Você está na página 1de 16

THM 350 B3 T1

10

GERAÇÃO HIDRÁULICA SIMPLES E SERVOCOMANDOS

10.1 SISTEMA HIDRÁULICO DOS SERVOCOMANDOS


10.1.1 GENERALIDADES DO SISTEMA HIDRÁULICO
10.1.2 COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO E SUAS FUNÇÕES
10.1.3 FUNCIONAMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO
10.1.4 LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO

10.2 SERVOCOMANDOS
10.2.1 SERVOCOMANDO “SAMM”

Ediç.. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.1
THM 350 B3 T1

Lista de Validade das Páginas

Página 01 ................................. Ediç. 23-2010 Página 09 ................................. Rev. 05-2011


Página 02 ................................. Rev. 23-2011 Página 10 ................................. Ediç. 23-2010
Página 03 ................................. Ediç. 23-2010 Página 11 ................................. Rev. 23-2011
Página 04 ................................. Ediç. 23-2010 Página 12 ................................. Ediç. 23-2010
Página 05 ................................. Rev. 05-2011 Página 13 ................................. Rev. 30-2010
Página 06 ................................. Rev. 30-2010 Página 14 ................................. Ediç. 23-2010
Página 07 ................................. Rev. 30-2010 Página 15 ................................. Ediç. 23-2010
Página 08 ................................. Ediç. 23-2010 Página 16 ................................. Ediç. 23-2010

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2011 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.2
THM 350 B3 T1

10.1 SISTEMA HIDRÁULICO DOS SERVOCOMANDOS

10.1.1 GENERALIDADES DO SISTEMA HIDRÁULICO

(1) Princípio do Sistema

O sistema hidráulico fornece a potência hidráulica A vazão da bomba é calculada para satisfazer,
aos servocomandos. Inicialmente, cabe lembrar em todas as condições, à demanda dos
que a potência hidráulica está relacionada à servocomandos, o que significa que essa vazão
pressão (P) e vazão (Q) pela equação: é excessiva em condições normais de voo. O
Potência = P x Q que significa que, com potência excesso de vazão é desviado para o reservatório
constante qualquer: hidráulico pela válvula reguladora de pressão que
• aumento de vazão acarreta diminuição de se abre quando a pressão ultrapassa 40 bar.
pressão. Sejam:
• diminuição de vazão acarreta aumento de - Q0 a vazão constante da bomba.
pressão - Q1 a vazão consumida pelos servocomandos
(vazão variando em função do trabalho
O sistema do AS 350 é de potência constante, exigido dos servocomandos)
que inclui: - Q2 a vazão desviada pela válvula reguladora.
- uma bomba de engrenagens, acionada pela A relação que liga essas vazões é: Q0 = Q1 + Q2
CTP com rotação constante, fornece uma Quando Q1 aumenta, a pressão no sistema tende
vazão constante (6 l/min); a diminuir; a válvula, ao se fechar, reduz a vazão
- um filtro de 3µ, equipado com um indicador Q2 mantendo a pressão no seu valor nominal. O
visual de entupimento; processo inverso ocorre quando Q1 diminui.
- uma válvula reguladora que mantém a pressão
no valor nominal (PN = 40 bar).

A CADA VALOR DE Q1 CORRESPONDE UMA ABERTURA DA VÁLVULA, TAL QUE:


P = CONSTANTE.

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.3
THM 350 B3 T1

10.1.1 GENERALIDADES DO SISTEMA HIDRÁULICO (Continuação)

(2) Antes de abordar o estudo do sistema..........algumas precauções com fluidos


hidráulicos

SEMPRE: - Fluido contaminado significa desgaste


- Utilizar apenas o fluido hidráulico autorizado prematuro dos servocomandos (erosão, risco
pelo fabricante (ver Manual de Voo), desde de gripamento das seletoras, entupimento dos
que suas características garantam o bom filtros). Portanto:
funcionamento e a confiabilidade do sistema . Só completar o tanque com fluido
(ex.: comportamento satisfatório das juntas e RIGOROSAMENTE LIMPO
das gaxetas). . Inspecionar os filtros de acordo com o
- Apesar de estável, o fluido se altera com o Programa de Manutenção.
tempo e deve ser trocado dentro dos prazos
previstos pelo fabricante (ver Programa
Recomendado de Manutenção - MSM).

