Você está na página 1de 12

Instalando e configurando o IIS 6.

0
O IIS 6 é o aplicativo que permite que o seu Win2003 funcione como servidor de páginas da web
(e serviços correlatos). O IIS 6.0 teve diversas melhorias em relação à versão 5.0 presente no
Windows 2000 Server, tornando-o muito mais seguro para hospedagem de sites. Ele foi
praticamente reescrito "do zero" e o resultado é que até hoje (dez meses após o lançamento do
Win2003), não há nenhuma vulnerabilidade relacionada com essa versão do IIS 6.0.

A instalação default do Win2003 não instala o IIS por motivos de segurança e no exemplo abaixo
mostrarei como instalá-lo e configurá-lo para que ele hospede páginas .htm, .html e .asp,
criando um site (BABOO 2) que será gerenciado por ele.

Para instalar o IIS, clique no botão Iniciar > Painel de Controle > Ferramentas Administrativas >
clique em Assistente para configurar o Servidor > clique em Avançar e Avançar. Se aparecer uma
mensagem avisando que uma das conexões de rede não está funcionando, isso é normal pois
indica que o seu computador tem duas placas de rede instaladas mas somente uma está
conectada (imagem abaixo). Clique em OK.

Escolha a opção Servidor de aplicativos (IIS, ASP.NET) e clique no botão Avançar:


Na próxima tela você informa se há Extensões de servidor do FrontPage e se deseja ativar
ASP.NET. Clique em Avançar para iniciar a instalação do IIS e em alguns segundos a instalação
será finalizada. Não se esqueça de manter o CD do Win2003 no drive para que a instalação seja
possível.
Para você começar a configurar o IIS, clique no botão Iniciar > Painel de Controle >
Ferramentas Administrativas > clique em Gerenciador dos Serviços de informações da Internet:

Agora vamos criar o site BABOO 2 - e como o IIS automaticamente criou em Sites da Web um
Site da Web padrão, vamos eliminá-lo pois não há necessidade de mantê-lo: clique com o botão
da direita do mouse em Site da Web padrão e Excluir. Clique em Sim para confirmar a sua
exclusão. Agora clique com o botão da direita do mouse em Sites da Web e clique em Novo >
Site da Web:
Clique em Avançar e começamos a criar o novo site. No campo Descrição, digite o nome genérico
do site (BABOO 2 no nosso caso) e clique em Avançar. No endereço IP a ser usado no site você
deve indicar o endereço de IP que responderá por esse site. Deixando em (Todos os não
atribuídos) fará com que o IP atualmente configurado seja automaticamente utilizado.

Se você quiser indicar o IP correto, feche a janela atual para cancelar a criação do site atual e
clique no botão Iniciar > Painel de Controle > Conexões de Rede > Clique na conexão existente
(normalmente é "Conexão Local") > Propriedades > Avançado > dê um duplo-clique em
Protocolo TCP/IP. Coloque ali as informações desejadas (IP, Gateway e DNS) e clique em OK.
Agora volte à janela do Gerenciador do IIS, clique com o botão da direita do mouse em Sites da
Web e clique em Novo > Site da Web, seguindo os passos anteriores. A diferença é que agora o
IP que você forneceu na sua conexão de rede está disponível para ser configurado no IIS.

No campo Porta TCP, deixe como está (80) e se você desejar, digite o cabeçalho de host do site
no campo correto. Clique em Avançar. No campo Caminho: você deve informar qual é a pasta
que conterá os arquivos do seu site, tendo a certeza de manter ativada a opção Permitir acesso
anônimo a este site. Clique em Avançar.

