Você está na página 1de 245

Solar 470LC-V

Solar 500LC-V
Manual de Operação e Manutenção
022-00022PT(BR)
Número de Série 1001 e Superiores
Junho de 2010

A DOOSAN reserva-se o direito de melhorar os seus produtos no âmbito de um processo contínuo, visando
oferecer o melhor produto possível ao mercado. Essas melhorias podem ser implementadas a qualquer
momento, não tendo a empresa nenhuma obrigação no que se refere à substituição dos materiais nos
produtos anteriormente vendidos. Recomenda-se que os consumidores entrem em contato periodicamente
com seus distribuidores locais para obter a documentação mais atualizada referente aos equipamentos
adquiridos.

Esta documentação poderá incluir informações relativas a acessórios e equipamentos opcionais que não
estám disponíveis na versão da sua máquina. Entre em contato com seu distribuidor local sempre que
desejar adquirir quaisquer itens adicionais.

As ilustrações usadas ao longo deste manual de instruções servem apenas como representação do
equipamento efetivo, podendo diferir do item efetivo.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção Copyright Doosan 2010


ÍNDICE
SEGURANÇA ..........................................................................................................1-1
PARA O OPERADOR DA ESCAVADEIRA DOOSAN......................................................... 1-1
LOCALIZAÇÃO DAS ETIQUETAS DE SEGURANÇA ........................................................ 1-4
RESUMO DAS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA PARA LEVANTAMENTO NO MODO DE
ESCAVAÇÃO..................................................................................................................... 1-12
MODIFICAÇÕES NÃO AUTORIZADAS ............................................................................ 1-13
INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE SITUAÇÕES PERIGOSAS ........................................ 1-13
ANTES DE LIGAR O MOTOR ........................................................................................... 1-21
OPERAÇÕES COM A MÁQUINA...................................................................................... 1-24
MANUTENÇÃO.................................................................................................................. 1-29
BATERIA............................................................................................................................ 1-37
REBOQUE ......................................................................................................................... 1-39
EXPEDIÇÃO E TRANSPORTE ......................................................................................... 1-40
TABELAS DE CAPACIDADES NOMINAIS DE LEVANTAMENTO DA ESCAVADEIRA... 1-41

CONTROLES DE OPERAÇÃO ...............................................................................2-1


LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES .............................................................................. 2-2
ÁREA DO OPERADOR ....................................................................................................... 2-6
PAINÉIS E CONTROLES OPERACIONAIS........................................................................ 2-7
PAINEL DE INSTRUMENTOS........................................................................................... 2-16
MEDIDOR MULTIFUNÇÕES E ÁREA DE INFORMAÇÕES DE GRÁFICOS ................... 2-21
BOTÕES SELETORES DE MODO ................................................................................... 2-25
MÉTODO DE PROGRAMAÇÃO PARA MENU PRINCIPAL ............................................. 2-28
PAINEL DE CONTROLE DO AQUECEDOR E AR CONDICIONADO .............................. 2-32
ESTÉREO .......................................................................................................................... 2-37
CAIXAS DE FUSÍVEIS....................................................................................................... 2-44
DISPOSITIVOS ELÉTRICOS DIVERSOS......................................................................... 2-45
AJUSTE DO ASSENTO..................................................................................................... 2-47
CINTO DE SEGURANÇA .................................................................................................. 2-49
TETO SOLAR .................................................................................................................... 2-50
JANELAS DIANTEIRAS..................................................................................................... 2-51

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ÍNDICE I


TRINCO LATERAL DA PORTA ......................................................................................... 2-54
PORTAS E TAMPAS DE ACESSO DIVERSAS ................................................................ 2-55
COMPARTIMENTOS DE ARMAZENAMENTO NA CABINE ............................................ 2-56
CINZEIRO .......................................................................................................................... 2-56
DISPOSITIVO PARA QUEBRAR O VIDRO EM CASO DE EMERGÊNCIA...................... 2-57

OPERAÇÃO.............................................................................................................3-1
OPERAÇÃO DE UMA ESCAVADEIRA NOVA .................................................................... 3-1
PARTIDA E PARADA DO MOTOR...................................................................................... 3-2
ALAVANCA DE SEGURANÇA .......................................................................................... 3-14
DESLOCAMENTO ............................................................................................................. 3-15
INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO ........................................................................................ 3-20
PRECAUÇÕES DURANTE A OPERAÇÃO....................................................................... 3-25
ESTACIONAR A MÁQUINA............................................................................................... 3-30
PROCEDIMENTOS DE REBOQUE .................................................................................. 3-31
BRITADEIRA HIDRÁULICA............................................................................................... 3-32
TÉCNICAS DE OPERAÇÃO.............................................................................................. 3-36
OPERAÇÕES EM CONDIÇÕES ANORMAIS ................................................................... 3-38

INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES..............................................................4-1


TRABALHOS PRELIMINARES DE PREPARAÇÃO DA MÁQUINA PARA MANUTENÇÃO..... 4-3
TABELA DE LUBRIFICANTES RECOMENDADOS............................................................ 4-5
CAPACIDADES DE FLUIDOS............................................................................................. 4-7
GRÁFICO DE LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO ............................................................. 4-7
INTERVALOS DE MANUTENÇÃO.................................................................................... 4-10
A CADA 10 HORAS / DIARIAMENTE ............................................................................... 4-12
A CADA 50 HORAS / SEMANALMENTE .......................................................................... 4-22
A CADA 250 HORAS / MENSALMENTE........................................................................... 4-26
A CADA 500 HORAS DE OPERAÇÃO / TRIMESTRALMENTE ....................................... 4-31
A CADA 1.000 HORAS DE OPERAÇÃO / SEMESTRALMENTE ..................................... 4-39
A CADA 2.000 HORAS DE OPERAÇÃO / ANUALMENTE ............................................... 4-45
A CADA 4.000 HORAS DE OPERAÇÃO / CADA DOIS ANOS......................................... 4-48
A CADA 12.000 HORAS DE OPERAÇÃO / CADA SEIS ANOS ....................................... 4-49

II ÍNDICE 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SANGRIA E ESCORVA DO SISTEMA HIDRÁULICO....................................................... 4-50
MANUSEIO DO ACUMULADOR ....................................................................................... 4-52
BOMBA DE TRANSFERÊNCIA DE COMBUSTÍVEL (OPCIONAL) .................................. 4-53
SISTEMA ELÉTRICO ........................................................................................................ 4-55
SISTEMA DE AR CONDICIONADO .................................................................................. 4-59
CAÇAMBA ......................................................................................................................... 4-60
PROCEDIMENTOS PARA FIXAÇÃO DA CAÇAMBA ATRAVÉS DE CUNHAS ............... 4-63
TENSÃO DAS ESTEIRAS ................................................................................................. 4-64
INSPEÇÃO DE PORCAS E PARAFUSOS........................................................................ 4-66
MANUTENÇÃO EM CONDIÇÕES ESPECIAIS ................................................................ 4-67
PARALISAÇÃO PROLONGADA ....................................................................................... 4-68

TRANSPORTE.........................................................................................................5-1
EXTENSÃO E RETRAÇÃO DAS ARMAÇÕES DA ESTEIRA ............................................. 5-1
CARGA E DESCARGA........................................................................................................ 5-4
LEVANTAMENTO COM ESLINGA...................................................................................... 5-7

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS ............................................................................6-1


MOTOR................................................................................................................................ 6-1
SISTEMA HIDRÁULICO ...................................................................................................... 6-2
SISTEMA DE GIRO ............................................................................................................. 6-3
SISTEMA DE DESLOCAMENTO ........................................................................................ 6-4
SISTEMA ELÉTRICO .......................................................................................................... 6-4

ESPECIFICAÇÃO....................................................................................................7-1
SOLAR 470LC-V.................................................................................................................. 7-1
SOLAR 500LC-V.................................................................................................................. 7-5
PESO APROXIMADO DOS MATERIAIS DE CARGA......................................................... 7-8

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ÍNDICE III


SEGURANÇA

PARA O OPERADOR DA ESCAVADEIRA DOOSAN

PERIGO!
O uso inseguro da escavadeira poderá ocasionar ferimentos graves ou morte. Os procedimentos
operacionais, de manutenção e as práticas referentes aos equipamentos ou os métodos de
transporte e deslocamento que não cumpram as precauções de segurança descritas nas páginas a
seguir poderão acarretar ferimentos graves, potencialmente fatais ou danos importantes à máquina
ou à propriedade circundante.

Respeite a importância de assumir a responsabilidade por sua própria segurança e a de outras pessoas que
possam ser afetadas por seus atos.

As informações de segurança constantes nas páginas a seguir estão organizadas nas seguintes seções:

1. “Localização das Etiquetas de Segurança” na página 1-4.

2. “Resumo das Precauções de Segurança para o Levantamento no Modo de Escavação” na página 1-12.

3. “Informações Gerais Sobre Situações Perigosas” na página 1-13.

4. “Antes de Ligar o Motor” na página 1-21.

5. “Manejo da Máquina” na página 1-24.

6. “Manutenção” na página 1-29.

7. ““Bateria” na página 1-37.

8. “Reboque” na página 1-39.

9. “Expedição e Transporte” na página 1-40.

10. “Tabelas de Capacidades de Levantamento Nominais da Escavadeira” na página 1-41.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-1


AVISO!
A operação e a manutenção inadequadas desta máquina podem ser perigosas e causar ferimentos
graves ou morte.
O operador e o pessoal da manutenção devem ler atentamente este manual antes de começar os
trabalhos de operação ou manutenção.
Guarde este manual no compartimento de armazenamento da cabine situado na parte posterior do
assento do operador e faça com que todo o pessoal que trabalha com a máquina leia o manual
periodicamente.
Algumas das atividades de operação e manutenção da máquina podem causar acidentes graves se
não forem feitas da maneira descrita neste manual.
Os procedimentos e as precauções descritos neste manual só se aplicam ao uso adequado da
máquina.
Se a máquina for usada para outro propósito que não esteja especificamente proibido, você deverá
ter certeza de que ele não constitui um risco para os outros. Em nenhum caso deverão ser feitas as
ações ou usos proibidos descritos neste manual.
A DOOSAN fornece máquinas que cumprem todos os regulamentos e normas do país aonde são
enviadas. Se esta máquina foi comprada em outro país, ou adquirida de alguém de outro país,
podem não estar presentes alguns dos dispositivos de segurança e/ou as especificações
correspondentes, necessárias para o uso da mesma em seu país. Se tiver alguma dúvida sobre a
compatibilidade do seu produto com os regulamentos e normas vigentes em seu país, consulte a
DOOSAN ou o seu distribuidor antes de operar a máquina.

1-2 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SÍMBOLO DE ALERTA DE SEGURANÇA
Esteja preparado - Aprenda Todas as Instruções de Operação e Segurança.
Este é o Símbolo de Alerta de Segurança. Sempre que aparecer neste manual ou nos sinais de
segurança da máquina, indicará um possível risco de acidentes. Portanto, sempre respeite as
precauções de segurança e cumpra os procedimentos recomendados.

FAMILIARIZE-SE COM AS PALAVRAS USADAS COM OS SÍMBOLOS DE ALERTA DE SEGURANÇA

As palavras: “ATENÇÃO”, “AVISO” e “PERIGO” que aparecem tanto neste manual como nas etiquetas de
segurança da máquina indicam o grau do perigo existente. Esses três graus implicam determinadas
precauções de segurança. Respeite estas medidas sempre que encontrar o “Triângulo” de Alerta de
Segurança, não importando quais palavras apareçam junto ao símbolo de “Ponto de Exclamação”.

ATENÇÃO!
Esta palavra usada nas etiquetas e nas mensagens de segurança indica uma situação
possivelmente perigosa que, se não for evitada, poderá causar pequenos ferimentos ou ferimentos
de pouca gravidade. É usada também para alertar o operador com relação a um procedimento
pouco seguro.

AVISO!
Esta palavra usada nas etiquetas e nas mensagens de segurança indica uma situação
possivelmente perigosa que, se não for evitada, poderá causar ferimentos graves ou morte. É
usada também para alertar o operador com relação a um procedimento perigoso e pouco seguro.

PERIGO!
Esta palavra, usada nas etiquetas e nas mensagens de segurança, indica uma situação de perigo
iminente que, se não for evitada, poderá causar ferimentos graves ou morte. É usada também para
alertar o operador com relação ao equipamento, que poderá explodir ou detonar caso seja tratado
ou manuseado sem o devido cuidado.

As precauções de segurança estão descritas na seção SEGURANÇA, na página 1-4 e seguintes.

A DOOSAN não pode prever todas as circunstâncias que possam envolver um possível risco durante o uso e
manutenção da máquina. Portanto, tanto as mensagens de segurança neste manual e na máquina podem
não incluir todas as precauções de segurança possíveis. Se forem feitas ações ou procedimentos que não
estejam recomendados ou permitidos especificamente neste manual, é preciso ter certeza de que essas
atividades podem ser feitas sem risco pessoal e sem danificar a máquina. Se tiver qualquer dúvida sobre a
segurança de algum procedimento, consulte o seu distribuidor DOOSAN.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-3


LOCALIZAÇÃO DAS ETIQUETAS DE SEGURANÇA

Figura 1

Há vários sinais de aviso nesta máquina. Nesta seção, analisa-se a localização exata dos riscos e a
descrição dos mesmos.

Familiarize-se com todos os sinais de aviso.

Certifique-se de que todos os sinais de aviso estejam legíveis. Limpe os sinais de aviso ou substitua se
estiverem ilegíveis. Substitua as ilustrações que estiverem apagadas. Limpe os sinais de aviso com tecido
umedecido em água e sabão. Não use solvente, gasolina ou qualquer outro produto químico agressivo para
limpar os sinais de segurança. Solventes, gasolina ou outros produtos químicos agressivos podem soltar o
adesivo que fixa o sinal de aviso. Se isso acontecer o sinal de aviso vai desprender e cair.

Substitua por um adesivo novo, aqueles que estejam danificados, ou faltando. Se havia um sinal de
segurança em uma peça que foi substituída, aplique um adesivo novo na peça de reposição.

1-4 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


1. AVISOS DE MANEJO, INSPEÇÃO E MANUTENÇÃO (190-00688, 190-00092).

AVISO
• EVITE MORTE OU FERIMENTOS GRAVES. - LEIA E
ENTENDA O MANUAL DE OPERAÇÕES E ETIQUETAS DE
SEGURANÇA antes de operar essa máquina.
• Nunca entre sob a máquina enquanto estiver levantada com
lança e braço.
• Toque a buzina para alertar as pessoas próximas antes de
operar e certifique-se de que todas as pessoas estejam longe
da área.
• Os controles podem ser mudados para acessórios e
preferência do operador. Experimente o padrão de controle
antes de operar.

2. AVISOS DE ALTA TENSÃO (190-00689, 190-00096).

PERIGO
Você pode sofrer FERIMENTOS
GRAVES OU MORRER
ELETROCUTADO se a máquina ou
acessórios não estiverem a uma distância
segura das linhas de transmissão.
Voltagem
Distância Segura
da linha
6,6 kv Pelo menos 3 m (10 ft)
66.6 kv Pelo menos 5m (16 ft)
275,0 kv Pelo menos 10m (33 ft)

3. AVISOS DE ABERTURA DE JANELA FRONTAL (190-00690, 190-00093)

AVISO
Ao subir a janela, tranque-a
no lugar com pinos de trava
em ambos os lados.

Uma janela que cai pode


causar ferimentos.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-5


4. AVISOS PARA UM CILINDRO COM ALTA
PRESSÃO (190-00122).

5. AVISOS AO AJUSTAR A TENSÃO DA ESTEIRA (2190-3386A, 190-00521).

AVISO
Ajuste e manuseio do tensor da esteira
• A mola no tensor da esteira tem grande força e a
pressão no cilindro é muito alta. Por isso, há a
possibilidade de acidentes que podem causar
ferimentos ao pessoal. É muito perigoso cometer erros
ao fazer tal ajuste ou desmonte.
• Certifique-se de que os procedimentos descritos no
Manual de Operação e Manutenção sejam lidos
cuidadosamente antes de ajustar a tensão da esteira.

1-6 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


6. AVISOS ANTES DE DEIXAR O ASSENTO DO OPERADOR (190-00693, 190-00094)

AVISO
Movimentos bruscos e inesperados da
máquina podem causar ferimentos graves ou
morte.
Ao sair do assento do operador sempre se
certifique de:
• Baixar o equipamento ao chão.
• Colocar a alavanca de segurança na
posição “LOCK” [TRAVADO].
• DESLIGAR ["OFF"] a chave de ignição.
Remover a chave de ignição.

7. AVISOS DE MANUTENÇÃO DAS BATERIAS (2190-2533A, 190-00100)

PERIGO
• Os vapores da bateria podem explodir. Mantenha faíscas e
chamas longe das baterias.
• Evite sempre guardar metais como ferramentas ou materiais
inflamáveis por perto ou sobre as baterias. O curto circuito de
baterias pode causar explosão ou incêndio.
• O ácido sulfúrico nas baterias é venenoso. É forte o bastante
para queimar a pele, abrir buracos nas roupas e causar
cegueira se respingar nos olhos.
Se respingar ácido em você:
1. Lave a pele com água.
2. Aplique bicarbonato de sódio ou cal para ajudar a
neutralizar o ácido.
3. Lave os olhos com água de 10 a 15 minutos. Procure
ajuda médica imediatamente.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-7


8. AVISOS DE ALTA TEMPERATURA DO ÓLEO HIDRÁULICO (190-00691, 190-00097)

AVISO
ÓLEO HIDRÁULICO
ÓLEO QUENTE PODE CAUSAR
FERIMENTOS OU CEGUEIRA
Para evitar que óleo quente esguiche:
• Desligue a máquina
• Aguarde que o óleo resfrie.
• Levante a tampa para aliviar a
pressão

9. AVISOS DE LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO QUENTE (190-00692, 190-00097)

AVISO
O LÍQUIDO ARREFECEDOR PODE
CAUSAR FERIMENTOS OU CEGUEIRA.
Nunca afrouxe ou abra a tampa do radiador
enquanto o líquido arrefecedor estiver
quente e sob pressão.
Para abrir a tampa, pare o motor, espere até
que o radiador esteja frio. Aí então afrouxe
vagarosamente a tampa para aliviar a
pressão.

10. AVISOS DE MANUSEIO DO ACUMULADOR (190-00703, 190-00099)

• Mantenha longe de
AVISO chamas.
• Não solde sobre o
acumulador ou fure-o.
PERIGO DE EXPLOSÃO

1-8 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


11. AVISOS DE PEÇAS GIRATÓRIAS (190-00694, 190-00095, 190-00557)

AVISO

Peças rotatórias podem causar


ferimentos.
Mantenha-se longe do ventilador
e da correia enquanto o motor
estiver funcionando. Pare o motor
antes de fazer manutenção.

12. ETIQUETA DE AVISO – USADA DURANTE INSPEÇÃO E MANUTENÇÃO (190-00695, 190-00098)

AVISO
NÃO OPERE
enquanto estiver fazendo
inspeção ou manutenção

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-9


13. AVISOS DE UMA SUPERFÍCIE QUENTE
(190-00648).

14. PRECAUÇÃO SOBRE O CAPÔ (190-00522)

15. FIQUE LONGE DA ÁREA DE GIRO (2190-3379, 190-00090).

PERIGO
FIQUE LONGE DA ÁREA DE
GIRO

1-10 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


16. AVISOS DE ACESSÓRIOS FRONTAIS (190-
00652).

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-11


RESUMO DAS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA PARA
LEVANTAMENTO NO MODO DE ESCAVAÇÃO

PERIGO!
O uso inseguro da escavadeira ao levantar cargas nominais, pode danificar seriamente a máquina,
causar lesões fatais ou grandes danos à máquina, ou à propriedade ao redor. Não permita que
alguém opere a máquina, a menos que tenha sido devidamente treinado e conheça as informações
contidas no Manual de Operação e Manutenção.

