, os condutores e a polícia de trânsito. Vamos por partes.
_________________________, as escolas de condução. Dada a relativa
impunidade com que a absoluta falta de destreza para conduzir e o
completo esquecimento da noção do perigo se passeiam pelas estradas de
Portugal, temos de convir que algo urge mudar no campo da
aprendizagem da condução. ______________________, não é por acaso que o
governo prepara medidas para tornar mais exigente o ensino da condução
de automóveis.
_________________________, os condutores. _______________________, são
alguns deles que conduzem em excesso de velocidade, que vão para a
estrada depois de beberem mais do que o permitido, que fazem manobras
perigosas, pondo, __________________________, em risco a própria vida e a
dos outros.
_________________________, a polícia de trânsito. A sua função deveria ser
mais rigorosa e insistente, para que os infractores não se sentissem,
_________________________, tão confiantes na impunidade.
_________________________ para o efectivo alcance das medidas repressivas.
_________________________ por todos, em Portugal, só os parolos é que
pagam multas, porque os espertos esperam tranquilamente pelo próximo
indulto.
_________________________, no que ao trânsito automóvel diz respeito, ainda
somos, _________________________, europeus de segunda.