Você está na página 1de 7

Caimária.

Confederação Universal da Ordem dos Cainitas – A Caimária.

Glossário.
Termos usados na Nova Ordem.

[Linguagens Culturais.]

Adava Kedavra - (Latim) Que tudo se destrua, graças a Deus;

Ad Ben Ruach Acadoch – (Hebraico) Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo;

Abra Cadavra – (Aramaico) Criarei como direi;

Abraxas - (grego) Arquétipo supremo dos gnósticos. Simboliza o Homem Completo,


Cósmico.

Abroton - (grego) Divino Imortal;

Ad Deum Qui Leatificat Juventutem Meam - (latim) Para Deus, que é a alegria de
minha juventude.

Adepto - (latim: Adeptus, “o que obteve”). É aquele que, mediante o desenvolvimento


espiritual conseguiu o grau de Iniciação. Na Ordem dos Cainitas também é chamado de
cria, pupilo ou progênie;

Adonai - (hebr.) Meu Senhor;

Aeon - (latim, grego: Aión) O tempo, a eternidade. Emanações procedentes da Essência


divina, seres celestiais; entre os gnósticos eram gênios e anjos;

Agartha - (Agarthi) Reino subterrâneo onde vivem os membros da Sagrada Ordem de


Melchisedeck;

Agni - Deus supremo do elemento Fogo. Tradicionalmente se pinta a Agni usando uma
roupagem violeta e montando um carneiro, símbolo da energia sexual sublimada;
Agnostos Theos - O Espaço Abstrato Absoluto Incondicionado e Eterno. A Divindade
incógnita e desconhecida. O Demiurgo Arquiteto do Universo;

Aibu - (gnosis) Palavra de saudação na língua dos mestres da Fraternidade Branca.


Também Albu;

Ain Sof Aur - (hebr.) “Luz sem limites”. A Luz infinita que se reconcentra no primeiro
e supremo Sefirotes, que é Kether, a Coroa;

Ankh - (egípcio) Cruz egípcia que simboliza o Triunfo da Vida sobre a Morte; a
Reencarnação e a Imortalidade. É a cruz com asa ou Ansa; é chamada também Cruz
Ansata.

Apócrifos – (grego) Documentos ou livros ocultos;

Ashram - (sânscr. Masculino) É a reunião dos discípulos em torno de seu mestre


espiritual. Um conclave;

Athanaton - (grego Thanatos = Morte.). Imortal.

Aur - (hebr.) Luz;

Beni Elohim - (Hebraico) Filhos dos Deuses. Beni é o plural de Ben: filho;

Cabala - (Hebraico) Cábala o Kabaláh. Nome da mística tradição judaica e doutrina


que trata da Árvore da Vida (Otz Chaim) e dos Sephirot (aportuguesado como
Sefirotes). Sabedoria derivada de doutrinas secretas mais antigas, concernentes à
cosmogonia e às coisas divinas, que se combinou para constituir uma teologia depois da
época do cativeiro dos judeus na Babilônia. Todas as obras que pertencem à categoria
esotérica são denominadas cabalísticas.

Califa - Governante religioso e político. O titulo é dado ao homem que possui poderes
influenciais em termos religiosos, filosóficos e políticos dentro da Ordem dos Cainitas;

Chaire - (grego) Salve;

Chaire Pamfage - (grego) Salve! Ó Resplandecente, Radiante;

Chaire Pangenetor - (grego) Salve! Ó Criador do Universo;

Chaire Fale - (grego) Salve! Ó Falo, Símbolo da Geração;

Círculos Cainitas – (Português) Subcultura; ordens ou grupos sociais que focalizavam


a fraternidade como ferramenta de desenvolvimento de uma neo-filosofia a base de
antigas;

Dimkurkurra - “Criador de leis” epíteto sumério de Marduk, no Épico da Criação. O


titulo é dado para os magistrados da Ordem dos Cainitas que integrarem a jurisdição
e/ou o parlamento;
Duo In Uno - (latim) Dois em Um;

Eheieh - (hebr.) Eheyeh: Eu Sou;

