Você está na página 1de 5
William Frezze 10 de maio de 2014 · Estevão viu a Glória do unigênito do

Estevão viu a Glória do unigênito do Pai, e um dia haveremos de ver também! Glória a Deus!

o

 

o

  o
 

JBD* Atos 7:55,56 Mas aqui, Lucas narra, de modo irrefutável, que Estêvão viu: 1º a Glória de Deus; 2º Jesus; 3º Deus, o Pai. A expressão " a destra de Deus" significa "à direita de Deus" e não " a Glória de Deus", como insinuam os unicistas. A Glória de Deus foi vista por Estêvão antes. E Lucas mostra uma sequencia na focalização do olhar de Estêvão. Sua atenção, primeiro, foi focalizada na Glória de Deus. Depois, voltou o seu olhar e Viu Jesus. E, por último, viu Deus, quando concluiu que Jesus se encontrava em um lugar de autoridade, à mão direita de Deus. Não podemos esquecer também que, naquele momento, Estêvão estava cheio do Espírito Santo. Logo, os três membros da Trindade aparecem distintos uns dos outros. Daniel também contemplou as duas pessoas divinas juntas no céu: Pai e Filho( Dn 7:9-13)

para quem for unicista pense bem, pois negar a um é negar ao outro influenciando na salvação 1Jo2:22,23

11

 
 

o

  o
 

William Frezze Ok JBD*, esta preparado para toda a sua argumentação cair por Terra publicamente? Vamos então aprender a Bíblia

11

 
 

o

  o
 

William Frezze Ora, ora vejam só pessoal este é JBD* meu amigo. Há uns meses atrás ele dizia a mim que Deus falou com Ele e

o

edificou ouvindo os hinos do Conjunto Voz da Verdade, agora para ele a voz de doutores da ICP é mais do que a Voz do Deus

que falou com ele através dos hinos unicistas que agora ele rechaça. Comecemos com o que eu falei acima:

“Estevão viu a Glória do unigênito do Pai, e um dia haveremos de ver também! Glória a Deus!” ONDE ESTÁ O ERRO DO MEU TEXTO? Não sei se valerá a pena controverter a objeção do JBD* ao meu texto, mas para mim a contradição entre versículos e lógica contextual é uma prova de desonestidade intelectual, para o JBD* parece ser uma questão de método e ideias que são partes integrantes do processo de debate por pura gabolice para se vencer. É o tipo de touro que não se importa com nada, desde que mire no vermelho e avance. Chega a ser banal. Não estou debatendo com o JBD*, pois não há debate entre o conhecimento e a falta de saber.

Lamentavelmente o JBD* esta em total despreparo em sua confiança cega em chavões de “doutores” como os da ICP e se esquece de ler a Bíblia ao invés de homens, homens estes que você os toma como portadores de certezas indiscutíveis ao ponto de que o simples ultimato de contestá-las lhe causa espanto e indignação, como é típico do pirata de papagaio ao ver desafiadas as crenças habituais do seu círculo teológico pobre e limitado. O propósito dessas linhas não é de maneira alguma debater com o JBD*, mas apenas mostrá-lo a vocês o JBD* como um anti- exemplo, como amostra de tudo o que não é e não deve ser um teólogo que recebe pronto na boquinha toda a teologia pronta e não se empenha em estudar a fonte inesgotável, mas antes se contenta com o balde com água na medida certa. Refuto a abaixo de forma linear cada um de seus argumentos:

26

 
 

o

  o
 

William Frezze 1. O MEU TEXTO “Estevão viu a Glória do unigênito do Pai, e um dia haveremos de ver também! Glória a Deus!”

1.1

Não sei por que o JBD* viu unicismo no meu texto, porque ele é obviamente bíblico, isto é, Estevão viu a Glória do unigênito do

Pai, isto é Jesus e provo a seguir.

 

1.2

Todos sabem que quando Estevão viu a Cristo Ele estava glorificado, portanto Estevão viu a glória de Jesus. Ou Jesus glorificado não tinha glória? É ridículo o motivo que o levou a objeção para meu texto, mas prossigamos para a segunda refutação que lhe

faço.

1.3

A

Bíblia diz que “

o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, E VIMOS A SUA GLÓRIA, COMO A GLÓRIA DO UNIGÊNITO DO

PAI, cheio de graça e de verdade

”,

observem vocês que não só Estevão viu a Glória do Unigênito do Pai, mas o Apóstolo João

diz que eles também viram a glória do unigênito do Pai.

