Você está na página 1de 52

TABELA DE PONTUAÇÃO

Critérios para correção: Estágio Supervisionado: Docência na Educação Infantil e Anos


Iniciais do Ensino Fundamental
Itens Avaliados Valor Nota Do
Professor

Apresentação do objetivo do Estágio 0,2 0,2

Introdução Descrição do que é Educação Infantil e Anos 0,2 0,2


Iniciais do Ensino Fundamental
01 Página
Apresentação da Instituição na qual realizou o 0,1 0,1
(Valor 0,5)
estágio

Caracterização da Instituição 0,5 0,5

Desenvolvimento Descrição da observação dos procedimentos da 1,0 1,0


escola frente aos processos de inclusão
05 páginas
Descrição das ações de apoio ao professor 1,0 1,0
Valor (3,5)
docente em sala de aula

Descrição da docência planejada 1,0 1,0

Considerações Percepção do grupo sobre o que é ser professor 0,5 0,2


Finais na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino
Fundamental
01 página

(Valor 0,5)

Referências Apresentação das referências utilizadas na 0,5 0,5


produção escrita do relatório, de acordo com a
(Valor 0,5)
ABNT

Estrutura do Apresentar: capa, folha de rosto e sumário 0,3 0,3


Relatório
Ortografia e pontuação 0,3 0,3
Valor (1,0)
Clareza e coerência na descrição 0,4 0,4

Avaliação do Professor na Escola-Campo (Valor 1,0) 1,0 1,0

COMENTÁRIO DO PROFESSOR:

Olá Rosely!

Seu relatório está muito bom ,descreve com coerência todas as ações, apenas nas
Considerações Finais deveria ser destacada de forma clara qual sua
percepção sobre o que é ser professor dos Anos Iniciais do Ensino
Fundamental e da Educação Infantil.
.

Continue aprimorando seus estudos, sucesso em próximas etapas.

Abraços

Profª Patricia Ribas

Média do Professor Avaliador: 6,70

FACULDADE EDUCACIONAL DA LAPA


SEGUNDA LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO


INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

ROSELY COELHO VIEIRA


RORAINÓPOLIS
2017
FACULDADE EDUCACIONAL DA LAPA
SEGUNDA LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO


INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Trabalho apresentado como requisito parcial


para a atribuição de nota na disciplina de
Estágio Supervisionado, do curso de Segunda
Licenciatura em Pedagogia da Faculdade
Educacional da Lapa – FAEL.

Orientador: Prof. (a). Patricia Maria Gemin


Ribas

ROSELY COELHO VIEIRA

RORAINÓPOLIS
2017
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................. 3
2 DESENVOLVIMENTO ................................................................................................... 5
2.1 CARACTERIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ........................................................................................ 5
2.2 INCLUSÃO NA ESCOLA ESTAGIADA ......................................................................................... 6
2.3 OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE DA TURMA ............................................................................... 7
2.4 DESCRIÇÃO DA DOCÊNCIA ...................................................................................................... 9
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS ......................................................................................... 14
REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 15
ANEXO A – Ficha de Avaliação na Escola-campo ............................................................. 16
ANEXO B – Planos de Aula .................................................................................................. 19
3

1 INTRODUÇÃO

O presente trabalho refere-se ao Relatório de Estágio Supervisionado Docência na


Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental, realizado na Escola Joselma Lima
de Souza. Sendo uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (nº
9394/96), o estágio é o primeiro contato que o futuro professor tem com os alunos. No entanto
é uma etapa de grande importância para o acadêmico, pois é através dessa experiência que irá
perceber se está preparado para exercer realmente a futura profissão.
O Estágio Supervisionado visa fortalecer a relação teoria e prática baseado no
princípio metodológico de que o desenvolvimento de competências profissionais implica em
utilizar conhecimentos adquiridos, quer na vida acadêmica quer na vida profissional e pessoal.
Sendo assim, o objetivo principal desse estagio é realizar uma observação crítica da prática do
ensino docente e regência nos Ensino Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental,
vivenciadas na Escola Municipal Joselma Lima de Souza, na cidade de Rorainópolis/RR.
A escola atende a Educação Infantil, Ensino Fundamental, do 1º ao 5º ano. Segundo a
LDB,
O Ensino Fundamental, diz respeito à uma das etapas da educação básica, com
duração de 9 (nove) anos, e destinada a atender crianças de 6 a 14 anos de idade,
que tem como finalidade a formação básica do cidadão; é obrigatório e gratuito nas
escolas públicas , cabendo ao Estado a garantia das vagas e , aos pais ou
responsáveis, a efetivação da matrícula e a garantia da freqüência do aluno[...].
(LDB, 1996. s/p).

Educação Infantil é considerada a primeira etapa da Educação Básica. Seu objetivo é o


desenvolvimento integral das crianças, ou seja, não apenas o cognitivo, mas também o físico e
o socioemocional. Nessa fase a criança tem a oportunidade de construir suas hipóteses e
aprendizagens sobre o mundo. É um período crucial na vida das crianças, é nesta fase que elas
adquirem capacidades fundamentais para o desenvolvimento de habilidades que irão impactar
na sua vida adulta, por isso, cuidar da Educação Infantil é cuidar do futuro das nossas
crianças. Nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental os alunos são preparados para as
constantes mudanças da realidade, no qual a formação escolar deve motivar a criança para o
diálogo, incentivando o desejo de pesquisar e buscar o que é inédito. Neste novo contexto, as
crianças são conectadas à realidade, estimuladas a desenvolver habilidades e competências,
compartilhar e trocar ideias com outros alunos e nunca deixar de aprender.
Para realização desse Estagio foram realizadas observações e docência nas turmas de
1º período do ensino infantil e 5º ano do ensino fundamental. Foram planejados e aplicados
4

cinco planos de aula na educação infantil, abordando os temas: Higiene das mãos; Formas
Geométricas; Patinho Feio; Misturando Cores e Meios de Comunicação. E cinco no quinto
ano, com os seguintes temas: Substantivo, Biomas brasileiros, Crise do Império, Porcentagem
e Região Norte.
Este relatório está dividido da seguinte forma: Introdução que apresenta o conteúdo do
trabalho de forma geral; o desenvolvimento no qual se faz presente a caracterização da escola;
a observação na escola estagiada; observação participante da turma; descrição da docência;
considerações finais que estar inserido se os objetivos foram alcançados ou não durante o
estágio.
5

2 DESENVOLVIMENTO

2.1 CARACTERIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO

O Estagio Supervisionado na Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino


Fundamental foi realizado na Escola Joselma Lima de Souza, com sede no município de
Rorainópolis, Estado de Roraima, está localizada na Rua Antônio Adão de Souza s/n, bairro
Suelândia. A escola iniciou suas atividades no dia 30 de setembro de 2000 e foi criada
legalmente através do Decreto Lei nº 5444-E, no dia 24 de julho de 2003. Na época de sua
criação até o ano de 2008, a escola atendia a Educação Infantil, Ensino Fundamental de 1ª a 4ª
série e a EJA (Educação de Jovens e Adultos) segundo segmento. Atualmente a escola atende
a Educação Infantil, e séries iniciais até o 5º ano do Ensino Fundamental de 09 anos. Quanto
ao funcionamento a escola inicia seu expediente matutino as 07: 30 e termino as 11: 45, e o
vespertino as 13: 30 e término as 17:45.
A escola possui 13 salas de aulas, 01 pátio coberto que serve como refeitório, sala de
vídeo, 01 quadra de esporte coberta com vestiários, 08 banheiros e 01 sala de leitura. No seu
quadro funcional, possui 01 Gestor, 01 Administrador Educacional, 01 Coordenador
Pedagógico, 41 professores, 13 monitores de alunos especiais, 27 pessoas de apoio. Possuí
728 alunos matriculados, sendo uma média de 28 alunos por turma.
Durante o ano letivo são realizados os seguintes projetos: Projeto Pascoa, projeto
Circo, projeto Soletrando, Feira de ciências, Noite Cultural, esses projetos tem a participação
de todos os funcionários da escola e dos alunos, sendo que os projetos Feira de Ciências e
Noite Cultural tem como plateia pais de alunos e comunidade em geral.
A Escola Municipal Joselma Lima de Souza acredita que a parceria e o diálogo com a
família, são fatores decisivos para o aproveitamento das potencialidades do educando.
Portanto, valorizam a presença dos pais nas atividades da escola e para que essa participação
ocorra de forma agradável, à escola promove eventos, reuniões, palestras envolvendo os
órgãos parceiros como: APM, Conselho de Classe, Universidade, Igrejas e outros
seguimentos da sociedade que se prontifiquem a contribuir para a melhoria da qualidade de
vida dos alunos, familiares, professores e demais atores do processo ensino-aprendizagem.
Quanto a ludicidade a escola defende a importância da atividade lúdica para a
aprendizagem e o desenvolvimento infantil que segundo Vygotsky (2000) essa atividade não
6

é importante por ser uma atividade prazerosa, mas, sim, por preencher necessidades
fundamentais da criança, tais como: permitir que resolva o impasse entre o seu desejo e a
impossibilidade de satisfazê-lo imediatamente, exigir o cumprimento de regras, permitir certo
distanciamento entre a percepção imediata dos objetos e a ação.
A avaliação é encarada como um instrumento norteador para o alinhamento de todo o
desenvolvimento da escola, pois todas as instancias da mesma são constantemente avaliadas
em suas ações que consequentemente vem realizando alterações/adequações de acordo com as
análises avaliativas em seu planejamento, sendo esta avaliação institucional. Quanto ao ensino
e aprendizado a proposta é a efetivação da ação-reflexão-ação em prol de uma educação de
qualidade, com avaliação contínua, explorando todas as suas características: diagnóstica,
formativa e somativa e ainda a recuperação de conteúdo.

2.2 INCLUSÃO NA ESCOLA ESTAGIADA

Na escola observada há 22 alunos com Necessidades Especiais, sendo que todos


possuem laudos. A escola não atende os requisitos básicos para receber alunos com
Necessidades Especiais.
Existe uma sala de atendimento aos alunos com necessidades especiais, no qual esses
alunos são atendidos duas vezes por semana com uma professora especialista na área de
inclusão. As deficiências atendidas são Deficiência Intelectual, Síndrome de Down, Paralisia
Mista, Retardo Mental, Hiperatividade, Epilepsia Benigna. Geralmente a professora da sala do
AEE procura trabalhar em parceria com a da sala de aula, porém muitas vezes com materiais
que facilite a aprendizagem dos alunos, sendo que de acordo com a necessidade de cada um,
tem alguns que se utiliza de jogos didáticos para estímulo da coordenação motora, raciocínio
lógico, memorização entre outros.
Percebe-se que a relação entre o professor e os alunos da sala do AEE é harmoniosa,
pois estão ali porque possuem boa vontade e disposição para ajudar os discentes.
Quanto ao processo de avaliação na educação inclusiva exige exercícios do professor e
monitor de prestar atenção nas manifestações dos alunos, tanto escritas quanto orais, exercício
de descrever e refletir teoricamente a respeito de tais manifestações, e de partir para
encaminhamentos ao invés de permanecer nas constatações. Assim, acompanhar não significa
apenas observar todas as ações ou tarefas do aluno para simplesmente dizer ou constatar se
7

está apto ou não em determinado saber, mas, significa sim, responsabilizar-se pelo
aprimoramento desses fazer, pelo seu ir além.
A cada encerramento de bimestre o monitor acompanhado do professor elabora um
relatório sobre o desenvolvimento das aprendizagens do aluno com necessidades educacionais
especializados. Os relatórios descritivos é uma forma de avaliar e expressar com objetividade,
a trajetória vivida pelo aluno e professores no processo educativo. E é nessa perspectiva que
os alunos incluídos são avaliados.
Segundo Hoffmann (1996), precisamos atentar para o fato de que os relatórios de
avaliação constituem documentos significativos às crianças, uma vez que historicizam seus
processos de aprendizagem, constituindo-se como bases das suas identidades. Ao mesmo
tempo, esses documentos auxiliam o professor para um olhar mais reflexivo sobre os desejos,
interesses, conquistas, possibilidades e limites dos seus alunos, colaborando para que possa
participar mais ativamente de suas caminhadas.
Desse modo, no âmbito educacional escolar, a avaliação deve ter sempre a
característica de processo, de um caminho e não de um lugar, porque implica uma sequência
contínua e permanente de apreciações e de análises qualitativas, com enfoque compreensivo.

2.3 OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE DA TURMA

A observação da prática docente, foi realizada em uma turma de 1º período da


Educação Infantil e no 5º ano do Ensino Fundamental.
A turma de 1º período tem 20 alunos, sendo 12 meninas e 8 meninos, todos com idade
de 4 a 5 anos. A sala de aula é bem ornamentada, com cartazes, murais com a data dos
aniversariantes, as letras do alfabeto, números de 0 a 9, cantinho da leitura, cantinho da
matemática, calendário e alguns trabalhos feitos pelos alunos. A professora ao chegar na sala
dá bom dia para as crianças, em seguida pede para que todos fiquem em pé para fazer uma
oração. Depois organiza a sala de aula de acordo com o planejamento de sua primeira aula,
que as vezes pode ser em círculo ou fileiras. Após a organização das cadeiras é feito a
chamada. A professora trabalha com uma agenda, na qual ficam registrados os planos de aulas
de cada dia. Esses planos de aulas são quinzenais e são elaborados com a orientação do
coordenador da escola.
8

As atividades são realizadas nos livros e cadernos de atividades do aluno que é um


material fornecido pela escola. Porém muitas vezes a professora traz outras atividades
xerocadas para melhor desenvolver seu trabalho. Observou-se também que a professora
trabalha bastante com músicas e essa é a parte da aula em que os alunos mais gostam, pois
ficam todos felizes e pedindo para a professora cantar mais.