Para realizar levantamentos seguros com a máquina no Modo de Escavação, o operador e sua equipe de
trabalho devem levar em consideração os seguintes aspectos:

• Condição de sustentação do solo.


• Configuração da escavadeira e dos acessórios.
• Peso, altura e raio de levantamento.
• Amarração segura da carga.
• Manuseio adequado da carga suspensa.

Para manter a carga suspensa segura, é conveniente usar cabos de fixação presos em lados opostos, fixos
em pontos de controle existentes no solo.

AVISO!
Não enrole NUNCA um cabo de fixação ao redor das mãos ou do corpo.
NUNCA confie em cabos de fixação ou levante cargas nominais quando a velocidade do vento for
superior a 48,3 km/h (30 mph). Prepare-se adequadamente para resistir a rajadas de vento ao
trabalhar com cargas que tenham uma superfície grande.

Acione sempre o controle "Modo de Escavação" no painel de instrumentos antes de usar a máquina em
qualquer trabalho de levantamento.

AVISO!
Se desejar obter mais informações ou se tiver dúvidas sobre os procedimentos de operação
segura, ou sobre a forma de operar corretamente a escavadeira para uma aplicação específica ou
em condições específicas do seu próprio ambiente de trabalho, entre em contato com o seu
distribuidor local DOOSAN.

1-12 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


MODIFICAÇÕES NÃO AUTORIZADAS
Todas as modificações feitas sem a devida autorização ou aprovação por escrito da DOOSAN podem colocar
em risco a segurança da máquina e do operador, situação que é da inteira responsabilidade do proprietário
da máquina.

Por questão de segurança, substitua todas as peças OEM por peças originais ou aceitas pela DOOSAN. Por
exemplo, não reservar um tempo para substituir fixadores, parafusos ou porcas pelas peças de reposição
adequadas poderá levar a uma situação em que a segurança das instalações mais importantes fique
seriamente comprometida.

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE SITUAÇÕES


PERIGOSAS

REGRAS DE SEGURANÇA

Só pessoal treinado e autorizado pode operar a máquina e fazer as operações de manutenção pertinentes.

Cumpra todas as regras de segurança, precauções e instruções durante a operação ou manutenção da


máquina.

Não opere a máquina se não estiver bem de saúde, se estiver tomando medicamentos que provoquem
sonolência, se tiver consumido bebidas alcoólicas ou se estiver com problemas emocionais. Estes fatores
podem prejudicar sua capacidade de discernimento em caso de emergência e podem causar acidentes.

Ao trabalhar com outro operador ou com uma pessoa encarregada de controlar o tráfego no canteiro de
obras, certifique-se de que todo o pessoal conheça o tipo de trabalho que lhe foi atribuído e compreenda
todos os gestos e sinais que serão usados.

Sempre observe rigorosamente qualquer outra norma relacionada com a segurança.

DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA

Certifique-se de que todas as proteções e tampas estejam corretamente instaladas. Providencie o conserto
imediato ou substituição das proteções e tampas danificadas.

Certifique-se de compreender as instruções de uso dos dispositivos de segurança, tais como a alavanca de
segurança e o cinto de segurança e use-os corretamente.

Nunca remova nenhum dispositivo de segurança. Mantenha-os sempre em bom estado de uso.

Caso não use os dispositivos de segurança de acordo com as instruções descritas no Manual de Operação e
Manutenção, você poderá sofrer ferimentos graves.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-13


DENTRO DO COMPARTIMENTO DO OPERADOR

Antes de entrar no compartimento do operador, sempre limpe a lama e o óleo das solas dos sapatos. Se usar
o pedal de deslocamento com lama ou óleo grudado na sola do sapato, seu pé poderá escorregar e causar
um acidente grave.

Após usar o cinzeiro, certifique-se de que quaisquer fósforos ou cigarros tenham sido devidamente apagados
e certifique-se de fechar o cinzeiro. Se o cinzeiro for deixado aberto, há perigo de incêndio.

Não cole ventosas no vidro da janela. Elas agem como lentes e podem provocar um incêndio.

Não deixe isqueiros largados pelo compartimento do operador. Se a temperatura dentro do compartimento do
operador ficar alta, há perigo de o isqueiro explodir.

Não use celulares no compartimento do operador, ao dirigir ou operar a máquina. Pode ocorrer um acidente
inesperado.

Nunca coloque objetos perigosos na cabine do operador, como produtos inflamáveis ou explosivos.
Para maior segurança, não use o rádio nem os fones de ouvido enquanto estiver operando a máquina. Pode
ocorrer um acidente grave.

Não ponha a cabeça nem as mãos para fora da janela enquanto estiver operando a máquina.

Ao deixar o assento do operador, sempre bloqueie a alavanca de segurança deixando-a na posição “LOCK”
[TRAVADO]. Se tocar inadvertidamente nas alavancas do equipamento frontal quando estiverem destravadas,
a máquina poderá se mover bruscamente e provocar ferimentos ou danos graves.

Ao sair da máquina, baixe o acessório frontal totalmente ao solo, bloqueie a alavanca de segurança na
posição “LOCK” [TRAVADO] e desligue o motor. Use a chave para travar todo o equipamento. Retire sempre
a chave e leve-a com você.

ITENS DE VESTUÁRIO E DE PROTEÇÃO


PESSOAL

Evite roupas frouxas e joias. Eles podem ficar


presos nos controles ou em peças salientes,
provocando ferimentos graves ou morte.

Não use roupas oleosas. Elas são altamente


inflamáveis.

Na área de trabalho, pode ser obrigatório o uso de


proteção ocular completa, capacete, botas de
segurança e luvas.

Ao operar a máquina, nunca use ferramentas Figura 2


inadequadas. Elas podem se quebrar ou escorregar,
ferindo alguém ou não serem apropriadas para as
tarefas necessárias.

PODE SER NECESSÁRIO USAR MÁSCARAS E PROTEÇÃO AURICULAR

Não se esqueça de que sua saúde pode ser afetada sem que você perceba de imediato. Embora os gases
do escapamento e a poluição sonora possam não ser visíveis, eles podem causar danos irreparáveis.

1-14 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SUBIR E DESCER DA MÁQUINA

Antes de subir ou descer da máquina, remova imediatamente todo resto de óleo, gordura ou lama dos
corrimãos, degraus ou sapatas das esteiras. Mantenha sempre estas partes limpas. Conserte qualquer avaria
e aperte os parafusos frouxos.

Nunca saia ou entre na máquina saltando. Em particular, nunca entre ou saia de uma máquina em
movimento. Essas ações podem levar a ferimentos graves.

Use sempre os corrimãos, degraus ou as sapatas das esteiras para subir/descer da máquina e mantenha
sempre pelo menos 3 pontos de contato com as mãos e pés (ambos os pés e uma mão ou um pé e ambas
as mãos).

Nunca use as alavancas de controle como pontos de apoio para entrar ou sair da máquina.

Bloqueie firmemente a porta. Se você segurar no corrimão no interior da porta ao se mover em cima das
sapatas das esteiras e a porta não estiver bem bloqueada, ela pode se mover, fazendo com que você caia.

Use os pontos marcados com setas no desenho para subir e descer da máquina.

Figura 3

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-15


PERIGO DE INCÊNDIO DEVIDO A
COMBUSTÍVEL, ÓLEO E FLUÍDO HIDRÁULICO

Combustível, óleo e anticongelante podem causar


um incêndio se forem aproximados de uma chama.
Combustível é especialmente inflamável e pode ser
perigoso.
Sempre observe rigorosamente o seguinte:
Adicione combustível, óleo, líquido anticongelante e
fluido hidráulico à máquina apenas em uma área
bem ventilada. A máquina deve estar estacionada
com os controles, luzes e interruptores
“DESLIGADOS” ["OFF"]. O motor deve estar
“DESLIGADO” ["OFF"] e qualquer chama viva,
brasa incandescente, unidade auxiliar de
aquecimento ou equipamento que produza faíscas
devem ser mergulhadas em água, desligadas e/ou
mantidas bem afastadas da máquina. Figura 4

Eletricidade estática poderá criar faíscas perigosas


no bocal de abastecimento de combustível. Com
tempo muito frio e seco ou em outras condições que
possam ocasionar uma descarga estática,
mantenha a extremidade do bico de enchimento de
combustível em contato permanente com o gargalo
do bocal de abastecimento de combustível, para
proporcionar conexão de aterramento.
Mantenha as tampas do tanque de combustível e
outros fluidos firmemente apertadas e não ligue o
motor enquanto as tampas não estiverem
devidamente apertadas.

PRECAUÇÕES AO MANUSEAR FLUIDOS EM


ALTAS TEMPERATURAS

Ao terminar de operar a máquina, o líquido de


arrefecimento, o óleo do motor e o fluido hidráulico
estão com temperaturas elevadas, e o radiador e o
reservatório hidráulico ainda estão pressurizados.
Não tente abrir a tampa, drenar o óleo ou o líquido
de arrefecimento nem substituir os filtros, pois Figura 5
poderá sofrer queimaduras graves. Sempre espere
a temperatura baixar e siga os procedimentos
específicos ao realizar estas operações.
Para evitar que o líquido arrefecedor seja expulso,
desligue o motor, espere o líquido arrefecedor
esfriar e afrouxe lentamente a tampa para
despressurizar o sistema.
Para evitar que óleo quente seja expulso, desligue o
motor, espere o óleo esfriar e afrouxe lentamente a
tampa lentamente para despressurizar o sistema.

Figura 6

1-16 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PREVENÇÃO CONTRA O PERIGO DO PÓ DE
AMIANTO

O pó de amianto pode ser extremamente perigoso


para sua saúde, caso seja inalado. No local de
trabalho pode existir material composto por fibra de
amianto. Respirar ar que contenha fibra de amianto
pode provocar, a longo prazo, problemas
pulmonares graves e até irreversíveis. Para evitar
qualquer problema pulmonar ocasionado pelo pó de
amianto, respeite as medidas de precaução
descritas a seguir:

• Use uma máscara aprovada para


ambientes carregados de pó de amianto. Figura 7
• Nunca use ar comprimido para fazer a
limpeza.
• Para limpar, use água, garantindo, dessa
forma, que o pó se mantenha junto ao chão.
• Sempre que possível, trabalhe na máquina
ou no componente procurando ficar de
costas para a direção do vento.
• Sempre siga as normas e regras
relacionadas com o local e o ambiente de
trabalho.

FERIMENTO CAUSADO PELO ACESSÓRIO


FRONTAL

Não introduza nem ponha a mão, o braço ou outra Figura 8


parte do corpo entre as peças móveis, como por
exemplo, entre o acessório frontal e cilindros, ou
entre a máquina e o acessório frontal.

Se as alavancas de controle forem acionadas, o


espaço livre entre a máquina e o acessório frontal
mudará, fato que pode provocar sérios danos ou
lesões corporais.

Se precisar passar entre peças móveis, posicione e


fixe sempre o equipamento frontal para que não se
movimente.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-17


EXTINTOR DE INCÊNDIO E KIT DE PRIMEIROS
SOCORROS

Como precaução contra qualquer ferimento ou


incêndio, sempre siga as seguintes instruções.

• Certifique-se de ter extintores e leia as


etiquetas para assegurar-se de que sabe
usá-los. Recomenda-se instalar na cabine
um extintor de incêndio de uso geral “A/B/C”
(2,27 kg ou maior). Inspecione e faça a
manutenção do extintor de incêndio a
intervalos regulares e certifique-se de que
todos os membros da equipe presentes no
local de trabalho estejam devidamente Figura 9
familiarizados com o seu modo de
funcionamento.
• Tenha sempre material de primeiros-socorros na cabine e no local de trabalho. Verifique-o
periodicamente e faça as reposições necessárias.

• Saiba como proceder em caso de queimaduras.

• Tenha sempre à mão os números de telefone da emergência médica, do serviço de ambulâncias, do


hospital e dos bombeiros.

Se a máquina pegar fogo, podem ocorrer ferimentos graves ou morte. Se o incêndio ocorrer durante o
trabalho, você deve escapar da máquina da seguinte forma:

• DESLIGUE ["OFF"] a ignição e pare a máquina.

• Se tiver tempo, use o extintor para apagar o máximo possível do fogo.

• Use os corrimãos e os degraus para sair da máquina.

O método acima é considerado básico para sair da máquina, mas pode ser necessário modificá-lo
dependendo das condições. Assim, é aconselhável a realização de simulações de incêndio no canteiro de
obras.

PROTEÇÃO CONTRA QUEDA OU DESPRENDIMENTO DE OBJETOS

Em locais de trabalho onde a cabine do operador possa ser atingida por objetos que se soltem ou caiam, é
conveniente escolher uma proteção adequada às condições de trabalho para o operador.

As escavações em minas, túneis, fossos profundos


ou superfícies de baixa sustentação e úmidas
podem criar o risco de acidentes devido à queda de
rochas ou objetos que se desprendem. Certifique-se
de que a sua máquina esteja equipada com uma
cabine FOPS (Estrutura de Proteção Contra Queda
de Objetos) ou janelas com proteção.

Figura 10

1-18 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Nunca tente alterar ou modificar nenhum tipo de
sistema de reforço de estrutura de proteção, abrindo
furos, soldando, re-montando ou reposicionando
fixadores. Se o sistema sofrer danos ou impactos
consideráveis, será necessária uma revisão
completa. Poderá, inclusive, ser necessário fazer
uma reinstalação, recertificação e/ou substituição do
sistema.
Entre em contato com o seu distribuidor DOOSAN
para saber se há proteções de segurança e/ou
recomendações sobre as possibilidades de que a
cabine do operador sofra avarias como
consequência de possíveis impactos. Certifique-se
de que toda a equipe de trabalho fique afastada da
Figura 11
escavadeira e sem nenhum risco de sofrer
acidentes.
Para operações com britadeira, instale uma proteção frontal e aplique uma folha de revestimento laminado na
janela frontal. Entre em contato com o seu distribuidor DOOSAN para recomendações.
Ao fazer demolição ou corte, instale uma proteção frontal e outra superior e aplique uma folha de
revestimento laminado na janela frontal.
Ao trabalhar em minas ou pedreiras onde exista perigo de queda de rochas, instale uma estrutura FOPS
(Estrutura de Proteção Contra Queda de Objetos) e aplique uma folha de revestimento laminado na janela
frontal.
Substitua imediatamente os vidros em caso de quebra.

PRECAUÇÕES COM OS ACESSÓRIOS

Acessórios opcionais estão disponíveis através de seu revendedor.


Entre em contato com a DOOSAN para obter mais informações sobre peças descartáveis e
reutilizáveis/tubos/válvulas/kits de controle auxiliar.
Como a DOOSAN não pode prever, identificar ou testar todos os acessórios que os proprietários podem
querer instalar em suas máquinas, entre em contato com a DOOSAN para receber a devida autorização e
aprovação dos acessórios, bem como para se informar sobre sua compatibilidade com os kits opcionais.

ACUMULADOR

O sistema de controle piloto está equipado com um acumulador. O acumulador armazena uma carga
pneumática que possibilita que os controles hidráulicos sejam acionados durante um breve período de tempo
depois de o motor ter sido desligado. O acionamento de qualquer um dos controles pode permitir que a
função selecionada opere pela ação da força da gravidade.
Antes de realizar qualquer trabalho no sistema de controle piloto, deve-se despressurizar o sistema hidráulico
como descrito em "Manuseio do Acumulador" na página 4-52.
O acumulador está carregado com nitrogênio sob pressão, sendo, portanto, extremamente perigoso manejá-
lo de forma incorreta. Tome sempre as seguintes precauções:
• Não perfure e nem faça qualquer furo no acumulador e mantenha-o afastado do fogo ou de qualquer
fonte de calor.
• Não solde o acumulador nem tente fixar nada no mesmo.
• Ao desmontar ou realizar qualquer tarefa de manutenção do acumulador, ou ao descartá-lo, deve-se
despressurizá-lo corretamente. Entre em contato com o seu distribuidor DOOSAN.
• Use óculos de segurança e luvas protetoras ao operar o acumulador. O óleo hidráulico sob pressão
em contato com a pele pode provocar ferimentos graves.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-19


VENTILAÇÃO NO INTERIOR

Os gases de escapamento do motor podem


provocar acidentes mortais, bem como desmaios,
perda da concentração, da capacidade de
discernimento, das capacidades motoras e
ferimentos graves.

Certifique-se de que exista uma ventilação


adequada antes de funcionar o motor em local
fechado.

Você também deve saber quais são as janelas,


portas e tubos abertos através dos quais os gases
de escapamento podem ser transportados ou
levados pelo vento, os quais expõem outras Figura 12
pessoas a riscos.

SAÍDA DE EMERGÊNCIA

Esta máquina está equipada com uma ferramenta


para quebrar o vidro da janela. Ela fica atrás do
assento do operador no canto superior direito da
cabine. Esta ferramenta poderá ser usada no caso
de uma situação de emergência em que seja
necessário quebrar o vidro da janela para sair da
cabine do operador. Segure firmemente o cabo e
use a ponta afiada para quebrar o vidro.

AVISO! Figura 13

Proteja os olhos quando quebrar o vidro.

1-20 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


ANTES DE LIGAR O MOTOR

PRECAUÇÕES NO LOCAL DE TRABALHO

Antes de começar as operações, inspecione inteiramente o local de trabalho para verificar se existem
condições incomuns que possam ser perigosas.

Inspecione o terreno e as condições do solo no local de trabalho e determine o método de trabalho mais
adequado e seguro.

Antes de fazer as operações, nivele o terreno e torne-o o mais firme possível. Se houver muito pó e areia no
local de trabalho, jateie água antes de começar as operações.

Se for preciso trabalhar em uma via pública,


designe uma pessoa para controlar o tráfego, de
forma a proteger os pedestres e os carros, ou então
coloque sinais de “Proibida a Passagem” ao redor
do local de trabalho.

Coloque bloqueios, sinais de “Proibida a Passagem”


e tome as medidas que forem necessárias para
evitar que as pessoas se aproximem ou entrem no
local de trabalho. Se as pessoas se aproximarem de
uma máquina em movimento, poderão ser atingidas
ou atropeladas pela mesma, podendo sofrer
ferimentos graves ou morte.

No subsolo do local de trabalho podem existir Figura 14


canalizações de água, dutos de gás natural, linhas
telefônicas e cabos de alta tensão. Entre em contato
com os fornecedores desses serviços e localize os
dutos. Tenha cuidado para não danificar nem cortar
nenhum dos dutos.

Verifique as condições do leito do rio, a


profundidade e a vazão do mesmo antes de
trabalhar nele ou de atravessá-lo. NUNCA entre
com a máquina em uma profundidade que exceda a
máxima permitida.

Qualquer tipo de objeto que se encontre nas


proximidades da lança pode representar um perigo
em potencial ou causar a reação repentina do
operador e causar um acidente. Use uma segunda Figura 15
pessoa para a sinalização das operações sempre
que trabalhar perto de pontes, linhas telefônicas,
andaimes ou outros obstáculos.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-21


Os níveis mínimos da cobertura dos seguros, os
certificados ou licenças de trabalho, as barreiras
físicas a serem colocadas em volta do local de
trabalho ou a limitação das horas de operação
podem ser regulamentados pelas autoridades locais.
Também poderão existir linhas de orientação,
normas ou restrições sobre o equipamento que
pode ser usado para realizar determinados tipos de
trabalhos. Também pode haver regulamentos
relacionados com a execução de certos tipos de
trabalho. Se houver qualquer dúvida sobre se sua
máquina e o local de trabalho cumprem as normas
e regulamentos aplicáveis, entre em contato com as
autoridades e órgãos da sua região.
Figura 16
Evite trabalhar em um solo de baixa sustentação. A
máquina pode ter dificuldades para sair.

Evite trabalhar com a máquina perto de precipícios, ressaltos ou valas profundas. Nesses locais, o solo pode
ceder. Se o solo ceder, a máquina pode cair ou tombar, provocando ferimentos graves ou morte.