 

1.4

Eu disse que um dia veremos esta glória também, Jesus disse que: “se creres verás a Glória de Deus”. João 11:40, Paulo nos

recomenda que devemos aguardar a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo em Tito 2:13 e Judas também diz no versículo 25“ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém. ” como pois então pode o JBD* achar que este versículo foi uma declaração unicista como ele sugeriu? E se é unicista, porque assim cremos nós unicistas, como ele pode dizer ser herética?

11

o

o  
 
   

O

JBD* tenta argumentar em seu texto “Mas aqui [em Atos], Lucas narra, de modo irrefutável, que Estêvão viu: 1º a Glória de

Deus; 2º Jesus; 3º Deus, o Pai.”.

 

2.1

Jesus disse ao sumo Sacerdote que Ele estaria assentado à destra, mas Estevão o viu em pé, e agora?

Vejamos:

 

Assentado como substantivo significaria que Jesus colocou-se sobre um assento.

Assentado com adjetivo significaria que Jesus esta situado, i.e. sediado. Explico isso tudo mais adiante, vamos nos ater primeiramente ao texto do JBD*

2.2

O

JBD*

diz que somos nós unicistas quem insinuamos que Jesus está “à glória de Deus e não à destra”, como se eu ou algum

unicista tivesse dito que na Bíblia não está escrito destra, mas glória, errado não dizemos isto, pois se esta escrito destra é assim

que devemos dizer. Porém eu pergunto: esta “destra” é literal ou simbólica? Se for literal, então significa que Deus tem lado direito

e

esquerdo, sendo assim Ele é um ser finito, o que já é um absurdo, porém com Deus é um ser infinito não pode ter lados, Ele é

infinito

Logo destra nestes versículos só pode ser simbólica, e se ela é simbólica o que ela significa? Vejamos:

2.2.1

 

O

Braço significa a Força e o Poder de Deus, pois sendo assim, não necessariamente, quando as Escrituras Sagradas

mencionam as palavras “braço” ou “direita” está se referindo à parte do corpo, mas é uma metáfora. Na verdade, a maioria das vezes que a Palavra cita esses termos é apenas uma figura de linguagem, pois Deus não tem corpo Físico, mas apenas Jesus o tem, e para exemplificar de outra forma, o profeta Ezequiel cita 06 vezes: “Filho do homem, quebrei o BRAÇO do faraó, rei do Egito. Não foi enfaixado para sarar, nem lhe foi posta uma tala para fortalecê-lo o bastante para poder manejar a espada. Por- tanto, assim diz o Soberano, o Senhor: Estou contra o faraó, rei do Egito. Quebrarei os seus dois BRAÇOS, o bom e o que já foi

quebrado, e farei a espada cair da sua mão

Fortalecerei os BRAÇOS do rei da Babilônia e porei a minha espada nas mãos dele,

mas quebrarei os BRAÇOS do faraó, e este gemerá diante dele como um homem mortalmente ferido. Fortalecerei os BRAÇOS do rei da Babilônia, mas os BRAÇOS do faraó penderão sem firmeza. Quando eu puser minha espada na mão do rei da Babilônia e ele a brandir contra o Egito, eles saberão que eu sou o Senhor.” Ezequiel 30:21,22,24,25. Veja que aqui braço também não é

literal, assim como a mão direita de Deus também não pode ser, mas é apenas uma ilustração para mostrar que Deus fortaleceria

o

império babilônico e o usaria para tirar a força do reino egípcio. Essa metáfora também é utilizada nos seguintes versículos:

Salmos 10:15, Salmo 37:17, Salmo 44:3 e Jeremias 48:25.

2.2.2

 

Talvez o ignorante se atendo a detalhes a margem da questão diga boçalmente: “Mas braço é braço mão direita é mão direita” esquecendo-se que a questão aqui é explicar os sentidos figurados da Bíblia, para isso vejamos então a mão direita de Deus que tem o mesmo sentido que o contexto acima e também aparece muitas vezes na Palavra, num total de mais de 30 vezes:

“Senhor, a tua mão direita foi majestosa em poder. Senhor, a tua mão direita despedaçou o inimigo.” Êxodo 15:6

(ler também Êxodo 15:12; Salmos 16:11; 17:7; 18:35; 20:6; 21:8; 44:3; 45:4; 48:10; 60:5; 63:8; 73:23; 74:11; 77:10; 78:54; 80:15,17; 89:13,25; 98:1; 108:6; 110:1,5; 118:15,16; 121:5; 138:7; 139:10; 142:4; Isaías 41:10,13; 48:13; 62:8; Lamentações 2:3,4; Habacuque 2:16; Mateus 22:44; 26:64; Marcos 12:36; 14:62; 16:19; Lucas 20:42; 22:69; Atos 2:33,34; 7:55,56; Romanos 8:34; Efésios 1:20; Colossenses 3:1; Hebreus 1:3,13; 8:1; 10:12; 12:2; I Pedro 3:22).