“O ambiente sonoro, assim como presença da música em diferentes e variadas


situações do cotidiano fazem com que os bebês, e crianças iniciem seu processo de
musicalização de forma intuitiva. Adultos cantam melodias curtas, cantigas de ninar,
fazem brincadeiras cantadas, com rimas parlendas, reconhecendo o fascínio que tais
jogos exercem”. (Brasil, 1998. p.51)

A turma do 5º ano, possui 26 alunos, sendo 12 meninos e 14 meninas, com idade entre
10 e 12 anos, é uma turma bem heterogênea, no qual predominam alunos participativos,
calmos e disciplinados. A sala de aula é bem ampla, porém não muito ventilada, é decorada
com os trabalhos realizados pelos alunos. As carteiras são organizadas as vezes em círculo,
em fileiras, grupos ou duplas, dependendo do planejamento do professor para a determinada
aula.
O planejamento é feito de quinze em quinze dias, no qual os professores do turno
matutino e vespertino une-se para realizar. Os professores trabalham com os livros que a
escola fornece e também com outras fontes de pesquisa como caderno do futuro, internet.
Muitas vezes levam atividades xerocadas para que os alunos possam estar sempre atualizados
referentes aos conteúdos ministrados.
Segundo Libâneo (1994, p. 222) o planejamento tem grande importância por tratar-se
de: “Um processo de racionalização, organização e coordenação da ação docente, articulando
a atividade escolar e a problemática do contexto social”.
O professor demonstrou ter bastante domínio da turma e dos conteúdos aplicados,
realizando atividades diferenciadas no intuito de ter a participação de todos os discentes. As
atividades eram desenvolvidas muitas vezes de maneira interativa e dinâmica para que os
alunos tivessem total liberdade para expor suas ideias.
9

2.4 DESCRIÇÃO DA DOCÊNCIA

A regência iniciou-se dia 23 de outubro de 2017 em uma turma de primeiro período da


Educação Infantil. Foi trabalhado a História do Patinho Feio que tinha como objetivo
conhecer e incentivar o gosto dos alunos pela literatura infantil, identificar e conhecer as
diferenças entre as aves e os outros animais.
A aula teve início com uma conversar com os alunos sobre a importância da leitura, no
qual foi perguntado aos discentes que tipo de história eles gostam, citando vários contos
infantis, com o intuído de saber se eles já ouviram essas histórias, inclusive saber se eles já
sabem a história do patinho feio. Em seguida os alunos ficaram em círculo, e então foi
contado a história do Patinho Feio, após a história foi dialogado sobre as melhores partes da
história e também foi feito perguntas sobre como era o último patinho que saiu do ovo? O que
a mamãe achou? No passeio, o que disseram do último patinho? Como as outras aves
tratavam o patinho? Como o patinho se sentia? O que o patinho resolveu fazer? Será que
todos os patos têm que ser iguais? Vocês acham que todas as pessoas são iguais? Para
finalizar os alunos realizaram atividade no caderno referente as diferenças, baseado na história
contada.
No segundo dia de regência foi abordado o conteúdo Formas Geométrica que teve
como objetivo nomear e distinguir as formas geométricas (quadrado, retângulo, círculo e
triangulo), identificar e separar figuras planas, comparar formas básicas em objetos como
janelas, portas, quadro. Conversar com os alunos para verificar o conhecimento prévio sobre
as formas geométricas e onde são utilizados em seu cotidiano.
Iniciou-se a aula distribuindo blocos lógicos e deixando que as crianças
manuseassem e brincassem livremente com as formas. Logo depois organizou-se as cadeiras
em rodinha e foi conversado sobre as formas geométricas planas (quadrado, retângulo, círculo
e triangulo), no qual foi apresentado uma forma de cada vez e os alunos iam acompanhando
com o dedo o contorno de cada uma. Foram orientados para que desenhassem esse contorno
com os dedos no ar. Ex: Este é o contorno de um quadrado, vamos desenhar esse contorno
com o dedo no ar? Seguindo a aula foi desenhado no chão as figuras geométricas (quadrado,
triângulo, círculo e retângulo) e as crianças ficaram ao redor dessas figuras, então foi
distribuído aos alunos recortes de imagens que se assemelhem a essas figuras geométricas,
por exemplo: figura de relógio, janela, chapéu de bruxa, quadro negro, etc., ou objetos
concretos como: cadernos, porta-retratos, dados, chapéu de palhaço, roda de carrinhos,
10

borracha, etc. Os alunos identificaram a figura geométrica que pode ser associada à imagem
recebida e colocaram no meio das devidas formas desenhadas no chão. E por fim as crianças
ficaram em rodinha e foi combinado combinar os seguintes comandos: Círculo: Batem
palmas; Quadrado: Pulam; Retângulo: se agachem. A cada figura mostrada as crianças
realizavam os gestos combinado. A criança que errava saia da brincadeira e o último era o
vencedor. A brincadeira continuou enquanto houve motivação.
Em 25 de outubro, foi abordado o conteúdo de Meios de Comunicação que tinha como
objetivo principal conhecer os diferentes meios de comunicação e sua importância para a
socialização.
A aula teve início com uma conversa com as crianças referente a importância dos
meios de comunicação. Em seguida foi organizado o cantinho dos meios de comunicação com
TV, som, telefones, revistas, jornais, livros, etc. os alunos ficaram bastante empolgados com o
cantinho e logo começaram a falar os nomes dos objetos e dizendo que tinha na casa deles.
Logo após foi entregue revistas para todos os alunos para que eles fizessem leituras de
imagens. Para finalizar foi realizado atividade no caderno do aluno referente aos meios de
comunicação.
No dia 26 de outubro o conteúdo trabalhado foi Higiene das Mãos que tinha como
objetivo promover e consolidar hábitos de higiene (em especial das mãos). No primeiro
momento pedir para que os alunos sentassem no chão em forma de um círculo. Em seguida
conversamos sobre a importância da higiene, e fiz algumas perguntas a eles como: Por que
devo lavar as mãos? Quando devo lavar as mãos? Como lavar as mãos? Após as perguntas
assistimos o vídeo da música da Galinha Pintadinha – lavar as mãos e do Parati e Patata – as
mãos. Em seguida pausei a música e pedi para os alunos cantarem com a professora, pois a
maioria já conheciam. Foi mostrado também cartazes com formas corretas de lavar as mãos,
falando também sobre o que pode acontecer se colocarmos a mão suja na boca.
Prosseguindo com a aula foi utilizado cartolinas e tinta guache no qual os alunos
sujavam a mão direita de tinta guache e colocavam sobre a cartolina para que ficassem o
desenho de suas mãos. Esses cartazes com o desenho das mãos das crianças foram expostos
no mural da sala de aula. Para finalizar pedir que os alunos fizessem uma fila, para realizar a
atividade de lavar as mãos na torneira, orientados pela professora.
O último dia de regência na educação infantil foi 27 de outubro que foi trabalhado
Arte: Misturando Cores, tendo como objetivos identificar as cores em desenhos, familiarizar-
se com as cores primárias; nomear e identificar as cores primárias.
11