Eheie-Ashr-Eheie - (hebr.) Eu Sou o que Sou. Essa é a origem da frase Eie Asereie,
vista ao final da Invocação do Sábio Salomão;

Filhos da Viúva: Mistérios Isíacos (Morte de Osíris); Mistérios Órficos (Morte de


Orfeu); o primeiro pelos Demônios Vermelhos de Seth e o segundo pelas Bacantes.
Nome aplicado também aos maçons franceses em razão de que as cerimônias maçônicas
estão principalmente baseadas nas aventuras e morte de Hiram Abif, o “Filho da
Viúva”, que ajudou a construir o mítico Templo de Salomão. Na Ordem dos Cainitas e,
principalmente na Casa de W.:.L.:., o termo “Filhos da Viúva” refere-se aos renascentes
da Luz, ou seja, homens que se perderam no caminho do mundo e reencontraram a
ordem na casa dos cainitas;

Gopijana - (sânscr.) Pastor. O que guia a todos os seres preparados;

Govindaya - (sânscr.) O Conhecedor de todas as coisas. Senhor ou chefe de pastores;

Hajj - (islam.) Peregrinação. Indica o Caminho Iniciático até os Centros de Poder;

Hashmalim - (hebr.) Seres luminosos. Os cainitas denominam de Hashmalim, os anjos;

Hic Est Enim Calix Sanguinis Mei = (latim) “Este é o Cálice com meu vitae.”;

Hoc Est Enim Corpus Meum - (latim) “Eis aqui o meu Corpo.”;

Imã, Imam - (islam.) Sucessor e líder. Título dado aos grandes iluminados;

Imitatus - (latim) Imitar, reproduzir imitando, representar, copiar. Esotericamente,


aquele que atua imitando/obedecendo a seu Mestre externo, pois ainda não se revelou
seu Mestre Interno manifestando-se nos atos de sua vida;

Introibo Ad Altare Dei - (latim) Acerco-me ao Altar de Deus;

Iscurion - (grego) Poderoso, potente, grande;

Ka - (egípcio) Corpo astral;

Lúcifer - (latim) Portador de Luz; o que ilumina. Em grego: Phosphoros. Tentador e


Redentor. Aspecto dual do Verbo. A Sombra Vivente do Criador, projetada no fundo do
microcosmos-homem. É o planeta Vênus, considerado como a brilhante Estrela;

Lumisial - (latim) Lúmen, Lúminis, Luz. Centro ou lugar de luz;

Manas - (masculino) Mente pensamento, órgão mental (o cérebro e sua função, “o


pensar”) É o quarto corpo dos sete da Anatomia Oculta do ser humano. Nas tradições
medievais européias, a mente é representada pelo labirinto, desenhado nas entradas de
algumas Catedrais góticas;
Maya - (sânscr.) Ilusão, aparência, decepção, desilusão;

Mumtazar - (islam.) O esperado, aquele que vem anunciar o Fim dos Tempos; o
mesmo que o sânscrito Kálki-Avatar;

Nisir - O monte bíblico Ararat, onde finalmente aportou à arca de Ut-Napishtim, o Noé
bíblico. Este monte se encontra na Armênia, e representa nossos mais altos ideais de
evolução espiritual. Somente por meio da ALTA Iniciação é que conseguimos a
Salvação da Alma;

Omnia In Duobus: (latim) Tudo em Dois.

Pistis Sophia - (grego) Conhecimento, Sabedoria. Um livro sagrado dos antigos


gnósticos ou primitivos cristãos. Manuscrito copto adquirido pelo Museu Britânico em
1784 aos herdeiros do doutor A.Askew, cuja importância foi por longo tempo
desconhecida, até que foi traduzido ao latim por J. H. Peterman e M.G. Schawatze em
1851;

Profeta - O que prediz as coisas por inspiração divina; o que se comunica diretamente
com uma entidade superior; o Iluminado pela Graça Divina, conhecedor de todas as
coisas por intuição.

Patar - Pedra. Altar. Coloca o Mestre e discípulo no Círculo da Iniciação;

Rasa - (masculino) Suco sagrado, sêmen, aquilo que tem um sabor delicioso, o deleite
sexual;

Sacerdote - (latim) Sacer: Sagrado. Sacerdos: Sacerdote, sacerdotisa. Pessoa


consagrada à Divindade.

