Você está na página 1de 43

30 DICAS

para
SEU FILHO SER
PRÓ$PERO
LUCIANA SANTOS

Coach de Prosperidade para mulheres que buscam viver em paz


com sua vida financeira. Idealizadora do Viver com Propósito e do
Programa Em paz com Dinheiro.

Taurina, mãe da Yasmin e do Gabriel, mulher do meu melhor


amigo, escritora por acidente e empreendedora. ❤

Coach desde 2006, practitioner em Programação Neurolinguística


e mais de 15 anos de experiência na área de Planejamento
Financeiro de grandes empresas no Brasil e no exterior.

www.vivercomproposito.com
luciana@vivercomproposito.com
facebook.com/viverproposito
INTRODUÇÃO

Assim como muitos pais, você provavelmente deseja que seu filho seja
um adulto financeiramente bem sucedido, independente e
consciente.

A princípio, isso pode parecer uma tarefa difícil e trabalhosa, no meio


de outros tantos desafios que envolvem a criação e a educação de
um filho.

Sendo bem sincera, eu só comecei a pensar nisso recentemente, quando


tive consciência das minhas próprias crenças sobre dinheiro e pude
observar o quanto eu estava “transferindo”, mesmo que
inconscientemente, algumas delas para os meus filhos.

E, apesar de ter trabalhado por mais de 15 anos na área de Planejamento


Financeiro de grandes empresas, tive muitas dúvidas sobre como
ensinar meus filhos a crescerem com uma consciência financeira
próspera, sem limitações e sabendo lidar e valorizar o dinheiro. Nesse
momento iniciei minha busca para aprender como fazer diferente e
melhor.

A primeira coisa que descobri foi que a maneira que um filho lidará com
dinheiro está totalmente relacionada ao que ele aprende na infância.

vivercomproposito.com
Um estudo da Universidade de Cambridge identificou que as
crianças formam os seus hábitos financeiros nos sete primeiros
anos de vida. Esperar até a pré-adolescência para introduzir
conceitos sobre dinheiro é muito tarde, pois seus hábitos já estarão
solidificados e será mais difícil mudá-los.

Os pesquisadores também alertam que o papel dos pais nesse processo


é essencial, e a vivência e a prática no dia a dia são mais importantes do
que a teoria.

Além disso, o filho aprende primeiro por meio do exemplo, ou seja,


você estará ensinando a ele aquilo que colocar em prática em sua
própria vida. É por isso que o envolvimento de toda a família é
fundamental.

Para te ajudar nesse processo, organizei o meu conhecimento e


experiência neste tema em 30 dicas práticas para você poder aplicar
com seu filho.

E, para facilitar o acompanhamento, preparei um anexo para imprimir


e registrar o seu avanço.

vivercomproposito.com
Tenha sempre em mente que esse não deve ser um processo
estressante para a família. A última coisa que você quer é que o seu
filho relacione dinheiro a estresse e cobrança.

Coloque essas dicas em prática de maneira leve e divertida, ficando


totalmente à vontade para adaptar o conteúdo e a frequência à sua
realidade e à idade do seu filho.

Fico muito feliz em ter você comigo nessa jornada e adoraria receber
um e-mail com a sua opinião: luciana@vivercomproposito.com.

Gratidão! ❤

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
VALORIZE A PERSONALIDADE

Coloque-se no papel de observador e identifique como o seu filho lida


com o dinheiro, se é mais econômico ou mais gastador.

Entendendo a personalidade dele em relação ao dinheiro, você poderá


ajudá-lo ainda mais. Não tente forçar para que ele seja diferente, pois
não existe melhor ou pior. Use isso a seu favor durante o processo. Por
exemplo, aos mais econômicos você pode ensinar que gastar o dinheiro
com diversão tem seu valor. E com os mais gastadores, ajude a ter mais
consciência de suas escolhas, mostrando que, guardando o dinheiro,
podem adquirir algo de maior valor mais tarde.