A próxima tela pergunta as permissões que serão aplicadas na pasta utilizada para armazenar os
arquivos do seu site. É recomendável deixar apenas as opções Leitura e Executar scripts (ASP,
por exemplo) ativadas. Clique em Avançar para finalizar a instalação:
Observação: embora o IIS crie por default a pasta /inetpub na partição principal para
hospedar o arquivos dos site ali, no nosso caso utilizaremos C:\BABOO 2004 por
questões de segurança. Ao evitar seguir o "padrão de instalação do software", você
pode estar dificultando o ataque ou invasão por hackers caso ele ataque o seu servidor
imaginando que os seus arquivos estejam em uma determinada pasta. O uso de
caracteres especiais (çãáê ...) também é recomendado.

Agora que você criou o seu site, vamos configurá-lo ! Dê um duplo-clique em Sites da Web >
clique com o botão da direita do mouse no site criado (BABOO 2) > Propriedades. Ao abrir uma
nova janela, você terá as seguintes opções:
Descrição: contém o nome genérico do site
Endereço IP: indica o IP do site
Porta TCP: é a porta utilizada para acessar o site: 80
Porta SSL: utilizado somente quando houver necessidade de criptografia, sendo 443 o valor
padrão quando utilizado (neste caso deixamos vazio pois não usaremos SSL)
Tempo limite de conexão: tempo que o servidor espera até desconectar um usuário inativo
Ativar Keep-Alive de HTTP: permite que a conexão seja mantida aberta ao invés de abri-la a
cada conexão realizada
Ativar logs: permite criar arquivos de log de acesso ao servidor (algo importante para auditoria)

Clique em Propriedades para configurar os logs:


Clique em Diariamente (para que se crie um arquivo de log por dia), clique em Usar hora local
para nomeação e sobreposição de arquivo para que a data/hora do log seja o mesmo do servidor
(ao usar a hora do W3C, que é a mesma de Greenwich). Em Diretório do arquivo de log, digite a
pasta aonde serão salvos os arquivos de log.

Compactação do conteúdo da pasta de log


O ideal é que você mantenha os arquivos de log em uma partição própria pois eles costumam
fragmentar muito a partição aonde estão localizados. Além disso você deve configurar a pasta de
log para compactar os arquivos e sub-pastas ali existentes para que os arquivos de log ocupem
menos espaço no disco (essa dica pode dobrar o espaço livre destinado aos logs pois o arquivo
de log é um arquivo texto que é altamente compactável).

Para ativar a compactação, clique no botão Iniciar > Meu computador > duplo-clique na partição
aonde os arquivos de log estão localizados > clique com o botão da direita do mouse na pasta
aonde os arquivos de log estão localizados > Propriedades > Avançados > clique em Compactar
o conteúdo para economizar espaço em disco > clique em OK > clique em Aplicar as alterações
a esta pasta, sub-pastas e arquivos e clique em OK. Quanto menor o número de arquivos ali,
mais rápida essa tarefa será finalizada. Depois da compactação, a pasta ficará com a cor azul,
indicando que os dados ali estão compactados.

Para você verificar a taxa de compactação, clique com o botão da direita em qualquer arquivo
dentro da pasta > Propriedades. O tamanho original do arquivo está indicado em Tamanho: e o
tamanho utilizado no disco rígido está mostrado em Tamanho do disco:. Quanto maior a
diferença entre ambos, melhor, pois isso indica que o arquivo está bem compactado e você está
economizando bastante espaço com isso.

A compactação da pasta de log não influencia de modo notável o desempenho do servidor.


Clique agora na aba Propriedades e clique em Cookie ( cs (Cookie) ), que é o penúltimo item da
lista. Clique em Aplicar e em OK.

