Você está na página 1de 3

PLANO DE AULA DA PROVA DIDÁTICA DO EDITAL 17/2013

PROFESSOR DAS DISCIPLINAS DA MATRIZ CURRICULAR

1. IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO:
1.1 Nome: Vanda Gusmão Dobranski
1.2 Carteira de Identidade nº: 6.606.496-6
1.3 NRE da vaga: Curitiba
1.4 Disciplina: Biologia
1.5 Nº de Inscrição: 68932

2. TEMA: Hereditariedade, reprodução e desenvolvimento embriológico da espécie


humana.
2.1 CONTEÚDO: Mecanismos Biológicos: Desenvolvimento embriológico humano.

3. ETAPA DE ENSINO – ANO/SÉRIE:


Ensino Fundamental
( )6º ano ( )7º ano ( )8º ano ( )9º ano
Ensino Médio
( x )1ª série ( )2ª série ( )3ª série

4. OBJETIVO:
Compreender e reconhecer o desenvolvimento embrionário humano.

5. JUSTIFICATIVA DO TEMA E DO CONTEÚDO:


A embriologia estuda as etapas e os mecanismos de formação dos embriões,
cujo significado, para os seres vivos, está atrelado à perpetuação da espécie
(MOORE & PERSAUD, 1994). É relevante na formação global do aluno, por
relacionar-se a temas amplamente discutidos na atualidade, entre os quais a
gravidez na adolescência, o aborto, o uso de drogas e a biotecnologia.
O ensino de embriologia, principalmente as primeiras fases do
desenvolvimento embrionário humano, é de grande importância para o aluno, pois
a partir daí ele terá noção de como ocorrem as primeiras divisões celulares e o que
irá originar cada uma dessas fases, proporcionando uma melhor compreensão da
vida e também para o desenvolvimento dos conteúdos subsequentes.

6. ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS:
O estudo da Biologia contribui para a formação de sujeitos críticos,
reflexivos e atuantes, por meio de conteúdos, desde que o mesmo proporcione o
entendimento do objeto de estudo o fenômeno da vida em toda sua complexidade e
reações. (PARANÁ, 2008)
Os conhecimentos biológicos, se compreendidos como produtos históricos
indispensáveis à compreensão da prática social, podem contribuir para revelar a
realidade concreta de forma crítica e explicitar as possibilidades de atuação dos
sujeitos no processo de transformação desta realidade (LIBÂNEO,1983).
A metodologia para abordar o conteúdo referente a esta aula, foi
fundamentada na Pedagogia Histórico Crítica proposta por SAVIANI (2003), a qual
propõe a observação, utilização de situações que propiciem a probematização,
superação das concepções alternativas visando a aproximação das concepções
científicas.
Sendo assim, é importante ao processo de construção histórica dos
conhecimentos biológicos por possibilitarem acesso à cultura científica, visando a
formação do sujeito crítico e reflexivo.
6.1 Procedimentos Didáticos:
Problematização: Levar a reportagem “ Em que momento o feto vira ser
humano?” Revista Superinteressante (março, 2011) e propor a leitura e discussão
em grupo. Em seguida, levantar hipóteses sobre o que eles entendem sobre
Embriologia humana e deixá-los expor suas ideias sobre o assunto;
Os alunos estarão em grupos, que receberão um cartão com imagem de
útero humano acompanhado de seis fases embrionárias, as quais deverão ser
colocadas em ordem de acordo com a descrição e interpretação das mesmas;
Em seguida, a mesma imagem será fixada no quadro para que o mesmo
esquema seja construído coletivamente.
Por fim, para casa os grupos deverão pesquisar e levantar dados para a
elaboração de um folder, no qual deverá ser contemplado o desenvolvimento
embrionário e as pesquisas com células-tronco. O folder será distribuído para os
alunos da escola
6.2 Recursos Didáticos: Quadro de giz, giz e apagador para a exposição do
esquema; reportagem impressa para discussão; imagens impressas e cartaz com
imagem ampliada para a interpretação das etapas do desenvolvimento embrionário.

7. AVALIAÇÃO: A avaliação será feita mediante os objetivos, sendo uma avaliação


das capacidades que o aluno vai desenvolvendo no processo da exposição do
conteúdo.
7.1 Critério(s):
Participa na resolução de situações problemas das atividades propostas,
observando se o aluno: faz e justifica hipóteses; comunica suas opiniões com
clareza; contesta pontos que não compreende ou não concorda;
Realiza pesquisas pertinentes para os levantamentos de dados;
Identifica e classifica as etapas do desenvolvimento embrionário.

7.2 Instrumento(s): Ilustrações, nas quais os alunos esquematizem as etapas do


desenvolvimento embrionário para favorecer a compreensão e identicação de cada
etapa. Pesquisas e elaboração de folder que contemplem as etapas do
desenvolvimento embrionário e situações relacionadas..

8. REFERÊNCIAS:
LIBÂNEO, J. C. 1983. Tendências Pedagógicas na prática escolar. Revista da
Associação Nacional de Educação – ANDE, 3:11-19.
LOPES, Sonia. Biologia – volume único. 1. Ed. : Saraiva: São Paulo, 2005
MOORE, K. L.; PERSAUD, T.V.N. Embriologia Clínica. 5 ed. São Paulo: Guanabara
Koogan, 1994.
PARANÁ. Secretaria de Estado da educação Superintendência da Educação.
Diretrizes Curriculares de Biologia para a Educação Básica. Curitiba: SEED, 2008.
SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas:
Autores Associados, 2003.

Curitiba, 29 de janeiro de 2014.

___________________________________
Assinatura do(a) Candidato(a)