E, se tiver mais de um filho, valorize a individualidade de cada um!

vivercomproposito.com
DEFINA COMO O SEU FILHO
RECEBERÁ O DINHEIRO

Para aprender a lidar com o dinheiro seu filho precisa tê-lo em mãos e
sob sua responsabilidade. Algumas famílias dão mesadas, semanadas,
outras usam sistema de recompensas por tarefas executadas ou
simplesmente dão dinheiro de maneira pontual, ou até fazem um mix
dessas possibilidades. Nesse momento, mais importante do que a
forma é entender que esse é o meio pelo qual ele vai praticar e
aprender.

Com os meus filhos estipulei algumas tarefas “extras” semanais e uma


recompensa financeira para cada uma delas. Acho importante eles
aprenderem que existe uma relação entre trabalho e dinheiro.

O montante deve ser confortável para você e razoável para ele


administrar. Não precisa ser muito, afinal o objetivo é fazer com que o
seu filho se familiarize em lidar com o dinheiro.

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
EXPLIQUE A IMPORTÂNCIA
DA DOAÇÃO

Comece plantando uma sementinha explicando ao seu filho que


existem diferentes maneiras de fazer caridade: doando tempo, amor,
objetos... e dinheiro. E que, ajudar outras pessoas é um ato muito bom
e prazeroso.

Nem irei entrar no mérito da energia do dinheiro, o quanto ele deve


circular e qual a relação entre o que ganhamos e o que doamos, pois
esse é um tema mais “avançado” e assunto para um outro e-book. ☺

Procure construir uma vontade e um sentimento de solidariedade em


seu filho para ele perceba que doar é algo positivo, e não uma
obrigação.

vivercomproposito.com
DOAR GUARDAR GASTAR

ADOTE O SISTEMA DE POTES

O sistema de potes é uma maneira muito fácil de separar o dinheiro


por finalidade. Minha sugestão é separá-lo em 3 potes: Doar, Guardar e
Gastar

Dependendo da idade do seu filho, você pode utilizar potes, porquinhos


ou envelopes. Basta colocar uma etiqueta em cada um indicando a
finalidade e o percentual a ser alocado. Esse percentual pode ser
definido por você, mas minha sugestão é começar com: 10% para doar,
40% para gastar e 50% para guardar.

Procure sempre dar o dinheiro trocado para facilitar a divisão.

Dica: para crianças menores, o visual faz toda a diferença, então utilize potes
transparentes e coloque notas, além de moedas, bem espalhadas para que ela
perceba o dinheiro aumentando.

vivercomproposito.com
CRIE OBJETIVOS...
E SEJA CONSISTENTE

Agora que você já definiu como o seu filho receberá o dinheiro e já


explicou o sistema de potes, é hora de começar a ajudá-lo a criar
objetivos realistas.

No começo, é provável que ele faça uma má escolha ou mude várias


vezes de ideia. Isso é normal! É um mundo totalmente novo para ele.

O importante é manter uma atitude consistente, explicando as


consequências de suas escolhas, sem compensar ou passar a mão em
sua cabeça, pois aprender a lidar com o arrependimento de uma decisão
mal tomada será fundamental para seu processo de aprendizagem.

vivercomproposito.com
DEFINA UM ORÇAMENTO
SEMANAL DE SUPERMERCADO

Junto com a família, estipule um valor para aquelas compras


semanais no mercado. Dentro desse valor, separe uma quantia com a
qual seu filho possa escolher e comprar coisas por conta própria. O
ideal é que você dê um valor próximo ao total de coisas que ele irá
comprar, tentando, se possível, colocar em sua listinha o
que ele costuma comer normalmente.

Aproveite essa oportunidade para falar da importância de priorizarmos


nossas escolhas, explicando a diferença entre querer e precisar. Ele
pode querer gastar todo o dinheiro em biscoitos, mas isso significaria
não ter o iogurte e outras coisas básicas que são importantes para a
alimentação.

vivercomproposito.com
REVEJA AS DESPESAS
COM DIVERSÃO
Durante o mês você tem vários gastos relacionados à diversão com o
seu filho. Muitas vezes, quando somados ao total da despesa familiar,
eles se perdem e não temos a noção de quanto gastamos.

Pegue um papel e liste com seu filho todas essas despesas mensais,
incluindo: tv por assinatura (se você tem os canais infantis), Netflix,
jogos de tablet, telefone, computador, cinema, passeios etc.