12

o

o  
 
   

Outro significado do braço do Senhor Deus é a sua pessoa.

A

expressão “braço direito” é apenas um simbolismo, o que ela traz de revelação para nós? Pelas referências bíblicas que vimos

até o momento, esta expressão está ligada à força, à ação, ao ato de salvar o escravizado e condenar o ímpio, ao lugar de honra

e

glória e como revelação da pessoa de Deus, se não vejamos:

Isaías 53: “

nem formosura

a quem se manifestou o braço do Senhor? Porque [o braço] foi subindo como renovo perante Ele

não tinha parecer ele tomou

era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores [o braço é o homem Jesus]

sobre Si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre Si

Ele [o braço, Jesus] foi ferido pelas nossas transgressões

o

Senhor fez cair sobre Ele à iniquidade de nós todos. Ele foi oprimido, mas não abriu a boca, como um cordeiro [o braço é o homem Jesus, é o cordeiro de Deus], foi levado ao matadouro e, como a ovelha perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a

boca

puseram a Sua sepultura com os ímpios e com o rico, na sua morte [o braço de Deus morreria]; porquanto nunca fez

injustiça, nem houve engano na sua boca

quando a Sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade,

 

prolongará os dias [o braço de Deus vai morrer e ressuscitar], e o bom prazer do Senhor prosperará na Sua mão. O trabalho da Sua alma Ele verá e ficará satisfeito; com o Seu conhecimento, o meu servo, o justo, justificará a muitos, porque as iniquidades ”

deles levará sobre si

com muita profundidade o que um homem, que seria o braço de Deus, comparada a um renovo (broto de uma planta) e a um cordeiro, sofreria para que trouxesse ao mundo o perdão de seus pecados. E aprova disso está em João (Não o JBD* , mas aqueles que sabe que Jesus é o Pai) “Isso aconteceu para se cumprir a palavra do profeta Isaías, que disse: “Senhor, quem creu em nossa mensagem, e a quem foi revelado o braço do Senhor?” João 12:38. 2.2.4 Jesus é a Destra do Pai Para concluir vemos Jesus é a própria destra do Pai, figuradamente, e não está à destra do Pai, literalmente. E é dito que Jesus está à destra do Pai porque Ele é:

Ao lermos esta profecia, escrita aproximadamente 800 anos antes de Jesus vir ao mundo, Isaías detalha

-

A pessoa de Deus que foi o agente da criação (assim como o braço representa ação);

“Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez.” João 1:3

o mundo foi feito por Ele

João 1:10

“o qual é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque nEle foram criadas todas as coisas que há nos céus

e

na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e

para Ele. E Ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por Ele.” Colossenses 1:15,16 “a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.” Hebreus 1:2 “Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder, porque tu criaste todas as coisas, e por Tua vontade são e foram criadas.”

Apocalipse 4:11 Comparem com:

“Eu fiz a terra, os seres humanos e os animais que nela estão, com o meu grande poder e com meu braço estendido, e eu a dou a quem eu quiser.” Jeremias 27:5

“Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti.” Jeremias 32:17 “Minha própria mão lançou os alicerces da terra, e a minha mão direita estendeu os céus; quando eu os convoco, todos juntos se põem em pé.” Isaías 48:13

-

A pessoa de Deus que estava representada no cordeiro pascoal que trouxe salvação a humanidade (assim como o braço de

Deus é mencionado dezenas de vezes como aquele que libertou Israel do Egito); “E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque Ele salvará o Seu povo dos seus pecados.” Mateus 1:21 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16 “E nenhum outro nome há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” Atos 4:12 “Deus, com a Sua destra, o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e remissão dos pecados.” Atos 5:31

Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós.” I Coríntios 5:7b

“E Ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.” I João 2:2

Compare com:

“Por isso, diga aos israelitas: Eu sou o Senhor. Eu os livrarei do trabalho imposto pelos egípcios. Eu os libertarei da escravidão e os resgatarei com braço forte e com poderosos atos de juízo.” Êxodo 6:6 “Mostra a maravilha do teu amor, tu, que com a tua mão direita salvas os que em ti buscam proteção contra aqueles que os ameaçam.” Salmos 17:7 “Salva-nos com a tua mão direita e responde-nos, para que sejam libertos aqueles a quem amas.” Salmos 60:5

E a quem foi revelado o braço do Senhor?

porquanto derramou a Sua alma na morte e foi contado com os transgressores;

mas Ele levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.” Isaías 53:1,12. Glória a Deus.

