Você está na página 1de 4

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO


Colegiado de Medicina

Disciplina: Morfologia I
Profa. Dra. Letícia Marteis
Aluno (a): ___________________________________________________________________________

ESTUDO DIRIGIDO
Histologia do Sistema Cardiovascular

Lembretes:
1. Este estudo dirigido comporá parte da pontuação referente aos conteúdos de Histologia na 5ª
avaliação teórica de Morfologia I.
2. O estudo dirigido deve ser respondido com caneta ou lápis (não será aceito com as respostas
digitadas) e deverá ser entregue no dia da 5ª avaliação teórica de Morfologia I. Não será aceito
após esse prazo.
3. Lembrem-se: Aula dada, aula estudada hoje! E divirtam-se!

Questões

1. O sistema cardiovascular é um sistema contínuo e inteiramente fechado de tubos endoteliais


composto de coração, artérias, veias e vasos capilares e linfáticos. Quais as funções das células
endoteliais?

2. O sistema circulatório intercede o movimento contínuo de todos os líquidos do organismo. Cite as


principais funções do sistema cardiovascular.

3. Os capilares sanguíneos, que proporcionam a troca metabólica entre o sangue e os tecidos


circunvizinhos, podem ser divididos em quatro grupos de acordo com a continuidade da camada
endotelial e de sua lâmina basal. Cite esses quatro grupos e diferencie-os quanto à sua estrutura,
importância funcional e ocorrência.

4. Qual a importância dos pericitos para o sistema cardiovascular?

5. As artérias são classificadas em três tipos: artérias elásticas, artérias musculares e arteríolas. Explique
as características de cada uma delas.

6. Explique como ocorrem os processos de vasoconstrição e vasodilatação.

7. Explique o conjunto de sintomas denominado angina de esforço.


8. O coração é um órgão de quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. Embora as paredes dos
ventrículos sejam mais espessas que as dos átrios, estas câmaras possuem a característica comum de
serem compostas por três camadas ou túnicas. Cite-as e as diferencie.
9. Explique como ocorrem os processos de aterosclerose e aneurisma.

10. Diferencie corpos carotídeos de seios carotídeos.

11. O que são e para que servem as valvas presentes nas veias e nos vasos linfáticos?

12. O que caracteriza um acidente vascular encefálico, também denominado derrame?

13. Quais são as funções do sistema vascular linfático?

14. Preencha a cruzadinha de acordo com as informações a seguir:

1. Série de vasos eferentes que se tornam menores à medida que se ramificam e cuja função é
transportar sangue rico em nutrientes e oxigênio para os tecidos.
2. Formado durante a resposta inflamatória e é decorrente da perda de fluido do plasma sanguíneo.
3. Células de origem mesenquimal, dotadas de longos processos citoplasmáticos, que envolvem porções
das células endoteliais e participam do processo de reparação de tecidos lesados formando novos vasos
sanguíneos.
4. Tipo de capilar sanguíneo tortuoso, com lúmen largo e apresentando células endoteliais com grandes
fenestras e espaços intercelulares.
5. Coágulo intravascular que pode crescer e obstruir completamente o fluxo vascular local ou resultar na
obstrução de vasos sanguíneos distantes por meio da liberação de porções de massa sólida.
6. Pequenos vasos envoltos por uma camada descontínua de músculo liso que se formam a partir de
ramificações das arteríolas e que terminam por formar os capilares.
7. Lesão tecidual resultante da falta de oxigênio e nutrientes devido à obstrução arterial que interrompe
o suprimento sanguíneo em órgãos específicos como coração, cérebro e rins.
8. Comunicação entre vasos sanguíneos que se bifurcam e recombinam em vários pontos formando uma
rede de canais.
9. Dobras da túnica íntima, em forma de meia-lua, que se projetam para o interior da luz das veias e
direcionam o sangue de volta para o coração.
10. Epitélio simples pavimentoso que reveste internamente os vasos sanguíneos e linfáticos.
11. Vasos sanguíneos muito delgados adaptados para exercer diferentes níveis de troca metabólica entre
o sangue e os tecidos circunvizinhos.
12. Deposição de placas de gordura sobre a face interna das paredes de artérias de grande e de pequeno
calibre, reduzindo assim o fluxo sanguíneo no interior do vaso.
13. Camada externa do coração formada por epitélio simples pavimentoso, o mesotélio, além do tecido
conjuntivo fibroso subjacente, que às vezes acumula gordura.
14. Camada mais externa da parede vascular, a qual consiste em tecido conjuntivo fibroelástico e, em
vasos maiores, contém pequenos vasos sanguíneos.
15. Fluido transparente dos espaços intersticiais que é produzido quando o sangue atravessa os vasos
capilares e vaza para o corpo. Porém, diferente do sangue, ele circula somente na direção do coração.
16. Substância vasodilatadora que altera a permeabilidade vascular através do aumento dos espaços
intercelulares entre as membranas das células endoteliais contíguas.
17. Mecanismo de origem de novos vasos a partir de vasos preexistentes que ocorre em tecidos adultos.
Neste processo, há aumento da atividade mitótica em células endoteliais preexistentes e células
musculares lisas são recrutadas para formar a túnica média dos vasos em desenvolvimento.
18. Passagem de leucócitos da corrente sanguínea, através das junções intercelulares das células
epiteliais, para os espaços extracelulares de tecidos e órgãos.
19. Camada dos vasos sanguíneos composta de células endoteliais pavimentosas dispostas em uma
única camada revestindo o lúmen, e quantidades variadas de tecido conjuntivo subendotelial.
20. Normalmente é a camada mais espessa das artérias, sendo composta por células musculares lisas,
organizadas em círculo, e componentes do sistema elástico da matriz extracelular.
21. Fibras que liberam os impulsos para as células musculares cardíacas dos ventrículos, que se
contraem para bombear o sangue do ventrículo direito para o tronco pulmonar, e do ventrículo esquerdo
para a aorta.
22. Estrutura do coração equivalente à túnica íntima dos vasos, normalmente uma camada delgada
situada no interior do ventrículo, constituída por endotélio que repousa sobre uma fina camada
subendotelial de tecido conjuntivo frouxo que contém fibras elásticas e colágenas, bem como algumas
células musculares lisas.
23. Anormalidade potencialmente fatal do ritmo cardíaco.
24. Compreende os ramos terminais da árvore arterial, que irriga os leitos capilares.
25. Camada do coração bastante proeminente no ventrículo esquerdo, porém menos espessa no
ventrículo direito e nos átrios, que é constituída por músculo cardíaco.
26. Vasos que drenam o líquido extracelular em excesso.
27. Artérias que compreendem os principais ramos de distribuição da árvore arterial como, por exemplo,
as artérias radial, femoral, coronária e cerebral.
28. Capilar caracterizado pela ausência de fenestras em suas paredes.
29. Aberturas que existem nas paredes de determinados vasos sanguíneos.
30. Parte do sistema circulatório relacionada com as trocas de gases, líquidos, nutrientes e produtos
metabólicos residuais.
3↓

2↓

7↓
6→

1→ E 5↓

C 8→ nn nn nn

U 9↓
20↓ R
T 12→
10→ O

4→ S
17↓ I 19↓
S 14→
T
E
16→ M 13↓ 15→
11→ A

C
22→ A
R 18→
D 25↓
I 24↓
O 23→
V
A 26↓

S 28↓
C
21→ U
L
A
R

27→
30→
29→