Converse para buscarem juntos sugestões de economia para os


próximos meses. Pense em algo realista que você consiga colocar em
prática e mostrar para ele a economia gerada.

Por exemplo, você pode cancelar um pacote ou um ponto extra de TV


por assinatura, reduzir o número de jogos comprados no mês, deixar de
comprar filmes e assistir Netflix, ou renegociar alguma mensalidade.

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
USE DINHEIRO VIVO

Atualmente pagamos a maior parte das nossas compras com cartão de


crédito ou débito. E, se olharmos com a visão de uma criança, o cartão é
um simples pedaço de plástico que vai e volta, sem valor, com um
fundo “infinito” que podemos usar sempre para comprar o que
quisermos. Se até para alguns adultos o cartão de crédito é um
problema, imagine para o seu filho.

Por isso recomendo duas coisas:

1. Separe um dinheiro para aquelas compras que o seu filho estará


com você e poderá ver o dinheiro indo e não voltando.

2. Explique frequentemente o funcionamento do cartão de crédito,


mostrando que no final do período chegará uma conta com a soma de
tudo o que foi comprado por meio dele e que o pagamento deve ser
feito até uma determinada data.

vivercomproposito.com
APROVEITE O PERÍODO
DE COMPRAS ESCOLARES

No começo do ano recebemos da escola aquela lista imensa para


compra de material escolar. Essa é uma excelente oportunidade para
seu filho participar e aprender a fazer escolhas mais conscientes.

Primeiro, separe a parte dos livros, que são de compra obrigatória.


Pesquise preços, se possível com a participação dele, em algumas
livrarias físicas e online. Mostre a economia que conseguiram fazer com
essa pesquisa.

Agora para toda parte de papelaria (cadernos, canetas, lápis, estojo etc),
estipule um orçamento, mostre para seu filho e leve-o para comprar
com você. Combine que o dinheiro que sobrar dessas compras ele
poderá colocar nos seus potes. É uma ótima maneira de mostrar a
importância de fazer escolhas. Ele vai perceber que talvez não precise
daquele estojo mais caro ou do lápis especial, e que pode economizar
esse dinheiro para algo que dê mais valor.

vivercomproposito.com
COZINHE EM CASA

Escolha um dia, compre os ingredientes e faça para o jantar aquela


comida predileta do seu filho. Contabilize tudo o que gastou para
preparar essa refeição em família e mostre para ele.

Atenção: essa dica deve ser colocada em prática próximo à dica seguinte, por
isso escolha um dia que seja possível!

vivercomproposito.com
SAIA PARA COMER FORA

Essa dica deve ser feita logo a seguir da anterior.

Saia para comer fora em um bom restaurante com a família. Leve a


conta para casa e, quando chegarem, compare o preço das refeições e
do total da conta com o jantar da noite anterior, quando comeram uma
comida deliciosa em casa.

Mostre para o seu filho a diferença, explicando uma maneira fácil de


economizar.

vivercomproposito.com
INICIE UM DIÁLOGO

Pergunte ao seu filho o que ele quer ser quando crescer. Fale da sua
infância, do seu trabalho, de toda a sua trajetória para chegar aonde
chegou, sempre com uma visão positiva, mesmo com os desafios.

Mantenha sempre aberto esse canal de comunicação entre vocês.

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
PASSEIE COM A FAMÍLIA

Escolha um programa para ser feito em família. Pode ser uma ida ao
cinema, teatro, parque etc. O objetivo aqui é que você separe um
dinheiro e dê para o seu filho comprar o seu próprio lanche e souvenir.

Explique sobre ter um limite para gastar e deixe-o administrar


a quantia recebida.

vivercomproposito.com
ESTIMULE A TROCA DE PRODUTOS

Pense em algum produto que a sua família consome de uma marca


específica mas que existem outras opções com preços mais baratos.

Na próxima ida ao mercado, em vez de comprar da mesma marca,


compre uma opção com o preço menor e dê para o seu filho provar.
Pergunte se a diferença do sabor compensa a diferença de preço.

