Você está na página 1de 4

Resolução Comentada

UNIFENAS - 1ª fase-2014

01 - (UNIFENAS - 2014) Uma pessoa com problema de hipermetropia começa a


enxergar perfeitamente os objetos a partir de 1 metro. Qual é o grau da lente que ela
deverá utilizar?
a) 5.
b) 4.
c) 3.
d) 2.
e) 1.

Resposta: C
Resolução:
Sabemos que:
1 1 1 1
𝐶= − ′= − → 𝐶 =4−1
0,25 𝑃 0,25 1
𝐶 = 3 𝑑𝑖

02 - (UNIFENAS - 2014) Quantos são os algarismos significativos em cada caso,


respectivamente?
• 0,0130;
• 2,30.10-7 g;
• 1,00030 Kg;
• 32993000;
• 30071969.
a) 0 – 3 – 6 – 0 e 0;
b) 3 – 3 – 6 – 8 e 8;
c) 2 – 2 – 2 – 5 e 6;
d) 0 – 2 – 0 – 5 e 8;
e) 3– 3 – 6 – 0 e 0;

Respostas: B
Resolução:
• 0,0130 = 3 números significativos
• 2,30.10-7 g = 3 números significativos
• 1,00030 Kg = 6 números significativos
• 32993000 = 8 números significativos
• 30071969 = 8 números significativos

03 - (UNIFENAS - 2014) Uma partícula é lançada, verticalmente para cima, com uma
velocidade inicial de módulo 36 km/h, de um prédio de 100m de altura. Qual é o
intervalo de tempo de duração do voo da partícula até o solo? Sabe-se que o módulo da
aceleração da gravidade é igual a 10 m/s². Despreze os atritos.
a) 3,55s.
b) 2,5s.
c) 1,7 s.
d) 4 s.
e) 5,55 s.

Resposta: E
Resolução:
I - lançamento da partícula (altura que subiu):
Sabemos que: 𝑣0 = 36𝑘𝑚/ℎ = 10𝑚/𝑠 , 𝑔 = 10𝑚/𝑠² e na altura máxima velocidade é
nula (v = 0).
Então temos que:
𝑣 2 = 𝑣02 + 2. 𝑔. ℎ → 0 = 102 + 2. (10). ℎ
100 = 20. ℎ → ℎ = 5 𝑚

II - O tempo gasto para a subida de 5 m, é dado por:


𝑣 = 𝑣0 + 𝑔. 𝑡 → 0 = 10 + 10. 𝑡
𝑡 = 1𝑠

III - A altura total de descida da pedra é dada pela altura do prédio e altura de subida da
pedra, sendo assim:
H = 100 + 5 = 105 m

IV - O tempo gasto de descida para a altura de 100 m é dado por:


(lembrete: na altura máxima a velocidade da partícula é nula, então para o movimento de
descida a velocida inicial é 0)
1 1 1
𝑦 = 𝑦0 + 𝑣0 . 𝑡 + . 𝑔. 𝑡² → ℎ = . 𝑔. 𝑡² → 105 = . (10). 𝑡²
2 2 2
105
= 𝑡² → 𝑡 ≅ 4,58 𝑠
5
V - O tempo total gasto pela partícula até atingir o solo é dada por:
∆𝑡 = 1 + 4,58 = 5,58 𝑠

04 - (UNIFENAS - 2014) Três capacitores idênticos estão associados em série. Suas


capacitâncias são iguais a 6.10-6 F. A associação está submetida a uma tensão de 100 V.
Qual é a carga equivalente do conjunto?
a) 6.10-6 Coulombs.
b) 5.10-5 Coulombs.
c) 4.10-4 Coulombs.
d) 3.10-5 Coulombs.
e) 2.10-4 Coulombs.

Resposta: E
Resolução:
Para capacitores em série, calcula-se a capacitância equivalente por:
1 1 1 1 3
= + + =
𝐶𝑒𝑞 𝐶 𝐶 𝐶 𝐶
𝐶 6 × 10−6
𝐶𝑒𝑞 = =
3 3
𝐶𝑒𝑞 = 2 × 10−6 𝐹
Para se calcular a carga equivalente, lembra-se que:
𝑄𝑒𝑞 𝑄𝑒𝑞
𝐶𝑒𝑞 = → 2 × 10−6 =
𝑉 100
𝑄𝑒𝑞 = 2 × 10−4 𝐶

05 - (UNIFENAS - 2014) Com relação aos processos de eletrização, pedem-se os sinais


finais das cargas obtidas pelos processos de atrito, contato e indução, respectivamente.
a) iguais, iguais e diferentes.
b) opostos, iguais e opostos.
c) opostos, opostos e opostos.
d) iguais, iguais e iguais.
e) iguais, opostos e iguais.

Resposta: B
Resolução:
I - No processo de eletrização por atrito um corpo neutro e um eletrizado ao serem
atritados se atraem, logo a carga entre os corpos são opostas.
II - No processo de eletrização por contato, entre um corpo neutro e um eletrizado, ao
serem colocados em contato, as cargas do corpo eletrizado são transferidas para o corpo
neutro, logo ambos os corpos possuem cargas iguais, ao final.
III - No processo de eletrização por indução, quando sofrem indução os corpos se atraem
logo as cargas são opostas.

06 - (UNIFENAS - 2014) Dois corpos movendo-se em sentidos contrários sofrem uma


colisão perfeitamente inelástica. As massas dos corpos são: 100 Kg e 70 Kg, com
velocidades em módulos iguais a 10 m/s e 40 Km/h, respectivamente. Encontre o
coeficiente de restituição de tal colisão.
a) e = 1.
b) e = 0,7.
c) e = 0,5.
d) e = 0.
e) e = 0,1.

Resposta: D
Resolução:
Para determinar o coeficiente de restituição utiliza-se:
𝑣𝑎𝑓 𝑣𝑓𝑏 − 𝑣𝑓𝑎
𝑒= =
𝑣𝑎𝑝 𝑣𝑖𝑎 − 𝑣𝑖𝑏
Sabe-se que em uma colisão perfeitamente inelástica:
𝑣𝑓𝑏 = 𝑣𝑓𝑎
Logo,
𝑣𝑓𝑏 − 𝑣𝑓𝑏
𝑒= =0
𝑣𝑖𝑎 − 𝑣𝑖𝑏