Com o auxílio do Datashow foi mostrado aos alunos figuras de desenhos animados de
seu cotidiano como Patati e Patata, Galinha Pintadinha e etc. Após eles terem vistos as
imagens foi pedido para que eles falassem as cores dos personagens. Em seguida apresentei
cada cor para as crianças e comparando com com as cores dos objetos que haviam na sala de
aula. Foi feito perguntas a eles como: Que cor é esta? - Onde podemos encontrar essa cor? -
Na sala, existe algum objeto desta cor? Após as interrogações os alunos realizaram uma
atividade utilizando tinta no qual eles misturaram tintas para ver que cor formaria, foi bem
interessante e eles gostaram muito. Para finalizar foi passado atividade do caderno do aluno
para que ele pintasse em casa.
Iniciou-se a regência na turma do 5º ano “A” no dia 30 de outubro de 2017, cujo a aula
começou com a disciplina de Língua Portuguesa com o conteúdo abordado sobre Substantivo,
no qual o objetivo era construir um conceito para substantivos, saber suas classificações,
identificá-los em textos e aplicá-los conscientemente em suas produções textuais. Através de
uma conversar com os alunos foi verificado o conhecimento prévio sobre Substantivo como
nome de pessoas e lugares.
Foi retomada a definição de substantivo como palavras que nomeiam. Com isso, foram
apresentadas as palavras que são formados por apenas uma palavra ou radical (como palavras
do contexto escolar: lápis, borracha, caneta), depois comparamos os substantivos compostos,
que são formados por mais de uma palavra (Ex.: quadro-negro, apontador-de-lápis). Em
seguida, foi exposto o poema dos substantivos derivados, para ajudar a memorizar os
primitivos e derivados. Os alunos foram desafiados a criarem mais estrofes para este poema,
abordando do tema substantivos próprios e comuns devendo esclarecer que há nomes comuns
a vários seres ou coisas (ex.: menino, escola, professor) e nomes que especificam os seres,
locais e pessoas (ex.: José, São Paulo, Brasil) e que sempre devem iniciar com letra
maiúscula.
Contudo, através de frases e textos foi trabalhado os tipos de substantivos e a flexão de
gênero e número dos substantivos, nos quais foram solicitados que os alunos troquem o
gênero dos substantivos ou mude o número para singular ou plural. Percebi que os alunos não
tiveram dificuldades com o conteúdo abordado.
No dia 31 de outubro de 2017, a aula ministrada com o conteúdo sobre a Região Norte
da disciplina de Geografia, cujo o objetivo era compreender o espaço dentro das diferentes
extensões territoriais, conhecendo as diversidades da Região Norte. A aula iniciou com uma
conversa com os alunos sobre a região que eles moram, para instigar se eles têm esse
conhecimento, questionando o respeito da cultura das pessoas dessa região.
12

Foi desenvolvido uma leitura de um texto sobre a Região Norte que propôs aos alunos
uma explanação de suas ideias a respeito do mesmo, conhecendo as capitais e estados
localizados na Região Norte. Foi chamado um aluno para que localize a Região Norte no
mapa do Brasil; Em seguida os alunos eles receberam uma cópia xerocopiada que fala dos
temas que foi abordado, destacando a grande extensão territorial da região, vegetação, clima,
hidrografia, relevo, cultura. Para a melhor compreensão dos conteúdos foi dirigido aos alunos
que ficassem em círculo, onde foi feito comentários a respeito do que foi estudado.
Para fixação do conhecimento foi realizado um questionário sobre a Região Norte,
como forma de pratica-las e melhorar o entendimento sobre o conteúdo, onde os alunos
mostraram facilidade na resolução.
No terceiro dia, 01/11/2017 o conteúdo abordado foi a Porcentagem pertencente à
disciplina de matemática, no qual o seu objetivo era ampliar o significado de porcentagem,
suas formas de registro e de cálculos e identificando situações em que o uso da porcentagem é
importante em nosso cotidiano. Iniciamos a aula com uma conversa com os alunos para
verificar o conhecimento prévio sobre porcentagem e onde os alunos veem no seu dia-a-dia
(comércios, lojas) na forma de descontos e acréscimos.
Foi pedido que os alunos expliquem com suas as palavras a frase "A gasolina teve um
aumento de 15%". Eles perceberam que houve um acréscimo de R$ 15,00 a cada R$ 100,00
de gasolina. Foi realizado a confecção de cartazes com recortes de jornais e revistas,
mostrando a aplicação das porcentagens nas áreas: esporte, economia, saúde, etc. A partir da
constatação da importância sobre a porcentagem no mundo atual, evidenciada pelos cartazes,
apresentamos as porcentagens como comparações com 100 - porcentagens como razões. Foi
explorado os conhecimentos sobre frações equivalentes e proporcionalidade, para facilitar
cálculos envolvendo porcentagens, demonstrando que o cálculo mental de porcentagens
básicas (10%, 1%, 50%,25%) pode ser praticado, utilizando as divisões por 10, 100, 2 e 4
respectivamente, facilitando a utilização no cotidiano. Neste momento será foi proposto
competição entre grupos envolvendo estes cálculos. Contudo, foi incentivado a utilizar a
porcentagem no dia a dia; para valorizar o trabalho realizado.
Foi proposto como exercícios na sala, operações de porcentagem para melhorar a
pratica e o seu raciocínio logico; onde os alunos solucionaram problemas envolvendo
porcentagem com questões do dia a dia, tendo como exemplo mercado, lojas e farmácias.
No dia 03 de novembro de 2017, cujo a aula começou com a disciplina de história com
o conteúdo abordado sobre a Crise do Império, no qual o objetivo era estudar o fim do regime
Monárquico no Brasil, sobre o que pode gerar diferentes análises sobre os problemas
13

enfrentados naquele período - e que ainda produzem reflexos na história do Brasil. Através de
diálogo com os alunos sobre os diversos fatores que levaram à queda da monarquia. Não
aprofundando cada um dos itens, mas apenas explicando as questões mais importantes,
utilizando-se, para tanto, de um mapa conceitual.
A turma foi dividida em grupos, no qual foi atribuída a cada um deles um dos fatos
históricos que, unidos, levaram à crise do Império. Em seguida foi distribuído textos sobre os
fatos históricos para cada equipe, de maneira a garantir que os grupos tratem do que é
realmente importante. Os alunos fizeram a leitura do material e realizaram um seminário, no
fim foi definido a ordem da apresentação dos grupos. À medida que os trabalhos foram sendo
apresentados, os alunos tiveram um momento para complementação as falas dos alunos
quando foi necessário.
Como exercício foi dividido os alunos em duas grandes equipes para fazer perguntas
sobre o conteúdo estudado. O vencedor foi a equipe que respondeu o maior número de
perguntas corretamente.
No quinto dia, 04/11/2017 o conteúdo abordado foi Biomas Brasileiros pertencente à
disciplina de ciências, no qual o seu objetivo era compreender os diferentes Biomas do Brasil
evidenciando a formação das diferentes paisagens. Iniciamos a aula pedindo para que os
alunos prestassem bastante atenção no que foi exposto, sobre a explicação e os conceitos dos
biomas. Os alunos tiveram uma compreensão sobre os biomas no Brasil e reconhecendo seu
próprio bioma.
Foi desenvolvido uma explanação sobre o conteúdo do livro didático com o tema
proposto. Os alunos formam acompanhados na leitura do texto sobre os biomas, cujo foi
verificado se os mesmos têm conhecimento sobre os diferentes biomas brasileiros e assim
observando o espaço no qual está inserido. Foi pedido para que a turma se divida em 4
grupos e em seguida foi entregar revistas para que eles produzam um mapeamento dos biomas
brasileiros, através do uso de revistas, os alunos tiveram que localizar reportagens sobre os
biomas.
Como exercício para verificar o nível de conhecimento obtido os alunos resolveram
questionários sobre os Biomas Brasileiros, como forma de pratica-las e melhorar a fixação do
conteúdo.
14

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

O estágio foi parte fundamental para minha formação como futura pedagoga, devido
a uma série de fatores e entre eles o mais importante contato com a pratica profissional, pois
houve ligações entre a teoria e a pratica e estes se mesclaram para que fosse possível
apresentar um bom resultado.
Foi possível perceber o quanto é importante estarmos embasados dos conhecimentos
teóricos para que possamos assim buscar e realizar a tão desejada prática com sucesso e
determinação, transformando assim a sala de aula em um local prazeroso tanto para as
crianças quanto para os professores.
Houve contribuição significativa na construção do conhecimento dos discentes, onde
acredito ter proporcionado a eles a oportunidade de juntos, tomarem decisões e exporem suas
ideias acerca dos interesses afins.
Enfim, há uma grande sensação de vitória, por alcançar os objetivos traçados para
este estágio, por transpor as dificuldades encontradas e, sobretudo, conquistar o carinho e
atenção dos alunos.
15

REFERÊNCIAS

BRASIL. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Ministério da


Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, v. 3. Conhecimento
de Mundo. MEC/SEF, 1998.

