Você está na página 1de 19

RACIOCÍNIO LÓGICO

RECEITA FEDERAL

2012

Professor

Eron Magno

atendimento.ecp@gmail.com

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno 01 – INTRODUÇÃO : A lógica estuda o pensamento humano

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

01 – INTRODUÇÃO: A lógica estuda o pensamento humano ( razão). O objeto do

estudo da lógica é, desde Organom de Aristóteles, o raciocínio dedutivo. A lógica trata da justificação de asserções e da análise do

pensamento.

02 - TRÊS LEIS DO PENSAMENTO:

2.1 – Se qualquer proposição é verdadeira,

então ela é verdadeira.( Princípio da identidade).

2.2 – Nenhuma proposição pode ser verdadeira

e falsa. ( Princípio de não-contradição).

é

2.3 – Uma proposição

falsa. ( Princípio do terceiro excluído).

ou é verdadeira

ou

03 - PROPOSIÇÕES: Chama-se proposição todo o conjunto de palavras ou símbolos que exprimem um pensamento de sentido completo.

Ex.: Paulo é cantor.

Estudaremos as proposições declarativas, pois elas são sempre fechadas e podem facilmente ser classificadas em verdadeiras e falsas.

Obs.: Não são proposições frases:

- Exclamativas

-

- Imperativas.

Exercícios:

E01 - Considere as seguintes sentenças:

I. Eu fui para São Paulo ontem.

II. Vamos trabalhar.

III. O número -2 é um número natural.

Do ponto de vista da lógica, sabe-se que

A) II é uma proposição interrogativa.

B) III é uma proposição verdadeira.

C) I e II não são proposições.

D) I e III são proposições.

E) I, II e III são proposições.

E02 - (BB-2007 Marque C ou E) Na lista de frases apresentadas a seguir, há exatamente três proposições.

- “ A frase dentro destas aspas é uma mentira.”

- A expressão X + Y é positiva.

Interrogativas

04 - PROBLEMAS USANDO O PRINCÍPIO DA NÃO-CONTRADIÇÃO

Nenhuma proposição pode ser verdadeira e falsa.( Princípio de não-contradição).

Exercícios:

E03 – Cinco amigos, Abel, Deise, Edgar, Fábio e Glória, foram lanchar e um deles resolveu sair sem pagar. O garçom percebeu o fato, correu atrás dos amigos que saíram do restaurante e chamou-os para que prestassem esclarecimentos. Pressionados, informaram o seguinte:

“Não fui eu nem o Edgar”, disse Abel.

“Foi o Edgar ou a Deise”, disse Fábio.

“Foi a Glória”, disse Edgar.

“O Fábio está mentindo”, disse Glória.

“Foi a Glória ou o Abel”, disse Deise.

Considerando que apenas um dos cinco amigos mentiu, pode-se concluir que quem resolveu sair sem pagar foi

A) Abel.

B)

C) Edgar.

D) Fábio.

E) Glória.

Deise.

E04 – (BADESC-2010) Certo dia, três amigos fizeram, cada um deles, uma afirmação:

Aluísio: - Hoje não é terça feira.

Benedito: - Ontem foi domingo.

Camilo: - Amanhã será quarta-feira.

Sabe-se que um deles mentiu e que os outros dois falaram a verdade.

Assinale a alternativa que indique corretamente o dia em que eles fizeram essas afirmações.

(A)

Sábado.

(B)

domingo.

(C)

Segunda-feira.

(D)

Terça-feira.

(E)

Quarta-feira.

-

-

O valor de

(D) Terça-feira. (E) Quarta-feira. - - O valor de 4 + 3 = 7 . Pelé

4 + 3 = 7.

Pelé

marcou dez gols para

brasileira.

-

O que é isto?

2

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

E05 – Cada uma das três amigas, Ana, Bia e

a

seleção

Clara,

gosta

de

apenas

uma

das

seguintes

frutas:

maçã,

banana

e

pêra, não

necessariamente nessa ordem. Ana gosta de pêra, Bia não gosta de pêra e Carla não gosta

de

três

banana.

Se

apenas

uma

dessas

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno informações for verdadeira e se cada uma das três amigas

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

informações for verdadeira e se cada uma das três amigas gostar de uma fruta diferente, então as frutas que Ana, Bia e Carla gostam são, respectivamente,

A) banana, pêra e maçã.

B) pêra, maçã e banana.

C) maçã, banana e pêra.

D) pêra, banana e maçã.

E) banana, maçã e pêra.

E06 - Tenho três canetas em três diferentes embalagens, uma azul, uma preta e uma amarela, que têm tintas nas cores azul, preta e vermelha, não necessariamente nessa ordem. Sejam dadas as seguintes informações:

5.1 – Número de linhas de uma tabela- verdade: Sabe-se que uma proposição composta pode ser formada de duas ou mais proposições simples.A tabela-verdade de n proposição simples contém 2 n linhas.

Exemplos:

1°) Para uma proposição p, o número de linhas da tabela é 2 1 = 2.

p V F
p
V
F

2º) Para duas proposições p e q, o número de linhas é 2 2 = 4.

I. A caneta da embalagem azul tem tinta

vermelha.

II. A caneta de embalagem preta não tem tinta

vermelha.

III. A caneta de embalagem amarela não tem

tinta preta.

Sabendo-se que apenas uma das informações

acima é verdadeira, pode-se concluir que as canetas das embalagens azul, preta e amarela têm, respectivamente, as tintas

A) azul, vermelha e preta.

B) azul, preta e vermelha.

C) preta, azul e vermelha.

D) preta, vermelha e azul.

E) vermelha, preta e azul.

E07 - (AFRF) Três amigas, Tânia, Janete e Angélica, estão sentadas lado a lado em um teatro. Tânia sempre fala a verdade; Janete às vezes fala a verdade; e Angélica nunca fala a verdade. A que está sentada a esquerda diz:

“Tânia é quem está sentada no meio”. A que está sentada no meio diz: “Eu sou Janete”. Finalmente a que está sentada à direita diz:

“Angélica é quem está sentada no meio”. A que esta sentada a esquerda, a que está sentada no meio e a que está sentada à direita são respectivamente:

a) Janete, Tânia e Angélica

b) Janete, Angélica e Tânia

c) Angélica, Janete e Tânia

d) Angélica, Tânia e Janete

e) Tânia, Angélica e Janete

05 – TABELA VERDADE:

Tabela verdade é um dispositivo utilizado para avaliar uma proposição simples ou composta quanto a sua validade.

p

q

V

V

V

F

F

V

F

F

3º) Para três proposições p,q e r, o número de linhas é 2 3 = 8.

p

q

r

V

V

V

V

V

F

V

F

V

V

F

F

F

V

V

F

V

F

F

F

V

F

F

F

06 – CONECTIVOS : São palavras ou frases que em lógica são utilizados para formarem proposições compostas.

Usaremos sempre a tabela-verdade para estudar os conectivos.

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

3

4141-3222

6.1- Conectivo “ não” (Negação). Símbolo “~”. p ~ p V F F V 6.2

6.1- Conectivo “ não” (Negação).

Símbolo “~”.

p ~ p V F F V
p
~ p
V
F
F
V

6.2 – Conectivo “ e” ( Conjunção).

Símbolo "" .

p

q

p ^ q

V

V

V

V

F

F

F

V

F

F

F

F

6.3 – Conectivo ou ” ( Disjunção).

Símbolo "" e "" .

6.3.1 – “ ou inclusivo. Símbolo "" .

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

somente que o conseqüente é verdadeiro se o antecedente o for.

p

q

p q

V

V

V

V

F

F

F

V

V

F

F

V

6.5 – Conectivo “ Se, e somente se” ( Bicondicional). Símbolo “ ”.

p

q

p q

V

V

V

V

F

F

F

V

F

F

F

V

p

q

p q

V

V

V

V

F

V

F

V

V

F

F

F

6.3.2 – “ ou “ exclusivo. Símbolo "" .

p

q

pq

V

V

F

V

F

V

F

V

V

F

F

F

6.4 – Conectivo “ se

, então ”

(Condicional “ .

ou

implicação

lógica).Símbolo

É equivalente a conjunção das condicionais

p q

e

q p .

