Você está na página 1de 6

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operacionalização (Parte II)

DOMINIO D – Gestão da BE - Subdomínio D3

Para a concretização desta tarefa, incidi a análise numa BE que entrou na RBE em 2007 e cuja escola nunca implementou o Modelo de Auto-avaliação
RBE, estando neste momento o PB a efectuar formação no contexto do Modelo pela RBE.

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da informação

Indicadores Factores Críticos de Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Sucesso Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação
D.3.1 Planeamento/ gestão da  Equipa da BE auscultou  Docentes: indicam documentos curriculares actuais
colecção de acordo com a  Inquéritos efectuados à Comunidade de apoio às temáticas a abordar nas suas
comunidade educativa sobre
inventariação das necessidades Educativa antes de integrarem a RBE; disciplinas. Muitos dos documentos indicados são
curriculares e dos utilizadores fundo documental da BE,  Fichas de sugestões de títulos a demasiado caros para que a BE os adquira, apesar
da escola/agrupamento. inventariando as adquirir de serem uma lacuna no fundo documental da BE,
podendo ser substituídos por outros que atingem a
necessidades dos utilizadores
mesma finalidade;
de acordo com as suas  90% dos Docentes auscultados deram a sua opinião
classes etárias, ciclos de sobre o fundo documental;
ensino, PEA, projectos de  Alunos: indicam documentos mas não especificam
os títulos, referindo na sua grande maioria as áreas
escola, áreas curriculares temáticas que gostariam de ter na BE. Exemplo:
disciplinares e não Banda desenhada, sexualidade, aventuras,
disciplinares, fazendo a adivinhas. Poucos alunos referem documentos que
estejam ligados às áreas curriculares;
selecção do fundo de acordo
com as directrizes da RBE e
as características do
agrupamento;
 Os recursos de informação  Parecer RBE / folha Excel do fundo
documental integrado na Biblioteca
existentes foram aprovados  O Parecer da RBE refere que a BE deverá reforçar os
pelo Parecer da RBE aquando recursos on-line; reforçar as áreas das Ciências
da integração da Rede com Exactas e manter os periódicos desde que
suportados com orçamento da Escola;
algumas sugestões futuras
para a colecção.

 Apesar de ainda estar em


fase de construção o  Actas do CP; Livro de registos; actas
documento PDC e Manual de da Equipa da BE; avaliação periódica
Procedimentos (concelhio), a da colecção nas diferentes classes da  Nas actas do CP há unanimidade na concretização
selecção, desbaste, CDU; imediata da PDC e conclusão do Manual de
aquisições, organização e Procedimentos. Contudo, também está referido
circulação dos documentos, que apesar de ainda não se encontrarem
são aprovados em Conselho formalmente concebidos estes documentos, na
Pedagógico como forma de prática já se efectuam os procedimentos que se
informar a comunidade enquadram nestes documentos reguladores da
educativa da Política actividade da BE;
Documental da BE e criar  Nas actas das reuniões de Equipa estão
laços de trabalho de parceria mencionados os procedimentos que já se
entre os diferentes órgãos concretizaram no âmbito dos 2 documentos
pedagógicos do reguladores citados anteriormente;
Agrupamento e perceberem  A Avaliação da colecção é feita todos os Períodos do
que a formalização destes ano escolar, discutidos em Equipa da BE, sendo
documentos está em fase de transmitidas as ideias fundamentais em CP;
construção
D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da informação

Indicadores Factores Críticos de Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Sucesso Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação
D.3.2 Adequação dos livros e de  Processaram a avaliação da Estatísticas dos vários tipos de  Pela análise dos empréstimos verifica-se que os
outros recursos de informação (no colecção através da ficha empréstimos (em presença, sala de aula, utilizadores, quando em contexto de sala de aula,
local e online) às necessidades Excel da RBE, dado nunca domiciliária, aulas de substituição, alunos são os Docentes. A classe 0 é a mais requisitada,
curriculares e aos interesses dos terem implementado o das restantes escolas do agrupamento); seguindo-se a classe 8 na qual se inserem os
utilizadores na escola Modelo de Auto-avaliação documentos do PNL e ainda os kits disponibilizados
/agrupamento. RBE; Inquérito de grau de satisfação a alunos para as aulas de substituição;
 Variedade de suportes e e professores do agrupamento sobre a  No empréstimo domiciliário os maiores utilizadores
títulos correspondem às colecção disponibilizada e forma de são os alunos indo a sua preferência para os
necessidades curriculares acesso à mesma; documentos impressos da classe 8. Só 2% dos
dos utilizadores e seus docentes requisita documentos para empréstimo
interesses de diversão; Auscultação de sugestões aos domiciliário e a maioria deles são para apoio
 Colecção é apetrechada utilizadores através da caixa de sugestões curricular com intuito de preparem aulas;
segundo parâmetros de e do sistema de preenchimento das  Os kits para as aulas de substituição são muito
necessidade dos utilizadores, reclamações, utilizados principalmente pelos docentes de
actualização dos documentos Português e História;
mais recentes e pertinências  Os alunos do 1º Ciclo (4º ano) do agrupamento
curriculares, não esquecendo requisitam documentos no contexto do
as ofertas de escola; empréstimo domiciliário, focando a sua preferência
 A classe 8 corresponde às na classe 8 da CDU;
necessidades dos utilizadores  Pelos inquéritos aos utilizadores verifica-se que
e vai de encontro às estão satisfeitos com a colecção, solicitando os
directrizes do PNL ; alunos mais documentos não impressos para
requisição domiciliária.
D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da informação