É claro que, dependendo do produto, ele gostará mais da marca mais


cara. Mas vá experimentando com diversos produtos e aumente o
leque de possibilidades.

vivercomproposito.com
CRIE UMA META DE LONGO PRAZO

Ajude seu filho a definir uma meta de mais longo prazo para juntar
dinheiro e, ao final desse período, conseguir comprar algo que ele
queira muito.

Pesquisem juntos quanto custa e quanto ele deverá poupar por mês
para alcançar o seu objetivo.

vivercomproposito.com
MONTE UMA
OFICINA DE BRINQUEDOS

Separe com seu filho aqueles brinquedos que estão com alguma peça
quebrada ou precisam de algum tipo de conserto.

Busquem soluções juntos para consertar o brinquedo, fazer uma peça


nova que esteja faltando, pentear o cabelo das bonecas ou aproveitar
para montar algo novo. Isso aumentará a vida útil do brinquedo e seu
filho voltará a se interessar por ele.

vivercomproposito.com
EVITE DISCUSSÕES SOBRE
DINHEIRO

Tenha muita atenção às conversas dentro de casa sobre questões


financeiras.

Evite qualquer discussão que envolva dinheiro, principalmente entre o


casal, na frente do seu filho. Isso o fará associar naturalmente dinheiro
a estresse e/ou situações negativas.

vivercomproposito.com
APROVEITE O MUNDO DAS
LOJAS ONLINE

Quando precisar fazer alguma compra que possa ser por meio de lojas
online, chame o seu filho e visite esses sites, explicando como as
compras digitais funcionam, mesmo sem a troca física.

Neste mundo cada vez mais virtual, é importante que ele perceba que a
conta chegará e que o dinheiro será gasto da mesma forma.

vivercomproposito.com
FALE SOBRE INFLAÇÃO

Explique para seu filho que existe inflação e que os preços dos produtos
vão aumentando ao longo dos anos. Peça para ele entrevistar alguém
mais velho e perguntar quanto custavam coisas do dia a dia, como pão,
café e leite, na época que eram mais novos.

Aqui você pode aproveitar para explicar também que, quando fazemos
objetivos com prazo maior, temos que considerar que os preços
aumentam.

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
VISITE O BANCO

Leve seu filho com você quando for ao banco sacar dinheiro, fazer
pagamentos ou conversar com o gerente. Explique como um banco
funciona, o trabalho da pessoa que está no caixa, o funcionamento do
caixa eletrônico.

Incentive-o a fazer perguntas e tirar dúvidas.

vivercomproposito.com
PLANEJE UMA VIAGEM
DE FIM DE SEMANA

Planeje uma viagem de fim de semana com a família. Ajude seu filho a
identificar todas as despesas associadas à viagem, como transporte,
combustível, alimentação, passeios e hospedagem.

Envolva-o nas escolhas e no custo envolvido. Mostre que existem


opções mais caras e mais baratas, e que você tem um limite para
gastar.

vivercomproposito.com
ESTIPULE UM VALOR
PARA PRESENTEAR

Quase todos os meses algum amiguinho faz aniversário e você compra


uma lembrança. Estipule um valor para cada compra e envolva seu
filho na escolha do presente.

Incentive-o também ele a usar a criatividade, fazendo um cartão, o


próprio presente ou um embrulho personalizado.

vivercomproposito.com
INCENTIVE A TROCA
ENTRE AMIGOS

Incentive a troca de livros e brinquedos entre os amigos do seu filho.


Converse com ele e ajude a separar um item que ele acha que outra
criança gostará.

Caso seu filho ainda seja muito pequeno, converse com outros pais e
estimule essa troca. Não precisa ser um grupo grande; na verdade, o
que importa é a ação.

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
VENDA COISAS QUE NÃO
SERVEM MAIS

No Brasil não temos esse hábito de vender coisas usadas. É muito


comum em outros países as famosas “vendas de garagem”.

Selecione algumas roupas, brinquedos que o seu filho não use mais e
estão em bom estado e coloque à venda em sites de produtos usados ou
leve para bazares.

Combine com o seu filho que o dinheiro que ganhar nessas vendas ele
poderá colocar nos potes.

vivercomproposito.com
ENVOLVA-O NA ORGANIZAÇÃO
DAS CONTAS

Envolva seu filho naquele período do mês de pagar as contas.