Exercícios:

E08 – Dadas as proposições:

I.

6 > 3

e

2 + 7 = 8.

2 > 5

II. ou

4 – 1 = 3.

III. Se 8 > 3, então 3 > 4.

IV. Se 3 > 4, então 8 > 3.

Os valores lógicos ( V, se verdadeiro; F,

falso)

respectivamente,

A) F V F V.

se

são,

das

proposições

acima

B) F V F F.

C) F F V V.

D) V V F F.

E) V V V V.

Numa proposição condicional, o componente que se encontra entre o “ se “ e o “ então ” costuma ser chamado de antecedente (ou implicante) e o componente que se segue à palavra “ então “ é chamado de conseqüente (ou implicado). Uma proposição condicional afirma que seu antecedente implica seu conseqüente. Não afirma que seu antecedente seja verdadeiro, mas tão somente que, se seu antecedente for verdadeiro, então seu conseqüente será, também, verdadeiro. Nem afirma que o conseqüente é verdadeiro, mas

4 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

E09

compostas:

-

Considere

as

seguintes

proposições

2
2

é um

número irracional.

II. Londrina é uma cidade do estado do Paraná

I. Se 8 é um número primo, então

ou São Luís é a capital de Alagoas.

III. Todo número divisível por 2 é um número

par e 10 é um número ímpar.

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno IV. Se a Itália é um país da América do

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

IV. Se a Itália é um país da América do Sul, então São Paulo é uma cidade da Europa.

Os valores lógicos das proposições I, II, III e IV formam a seguinte seqüência

A) V,

V,

F,

V.

B) V,

V,

F,

F.

C) F,

V,

F,

V.

D) F,

F,

V,

F.

E) V,

F,

V,

V.

verdade de uma proposição tautológica, a última coluna (à direita) contém somente valores Lógicos V (Verdadeiros).

Exemplo: A proposição composta p V ~ p é uma tautologia.

P

~

p

P

V

~ p

V

F

 

V

F

V

 

V

E10 – Dado que a proposição P é verdadeira, Q é falsa e R é verdadeira, pode-se afirmar que as proposições compostas P (Q R) ,

como

valores-verdade ( V, se verdadeiro; F, se falso), respectivamente,

a) F V V.

b) F V F.

c)

d)

e)

E11 – Se Construir a tabela-verdade para a proposição composta ~ p q, esta terá em sua última coluna:

A) somente valores lógicos falsos.

B) somente um valor lógico verdadeiro.

C) apenas dois valores lógicos verdadeiros.

D) apenas um valor lógico falso.

E) somente valores lógicos verdadeiros.

Q (P R) e

R (P Q) têm

V

V

V

V

F

V

F.

V.

V.

∧ R ) e R → ( P ∨ Q ) têm V V V V

07.2 - CONTRADIÇÃO

Denomina-se contradição a proposição composta que é sempre falsa. Na tabela- verdade de uma proposição contraditória, a última coluna (à direita) contém somente valores Lógicos F (Falsos).

Exemplo: A proposição composta p ˄ ~ p é uma contradição.

P

~

p

P

˄

~ p

V

F

 

F

F

V

 

F

07.3 - CONTINGENCIA

Denomina-se contingência a proposição composta que pode ser verdadeira e pode ser falsa. Na tabela-verdade de uma proposição contingencial, a última coluna (à direita) contém valores Lógicos V (Verdadeiros) e F (Falsos).

Exemplo: A proposição composta p ~ p é uma contingência.

E12 – A tabela-verdade para a proposição composta (p q) ˄ (p ˄ ~ q), apresenta em sua última coluna:

A)

Somente valores lógicos verdadeiros.

 

B)

Somente valores lógicos falsos.

C)

Apenas um valor lógico verdadeiro.

D)

Apenas um valor lógico falso.

E)

Dois valores lógicos verdadeiros.

07

-

TAUTOLOGIA,

CONTRADIÇÃO

E

CONTINGÊNCIA

07.1 - TAUTOLOGIA

Denomina-se tautologia a proposição composta que é sempre verdadeira. Na tabela-

P

~

p

P

~ p

V

F

 

F

F

V

 

V

08 – LÓGICA DA ARGUMENTAÇÃO :

Argumento: Chama-se argumento

toda

tem como

conseqüência uma proposição final Q.

são chamadas

de premissas do argumento e a proposição final Q chama-se conclusão do argumento.

As proposições

afirmação de que uma dada seqüência

finita de proposições

08.1-

P , P , P , P

1

2

3

,

n

P , P , P , P

1

2

3

,

n

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

5

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno Um argumento de premissas e de simbólica, por: ser lida

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

Um argumento de premissas

e de

simbólica, por:

ser lida de uma das seguintes maneiras:

P , P , P , P

1

2

3

,

n

de

Q

forma

e pode

conclusão

Q

é

indicado

P , P , P , P

1 2

3

,

n

acarretam Q

P , P , P , P

1

2

3

,

n

P , P , P , P

Q decorre de

1

2

3

,

n

Q se deduz de

P , P , P , P

1 2

3

,

n

Q se infere de

P , P , P , P

1 2

3

,

n

O símbolo , chamado “ traço de asserção” ,

afirma que a proposição Q, à sua direita, pode ser deduzido utilizando como premissas somente

as proposições que estão à sua esquerda.

e

conclusão Q, pode também ser indicado através

da forma padronizada, por:

Um argumento de premissas

P , P , P , P

1

2

3

,

n

P

1

P

2

P

3

.

.

.

P

n

Q

08.2 – Silogismo: Todo argumento que consiste em duas premissas e uma conclusão denomina-se silogismo.

Exemplo: Hoje é sábado ou domingo

Hoje não é sábado

Logo, hoje é domingo

Chamando de

p = Hoje é sábado

q = Hoje é domingo

Na forma padronizada fica :

p q

~ p

Logo, q

08.3 – Validade de um argumento: Diz-se que é válido um argumento se, e somente se, a conclusão for verdadeira, todas as vezes que as premissas forem verdadeiras.

Um argumento não válido é chamado de

sofisma (ou falácia)

08.4 – Validade de um argumento através

das tabelas-verdade:

Se a condicional entre as premissas e a

conclusão for tautológica então o argumento é válido, caso contrário o argumento é um sofisma ou falácia, isto é, não é válido.

Portanto, devemos ter todas as linhas V na

tabela-verdade

onde:

são as premissas e Q é a

conclusão.

( P P

1

2

P

3

P

n

)

Q ,

P , P , P , P

1

2

3

,

n

Exercícios:

E13-Verificar se é válido o argumento:

P Q, ~ P Q.

E14 - Testar a validade do argumento:

Se 2 não é primo, então, 3 não é ímpar Mas 2 é primo Logo, 3 é ímpar

E15 - Testar a validade do argumento:

Se trabalho, não posso estudar

Trabalho ou serei aprovado no concurso

Trabalhei

.

Logo, fui reprovado no concurso

A) O argumento é válido, porém a conclusão é

falsa.

B)

O

argumento

é

válido,

com

premissas

verdadeiras.

 

C)

O

argumento

é

válido,

apesar

de

ter

premissas falsas.

D) O argumento é válido, com premissas e

conclusão verdadeiras.

E) O argumento é não válido.

E16 – Considere o seguinte argumento:

Se uma mulher é feia, ela é infeliz. Se uma mulher é infeliz, ela não casa Logo, mulheres feias não casam.

Podemos concluir que:

A) O argumento é válido com todas as

premissas verdadeiras e a conclusão falsa.

B) O argumento é válido com uma premissa

verdadeira e a conclusão falsa.

C)

O

argumento

é

válido

com

todas

as

premissas falsas e a conclusão verdadeira.

D)

O

argumento

é

válido

com

todas

as

premissas falsas e a conclusão falsa.

6 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno E) O argumento é inválido. 09 – DIAGRAMAS LÓGICOS :

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

E) O argumento é inválido.

