Você está na página 1de 7

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DA

CIDADE.

FULANO DE TAL, casado, aposentado, inscrito no CPF


(MF) nº. 333.555.444-66, residente e domiciliado na Cidade (PP), na Rua Xista, nº.
000, com endereço eletrônico ficto@ficticio.com.br, ora intermediado por seu
mandatário ao final firmado – instrumento procuratório acostado –, esse com
endereço eletrônico e profissional inserto na referida procuração, o qual, em
obediência à diretriz fixada no art. 77, inc. V c/c art. 287, caput, um e outro do CPC,
indica-o para as intimações que se fizerem necessárias, vem, com o devido respeito

à presença de Vossa Excelência, com suporte no art. 9º, inc. III, da Lei de

Inquilinato, ajuizar a presente

AÇÃO DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO


C/C
COBRANÇA DE DÉBITO LOCATIVO,

1
contra a JOANA DE TAL, casada, comerciária, residente e domiciliada em Cidade

(PP), na Rua Delta, nº. 000, Bloco 4, aptº 000, inscrita no CPF(MF) sob o nº.

333.444.555-66, endereço eletrônico desconhecido, decorrência dos motivos fáticos


e jurídicos, abaixo delineados.

INTROITO

( a ) Quanto à audiência de conciliação (CPC, art. 319, inc. VII)

A parte Promovente não tem interesse na realização de


audiência conciliatória (CPC, art. 319, inc. VII).

I – CONSIDERAÇÕES FÁTICAS

O Promovente alugou à Promovida, para fins


residenciais, o imóvel sito na Rua Delta., nº. 000, Bloco 4, apto. 000, nesta urbe,
cuja locação vigora por prazo indeterminado. (doc. 01)

A Ré, nesta data, encontra-se inadimplente com os


meses de maio/0000, junho/0000 e julho/0000, além de acessórios pertinentes à
locação.

2
Apesar dos esforços para receber o débito, tal
desiderato não foi possível.

Os valores do débito, atualizados, estão sob os


seguintes patamares:

Maio/0000
Aluguel R$ 330,00
Multa (10%) R$ 33,00
Juros de mora (1%) R$ 3,30
---------------
Subtotal R$ 366,30
---------------
Total (1) R$ 366,30

Junho/0000
Aluguel R$330,00
Multa (10%) R$ 33,00
Juros de mora (1%) R$ 3,30
---------------
Subtotal R$366,30
---------------
Total (2) R$366,30

Julho/0000
Aluguel R$330,00
Multa (10%) R$ 33,00

3
Juros de mora (1%) R$ 3,30
---------------
Subtotal R$366,30
---------------
Total (3) R$366,30

Total Geral (1) + (2) + (3) R$ 1.098,90

Honorários advocatícios - 20% (Cláusula 10) R$ 219,78


------------------
-------
TOTAL R$ 1.318,68

II – DO DIREITO.

Cumpria à Ré pagar pontualmente os alugueres, bem


como os acessórios da locação.

LEI DO INQUILINATO

Art. 9º - A locação também poderá ser desfeita:

...

III – em decorrência da falta de pagamento do aluguel e demais

encargos;

4
A Ré, ademais, diante de tal situação fática (ausência
de pagamento de alugueres e acessórios), infringiu cláusula contratual e legal,
ensejando, dessa maneira, à imputação do pagamento de multa compensatória.

Pertinente, nesse ínterim, a rescisão do pacto locatício,


com o consequente despejo e condenação ao pagamento dos encargos contratuais
inadimplidos.

III - EM CONCLUSÃO.

Ex positis, requer-se a CITAÇÃO da Promovida, por


Carta (LI, art. 58, inc. IV), com AR, para que, no prazo legal, venha emendar a mora,
na forma prevista no inciso II, do art. 62 da Lei nº. 8.245/91(Lei do Inquilinato),
mediante depósito judicial, atualizado, do débito discriminado, inclusive prestações
vincendas (CPC, art. 323 c/c art. 62, inciso V).

Não sendo essa a pretensão, que ofereça a defesa que


tiver (CPC, art. 336), sob pena de revelia e confissão.

5
Pede, por fim, sejam julgados procedentes os pedidos
ora formulados, dando por rescindindo o contrato locatício em espécie, com o
consequente o despejo.

Pleiteia, ainda, a condenação ao pagamento das custas


processuais, honorários de advogado, esses no percentual de 20% sobre o valor da

causa (LI, art. 62, inc. II, “d” c/c CPC, art. 1.046, § 2º), como assim pactuado no

contrato de locação (cláusula 12ª).

Solicita-se, de mais a mais, a cumulação (CPC, art. 327


c/c art. 62, inciso VI) do pedido de rescisão do contrato de locação com o de
cobrança do débito locativo, soma essa considerada até a efetiva da desocupação,
imputando-se multa compensatória, reduzindo-a na forma do art. 413 do Código
Civil.

Requer-se seja dado ciência da presente aos fiadores


Francisco das Quantas e Maria das Quantas, casados, médicos, inscritos nos
CPF/MF nºs .x.x.x.x.x.x.x.x.x e .x.x.x.x.x.x.x, residentes e domiciliados nesta Capital
na Rua .x.x.x.x.x, nº111, Bairro Xista, para que tomem conhecimento da presente
ação e, por isso, integrem a lide, na qualidade de litisconsortes passivos (LI, art. 62,
inc. I c/c CPC, art. 114).

6
Por fim, protesta provar o alegado por todos os meios
de prova admitidos em direito.

Atribui-se à causa o valor de R$ 00.000,00 ( .x.x.x. ),


correspondente a doze vezes o valor do alugue(LI, art. 58, inc. IIl).

Respeitosamente, pede deferimento.

Cidade, 00 de agosto de 0000.

Fulano(a) de Tal
Advogado(a)