Em relação às demais opções, você pode deixá-las no modo default do IIS 6. São elas:

Desempenho: que permite limitar a largura de banda e o número de conexões no site

Filtros ISAPI: permite a configuração de filtros ISAPI (programa que responde a eventos)

Pasta Base: indica as opções de configuração da pasta aonde estão localizados os arquivos do
site

Documentos: lista os tipos de documentos que serão renderizados (e a ordem que isso ocorre)
e a configuração do rodapé

Erros personalizados: permite que você modifique os arquivos de respostas de erros de HTTP,
personalizando-os de acordo com a sua necessidade

Cabeçalhos HTTP: permite ativar a expiração de conteúdo (fazendo com que o browser
compare a data atual com a data de validade das páginas para definir se ela será carregada
novamente ou se ele utilizará o cache para isso), definir a sua classificação (visando identificar
conteúdos que possam ser censurados pelo supervisor de conteúdo do browser) e tipos de MIME
(que permite definir as extensões dos arquivos)

Segurança de diretório: permite configurar o tipo de autenticação e controle de acesso, as


restrições de IP e domínio (para você impedir o acesso ao seu site) e comunicações de segurança
(certificados para comunicação segura e canal de segurança SSL). Na imagem abaixo, qualquer
computador cujo IP que seja 68.xxx.xxx.xxx (tipicamente utilizado por proxys anônimos) não
conseguirá acessar o site, recebendo uma mensagem de acesso negado quando tentar acessá-lo:
Habilitando a compactação HTTP do IIS 6
O IIS 6 permite que os dados enviados para os browsers sejam automaticamente compactados,
o que economiza banda e aumenta a velocidade de navegação. Para habilitar a compactação
(que é realizada no kernel e não influencia a performance do servidor), você deve clicar com o
botão da direita do mouse em Sites da Web > aba Serviço. Clique nas opções Compactar
arquivos de aplicativo e Compactar arquivos estáticos. No tamanho máximo do diretório
temporário, deixe em Ilimitado. Clique em OK.

Segundo o site Port80, apenas 2,9% das empresas utilizam a compressão de dados e com isso
Empresas Fortune 1000 gastam milhões com excesso de banda por não utilizarem
compressão HTTP.

Arquivos ASP e ASP.NET no IIS 6


Para você permitir a execução de arquivos ASP no IIS 6, você deve clicar em Extensões de
serviços da Web > clicar com o botão da direita do mouse em Páginas do Active Server >
Permitir.
Se você não clicou na opção de ASP.NET no início da instalação do IIS e agora você deseja
utilizá-lo, você deve instalar o ASP.NET: clique no botão Iniciar > Painel de Controle>
Adicionar/Remover programas> Adicionar/Remover componentes do Windows > clique em
Servidor de aplicativo > botão Detalhes > ASP.NET. Clique em OK e Avançar.

Pool de processos
O IIS 6 tem o Pool de processos, que permite que você configure ações automáticas que serão
tomadas quando algum processo apresente problemas: ao invés do administrador de redes
reiniciar o processo, isso pode ser feito automaticamente pelo próprio IIS!
Para você configurar o Pool de processos, clique com o botão da direita do mouse em Pools de
aplicativos: ali existem diversas opções. Nas abas você encontrará:

Reciclagem: permite a reinicialização do processo depois de um tempo pré-definido, por


número de solicitações ou então em um horário pré-estabelecido e reciclagem de processos que
consumam muita CPU (tanto em memória virtual quanto em memória utilizada).

Desempenho: permite desligar processos inativos, limitar a fila de solicitação (para que o
servidor não fique sobrecarregado) além de ativar a monitoração da CPU (permitindo eliminar ou
reiniciar processos que estejam utilizando muita CPU)

Manutenção: pinga os processos para estabelecer o seu status, ativa/desativa a proteção


contra falhas e define o limite de reinicialização e desligamento de processos inativos.

Identidade: define a conta a ser utilizada para o pool de aplicativos

Um detalhe muito interessante é que você pode criar diversos Pools de processos e utilizá-los de
acordo com as necessidades de um site. Exemplo: para criarmos um Pool de processos chamado
BABOO 2 (que será utilizado somente no gerenciamento do site BABOO 2) você deve clicar com
o botão da direita do mouse em Pool de aplicativos > Novo > Pool de aplicativos.

Ali você define o nome do pool e as suas configurações. Depois de modificar as opções dele,
você associa-o ao site BABOO 2:
Autor original: Baboo

Direitos Autorais: BABOO