09 – DIAGRAMAS LÓGICOS :

Existem três possíveis tipos de relacionamento entre dois diferentes conjuntos:

09.1 - Indica que um conjunto está completamente contido no outro, mas o inverso não é necessariamente verdadeiro.

Todo A é B

o inverso não é necessariamente verdadeiro. Todo A é B 09.2 – Indica que os dois

09.2 – Indica que os dois conjuntos têm algum elemento em comum, mas não necessariamente todos.

Algum A é B

em comum, mas não necessariamente todos. Algum A é B 09.3 – Indica que não existem

09.3 – Indica que não existem elementos comuns entre os conjuntos.

Nenhum A é B

elementos comuns entre os conjuntos. Nenhum A é B PROPOSIÇÕES CATEGÓRICAS Exercícios: E17 – A negação

PROPOSIÇÕES CATEGÓRICAS

Exercícios:

E17 – A negação da proposição “ Todas as máquinas não são eficientes” é

A) “ Nenhuma máquina é eficiente”.

B) “ Todas as máquinas são eficientes”.

C) “ Existe máquina que é eficiente”.

D) “ Existe máquina que não é eficiente”.

E) “ Não é verdade que todas as máquinas são

eficientes”.

E18 - A negação da proposição “Nenhuma fruta não é doce” pode ser

A) “Nenhuma fruta é doce”.

B) “Todas as frutas são doces”.

C) “Existem frutas que são doces”.

D) “Todas as frutas não são doces”.

E) “Existem frutas que não são doces”.

10 - SILOGISMO CATEGÓRICO ( Usamos diagramas para testar)

E19 – Todo o ladrão é desonesto. Alguns desonestos são punidos. Portanto, pode-se afirmar que

A) alguns punidos são desonestos.

B) nenhum ladrão é desonesto.

C) nenhum punido é ladrão.

D) todo ladrão é punido.

E) todo punido é ladrão.

E20 - Assinale a conclusão que resulte em uma inferência válida.

Todo professor é graduado.

Alguns

são

professores

pós-graduados.

Logo:

a) Alguns pós-graduados são graduados.

b) Alguns pós-graduados não são graduados.

c) Todos pós-graduados são graduados.

d) Todos pós-graduados não são graduados.

e) Nenhum pós-graduado é graduado.

E21 - Considere o argumento seguinte:

Todos os peixes são mamíferos.

Todos os mamíferos são aves.

Existem minerais que são peixes.

Logo, existem minerais que são aves.

Assinale a única alternativa correta:

a) O argumento é válido com duas premissas

falsas e a conclusão falsa.

b) O argumento é válido com uma premissa

falsa e a conclusão falsa.

c)

O

argumento

é

válido

com

todas

as

premissas falsas e a conclusão verdadeira.

d)

O

argumento

é

válido

com

todas

as

premissas falsas e a conclusão falsa.

e) O argumento é não-válido.

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

7

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno 11 - SENTENÇAS ABERTAS Definição : Chama-se sentença aberta em

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

11 - SENTENÇAS ABERTAS

Definição: Chama-se sentença aberta em um conjunto A uma expressão p(x) tal que p(a) é falsa(F) ou verdadeira (V) para todo .

Em outros termos, p(x) é uma sentença aberta em A se, e somente se p(x) torna-se uma proposição (falsa ou verdadeira) todas as vezes que se substitui a variável x por qualquer elemento a do conjunto A ( )

a variável x por qualquer elemento a do conjunto A ( ) Exemplos de sentenças abertas:
a variável x por qualquer elemento a do conjunto A ( ) Exemplos de sentenças abertas:

Exemplos de sentenças abertas:

a) X + 4 = 7

b) Y + Z > 5

c) x é um número primo.

12 - QUANTIFICADORES

12.1 - QUANTIFICADOR UNIVERSAL

Símbolo:

Símbolo:

(lê-se: “para todo” , “qualquer que

seja”)

12.2

- QUANTIFICADOR EXISTENCIAL

Símbolo:

(lê-se: “existe”)Símbolo:

Símbolo:

Para negar que existe

Símbolo:

“existe”) Símbolo: Para negar que existe Símbolo : (lê-se: “existe um único”) (lê-se:” não existe”)
“existe”) Símbolo: Para negar que existe Símbolo : (lê-se: “existe um único”) (lê-se:” não existe”)

(lê-se: “existe um único”)

(lê-se:” não existe”)

12.3 - USO DOS QUANTIFICADORES

Os quantificadores são usados basicamente para transformar sentenças abertas em proposições.

Seja p(x) uma sentença aberta em um conjunto A, não vazio.

Sendo

evidentemente carece de valor lógico V ou F. Contudo, a sentença aberta p(x) com qualquer quantificador antes dela, torna-se uma

sentença aberta,

p(x)

uma

proposição e, portanto, tem somente um valor lógico V ou F.

Exemplos:

Sentença

Proposição

Valor

aberta

lógico

X 2 ≥ 0

X 2 ≥ 0 V

V

V
V

V

X + 4 > 6

X + 4 > 6 F

F

X + 2 < 7

X + 2 < 7 F

F

X 2 – 9 = 0

X 2 – 9 = 0 V

V

13 - Afirmação e negação nas sentenças abertas: Sejam p(x) e q(x) sentenças abertas

Afirmação

Negação

(x)( p(x))

(x)(~ p(x))

 

(x)( p(x))

(x)(~ p(x))

 

p(x) q(x)

~ p(x)~ q(x)

 

p(x) q(x)

~ p(x)~ q(x)

 

p(x) q(x)

p(x)~ q(x)

 

q(x) p(x)

q(x)~ p(x)

 

p(x) q(x)

p ( x ) ↔ q ( x )

Exercícios:

E22 - (PUC-2005) A sentença ( é negação de:

E22 - (PUC-2005) A sentença ( é negação de: x/ x – a = b)

x/ x – a = b)

a) x/ x – a ≠ b.

b) x/ x – a > b.

c) x/ x – a < b.

d) x,

e) x, x – a ≠ b.

a > b. c) x/ x – a < b. d) x, e) x, x –
a > b. c) x/ x – a < b. d) x, e) x, x –
a > b. c) x/ x – a < b. d) x, e) x, x –
a > b. c) x/ x – a < b. d) x, e) x, x –
a > b. c) x/ x – a < b. d) x, e) x, x –

x – a = b.

E23 - (UF-82) A negação da proposição

b. x – a = b. E23 - (UF-82) A negação da proposição é: a) b)

é:

a)

b)

c)

d)

e)

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

E24 - (UFRS-84) A negação da proposição “Para

todo y, existe um x tal que

a) Para todo y, existe um x tal que

b) Para todo y e para todo x,

todo y, existe um x tal que b) Para todo y e para todo x, é:

é:

y, existe um x tal que b) Para todo y e para todo x, é: 8
y, existe um x tal que b) Para todo y e para todo x, é: 8

8 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

c) Existe um y e existe um x tal que d) Existe um y tal

c) Existe um y e existe um x tal que

d) Existe um y tal que, para todo x,

e) Existe um y tal que, para todo x,

RACIOCÍNIO LÓGICO

C)

creme.e) Existe um y tal que, para todo x, RACIOCÍNIO LÓGICO C) verde. D) vermelha. E)

verde.um y tal que, para todo x, RACIOCÍNIO LÓGICO C) creme. D) vermelha. E) Prof. Eron

D)

vermelha.que, para todo x, RACIOCÍNIO LÓGICO C) creme. verde. D) E) Prof. Eron Magno 14 –

E)

Prof. Eron Magno

14 – RACIOCÍNIO LÓGICO CRÍTICO

E25 –(BADESC-2010) Em uma caixa, há seis bolas brancas, duas bolas azuis e quatro bolas pretas. Certo número de bolas será retirado dessa caixa simultaneamente e ao acaso. O número mínimo de bolas que deve ser retirado para que se possa afirmar que, entre as bolas retiradas, haja duas de uma mesma cor é:

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

3

4

5

6

7

E26 – (ME-2008) Em uma urna, há 3 bolas brancas, 4 bolas azuis e 5 bolas vermelhas. As bolas serão extraídas uma a uma, sucessivamente e de maneira aleatória. O número mínimo de bolas que devem ser retiradas para que se possa garantir que, entre as bolas extraídas da urna, haja pelo menos uma de cada cor é:

(A) 7.