Indicadores Factores Críticos de Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Sucesso Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação
D.3.3 Uso da colecção pelos  Para além de utilizarem Estatísticas dos vários tipos de  Estas evidências cruzam-se com as apontadas no
utilizadores da escola/ os documentos na BE, os empréstimos; Indicador D.3.2
agrupamento. Utilizadores utilizam-nos Guia do Utilizador  É um elemento facilitador do uso da colecção pois
em contexto de sala de  nele estão contempladas informações sobre a
aula (aulas curriculares;  Questionários da avaliação de cada uma colecção existente na BE e como procurar essa
aulas de substituição; das actividades efectuadas em parceria informação
AEC’s); com os alunos e professores;  Estas evidências cruzam-se com as registadas no
 Efectua-se o empréstimo Indicador D.3.2
domiciliário de  Produção de documentos orientadores  A disponibilidade de informação sobre a colecção
documentos para todos dos diversos tipos de informação surge nos computadores da BE, no Moodle da
os alunos e professores existente na BE e sua forma de escola, e página Web da escola.
do agrupamento; acessibilidade;  O modo como se pode aceder a esse tipo de
 BE efectua formação do informação sobre a colecção tem um efeito muito
Utilizador para uso da  Listagem de documentos relacionados positivo no utilizador, pois pela análise dos
colecção; com os conteúdos a desenvolver nos questionários verifica-se que a forma de comunicar
 BE efectua formação do projectos curriculares de turma; é eficaz e muito clara, ajudando o utilizador a
Utilizador (Professor e utilizar de forma eficaz a colecção;
Aluno) no âmbito da  Listagem de documentos relacionados
pesquisa da informação; com os conteúdos a desenvolver nos
 BE dispõe de Cursos EFA
informações de todos os

projectos curriculares de
 Estão disponíveis guiões e sites que
turma para melhor servir
auxiliam no contexto da pesquisa
o utilizador no contexto
da informação útil a
 Instrumentos de avaliação da colecção;
estes projectos;
 Estreita colaboração
com Docentes que
utilizam recursos no
âmbito do PNL;
D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da informação

Indicadores Factores Críticos de Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Sucesso Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação
D.3.4 Organização da  Informaçãodisponibilizada  Tabelas existentes na BE e nas salas  Dado que neste momento o catálogo da BE ainda
informação. segundo regras da CDU; de aula; estantes com sinalética não se encontra disponível ao utilizador, só no ano
Informatização da colecção.  Possuem software segundo normas da CDU e adaptada final do ano passado chegou o software e a equipa
informatizado (Porbase) através aos ciclos de ensino não tinha formação para saber utilizar o programa.
do qual constroem a sua base de  Guiões Assim, a colecção ainda não está totalmente
dados informatizada;  Sites online por temáticas curriculares informatizada, mas em breve estará disponível ao
Variedade de suportes de  Moodle utilizador o catálogo da BE.
informação (documentos  Listagens bibliográficas por temáticas  As restantes evidências dêem ser cruzadas com as
impressos, não impressos, e classes da CDU que constam no Indicador D.3.5 Difusão da
manipuláveis e online) que  Os restantes instrumentos de recolha informação
suportam as necessidades devem ser cruzados com os que
curriculares e de lazer dos constam no Indicador D.3.5 Difusão
utilizadores; da informação

D. Gestão da BE
D.3 Gestão da Colecção/da informação

Indicadores Factores Críticos de Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas dos Instrumentos, a


Sucesso Evidências sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação
 BE disponibiliza recursos  BE desde o início do ano e tal como consta do Plano de
D.3.5 Difusão da informação  Planificações conjuntas da Equipa da BE
informativos em diversos Acção e de Actividades da BE, empreendeu várias
e docentes envolvidos nas diferentes
suportes que se coadunam com estratégias de divulgação dos seus recursos, estando
actividades de difusão da informação;
as necessidades dos projectos desta forma os utilizadores mais informados da
curriculares de turma e PNL composição da colecção e de como utiliza-la. Aferimos
 Plano de Acção e de Actividades da BE;
 BE disponibiliza as novidades do pelos questionários que o grau de satisfação dos
fundo documental por áreas utilizadores face a estas estratégicas é de manter pois
 Plataforma Moodle; consideram-nas muito úteis na sua aplicação.
temáticas de interesse curricular
e lúdico;
 Quadro de cortiça que serve de
 BE disponibiliza as novidades do  O placard que se encontra na BE poderia ser
fundo documental por áreas informação geral e que se encontra na BE; substituído por um ecrã digital que se encontra no
temáticas de interesse curricular polivalente da escola e que serve para informar os
e lúdico;  Questionários a Docentes e Alunos; utilizadores de vários eventos e novidades dentro e fora
 BE disponibiliza recursos de da escola. Neste contexto foi sugerido, principalmente
informação através do site da BE;  Instrumentos de apoio às actividades
pelos alunos que muitas das novidades da BE pudessem
Moodle do agrupamento e no mencionadas;
boletim informativo em suporte figurar nesse ecrã.
de papel e digital;  Actas das reuniões da Equipa da BE;
 BE disponibiliza guiões dos  Os Utilizadores questionam a falta do catálogo online.
Esta situação está a ser operacionalizada, mas de
documentos áudio e vídeo da BE Guiões.
em forma de roteiro momento ainda não se encontra disponível ao utilizador
 BE cria estratégias lúdicas de dado que só 47% da colecção está informatizada.
divulgação da informação coo
forma de cativar os leitores para Os Guiões e a disponibilização da informação no Moodle
a descoberta de títulos que são as estratégias mais defendidas pela comunidade de
existem mas que são pouco utilizadores, já que muitos deles ainda não têm Internet
procurados pelos utilizadores;
e por isso a partir de casa não podem aceder ao site da
escola. Assim aproveitam na escola e na sala de aula
para acederem ao Moodle e à disciplina da BE.

Elisabete Carvalho_09