FILTRO HIDRÁULICO COM INDICADOR DE ENTUPIMENTO

A diferença de pressão (P) entre a entrada e Na medida em que o elemento filtrante vai
a saída do filtro é detectada pelo conjunto do entupindo, a pressão na entrada do filtro vai
pistão magnético (3) e mola (4). Enquanto o aumentando. Quando o P atingir 2.7 bar, a
fluido hidráulico está limpo, o P é pequeno. pressão empurra o pistão (3), comprimindo a
A mola (4) mantém o pistão magnético contra mola. A atração magnética é rompida, a mola
a parede que o separa do indicador visual de (2) empurra o indicador visual (1). A
entupimento (1). O indicador visual (1) é extremidade do indicador aparece, indicando
atraído contra a parede pelo campo assim a poluição do filtro. Consultar a
magnético do pistão (3) e comprime a mola documentação do fabricante com relação às
(2). medidas a serem tomadas.

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.4
THM 350 B3 T1

10.1.2. COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO E SUAS FUNÇÕES

Após a MOD. 07-3317

1- Botão BUZINA 8- Manocontactor “baixa pressão”


2- Alarme sonoro 9- Acumuladores de segurança
3- Reservatório hidráulico 10- Válvulas unidirecionais dos servocomandos
4- Filtro tipo tela principais
5- Bomba de engrenagens 11- Válvula reguladora
6- Eletroválvula dos servocomandos principais 12- Eletroválvula (de teste hidráulico)
7- Bloco do filtro A Botão “TESTE HIDRÁULICO”
B Botão “Corte hidráulico”

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
05-2011 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.5
THM 350 B3 T1

10.1.2 COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO E SUAS FUNÇÕES (Continuação)


1. Botão BUZINA no console. Permite que 9. Acumuladores de segurança nos
se desligue o alarme sonoro. servocomandos principais. Em caso de pane
2. BUZINA. Alarme sonoro que funciona em hidráulica, eles constituem uma pequena
caso de perda da pressão hidráulica ou reserva de energia que permite ao piloto
queda de NR. alcançar uma velocidade de segurança de
3. Reservatório hidráulico menores esforços para a pilotagem manual.
4. Filtro tipo tela na linha de sucção da 10. Válvulas unidirecionais dos
bomba. Malha de 0.8 a 1 mm. servocomandos principais: em caso de pane
5. Bomba de engrenagens acionada pela hidráulica serão fechadas pela pressão dos
CTP. Vazão: 6 l/min. acumuladores (vazão dos acumuladores
6. Eletroválvulas dos servocomandos reservada ao servocomando).
principais. Comandadas pelo botão B, 11. Válvula reguladora mantém a pressão do
permitem colocar a chegada de pressão sistema em 40 bar.
do servocomando no retorno do tanque, Eletroválvula “Teste hidráulico” coman-
em caso de pane hidráulica ou de dada pelo botão A. Energizada, ela se abre e
travamento de uma válvula seletora do coloca o circuito de alimentação do
servocomando, eliminando assim as servocomando no retorno para o reservatório. Isto
contra-pressões em pilotagem manual despressuriza o sistema e permite testar o
(diminuição dos esforços de pilotagem). funcionamento dos acumuladores de segurança
7. Bloco do filtro com indicador de (9) dos servocomandos principais.
entupimento. Poder filtrante 3 .
8. Manocontactor. Fecha o circuito da luz A. Botão “TESTE HIDRÁULICO” (no console)
“HID” quando P < 30 bar. aciona as eletroválvulas (12) e (13).
B. Botão “corte hidráulico” (no coletivo) aciona as
eletroválvulas (6).

Luz “BUZINA” acesa, indica que o


botão buzina não está acionado.

Luz de alarme “queda da pressão


hidráulica”

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
30-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.6
THM 350 B3 T1

10.1.3. FUNCIONAMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO


Após a MOD. 07-3317

(1) Funcionamento normal

- Com o botão A e o botão B não acionados:


As eletroválvulas (6 e 12) não energizadas estão fechadas.
- A bomba hidráulica (5) está fornecendo pressão (rotor girando).
- A válvula reguladora (11) mantém a pressão em 40 bar:
luz “HYD” apagada e não tem alarme sonoro.
- Os servocomandos são alimentados normalmente.
- O nitrogênio dos acumuladores é comprimido pelo fluído hidráulico.

