Você está na página 1de 1

Vidas com História

Natasha Marjanovic
“Nunca senti o peso meu trabalho”

“N asci na Bósnia, vivi na Sérvia,


casei com um croata, divorciei-me do
cola Superior de Teatro de Sarajevo
e pouco tempo depois, o início da
guerra fez com que tivesse de le-
grande
paixão,
uma estória muito bonita, mas de-
mesmo croata e agora tento ser por- var as suas filhas, ainda bebés, para pois não soubemos crescer juntos”.
tuguesa! É mais fácil assim do que en- Belgrado, na Sérvia, para a casa dos Em 1999, com o agravamento dos
tender tudo o que aconteceu.” Mas pais. conflitos, a Nato começa o bom-
foi mesmo isso que o ÁGORA tentou A fuga de Sarajevo para Belgrado não bardeamento a Belgrado e depois
saber. Natasha Marjanovic já é co- foi uma acção processada de ânimo de uma semana debaixo de fogo,
nhecida no mundo do teatro portu- leve: “hoje em dia posso garantir que Natasha decide vir para Portugal,
guês com o seu grupo de teatro Cin- a Guerra tem um cheiro. O cheiro da onde já estava o seu irmão. Vem com
derela, direccionado para as crianças. incerteza. Uma pessoa torna-se ner- o marido e as filhas com a esperança
Aqui no Centro é a nossa formadora vosa por não saber o que se passa. num recomeço. Mas o novo país não
nos ateliers de Teatro e Teatro para Quanto tenho problemas eu vou ao trouxe a lufada de ar fresco que o
Crianças. encontro deles para fazer qualquer casamento de Natasha precisava. O
Nasceu numa cidade muito pequeni- coisa para os resolver, e na guerra marido começou a refugiar-se no ál-
na da Bósnia Herzegovina chamada não se pode fazer isso. Sentimos cool e a tornar-se violento. Passado
Jajce, mas salienta que a naciona- uma grande impotência. Podes ter um ano, o próprio marido tomou
lidade que sente e que afirma é a ju- estudado muito, saber não sei quan- consciência de que era um perigo
goslava, mesmo que o país político já tas línguas… mas na verdade quan- para a sua família e voltou para a ex-
não exista. do caem bombas por todo o lado, -Jugoslávia.
“Reza” a História Mundial que a anti- quando tudo fica destruído…”. O primeiro emprego de Natasha em
ga Jugoslávia era constituída por seis Em Belgrado retomou o estudo na Portugal foi num bar Irlandês. A fa-
repúblicas: Macedónia, Montenegro, Escola Superior de Teatro ao mesmo miliaridade com o Inglês permitia-lhe
Sérvia, Croácia, Bósnia Herzegovina tempo que cuidava das duas filhas. atender o público estrangeiro. Foi
e Eslovénia. A diversidade étnica e O cenário de guerra mantinha-se em através de um cliente desse bar que
religiosa fez com que os conflitos dis- Sarajevo mas em Belgrado também conseguiu voltar à sua profissão de
parassem a partir do início dos anos se sentia a instabilidade e insegu- coração: foi ajudar na produção de
90, especialmente entre a Sérvia e a rança de uma máfia crescente. Para um programa para crianças na SIC.
Croácia. ajudar a pagar os estudos e mesmo Foi aqui que se começou a aproximar
Aquando do seu nascimento os pais a sustentar a família começou a ani- da cultura e da língua portuguesa
trabalhavam na Bósnia e “por acaso” mar festas de aniversário dos filhos e foi com este primeiro passo que
nasceu lá. Enquanto criança era dos grandes patronos da máfia. “Em começou a organizar a vida no sen-
muito extrovertida e direccionada sete anos eu contabilizei cerca de tido de voltar ao teatro. Com a ajuda
para as artes. 1500 festas. Eram cerca de 36 por de um colega de profissão começou
O casamento de Natasha aconteceu mês. ” E foi este rendimento que a a vender os seus espectáculos. Ia
aos vinte anos. Conheceu o marido permitiu alimentar a família mesmo porta-a-porta a escolas e instituições
ainda quando eram crianças, e a in- com a inflação galopante. “Assim vender as suas peças e os seus work-
genuidade da juventude fê-los deci- que tínhamos algum dinheiro íamos shops. E o sucesso não se lhe fez
direm-se a ter filhos para poderem logo às compras porque o preço que rogado. “Em 15 dias marcámos 24
casar. Foi o que fizeram quando en- estava de manhã à tarde já tinha du- espectáculos. Naquela altura garanti
traram para a faculdade. Na altura os plicado!”. que com os cursos ia pagar a minha
nacionalismos exacerbados não viam Depois do curso é convidada para fun- casa e com os espectáculos as mi-
com bons olhos um casamento entre dar uma Companhia de Teatro para nhas despesas”.
pessoas das diferentes repúblicas. crianças em Sava Centar. Foi já nesta Hoje Natasha consegue orgulhosa-
Apesar de tudo tiveram o apoio dos altura que se começou a afastar do mente levar as duas filhas para a
pais e depois do casamento, Natasha marido. Enquanto Natasha fazia por faculdade e manter um nível de vida
e as suas duas filhas gémeas foram “enfrentar” a guerra através do te- razoável. “Nada me caiu do céu. Tive
morar para Sarajevo, na Bósnia, a atro, o marido resignou-se a trabalhar de trabalhar para tudo. Mas real-
terra natal do marido. num restaurante onde tinha de lidar mente encontrei uma área que gos-
Com o nascimento da gémeas com as adversidades inerentes a um to muito. Nunca senti o peso meu
Natasha interrompe o curso na Es- trabalho que não gostava. “Foi uma trabalho”.o