(B)

(C)

(D)

(E)

E27 – Até 5530ª posição da seqüência A, Z, B,

o

X, C, V, A, Z, B, X, C, V, A, Z, B, X, C, V, número de vezes que a letra A ocorre é

A) 930.

B) 928.

C)

D)

E)

8.

9.

10.

11.

923.

922.

921.

E28 - Uma fábrica produz jarras nas cores azul, branca, creme, vermelha e verde, nessa ordem. Se a primeira jarra produzida no dia foi azul , a cor da 65.432ª jarra produzida nesse dia foi

A) azul.

B) branca.

E29 - Uma indústria fez uma campanha pela qual se propõe a trocar 8 latas de óleo vazias por uma lata cheia. Se uma pessoa possui 164 dessas latas vazias, o número total de latas cheias de óleo que ela pode obter, após todas

as trocas possíveis, é

A) 20.

B) 21.

C)

D)

E)

22.

23.

24.

E30 – (IBGE-2009) Um fabricante de leite estabelece a seguinte promoção: 3 caixas vazias do leite podem ser trocadas por uma caixa cheia desse mesmo produto. Cada caixa contém 1 litro.

a

Comprando-se

quantidade máxima, em litros, que pode ser

consumida é

(A)

(B)

(C) 15

(D)

(E)

11

caixas

desse

leite,

13

14

16

17

E31 - Desejando codificar uma mensagem,

Pedro usou sempre uma diferença de 3 letras em seu código, assim a letra c por exemplo será enviada como f, a letra p será enviada como s,

a letra z será enviada como c, e assim sucessivamente.

Se Pedro enviou a mensagem IDFD, então seu

receptor ao decodificar a mensagem encontrou

a palavra:

a)

b)

c) DFDI

d) MACA

e) FACA

LGIG

MGIG

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

9

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno E32 - Roberto viajou para Moscou no inverno. Durante o

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

E32 - Roberto viajou para Moscou no inverno. Durante o tempo em que esteve lá, houve 6 tardes e 3 manhãs sem neve; nevou 5 vezes, mas nunca durante a manhã e a tarde de um mesmo dia. Então, Roberto permaneceu em Moscou por:

a) 5 dias

b) 6 dias

c) 7 dias

d) 8 dias

e) 9 dias

E33 - (BACEN) Considerando as afirmativas

abaixo,

possível:

I. Assinale a letra “A”, se “E” estiver certa.

II. Assinale a letra “C”, se “B” for incorreta.

III. A letra “E” será

logicamente

única

marque

a

opção

o gabarito, se “D”

for

a

opção verdadeira.

IV. Se “D” estiver correto, “B” também estará.

A)

B)

C)

D) (

E)

(

)

(

(

)

)

)

(

)

E34 - Uma calculadora possui uma tecla com o símbolo & para realizar uma operação desconhecida, mas com padrão de resposta. Observe o que acontece com os seguintes

exemplos.

I. Ao digitar “5 & 2”, a calculadora mostra como

resultado “9”.

II. Ao digitar “2 & 3”, a calculadora mostra como

resultado “8”.

III. Ao digitar “3 & 2”, a calculadora mostra

como resultado “7”.

IV. Ao digitar “8 & 7”, a calculadora mostra

como resultado “22”.

V. Ao digitar “0 & 1”, a calculadora mostra

como resultado “2”.

Assim, se você digitar “5 & 4”, o resultado mostrado na calculadora será

A) 12

B) 13.

C) 14.

D) 15.

E) 16.

Exercícios Fixação

E35 -Em um supermercado, existem 4 tipos de

bebidas, B1, C1, P1 e R1, que possuem preços distintos e apresentam as etiquetas R$ 15,00,

R$ 16,00, R$ 17,00

necessariamente nessa ordem. Sabe-se também

e R$ 18,00, não

que

I.

R$ 15,00 corresponde ao preço de C1 ou

R1.

II.

R$ 16,00 corresponde ao preço de P1 ou

R1.

III.

R$ 17,00 corresponde ao preço de B1 ou R1.

IV.

R$ 18,00 corresponde ao preço de P1 ou C1.

Logo, pode-se afirmar corretamente que

A) o preço de C1 é R$ 15,00.

B) o preço de R1 é R$ 15,00.

C) o preço de R1 é R$ 16,00.

D) o preço de B1 é R$ 17,00.

E) o preço de P1 é R$ 18,00.

E36 - As afirmações a seguir correspondem a condições para a formação de um determinado número X de três dígitos.

I – 429 não tem nenhum dígito em comum com esse número.

II – 479 tem apenas um dígito em comum com

esse número, mas ele não está em seu devido

lugar.

III – 756 tem apenas um dígito em comum com

esse

IV – 543 tem apenas um dígito em comum com

esse número, mas ele não está em seu devido

lugar.

V – 268 tem apenas um dígito em comum com

esse número, e ele está em seu devido lugar.

O número X de três dígitos que satisfaz essas

condições é

A) 837.

B) 783.

C) 738.

D) 736.

número, e ele está em seu devido lugar.

10 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno E) 657. E37 –(FUVEST-1998) Cada um dos cartões abaixo tem

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

E) 657.

E37 –(FUVEST-1998) Cada um dos cartões abaixo tem de um lado, um número, do outro lado, uma letra.

A B 2 3
A
B
2
3

Alguém afirmou que todos os cartões que têm uma vogal numa face têm número par na outra.

Para verificar se tal afirmação é verdadeira:

a) É necessário virar todos os cartões;

b) É suficiente virar os dois primeiros cartões;

c) É suficiente virar os dois últimos cartões;

d) É suficiente virar os dois cartões do meio;

e) É suficiente virar o primeiro e o último cartão.

E38 – (BB-2007 Marque C ou E) Considere que a proposição:

“Sílvia ama Joaquim ou Sílvia ama Tadeu” seja verdadeira.

Então pode-se garantir que a proposição “Sílvia ama Tadeu” é verdadeira

E39 - Considerando que a proposição “Nenhum homem bom pratica o mal” é falsa, qual das seguintes alternativas apresenta uma proposição verdadeira?

A) Todo homem bom pratica o mal.

B) Todo homem bom não pratica o mal.

C) Alguns homens bons não praticam o mal.

D) Pelo menos um homem bom pratica o mal.

E) Não há homem bom que pratique o mal.

E40 - A negação da proposição “Todo homem taxista dirige bem”. é

A)

bem”.

dirigem

“Existem

mulheres

taxistas

que

B) “Existe um homem taxista que dirige bem”.

C) “Existe pelo menos um homem taxista que

dirige bem”.

D) “Existe pelo menos um homem taxista que não dirige bem”.

E) “Todas as mulheres taxistas dirigem bem”.

E41 - A negação da proposição condicional “ Se amanhã for domingo, Felipe vai jogar futebol hoje” é

A) “Amanhã é domingo e Felipe não vai jogar

futebol hoje”.

B) “Amanhã não é domingo ou Felipe vai jogar

futebol hoje”.

C) “Amanhã não é domingo e Felipe não vai

jogar futebol hoje”.

D) “Se amanhã não for domingo, Felipe vai jogar futebol hoje”.

E) “Se amanhã for domingo, Felipe não vai jogar

futebol hoje”.

E42 - (ANPAD-2008) Uma caixa contém 60 moedas que parecem idênticas. Existe entre elas apenas uma moeda defeituosa, que pesa mais que as outras. Dispondo-se de uma balança que tem dois pratos, o número mínimo de pesagens que devem ser feitas para se descobrir a moeda defeituosa é

A) 3

B) 4

C) 5

D) 6

E) 7

E43 – Quatro amigos vão ao cinema e um deles resolveu entrar de graça. Aparece um guarda que quer saber qual deles entrou sem pagar.

- Eu não fui, diz Rui.

- Foi o Luís, diz João.

- Foi o Paulo, diz Luís.