2.2.5

O

braço direito significa lugar de delicias

“Pois não deixarás a minha alma no Sheol, nem permitirás que o Teu Santo veja corrupção. Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há abundância de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.” Salmos 16:10,11 Quer mais provas de que destra mão e braço é sentido figurado e não literal?

o

o
 

O

JBD* tentar apresentar uma lógica de sequencia de vai e volta ao dizer que “Lucas mostrou uma sequencia na focalização do

olhar de Estêvão. Sua atenção, primeiro, foi focalizada na Glória de Deus. Depois, voltou o seu olhar e Viu Jesus. E, por último, viu

Deus”. 3.1 Primeiramente a Bíblia não diz que ele viu a glória de Deus e depois voltou seu olhar e viu Jesus, mas ela diz em Atos 55 e 56 “Mas Estevão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita; e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do homem, em pé à destra de Deus.” Observe que no texto acima não diz que Estevão viu a Deus e a Jesus, mas sim, a glória de Deus, pois a Bíblia diz em João 1 : 18 que Deus [o Pai] nunca foi visto por alguém. Outro fato importante que devemos lembrar é que Deus é Espírito (João 4 : 24) e espírito não se vê. Se Estevão viu a glória de Deus, qual é

o

resplendor desta glória ? Hebreus 1 : 3 diz: O qual sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e

 

sustentando todas as coisas pelo seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas. Então a gloria de Deus resplandece por meio de Cristo, o corpo gerado para ser o templo de Deus, para

se cumprir a profecia de Malaquias 3 : 1, que diz: Eis que envio o meu anjo, que preparará o caminho diante de mim; e de repente virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o anjo do concerto, a quem vós desejais; eis que vem, diz o Senhor dos

Exércitos. E o Senhor Jesus disse em João 2 : 19 “

Derribai

este templo, e em três dias o levantarei; falando do seu corpo (João

2 : 21). Ora se Estevão viu a glória de Deus e ela resplandece por meio de Jesus, ele não viu ninguém mais. Podemos definir que Jesus encerrou o seu ministério terreno e assumiu o seu lugar de glória, resplandecendo a glória de Deus e não do homem, estando no Seu trono (os céus) e tendo todo o domínio e glória, tendo Ele só a imortalidade e habitando na luz inacessível. Amém (I Timóteo 6 : 15 e 16 – Apocalipse 17 : 14). Entendendo o assunto e olhando num prisma espiritual, podemos ver o Senhor Jesus em glória, e realizando todas as coisas, cumprindo a Sua promessa “Eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos

séculos” (Mateus 28 : 20). Estevão viu a Jesus e a Glória d’Ele que é Deus, e ele O viu em pé em posição de recebe-lo, pois

estava em pé ele que é a mão direita de Deus e que está na mão direita que é seu lugar de delícias

Deus só pode estar no seu

trono através de seu Templo, seu corpo, isto é Cristo o Templo de Deus, gerado por Deus para que Deus habitasse entre os

homens. Por isso Ele diz “

Eu estou no Pai, e que o Pai está em mim” João 14:10. Cristo é Deus em carne!

12

 

o

o
 

Só para terminar lamentavelmente o JBD* por sua sanha rebatedora não refletida, ousa insinuar que parte dos unicistas a ideia de que a visão de Estevão não significa literalmente que Jesus esta assentado ou em pé do lado direito da pessoa de Deus, e que neste simples texto eu neguei o Pai ou o Filho ou o Espírito Santo! É um estupro à inteligência esta interpretação de texto! É horrenda e sem base alguma esta afirmação!

