Você está na página 1de 3

MÍDIAS EDUCACIONAIS:

O uso do computador e da internet na educação

Lidiane Alves Fernandes


Neiva Barbosa de Oliveira
Pedagogia-UNICENTRO

Introdução

O presente trabalho tem por objetivo mostrar como as mídias educacionais e as novas
tecnologias, podem auxiliar o docente e o discente no seu cotidiano tornando o
ensino/aprendizagem mais prazeroso.
O computador e a internet estão presentes no contexto escolar e devem ser utilizados para
agregar valores a todo este processo. Cabendo aos professores adaptarem essas tecnologias de
maneira que desperte no aluno o interesse pela aula.

A internet como ferramenta de ensino


Há mais de duas décadas as mídias estão sendo introduzidas nas escolas. A princípio foram
os retro projetores, televisão e vídeo cassete, usados como meio de transformar as tradicionais
aulas, nas quais o aluno geralmente não se sentia tão atraído. Anos atrás, ter um computador nas
escolas brasileiras era um privilegio da elite o que ainda hoje, a maioria das escolas não tem acesso
a ele, especialmente nas periferias.
O computador era utilizado apenas para processar textos e a internet era novidade.
Atualmente o uso da informática nas escolas públicas esta crescendo e a intenção é estendê-
lo em toda a rede de ensino. Nas escolas, onde há laboratórios de informática, poucos são os que
utilizam, senão apenas em aulas de informática.
Outro fator importante a ser observado no uso da informática é a capacitação dos
profissionais que irão trabalhar com esse material, pois se o professor não souber utilizá-los de nada
vai adiantar investimentos em sofisticados laboratórios de informática se não forem utilizados de
maneira que possam contribuir para o aprendizado. Vale ressaltar a importância de um monitor que
auxilie o professor durante o uso do laboratório.
Os próprios docentes deverão elaborar o seu plano de ação curricular utilizando o
computador e da internet, com o objetivo de despertar o interesse dos conteúdos trabalhados em
sala. ”O computador trouxe novas condições de aprendizagem que o professor deve gerenciar”
“A tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no
mundo de hoje,” (LOTITO, 2009, p. 51).
E a cada ano que passa, fica mais difícil imaginar a vida sem o computador e o uso da
internet.
Com a informática os professores poderão desenvolver atividades com gêneros textuais e em
processadores de texto como o Word ampliar o conhecimento ortográfico e incentivar a leitura por
meio de pesquisas, criação de blogs e troca de e-mail.
Com a internet o professor terá que utilizar novas práticas pedagógicas, fazendo com que o
aluno participe mais através da troca de experiências, exposições orais, visuais fazendo com que
demonstrem que aprenderam, sobre o assunto e não apenas fizeram uma “pescópia” (BRITO,
2006), que infelizmente acontece. Outra maneira até meio retrograda devido à informatização é
pedir que os alunos façam os textos manuscritos.
Segundo Brito (2006) com o uso da internet não existe um só caminho a ser pesquisado, e
sim uma busca na formação de um individuo em um mundo de transformações aonde as
informações chegam sob diferentes perspectivas. E um dos papéis professor a analise junto com seu
aluno de um descortinar (descobrir) de “verdades”.
O uso das mídias educacionais como o computador e a internet não substituem o professor,
mas sim funcionam como aliados que podem contribuir para que aulas sejam mais dinâmicas e
atraentes, em que principal objetivo e o processo de aprendizagem de cada individuo,preparando-o
para enfrentar as transformações que estão acontecendo.
Conclusão:
Vimos que tanto o computador quanto a internet tem sua importância na educação. Vimos
também quanto o papel do professor se modifica quando utiliza esses recursos.
Porém, é necessário observar um planejamento de seu uso na escola para não tratá-lo da
mesma maneira que os outros recursos.
O computador possui uma influência muito maior no comportamento dos indivíduos e sua
utilização inadequada poderá trazer prejuízos para a aprendizagem.
Referências:

BRITTO, Gláucia da Silva. Educação e Novas Tecnologias. ed.Ibepex,2006,p.94


LOTITO, Márcia Padilha. A Tecnologia que ajuda a ensinar. In: Revista Nova Escola.
ed.Abril,julho.2009,p. 51.
VALENTE, Jose A. Informática na Educação: instrucionismo x construcionismo. Disponível em:
< http://www.sinpro-rs.org.br/paginas.>Acesso dia14/04/2010