BRASIL, Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação Mediadora. Porto Alegre: Editora


Mediação, 1996.

LIBÂNEO, José Carlos, Didática. São Paulo. Editora Cortez. 1994.

VIGOTSKI, L.S. A Formação Social da Mente: O Desenvolvimento dos Processos


Psicológicos Superiores. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000
16

ANEXO A – Ficha de Avaliação na Escola-campo


17
18
19

ANEXO B – Planos de Aula


PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 23/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Língua Portuguesa
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 1º Período da Educação Infantil
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Texto: O patinho Sensibilização: Sensibilização: 30 Será contínua -Caderno do ROCHA, Denise Silva. Meu
- Conhecer e feio -Conversar com os minutos; durante todo o professor e do livro de atividades: Pré 1.
incentivar o gosto alunos sobre a processo. O aluno; Ed. D’ARTHI, Brasilia,
dos alunos pela importância da Desenvolvimento:
literatura infantil. leitura, e perguntar 1 hora; aluno será -Lápis de cor; 2011, pag. 261.
OBJETIVOS aos alunos que tipo observado -xerox de https://br.guiainfantil.com
ESPECÍFICOS: de história eles Atividade de quanto a sua desenhos. /materias/cultura-e-
-Ouvir diferentes gostam. Fixação: 30 participação nas lazer/contos-
histórias; Desenvolvimento: minutos; atividades. infantis/patinho-feio-
- Identificar e - Contar a história conto-infantil/
conhecer as do patinho feio, em
diferenças entre as que os alunos
aves e os outros estejam em círculo
animais para ouvir;
-Proporcionar - Após a história
momentos de conversar com os
conversação e alunos sobre as
troca de melhores partes da
experiências; história;
- Conversar com os
alunos sobre as
características dos
personagens da
história por seres
animais.
Atividade de
Fixação:
-Realizar uma
atividade de pintura.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Conversar com os alunos sobre a importância da leitura, e perguntar aos alunos que tipo de história eles gostam, citando vários contos
infantis, com o intuído de saber se eles já ouviram essas histórias, inclusive saber se eles já sabem a história do patinho feio. Se alguém, falar que já
ouviu a história perguntar se a criança quer conta-la para os colegas.
Desenvolvimento: Pedir para os alunos ficarem em círculo, em seguida contar a história do patinho feio, após a história dialogar com os alunos sobre as
melhores partes da história, verificar com os alunos sobre as características dos personagens da história por seres animais, realizando perguntas simples
oralmente sobre o conto, sobre, como era o último patinho que saiu do ovo? O que a mamãe achou? No passeio, o que disseram do último patinho?
Como as outras aves tratavam o patinho? Como o patinho se sentia? O que o patinho resolveu fazer? Será que todos os patos têm que ser iguais?
Vocês acham que todas as pessoas são iguais?
Atividade de Fixação: Realizar exercício no caderno de atividades do aluno referente as diferenças, no qual os alunos irão pintar, circular, etc.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 24/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Matemática
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 1º Período da Educação Infantil
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Formas Sensibilização: Será
Sensibilização: 30 contínua -Caderno do ROCHA, Denise
-Nomear e distinguir Geométricas -Conversar com os minutos; durante todo o professor e do Silva. Meu livro de
as formas alunos para verificar processo. O aluno aluno; atividades: Pré 1.
geométricas o conhecimento Desenvolvimento:
quadrado, retângulo, prévio sobre as 1 hora; será observado -Lápis de cor; Ed. D’ARTHI,
círculo e triangulo). formas geométricas e quanto a sua -xerox de Brasilia, 2011, pag.
OBJETIVOS onde são utilizados Atividade de participação nas desenhos. 363.
ESPECÍFICOS: em seu cotidiano. Fixação: 30 atividades.
-Identificar e separar Desenvolvimento: minutos;
figuras planas: -Iniciar a aula
quadrado, retângulo, distribuindo blocos
triangulo e círculo. lógicos e deixando
-Comparar formas que as crianças
básicas em objetos manuseiem e
como janelas, brinquem livremente
portas, quadro, etc.. com as formas.
-Realizar um -Organizá-los em
desenho a partir de rodinha e conversar
elementos dados. sobre as formas
geométricas planas
(quadrado, retângulo,
círculo e triangulo);
-Apresentar uma
forma de cada vez
acompanhando com
o dedo o contorno de
cada uma.
- Orientar para que
desenhem esse
contorno com os
dedos no ar
Atividade de Fixação:
- Brincadeiras com
as formas
geométricas no qual
os alunos irão
receber o comando
da professora para
realizar os
movimentos.
-Realizar exercícios
do caderno de
atividades do aluno.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Conversar com os alunos para verificar o conhecimento prévio sobre as formas geométricas e onde são utilizados em seu cotidiano.
Desenvolvimento: Iniciar a aula distribuindo blocos lógicos e deixando que as crianças manuseiem e brinquem livremente com as formas. Organizá-los
em rodinha e conversar sobre as formas geométricas planas (quadrado, retângulo, círculo e triangulo). Apresentar uma forma de cada vez
acompanhando com o dedo o contorno de cada uma. Orientar para que desenhem esse contorno com os dedos no ar. Ex: Este é o contorno de um
quadrado, vamos desenhar esse contorno com o dedo no ar? -Desenhar no chão as figuras geométricas (quadrado, triângulo, círculo e retângulo).
Organizar as crianças ao redor dessas figuras. Em seguida, distribuir aos alunos recortes de imagens que se assemelhem a essas figuras geométricas, por
exemplo: figura de relógio, janela, chapéu de bruxa, quadro negro, etc., ou objetos concretos como: cadernos, porta-retratos, dados, chapéu de palhaço,
roda de carrinhos, borracha, etc. Os alunos deverão identificar a figura geométrica que pode ser associada à imagem recebida e colocar no meio das
devidas formas desenhadas no chão.
Atividade de Fixação: Organizar as crianças em rodinha e combinar com eles os seguintes comandos: Círculo: Batem palmas, Quadrado: Pulam
Retângulo: se agacham A cada figura mostrada as crianças devem realizar os gestos combinado. A criança que erra sai da brincadeira e o último será o
vencedor. A brincadeira continua enquanto houver motivação. Por fim realizar atividade do livro do aluno.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 25/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Natureza e Sociedade
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 1º período do Ensino Infantil
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Meios de Sensibilização: Sensibilização: 30 Avaliação será -Caderno do ROCHA, Denise Silva.
- Conhecer os comunicação -Conversa com a minutos; continua com a professor e do Meu livro de
diferentes meios de classe sobre a finalidade de aluno;
atividades: Pré 1. Ed.
comunicação e sua importância dos Desenvolvimento: desenvolver: -Cartolina
importância para a meios de 1 hora; criatividade, -Jornais; D’ARTHI, Brasilia, 2011,
socialização; comunicação; interesse, -Revistas; pag. 262.
OBJETIVOS Desenvolvimento: Atividade de espontaneidades, -Livro didático. http://pro-
ESPECÍFICOS: - Após um bate papo Fixação: 30 autoestima, sirlene.blogspot.com.br/
- Conhecer o que na sala, minutos; capricho, 2014/06/projeto-meios-
são Meios de apresentar textos atenção, de-comunicacao.html
Comunicação e informativos curiosidade, e a
para que servem; demonstrando a motivação.
- Desenvolver a importância dos
oralidade e a meios de
comunicação em comunicação;
sala de aula; -Durante a
- Entender a explicação, é
importância de uma importante mostrar
boa comunicação aos alunos
para solucionar exemplos de meios
problemas. de comunicação, e
junto a isto,
questionando aos
alunos, sobre o