4.1

Quando eu disse que isso não era um debate, mas um exemplo do que não se deve falar num debate, foi por isso, não há debate entre conhecimento e estupidez, pois se o JBD* estudasse um pouquinho mais antes de querer rechaçar como seita aquilo ele nem sabe contra argumentar na Bíblia e com tempo e recursos a vontade (Ele me disse que estava lendo vários livros e 3 Bíblias para debater comigo, além do Google, é claro) veria que Agostinho (que foi bispo, escritor, doutor da Igreja, teólogo, filósofo, padre latino e patrono da Igreja, e não apenas um membrozinho da ICP) disse explicando o Credo Católico Niceno- Constantinopolitano em seu Discurso sobre o Símbolo para os Catecúmenos, 4.11 “Subiu ao céu. Crede. Assentou-se à destra do Pai. Crede. Por sentar-se, entendei morar, assim como quando dizemos de um homem: “Assentou-se naquele lugar por três anos”. Também a Escritura o afirma: tal assentou-se na cidade por um determinado tempo. Quereria isso dizer que se sentou e nunca mais se levantou? Também os locais onde habitam os homens são chamados de “sedes”, e não é por isso que se fica ali sentado. Eles levantam, caminham. Não se está sentado e, todavia, tais locais são chamados de “sedes”. Assim também entendei o morar de Cristo à destra do Pai: Ele está lá. Mas não penseis: “Que está fazendo”?”. Não busqueis o que não se pode encontrar. Está lá. Que isso vos baste. Ele é bem-aventurado e pela beatitude lhe compete o nome de “destra do Pai”, pelo fato de que “destra do Pai” significa exatamente felicidade. Se quiséssemos

compreender isso de modo material, deveríamos dizer que se Ele está assentado à destra do Pai, o Pai estará então à esquerda. É-nos lícito pensar que Eles se encontram assim? O Filho à destra, o Pai à esquerda? Lá tudo é destra porque não existe nenhuma infelicidade.”

Tomás de Aquino (Que foi padre dominicano, filósofo, teólogo, distinto expoente da escolástica, proclamado santo e Doutor da Igreja católica, por vezes cognominado o Doctor Communis ou o Doctor Angelicus ou o Príncipe de Escolásticos pela Igreja Católica) responde a esta questão assim:

“Como do sobredito se colige, ao vocábulo — DIREITA — podemos atribuir três sentidos: primeiro, conforme Damasceno, A GLÓRIA DA DIVINDADE; segundo, de acordo com Agostinho, A BEATITUDE DO PAI; terceiro, ainda de acordo com o mesmo, o PODER JUDICIÁRIO. Ora, o fato de estar sentado, como se disse, DESIGNA UMA HABITAÇÃO, ou uma DIGNIDADE RÉGIA ou JUDICIÁRIA. Por onde, estar sentado à direita do Pai outra causa não é senão compartilhar concomitantemente da glória da divindade, da beatitude e do poder judiciário, e isso de modo imutável e como REI.” Obviamente Agostinho e Tomás de Aquino são católicos e, por conseguinte creem na trindade, mas até eles sabem que destra

significa sentido figurado e não literal

É uma pena que o JBD* se atém a teologia-pronta e fácil que os trinitarianos da ICP lhe

oferecem e não seguiu o conselho que lhe dei ontem de estudar antes de debater um assunto que mau entende, isto é Deus. Antes de fazer alertas sobre salvação JBD* eu te digo, primeiro pare de ser papagaio-de-pirata e pense por você mesmo.

11

 

o

o
 

JBD* Prezado William Frezze, lerei seu argumento, acabei de entrar no Face, mas vou deixa claro não tenho a prerrogativa de ser ofensivo, portanto não interprete meus comentário com austeridade!

11

 

o

o
 

William Frezze Dizer que o unicista nega o Pai e o Filho é uma mentira ardilosa, e dizer que ser unicista influencia na Salvação é ofensivo e austero sim Mas leia-os linearmente. Eu o aguardo

 

11

o

o
 

William Frezze Peço ao JBD*

que se por acaso ele tiver a ufania de se alçar à casta de rebatedor, uso o meu direito de exigir

que sua análise de meus contra-argumentos seja também examinada linha por linha, impugnada afirmativa por afirmativa, com provas bíblicas e/ou exemplos históricos.

Peço que o senhor JBD*

não esfarele a conversa, atirando para todos os lados ao mesmo tempo, misturando com obstinação

todos os níveis de definição. Aqui não aceitarei essas impertinências “Ah! Mas pra quê isso William?”, pode um leitor desavisado pensar, falo isso porque antes do Pr. Arouca postar, ele não refutou nada, apenas seguiu atacando pessoalmente minha pessoa, a da minha igreja e até a do meu pastor o chamando de Pop Star Ou seja nada de argumentos nem bíblicos, nem muito menos lógicos, apenas desonestidades, como eu apaguei o post, já aviso

desde já que se não houver um debate, mas apenas uma histeria eu apagarei de novo. Estejam desde já informados de que a regra mínima do debate honesto reside na equidade de reclamações de parte a parte. Qualquer coisa que o senhor JBD*, ou qualquer outro venha a me objetar, e que não se apresente com todas as austeridades formais de uma explanação linear será rejeitada desde logo como desconversa e mera confissão de sentimentos irracionais.

15