- O João não tem razão, diz o Paulo.

não pagou o

bilhete?

a) Paulo

b) Rui

c) Luís

d) João

e) faltam dados

E44 - (ME-2008) Os anos bissextos têm 366 dias, um a mais do que aqueles que não são bissextos. Esse dia a mais é colocado sempre no final do mês de fevereiro, que, nesses casos, passa a terminar no dia 29. Um certo ano bissexto terminou em uma sexta-feira. O primeiro dia do ano que o antecedeu caiu em uma:

Se

só um deles mentiu, quem

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222 11

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno (A) segunda-feira. (A) 1. (B) terça-feira. (B) 2. (C)

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

(A)

segunda-feira.

(A)

1.

(B)

terça-feira.

(B)

2.

(C)

quarta-feira.

(C)

3.

(D)

quinta-feira.

(D)

4.

(E)

sexta-feira.

(E)

5.

E45 - (ME-2008) O silogismo é uma forma de raciocínio dedutivo. Na sua forma padronizada, é constituído por três proposições: as duas primeiras denominam-se premissas e a terceira, conclusão. As premissas são juízos que precedem a conclusão. Em um silogismo, a conclusão é conseqüência necessária das premissas.

São

dados

3

conjuntos

formados

por

2

premissas

verdadeiras

e

1

conclusão

não

necessariamente verdadeira.

I. Premissa 1: Alguns animais são homens.

Premissa 2: Júlio é um animal.

Conclusão: Júlio é homem.

II. Premissa 1: Todo homem é um animal.

Premissa 2: João é um animal.

Conclusão: João é um homem.

III. Premissa 1: Todo homem é um animal.

Premissa 2: José é um homem.

Conclusão: José é um animal.

É (são) silogismo(s) somente:

(A)

I

(B)

II

(C)

III

(D)

I e III

(E)

II e III

E47 - (Finanças Públicas -2008) Sejam p, q e r proposições simples cujos valores lógicos (verdadeiro ou falso) são, a princípio, desconhecidos. No diagrama abaixo, cada célula numerada deve conter os resultados lógicos das proposições compostas formadas pelo conectivo condicional (), em que as proposições nas linhas são os antecedentes e nas colunas, os consequentes. Os resultados das células 3, 4 e 7 já foram fornecidos.

 

P

Q

R

P 1

 

2

V

Q F

 

5

6

R V

 

8

9

Com relação à tabela, é correto afirmar que o valor lógico da célula:

(A)

1 é falso.

(B)

2 é falso.

(C)

5 é falso.

(D)

6 é verdadeiro.

(E)

8 é verdadeiro.

E46 - (ME-2008) Um dado é dito “comum” quando faces opostas somam sete. Deste modo, num dado comum, o 1 opõe-se ao 6, o 2 opõe- se ao 5 e o 3 opõe-se ao 4. Um dado comum é colocado sobre uma mesa. Um segundo dado, idêntico, é colocado sobre o anterior. Desta forma, no dado que está embaixo, ficam visíveis apenas as 4 faces laterais. No dado que está em cima, todas as faces ficam visíveis, exceto aquela que está em contato com o dado de baixo. Sabendo-se que a soma de todas as 9 faces visíveis é 32, o número da face superior do dado que está em cima é:

E48 – (TRT-98) No dia do resultado do concurso de bolsa de estudo do curso pré-fiscal, os cinco primeiros classificados foram

entrevistados

Débora, Maria e Sonia). Então resolverão, cada um, fazer uma declaração verdadeira e outra falsa, a seguir:

Joãozinho: A Maria ficou em segundo lugar. Eu em quarto lugar. Pedro: Fiquei em terceiro lugar. A Sonia em quinto lugar. Débora: A Maria foi a primeira e eu o segundo. Maria: O Pedro foi o primeiro. Eu fiquei em quinto lugar. Sonia: Eu fui o segundo lugar, a Maria foi a terceira.

( Joãozinho, Pedro,

12 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno Então, podemos afirmar que a classificação do 1º ao 5º

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

Então, podemos afirmar que a classificação do 1º ao 5º lugar foi:

a) Pedro, Maria, Débora, Joãozinho e Sonia;

b) Maria, Débora, Pedro, Joãozinho e Sonia;

c) Pedro, Débora, Maria, Joãozinho e Sonia;

d) Pedro, Débora, Maria, Sonia e Joãozinho;

e) Maria, Débora, Pedro, Sonia e Joãozinho.

E) 1ano, 3 anos, 12 anos

E51 - No dia do resultado do concurso de bolsa de estudo do curso pré-fiscal, os cinco primeiros classificados foram entrevistados (Joãozinho, Pedro, Débora, Maria e Sonia). Então resolverão, cada um, fazer uma declaração verdadeira e outra falsa, a seguir:

E49 - (Desafio!!!) Em uma fila há 5 garotas, duas com olhos pretos e Três com olhos azuis. As garotas de olhos pretos Sempre falam a verdades e as de olhos azuis sempre mentem. Será feito três perguntas as três primeiras garotas da fila.

1ª pergunta feita a 1ª garota da fila: Qual a cor dos teus olhos? Ela respondeu em chinês.

2ª pergunta feita a 2ª garota da fila: Qual a cor que a primeira falou? azul

3ª pergunta feita a 3ª garota da fila: Qual as cores dos olhos das tuas duas amigas? preto e azul.

Logo, podemos concluir que:

A) A 2ª garota tem olhos pretos.

B) a 3ª garota tem olhos azuis.

C) a 4ª garota tem olhos pretos

D) a 1ª garota tem olhos pretos.

E) a 1ª garota tem olhos azuis.

E50 - (DESAFIO!!!) Luiz Fernando quis saber da professora de Matemática que estava em frente ao portão, qual era a idade das suas três filhas. Houve o seguinte diálogo:

Professora: “ O produto dos números que exprimem suas idades é 36”.

Luiz Fernando: “Só com essa informação não dá para saber”.

Professora: “A soma dos números que exprimem suas idades é igual ao número daquela casa aí em frente”.

Luiz Fernando: “Ainda não dá para saber”.

Professora: “A mais velha toca piano”.

Luiz Fernando: “Ah! Agora sei quais são as idades”.

Quais são as idades das três filhas?

A) 2 anos, 3 anos, 6 anos.

B) 2 anos, 2 anos, 9 anos.

C) 1 ano, 6 anos, 6 anos.

D) 1 ano, 4 anos, 9 anos.

Joãozinho:A Maria ficou em segundo lugar. Eu em quarto lugar. Pedro: Fiquei em terceiro lugar. A Sonia em

quinto lugar. Débora: A Maria foi a primeira e eu o segundo. Maria: O Pedro foi o primeiro. Eu fiquei em quinto lugar.

Sonia:

Eu fui o segundo lugar, a Maria foi a

terceira.

Então, podemos afirmar que a classificação do 1º ao 5º lugar foi:

a) Pedro, Maria, Débora, Joãozinho e Sonia;

b) Maria, Débora, Pedro, Joãozinho e Sonia;

c) Pedro, Débora, Maria, Joãozinho e Sonia;

d) Pedro, Débora, Maria, Sonia e Joãozinho;

e) Maria, Débora, Pedro, Sonia e Joãozinho.

E52 - Chapeuzinho vermelho ao entrar na

floresta, perdeu a noção dos dias da semana.

A raposa e o lobo mau eram duas estranhas

criaturas que frequentavam a floresta. A raposa mentia as segundas, terças e quartas-feiras e falava a verdade nos outros dias da semana. O

lobo mau mentia às quinta, sextas e sábados mas falava a verdade nos outros dias da semana.

a) Um dia chapeuzinho vermelho encontrou a

raposa e o lobo mau descansando à sombra de uma árvore. Eles disseram:

Raposa: “Ontem foi um dos meus dias de

mentir”. Lobo Mau: “ Ontem foi um dos meus dias de mentir”.

A partir dessas informações chapeuzinho

vermelho descobriu qual era o dia da semana. Qual era?

A)

Segunda-feira.

B)

Terça-feira.

C)

Quarta-feira.

D)

Quinta-feira.