assunto discutido,
para que haja um
entendimento do
grupo como um
todo.
Atividade de
Fixação:
- Realizar pinturas
sobre os meios de
comunicação;
- Realizar exercícios
do caderno de
atividade do aluno.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Conversa com a classe sobre a importância dos meios de comunicação.
Desenvolvimento: Nesta aula será organizado o cantinho dos meios de comunicação com TV, som, telefones, revistas, jornais, livros, etc. No qual irei
questionar o nome desses meios, se é usado em casa, fala da sua importância para a comunicação entre pessoas. Logo após entregarei revistas para
todos os alunos para que eles façam leituras de imagens. Por fim iremos ouvir uma música infantil de Patati Patata.
Atividade de Fixação: Realizar pinturas sobre os meios de comunicação, logos após realizar exercícios do caderno de atividade do aluno.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 26/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Natureza e Sociedade
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 1º Período da Educação Infantil
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO Higiene das mãos Sensibilização: Será contínua
Sensibilização: 30 -Caderno do http://professoraivaniferreira.
GERAL: -Em uma roda de minutos; durante todo o professor e do blogspot.com.br/2015/09/as-
- Promover e conversa, explicar processo. O aluno; maos-patati-patata-dvd-os-
consolidar hábitos sobre a importância Desenvolvimento:
de higiene (em da higienização, 1 hora; aluno será -DVD grandes.html, acesso em
especial das criando condições observado -Televisão 10/10/2017.
mãos). para que o aluno Atividade de quanto a sua -Lápis de cor;
OBJETIVOS venha a refletir e Fixação: 30 participação nas -xerox de
ESPECÍFICOS: questionar sobre minutos; atividades. desenhos.
- Criar condições suas atitudes
Observando as
para o aluno higiênicas.
adquirir bons Desenvolvimento: atitudes de
hábitos de higiene; - Assistir o vídeo da higiene das
- Discutir as Galinha Pintadinha - mãos, que são
formas de higiene lava a mão. Em de suma
das mãos; seguida cantar com importância.
-Estimular para a a professora a
prática correta de música do Patati e
lavar as mãos; Patata - as mãos;
-Adotar hábitos de - Usar cartazes com
autocuidado, formas corretas de
respeitando as lavar as mãos;
possibilidades e Atividade de
limites do próprio Fixação:
corpo; - Fazer um cartaz
usando tinta guache
e as mãos em
forma de carimbos
coloridos, em
seguida mostra-los
a pratica de como
lavar as mãos de
maneira correta na
torneira.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Pedir para que os alunos sentem no chão em forma de um círculo. Em seguida conversar sobre a importância da higiene, criar condições
para que o aluno reflita e questione sobre suas atitudes higiênicas. O que posso fazer para conservar minhas mãos limpas? Por que devo lavar as mãos?
Quando devo lavar as mãos? Como lavar as mãos?
Desenvolvimento: Assistir o vídeo da Galinha Pintadinha – lavar as mãos e do Patati e Patata – as mãos. Depois reproduzir novamente e fazendo com
que os alunos acompanhem a música. Em seguida mostrar cartazes com formas corretas de lavar as mãos, falando também sobre o que pode acontecer
se colocarmos a mão suja na boca. Após essas exposições a professora irá fazer perguntas referente a higienização das mãos, de acordo com o que eles
viram nos vídeos e cartazes.
Atividade de Fixação: Utilizando uma cartolina e tinta guache a professora irá auxilia-los para que façam um cartaz utilizando suas mãos. Eles irão
desenhar sua mão direita papel e no final esse cartaz será exposto no mural da sala de aula. Para finalizar pedir que os alunos façam uma fila, para
realizar a atividade de lavar as mãos na torneira, orientados pela professora.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 27/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Artes
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 1º período do Ensino Infantil
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO Misturando Cores Sensibilização: Sensibilização: 30 Será contínua -Caderno do MOMBLANT, Axel Flotats.
GERAL: -Com o auxílio do minutos; durante todo o professor e do Meu Livro de Arte. Ed.
-Experienciar Datashow mostrar processo. O aluno; D’ARTHI, Brasilia, 2010,
possibilidades de aos alunos figuras Desenvolvimento: aluno será -Jornais; pag. 06 e 07.
mistura de cores. de desenhos 1 hora; observado -Revistas; http://portaldoprofessor.mec
OBJETIVOS animados de seu quanto a sua -Livro didático. gov.br/fichaTecnicaAula.
ESPECÍFICOS: cotidiano como Atividade de participação nas - Datashow html?aula=3712
- Identificar as Patati e Patata, Fixação: 30 atividades - Pincel
cores em Galinha Pintadinha minutos; desenvolvidas - Tinta guache
desenhos. e etc. Tentar em sala. - Barbante
-Familiarizar-se identificar as cores
com as cores dos personagens.;
primárias; Desenvolvimento:
-Nomear e - Com o uso da tinta
identificar as cores guache identificar as
primárias; cores primarias.
-Após conhecer as
cores primarias
misturar as cores
para formar novas
cores.
Atividade de
Fixação:
- Pintar as pétalas
da flor.
- Pintar uma
paisagem, usando
as cores primarias e
secundárias.
DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Com o auxílio do Datashow mostrar aos alunos figuras de desenhos animados de seu cotidiano como Patati e Patata, Galinha
Pintadinha e etc. Tentar identificar as cores dos personagens.
Desenvolvimento: Com o uso da tinta guache identificar as cores primarias. Após conhecer as cores primarias misturar as cores para formar novas
cores. O professor deverá conversar com as crianças na roda, apresentando as cores primárias (azul, amarelo e vermelho), levantado questionamentos
como:
- Que cor é esta? - Onde podemos encontrar essa cor? - Na sala, existe algum objeto desta cor?. Após fazer o levantamento das idéias das crianças,
sugerir a exploração dessas cores através de uma atividade com tinta, papel e barbante. As crianças deverão misturar os pingos de tinta colocados no
papel com o barbante.
Atividade de Fixação: Atividade do caderno do aluno meu livro de arte: Pintar as pétalas da flor, logo após iremos pintar uma paisagem, usando as
cores primarias e secundárias.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 30/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Substantivo
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 5º ano A
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Substantivo Sensibilização: Será avaliada a
Sensibilização: 30 -Caderno do PASSOS, Célia.
- Construir um -Conversar com os minutos; participação do professor e do ZENEIDE,
conceito para alunos para verificar aluno e resolução aluno; Albuquerque
substantivos, saber o conhecimento Desenvolvimento:
suas classificações, prévio sobre 1 hora; de exercícios, ao -Jornais; Inocêncio da Silva.
identificá-los em Substantivo como passo que servirá -Revistas; Caderno do futuro
textos e aplicá-los nome de pessoas e Atividade de para encontrar as -Livro didático. – Língua
conscientemente em lugares. Fixação: 30 dificuldades dos Portuguesa 5º
suas produções Desenvolvimento: minutos; alunos ano. Ed. São Paulo:
textuais - Abordar do tema
IBEP, 2013.
OBJETIVOS substantivos próprios
ESPECÍFICOS: e comuns deve
- Reconhecer a esclarecer que há
função dos nomes comuns a
substantivos (dar vários seres ou
nome a coisas, coisas (ex.: menino,
seres, sentimentos, escola, professor) e
lugares, etc). nomes que
- Identificar a especificam os seres,
diferença entre os locais e pessoas (ex.:
substantivos simples José, São Paulo,
e compostos; Brasil) e que sempre
primitivos e devem iniciar com
derivados; próprios e letra maiúscula;
comuns; concretos e Atividade de Fixação:
abstratos; ; - Realizar questões
- Empregar para fixação do
substantivo em conteúdo analisando
textos.; frases e textos;