Lembre-se de que o solo fica enfraquecido após chuvas intensas, explosões controladas ou terremotos.

Os montes de terra no solo e o terreno próximo às valas não são firmes. Eles podem afundar pelo peso da
vibração da máquina e fazer com que esta tombe.

Instale a capota protetora (FOPS) se trabalhar em locais onde exista perigo de queda de rochas.

VERIFICAÇÕES ANTES DE LIGAR O MOTOR

Diariamente, antes de acionar o motor, faça as seguintes verificações: Se isso não for feito, pode haver risco
de ferimento grave.

Retire todos os cavacos de madeira, folhas, grama, papéis e qualquer material inflamável que tenha ficado
acumulado no compartimento do motor e ao redor da bateria. Eles podem causar um incêndio. Remova toda
a sujeira do vidro das janelas, espelhos, corrimãos e degraus.

Não deixe ferramentas nem peças de reposição no assoalho do compartimento do operador. A vibração da
máquina durante o deslocamento ou em operação pode fazê-las cair e danificar ou quebrar as alavancas de
controle ou interruptores. Elas também podem ficar presas no espaço vazio das alavancas de controle e
provocar um mau funcionamento ou movimentos perigosos do acessório frontal. Isso pode causar acidentes
inesperados.

Verifique os níveis do líquido de arrefecimento, combustível e do reservatório hidráulico. Verifique também se


o filtro de ar está obstruído e se a fiação elétrica está danificada.

Ajuste o assento do operador em uma posição na qual possa operar a máquina com facilidade. Verifique se o
cinto de segurança e a base do assento apresentam danos ou desgaste.

Certifique-se de que os indicadores funcionem e de que o ângulo dos espelhos esteja correto; verifique se a
alavanca de segurança está TRAVADA [LOCKED].

Se for encontrada alguma anormalidade nas verificações citadas anteriormente, faça os reparos necessários
imediatamente.

1-22 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PARTIDA DO MOTOR

Dê uma volta de inspeção ao redor da máquina antes de subir na cabine do operador. Verifique se existem
vestígios de derramamentos de líquidos, fixadores frouxos, componentes desalinhados, ou quaisquer outras
indicações de possíveis anormalidades nos equipamentos.
Todas as tampas e proteções de segurança da máquina devem estar nas respectivas posições, de modo a
proteger o operador contra ferimentos quando a máquina estiver em funcionamento.
Inspecione o local de trabalho para identificar possíveis perigos; verifique também se pessoas ou as
redondezas poderão ficar em risco durante os trabalhos.
NUNCA coloque o motor em funcionamento se existir algum indício de que estejam sendo feitos trabalhos de
reparos ou manutenção, ou se existir algum sinal de aviso colocado nos controles existentes na cabine.
Uma máquina que não tenha sido recentemente usada, ou que esteja sendo operada em temperaturas
extremamente baixas, poderá necessitar de um pré-aquecimento ou de um serviço de manutenção antes de
ser colocada em funcionamento.
Antes de colocar o motor em funcionamento, inspecione os medidores e as luzes-piloto para confirmar se
estão em boas condições de funcionamento. Tente localizar ruídos estranhos e fique atento a quaisquer
situações potencialmente perigosas que possam ocorrer no início do período de trabalho.
Não curto-circuite o motor de partida para acionar o motor diesel. Isso não apenas é perigoso, como também
pode danificar a máquina.
Quando puser o motor em funcionamento, buzine como alerta.
Ligue o motor e opere a máquina somente quando estiver sentado.

ANTES DE OPERAR A MÁQUINA

Se não forem feitas as verificações adequadas depois de colocar o motor em funcionamento, isso pode
ocasionar um atraso na localização de irregularidades na máquina, podendo causar ferimentos ou avarias na
mesma.
Faça as verificações em um local ao ar livre onde não existam obstáculos. Não permita que ninguém se
aproxime da máquina enquanto estiverem sendo feitas as verificações.
• Verifique as condições de operação do equipamento e o funcionamento dos sistemas da caçamba,
braço, lança, deslocamento e giro.
• Tente localizar ruídos irregulares, vibrações, calor, odores ou qualquer anormalidade com os
medidores. Verifique também se há vazamentos de ar, óleo ou combustível.
• Corrija o problema imediatamente se forem encontradas anormalidades. Usar a máquina sem
resolver os problemas pode levar a ferimentos inesperados ou falha.
• Afaste todo o pessoal das imediações da máquina e do local de trabalho.
• Remova todos os obstáculos que estejam no caminho da máquina. Esteja ciente dos perigos.
• Certifique-se de que todas as janelas estejam limpas. Fixe as portas e janelas na posição aberta ou
fechada.
• Ajuste os espelhos retrovisores para melhor visibilidade das imediações da máquina. Certifique-se de
que a buzina, o alarme de deslocamento (se houver) e demais dispositivos de alarme funcionem
corretamente.
• Aperte firmemente o cinto de segurança.
• Pré-aqueça o motor e o óleo hidráulico antes de operar a máquina.
• Antes de colocar a máquina em movimento, verifique a posição do material rodante. A
posiçãoslocamento normal é com as rodas-guias voltadas para frente, sob a cabine, e a roda motriz
voltada para a traseira. Quando o material rodante estiver na posição inversa, os controles de
deslocamento devem ser operados nas direções opostas.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-23


OPERAÇÕES COM A
MÁQUINA

EM MANOBRAS DE GIRO OU MUDANÇA DO


SENTIDO DE DESLOCAMENTO

Para evitar ferimentos graves ou morte, sempre siga


as seguintes indicações antes de operar a máquina
ou o acessório frontal.

• Ao trocar o sentido de deslocamento para


frente para deslocamento à ré ou vice-versa,
reduza antes a velocidade e pare a
máquina.
• Buzine para alertar o pessoal que está no
local. Figura 17

• Confirme que ninguém está ao redor da máquina. Existem ângulos mortos na parte traseira da
máquina; assim, se necessário gire a estrutura superior para verificar se há alguém atrás da máquina,
antes de inverter o sentido de deslocamento.
• Use uma pessoa para a sinalização nas áreas com grande intensidade de tráfego e sempre que a
visibilidade do operador não for a melhor possível.
• Certifique-se de que só pessoal autorizado entre no raio de rotação ou na direção de deslocamento
da máquina. Estas precauções devem ser cumpridas, inclusive se a máquina tiver um alarme de
deslocamento ou espelhos retrovisores.

PRECAUÇÕES DURANTE O DESLOCAMENTO

Nunca coloque a chave da ignição na posição "O" (DESLIGADO) durante o deslocamento. É perigoso parar o
motor quando a máquina está em movimento. Seria impossível operar a direção.

As alavancas de controle do acessório frontal não devem ser acionadas enquanto a máquina estiver em
movimento.

Não altere o modo de deslocamento selecionado (RÁPIDO/LENTO) durante o deslocamento da máquina.

Dobre o equipamento frontal de maneira que a extremidade externa da lança fique o mais próximo possível
da máquina 40-50 cm (16-20 pol.) acima do solo.

Nunca passe com máquina por cima de obstáculos ou encostas, pois ela poderá inclinar demais. Falamos de
deslocamentos ao longo de uma encosta ou sobre um obstáculo que provoque uma inclinação igual ou
superior a 10 graus da direita para a esquerda ou de 30 graus da frente para trás.

Não faça movimentos bruscos com o volante. O acessório frontal pode bater contra o chão e fazer com que a
máquina perca o equilíbrio, podendo danificar tanto a máquina quanto as estruturas que se encontrem no
local.

Ao se deslocar sobre terreno irregular, faça-o lentamente e evite mudanças bruscas de direção.

Sempre mantenha a máquina n’água a uma profundidade permissível. A profundidade máxima permitida
coincide com a linha de centro dos roletes de esteira superiores.

Ao circular sobre pontes ou estruturas situadas dentro de uma propriedade privada, verifique antes se elas
podem suportar o peso da máquina. Ao circular por vias públicas, consulte as autoridades locais e siga as
instruções.

1-24 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


POSTURA DURANTE O DESLOCAMENTO
INCORRETO

Figura 18

DESLOCAMENTO EM ENCOSTAS

Nunca suba e tente parar uma máquina que esteja se movimentando. Há perigo de ferimentos sérios.

O deslocamento em encostas pode resultar em tombamento ou deslizamento da máquina.

Ao trabalhar sobre colinas, ladeiras ou terrenos inclinados, mantenha a caçamba a uns 20 ou 30 cm do solo
(8-12 pol.). Em caso de emergência, abaixe rapidamente a caçamba ao solo para ajudar a parar a máquina.

Figura 19 Figura 20

Não dirija sobre grama, folhas caídas ou pranchas


de aço úmidas. Mesmo pequenas encostas podem
provocar o deslizamento lateral da máquina; por
isso desloque-se em baixa velocidade e mantenha
um deslocamento sempre reto ao descer ou subir
encostas.

Evite mudar de direção em uma encosta. Isto pode


resultar em tombamento ou deslizamento lateral da
máquina.

Quando possível, opere a máquina subindo e


descendo inclinações. Evite operar a máquina
transversalmente à encosta sempre que possível.
Figura 21

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-25


OPERAÇÕES PROIBIDAS

Não escave uma face de trabalho sob uma saliência.


Isso pode fazer a saliência desmoronar e cair sobre
a máquina.

Figura 22

Não faça escavações profundas na frente da


máquina. O terreno sob a máquina pode
desmoronar e fazê-la cair.

Se trabalhar com cargas pesadas em terrenos de


baixa sustentação ou irregulares, a máquina pode
perder a estabilidade lateral, tombar e causar
ferimentos. Deslocamento sem carga ou com
cargas desequilibradas também pode ser perigoso.

Ao trabalhar na máquina não a deixe sobre suportes


inadequados ou macacos. Bloqueie as rodas na
frente e atrás para evitar qualquer movimento.

Para evitar acidentes causados por danos ao Figura 23


equipamento frontal e tombamento devido a
excesso de carga, não exceda a capacidade da
máquina (em termos de carga máxima e
estabilidade, dependendo da estrutura da máquina).

PRECAUÇÕES AO OPERAR

Evite cometer erros como, por exemplo, aproximar-


se da beira de uma escarpa.

Use a máquina só com o objetivo para o qual ela foi


projetada.

Usá-la para outras tarefas pode causar falhas.

Para garantir uma ampla visibilidade, faça o


seguinte:

• Ao trabalhar em áreas escuras, coloque


luzes de trabalho e frontais na máquina. Se Figura 24
necessário, faça ligações de iluminação no
local de trabalho.

• Interrompa os trabalhos caso a visibilidade


seja fraca como em neblina, cerração, neve
e chuva. Aguarde até que a visibilidade
melhore e não prejudique a operação da
máquina.

1-26 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Para evitar bater com o acessório frontal, faça sempre o seguinte:

• Ao trabalhar em túneis, pontes, sob cabos de alta tensão ou quando estacionar a máquina ou realizar
outras operações em lugares com limite de altura, tome o máximo de cuidado para não bater com a
caçamba ou outras partes da máquina.

• Para evitar colisões, opere a máquina a uma velocidade segura em espaços confinados, fechados ou
congestionados.

• Não faça movimentos com a caçamba sobre os trabalhadores nem sobre o compartimento do
operador do caminhão basculante.

EVITE CABOS DE ALTA TENSÃO

O contato ou a proximidade com a rede elétrica de


alta tensão pode provocar ferimentos graves ou
morte. Não é necessário que a caçamba esteja
fisicamente em contato com as linhas de energia
elétrica para que seja transmitida corrente.

Use um sinalizador e sinais manuais para ficar


afastado dos cabos de alta tensão que não sejam
facilmente visíveis pelo operador.

DISTÂNCIA MÍNIMA DE
TENSÃO
SEGURANÇA
6,6 kV 3 m (9’10') Figura 25
33,0 kV 4 m (13’1')
66,0 kV 5 m (16’5')
154,0 kV 8 m (26’3')
275,0 kV 10 m (32’10')

Use estas distâncias mínimas apenas como orientação. Dependendo da voltagem da linha e de condições
atmosféricas, fortes choques de corrente podem ocorrer com a lança ou caçamba mesmo a 4 – 6 metros de
distância da linha de força. Tensões muito elevadas ou tempo chuvoso poderão diminuir ainda mais essa
margem de segurança.

NOTA: Antes de começar qualquer tipo de operação junto a linhas de alta tensão (quer sejam cabos
acima do solo ou cabos subterrâneos), deve-se sempre entrar em contato diretamente com a
concessionária responsável pelo abastecimento de energia e elaborar um plano de segurança
em conjunto com essa concessionária.

OPERE CUIDADOSAMENTE A MÁQUINA SOB NEVE E TEMPERATURAS MUITO BAIXAS

Com tempo frio e gelado, evite movimentos de deslocamento bruscos e mantenha-se afastado até mesmo
dos menores declives. A máquina poderá tombar para um dos lados com muita facilidade.

O acúmulo de neve pode ocultar ou dissimular possíveis perigos. Tenha muito cuidado enquanto opera ou
usa a máquina para limpar neve.

Pode ser necessário aquecer a máquina durante um breve período de tempo, para evitar o funcionamento
vagaroso ou com uma capacidade de trabalho reduzida. Os choques bruscos e as cargas de impacto
provocadas pelo amortecimento ou assentamento da lança ou acessório têm uma maior probabilidade de
provocar esforços excessivos em temperaturas muito baixas. Assim sendo, poderá ser necessário reduzir a
intensidade e a carga de trabalho.

Quando a temperatura sobe, as superfícies congeladas das estradas ficam macias, então o deslocamento da
máquina se torna instável. Em tempo frio, não toque em superfícies metálicas com as mãos nuas. Se tocar
em uma superfície metálica em tempo extremamente frio, sua pela pode grudar na superfície de metal.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-27


OPERAÇÕES EM ENCOSTAS

Ao trabalhar em encostas, há o perigo de a máquina


se desequilibrar e tombar ao fazer manobras de giro
ou operar o acessório frontal. Sempre faça estas
operações com cuidado.

Evite girar o acessório frontal de cima para baixo da


encosta com a caçamba cheia. Essa operação é
perigosa.

Se for necessário trabalhar com a máquina em uma


encosta, construa uma plataforma de terra, de
forma que o terreno fique o mais horizontal possível.

Além disso, trabalhe com a caçamba próxima do Figura 26


chão, mantenha-a estendida para frente e gire com
a menor velocidade possível.

COMO ESTACIONAR A MÁQUINA

Evite paradas bruscas, ou estacionar a máquina em qualquer lugar ao final do dia de trabalho. Planeje com
antecedência para que a máquina fique em uma superfície firme, plana, longe de tráfego e de muros altos,
bordas de penhascos e quaisquer áreas de acúmulo potencial de água ou escoamento. No caso de ser
mesmo necessário estacionar em um plano inclinado, coloque calços nas esteiras de tração para evitar o
movimento da máquina. De um dia para outro, abaixe a caçamba ou outro equipamento de trabalho
totalmente até o chão, ou até um apoio. Não deve existir nenhuma possibilidade de ocorrerem movimentos
imprevistos ou acidentais.

Ao estacionar em vias públicas, coloque bloqueios, sinais, bandeiras, luzes ou qualquer sinalização
necessária para certificar-se de que os veículos que circulam possam ver a máquina claramente. Estacione
de forma que nem ela e nem os elementos de sinalização obstruam o tráfego.

Depois de ter deslocado a máquina até a posição onde ela vai permanecer durante a noite e de todos os
interruptores e comandos de operação estiverem na posição “OFF” [DESLIGADO], acione a alavanca de
bloqueio de segurança, colocando-a na posição “LOCKED” [TRAVADO]. Isto desativa todas as funções de
controle do circuito piloto.

Feche sempre a porta do compartimento do operador.

JAMAIS DEIXE ALGUÉM FICAR NO ACESSÓRIO


FRONTAL

Nunca permita que nenhuma pessoa suba para


qualquer acessório de trabalho, tais como a
caçamba, a britadeira, garfo de toras ou caçamba
de mandíbulas A pessoa pode cair e sofrer
ferimentos graves.

Figura 27

1-28 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


MANUTENÇÃO
ETIQUETAS DE AVISO

Alerte as outras pessoas de que estão sendo feitos


trabalhos de reparos ou manutenção, através da
colocação de etiquetas de aviso nas alavancas de
controle na cabine do operador ou em outras áreas AVISO
da máquina, caso seja necessário. A sinalização de NÃO OPERE
proibição de manejo nas alavancas de comando tal ao fazer
como preconiza a OSHA [DIRETRIZ DE inspeção ou
SEGURANÇA OCUPACIONAL E SAÚDE], poderá manutenção
ser feita com qualquer dispositivo de proibição
certificado pela OSHA e com uma corrente ou cabo
de um comprimento que permita manter o console
de comando do lado esquerdo totalmente elevado
na posição inativo. Figura 28
As etiquetas de aviso para os controles estão
disponíveis nos distribuidores DOOSAN.

LIMPAR ANTES DA INSPEÇÃO OU MANUTENÇÃO


Limpe a máquina antes de fazer qualquer tarefa de conserto ou manutenção. Isso evita a entrada de sujeira e
garante a segurança durante a manutenção.
A realização de trabalhos de conserto ou manutenção com a máquina suja dificultam a localização dos
problemas, além de criar o risco de que sujeira ou lama entrem nos olhos, de escorregar ou de sofrer algum
ferimento.
Ao lavar a máquina, faça o seguinte:
• Use calçados com solas antiderrapantes para não escorregar ou cair em superfícies molhadas.
• Use proteção ocular e roupas de segurança quando lavar a máquina com vapor de alta pressão.
• Tome as medidas necessárias para evitar tocar em água sob pressão, cortar-se ou que lama entre
nos olhos.
• Não jateie água diretamente sobre os componentes elétricos (sensores, conector) (1, Figura 29). Se
água entrar no sistema elétrico, pode provocar funcionamento defeituoso da máquina.

Figura 29

Recolha as ferramentas ou martelos que estejam no local de trabalho, limpe qualquer resto de gordura, óleo
ou outras substâncias escorregadias, assim como o próprio local de trabalho, para garantir a segurança da
operação. Se o local de trabalho estiver desarrumado, você pode tropeçar ou escorregar e se ferir.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-29


FERRAMENTAS APROPRIADAS

Use apenas ferramentas adequadas à tarefa. O uso


de ferramentas danificadas, de má qualidade,
defeituosas ou improvisadas pode causar
ferimentos. Ao usar martelos ou cinzéis de cabeça
plana, fragmentos podem se desprender dos
mesmos, entrando nos olhos e causando cegueira.

Figura 30

USO DE ILUMINAÇÃO

Ao verificar o nível do combustível, do óleo, do


eletrólito da bateria ou do líquido de limpeza do
para-brisas, use sempre iluminação antiexplosão.
Se não usar esse equipamento de iluminação, pode
ocorrer uma explosão.

Use sempre uma iluminação apropriada ao


trabalhar em lugares escuros, caso contrário, você
pode se ferir.

Nunca use isqueiros ou chamas em vez da


iluminação adequada. Há perigo de incêndio. Há
também o perigo de o gás da bateria pegar fogo e Figura 31
causar uma explosão.

PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS E EXPLOSÕES

Todos os combustíveis, a maior parte dos lubrificantes e algumas soluções de arrefecimento são inflamáveis.
Os vazamentos de combustível ou combustível derramado sobre superfícies quentes podem provocar um
incêndio.

Armazene todos os combustíveis e lubrificantes em recipientes devidamente etiquetados e fora do alcance de


pessoal não autorizado.

Guarde os trapos sujos de óleo e demais materiais inflamáveis em um recipiente protetor.

Não fume enquanto estiver abastecendo a máquina ou estiver na área de abastecimento.

Não fume em locais onde as baterias estiverem sendo carregadas ou em locais onde exista material
inflamável.