E)

Sábado.

b)

Numa ocasião chapeuzinho vermelho

encontrou a raposa sozinha. Ela fez as seguintes

afirmações:

Eu menti ontem. Eu mentirei daqui a 3 dias. Qual era o dia da semana?

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222 13

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno A) Segunda-feira. B) Terça-feira. C) Quarta-feira. D) Quinta-feira. E) Sábado.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

A) Segunda-feira.

B) Terça-feira.

C) Quarta-feira.

D) Quinta-feira.

E) Sábado.

E53 - Considere os seguintes argumentos:

I. Se o suspeito mentiu, então ele é

culpado. O suspeito não mentiu. Portanto, não é culpado.

II. Se Alessandra é modelo, então

Alessandra é bonita e magra. Alessandra é bonita e magra. Portanto, Alessandra é modelo.

III. Alguns atletas jogam xadrez. Todos os intelectuais jogam xadrez. Logo, alguns atletas são intelectuais.

Sobre a validade dos argumentos I, II e III respectivamente, podemos dizer que:

A) Válido, Válido, Válido.

B) Não-válido, Não-válido, Não-válido.

C) Válido, Válido, Não-válido.

D) Não-válido, Não-válido, Válido.

E) Não-válido, Válido, Não-válido.

GABARITO

01) D

19) A

37) E

02) E

20) A

38) E

03) E

21) D

39) D

04) C

22) E

40) D

05) A

23) C

41) A

06) D

24) E

42) B

07) B

25) B

43) A

08) A

26) D

44) C

09) A

27) D

45) C

10) A

28) B

46) D

11) B

29) D

47) E

12) B

30) D

48) C

13) Válido

31) E

49) D

14) Não válido

32) C

50) B

15) E

33) C

51) C

16) D

34) B

52a) D

17) C

35) D

52b) A

18) B

36) C

53) B

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

01- (AFC-2008) A calculadora de Eliane tem duas teclas especiais, T1 e T2, que realizam operações diferentes. A tecla T1 transforma o número t que está no visor em . A tecla T2

o número t que está no visor em . A tecla T 2 transforma o número

transforma o número t que está no visor em 1– t. Eliane digita um número no visor. A seguir, de forma sucessiva e alternadamente, ela digita as duas teclas especiais, iniciando por T1 , isto é:

T1, T2, T1, T2, T1, T2 Sabendo-se que após 1204 operações o visor mostrava o número 5, pode-se corretamente concluir que o número que Eliane digitou no visor é igual a:

a) 0,8

b) 0,7

c) 2,5

d) 0,42

e) 0,36

02 - (APO-2008) Marcos está se arrumando para ir ao teatro com sua nova namorada, quando todas as luzes de seu apartamento apagam. Apressado, ele corre até uma de suas gavetas onde guarda 24 meias de cores diferentes, a saber: 5 pretas, 9 brancas, 7 azuis e 3 amarelas. Para que Marcos não saia com sua namorada vestindo meias de cores diferentes, o número mínimo de meias que Marcos deverá tirar da gaveta para ter a certeza de obter um par de mesma cor é igual a:

a) 30

b) 40

c) 246

d) 124

e) 5

03- (APO-2008) Dois colegas estão tentando resolver um problema de matemática. Pedro afirma para Paulo que X = B e Y = D. Como Paulo sabe que Pedro sempre mente, então, do ponto de vista lógico, Paulo pode afirmar corretamente que:

a) X ≠ B e Y ≠ D

b) X = B ou Y ≠ D

c) X ≠ B ou Y ≠ D

d) se X ≠ B, então Y ≠ D

e) se X ≠ B, então Y = D

Se X > Y, então Z > Y; se X <

Y, então Z > Y ou W > Y; se W < Y, então Z <

04- (APO-2008)

Y;

se W > Y, então X > Y. Com essas informações pode-se, com certeza, afirmar que:

a) X > Y; Z > Y; W > Y.

b) X < Y; Z < Y; W < Y.

14 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno c) X > Y; Z < Y; W < Y.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

c)

X > Y; Z < Y; W < Y.

b)

não sou amiga de Clara e não sou amiga de

d)

X < Y; W < Y; Z > Y.

Nara.

e)

X > Y; W < Y; Z > Y.

c) sou amiga de Nara e amiga de Abel.

 

d) sou amiga de Oscar e amiga de Nara.

05

- (CGU-2006) Márcia não é magra ou Renata

e) sou amiga de Oscar e não sou amiga de

é

ruiva. Beatriz é bailarina ou Renata não é

Clara.

ruiva. Renata

não

é

ruiva

ou Beatriz não é

bailarina. Se Beatriz não é bailarina então Márcia é magra. Assim,

10- (CGU-2006) Se X está contido em Y, então X está contido em Z. Se X está contido em P,

a)

Márcia não é magra, Renata não é ruiva,

então X está contido em T. Se X não está

Beatriz é

contido em Y, então X está contido em P. Ora, X

bailarina.

não está contido em T. Logo:

b)

Márcia é magra, Renata não é ruiva, Beatriz é

a)

Z está contido em T e Y está contido em X.

bailarina.

b)

X está contido em Y e X não está contido em

c) Márcia é magra, Renata não é ruiva, Beatriz

Z.

não é

c)

X está contido em Z e X não está contido em

bailarina.

Y.

d)

Márcia não é magra, Renata é ruiva, Beatriz é

d)

Y está contido em T e X está contido em Z.

bailarina.

e)

X não está contido em P e X está contido em

e)

Márcia não é magra, Renata é ruiva, Beatriz

Y.

não é

bailarina.

11- (AFC-2005) Se Pedro não bebe, ele visita

poesias, ele não visita Ana. Segue-se, portanto

06- (ANEEL-2006) Se alfa é feliz, então Beta é feliz. Se Alfa é infeliz, então Beta ou Gama são felizes. Se Gama é infeliz, então Beta é infeliz.

Ana. Se Pedro bebe, ele lê poesias. Se Pedro não visita Ana, ele não lê poesias. Se Pedro lê

que, Pedro:

Se Gama é feliz, então Alfa é feliz. Considerando

a) bebe, visita Ana, não lê poesias.

que as afirmações são verdadeiras, segue-se,

b) não bebe, visita Ana, não lê poesias.

portanto, que:

c) bebe, não visita Ana, lê poesias.

d) não bebe, não visita Ana, não lê poesias.

a)

Alfa é feliz, mas Beta e Gama são infelizes.

e) não bebe, não visita Ana, lê poesias.

b)

Alfa, Beta e Gama são infelizes.

c)

Alfa, Beta e Gama são felizes.

12 - (APO-2008) No último mês, cinco

d)

Alfa e Beta são infelizes, mas Gama é feliz.

vendedores de uma grande loja realizaram as

e)

Alfa e Gama são felizes, mas Beta é infeliz.

seguintes vendas de pares de calçados: Paulo

07

– (ANEEL-2006) Dizer que não é verdade que

vendeu 71, Ricardo 76, Jorge 80, Eduardo 82 e Sérgio 91. Ana é diretora de vendas e precisa

A

=

B

e

C = D, é logicamente equivalente a

calcular a venda média de pares de calçados

dizer que é verdade que:

realizada por estes cinco vendedores. Para este

a) A não é B e C não é D.

cálculo, a empresa disponibiliza um software

b) A não é B ou C não é D.

que calcula automaticamente a média de uma

c) A é B ou C não é D.

d) Se A não é B, então C é D.

e) Se A não é B, então C não é D.

08- (ANEEL-2006) Das seguintes premissas: A:

“Bia é alta e patriota, ou Bia é educada”. B: “Bia não é educada”, conclui-se que Bia é:

a) não alta e não patriota.

b) alta ou patriota.

c) não alta ou não educada.

d) alta e não patriota.

e) alta e patriota.

série de valores à medida que os valores vão sendo digitados. Ana observou que, após digitar

o valor de cada uma das vendas realizadas pelos

vendedores, a média calculada pelo software era

um número inteiro. Desse modo, o valor da última venda digitada por Ana foi a realizada

por:

a) Sérgio

b) Jorge

c) Paulo

d) Eduardo

e)

Ricardo

09 - (CGU-2008) Sou amiga de Abel ou sou

amiga de Oscar. Sou amiga de Nara ou não sou amiga de Abel. Sou amiga de Clara ou não sou amiga de Oscar. Ora, não sou amiga de Clara. Assim,

a) não sou amiga de Nara e sou amiga de Abel.

