Você está na página 1de 5

TRECHO 3 - SÃO BENEDITO - CIDADE DE GOIÁS da Igreja Nossa Senhora do Pilar de Ouro Fino.

ora do Pilar de Ouro Fino. Atrás do Cruzeiro, dedicada a São João Batista. A igreja está situada a cerca de 6 km
alguns restos de taipa de pilão, revelam o local onde se encontrava da Cidade de Goiás, na rota da antiga “Estrada do Nascente”, via
a Igreja, com sua torre sineira e a esquerda, o cemitério com oficial entre São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e o Estado de
7.2.8 SUBTRECHO VIII - CALCILÂNDIA – CIDADE DE GOIÁS
algumas lápides e outro mastro de um cruzeiro. Goiás, estendendo-se até Cuiabá. Sua fachada tem características
do período colonial, possui planta bastante simples, com nave
Extensão - 36.1 Km
O Arraial de Ouro Fino desenvolveu-se igual aos outros arraiais central e dois corpos laterais. No interior, além do altar-mor,
da região de Goiás. Localizado acima do Rio Vermelho, "[...] numa encontram-se, ao lado do arco-cruzeiro, dois altares laterais. Sobre
Neste trecho o caminhante segue em direção a sua meta final,
elevação, e defronta uns morros baixos que têm denominação geral a porta da entrada está o coro, iluminado por duas janelas com
que se realizará na chegada à Casa de Cora Coralina, em local
de Morro do Sol e ficam do outro lado do rio" (POHL, 1976). balcão balaustrado, que fazem a composição da fachada.
emblemático da Cidade de Goiás, entre as ruas de pedras e o Rio
Vermelho. Este será um momento de grande emoção, não só pela
Bastante ventilado, o local era servido de água de novembro a Na área da Igreja, durante sua revitalização, foi construído um
chegada, mas pelo fato de o visitante vislumbrar uma das Cidades
julho pelo Córrego Praia. Um pouco mais afastado, corria também o local coberto para descanso, com bancos e sanitários públicos, que
Históricas mais bonitas e mais bem conservadas do Brasil. O
Córrego Castelhano. Ambos com água potável de excelente podem servir de exemplo para outras intervenções no Caminho.
caminhante não entrará pela periferia, como normalmente
qualidade possuíam a água mais fria e levemente ferruginosa. Seus
acontece na chegada de qualquer cidade. Neste caso, ele já sairá
assentamentos oriundos em função das lavras de ouro, ao que
da Estrada Real praticamente no Centro Histórico da Cidade de
consta na História do Estado de Goiás, se deu pelo interesse das
Goiás. A sensação de estar vivenciando parte importante da história
pessoas que para lá se deslocaram em busca exclusiva do ouro.
se realiza plenamente.
Não se tem registros do número de habitantes de Ouro Fino
Na realidade, muito antes de chegar à Cidade de Goiás a
durante o século XVIII. O historiador Paulo Bertran (2004) cita que,
caminhada é entremeada por trilhas e monumentos históricos
em 1783, o Arraial de Ouro Fino contava com cerca de 15 tabernas
significativos. O caminhante vai começar passando pelas
(estabelecimentos comerciais) e 4 lojas de fazendas. Em 1845, foi
impressionantes Ruínas de Ouro Fino, pela histórica Igreja de São
elevado à categoria de Distrito da Cidade Goiás.
João Batista, no antigo Arraial do Ferreiro, até culminar com os
caminhos de pedra da antiga Estrada Real, que desemboca na
Cidade de Goiás como se fosse um rio de pedras e história correndo
Com o declínio das atividades auríferas e com o esgotamento de 73
ouro nas jazidas, houve uma evasão dos arraiais em função da
na direção dos casarios coloniais e de construções de séculos, de
busca por novas atividades econômicas. As fazendas começaram a
lendas, mitos e das belas poesias de Cora Coralina.
ser demarcadas e foram iniciadas as atividades agropecuárias já no
início do século XIX (Chaim,1983). Este fenômeno ocorreu também
Ao longo deste trecho predomina uma região serrana, com
na região do Arraial de Ouro Fino, e este patrimônio foi
elevações que superam os 1000 metros de altitude, que se
completamente abandonado.
sobressaem à direita do Caminho de Cora Coralina. A Serra de São Imagem 204: Ruínas de Ouro Fino
Fonte: Bernardo Monteiro
Pedro, por exemplo, com seus 1047 metros de altitude é uma vista
O que se propõe nesta área, para uma melhor visualização do
que toma conta do horizonte.
cenário, é uma limpeza geral da mata que tomou conta das ruínas,
preservando a vegetação existente e retirando-se o excedente.
Durante 22 km o Caminho segue por um relevo pouco
Esta limpeza deve ser feita de forma bastante cuidadosa, para não
acidentado, cruzando a parte mais baixa da Serra Dourada na
comprometer as características do patrimônio local. Deverão ser
altura das Ruínas de Ouro Fino. Neste percurso o caminhante irá
colocadas, também, placas informativas contendo a história do
passar por vários empreendimentos rurais, dentre os quais se
Arraial e as principais características e funções a que se
destaca o Hotel Fazenda Bom Jesus, na beira de um bonito
destinavam cada construção.
córrego, que pode ser considerado um bom ponto de apoio para
pouso e alimentação, a 26 km antes de chegar à Cidade de Goiás.
A região percorrida a partir de Ouro Fino segue por uma trilha
mais sinuosa, cercada de paisagens muito bonitas, tendo à
As poucas ruínas de Ouro Fino que persistem até hoje se situam
esquerda a pomposa Serra de São Francisco, passando pela Igreja
a aproximadamente 18 quilômetros a leste da Cidade de Goiás.
do Ferreiro, recentemente recuperada pelo Instituto do Patrimônio
Histórico Nacional-IPHAN. A igreja, dedicada a São João Batista
Na rodovia GO-164, a leste, após a entrada do antigo Arraial do
leva o nome do santo e é hoje o único edifício remanescente do
Ferreiro, em direção à Pedreira de São Sebastião, logo após a
Arraial do Ferreiro, sobre o qual restam poucos registros, devido às
“ponte do vai-vem”, avista-se, da curva da estrada, um Cruzeiro
fontes serem muito escassas. Cunha Mattos afirma, no entanto, Imagem 205: Visão ampliada das Ruínas de Ouro Fino
perdido no centro de um descampado, que marcava o antigo Largo Fonte: Bernardo Monteiro
que em 1824, existiam 105 casas já em ruínas e uma capela