Escolha, de acordo com a idade, algo que ele possa fazer como, por
exemplo: separar as contas pela data de vencimento, colocar um “ok”
conforme for efetuando o pagamento, guardar na pasta de contas.

O importante, aqui, é que ele comece a se familiarizar com essa


organização e sinta-se envolvido de alguma forma no processo.

vivercomproposito.com
PRATIQUE UM VOCABULÁRIO
FINANCEIRO

Comece a inserir alguns termos relacionados a dinheiro e explicar o


significado deles para o seu filho, de acordo com a idade. Esses
conceitos são importantes para construir uma base sólida para o
futuro dele. Por exemplo:

- 5 anos: metas financeiras, banco, cheque, contas, cartão de crédito

- 10 anos: juros, empréstimos, impostos, prazo

vivercomproposito.com
AJUDE A PENSAR ANTES
DE COMPRAR

Seu filho vem juntando o dinheiro por semanas e, de repente, vê algo


numa loja que resolve comprar. Uma estratégia que eu uso para evitar
aquela compra por impulso, que pode ser aplicada também com as
crianças, é simplesmente esperar 24 horas.

Pode parecer muito difícil e seu filho pode recusar-se a aceitar num
primeiro momento; mas insista nesse exercício, porque 24 horas é,
muitas vezes, um tempo razoável para passar a vontade de comprar,
caso não seja algo que realmente importe.

Você pode se comprometer de voltar na loja caso ele ainda queira, após
esse período. E se o fizer, terá que cumprir. Mas na maior parte das
vezes ele esquecerá e irá focar no seu objetivo maior.

vivercomproposito.com
PLANEJE AS ATIVIDADES DO ANO

No começo do ano aproveite para rever o orçamento de atividades


extracurriculares do seu filho (aulas de música, esporte, línguas etc).

Liste todas as atividades e respectivos valores. Avalie o que está dentro


do orçamento familiar e discuta com o seu filho aquilo que ele está ou
não gostando.

Se for preciso fazer adaptações, ou escolhas diferentes, envolva-o nas


decisões e explique os motivos.

vivercomproposito.com
COMPARTILHE MOMENTOS

Cada família possui os seus valores, inclusive relacionados ao dinheiro.


Com certeza o seu filho irá conviver com outras crianças que são criadas
com valores mais próximos ou mais distantes dos seus.

Observe ao seu redor as pessoas que têm um pensamento mais próximo


ao seu sobre dinheiro e educação e busque conviver mais com elas.

vivercomproposito.com
SEJA CRIATIVO

Aproveite todo esse conteúdo e seja criativo. Explore com seu filho
outras possibilidades, esteja aberto e presente em cada momento.

Surpreenda-se com suas soluções e sugestões. E divirta-se!

vivercomproposito.com
vivercomproposito.com
ANEXO: DICAS
( ) 1. Valorize a personalidade
( ) 2. Defina como o seu filho receberá dinheiro
( ) 3. Explique a importância da doação
( ) 4. Adote o sistema de potes
( ) 5. Crie objetivos... e seja consistente
( ) 6. Defina um orçamento semanal de supermercado
( ) 7. Reveja as despesas com diversão
( ) 8. Use dinheiro vivo
( ) 9. Aproveite o período de compras escolares
( ) 10. Cozinhe em casa
( ) 11. Saia para comer fora
( ) 12. Inicie um diálogo
( ) 13. Passeie com a família
( ) 14. Estimule a troca de produtos
( ) 15. Crie uma meta de longo prazo
( ) 16. Monte uma oficina de brinquedos
( ) 17. Evite discussões sobre dinheiro
( ) 18. Aproveite o mundo das lojas online
( ) 19. Fale sobre a inflação
( ) 20. Visite o banco
( ) 21. Planeje uma viagem de fim de semana
( ) 22. Estipule um valor para presentear
( ) 23. Incentive a troca entre amigos
( ) 24. Venda coisas que não servem mais
( ) 25. Envolva-o na organização das contas
( ) 26. Pratique um vocabulário financeiro
( ) 27. Ajude a pensar antes de comprar
( ) 28. Planeje as atividades do ano
( ) 29. Compartilhe momentos
( ) 30. Seja criativo
vivercomproposito.com