13- (APO-2008) Sabe-se que os números x, y e

z são números racionais. Sabe-se, também, que

.Com essas informações, conclui-se

que:

a) x . y = − 6

essas informações, conclui-se que: a) x . y = − 6 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012 www.CARREIRAPUBLICA.com.br (48)

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222 15

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno b) x + y = 6 c) x . y

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

b)

x + y = 6

c)

x . y = 0

d)

d)

e)

x. y = 6

14

- (CGU-2008)

Um renomado economista

afirma que “A inflação não baixa ou a taxa de juros aumenta”. Do ponto de vista lógico, a afirmação do renomado economista equivale a dizer que:

a) se a inflação baixa, então a taxa de juros não

aumenta.

b) se a taxa de juros aumenta, então a inflação

baixa.

c) se a inflação não baixa, então a taxa de juros

aumenta.

d) se a inflação baixa, então a taxa de juros

aumenta.

e) se a inflação não baixa, então a taxa de juros

não

aumenta.

15- (CGU-2008) Cinco moças, Ana, Beatriz, Carolina, Denise e Eduarda, estão vestindo blusas vermelhas ou amarelas. Sabe-se que as moças que vestem blusas vermelhas sempre contam a verdade e as que vestem blusas amarelas sempre mentem. Ana diz que Beatriz veste blusa vermelha. Beatriz diz que Carolina veste blusa amarela. Carolina, por sua vez, diz

que Denise veste blusa amarela. Por fim, Denise diz que Beatriz e Eduarda vestem blusas de cores diferentes. Por fim, Eduarda diz que Ana veste blusa vermelha. Desse modo, as cores das blusas de Ana, Beatriz, Carolina, Denise e Eduarda são, respectivamente:

a) amarela, amarela, vermelha, vermelha e

amarela.

b) vermelha, vermelha, vermelha, amarela e

amarela.

c) vermelha, amarela, amarela, amarela e

amarela.

d) vermelha, amarela, vermelha, amarela e

amarela.

e) amarela, amarela, vermelha, amarela e

amarela.

b) Pedro, Iago e Arnaldo não são aprovados.

c) Pedro é aprovado, mas Iago e Arnaldo são

reprovados.

d) Pedro e Iago são reprovados, mas Arnaldo é

aprovado.

e) Pedro e Arnaldo são aprovados, mas Iago é

reprovado.

17 – (CGU-2008) Maria foi informada por João que Ana é prima de Beatriz e Carina é prima de Denise. Como Maria sabe que João sempre mente, Maria tem certeza que a afirmação é

falsa. Desse modo, e do ponto de vista lógico, Maria pode concluir que é verdade que:

a) Ana é prima de Beatriz ou Carina não é prima

de Denise.

b) Ana não é prima de Beatriz e Carina não é

prima de Denise.

c) Ana não é prima de Beatriz ou Carina não é

prima de Denise.

d) se Ana não é prima de Beatriz, então Carina é

prima de Denise.

e) se Ana não é prima de Beatriz, então Carina

não é prima de Denise.

18 -(ANEEL-2006) Três meninos, Alberto,

Bernardo e Paulo, suspeitos de haver roubado o caderno de Maria, foram levados à direção da escola. Sabe-se que um e apenas um dos suspeitos é culpado, e que o culpado ás vezes fala a verdade e às vezes mente. Sabe-se, também, que dos outros dois suspeitos (que não são culpados), um sempre diz a verdade e o outro sempre mente. A diretora da escola perguntou a cada um dos suspeitos qual entre eles era culpado. Alberto respondeu: “eu sou o

culpado”. Bernardo respondeu: O culpado é Alberto. Por fim Paulo falou: “eu sou o culpado”. Acostumada a tratar com questões delicadas, a diretora da escola, corretamente, concluiu que o culpado é

a) Paulo, e Alberto sempre mente.

b) Bernardo, e Paulo sempre mente.

c) Alberto, e Paulo sempre mente.

d) Paulo, e Alberto sempre diz a verdade.

e) Alberto, e Alberto sempre diz a verdade.

16 - (CGU-2008) Três meninos, Pedro, Iago e Arnaldo, estão fazendo um curso de informática. A professora sabe que os meninos que estudam são aprovados e os que não estudam não são aprovados. Sabendo-se que:

se Pedro estuda, então Iago estuda; se Pedro não estuda, então Iago ou Arnaldo estudam; se Arnaldo não estuda, então Iago não estuda; se Arnaldo estuda então Pedro estuda. Com essas informações pode-se, com certeza, afirmar que:

a) Pedro, Iago e Arnaldo são aprovados.

19- (CGU-2006) Pedro encontra-se à frente de três caixas, numeradas de 1 a 3. Cada uma das três caixas contém um e somente um objeto. Uma delas contém um livro; outra, uma caneta; outra, um diamante. Em cada uma das caixas existe uma inscrição, a saber:

Caixa 1: “O livro está na caixa 3.” Caixa 2: “A caneta está na caixa 1.” Caixa 3: “O livro está aqui.”

Pedro sabe que a inscrição da caixa que contém o livro pode ser verdadeira ou falsa. Sabe, ainda, que a inscrição da caixa que contém a

16 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno caneta é falsa, e que a inscrição da caixa que

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

caneta é falsa, e que a inscrição da caixa que

é verdadeira. Com tais

informações, Pedro conclui corretamente que nas caixas 1, 2 e 3 estão, respectivamente,

contém

o diamante

23 - (CGU-2006) Um professor de lógica encontra-se em viajem em um país distante,

habitado pelos verdamanos e pelos mentimanos.

O que os distingue é que os verdamanos sempre

a)

a caneta, o diamante, o livro.

dizem a verdade, enquanto os mentimanos

b)

o livro, o diamante, a caneta.

sempre mentem. Certo dia, o professor depara-

c)

o diamante, a caneta, o livro.

se com um grupo de cinco habitantes locais.

d)

o diamante, o livro, a caneta.

Chamemo-los de Alfa, Beta, Gama, Delta e

e)

o livro, a caneta, o diamante.

Épsilon. O professor sabe que um e apenas um

 

no grupo é verdamano, mas não sabe qual deles

20

- (CGU-2006) Ana é artista ou Carlos é

o

é. Pergunta, então, a cada um do grupo quem

compositor. Se Mauro gosta de música, então

Flávia não é fotógrafa. Se Flávia não é fotógrafa, então Carlos não é compositor. Ana não é artista e Daniela não fuma. Pode-se, então, concluir corretamente que

a) Ana não é artista e Carlos não é compositor.

b) Carlos é compositor e Flávia é fotógrafa.

c) Mauro gosta de música e Daniela não fuma.

d) Ana não é artista e Mauro gosta de música.

e) Mauro não gosta de música e Flávia não é

fotógrafa.

21- (CGU-2006) Amigas desde a infância, Beatriz, Dalva e Valna seguiram diferentes profissões e hoje uma delas é arquiteta, outra é psicóloga, e outra é economista. Sabe-se que ou Beatriz é a arquiteta ou Dalva é a arquiteta. Sabe-se, ainda, que ou Dalva é a psicóloga ou Valna é a economista. Sabe-se, também, que ou Beatriz é a economista ou Valna é a economista.

Finalmente, sabe-se que ou Beatriz é a psicóloga ou Valna é a psicóloga. As profissões de Beatriz, Dalva e Valna são, pois, respectivamente,

entre eles é verdamano e obtém as seguintes

respostas:

Alfa: “Beta é mentimano” Beta: “Gama é mentimano” Gama: “Delta é verdamano” Delta: “Épsilon é verdamano”

Épsilon, afônico, fala tão baixo que o professor não consegue ouvir sua resposta. Mesmo assim,

o professor de lógica conclui corretamente que o verdamano é:

a) Delta

b) Alfa

c) Gama

d) Beta

e) Épsilon

24 - (CGU-2008) Perguntado sobre as notas de cinco alunas (Alice, Beatriz, Cláudia, Denise e Elenise), um professor de Matemática respondeu com as seguintes afirmações:

1. “A nota de Alice é maior do que a de Beatriz e

menor do que a de Cláudia”;

a)

psicóloga, economista, arquiteta.

