Você está na página 1de 3

1º FORMULÁRIO de OERAÇÕES UNITÁRIAS II Ou

Diâmetro dos tambores: 𝐶 = 0,825. 𝑆. 𝜌. 𝑉

Dp = 𝑘. 𝑛 Cálculo da largura

LARGURA DA CORREIA - CORRELAÇÃO DE Liddel 2


ℎ 7,575. 𝐶
𝑙 = √3,063. ( ) +
. tan 0,4. 𝛼 𝜌. 𝑉. . tan 0,4. 𝛼
500. 𝐶 1,75. ℎ
l=√ −
𝐾. 𝑉. 𝜌 . tan 0,4. 𝛼

ÀREA DA SECÇÃO TRANSVERSAL Potência Consumida na horizontal

A. V. ρ 𝐹. 𝑉
𝐶= 𝑃=
151 4556

CAPACIDADE NOMINAL Potência Consumida para transportador inclinado

30 𝐹. 𝑉 𝐶. 𝐻
𝐶𝑁 = 𝑃= +
𝑉 4556 300
Ou
C Transportador de Caçamba
𝐶𝑖 =
𝑘
0,8
𝐶𝑁 = 𝐶.
30 𝜌
𝐶𝑁 = 𝐶𝑖 .
𝑉
Potência Consumida para Transportador Helicoidal
POTÊNCIA ADICIONAL PARA ELEVAR MATERIAL comum

3,28. 𝐶. 𝐻 C. H
𝑃= 𝑃=
1000 152

Expressão da FIG.IV-7, válida para L até 500 m, C até Potência para Transportador Helicoidal inclinado
1000 t/h e l entre 14” e 60”
L. F H
𝑉 𝑐 𝑃 = 𝐶. ( + )
273 152
𝑃= 𝑝1 + 𝑝2 + 𝐻. 𝑝3 Dimensões
100 100
Sendo: Capacidade mássica

p1, p2 e p3 extraídos da Figura IV-7 0,0035. 𝑙. 𝑤 2 . 𝑉. 𝜌


𝐶=
𝑑
ou Capacidade volumétrica
𝑙1,405 𝑙1,169
𝑝1 = + .𝐿 0,0035. 𝑙. 𝑤 2 . 𝑉
76 1642 𝑄=
𝑑
𝐿 Largura = w, considerar l = d e substituir em C, tem-
𝑝2 = 0,448 + se:
100
𝐶 𝑄
𝐶 w = 16,9. √ = 16,9. √
𝑝3 = 𝑉. 𝜌 𝑉
304,80

POTÊNCIA CONSUMIDA – TABELA FAÇO Outra relação geométrica conveniente – adotar:


l = 2.w
𝐶
𝑃 = 𝑉. (𝑝1′ + 𝑝4′ ) + (𝑝′ + 𝑝3′ ) Dispositivos carregadores – 1º Roteiro
100 2

EXPRESSÃO DE LIDDEL PARA POTÊNCIA Calcular sem uso do ábaco:

(0,0003. 𝑙2 . 𝑉 + 0,08. 𝐶). 𝐿 + 𝐶. 𝐻 Velocidade de transporte: 𝑉 = 37. √𝜌


𝑃=
300
𝜌
Veloc de transp. na horizontal: 𝑉ℎ = 8,45. . 𝐷𝑝0,4
Esteira 𝜌+1
0,8 60
𝐶𝑁 = 𝐶. . Veloc. de transp. na vertical 𝑉𝑉 = 1,07. 𝐷𝑝0,2 . 𝑉ℎ
𝜌 𝑉
Vazão e concentração de sólido

V. 𝐷2 .
𝑄=
1,27𝑥106

Relação de sólidos
C
𝑋=
4,29. 𝑄
Na região laminar (Re  10): Npo = K / Re
Potência do soprador L

Na região de turbulência: Npo = K .


131,5. Q. ∆P T
𝑃=

• Número de defletores = 4
• D = 1 , Hi = 1, H = 1, wb = 1
Potência do soprador
T 3 D T D 10
• wb = 0,2 e L = 0,25 para turbinas
𝑃 = 188. Q. ∆P
D D
• wb = 0,25 para pás
Para Q em CFM e ∆P em psi
D
Q. ∆P • wb = 0,2 - 0,25 para hélices
𝑃= D
229,2. 
Em que:
w = altura das pás do impulsor
Dispositivos carregadores – 2º Roteiro
L= largura das pás do impulsor
Velocidade de transporte:
𝑉 = 4,11. 3√𝜌. √𝐷𝑝 + 23,4√𝜌
Número de bombeamento (NBO): NBO = Q/(ND3)
√𝐶
Diâmetro: 𝐷= 3016. 𝑉 0,98
Número de Froude (NFr): NBO = (N2D)/g

Perda de carga total: Número de Mistura (NB): NBO = (N.)

𝐿𝑡 = 𝐿ℎ + 2. 𝐿𝑉 + 𝐿𝑒 Número de Potência (Np): Np = P/(.N3.D5)

Cálculo da vazão
Número de Reynolds (NRe): NRe = D2.N./
π. 𝐷2 .
𝑄=
4
Relação de sólidos

C
𝑋=
4,29. 𝑄

∆𝑃𝑒 = 𝑥, (𝑣𝑒𝑟 𝑇𝑎𝑏𝑒𝑙𝑎 𝐼𝑉 − 21, 𝐺𝑜𝑚𝑖𝑑𝑒

Perda de carga total

𝑉1,8
∆𝑃𝑡 = [1,68. 𝐿𝑡 (𝑋 + 3,5) + 0,138. 𝜑. 𝑋. 𝑉 2
𝐷1,22 Fluidos não Newtonianos
+ ∆𝑃𝑒 ] . 10−4
Potência requerida

𝑃 = 131,51. 𝑄. ∆𝑃
Obs: Quando se trata de sistema direto prever 25% a
mais.

Caso o ventilador tenha um rendimento,

𝑃
𝐵𝐻𝑃 =

AGITADORES
Potência / Volume 2 – Potência / Volume = constante

Correção para mais de um agitador

Correção quando o tanque e o impulsor tem


medidas diferentes

Sistema gaseificado

Ampliação de escala –
3 – Igualdade na velocidade periférica do agitador
Semelhanças geométricas

Regime Laminar – Npo = f(Re); Re < 300 – Re1 = Re2

Regime Turbulento – NPo1 = NPo2