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Começar conversando com os alunos sobre o conhecimento prévio do conteúdo substantivo, discutindo com os alunos o conceito e a
classificação e como e onde se aplica no dia a dia, como nomes de pessoas e lugares.
Desenvolvimento: Escrever o conteúdo no quadro, no qual será retomada a definição de substantivo como palavras que nomeiam. Com isso, serão
apresentadas as palavras que são formados por apenas uma palavra ou radical (pode ser citadas palavras do contexto escolar: lápis, borracha, caneta),
Em seguida serão comparados aos substantivos compostos, que são formados por mais de uma palavra (Ex.: quadro-negro, apontador-de-lápis). Depois,
será exposto um poema dos substantivos derivados, para ajudar a memorizar os primitivos e derivados. Quanto aos substantivos próprios e comuns usar
os objetos da sala e os nomes dos alunos para que eles compreendam com mais facilidades, esclarecendo que há nomes comuns a vários seres ou
coisas (ex.: menino, escola, professor) e nomes que especificam os seres, locais e pessoas (ex.: José, São Paulo, Brasil) e que os próprios sempre
devem iniciar com letra maiúscula
Atividade de Fixação: Através de atividade xerocada, eles irão identificar em um texto substantivos próprio, comum, composto, primitivo e derivado.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 31/10/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Geografia
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 5º ano A
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Região Norte Sensibilização: Será
Sensibilização: 30 contínua -Caderno do PASSOS, Célia.
Compreender o -Conversar com os minutos; durante todo o professor e do ZENEIDE,
espaço dentro das alunos sobre a região processo. O aluno aluno; Albuquerque
diferentes extensões que eles moram, Desenvolvimento:
territoriais, para instigar se eles 1 hora; será observado -Jornais; Inocêncio da Silva.
conhecendo as têm esse quanto a sua -Revistas; Caderno do futuro
diversidades da conhecimento. - Atividade de participação nas -Livro didático. – Geografia 5º
Região Norte. Questionar a respeito Fixação: 30 atividades ano. Ed. São Paulo:
OBJETIVOS da cultura das minutos; desenvolvidas em IBEP, 2013.
ESPECÍFICOS: pessoas dessa
sala.
- Identificar a região;
localização desta Desenvolvimento:
região no mapa do - Com a leitura de um
Brasil. texto sobre a Região
- Identificar estados Norte propor que os
e capitais dessa alunos explanem
região suas ideias a
respeito do mesmo
-Trabalhar as capitais
e estados localizados
na Região Norte
Atividade de Fixação:
- Resolver
questionário sobre o
conteúdo como
forma de pratica-las.
DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Conversar com os alunos sobre a cultura do povo da Região Norte. Em seguida questionar sobre os estados integrantes desse complexo
regional. Perguntar aos alunos o que eles conhecem sobre a mesma e, fundamentado nas respostas dadas pelos estudantes, direcionar a aula.
Desenvolvimento: Inicialmente, chamarei um aluno para que localize a Região Norte no mapa do Brasil; Em seguida os alunos receberão xerox que
fala dos temas que iremos abordar, destacando a grande extensão territorial da região, vegetação, clima, hidrografia, relevo, cultura. Para a melhor
compreensão dos conteúdos pedir para que os alunos fiquem em círculo e em seguida façam comentários a respeito do que foi estudado
Atividade de Fixação: Através de questionários sobre a Região Norte, como forma de pratica-las e melhorar a fixação do conhecimento