Limpe e verifique todas as conexões elétricas. Verifique se a fiação elétrica está frouxa ou gasta. Aperte
todos os fios elétricos antes de operar a máquina. Conserte todos os fios elétricos gastos antes de operar a
máquina.

Não acumule materiais inflamáveis na máquina.

Não solde canos ou tubos que contenham líquidos inflamáveis. Não corte com maçarico canos ou tubos que
contenham fluídos inflamáveis. Antes de soldar ou cortar canos ou tubos com maçarico, limpe-os
minuciosamente com um solvente não inflamável.

1-30 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PREVENÇÃO DE QUEIMADURAS

Ao verificar o nível do líquido de arrefecimento do radiador, desligue o motor, deixe que o radiador e o motor
esfriem e verifique o tanque de recuperação do líquido de arrefecimento. Se o nível do mesmo no
reservatório se aproximar do limite superior, há líquido de arrefecimento suficiente no sistema.

Afrouxe a tampa do radiador pouco a pouco antes de retirá-la, para liberar a pressão interna.

Figura 32

Se o nível do líquido de arrefecimento no tanque reserva estiver abaixo do limite inferior, complete.

O condicionador do sistema de arrefecimento contém álcalis. Os álcalis podem causar ferimentos. Não
permita que álcalis entrem em contato com a pele, olhos ou boca.

Espere que os componentes do sistema de arrefecimento esfriem antes de fazer a drenagem.

Óleo e outros componentes quentes podem produzir ferimentos. Não permita que entrem em contato com a
pele.

Desligue o motor antes de remover a tampa do filtro do reservatório hidráulico. Se remover a tampa com as
mãos desprotegidas, verifique antes se está fria. Remova a tampa do filtro do reservatório hidráulico
lentamente para liberar a pressão.

Despressurize os sistemas de lubrificação, de combustível e de arrefecimento antes de desconectar


quaisquer linhas, conexões ou peças relacionadas.

As baterias liberam gases inflamáveis que podem explodir.

Não fume enquanto estiver verificando o nível do eletrólito da bateria.

O eletrólito é um ácido. O eletrólito pode causar ferimentos. Não permita que o eletrólito entre em contato
com a pele ou com os olhos.

Use sempre proteção ocular ao trabalhar com baterias.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-31


REPAROS POR SOLDAGEM

Ao fazer reparos com solda, faça em um lugar convenientemente equipado. A solda deve ser feita por
trabalhador qualificado. Durante operações de solda, há perigo de geração de gases, fogo, ou choque
elétrico, portanto nunca deixe um trabalhador sem qualificação fazê-la.

O soldador qualificado deve fazer o seguinte:

• Desligar os terminais da bateria e removê-la para evitar uma explosão.

• Remover a tinta do local que vai ser soldado, para evitar a geração de gases.

• Se equipamento hidráulico, tubos ou locais próximos forem aquecidos, serão produzidos gases
inflamáveis, com o consequente perigo de incêndio. Para evitar essa situação, nunca exponha esses
lugares a temperaturas elevadas.

• Não solde canos ou tubos que contenham líquidos inflamáveis. Não corte com maçarico canos ou
tubos que contenham fluídos inflamáveis. Antes de soldar ou cortar canos ou tubos com maçarico,
limpe-os minuciosamente com um solvente não inflamável.

• Se as mangueiras de borracha ou tubos pressurizados forem expostos diretamente a uma fonte de


calor, poderão romper-se repentinamente e, por isso, é conveniente protegê-los com uma cobertura à
prova de fogo.

• Use roupas de proteção.

• Assegure-se de que a ventilação seja boa.

• Remova todos os objetos inflamáveis e tenha à mão um extintor de incêndio.

AVISO PARA REMOÇÃO DO CONTRAPESO E DO ACESSÓRIO FRONTAL

PERIGO!
A DOOSAN adverte aos operadores que a
estabilidade da máquina pode ser afetada ao
se remover o contrapeso, acessório frontal ou
qualquer outra peça da mesma. Isto pode
provocar movimentos inesperados e produzir
ferimentos graves ou morte. A DOOSAN não
se responsabiliza pelo uso inapropriada da
máquina.

Nunca remova o contrapeso ou o acessório


frontal, a menos que a estrutura superior
esteja alinhada com a inferior.

Nunca gire a estrutura superior após ter


removido o contrapeso ou o acessório frontal.

Figura 33

1-32 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PRECAUÇÕES PARA REMOÇÃO, INSTALAÇÃO
E ARMAZENAGEM DE ACESSÓRIOS

Antes de remover e instalar acessórios, selecione


um chefe de equipe.

Não permita que pessoas não autorizadas se


aproximem da máquina ou dos acessórios.

Coloque os acessórios removidos da máquina em


um lugar seguro para que não caiam. Coloque uma
cerca em volta dos mesmos e tome outras medidas
para evitar que pessoas não autorizadas entrem no
recinto.
Figura 34
PRECAUÇÕES AO TRABALHAR NA MÁQUINA

Ao fazer operações de manutenção na máquina,


mantenha limpo e arrumado o local de apoio dos
pés, para evitar possíveis quedas.
Faça sempre o seguinte:

• Não derrame óleo ou gordura.


• Não deixe ferramentas ao seu redor.
• Olhe onde pisa ao caminhar.

Nunca salte para sair da máquina. Ao subir ou


descer da máquina, use os degraus e os corrimãos
e mantenha três pontos de contato (ambos os pés e
uma mão ou ambas as mãos e um pé).
Figura 35
Se o trabalho o exigir, use roupas de proteção.

Para evitar possíveis ferimentos provocados por


quedas ou escorregões ao trabalhar na máquina,
caminhe unicamente pelo corredor de inspeção, que
tem um piso antiderrapante.

BLOQUEIO DAS TAMPAS DE INSPEÇÃO

Ao fazer tarefas de manutenção com a tampa de inspeção aberta, coloque-a em posição segurança com a
barra de bloqueio.

Se o trabalho de manutenção for executado com a tampa de inspeção aberta mas não bloqueada, uma
rajada de vento pode fechá-la subitamente e provocar ferimentos.

PREVENÇÃO DE FERIMENTOS POR ESMAGAMENTO OU CORTE

Se o motor tiver que ficar funcionando durante o trabalho, é recomendável que pelo menos duas pessoas
participem das operações. Uma pessoa precisa ficar no assento do operador para operar os comandos de
controle, ou para parar a máquina e desligar o motor.

Nunca faça ajustes enquanto a máquina estiver em movimento ou com o motor funcionando, a menos que
você tenha recebido instruções em contrário.

Mantenha-se afastado de todas as peças giratórias e móveis.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-33


Mantenha objetos longe de pás de ventiladores em movimento. As pás de ventiladores jogam objetos e
podem cortar.

Não use cabos metálicos desfiados ou torcidos. Use luvas ao manusear um cabo metálico.

Ao bater em um pino de fixação ele pode voar longe. O pino de fixação frouxo pode ferir pessoas. Certifique-
se de que a área esteja livre de pessoas ao bater em um pino de fixação. Para evitar danos aos olhos, use
óculos de proteção ao bater em um pino de fixação.

PRECAUÇÕES NECESSÁRIAS DURANTE O


AJUSTE DA TENSÃO DAS ESTEIRAS

Nunca retire a porca da graxeira de ajuste da


tensão da esteira. Para despressurizar o conjunto
da armação da esteira, NUNCA tente desmontar o
tensor, nem remover a graxeira ou o conjunto da
válvula.

Mantenha o rosto e o corpo afastados da válvula.


Consulte os procedimentos de ajuste das esteiras
no Manual de Operação e Manutenção ou no
Manual de Oficina.

Figura 36

SUPORTES E BLOQUEIO DO ACESSÓRIO


FRONTAL

Não permita que o peso ou as cargas do acessório


frontal permaneçam suspensas. Desça todos os
acessórios até o chão antes de deixar o assento do
operador. Não use suportes ocos, rachados, ou
instáveis para os pesos. Não trabalhe debaixo de
nenhum equipamento sustentado apenas por um
macaco.

Figura 37

1-34 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


AÇÕES PARA QUANDO ANORMALIDADES SEJAM ENCONTRADAS DURANTE A INSPEÇÃO

Se for encontrada alguma anormalidade durante a inspeção, faça os reparos necessários. Caso contrário,
podem ocorrer ferimentos graves, especialmente se avarias nos freios ou nos sistemas do acessório frontal
não tiverem sido reparadas.

Se for necessário, dependendo do tipo de avaria, consulte o seu distribuidor DOOSAN para fazer o conserto.

PRECAUÇÕES COM TUBULAÇÕES, TUBOS E MANGUEIRAS DE ALTA PRESSÃO

Ao inspecionar ou substituir tubos ou mangueiras de alta pressão, verifique se o circuito foi despressurizado.
Caso contrário, podem ocorrer ferimentos graves. Faça sempre o seguinte:

• Use proteção ocular e luvas de couro.


• Os vazamentos de fluido das mangueiras hidráulicas ou dos componentes sob pressão podem ser de
difícil localização; no entanto, o óleo pressurizado tem força suficiente para perfurar a pele e causar
ferimentos graves. Use sempre um pedaço de madeira ou papelão para verificar se há vazamentos
hidráulicos. Nunca use as mãos ou os dedos para essa inspeção.
• Não dobre tubulações de alta pressão. Não bata em tubulações de alta pressão. Não instale linhas,
tubos, ou mangueiras torcidos ou danificados.
• Assegure-se de que todas as braçadeiras, proteções e blindagens térmicas estejam corretamente
instaladas para evitar vibrações, atrito com outras peças e calor excessivo durante a operação.

- Substitua a peça se ocorrer alguma das seguintes circunstâncias:


- A extremidade da mangueira tem vazamentos ou está danificada.
- Desgaste, dano, corte do revestimento, ou exposição da camada metálica de reforço.
- A cobertura está inchada em alguns locais.
- Peças móveis das mangueiras estão torcidas ou esmagadas.
- Há materiais estranhos incrustados na cobertura.
- A extremidade da mangueira está deformada.

NOTA: Para obter mais informações sobre regulamentações europeias consulte a página 4-49: “Vida Útil
das Mangueiras” (Norma EUROPEIA ISO 8331 e EN982 CEN)”.

Figura 38

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-35


RESÍDUOS

O contato físico com óleo de motor usado pode


constituir um risco para a saúde. Limpe
imediatamente o óleo das mãos e lave-as para
eliminar quaisquer resíduos ainda existentes.

O óleo de motor usado é uma substância


contaminante do meio ambiente e só pode ser
eliminado em instalações de recolhimento
devidamente aprovadas. Para evitar contaminação
do meio ambiente, sempre siga os seguintes
conselhos:

• Não elimine o óleo usado na rede de esgoto,


rios, etc. Figura 39

• Coloque sempre o óleo drenado de sua


máquina em recipientes. Nunca escoe o
óleo diretamente sobre o chão.

• Cumpra as leis e regulamentos


correspondentes ao descartar materiais
nocivos como óleo, combustível, solvente,
filtros e baterias.

1-36 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


BATERIA

PREVENÇÃO DE PERIGOS DA BATERIA

O eletrólito da bateria contém ácido sulfúrico diluído e as baterias geram hidrogênio. O hidrogênio é um gás
altamente explosivo e qualquer erro em sua manipulação pode provocar um incêndio ou ferimentos graves.
Para evitar problemas, sempre siga os seguintes conselhos:

• Não fume nem traga chama para perto da bateria.

• Ao trabalhar com baterias, SEMPRE use proteção ocular adequada e luvas de borracha.

• Se o eletrólito entrar em contato com a roupa ou a pele, lave imediatamente o local afetado com
bastante água.

• Se o eletrólito entrar em contato com os olhos, além de enxaguá-los imediatamente com bastante
água, você deve receber atendimento médico urgente.

• Se ingerir acidentalmente eletrólito da bateria, beba uma quantidade abundante de água ou leite, ovo
cru ou óleo vegetal. Procure imediatamente um médico ou o centro de prevenção contra venenos.

• Limpe a parte superior da bateria com um pano limpo e úmido. Nunca use gasolina nem nenhum tipo
de solvente ou detergente.

• Mantenha os terminais da bateria bem apertados.

• Se o eletrólito da bateria estiver congelado, não a carregue ou ligue o motor com energia de outra
fonte. Há perigo de a bateria incendiar.

• Quando carregar a bateria ou ligar o motor conectando-o a outra fonte, deixe que o eletrólito se
dissolva e verifique se não há vazamentos, antes de começar a operação.

• Remova sempre a bateria da máquina antes de carregá-la.

Figura 40

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-37


PARTIDA AUXILIADA OU CARGA DE BATERIAS
DE MOTOR

Se houver algum erro no método de conexão dos


cabos de partida auxiliar, pode ocorrer uma
explosão ou um incêndio. Faça sempre o seguinte:

• Desligue todos os equipamentos elétricos


antes de ligar os cabos à bateria. Isso
inclui os interruptores elétricos do
carregador da bateria ou o equipamento de
partida auxiliar.

• Ao fazer a partida auxiliar com a ajuda de


outra máquina ou veículo, não permita que Figura 41
as duas máquinas entrem em contato. Use
óculos de proteção enquanto efetua as
conexões necessárias da bateria.

• As unidades de baterias de 24 volts compostas por duas baterias de 12 volts ligadas em série
possuem um cabo que conecta um terminal positivo de uma das baterias de 12 volts ao terminal
negativo da outra. As ligações do cabo do carregador ou do cabo de partida auxiliar devem ser feitas
entre os terminais positivos não ligados em série e entre o terminal negativo da bateria de partida
auxiliar e a estrutura metálica da máquina que está sendo colocada em funcionamento ou sendo
carregada. Consulte os procedimentos e as ilustrações contidos na seção “Partida do Motor com
Ajuda de uma Bateria Auxiliar” na página 3-8 deste Manual de Instruções.

• Ao conectar os cabos, conecte primeiramente o cabo positivo, e ao retirá-los, desconecte


primeiramente o cabo negativo. A conexão final dos cabos, na estrutura de metal da máquina que
está sendo carregada ou colocada em funcionamento, deverá ficar o mais afastada possível das
baterias.

1-38 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


REBOQUE

PRECAUÇÕES AO REBOCAR

Se ocorrer algum erro no método de seleção ou de


inspeção do cabo de aço de reboque, poderão
ocorrer ferimentos graves. Faça sempre o seguinte:

• Use sempre o método de reboque dado


nesse Manual de Operação e Manutenção.
Não use nenhum outro método.

• Use sempre luvas de couro ao trabalhar


com o cabo de aço.

• Quando estiver preparando a manobra de


reboque com dois ou mais trabalhadores,
determine os sinais a serem usados e siga-
os corretamente.

• Sempre prenda o cabo de reboque nos


ganchos situados à esquerda e à direita.

• Se o motor da máquina avariada não


funcionar, ou se houver uma avaria no
sistema de freios, consulte o seu
distribuidor DOOSAN.

• Nunca fique entre a máquina rebocadora e Figura 42


a máquina rebocada durante a operação.

• É perigoso rebocar em encostas e, por isso,


deve-se escolher um local com inclinação
gradual. Se não houver nenhum local
nessas condições, tente reduzir o desnível
antes de começar a rebocar.

• Ao rebocar uma máquina avariada, sempre


use um cabo de aço com suficiente
capacidade.

• Não use cabos desfiados, torcidos ou


gastos.

• Não use gancho de reboque leve para


rebocar outra máquina.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-39


EXPEDIÇÃO E TRANSPORTE

OBEDEÇA OS REGULAMENTOS RODOVIÁRIOS LOCAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS

Verifique as restrições locais e estaduais quanto ao peso, largura e comprimento de uma carga, antes de
fazer quaisquer outros trabalhos de preparação para o transporte.

O veículo de transporte, o reboque e a carga devem estar conforme os regulamentos locais que se aplicam à
rota de transporte prevista.

Poderá ser necessário desmontar parcialmente ou decompor a máquina para satisfazer as restrições da rota
ou as condições específicas do local de trabalho. Para obter mais informações sobre a desmontagem parcial
da máquina, consulte o Manual de Oficina.

Para obter mais informações sobre carga, descarga e reboque, consulte a seção Transporte e Expedição
deste Manual de Manutenção e Operação.

1-40 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TABELAS DE CAPACIDADES NOMINAIS DE
LEVANTAMENTO DA ESCAVADEIRA

AVISO!
Todas as capacidades de elevação nominais supõem que a máquina e a carga permanecem
niveladas. ÑÃO EXCEDA A CAPACIDADE DE LEVANTAMENTO NOMINAL. O levantamento de
cargas com um peso superior ao indicado nas tabelas de capacidades nominais pode provocar
avarias gravíssimas no equipamento e/ou o colapso estrutural da máquina.

Para operar em condições de segurança, a escavadeira deverá estar sobre uma superfície firme, nivelada e
que proporcione um apoio uniforme. Espera-se que o operador avalie todas as condições específicas do local
de trabalho e as condições relacionadas com o levantamento de cargas, bem como que reaja prontamente a
alterações nessas condições que possam representar um perigo. As condições a seguir poderão ocasionar
situações perigosas e acidentes ou ferimentos:

• Terreno de baixa sustentação ou irregular.

• Terreno desnivelado.

• Cargas laterais.

• Modificações ou manutenção ineficaz da escavadeira.

• Falha em levantar perpendicularmente à extremidade ou lado da máquina.

Quando a carga estiver suspensa no ar, o operador deverá permanecer atento.

• Evite cargas laterais que possam ser provocadas por cabos irregulares, deslocamento da carga, ou
giro excessivamente rápido.

• A carga pode se desequilibrar se o cabo do gancho estiver torcido e começar a girar. Se a área da
superfície da carga for excessivamente grande, rajadas de vento poderão ocasionar cargas laterais.

• Mantenha o ponto de engate da caçamba diretamente sobre a carga. A colocação de cabos de


fixação nos lados opostos da carga pode ajudar a obter uma maior estabilidade face às cargas
laterais e às rajadas de vento.

Evite deslocar a escavadeira com a carga suspensa. Antes de girar (ou se necessário, deslocar a máquina),
desloque a carga até uma posição em relação ao braço (raio e altura) em que este possua um valor de
capacidade de carga mais seguro e um intervalo de movimentação adequado. O operador e o pessoal
presente no local de trabalho deverão estar suficientemente familiarizados com os procedimentos e
instruções de segurança constantes deste Manual de Operação e Manutenção.

As seguintes cargas de peso encontram-se conforme a SAE (J1097) e com a norma ISO aplicável, bem
como com as normas recomendadas para escavadeiras hidráulicas que executam operações de
levantamento em uma superfície de apoio firme. Um asterisco (*) junto ao valor do levantamento indica que a
carga nominal não excede 87% da capacidade hidráulica. Todos os outros valores foram determinados para
não exceder 75% da capacidade de tombamento.

NÃO tente suspender ou segurar uma carga que exceda a capacidade de carga nominal nas distâncias
especificadas (a partir da altura e do eixo de giro da máquina - consulte “raio de levantamento“ e “altura de
levantamento” no desenho de referência, Figura 43).

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-41


Linha de Centro
Raio de Levantamento
de Giro

Ponto de
Levantamento
Altura do
Ponto de
Levanta
mento

Linha do Solo (Superfície de Apoio da Máquina)

Figura 43

O peso dos cabos e de qualquer dispositivo de levantamento auxiliar (e/ou a diferença de peso de qualquer
acessório mais pesado que a configuração padrão) deverá ser subtraído da capacidade de levantamento
nominal, para determinar a carga de levantamento líquida admissível. O ponto de levantamento deve estar
localizado na parte traseira da caçamba, conforme mostrado na Figura 43.

IMPORTANTE
Selecione o interruptor de Modo de Escavação situado no Painel de Instrumentos antes de usar a
escavadeira para trabalhos de levantamento. O óleo hidráulico e o motor já devem estar ambos
aquecidos à temperatura de operação adequada antes de começar o levantamento.