Caminho de
Cora Coralina
Após passar pela região do Arraial do Ferreiro, o caminhante
chegará a Rodovia GO-164. Por essa rodovia seguirá por menos de
1 km, dobrando à direita logo em seguida na direção dos caminhos
de pedra, que ainda existem nos dias atuais e que são os resquícios
da antiga Estrada Real. Por esta trilha histórica, seguirá
margeando o Rio Vermelho, até chegar à Cidade de Goiás. Do alto
da Estrada Real são vislumbradas magníficas vistas da antiga
cidade e de seus casarios, onde pelo menos um mirante deverá ser
implantado para permitir ao caminhante desfrutar deste
maravilhoso visual.

Do mirante da Estrada Real o caminhante poderá contemplar a


cidade e a Serra Dourada. Esta vista emocionante anuncia a
chegada à meta final do Caminho de Cora Coralina. Logo em
seguida, chegará à casa da poetisa, ao lado do Rio Vermelho. Imagem 209: Parte mais elevada da Estrada Real
Fonte: Bernardo Monteiro

74

Imagem 206: Igreja de São João Batista, no Arraial do Ferreiro Imagem 210: Estrada Real com vista ao fundo da Rodovia GO-164
Fonte: Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro

Imagem 207: Trechos da Trilha Mágica do Caminho de Cora Coralina Imagem 208: Estrada Real, Caminho do Ouro Imagem 211: Vista do Mirante da Estrada Real
Fonte: Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro

Caminho de
Cora Coralina
CIDADE DE GOIÁS

A Cidade de Goiás foi a antiga capital do Estado de Goiás.


Fundada em 1727, seu nome é uma homenagem aos antigos
habitantes, os índios goyazes. A Cidade de Goiás constitui um
magnífico cenário do Brasil Oitocentista, com patrimônio
arquitetônico característico do barroco-colonial ainda bastante
preservado. Está situada dentro de um cenário topográfico
singularmente bonito, parte de um vale cercado por morros com
várias tonalidades de verde.

Construída aos pés da Serra Dourada, acabou sendo envolvida


por seus contrafortes. Com suas escarpas, formações de arenito e
campos altos, a serra tem relevante valor ecológico, devido à fauna
e flora ali existentes. Lá estão árvores como o papiro e a arnica, por
Imagem 213: Casa de Cora Coralina - Meta do Caminho Imagem 215: Casario da Cidade de Goiás no Centro Histórico
exemplo, e as veredas de onde nascem os importantes rios da Fonte: Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro
região.

75

Imagem 212: Fotomontagem da Estrada Real na chegada a Cidade de Goiás Imagem 214: Casa de Cora Coralina e a famosa ponte que cruza o Rio Vermelho
Fonte: Própria. Foto Base Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro

Caminho de
Cora Coralina
O Município de Goiás é cortado pelo rio dos poemas de Cora
Coralina, o Rio Vermelho, afluente do Rio Araguaia. É um dos rios
que compõem a Bacia do Tocantins-Araguaia. Goiás se localiza em
terreno bastante acidentado onde se destacam, além da Serra
Dourada, os Morros de São Francisco, Canta Galo e das Lages.