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá ser
30-2010 reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.7
THM 350 B3 T1

10.1.3 FUNCIONAMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO (Continuação)


Após a MOD. 07-3317
(2) Queda de pressão hidráulica

A queda de pressão (vazamento do fluído –


ruptura da correia da bomba, etc.) é indicada
pela luz "HYD" e pelo alarme sonoro.

O piloto toma conhecimento de que deverá pilotar mecanicamente.


DISPOSITIVO DE SEGURANÇA DOS SERVOCOMANDOS DO ROTOR PRINCIPAL
Os esforços de comando do rotor principal em caso de queda de pressão, o piloto deve
dependem da velocidade do helicóptero. Acima diminuir a velocidade (redução do passo
de uma determinada velocidade, os esforços coletivo), de maneira a obter esforços de
aumentam com o aumento da velocidade. Assim, comando aceitáveis para pilotagem mecânica.
FUNCIONAMENTO DO DISPOSITIVO DE SEGURANÇA
Assim que a pressão do sistema cai, os comandos continuarão a ser alimentados até
acumuladores liberam sua pressão que os acumuladores estejam descarregados.
armazenada pela expansão do nitrogênio. As
válvulas unidirecionais se fecham e os servo-
O PILOTO DEVE REDUZIR O PASSO COLETIVO ANTES QUE OS ACUMULADORES SE
DESCARREGUEM COMPLETAMENTE

(3) Travamento de uma válvula seletora do


servocomando

Em caso de travamento de uma seletora, o


comando reverte automaticamente para
manual e o piloto deve cortar a alimentação
hidráulica acionando o botão B (isto reduz os
esforços de comando pelo alívio da pressão
nos servocomandos).

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.8
THM 350 B3 T1

10.1.3. FUNCIONAMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO (Continuação)


Após a MOD. 07-3317

(4) Teste de corte hidráulico

A verificação do funcionamento correto dos componentes do sistema hidráulico é realizada da


seguinte forma:
Rotor girando, o acionamento do botão B provoca a
abertura das eletroválvulas (6) e (12). A pressão cai no
sistema, a luz "HID" se acende e os esforços nos
comandos aparecem instantaneamente. Em relação aos
pedais de guinada, o piloto sentirá uma pequena
diferença, mas continuará a controlá-lo devido ao
conjunto de esforços adicionais sobre o peso chinês.

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
05-2011 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.9
THM 350 B3 T1

10.1.3. FUNCIONAMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO (Continuação)


Após a MOD. 07-3317

(5) Teste dos acumuladores

No solo, com o rotor girando, o acionamento do botão


“TEST HID” provoca:

A abertura das eletroválvulas (12), causando a queda


imediata da pressão no sistema, o acendimento da
luz “HYD” e o acionamento da buzina. A luz “HYD”
pisca durante o teste.
A partir deste instante, o piloto deve ser capaz de
mover o cíclico com assistência hidráulica antes que
apareça a sensação de esforço no comando,
indicando que os acumuladores se descarregaram.

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.10
THM 350 B3 T1

10.1.4. LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2011 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.11
THM 350 B3 T1

10.1.4. LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES DO SISTEMA HIDRÁULICO (Continuação)

DISPOSITIVO DE SEGURANÇA DE CADA BLOCO FILTRO/VÁLVULA REGULADORA


SERVOCOMANDO DO ROTOR PRINCIPAL (fixado do lado direito da CTP)

OPCIONAL

INSTALAÇÃO DA CONEXÃO DE POTÊNCIA NO SOLO

1- Conexões auto-vedante e de aspiração


no solo
2- Coletor no lado direito do piso mecânico
3- Bujão de dreno
4- Tubulação de aspiração
5- Tubulação de entrega da bomba do
helicóptero
6- Válvula unidirecional
7- Acoplamento de engate rápido de
pressão no solo
8- Tubulação de entrega da bomba ou de
solo

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.12
THM 350 B3 T1

10.2. SERVOCOMANDOS

O helicóptero pode ser pilotado sem Deve-se notar desde já que, em caso de
servocomandos, mas requer do piloto um perda da pressão hidráulica, os acumuladores
esforço muscular considerável e difícil de dosar. existentes nos servocomandos do rotor
Sendo assim, os esforços de pilotagem são principal constituem uma pequena reserva de
assistidos por servocomandos hidráulicos que energia que dá tempo para que o piloto se
permitem que o piloto controle a aeronave SEM coloque em configuração de segurança. Para
ESFORÇO e COM PRECISÃO. o comando de guinada, um dispositivo
“compensador” é instalado nas versões B1,
B2 e B3.