Sádhu - (masculino) Santo, nome que se dá aos renunciantes, os quais decidiram


abandonar o mundo para se entregar à busca do Absoluto;

Sepher - (hebr.) Esfera, Círculo, Livro;

Stupa - (sânscr; páli Thupa; tib. Chörten/Chos Rten) Relicário para guardar restos
mortais de grandes mestres.

Summum Supremum Sanctuarium - (latim) Summum: A parte mais alta, o cume, o


sumo, a perfeição, o ponto culminante. Supremum: Superior, o mais alto, o mais de
cima. (Em grego, Adytum, Adyton). Santo dos Santos. Santuário parte mais retirado de
um Templo ou Lugar Sagrado, reservada aos Sacerdotes, oculto por um véu à vista dos
profanos. Ali, “no começo do ano, senta-se o Divino Rei do Céu e da Terra”, segundo
Heródoto.

Tau - (egípcio) Ankh. É a cruz com asa egípcia, a Crux Ansata ou Ansada dos latinos.
Símbolo da Vida que triunfa sobre a Morte. Este sinal pertencia exclusivamente aos
Adeptos; era um símbolo de salvação e consagração. Tau significa também “Sendeiro
que conduz ao Conhecimento e a Verdade”;
Tetragrammaton - (grego) O nome de Deus composto de quatro letras. O Mistério das
Quatro Letras (Iod, He, Vau, He). Estas quatro letras são hebraicas. O Tetragrammaton
Sagrado é o Jotchavah, Tiphereth, Intermediário entre a Coroa e o Reino, o Princípio
Mediador entre o Criador e a Criação. É a Trindade na Unidade. Os hebreus sinceros
consideravam este nome demasiado sagrado para ser falado ou lido nas sagradas
escrituras, então o substituíam pelo termo Adonai, que significa Senhor. Os cristãos em
geral chamam o IHVH de Jeová;

Teurgia - (grego) Criação Divina. É o resultado da Vontade operando sobre a matéria


fenomenal. É fazer sair dela a Luz Primordial Divina e a Vida Eterna;

Thelema: (grego) ou Thelesma. Vontade. Azoth ou Luz Astral; é o Od dos hebreus; a


Vontade. Com Thelema, a finalidade é a Perfeição da Obra, o Fim em si;

Tiphón de Bafometo: O Bode de Mendéz. O Arcano 15 da Cabala. Representado com


uma tocha ardendo sobre sua cabeça e a estrela de cinco pontas sobre sua fronte, na
posição correta. Ele nos indica que não é uma figura tenebrosa, mas a representação de
Lúcifer. Alude ao sexo;

To Soma Heliacon - (grego) To: Ele; Soma: Corpo; Helios: Sol. O Corpo de Ouro do
Homem Solar, especificamente o Astral Solar;

To Soma Puchicon - Corpo Etérico, ou Vital, solarizado. Representado esotericamente


pela Cabeça de João Batista numa bandeja de prata, ou seja, há que renunciar ao
mundano, ao profano, para se obter a Iniciação verdadeira;

Totem: Elemental vegetal ou animal venerado que serve de veículo à Divindade;

Traje de Bodas da Alma - Expressão que se refere ao ‘To Soma Heliakon’. É o Corpo
de Ouro do Homem Solar, criado com o trabalho na Nona Esfera. Em uma passagem da
Bíblia, aquele que não acudiu em traje de bodas ao banquete do Senhor foi jogado às
trevas;

Transformação - Capacidade de modificação ou de mutação de um corpo em estado de


Jinas pela qual pode adotar qualquer figura. O mantra para levar isto a cabo é: "EST
SIT, ESTO FIAT";

Transmutação: A conversão do Esperma Sagrado em Energia;

Tronos - Grau de Maestria. Estado Superlativo de Consciência. Têm sua morada no céu
de Saturno;