1-42 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


LARGURA DA ESTEIRA : 3,9 m (12' 10") ESTEIRA PADRÃO
LANÇA : 7,1 m (23’ 3”)
BRAÇO : 3,35 m (11’)
CAÇAMBA : PCSA 2,15 m3 (CECE 1,9 m3)
SAPATA : 600 mm (24")
: CARGA NOMINAL SOBRE A DIANTEIRA

: CARGA NOMINAL LATERAL OU 360 graus


UNIDADE : 1.000 kg (1.000 Ib)

MÉTRICO

PÉS

1. OS VALORES NOMINAIS SÃO BASEADOS NA SAE J1097.


2. O PONTO DE CARGA É O GANCHO NA PARTE TRASEIRA DA CAÇAMBA.
3. * AS CARGAS NOMINAIS BASEIAM-SE NA CAPACIDADE HIDRÁULICA.
4. AS CARGAS NOMINAIS NÃO EXCEDEM 87% DA CAPACIDADE HIDRÁULICA OU 75% DA CAPACIDADE
DE TOMBAMENTO.
ASO0470L

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-43


LARGURA DA ESTEIRA : 4,05 m (13' 3") ESTEIRA PADRÃO
LANÇA : 7,1 m (23’ 3”)
BRAÇO : 3,35 m (11’)
CAÇAMBA : PCSA 2,15 m3 (CECE 1,9 m3 )
SAPATA : 750 mm (30")

: CARGA NOMINAL SOBRE A DIANTEIRA

: CARGA NOMINAL LATERAL OU 360 graus


UNIDADE : 1.000 kg (1.000 Ib)

MÉTRICO

PÉS

1. OS VALORES NOMINAIS SÃO BASEADOS NA SAE J1097.


2. O PONTO DE CARGA É O GANCHO NA PARTE TRASEIRA DA CAÇAMBA.
3. * AS CARGAS NOMINAIS BASEIAM-SE NA CAPACIDADE HIDRÁULICA.
4. AS CARGAS NOMINAIS NÃO EXCEDEM 87% DA CAPACIDADE HIDRÁULICA OU 75% DA CAPACIDADE
DE TOMBAMENTO.
ASO0480L

1-44 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


LARGURA DA ESTEIRA : 4,1 m (13’ 5”) ESTEIRA
LANÇA : 7,1m (23’ 3”)
BRAÇO : 3,98 m (13’)
CAÇAMBA : PCSA 1,8 m3 (CECE 1,6 m3 )
SAPATA : 800 mm (32")
: CARGA NOMINAL SOBRE A DIANTEIRA
: CARGA NOMINAL LATERAL OU 360 graus
UNIDADE : 1.000 kg (1.000 Ib)

MÉTRICO

PÉS

1. OS VALORES NOMINAIS SÃO BASEADOS NA SAE J1097.


2. O PONTO DE CARGA É O GANCHO NA PARTE TRASEIRA DA CAÇAMBA.
3. * AS CARGAS NOMINAIS BASEIAM-SE NA CAPACIDADE HIDRÁULICA.
4. AS CARGAS NOMINAIS NÃO EXCEDEM 87% DA CAPACIDADE HIDRÁULICA OU 75% DA CAPACIDADE
DE TOMBAMENTO.
ASO0490L

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-45


LARGURA DA ESTEIRA : 3,9 m (12’ 10”) ESTEIRA
LANÇA : 6,3m (20’ 8”)
BRAÇO : 2,4 m (7,9’)
CAÇAMBA : PCSA 3,2 m3 (CECE 2,87 m3 )
SAPATA : 600 mm (24")
: CARGA NOMINAL SOBRE A DIANTEIRA
: CARGA NOMINAL LATERAL OU 360 graus
UNIDADE : 1.000 kg (1.000 Ib)

MÉTRICO

PÉS

1. O PONTO DE CARGA É O GANCHO NA PARTE TRASEIRA DA CAÇAMBA.


2. * AS CARGAS NOMINAIS BASEIAM-SE NA CAPACIDADE HIDRÁULICA.
3. AS CARGAS NOMINAIS NÃO EXCEDEM 87% DA CAPACIDADE HIDRÁULICA OU 75% DA CAPACIDADE
DE TOMBAMENTO.
AZO0010L

1-46 SEGURANÇA 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


LARGURA DA ESTEIRA : 3,9 m (12’ 10”) ESTEIRA
LANÇA : 6,3m (20’ 8”)
BRAÇO : 2,9 m (9,5’)
CAÇAMBA : PCSA 2,85 m3 (CECE 2,55 m3 )
SAPATA : 600 mm (24")
: CARGA NOMINAL SOBRE A DIANTEIRA
: CARGA NOMINAL LATERAL OU 360 graus
UNIDADE : 1.000 kg (1.000 Ib)

MÉTRICO

PÉS

1. O PONTO DE CARGA É O GANCHO NA PARTE TRASEIRA DA CAÇAMBA.


2. * AS CARGAS NOMINAIS BASEIAM-SE NA CAPACIDADE HIDRÁULICA.
3. AS CARGAS NOMINAIS NÃO EXCEDEM 87% DA CAPACIDADE HIDRÁULICA OU 75% DA CAPACIDADE
DE TOMBAMENTO.
AZO0050L

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção SEGURANÇA 1-47


CONTROLES DE OPERAÇÃO
A seção “Controles de Operação“ apresentada aqui é composta pelos seguintes grupos:

1. “Localização dos Componentes” na página 2-2


2. “Área do Operador” na página 2-6
3. “Painéis e Controles Operacionais” na página 2-7
4. “Painel de Instrumentos” na página 2-16
5. “Mostrador do Medidor Multifunções e Área de Informações de Gráficos” na página 2-21
6. “Botões de Seleção de Modo” na página 2-25
7. “Configuração do Menu Principal” na página 2-28
8. “Painel de Controle do Ar condicionado e do Aquecedor” na página 2-32
9. “Estéreo” na página 2-37
10. “Caixas de Fusíveis” na página 2-44
11. “Dispositivos Elétricos Diversos” na página 2-45
12. “Ajuste do Assento” na página 2-47
13. “Cinto de Segurança” na on página 2-49
14. “Teto Solar” na página 2-50
15. “Janelas Frontais” na página 2-51
16. “Trinco Lateral da Porta” na página 2-54
17. “Tampas e Portas de Acesso Diversas” na página 2-55
18. “Compartimentos de Armazenamento na Cabine” na página 2-56
19. “Cinzeiro” na página 2-56
20. “Ferramenta para Quebrar o Vidro da Janela em Caso de Emergência” na página 2-57

Cada grupo é explicado com um desenho ou fotografia com sua localização e uma breve descrição de cada
controle, interruptor, medidor ou válvula.

As luzes indicadoras complementam os medidores existentes no painel de instrumentos. O operador deve


monitorar a pressão da máquina no painel de instrumentos junto com as luzes-piloto. Essas luzes só dão ao
operador uma indicação de que há um problema.

AVISO!
Luzes-piloto. Sempre que qualquer uma das luzes-piloto localizadas no console de comando se
“ACENDER” ["ON"], interrompa imediatamente as operações e desligue a unidade. Investigue e
solucione o problema antes de continuar operando a máquina.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-1


LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES

SOLAR 470LC-V

Figura 1

2-2 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


1. BATERIA 19. PRÉ-PURIFICADOR
TAMPA DE ABASTECIMENTO DO TANQUE
2. 20. MOTOR DE DESLOCAMENTO
DE COMBUSTÍVEL
3. TANQUE DE COMBUSTÍVEL 21. ROLETE INFERIOR
4. TANQUE DE ÓLEO HIDRÁULICO 22. ROLETE SUPERIOR
5. BOMBAS 23. GUIA DA ESTEIRA
6. SILENCIOSO 24. TENSOR DA ESTEIRA
7. CONTRAPESO 25. RODA-GUIA
8. MOTOR 26. ELO DA ESTEIRA E SAPATA
9. RADIADOR E ARREFECEDOR DE ÓLEO 27. ALAVANCA DE DESLOCAMENTO
CONTROLES DAS ALAVANCAS
10. FILTRO DE AR 28.
(JOYSTICK) DE TRABALHO
11. VÁLVULAS DE CONTROLE 29. PONTA DO DENTE
12. CILINDRO DO BRAÇO 30. CORTADOR LATERAL
13. LANÇA 31. CAÇAMBA
14. CILINDRO DA LANÇA 32. ELO DE EMPUXO
15. CABINE 33. ELO-GUIA
16. ASSENTO 34. CILINDRO DA CAÇAMBA
17. JUNTA DE ARTICULAÇÃO CENTRAL 35. BRAÇO
18. MOTOR DE GIRO

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-3


SOLAR 500LC-V

Figura 2

2-4 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


1. BATERIA 19. PRÉ-PURIFICADOR
TAMPA DE ABASTECIMENTO DO TANQUE
2. 20. MOTOR DE DESLOCAMENTO
DE COMBUSTÍVEL
3. TANQUE DE COMBUSTÍVEL 21. ROLETE INFERIOR
4. TANQUE DE ÓLEO HIDRÁULICO 22. ROLETE SUPERIOR
5. BOMBAS 23. GUIA DA ESTEIRA
6. SILENCIOSO 24. TENSOR DA ESTEIRA
7. CONTRAPESO 25. RODA-GUIA
8. MOTOR 26. ELO DA ESTEIRA E SAPATA
9. RADIADOR E ARREFECEDOR DE ÓLEO 27. ALAVANCA DE DESLOCAMENTO
CONTROLES DAS ALAVANCAS
10. FILTRO DE AR 28.
(JOYSTICK) DE TRABALHO
11. VÁLVULAS DE CONTROLE 29. PONTA DO DENTE
12. CILINDRO DO BRAÇO 30. CORTADOR LATERAL
13. LANÇA 31. CAÇAMBA
14. CILINDRO DA LANÇA 32. ELO DE EMPUXO
15. CABINE 33. ELO-GUIA
16. ASSENTO 34. CILINDRO DA CAÇAMBA
17. JUNTA DE ARTICULAÇÃO CENTRAL 35. BRAÇO
18. MOTOR DE GIRO 36. CONTRA-PESO ADICIONAL

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-5


ÁREA DO OPERADOR

Figura 3

1. PAINEL DE INSTRUMENTOS 10. ASSENTO


2. ISQUEIRO 11. COMPARTIMENTO DE ARMAZENAMENTO
3. CINZEIRO 12. ALTO-FALANTES
CONJUNTO DO AQUECEDOR E AR
4. ALAVANCAS DE DESLOCAMENTO 13.
CONDICIONADO
ALAVANCA (JOYSTICK) DE TRABALHO
5. 14. ESTÉREO
DIREITA
6. PAINEL DE DISTRIBUIÇÃO 15. CAIXA DE FUSÍVEIS
BOTÃO DE CONTROLE DA ROTAÇÃO ALAVANCA (JOYSTICK) DE TRABALHO
7. 16.
DO MOTOR ESQUERDA
PAINEL DE CONTROLE DO
8. 17. ALAVANCA DE SEGURANÇA
AQUECEDOR E DO AR CONDICIONADO
9. CHAVE DE IGNIÇÃO 18. CAIXA ELÉTRICA

2-6 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PAINÉIS E CONTROLES OPERACIONAIS

Figura 4

INTERRUPTOR DE AVISO DE
1. CHAVE DE IGNIÇÃO 11.
SOBRECARGA (OPCIONAL)
PAINEL DE CONTROLE DO
BOTÃO DE CONTROLE DA ROTAÇÃO DO
2. 12. AQUECIMENTO E DO AR CONDICIONADO
MOTOR
(Consulte a página 2-32)
3. INTERRUPTOR DAS LUZES 13. ISQUEIRO
BOTÃO DE CONTROLE DO LIMPADOR DE
4. 14. TOMADA DE CORRENTE PARA 12 VOLTS
PARA-BRISAS
INTERRUPTOR DO LIMPADOR DE PARA-
5. 15. BOTÃO DA BUZINA
BRISAS (OPCIONAL)
COMUTADOR DE SELEÇÃO DA
6. 16. INTERRUPTOR AUXILIAR
VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO
7. COMUTADOR DO ESTÉREO 17. DISJUNTOR
COMUTADOR DE LUZ DE SERVIÇO DA CABINE PAINEL DE INSTRUMENTOS (Consulte a página
8. 18.
(OPCIONAL) 2-14)
INTERRUPTOR DAS LUZES DE AVISO ALAVANCA DE SEGURANÇA (Consulte a
9. 19.
(OPCIONAL) página 3-14)
INTERRUPTOR DE ALARME DE
10.
DESLOCAMENTO/GIRO (OPCIONAL)

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-7


1. CHAVE DE IGNIÇÃO

Usa-se uma chave de ignição de 4 posições


para ligar ou parar o motor do equipamento.

O. Ao girar a chave de ignição para esta


posição, o motor e o sistema elétrico são
DESLIGADOS [“OFF”]. Nesta posição, o
motor fica DESLIGADO [“OFF”], mas a
luz interna da cabine e a bomba de
transferência do tanque de combustível
(se houver) funcionam.

I. Ao girar o interruptor para esta posição, o


sistema elétrico do motor fica LIGADO Figura 5
[“ON”]. A luz-piloto de carga da bateria e a
luz-piloto de pressão do óleo deverão
estar LIGADO ["ON"] nesta altura.

. Ao girar a chave de ignição para esta posição, o motor começa a funcionar. Assim que você soltar a
chave, ela voltará automaticamente a posição “I” [LIGADO]. Não use o comutador de arranque por
mais que 15 segundos de cada vez. Isso ajuda a evitar danos ao arranque.

AVISO!
NÃO USE FLUIDOS AUXILIARES DE PARTIDA. O sistema de pré-aquecimento pode
provocar a explosão do fluido auxiliar de partida.

. Posição de pré-aquecimento. Usado para auxiliar o acionamento do motor em baixa temperatura.


Com a chave nesta posição, o pré-aquecedor do motor está funcionando. Terminado o pré-
aquecimento, a luz de pré-aquecimento completo ACENDE [“ON”]. Assim que a luz-piloto se acender,
coloque imediatamente o motor em funcionamento.

2. BOTÃO DE CONTROLE DA ROTAÇÃO DO


MOTOR

A velocidade do motor é controlada pelo botão.


Girá-lo no sentido horário aumenta e, no sentido
anti-horário, diminui a rotação (rpm) do motor.

A. Marcha lenta sem carga (rotação mais


baixa do motor)

B. Marcha lenta com carga (rotação mais alta


do motor)

NOTA: O sistema de marcha lenta automática


reduz automaticamente a rotação do Figura 6
motor para marcha lenta
aproximadamente 4 segundos após
colocar todas as alavancas de controle
na posição neutra. Este sistema foi
projetado para reduzir o consumo de
combustível e o ruído. Consulte “3.
Seletor Automático de Marcha Lenta” na
página 2-26.

2-8 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


3. INTERRUPTOR DAS LUZES

Este interruptor é usado para acender as luzes.

O. Nesta posição, todas as luzes estão


APAGADAS [“OFF”].

I. Nesta posição, todas as luzes do painel de


instrumentos e dos interruptores de
controle estão LIGADAS [“ON”].

II. Nesta posição, todas as luzes de


iluminação, luzes de serviço e dos farois
estão LIGADAS ["ON"].

Figura 7
ATENÇÃO!
Não deixe o painel de instrumentos ou os
farois LIGADOS ["ON"] quando o motor
não estiver funcionando. Deixar as luzes
LIGADAS ["ON"] com a máquina parada
descarrega as baterias.

4. LIMPADOR DE PARA-BRISAS

O. Nesta posição, o limpador de para-brisas


está DESLIGADO ["OFF"].

I. Nesta posição, o limpador de para-brisas


funciona a uma velocidade constante. Figura 8

II. Nesta posição, o limpador de para-brisas


funciona por ciclos intermitentes de
aproximadamente 5 segundos.

NOTA: Ligar o limpador de para-brisas sem que


este tenha detergente ou quando haja
areia, ou lixo no vidro, danifica a janela
e/ou o limpador.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-9


5. COMUTADOR DO ESGUICHO DO LIMPADOR
DE PARA-BRISAS

Enquanto o limpador de para-brisas estiver


funcionando, aperte o interruptor do esguicho
para fazer jorrar detergente no para-brisas. Use
somente a solução de lavagem de para-brisa
correta no sistema;
O. Nesta posição, o esguicho está
DESLIGADO ["OFF"].
I. Nesta posição, o esguicho do limpador de
para-brisas ejeta fluido. O comutador
quando é libertado, volta a posição inicial
”O” (DESLIGADO). Figura 9
NOTA: Não acione o limpador do para-brisa se
estiver sem fluido. Caso acione o botão,
mesmo após o líquido já ter acabado, o
motor do esguicho do limpador de para-
brisas poderá ser danificado. Verifique o
nível do líquido de lavagem no
reservatório respectivo, e adicione
líquido se necessário.
NOTA: Se usar água com sabão ou um
detergente sintético em vez do líquido
de lavagem das janelas, a lâmina do
limpador de para-brisas ou as
superfícies pintadas poderão sofrer
danos. Use o fluido padrão para
lavagem do vidro da janela. SSK703

6. COMUTADOR DE SELEÇÃO DA
VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO

AVISO!
Não acione o botão de velocidade de
deslocamento quando a unidade estiver
em movimento. Pode acontecer perda
temporária de controle.

Esse interruptor ativa a faixa de velocidade


automática para deslocamento.
Figura 10
O. Nesta posição, é selecionada uma
velocidade de deslocamento “LOW”
[BAIXA].
I. Nesta posição, é selecionada uma
velocidade de deslocamento “HIGH”
[ALTA].
II. Nesta posição, é selecionada uma
velocidade de deslocamento
“AUTOMATIC” [AUTOMÁTICA]. A
velocidade de deslocamento muda
automaticamente de baixa para alta
conforme a velocidade do motor e a carga
do motor de deslocamento.

2-10 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


7. COMUTADOR DO ESTÉREO

Este interruptor é usado para LIGAR ["ON"] ou


DESLIGAR ["OFF"] o abastecimento da
corrente principal da caixa de fusíveis até o
estéreo.

A corrente principal para o estéreo só será


LIGADA ["ON"] quando a chave de ignição tiver
sido colocada na posição “I” (LIGADO) e o
interruptor estéreo estiver na posição “I”
(LIGADO). Quando isto tiver sido feito, o
estéreo “1. Botão de Controle De Energia /
Volume” na página 2-36 pode ser usado para
controlar o estéreo. Figura 11

Se ou a chave de ignição ou o comutador do


estéreo (Figura 10) estiverem DESLIGADOS
["OFF"], o estéreo vai se DESLIGAR ["OFF"]
apesar do “1. Botão de Controle De Energia /
Volume” na página 2-36 do momento.

8. COMUTADOR DE LUZ DE SERVIÇO DA


CABINE (OPCIONAL)

Este interruptor é usado para controlar as luzes


de serviço da cabine, se a unidade estiver
equipada com elas.

O. Nesta posição, todas as luzes de serviço


da cabine estão DESLIGADAS ["OFF"].

I. Nesta posição, as luzes de serviço no


topo da parte da frente da cabine se
ACENDEM ["ON"].

II. Nesta posição, as luzes de serviço no Figura 12


topo da parte da frente e da parte de trás
da cabine se ACENDEM ["ON"].

9. INTERRUPTOR DAS LUZES DE AVISO


(OPCIONAL)

Se a unidade estiver equipada com uma luz de


aviso, acione este interruptor para ativá-la.

O. Nesta posição a luz de aviso está


APAGADA [“OFF”].

I. Nesta posição a luz acende [“ON”] e


começa a piscar.

Figura 13

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-11


10. INTERRUPTOR DE ALARME DE
DESLOCAMENTO/GIRO (OPCIONAL)

No caso de a unidade estar equipada com uma


sirene de alarme para o alarme de
deslocamento/giro, pressione este botão para
ativá-lo, sempre que pretender deslocar ou girar
a unidade.

O. Nesta posição o sistema de alarme de


deslocamento/giro está DESLIGADO
[“OFF”].