3 servocomandos do Excluindo a diferença de fixação, os quatro servocomandos são


rotor principal idênticos em seu funcionamento. Os três servocomandos do
rotor principal são fixados por terminais de rótula no cárter do
mastro do rotor (ponto fixo) e no platô cíclico.
SERVOCOMANDO DO ROTOR SERVOCOMANDO DO ROTOR DE CAUDA
PRINCIPAL
O servocomando do rotor de cauda é fixado do lado
da estrutura (ponto fixo) por um terminal de rótula.
No terminal de saída é fixada a haste de comando
do rotor traseiro. Os parafusos de fixação (1)
servem de pinos-guia

Rev. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
30-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.13
THM 350 B3 T1

10.2.1. SERVOCOMANDO GOODRICH

Excluindo a diferença de fixação, os quatro Peso .................................................. 1, 9 kg


servocomandos de corpo simples são Pressão nominal de utilização .......... 40 bar
idênticos em seu funcionamento nas Seções do pistão ............................... 4,5 cm²
articulações de comando. O conjunto Esforço de entrada................................. 0.3 daN
consiste um atuador hidráulico cuja haste Força desenvolvida sob
do pistão é fixa na CTP ou no cone de pressão nominal (40 bar) ................... 180 daN
cauda. Quando o corpo se movimenta, os Curso útil máximo .............................. 110 mm
platôs cíclicos dos rotores se deslocam. O Pressão de abertura da válvula
piloto atua pela alavanca de entrada que by-pass  ..........................................  14 bar
Pressão de fechamento da válvula
comanda a válvula seletora do atuador.
by-pass  ..........................................  6 bar

1. Braço de adaptação - Fixa-se no platô cíclico ou na


haste de comando do rotor de cauda
2. Válvula bypass
3. Corpo do servocomando (parte móvel)
4. Válvula seletora tipo gaveta de distribuição
5. Pino de travamento
6. Alavanca de comando da válvula tipo gaveta
7. Alavanca de entrada (conectada ao comando do piloto)
8. Haste de comando do piloto
9. Haste do pistão (ponto de fixação do servocomando)
10. Batente mecânico da alavanca de entrada

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.14
THM 350 B3 T1

10.2.1. SERVOCOMANDO GOODRICH (Continuação)

(2) Funcionamento
COMANDO DO PILOTO IMÓVEL DISTENSÃO DO SERVOCOMANDO

- Alavanca de entrada está centrada em A alavanca de entrada se desloca no


relação a seus batentes. sentido de distensão. A válvula seletora
- A válvula seletora encontra-se em posição abre a câmara A para o fluxo de
neutra (J1 = J2). pressão. A câmara B é conectada a
- O servocomando está em linha de retorno: DISTENSÃO do
equilíbrio (imóvel). servocomando enquanto durar a ação
do piloto.
Quando o piloto parar
de agir: retorno da
válvula seletora ao
zero hidráulico.

RETRAÇÃO DO SERVOCOMANDO PERDA DE PRESSÃO HIDRÁULICA

A alavanca de entrada se desloca no Quando a pressão hidráulica se torna


sentido da compressão. A válvula inferior à força da mola do by-pass, o
seletora deixa o fluído sair da câmara A pino trava do by-pass é empurrado
e coloca a câmara B em pressão: para baixo, colocando em
RETRAÇÃO do servocomando. Quando intercomunicação as câmaras A e B
o piloto parar de agir: retorno da válvula através da câmara de passagem.
seletora ao zero hidráulico. Assim, a alavanca de entrada é
travada e o piloto aciona
mecanicamente
o servocomando.

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.15
THM 350 B3 T1

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 10.16