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 01/11/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Matemática
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 5º ano A
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Porcentagem Sensibilização: Será
Sensibilização: 30 contínua -Caderno do PASSOS, Célia.
- Ampliar o -Conversar com os minutos; durante todo o professor e do ZENEIDE,
significado de alunos para verificar processo. O aluno aluno; Albuquerque
porcentagem, suas o conhecimento Desenvolvimento:
formas de registro e prévio sobre 1 hora; será observado -Jornais; Inocêncio da Silva.
de cálculos. porcentagem. quanto a sua -Revistas; Caderno do futuro
OBJETIVOS - Discutir com os Atividade de participação nas -Calculadoras; – Matemática 5º
ESPECÍFICOS: alunos o que é Fixação: 30 atividades -Livro didático. ano. Ed. São Paulo:
- Estar apto a porcentagem e como minutos; desenvolvidas em IBEP, 2013
trabalhar com esse conceito se
sala, em casa,
porcentagens aplica no dia a dia.
simples; Desenvolvimento: trabalhos em
- Identificar situações - Explorar os grupo (montagem
em que o uso da conhecimentos sobre de loja: vendas
porcentagem é frações equivalentes com desconto
importante; e proporcionalidade, e/ou acréscimo) e
- Fazer cálculos para facilitar cálculos
desafios entre
usando envolvendo
porcentagens; porcentagens; grupos com
- Demonstrar que o cálculo mental de
cálculo mental de porcentagens.
porcentagens Uma prova formal
básicas (10%, 1%, com questões
50%,25%);
que propiciem ao
- Solicitar que os
alunos tragam uma aluno resolver e
calculadora simples identificar
para mostrar como porcentagens
utiliza-la em com as
situações práticas: estratégias
aumento do preço do
aprendidas
lanche, da passagem
do ônibus, descontos
em mercadoria, etc.,
considerando que
nem sempre os
resultados
apresentam números
“redondos”.
Atividade de Fixação:
- Resolver operações
de porcentagem
como forma de
pratica-las;
- Solucionar
problemas com
porcentagem tendo
como exemplo o dia
a dia dos alunos.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Começar conversando com os alunos sobre o conhecimento prévio do conteúdo porcentagem, discutindo com os alunos o que é
porcentagem e como esse conceito se aplica no dia a dia. Comente que, se olharmos à nossa volta, vamos perceber que o símbolo % é visto com muita
frequência em jornais, revistas e televisão. Faça com a turma um levantamento de situações em que esse conceito aparece.
Desenvolvimento: Pedir que os alunos expliquem com suas as palavras a frase "A gasolina teve um aumento de 15%". Eles devem perceber que houve
um acréscimo de R$ 15,00 a cada R$ 100,00 de gasolina. Propor a confecção de cartazes com recortes de jornais e revistas, mostrando a aplicação das
porcentagens nas áreas: esporte, economia, saúde, etc. A partir da constatação da importância sobre a porcentagem no mundo atual, evidenciada pelos
cartazes, apresentar as porcentagens como comparações com 100 - porcentagens como razões. Explorar os conhecimentos sobre frações equivalentes e
proporcionalidade, para facilitar cálculos envolvendo porcentagens. Demonstrar que o cálculo mental de porcentagens básicas (10%, 1%, 50%,25%)
pode ser praticado, utilizando as divisões por 10, 100, 2 e 4 respectivamente, facilitando a utilização no cotidiano. Neste momento será proposta
competição entre grupos envolvendo estes cálculos. Em seguida, incentivá-los a utilizar a porcentagem no dia a dia; Para valorizar o trabalho realizado,
expor na sala de aula a atividade dos alunos;
Atividade de Fixação: Através de operações de porcentagem resolve-las para melhorar a pratica e o seu raciocínio logico; Solucionar problemas
envolvendo porcentagem com questões do dia a dia, tendo como exemplo mercado, lojas e farmácias.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 03/11/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: História
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 5º ano A
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Crise do Império Sensibilização: Será avaliada a
Sensibilização: 30 -Caderno do PASSOS, Célia.
- Estudar o fim do -dialogando com os minutos; participação do professor e do ZENEIDE,
regime monárquico alunos sobre os
aluno no aluno; Albuquerque
no Brasil, sobre o diversos fatores que Desenvolvimento:
que pode gerar levaram à queda da 1 hora; seminário, ao -Jornais; Inocêncio da Silva.
diferentes análises monarquia. Não passo que servirá -Revistas; Caderno do futuro
sobre os problemas aprofundando cada Atividade de para encontrar as -Livro didático. – História 5º ano.
enfrentados naquele um dos itens, mas Fixação: 30 dificuldades dos Ed. São Paulo:
período - e que apenas explicando minutos; alunos. IBEP, 2013.
ainda produzem as questões mais
reflexos na história importantes,
do Brasil. utilizando-se, para
OBJETIVOS tanto, de um mapa
ESPECÍFICOS: conceitual.
- Conhecer as Desenvolvimento:
razões externas que - Divida a turma em
impulsionaram o fim grupos e atribua a
do Império no Brasil. cada um deles um
- Conhecer algumas dos fatos históricos
das razões internas que, unidos, levaram
que contribuíram à crise do Império.
para a queda da - Distribuir textos
monarquia: sobre os fatos
movimento históricos para cada
republicano, conflitos equipe, de maneira a
do governo imperial garantir que os
com a Igreja e o grupos tratem do que
Exército - e o é realmente
movimento importante. Pedir que
abolicionista. os alunos leiam o
material e estruturem
os seminários.
- Definir a ordem da
apresentação dos
grupos. À medida
que os trabalhos
forem apresentados,
complemente as
falas dos alunos
quando necessário.
Atividade de Fixação:
- Realizar Faça uma
competição entre a
turma. Divida os
alunos em duas
grandes equipes e
faça perguntas sobre
o conteúdo estudado.
Vence a equipe que
responder o maior
número de perguntas
corretamente.

DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Desenvolver uma aula expositiva, dialogando com os alunos sobre os diversos fatores que levaram à queda da monarquia. Não
aprofunde cada um dos itens, mas apenas assinale as questões mais importantes, utilizando-se, para tanto, de um mapa conceitual.
Desenvolvimento: A turma será dividida em grupos, no qual será atribuída a cada um deles um dos fatos históricos que, unidos, levaram à crise do
Império. Em seguida será distribuído textos sobre os fatos históricos para cada equipe, de maneira a garantir que os grupos tratem do que é realmente
importante. Os alunos irão fazer a leitura do material e estruturarem os seminários, por fim será definido a ordem da apresentação dos grupos. À
medida que os trabalhos forem apresentados, terá uma complementação as falas dos alunos quando necessário.
Atividade de Fixação: Dividir os alunos em duas grandes equipes e fazer perguntas sobre o conteúdo estudado. Vence a equipe que responder o maior
número de perguntas corretamente.

PLANO DE AULA

DATA DE APLICAÇÃO: 04/11/2017


ESCOLA: Joselma Lima de Souza
INTEGRANTES DA EQUIPE: Rosely
DISCIPLINA: Ciências
TURMA EM QUE O PLANO SERÁ APLICADO: 5º ano A
DURAÇÃO: 2 horas
OBJETIVOS CONTEÚDO METODOLOGIA CRONOGRAMA AVALIAÇÃO RECURSOS REFERÊNCIAS
OBJETIVO GERAL: Biomas Brasileiros Sensibilização: Será
Sensibilização: 30 contínua -Caderno do PASSOS, Célia.
Compreender os -Pedir para que os minutos; durante todo o professor e do ZENEIDE,
diferentes Biomas do alunos prestem
processo. O aluno aluno; Albuquerque
Brasil evidenciando bastante atenção no Desenvolvimento:
a formação das que será exposto -- 1 hora; será observado -Jornais; Inocêncio da Silva.
diferentes explicar os conceitos quanto a sua -Revistas; Caderno do futuro
paisagens. dos biomas. Os Atividade de participação nas -Livro didático. – Ciências 5º ano.
OBJETIVOS alunos devem ter Fixação: 30 atividades Ed. São Paulo:
ESPECÍFICOS: compreensão sobre minutos; desenvolvidas em IBEP, 2013.
- Identificar as os biomas no Brasil e
sala e em casa.
características dos saber reconhecer
biomas brasileiros. seu próprio bioma.
- Conceituar os Desenvolvimento:
biomas e domínios - Explanar sobre o
morfoclimáticos; conteúdo do livro
- Avaliar a didático com o tema
importância da proposto
preservação da sua - Acompanhar os
diversidade alunos na leitura do
texto sobre os
biomas, verificando
se os mesmos tem
conhecimento sobre
os diferentes biomas
brasileiros e assim
observar o espaço no
qual está inserido.
- Através do uso de
revistas, os alunos
deverão localizar
reportagens sobre os
biomas.
Atividade de Fixação:
-Resolver
questionário sobre o
conteúdo como
forma de pratica-las.
DESCRIÇÃO DA METODOLOGIA
Sensibilização: Se dará através de uma pequena exposição de ideias por parte da professora seguida de alguns questionamentos referente ao que foi
exposto. Serão explicados os conceitos dos biomas. Os alunos devem ter compreensão sobre os biomas no Brasil e saber reconhecer seu próprio bioma.
Desenvolvimento: Início da aula com uma explanação sobre o conteúdo do livro didático com o tema proposto. Acompanhando os alunos na leitura do
texto sobre os biomas, verificando se os mesmos têm conhecimento sobre os diferentes biomas brasileiros e assim observar o espaço no qual está
inserido. Pedir para que a turma se divida em 4 grupos e em seguida entregar revistas para que eles produzam um mapeamento dos biomas brasileiros,
através do uso de revistas, os alunos deverão localizar reportagens sobre os biomas.
Atividade de Fixação: Através de questionários sobre os Biomas Brasileiros, como forma de pratica-las e melhorar a fixação do conhecimento