I. Nesta posição, o alarme de deslocamento


soa com a máquina em movimento. Figura 14

II. Nesta posição, o alarme vai soar


enquanto a máquina estiver girando e se
deslocando, caso este dispositivo de
alarme de rotação esteja montado.

NOTA: Se a máquina só estiver equipada com


um dispositivo de alarme de
deslocamento, o alarme não vai soar
enquanto a máquina estiver girando,
apesar de estar na posição ”II”.

11. INTERRUPTOR DE AVISO DE


SOBRECARGA (OPCIONAL)

Se a unidade estiver equipada com um


dispositivo de alarme de sobrecarga, aperte
este interruptor para ativá-lo.

O. Nesta posição, o dispositivo de alarme de


sobrecarga está DESLIGADO ["OFF"].

I. Nesta posição, quando a carga que está


sendo levantada, tiver atingido o limite, a
luz de aviso no painel de instrumentos
ACENDE ["ON"] e ouve-se uma buzina de
aviso.
Figura 15

AVISO!
Para evitar lesões, não exceda a
capacidade nominal de carga da máquina.
As capacidades de carga variam, se a
máquina não estiver sobre uma superfície
uniforme. Poderá haver regulamentos
estatais sobre o uso de escavadoras para
levantar objetos pesados.
Cumpra esses regulamentos.

2-12 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


12. PAINEL DE CONTROLE DO AQUECEDOR E
AR CONDICIONADO

Usado para controlar o aparelho do ar


condicionado e o aquecedor no compartimento
do operador. Para obter mais informações,
consulte a seção “Painel de Controle do
Aquecedor e Ar Condicionado” na página 2-30.

Figura 16

13. ISQUEIRO

Pressione o isqueiro até o fim na tomada e


solte-o. Depois de pressionado, o isqueiro
saltará para fora assim que estiver aquecido.
Caso o isqueiro não salte após algum tempo,
puxe-o para fora e solicite o seu conserto.

NOTA: Este isqueiro é para 24V apenas. Nunca


conecte um dispositivo elétrico de 12V
no isqueiro.

Figura 17

14. TOMADA ELÉTRICA DE 12V

Trata-se de uma tomada só para dispositivos de


12V DC. Esta tomada pode ser usada para
carregar um celular ou qualquer outro pequeno
dispositivo elétrico de 12V. Para usar, abra a
tampa.

NOTA: Esta tomada foi projetada para a


conexão de aparelhos de pequena
capacidade elétrica. Não use esta
tomada para aparelhos de alta
capacidade elétrica. Assim, danos
podem ser evitados.
Figura 18

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-13


15. BOTÃO DA BUZINA (ALAVANCA
ESQUERDA DE SERVIÇO (JOYSTICK))

Pressione o botão situado à esquerda no alto


da alavanca esquerda de serviço (joystick) para
fazer soar a buzina.

Figura 19

16. INTERRUPTOR AUXILIAR (ALAVANCA


DIREITA DE SERVIÇO (JOYSTICK))

Pressione o botão do lado direito no alto da


alavanca direita de serviço (joystick) para
elevar a pressão hidráulica. Consulte o “Modo
de Reforço” na página 3-24

Figura 20

17. DISJUNTOR (ALAVANCA DIREITA DE


SERVIÇO (JOYSTICK))

Pressione o botão do lado esquerdo situado no


topo da alavanca direita de serviço (joystick)
para ativar o disjuntor hidráulico. Solte o botão
do lado esquerdo situado no topo da alavanca
direita de serviço (joystick) para desativar o
disjuntor hidráulico.

Figura 21

18. PAINEL DE INSTRUMENTOS

Consulte “Painel de Instrumentos” na página 2-


16.

Figura 22

2-14 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


19. ALAVANCA DE SEGURANÇA

Consulte a seção “Alavanca de Segurança” na


página 3-14.

Figura 23

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-15


PAINEL DE INSTRUMENTOS

Figura 24

MEDIDOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE LUZ DE AVISO DE PRÉ-AQUECIMENTO


1. 9.
ARREFECIMENTO DO MOTOR COMPLETO
2. MEDIDOR DE COMBUSTÍVEL 10. LUZ-PILOTO DAS LUZES DE TRABALHO

MANÔMETRO MULTIFUNÇÕES E ÁREA DE LUZ DE AVISO DE SOBRECARGA


3. 11.
INFORMAÇÃO GRÁFICA (Consulte a página 2-21) (OPCIONAL)
BOTÃO SELETOR DO MODO ENERGIA
4. RELÓGIO DIGITAL 12
(Consulte a página 2-25)
BOTÃO SELETOR DO MODO
5. CONTADOR DE HORAS 13.
ESCAVAÇÃO (Consulte a página 2-26)
BOTÃO SELETOR AUTOMATICO DE
6. LUZ DE AVISO DE CARGA DA BATERIA 14.
MARCHA LENTA (Consulte a página 2-26)
LUZ-PILOTO DA PRESSÃO DO ÓLEO DO BOTÃO SELETOR DA JANELA DO
7. 15.
MOTOR VISOR (Consulte a página 2-27)
LUZ DE AVISO DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO
8.
ARREFECEDOR

2-16 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFICAÇÃO FUNCIONAL

Quando se roda a chave de ignição do motor na posição “I” (LIGADO), todos os manômetros, luzes
indicadoras de interruptores/botões e luzes de aviso/indicação ACENDEM ["ON"] e a buzina de alarme vai
soar durante 2 segundos.

Durante este tempo, aparecerá uma escavadora em movimento no relógio digital e na área de informação
gráfica (3 e 4, Figura 24).

1. MEDIDOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO


DE ARREFECIMENTO DO MOTOR
VERMELHO
As faixas coloridas indicam a temperatura do VERDE
líquido arrefecedor do motor.

ZONA BRANCA - Indica que a temperatura é


BRANCO
inferior à temperatura de operação normal.

ZONA VERDE - Indica que a temperatura está


dentro da faixa de temperatura de manejo
normal.

ZONA VERMELHA - Indica que a temperatura


está muito alta. Durante a operação, o ponteiro Figura 25
deve ficar na zona verde.

Se a faixa na zona vermelha começar a piscar, uma buzina de aviso vai ser ouvida e a velocidade do
motor vai ser reduzida automaticamente. Nessa altura, deixe o motor trabalhar em marcha lenta até que
o manômetro de temperatura registre novamente na zona verde. Quando atingir a zona verde, pare o
motor. Verifique o nível do líquido arrefecedor, veja se a correia da ventoinha está frouxa, procure
detritos à volta do radiador, etc.

Assim que a temperatura atingir a faixa normal, a rotação do motor volta automaticamente à situação
anterior.

2. MEDIDOR DE COMBUSTÍVEL

Este medidor indica a quantidade de VERDE


combustível que ainda resta no tanque.

ZONA VERDE – Indica volume normal de VERMELHO


combustível

ZONA VERMELHA - Indica que o nível do


combustível está excessivamente baixo.

Se a faixa na zona vermelha começar a piscar,


adicione combustível imediatamente.

Verifique o nível de combustível em solo Figura 26


nivelado.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-17


3. MEDIDOR MULTIFUNÇÕES E INFORMAÇÃO
GRÁFICA

Consulte a seção “Medidor Multifunções e Área


de Informações de Gráficos” na página 2-21.

Figura 27

4. RELÓGIO DIGITAL

Como relógio digital, indica a hora atual. Os


conteúdos visualizados são os seguintes:

Visualização Descrição
MM Mês
DD Data
S Dia
HH Hora
mm Minuto
AM [antes do meio-
A (P) dia] (PM) [depois Figura 28
do meio-dia]

Veja detalhes em “Método de Programação


para Menu Principal” na página 2-28 para
regulagem da hora.

5. CONTADOR DE HORAS

O contador de horas é usado para indicar o


número total de horas de funcionamento do
motor. O contador ficará visível apenas quando
o motor estiver em funcionamento e piscará a
cada 4 segundos para indicar que está
funcionando adequadamente.

Figura 29

2-18 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


6. LUZ DE AVISO DE CARGA DA BATERIA

Esta luz-piloto ACENDE ["ON"] ao girar a chave


de ignição para a posição LIGADO ["ON"] e
deve APAGAR ["OFF"] quando o motor
funcionar. Se a luz não APAGAR ["OFF"], pare
imediatamente o motor e verifique a causa do
problema.

Figura 30

7. LUZ-PILOTO DA PRESSÃO DO ÓLEO DO


MOTOR

Esta luz-piloto ACENDE ["ON"] ao girar a chave


de ignição para a posição LIGADO ["ON"] e
deve APAGAR ["OFF"] quando o motor
funcionar. Por exemplo, se a pressão do óleo
do motor se tornar excessivamente baixa, a luz
ACENDE ["ON"] e soa um alarme. Se isto
acontecer, desligue imediatamente o motor e
verifique a causa do problema. Se continuar
trabalhando mesmo quando esta luz estiver
ACESA ["ON"] o motor ficará seriamente
danificado.
Figura 31

8. LUZ DE AVISO DA TEMPERATURA DO


LÍQUIDO ARREFECEDOR

Se a temperatura do líquido arrefecedor do


motor atingir um valor excessivo, esta luz de
aviso vai acender e fazer soar um alarme. Se a
luz ACENDER ["ON"], reduza a velocidade do
motor até que a temperatura do líquido
arrefecedor desça. Não DESLIGUE ["OFF"] o
motor, pois a temperatura do líquido
arrefecedor pode aumentar e provocar o
bloqueio dele, devido à alta temperatura.
Figura 32

NOTA: Verifique o manômetro de temperatura do líquido arrefecedor. Se a faixa na zona vermelha


começar a piscar, uma buzina de aviso vai ser ouvida e a velocidade do motor vai ser reduzida
automaticamente. Nessa altura, deixe o motor trabalhar em marcha lenta até que o manômetro
de temperatura registre novamente na zona verde. Quando atingir a zona verde, pare o motor.
Verifique o nível do líquido arrefecedor, veja se a correia da ventoinha está frouxa, procure
detritos à volta do radiador, etc.
Assim que a temperatura atingir a faixa normal, a rotação do motor volta automaticamente à
situação anterior.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-19


9. LUZ DE AVISO DE PRÉ-AQUECIMENTO
COMPLETO

Esta luz indica que a função de pré-


aquecimento do motor foi terminada.

Figura 33

10. LUZ-PILOTO DAS LUZES DE TRABALHO

A luz-piloto informa que as luzes de serviço


estão ligadas.

Figura 34

11. LUZ DE AVISO DE SOBRECARGA


(OPCIONAL)

Na máquina equipada com um dispositivo de


aviso de sobrecarga, esta luz-piloto ACENDE
["ON"] e a buzina de aviso toca quando o limite
de carga for atingido.

AVISO!
Se esta luz-piloto ACENDER ["ON"]
durante a operação de elevação, reduza
imediatamente a carga.
Se continuar a trabalhar quando esta luz
Figura 35
estiver ACESA ["ON"], a máquina pode
virar ou ocorrerem danos aos
componentes hidráulicos ou partes
estruturais.

2-20 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


MEDIDOR MULTIFUNÇÕES E ÁREA DE INFORMAÇÕES
DE GRÁFICOS
Quando a chave de ignição do motor está na
posição “I” (LIGADO), aparece uma escavadora em
movimento na tela durante cerca de 2 segundos.

Quando a escavadora em movimento desaparece,


aparecerá uma tela de multifunções e em seguida
um relógio digital.

Figura 36

A rotação do motor, voltagem da bateria e pressão


da bomba hidráulica são indicadas com dígitos
numéricos. Na parte superior da tela surge um
relógio digital.
Cada vez que o botão seletor da tela é pressionado,
(15, Figura 23), a memória digital muda na
sequência: Rotação do motor (RPM) -> Tensão da
bateria (VOLT) -> Pressão da bomba dianteira
(BAR) -> Pressão da bomba traseira (BAR).
NOTA: Consulte as Figuras 39 a 42.
Usando uma combinação dos botões seletores de
modo, também se pode obter na tela informações
sobre filtros e óleos. Figura 37
A visualização pode ser definida para o idioma
desejado.
Veja detalhes em “Método de Programação para
Menu Principal” na página 2-28 no que diz respeito
à seleção do idioma e método de apresentação de
informação.

INDICADOR DE COMUNICAÇÃO

Indica o estado da comunicação entre o controlador


principal e o painel de instrumentos.
1. Condição Normal:
O símbolo se move sequencialmente como um
relâmpago.
NOTA: Consulte as Figuras 40 a 43.
2. Condição Anormal:
Se não aparecer o símbolo, significa que há um
erro de comunicação.
NOTA: Consulte a Figura 39. Figura 38

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-21


AVISO DE ERRO DE COMUNICAÇÃO

Se um erro de comunicação se formar entre o


controlador e-EPOS e o painel de instrumentos,
esta tela aparecerá.

Quando surgir esta tela, entre em contato com um


distribuidor DOOSAN ou uma agência de vendas.

NOTA: Ao ocorrer um erro de comunicação


durante a operação, o último modo
permanece armazenado, por ex., modo
de trabalho e marcha lenta automática
são armazenados durante a falha.
Figura 39
NOTA: Se ocorrer um erro de comunicação na
posição “I” (LIGADO), o controlador e-
EPOS selecionará automaticamente os
seguintes modos:

Modo de energia: Modo normal


Modo de trabalho: Modo de escavação
Marcha lenta automático: LIGADO
["ON"] (Estado de seleção)

1. ROTAÇÃO DO MOTOR

A velocidade do motor é mostrada


numericamente.

Figura 40

2. TENSÃO DA BATERIA

A tensão da bateria é mostrada numericamente.


Com o motor em funcionamento, a leitura
deverá estar entre 26V e 30V.

Quando a chave de ignição está conectada ou


o sistema de pré-aquecimento está sendo
usado, a tensão pode cair temporariamente
abaixo de 24V, mas isso é normal.

Figura 41

2-22 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


3. PRESSÃO DA BOMBA HIDRÁULICA
DIANTEIRA

A pressão da bomba hidráulica dianteira é


indicada numericamente.

NOTA: Esta bomba é a que fica mais próxima


da caixa do volante do motor ou é a que
fica na parte superior da bomba
hidráulica.

Ela exibe as leituras em BARs.

Figura 42

4. PRESSÃO DA BOMBA HIDRÁULICA


TRASEIRA

A pressão da bomba hidráulica traseira é


indicada numericamente.

NOTA: Esta bomba é a que fica mais afastada


da caixa do volante do motor ou é a que
fica na parte inferior da bomba
hidráulica.

Ela exibe as leituras em BARs.

Figura 43

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-23


5. AVISDO DE ESTADO DE ANOMALIA DE FILTROS

NOTA: Consulte as Figuras 44 a 46.

Esta janela indica estados de anomalia dos filtros.

Filtro Purificador de Ar e Filtro de Retorno (opcional) e Filtro Piloto (Opcional).

Se o estado de anomalia nos filtros surgir simultaneamente em mais que dois, aparecerá a janela de
aviso ”Filtro Purificador do Ar”, ”Filtro de Retorno” e ”Filtro Piloto” conforme a ordem e cada janela de
aviso reaparecerá após 3 segundos.

A. Aviso de Obstrução do Filtro de Ar


Esta janela indica quando o purificador de
ar está entupido. Quando esta janela
aparece, o símbolo de purificador de ar
começa a piscar na tela.
Se esta janela aparecer, pare
imediatamente a operação e substitua ou
limpe o elemento de filtragem.
Após ter sido feita a manutenção no filtro
de ar, a velocidade do motor e um símbolo
de estado de comunicação aparecerão
novamente.
Figura 44

B. Aviso de Obstrução do Filtro de Retorno


(Opcional)
Esta janela indica quando o filtro de retorno
está entupido. Quando esta janela aparece,
o símbolo de filtro de retorno começa a
piscar na tela.
Se esta janela aparecer, pare
imediatamente a operação e substitua o
elemento de filtragem do filtro de retorno.
Após ter procedido à manutenção do filtro,
a velocidade do motor e o símbolo de
estado de comunicação voltarão a
aparecer.
Figura 45

C. Aviso de Bloqueio do Filtro-piloto


(Opcional)
Esta janela indica quando o filtro piloto está
entupido. Quando esta janela aparece, o
símbolo do filtro piloto começa a piscar na
tela.
Se esta janela aparecer, pare
imediatamente a operação e substitua o
elemento do filtro piloto.
Após ter procedido à manutenção do filtro
piloto, a velocidade do motor e o símbolo
de estado comunicação aparecerão
novamente na tela. Figura 46

2-24 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


BOTÕES SELETORES DE MODO

Figura 47

1. BOTÃO SELETOR DE MODO DE ENERGIA 3. SELETOR AUTOMÁTICO DE MARCHA LENTA


2. BOTÃO SELETOR DE MODO DE TRABALHO 4. BOTÃO SELETOR DE VISUALIZAÇÃO

1. BOTÃO SELETOR DE MODO DE ENERGIA

Este modo de energia é usado para trabalhar


com cargas pesadas que exigem uma alta
velocidade de operação. Pressione este botão
para LIGAR ["ON"] ou DESLIGAR ["OFF"] o
modo de energia.

Quando o botão seletor do modo de energia é


movido para a posição LIGADO ["ON"], a luz de
aviso situada acima dele ACENDE ["ON"].

Se você pressionar novamente o botão, ele


DESLIGA ["OFF"] e o modo de potência fica
desativado, retornando ao modo operacional Figura 48
normal.

NOTA: Ao girar o interruptor da ignição para a


posição “I” (LIGADO), o modo de
energia torna-se, automaticamente,
para “Modo Padrão.”

NOTA: Quando se regula o menu principal,


este botão é usado como permutador
(UP: ▲). Para mais detalhes, veja
”Modo de Seleção”.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-25


2. BOTÃO SELETOR DE MODO DE TRABALHO

O modo de trabalho é usado para controlar se a


escavadeira é operada no “Modo de
Escavação" ou “Modo de Valetadeira.”

Quando o botão seletor do modo de energia


estiver na posição LIGADO ["ON"], a luz de
aviso situada acima dele ACENDERÁ ["ON"] e
o “Modo de Valetadeira” é ativado. Este modo
de serviço é adequado para escavações leves
ou para fossos leves.

Quando se aperta novamente o botão de modo


escavadora, este DESLIGA ["OFF"] e o modo Figura 49
de valetadeira é desativado e a escavadeira
volta ao “Modo de Escavação.”

NOTE: Ao girar a chave de ignição para a


posição “I” (LIGADO), o modo de
trabalho torna-se, automaticamente,
“Modo de Escavação”.

NOTA: Quando se regula o menu principal,


este botão é usado como permutador
(DOWN: ▼). Para mais detalhes, veja
”Modo de Seleção”.

3. SELETOR AUTOMÁTICO DE MARCHA


LENTA

Quando está ativado o sistema automático de


MARCHA LENTA [“IDLE”], o motor reduz
automaticamente a velocidade para ”MARCHA
LENTA” [“IDLE”] aproximadamente 4 segundos
após todas as alavancas de comando estarem
na posição neutra. Este sistema foi projetado
para reduzir o consumo de combustível e o
ruído.

Quando o botão automático de marcha lenta se


encontra na posição LIGADO [“ON”], uma luz Figura 50
de aviso por cima dele ACENDE ["ON"].

Quando se volta a apertar o botão automático


de marcha lenta, este DESLIGA ["OFF"] e a
velocidade do motor volta à velocidade normal
regulada no comando e vai ficar assim, seja
qual for a posição da alavanca de comando, até
que o botão de velocidade do motor seja
movido.

NOTA: Quando se programa o menu principal,


este botão é usado como seletor
(ENTER: ). Para mais detalhes, veja
”Modo de Seleção”.

2-26 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


4. BOTÃO SELETOR DE VISUALIZAÇÃO

Este botão é usado para mudar a informação


apresentada na tela. A cada vez que se aperta
o botão de informação, a leitura digital muda.