2.

“A nota de Alice é maior do que a de Denise e

b)

arquiteta, economista, psicóloga.

a

nota de Denise é maior do que a de Beatriz, se

c)

arquiteta, psicóloga, economista.

e

somente se a nota de Beatriz é menor do que

d)

psicóloga, arquiteta, economista.

a

de Cláudia”;

e)

economista, arquiteta, psicóloga.

3.

“Elenise e Denise não têm a mesma nota, se

 

e

somente se a nota de Beatriz é igual à de

- (CGU-2006) Três meninos estão andando

de bicicleta. A bicicleta de um deles é azul, a do outro é preta, a do outro é branca. Eles vestem bermudas destas mesmas três cores, mas somente Artur está com bermuda de mesma cor

22

Alice”. Sabendo-se que todas as afirmações do professor são verdadeiras, conclui-se corretamente que a nota de:

que sua bicicleta. Nem a bermuda nem a

a)

Alice é maior do que a de Elenise, menor do

bicicleta de Júlio são brancas. Marcos está com

que a de Cláudia e igual à de Beatriz.

bermuda azul. Desse modo,

b)

Elenise é maior do que a de Beatriz, menor

a) a bicicleta de Júlio é azul e a de Artur é preta.

b) a bicicleta de Marcos é branca e sua bermuda

é preta.

c) a bermuda de Júlio é preta e a bicicleta de

do que a de Cláudia e igual à de Denise.

c) Beatriz é maior do que a de Cláudia, menor

do que a de Denise e menor do que a de Alice.

d) Beatriz é menor do que a de Denise, menor

Artur é

do que a de Elenise e igual à de Cláudia.

branca.

e)

Denise é maior do que a de Cláudia, maior do

d) a bermuda de Artur é preta e a bicicleta de

Marcos é branca.

e) a bicicleta de Artur é preta e a bermuda de

Marcos é azul.

que a de Alice e igual à de Elenise.

25- (CGU-2006) Cinco irmãs nasceram, cada uma, em um Estado diferente do Brasil. Lúcia é morena como a cearense, é mais moça do que a gaúcha e mais velha do que Maria. A cearense,

ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222 17

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno a paulista e Helena gostam de teatro tanto quanto Norma.

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

a paulista e Helena gostam de teatro tanto

quanto Norma. A paulista, a mineira e Lúcia são,

todas, psicólogas. A mineira costuma ir ao cinema com Helena e Paula. A paulista é mais

moça do que a goiana, mas é mais velha do que

a mineira; esta, por sua vez, é mais velha do que Paula. Logo:

a) Norma é gaúcha, a goiana é mais velha do

que a mineira, e Helena é mais moça do que a

paulista.

b) Paula é gaúcha, Lúcia é mais velha do que

Helena, e a mineira é mais velha do que Maria.

do que o matemático.

c) Pedro é matemático, e o arquiteto é mais

velho do que o engenheiro, e Oscar é mais velho do que o agrônomo.

d) Luís é arquiteto, e o engenheiro é mais velho

do que o agrônomo, e Pedro é mais velho do que o matemático.

e) Nédio é engenheiro, e o arquiteto é mais

velho do que o matemático, e Mário é mais velho do que o economista.

c)

Norma é mineira, a goiana é mais velha do

que a gaúcha, e Maria é mais moça do que a

28 - (MPU-2004) Caio, Décio, Éder, Felipe e Gil

cearense.

compraram, cada um, um barco. Combinaram,

d)

Lúcia é goiana, a gaúcha é mais moça do que

então, dar aos barcos os nomes de suas filhas.

a

Cada um tem uma única filha, e todas têm

cearense, e Norma é mais velha do que a

nomes diferentes. Ficou acertado que nenhum

mineira.

deles poderia dar a seu barco o nome da própria

e)

Paula é cearense, Lúcia é mais velha do que a

filha e que a cada nome das filhas

paulista, e Norma é mais moça do que a

corresponderia um e apenas um barco.

gaúcha.

Décio e Éder desejavam, ambos, dar a seus

26- (MPU-2004) Considere a afirmação P: P: “A ou B” onde A e B, por sua vez, são as seguintes afirmações:

barcos o nome de Laís, mas acabaram entrando em um acordo: o nome de Laís ficou para o barco de Décio e Éder deu a seu barco o nome de Mara.

A: “Carlos é dentista” B: “Se Enio é economista, então Juca é arquiteto”

Gil convenceu o pai de Olga a pôr o nome de Paula em seu barco (isto é, no barco dele, pai de Olga). Ao barco de Caio, coube o nome de

Ora, sabe-se que a afirmação P é falsa. Logo:

Nair, e ao barco do pai de Nair, coube o nome de Olga.

a) Carlos não é dentista; Enio não é economista;

Juca não é arquiteto.

b) Carlos não é dentista; Enio é economista;

Juca não é arquiteto.

c) Carlos não é dentista; Enio é economista;

Juca é arquiteto.

d) Carlos é dentista; Enio não é economista;

Juca não é arquiteto.

As filhas de Caio, Décio, Éder, Felipe e Gil são, respectivamente,

a) Mara, Nair, Paula, Olga, Laís.

b) Laís, Mara, Olga, Nair, Paula.

c) Nair, Laís, Mara, Paula, Olga.

d) Paula, Olga, Laís, Nair, Mara.

e) Laís, Mara, Paula, Olga, Nair.

e)

Carlos é dentista; Enio é economista; Juca

29 – (EPE-2006) Em uma fazenda de produção

técnicas, a produção média por hectare plantado

não é arquiteto.

de soja, a plantação ocupava uma área de A

27- (MPU-2004) Cinco irmãos exercem, cada um, uma profissão diferente. Luís é paulista, como o agrônomo, e é mais moço do que o engenheiro e mais velho do que Oscar. O agrônomo, o economista e Mário residem no mesmo bairro. O economista, o matemático e Luís são, todos, torcedores do Flamengo. O matemático costuma ir ao cinema com Mário e Nédio. O economista é mais velho do que Nédio e mais moço do que Pedro; este, por sua vez, é

hectares que proporcionava uma determinada produção anual de grãos. Com a utilização de novas técnicas de plantio e de colheita, foi possível reduzir a área A em 20% e, ainda assim, obter um aumento de 20% na produção anual de grãos. Considere que a produção média por hectare plantado seja obtida pela razão entre a produção anual da fazenda e a área plantada. Após a adoção das novas

dessa fazenda aumentou em:

mais moço do que o arquiteto. Logo,

(A)

10%.

(B)

20%.

a)

Mário é engenheiro, e o matemático é mais

(C)

30%.

velho do que o agrônomo, e o economista é

(D)

40%.

mais novo do que Luís.

(E)

50%.

b) Oscar é engenheiro, e o matemático é mais

velho do que o agrônomo, e Luís é mais velho

18 ATUALIZADO ATÉ MAIO/2012

www.CARREIRAPUBLICA.com.br

(48) 4141-3220

4141-3222

RACIOCÍNIO LÓGICO Prof. Eron Magno 30 - Em um colégio, o número de funcionários é

RACIOCÍNIO LÓGICO

Prof. Eron Magno

30 - Em um colégio, o número de funcionários

é

igual a 40% do número de professores, o qual, por sua vez, corresponde a 25% do número de alunos. Sabendo que os conjuntos dos professores, alunos e funcionários são disjuntos dois a dois, assinale a alternativa cuja porcentagem mais se aproxima da proporção do número de professores e funcionários, juntos,

em relação ao total de indivíduos que freqüentam o referido colégio.

A) 26%.

B) 36%.

C) 53%.

D) 64%.

E)

74%.

GABARITO

01) A

02) E

03) C

04) A

05) A

06) C

07) B

08) E

09) C

10) E

11) B

12) B