Túnicas: As cores das túnicas que os Mestres da Luz e também os Magos Negros se
acham relacionados com as cores da Grande Obra: negro, branco, amarelo e vermelho.
A túnica de cor púrpura é recebida quando acontece a transformação dos Corpos Solares
em veículos de Ouro Puro. O Mestre Samael assinala que tanto os Mestres Brancos
como os Magos Negros vestem suas túnicas características. Cita, por exemplo, a
Andrameleck, portando uma túnica cor negra, e a Chavajoth, portando uma de cor vitae.
Também nos adverte o Mestre Samael que os Magos Negros, no Mundo Mental, podem
adotar a vestimenta dos verdadeiros Mestres, podendo causar confusão aos neófitos
inexperientes. Assinalam como elemento diferenciador que as túnicas de cor vermelha
ou púrpura não a vestem os Mestres, mas sim os Magos negros;

Turyias: (Sânscr.) Refere-se aos verdadeiros Iluminados, os Deuses Homens, os que


falam com o Pai que está em Segredo e com a Divina Mãe cara a cara. Possuem o
estado de perfeita clarividência;

Ubiqüidade - Faculdade de manifestação simultânea, em forma visível e tangível, em


mais de um lugar ao mesmo tempo. Capacidade própria de quem realizou a Grande
Obra;

Universidade Adhyátmica - Lugar onde os sábios examinam periodicamente os


aspirantes que, depois de haver renunciado a Mammon (o intelectualismo, as riquezas
materiais e a luxúria), desfrutam sabiamente das delícias do Amor no tálamo nupcial;

Unos In Hilo - (latim) Uno em um Ponto;

Upanayana: Sacramento iniciático, que recebe ao redor da idade de sete anos;

Vara de Aarão – Nome dado à coluna oculta dentro da pirâmide hierárquica da Ordem
dos Cainitas. A vara é a escala de níveis dos cainitas e o seguimento hierárquico da
ascensão ao trono das Casas;

Vaso de Hermes Trismegisto - Expressão que alude ao símbolo alquímico da Energia


Sexual Contém o vinho sagrado, produto da conversão da água em vinho por meio da
transubstanciação. Não deve ser jamais derramado. Também representa ao Yoni
feminino, assim como o Santo Graal ou Cálice de Salomão;

Velocino de Ouro - Expressão que se refiro ao momento em que o Adepto recebe o


Tesouro Inefável e imperecedouro do qual deve nos apoderar depois de vencer o Dragão
das Trevas (o Ego). Isso ocorre uma vez criado os Corpos Existenciais e havendo
passado pelas três purificações. No batismo de vitae do neófito, o seu Anfitrião, o
progenitor oferece a sua cria o Velocino, esse é o supremo vitae;

Vestais – Sacerdotisas do Templo de Lilith. As musas da beleza para incitar o instinto


da cópula;

Véu de Ísis - Expressão que alude ao Véu Sexual Adâmico. Os Mistérios, antes
herméticos, agora estão popularizados pelo Conhecimento Gnóstico.

Vira In Sacro / Ominnem - (masculino) Herói guerreiro, homem viril, apelativo dos
adeptos do mais alto nível no tantrismo (por oposição a Pashus, os impotentes, os
fornicários). Também chamados de Sodomitas (homossexuais) ou Gomorritas
(Heterossexuais) dentro da Ordem dos Cainitas;

Yoni - (masculino) Órgão sexual feminino representado nas mandalas com um triângulo
com a ponta para baixo e o mantra pelas consoantes;

Zakat - Doação aos necessitados, um dos principais pilares da fé muçulmana. Refere-se


ao 3° Fator dentro do Islamismo. Na Ordem dos Cainitas, o supremo Anfitrião de
Todos; o monarca da Ordem, junto dos magistrados denominados Diáconos, supre as
necessidades dos integrantes da casa quando se refere ao conhecimento e a continuidade
de estudos;

Zangões - Termo que em esoterismo se refere aos Magos Negros. São os bruxos que se
entregam ao estudo e práticas de artes negras;

Zotz - (Asteca) Termo que designa o Deus Morcego (ou Murciélago). Este é um grande
Mestre do Raio de Saturno, um poderoso Anjo do Mundo Causal, regente da Vida e da
Morte. Seu poder é terrível. Pertence ao Raio de Saturno. Também chamado de
Camazotz;