NOTA: Ao programar o menu principal, este


botão é usado como botão de menu /
saída (ESC).

Figura 51

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-27


MÉTODO DE PROGRAMAÇÃO PARA MENU PRINCIPAL
Combinando os seletores de modo, as programações de informação sobre idioma, hora e filtro/óleo podem
ser verificadas. Se necessário pode-se introduzir alguma informação.

Figura 52

• Botão Seta para Cima (▲, 1 na Figura 52): Usado para mover um item do menu para ”Cima” ou para
a ”Esquerda”.
• Botão Seta para Baixo (▼, 2 na Figura 52): Usado para mover um item do menu para ”Baixo” ou
para a ”Direita”.

• Botão Enter ( , 3 na Figura 52): Usado para introduzir um menu ou apagar as horas de serviço do
filtro/óleo.
• Botão de Menu / Saída (ESC, 4 na Figura 52): Usado para acessar o menu principal ou voltar à tela
anterior a partir de cada sub-menu.

MENU PRINCIPAL

Quando se aperta o botão “ESC” mais do que 3


segundos, a tela do menu principal aparece. Os
itens do menu principal serão mostrados. São eles;

1. “Idioma” na página 2-29.

2. “Ajuste do Relógio” na página 2-29.

3. “Informação sobre Filtro/Óleo” na página 2-30.

A tela voltará à configuração normal, quando se


volta a pressionar a tecla ”ESC” durante mais de 1
segundo. Figura 53

Caso se demore mais do que 20 segundos em


qualquer menu, sem mudar de tela, este voltará à
configuração normal.

A seleção do menu pode ser alterada pressionando-se os botões “PARA CIMA” (▲) ou “PARA BAIXO” (▼).
O item selecionado do menu ficará realçado e um cursor aparecerá ao lado do elemento do menu.

Quando o item do menu estiver destacado, aperte ”ENTER” ( ) para entrar no sub-menu seguinte.

2-28 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


IDIOMA

Quando o cursor estiver na programação de idioma,


aperte ”ENTER” ( ) e depois aparecerá o sub-
menu de regulagem de idioma.

Você pode selecionar o idioma que desejar usando


os botões “PARA CIMA” (▲) ou “PARA BAIXO” (▼) .
A visualização pode ser definida para o idioma
desejado.

Pressione o botão “ENTER” ( ) para configurar o


idioma selecionado.
Figura 54
Caso se demore mais do que 20 segundos em
qualquer menu, sem mudar de tela, este voltará à
configuração normal.

AJUSTE DO RELÓGIO

Quando o cursor estiver em ”Programação do


Relógio”, aperte ”ENTER” ( ) e aparecerá em
seguida o sub-menu de programação do relógio.

Caso se demore mais do que 20 segundos em


qualquer menu, sem mudar de tela, este voltará à
configuração normal.

Figura 55

Método de Configuração

1. Mova o cursor para a parte desejada com a tecla ”ENTER” ( ).


2. Configure o horário usando os botões “PARA CIMA” (▲) ou “PARA BAIXO” (▼).
3. + (▲), - (▼): Aumento ou diminuição do número.

4. MOVER ( ): Confirme e mova o cursor para a parte seguinte.


5. ESC: Vá para o menu principal apertando por mais do que 1 segundo.

Zeragem “00” do Ponteiro de Minutos

1. Pressione simultaneamente os botões “ENTER” ( ) e “PARA CIMA” ▲).


2. Se os minutos visualizados forem 30 ou menos, o contador das horas vai marcar uma hora a menos.
3. Se os minutos visualizados forem mais de 30, o contador das horas vai marcar uma hora a mais.
4. Se o contador das horas marcar mais de 23, o dia vai ser aumentado.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-29


INFORMAÇÕES SOBRE FILTRO/ÓLEO

Quando o cursor estiver na informação de filtro e


óleo, aperte a tecla ”ENTER” ( ) e em seguida o
sub-menu de informação de filtro/óleo aparece.

Figura 56

Cada modo pode ser alterado apertando a tecla


”PARA CIMA” (▲) ou ”PARA BAIXO” (▼). Esta tela
indica as horas de serviço (hrs) do filtro e dos óleos.

Figura 57

Ordem de Visualização do Menu e Explicação dos Ícones

Figura 58

2-30 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Redefinição das Horas de Uso dos Filtros e do
Óleo

Após trocar um filtro ou o óleo, zere o indicador das


horas de uso (Hrs: 0000). Desse modo, você
poderá saber facilmente quando será necessário
fazer a próxima troca. As horas de uso só se
acumulam quando o motor está em funcionamento.

Pressione o botão “ENTER” ( ) no visor de


informações de filtros e óleos e aparecerá o visor de
redefinição.

Figura 59

Na tela de redefinição, a hora de manejo pode ser


mudada para zero hora (hrs: 0000) apertando
"ENTER" ( ).

Se o botão "ENTER" ( ) for apertado, a


redefinição será completada. Ao mesmo tempo, a
tela voltará ao menu anterior.

Se a tecla "ESC" for selecionada, a tela volta ao


menu anterior sem fazer a redefinição.

Apertando em ”ESC”, a tela passa para o menu


anterior.
Figura 60
Caso se demore mais do que 20 segundos no menu,
sem mudar a tela, este volta à visualização normal.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-31


PAINEL DE CONTROLE DO AQUECEDOR E AR
CONDICIONADO
LOCALIZAÇÃO DE CONTROLES E RESPIROS

Figura 61

O aquecedor e o ar condicionado são combinados em uma unidade localizada na tampa posterior do assento
do operador. Se necessário, o operador pode controlar a temperatura interna usando o painel de comando
instalado no suporte de comando do lado direito.

2-32 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PAINEL DE MANEJO

Figura 62

1. INTERRUPTOR DO AR CONDICIONADO E DAS VENTOINHAS 4. SELETOR DE SAÍDA DE AR

2. SELETORES DE VELOCIDADE DA VENTOINHA 5. SELETOR DE ENTRADA DE AR

3. INTERRUPTOR DE CONTROLE DA TEMPERATURA

Quando se seleciona um interruptor, o indicador LED deste interruptor ACENDE ["ON"] para indicar que o
interruptor está funcionando e emite um sinal sonoro de ativação.

Quando o interruptor das luzes for colocado na posição “I” ou “II”, o LED do painel de controle ACENDE
["ON"].

1. INTERRUPTOR DO AR CONDICIONADO E
DAS VENTOINHAS

A. Interruptor de DESLIGAR ["OFF"] – Este


interruptor é usado para comandar a
função de desligar o aquecimento e o ar
condicionado quando a ventoinha para.

B. Interruptor ”A/C" – Este interruptor é usado


para comandar a função de LIGAR
["ON"]/DESLIGAR ["OFF"] o ar
condicionado. Se não se selecionar uma
velocidade de ventoinha, o ar condicionado
não funciona. Quando o ar condicionado
começa a trabalhar, o indicador LED Figura 63
ACENDE ["ON"].

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-33


2. SELETORES DE VELOCIDADE DA
VENTOINHA

Estes interruptores são usados para controlar a


velocidade do ventilador de sopro.

A. Interruptor “BAIXA ["LO"] - Usado para


baixa velocidade

B. Interruptor “MÉDIA ["MID"] - Usado para


velocidade média

C. Interruptor “ALTA” ["HI"] - Usado para alta


velocidade
Figura 64
NOTA: Se você não selecionar uma velocidade
de ventilação, o aquecimento e o ar
condicionado não funcionarão.

3. INTERRUPTOR DE CONTROLE DA
TEMPERATURA

O controle da temperatura consiste de 24


etapas. Em cada 3 etapas um LED ACENDE
["ON"]. Sempre que for apertado, ele mudará as
etapas. Se pressionar o interruptor
continuamente, o controle altera continuamente.

A. Interruptor “FRIO” [“COOL”]- Baixa a


temperatura.

B. Posição “QUENTE” [“WARM”] - Sobe a


temperatura.
Figura 65
LED STATUS DE COR

LED verde - Ar condicionado. Todo verde,


ar condicionado funcionando no máximo.

LED vermelho - Aquecimento. Todo


vermelho, aquecimento funcionando no
máximo.

Quando usar a unidade só para Ar Condicionado, aperte ”A/C” e mude os LEDs para totalmente verde,
apertando o interruptor ”FRIO” [”COOL”].

Quando usar a unidade só para aquecer, mude os LEDs para totalmente vermelho, apertando o interruptor
”QUENTE” [“WARM”]. O interruptor "A⁄C" tem que estar DESLIGADO ["OFF"].

Para regular a temperatura desejada de ar vindo das saídas de ar, LIGUE ["ON"] o interruptor ”A/C” e
combine LEDs verdes e vermelhos, apertando o seletor de temperatura. Quanto maior for a quantidade de
LEDs verdes LIGADOS ["ON"], mais fria será a temperatura. Quanto mais LEDS vermelhos ACESOS ["ON"],
mais quente será a temperatura.

2-34 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


4. SELETOR DE SAÍDA DE AR

Estes interruptores são usados para selecionar


a posição de cada uma das saídas de ar.

Figura 66
A. Usado para direcionar o fluxo de ar para a
parte superior da cabine do operador, tanto
desde a parte da frente como da de trás.
Vai dirigir também o ar para a janela da
frente e os pés.

O injetor de descongelamento pode ser


aberto e fechado manualmente. Se
necessário o operador pode fechar este
injetor para aumentar a capacidade de
refrigeração à parte superior da cabine na
direção de seu rosto.

Figura 67

B. Usado para direcionar o fluxo de ar para a


parte inferior da cabine do operador e os
pés. Este modo é usado principalmente
para aquecer.

Figura 68
C. Usado para direcionar o fluxo de ar para a
parte superior da cabine do operador e
janela da frente.

O injetor frontal no painel de instrumentos


pode ser fechado ou aberto manualmente.
Se este injetor estiver fechado, o efeito de
descongelamento aumentará. Se
necessário, o operador pode fechar o
injetor de descongelamento para aumentar
a capacidade de refrigeração na direção de
seu rosto.

Figura 69

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-35


5. INTERRUPTOR DE SELEÇÃO DA
VENTILAÇÃO

A. Interruptor ”A” - Atira o ar fresco para o


compartimento do operador. Usado para
eliminar a condensação ou gelo das
janelas (Inverno / Estação chuvosa).

B. Posição "B" - Recircula o ar no interior do


compartimento do operador. Usado para
aquecer ou esfriar rapidamente a cabine do
operador.

FUNÇÃO DE MEMÓRIA DE MODO USADO Figura 70

O painel de controle do ar condicionado possui uma


função de memória. Assim que girar a chave de
ignição na posição “OFF” [DESLIGADO], os ajustes
do painel de controle serão armazenados na
memória. Sempre que se coloca uma escavadora
em funcionamento, é ativada a última configuração
usada.

INSTRUÇÕES ADICIONAIS DE MANEJO

Uma temperatura interior adequada no verão é de 5 a 6º C (10-12ºF) menos do que a temperatura verificada
no exterior.

Coloque o ar condicionado em funcionamento durante um período de 20 a 30 minutos por semana para


circular o refrigerante no sistema.

NOTA: O interruptor da ventilação deverá estar virado para a velocidade BAIXA [“LO”].

Limpe o filtro de 500 em 500 horas de serviço ou quando necessário, de acordo com as condições de serviço.
Substitua o filtro sempre que necessário.

Se operar o aquecimento ou o ar condicionado durante um período de tempo prolongado, acione o interruptor


de ventilação e quando fumar, ventile o ar para o exterior de modo a evitar eventuais irritações nos olhos.

2-36 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


ESTÉREO
PROGRAMAÇÃO DE CÓDIGO DE ÁREA E SEGURANÇA.

1. Programar Código de Área e Segurança

• Quando instalar a unidade.

• Quando substituir ou carregar a BATERIA.

2. Código de Segurança

• Uma combinação de quatro números.

3. Código de Área

• Área de código para regular a frequência

Código Área
1 AMERICA DO NORTE
2 EUROPA
3 AMERICA DO SUL/CENTRAL
4 COREIA, ÁSIA

4. O código de segurança e área é indicado num cartão de identidade ofertado, quando da compra da
máquina. Guarde este cartão em lugar seguro, como por exemplo o arquivo da máquina. Não guarde o
cartão na máquina.

ORDEM PARA PROGRAMAR CÓDIGO DE SEGURANÇA E ÁREA

1. LIGUE ["ON"] o interruptor de arranque.

2. Pressione o botão de acionamento [on/off] (1, Figura 71).

3. Surge o sinal (AF: --) no mostrador.

4. Programar o código de área (Use o botão pré-programador de estação 6, Figura 71).

NOTA: Nos EUA: (AF: ---) -> (AF: 1) (Pressione o botão pré-programador de estação Nº1).

5. (AF: 1) pisca duas vezes e (código: ---) surge intermitente.

6. Programe o código de segurança "1156" (Use o botão 6 da memória pré-programada, Figura 71).

7. Se o sinal FM 87.5 surgir no mostrador, a programação está concluída.

NOTA: Caso não programe o código de área e segurança, o estéreo não funciona.

NOTA: Se o interruptor estéreo montado no painel de interruptores da cabine não estiver LIGADO ["ON"],
o estéreo não funciona. Veja o capítulo “7. Comutador de Estéreo” na página 2-11 para saber
mais detalhes.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-37


PAINEL FRONTAL

Figura 71

1. BOTÃO DE ENERGIA / VOLUME 7. ABERTURA PARA O CASSETE


2. SELETOR DE MODO DE SOM 8. BOTÃO DE EJEÇÃO DO CASSETE
3. SELETOR DE FAIXAS 9. BOTÃO DE CASSETE E PROGRAMA
4. BAIXAR / SUBIR O VOLUME 10. LED DE AVISO DE SEGURANÇA
MEMÓRIA AUTOMATICA (AME) E BOTÃO
5. 11. BUSCA
PRÉ-SELECIONADO DE BUSCA
6. BOTÃO PRÉ-SELETOR DE ESTAÇÃO 12. LCD

1. BOTÃO DE CONTROLE DE ENERGIA / VOLUME

Corrente LIGADA ["ON"]: Aperte este botão para LIGAR ["ON"] o sistema de áudio.
Corrente DESLIGADA ["OFF"]: aperte este botão novamente para DESLIGAR ["OFF"] o sistema de
áudio.Todos os indicativos desaparecem do mostrador.
Quando o botão de comando é rodado no sentido horário (ou no sentido contrário) durante a operação
normal, o volume aumenta (ou diminui), o nível de volume aparece indicado no mostrador sob a forma de
valor numérico. Após a regulagem, o mostrador volta o seu aspecto inicial decorridos 5 segundos.
NOTA: O sistema de áudio funcionará no mesmo modo em que funcionou da última vez que esteve
ligado.

2. BOTÃO SELETOR DE MODO SOM

Para selecionar o modo áudio pretendido, aperte o seletor de modo som. Aparecerão no mostrador o
indicador de modo som e o seu valor numérico.
De cada vez que pressionar o botão, o modo som muda na sequência seguinte :
VOL [VOLUME] -> BAS [BAIXOS]-> TRE [AGUDOS]-> FAD [POTENCIÔMETRO]-> BAL [EQUILÍBRIO].
Quando acabar de selecionar o modo pretendido, regule o volume, rodando o botão de comando de
energia / volume (1).

2-38 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Controle de Baixos (Bass)

O controle de baixos serve para regular a qualidade do som baixo (baixa frequência).

1) Selecione o modo de controle de baixos através do seletor de modo som (2).

2) Quando o indicador ”BAS” [BAIXOS] aparecer no mostrador, rode o botão de volume (1) no sentido
horário para aumentar o tom baixo e no sentido contrário para diminuir. O nível do tom baixo
aparecerá indicado no mostrador sob a forma de valor numérico.

Controle de Agudos (TRE)

O controle de agudos é usado para regular a qualidade dos sons agudos (alta frequência).

1) Selecione o modo de controle de agudos através do seletor de modo som (2).

2) Quando o indicador ”TRE” [AGUDOS] aparecer no mostrador, rode o botão de volume (1) no sentido
horário para aumentar os agudos e no sentido contrário para diminuí-los. O nível dos agudos
aparecerá indicado no mostrador sob a forma de valor numérico.

Controle de Equilíbrio (BAL)

O controle de equilíbrio é usado para regular o volume dos alto-falantes da esquerda e da direita.

1) Selecione o modo controle de equilíbrio através do seletor de modo som (2).

2) Quando aparecer o indicador ”BAL” [EQUILÍBRIO] no mostrador, rode o botão do volume (1) no
sentido horário para aumentar o volume do alto-falante esquerdo.

3) Para diminuir o volume do alto-falante da direita, rode o botão do volume (1) no sentido anti-horário.

4) Quando aparecer o indicador numérico ”0” no mostrador, o volume dos alto-falantes da esquerda e
da direita está igual.

Controle do Potenciômetro (FAD)

Este modo não é usado nesta máquina como um modo de controle.

3. SELETOR DE FAIXAS

Aperte o seletor de faixas (3) para selecionar a faixa desejada. As faixas mudam na seguinte sequência:
FM1 -> FM2 -> AM -> LW.

4. SUBIR / DESCER SINTONIA

Procurar Sintonia:

Para uma busca rápida da próxima estação mais baixa, aperte o sintonizador descendente, botão (4) (9,
Figura 71) por mais de 0,5 segundo. Para uma busca rápida da próxima estação acima, aperte o
sintonizador ascendente, botão (4) (9, Figura 71) durante mais de 0,5 segundo.

Sintonia Manual:

Aperte o sintonizador, botão (4) para baixo ou para cima (9, Figura 71) por menos de 0,5 segundo para
aumentar ou diminuir a frequência. A frequência da faixa AM muda 9 kHz de cada vez, a frequência da
faixa LW muda 1 kHz de cada vez e a frequência da faixa FM muda 50 kHz de cada vez.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-39


5 & 6. MEMÓRIA AUTOMÁTICA E BOTÃO DE BUSCA EM MEMÓRIA / MEMÓRIA DE ESTAÇÕES
PRÉ- REGULADAS

Busca em memória:

Para ouvir a estação previamente sintonizada e colocada em memória nos botões de pré-sintonia,
pressione o botão de busca em memória (5) por menos de 2 segundos.

Na faixa FM (FM1ou FM2), todas as estações pré-sintonizadas e colocadas em memória nos botões de 1
a 6 na faixa FM1 ou FM2 serão ouvidas durante cerca de 5 segundos cada e uma após a outra. Na faixa
AM ou LW, todas as estações pré-sintonizadas e memorizadas nos botões de 1 a 6 da faixa AM ou LW
serão ouvidas durante cerca de 5 segundos cada e uma após a outra.
Enquanto estiver operando com esta função, a frequência e botão de pré-sintonia em questão
aparecerão no mostrador piscando.

Após percorrer todas as estações pré-sintonizadas, esta função cancela automaticamente e sintoniza a
estação que se estava ouvindo inicialmente antes de ter acionado esta função. Quando tiver sintonizado
a estação pretendida, aperte este botão novamente ou no pré-sintonizador correspondente para parar a
função de busca.

Memória automática:

1) Selecione a faixa desejada com o seletor de faixas (3).

2) Aperte a memória automática (5) por mais de 2 segundos. Depois, as estações mais fortes que
estiverem mais próximas são automaticamente colocadas por ordem memória nos botões de pré-
sintonia de 1 a 6.

3) Depois da memorização, todas as estações pré-sintonizadas passam pela busca em sequência e


durante 5 segundos cada. Após isto volta a sintonizar a estação que se estava ouvindo antes desta
operação.

Memória manual:

1) Selecione a faixa desejada com o seletor de faixas (3).

2) Sintonize a estação desejada com o sintonizador ascendente/descendente (4).

3) Pressione um dos 6 sintonizadores de pré-sintonia (6) por mais de 2 segundos. Aparece no


mostrador o número do sintonizador e em seguida a estação ficará memorizada.

Da mesma forma podem-se memorizar as estações desejadas nos 6 sintonizadores (6).