O município possui diversas áreas a serem preservadas com


praias, cachoeiras e riachos. Podem ser destacados vários
balneários, como o Balneário Cachoeira Grande, o da Cachoeirinha
do Rio Uvá, o de Santo Antônio, o da Cachoeira das Andorinhas, o
da Cachoeira Sota, o de Furna no Morro da Bandeirinha, o do Morro
do Cruzeiro, o do Poço do Sucuri e o do Rio Bacalhau da Barreira.
Devem ser ainda citados o Parque da Carioca , a Área de Proteção
Ambiental da Serra Dourada, a Área de Proteção Ambiental da
Cidade de Goiás – ARIE Águas de São João e a Reserva Biológica
Imagem 216: Ponte sobre o Rio Vermelho - Chegada a Casa de Cora Coralina da UFG.
Fonte: Bernardo Monteiro

Os casarões, capelas e igrejas, que podem ser vistos por todos os


lados, revelam os anos em que a cidade viveu o auge da exploração
do ouro. A história de Goiás Velho, que se confunde com a própria
história do Estado de Goiás, bem como algumas mostras de sua
riqueza, talhadas em ouro nos séculos passados, estão
preservadas em locais como o Museu das Bandeiras, construído
em 1761, o Colégio Sant'Ana, fundado em 1879 pelas irmãs
dominicanas, a igreja Nossa Senhora d'Abadia, que foi erguida 76
pelos escravos em 1790, a Casa da Fundição, datada de 1752,
onde se fundia o ouro extraído das minas e a Igreja da Boa Morte,
atual Museu de Artes Sacras, construída em 1779, museu que
possui acervo formado por peças de origem portuguesa dos
Séculos XVIII e XIX e uma série de estátuas de madeira, de autoria
de José Joaquim da Veiga Valle, um dos mais importantes
escultores brasileiros de artes sacras.
Imagem 217: Praça do Coreto na Cidade de Goiás - Imagem noturna
Fonte: Bernardo Monteiro A cidade possui tantos monumentos, que é impossível citar todos.
Mas vale destacar também o Chafariz de Cauda, bela e imponente
edificação construída em 1778, fonte de desenho barroco, um dos
cartões postais da cidade. O chafariz não tinha importância única e
exclusivamente funcional, ou seja, levar água para grande parte da
população de Goiás Velho. Tinha a função cultural de ponto de
encontro tradicional da cidade. Vale ainda citar o Palácio Conde dos
Arcos, antiga sede do governo na província, que possui um grande
acervo de peças dos Séculos XVIII, XIX e XX.

Imagem 218: Largo da Igreja do Rosário na Cidade de Goiás Imagem 219: Conjunto Arquitetônico no Centro Histórico da Cidade de Goiás
Fonte: Bernardo Monteiro Fonte: Bernardo Monteiro

Caminho de
Cora Coralina
GEOREFERENCIAMENTO DE PONTOS RELEVANTES AO
LONGO DO CAMINHO DE CORA CORALINA (UTM)

Subtrecho VIII - Calcilândia - Cidade de Goiás


ĜÍ Ï km Descrição Latitude E Longitude S
253 22,7 Praça Calcilândia 616535 8241911
277 2,35 Deflexão à esquerda 614406 8241294
276 2,55 Deflexão à direita 614593 8240431
257 6,20 Segue pela esquerda 612614 8239223
258 7,18 Deflexão à direita 611728 8238897
275 8,03 Fazenda do David 610960 8238622
274 10,60 Hotel fazenda Bom Jesus 609478 8237201
272 11,40 Deflexão à direita (Fuga 1 Tr 7 ‐ BR 070) 608925 8236589
399 12,70 Porteira fazenda seu Maroece 607839 8236654
397 13,70 Córrego Vendinha 607041 8236217
398 13,90 Fim da trilha a pé – segue pela direita 606898 8236154
393 14,50 Deflexão à esquerda 606324 8236260
391 15,30 Porteira 605748 8235898
390 17,40 Fazenda Alvorada 604656 8234980
266 18,5 Estrada para Ouro Fino – deflexão à direita 603753 8235538
174 19,80 Deflexão à direita 603260 8236692
177 20,60 Arraial de Ouro Fino 603440 8237511
178 21,30 Deflexão à esquerda 603388 8238181
179 22,60 Acesso a Pedreira de São Sebastião 602826 8239136 77
180 23,60 Ponto p/ mirante c/ vista p/ nascente do rio Vermelho 602252 8239694
181 27,40 Córrego Digo Digo 598737 8240405
182 30,30 Arraial do Ferreiro 596080 8240560
183 32,90 GO 164 – asfalto – deflexão à esquerda 593580 8240625
184 33,70 Sai do asfalto p/ Estrada Real – deflexão à direita 593305 8239815
185 35,20 Passarela sobre Rio Vermelho 592020 8239018
Imagem 220: Mapa e Altimetria 186 36,10 Casa de Cora Coralina 592049 8238346
Fonte: Google Earth (Marcação Bismarque Villa Real)
Obs: A leitura da altimetria deverá ser feita de forma invertida. Fuga 1 Tr 7 ‐ BR 070 (9,37 km) 611772 8229956
Tabela 14: Pontos Georeferenciados
Fonte: Bismarque Villa Real (Equipamento GPS Garmin)

Caminho de
Cora Coralina