7. RANHURA DO CASSETE

Pressione o botão de energia (1) para ligar o sistema de áudio. Insira completamente um cassete na
ranhura respectiva com o lado pretendido virado para a direita. Depois o gravador começa a reproduzir o
cassete e aparece no mostrador o sinal ”PLAY” [REPRODUZIR].

8. EJETOR DO CASSETE

Para ejetar o cassete, pressione o botão ejetor (8). Depois disso, o modo passa automaticamente para o
rádio.

2-40 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


9. BOTÕES DE CASSETE E PROGRAMA

Avanço rápido

Para fazer avançar rapidamente o cassete, pressione o botão de avanço rápido (9, Figura 71). O
indicador de direção de curso da fita aparece piscando no mostrador. Quando a fita chega ao fim, é
automaticamente rebobinada e volta tocando desde o inicio do lado oposto. Para parar o avanço rápido,
pressione o botão de retrocesso (9, Figura 71).

Retrocesso

Para rebobinar a fita, pressione o botão de retrocesso (9, Figura 71). O indicador de direção de curso da
fita aparece piscando no mostrador. Quando a fita estiver completamente rebobinada, toca desde o inicio
desse lado. Para parar o movimento de retrocesso, pressione o botão de avanço rápido (9, Figura 71).

Programa

Para tocar o lado contrário da fita enquanto o outro está tocando, aperte o avanço rápido, aperte
simultaneamente o botão de avanço rápido (9, Figura 71) e de retrocesso (9, Figura 71).

NOTA: Quando a fita chega ao fim de um dos lados, vira automaticamente e toca o outro lado.

NOTA: Pressione o botão 'MTL" (metal tape button = botão de fita metálica) quando estiver tocando uma
fita de alta composição, como por exemplo uma fita de metal, de cromo, etc.
O indicador de fita metálica ”MTL” aparecerá iluminado no mostrador. Desligue esta função
quando for tocar uma fita normal.

10. LED DE AVISO DE SEGURANÇA

O LED de aviso de segurança pisca quando se retira a chave da ignição e desaparece quando se vira a
ignição na posição LIGADO ["ON"].

11. BUSCA

Para ouvir sequencialmente cada uma das estações existentes no menu de faixas normal durante 5
segundos cada uma.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-41


12. LCD

A. Indicador de direção de curso da fita


B. Indicador de faixa FM/AM
C. Indicador de que o FM Estéreo está ligado
D. Indicador de condição de Frequência /
Sinal de Fita / Nível de Áudio
E. Indicador de Memória Automática
F. Indicador de Fita Metálica
G. Indicador de Número Pré-sintonizado
H. Indicador de Estação FM Fraca
Figura 72
I. Indicador de Equilíbrio
J. Indicador de Pontenciômetro
K. Indicador de Agudos
L. Indicador de Baixos
M. Indicador de Volume

CUIDADOS COM O ESTÉREO

Não use um cassete com um tempo de reprodução


superior a C-90 (90 minutos). Evite o uso de
cassetes C-120 dado que as fitas são feitas de um
material mais fino que poderá partir ou prender
dentro do gravador do rádio.

Figura 73
Certifique-se de que as fitas se encontram
devidamente enroladas e apertadas. Se usar uma
fita frouxa, poderá vir a causar problemas no
gravador. No caso de a fita estar frouxa e folgada,
use um lápis ou um dispositivo semelhante para
enrolar e eliminar a folga.

Não use cassetes de baixa qualidade.

Figura 74

2-42 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Não guarde os cassetes nos locais abaixo indicados,
nem nas condições apresentadas. O não
cumprimento desta recomendação poderá provocar
danos ao cassete ou no próprio rádio.

• Exposição direta a raios solares.


• Locais úmidos.
• Locais poeirentos.
• Junto ao aquecedor ou às tomadas de
ventilação do aquecimento que emitem
calor.
• Junto aos alto-falantes ou outros
dispositivos com ímãs que produzem um Figura 75
campo magnético de grande intensidade
(válvulas solenóides).

Limpe periodicamente a cabeça de reprodução e o


rolete de compressão. Estes dispositivos
encontram-se permanentemente em contato com a
fita. Caso não sejam mantidos sempre bem limpos,
o rádio e o cassete poderão vir a sofrer danos.
Mantenha-os sempre limpos para obter um ótimo
rendimento e qualidade acústicos.

Figura 76

Se a cabeça de reprodução ficar suja, limpe-a com


a ajuda de um algodão macio através da abertura
do cassete.

Recomenda-se o uso de um cassete de limpeza,


para limpeza mais fácil e eficiente da cabeça de
reprodução, cabrestante e rolete de compressão.

Sempre que DESLIGAR ["OFF"] o rádio, não se


esqueça de retirar o cassete, pressionando o botão
de ejeção.

Quando não estiver usando um cassete, mantenha-


o guardado dentro da respectiva caixa de plástico.
Figura 77

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-43


CAIXAS DE FUSÍVEIS
Duas caixas de fusíveis (1 e 2, Figura 78) estão
localizadas junto ao lado esquerdo da caixa do
aquecedor. Os fusíveis evitam que os dispositivos
elétricos sofram sobrecargas ou curtos-circuitos.

No interior da caixa de fusíveis existe um adesivo


afixado que indica as funções e a amperagem de
cada fusível.

NOTA: Para mais detalhes consulte “Caixas de


Fusíveis" na página 4-57.

Na face interior da tampa da caixa de fusíveis


existem fusíveis sobressalentes.

Troque um fusível quando seu elemento se separar.


Se o novo fusível se queimar, verifique o circuito
protegido pelo mesmo e conserte-o.
Figura 78

ATENÇÃO!
Substitua sempre os fusíveis por outros do
mesmo tipo e capacidade para evitar avarias
elétricas. Caso contrário, pode resultar em
dano elétrico.

2-44 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DISPOSITIVOS ELÉTRICOS DIVERSOS

1. LUZ DA CABINE

No compartimento do operador encontra-se


instalada uma luz na parte posterior do lado
direito.

Aperte o botão de pressão para ACENDER


["ON"] a luz. Pressione o botão de novo para
DESLIGAR ["OFF"]. A luz funcionará
independentemente da posição da chave de
ignição.

NOTA: Se deixar a luz ACESA [“ON”] durante


um período de tempo prolongado sem
que o motor se encontre em Figura 79
funcionamento, a bateria vai
descarregar.

2. DISJUNTOR DO PILOTO

O disjuntor do piloto está instalado junto das


dobradiças do suporte esquerdo. Quando a
alavanca de segurança se levanta, o interruptor
desativa o mecanismo e as alavancas de
deslocamento. Com o mecanismo e as
alavancas de deslocamento desativadas não se
pode fazer nenhum trabalho de escavação.

Figura 80

3. DISJUNTOR

Na caixa da bateria encontra-se um disjuntor


principal. Este disjuntor dispara
automaticamente em caso de ocorrência de um
curto-circuito ou de sobrecarga no circuito.
Desta forma consegue-se evitar queima ou
danos a componentes elétricos.

Se o disjuntor disparar, verifique todos os


circuitos relacionados, já que existe alguma
anomalia no circuito elétrico.

Feita a manutenção, pressione o botão


vermelho para que o disjuntor volte a funcionar Figura 81
normalmente.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-45


4. ARO DO FUSÍVEL

Na caixa da bateria há um fusível.

Se o motor não virar, verifique em primeiro


lugar se a chave de ignição está na posição
“ON” [LIGADO] e se existe alimentação (todas
as luzes-piloto apagadas). Verifique se a parte
“A“ (Figura 82) do fusível não está quebrada ou
queimada. Substitua o fusível se estiver
danificado e investigue a causa.

Figura 82

2-46 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


AJUSTE DO ASSENTO

AVISO!
Sempre que o operador ou as condições de
manejo mudarem, confirme se a posição do
assento é adequada para as condições atuais
em que se encontra. Use sempre o cinto de
segurança enquanto opera o veículo. Ajuste o
apoio das costas de forma que o operador
possa alcançar completamente e operar os
pedais. Quando deslocar a alavanca de
segurança para a posição “LOCK” Figura 83
[TRAVADO], certifique-se em primeiro lugar de
que o apoio do braço esquerdo se encontra
completamente levantado até a posição
vertical.

1. AJUSTE PARA FRENTE/PARA TRÁS


(FIGURA 84)

Alavanca de retenção (1, Figura 84), levante-a,


enquanto empurra ou puxa o assento na
posição desejada. Assim que for alcançada a
posição do assento pretendida, liberte a
alavanca. O intervalo de ajuste é de 160 mm
(6.3 polegadas). Figura 84

2. AJUSTANDO A INCLINAÇÃO E ALTURA DO


ASSENTO (FIGURA 84)

Inclinação para Frente

Empurre a alavanca (2, Figura 84) para baixo


para ajustar a inclinação da parte dianteira do
assento.

Inclinação Traseira

Puxe a alavanca (2, Figura 84) para cima para ajustar a inclinação da parte traseira do assento.

Altura do Assento

É possível mover o assento para cima ou para baixo combinando os ajustes da alavanca de inclinação
traseira / dianteira. Ajuste o assento de acordo com a estatura do operador e as condições de trabalho.
O intervalo de ajuste é de 60 mm (2,4 polegadas).

3. AJUSTE DE PESO (FIGURA 84)

Gire o botão (3, Figura 84) para a direita para deixar a suspensão mais dura. Gire o botão para a
esquerda para deixar a suspensão mais macia. Ajuste a suspensão de acordo com o peso do operador,
verificando o mostrador do indicador de peso. A faixa de ajuste varia entre 50 e 120 kg (110 - 265 libras).

4. AJUSTE DA RECLINAÇÃO (FIGURA 84)

Puxar a alavanca do lado direito (4, Figura 84) para cima permite que as costas do assento sejam
deslocadas para frente ou para trás.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-47


5. DESLOCAR TODO O CONJUNTO DO ASSENTO PARA FRENTE OU PARA TRÁS (FIGURA 84)

Rodando a alavanca para a direita permite mover todo o assento (assento, alavanca de serviço,
alavanca de segurança) para frente e para trás. A amplitude de ajuste é de 140 mm (5.51 polegadas).

6. ÃNGULO DE AJUSTE DO APOIO DO BRAÇO


(FIGURA 85)

Para ajustar o ângulo do apoio esquerdo e


direito do braço roda-se um disco (6, Figura 85)
situado no fundo do apoio do braço. Sempre
que ajustar a inclinação, levante o apoio do
braço manualmente antes de rodar o botão.

7. APOIO PARA A CABEÇA (FIGURA 85)

O apoio para a cabeça (7, Figura 85) poderá


ser ajustado para frente/para trás e para
cima/para baixo. Desloque o apoio segurando
em ambos os lados ao mesmo tempo. Figura 85

2-48 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


CINTO DE SEGURANÇA

AVISO!
O cinto de segurança serve para garantir a segurança do operador e deve ser sempre usado. Antes
de conduzir a máquina, ajuste o assento na posição pretendida que garanta o máximo conforto e
um perfeito controle da máquina e em seguida aperte o cinto de segurança. Os cintos de segurança
deverão ser usados ao longo da região pélvica e ajustados em uma posição confortável e
aconchegada que possa diminuir a possibilidade e gravidade das lesões em caso de acidente.
Nunca aperte um cinto de segurança na região do abdômen.

De modo algum o operador deverá permanecer em pé na cabine enquanto opera a escavadeira.

Não ajuste a posição do assento enquanto o veículo estiver em movimento, pois essa situação
poderá resultar numa perda do controle da máquina. Pare a máquina, acione o freio de
estacionamento e só então ajuste o assento.

Verifique sempre as condições do cinto de segurança e da fivela do cinto antes de apertá-lo. Não
aperte o cinto caso este se encontre torcido. Substitua o cinto ou a fivela caso estes se encontrem
danificados ou gastos.

TRAVAMENTO E DESTRAVE DO CINTO DE


SEGURANÇA

Introduza a extremidade do cinto (1, Figura 86) na


ranhura da fivela (2). Puxe o cinto para confirmar se
a extremidade está bem encaixada na fivela.

Ajuste o comprimento do cinto de modo que fique


confortavelmente apertado na região pélvica do
operador.

Figura 86

Pressione o botão (3, Figura 87) localizado no


centro da fivela (2) e puxe o cinto para fora (1) para
desprendê-lo.

Figura 87

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-49


TETO SOLAR

AVISO!
Quando sair do assento do operador,
coloque a alavanca de segurança na
posição “LOCK” [TRAVADO] (Figura 88),
caso contrário pode ocorrer algum acidente
grave se você mover acidentalmente as
alavancas de serviço.

Figura 88

ABRINDO O TETO SOLAR

1. Abaixe a caçamba ao solo.

2. Coloque a alavanca de segurança (Figura 88)


na posição “LOCK” [TRAVADO].

3. Destrave o fecho (1, Figura 89) na parte central


dianteira do teto solar e empurre-o para cima
com a alça de apoio.

FECHANDO O TETO SOLAR


Figura 89
1. Abaixe a caçamba ao solo.

2. Coloque a alavanca de segurança (Figura 88)


na posição “LOCK” [TRAVADO].

3. Puxe o teto solar para baixo pela alça de apoio


(2, Figura 89) de modo que o fecho (1) possa
ser travado no respectivo suporte localizado na
estrutura do teto solar.

2-50 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


JANELAS DIANTEIRAS

AVISO!
Quando sair do assento do operador, coloque
a alavanca de segurança na posição ”LOCK”
[TRAVADO] (Figura 90), caso contrário pode
ocorrer algum acidente grave se você mover
acidentalmente as alavancas de serviço.

JANELA FRONTAL SUPERIOR

Estas janelas podem ser incorporadas na capota da


cabine. Figura 90

Abertura da Janela

AVISO!
Quando abrir a janela da frente, segure-a
contra o teto da cabine com a alavanca do
fecho esquerdo (1, Figura 91) para que não
caia.

1. Abaixe a caçamba ao solo.

2. Coloque a alavanca de segurança (Figura 90)


na posição “LOCK” [TRAVADO].
Figura 91
3. Ajuste o botão de controle de rotação do motor
para “LOW IDLE” [MARCHA LENTA]. Deixe
que o motor funcione em marcha lenta durante
3-5 minutos.

4. Pare o motor, rodando a chave para a posição


“O” (DESLIGADO) e retire a chave da ignição.

5. Desligue o conector do limpador de para-brisas


(1, Figura 92) do lado direito superior da parte
da frente da cabine.

Figura 92

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-51


6. Empurre as alavancas de desengate (1, Figura
93) de ambos os lados da janela da frente.
Desta forma você vai conseguir deslocar a
janela da frente.

Figura 93

7. Segurando os manípulos da janela (um no alto


e o outro no fundo da janela) puxe a janela para
cima e depois volte a puxá-la para baixo.
Certifique-se de que a janela se encontre fixa
com o trinco (1, Figura 94).

Figura 94

8. Puxe a alavanca do trinco (1, Figura 95) para


baixo até que o pino dela entre no buraco da
cabine.

Figura 95

2-52 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Fechar a Janela

AVISO!
Tenha cuidado para não ficar com as mãos
presas na estrutura da janela.

1. Abaixe a caçamba ao solo.

2. Coloque a alavanca de segurança (Figura 90)


na posição “LOCK” [TRAVADO].
Figura 96
3. Abra-a puxando a alavanca (1, Figura 96) para
cima (na direção da seta).

4. Agarrando no manípulo superior da janela da


frente com a mão direita, empurre a alavanca
de desengate (1, Figura 97) (na direção da
seta) para destravar o trinco (2).

5. Baixe lentamente a janela da frente para a


respectiva posição.

Figura 97

6. Empurre a janela da frente para a segurar com


as linguetas do trinco (1, Figura 98).

7. Ligue o conector do limpador de para-brisas 1,


Figura 92) do lado direito superior da parte da
frente da cabine.

Figura 98

JANELA FRONTAL INFERIOR

A janela frontal inferior pode ser removida e


guardada na traseira da cabine.

1. Após ter encostado a janela superior da frente


contra o teto da cabine, retire a janela inferior
na direção da seta. (Figura 99).

Figura 99

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-53


2. Coloque a janela inferior sobre os apoios de
borracha (1, Figura 100) localizados atrás do
assento do operador. Prenda a janela à cabine
com os botões esquerdo e direito (2).

Figura 100

TRINCO LATERAL DA
PORTA
1. O trinco lateral da porta (1, Figura 101) é usado
para prender a porta na parte lateral da cabine
quando ela é aberta.

NOTA: Quando a máquina não estiver sendo


usada, mantenha a porta fechada e
devidamente trancada.

Figura 101

2. Para soltar a porta da parte lateral da cabine,


empurre a alavanca do trinco (Figura 102) para
baixo. A alavanca do trinco está localizada
junto ao lado esquerdo do assento do operador.

Figura 102

2-54 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PORTAS E TAMPAS DE ACESSO DIVERSAS

PORTA LATERAL

Puxe o haste da hélice (1, Figura 103) para fora da


posição de encaxie e insira no buraco (2) para
segurar a porta lateral de acesso.

Figura 103

PORTA DA CAIXA DA BATERIA

Abra a porta e desloque a vareta de suporte (1,


Figura 104) ao longo da ranhura (2) até esta
prender no entalhe existente na extremidade da
ranhura.

Figura 104

COBERTURA DO MOTOR

Abra a capota e empurre a lingueta da hélice (1,


Figura 105) para a ranhura (2) para segurar a
cobertura.

Figura 105

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-55


COMPARTIMENTOS DE
ARMAZENAMENTO NA
CABINE
Encontram-se dois compartimentos de
armazenamento por trás do assento do operador.

O compartimento maior (1, Figura 106) possui uma


cobertura. Mantenha o Manual de Operação e
Manutenção guardado neste compartimento, de
forma que possa ser consultado durante a operação
da máquina ou realização de trabalhos de
manutenção. Figura 106

Mantenha os objetos de pequenas dimensões como


cassetes áudio, etc., na caixa pequena para objetos
pessoais (2, Figura 106).

Há uma caixa separada (1, Figura 107), no lado


direito do assento do operador.

Figura 107

CINZEIRO
Existe um cinzeiro (1, Figura 108) localizado no lado
direito do assento do operador junto à parte lateral
da cabine. Pressionar a extremidade do cinzeiro, faz
com que ele rode e abra. Feche sempre o cinzeiro
após apagar um cigarro.

Figura 108

2-56 CONTROLES DE OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DISPOSITIVO PARA
QUEBRAR O VIDRO EM
CASO DE EMERGÊNCIA
Esta escavadeira está equipada com um dispositivo
para quebrar o vidro da janela. Está localizado atrás
do banco do operador no canto superior direito da
cabine. Esta ferramenta poderá ser usada no caso
de uma situação de emergência em que seja
necessário quebrar o vidro da janela para sair da
cabine do operador. Segure firmemente o cabo e
use a ponta afiada para quebrar o vidro. Figura 109

AVISO!
Proteja os olhos quando quebrar o vidro.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção CONTROLES DE OPERAÇÃO 2-57


OPERAÇÃO

OPERAÇÃO DE UMA ESCAVADEIRA NOVA


Todas as escavadeiras DOOSAN são inspecionadas e ajustadas antes de saírem da fábrica. Entretanto, é
necessário que o operador siga estes passos durante o período inicial de uso. O descumprimento destes
passos pode resultar em danos ao equipamento ou desempenho reduzido.

HORA CARGA
Mantenha mais ou menos 80% da capacidade máxima de carga (rpm do
Para as primeiras 50 horas.
motor: 80% da rpm nominal)
Após as primeiras 50 horas. Carga máxima

Se a máquina for usada em carga máxima antes do período de amaciamento, poderá afetar seu ciclo de vida
e a realização de operações em condições de segurança. Isso pode causar problemas futuros.

NOTA: 1. Verifique diariamente a existência de eventuais vazamentos de liquido de arrefecimento, óleo


do motor e óleo hidráulico.
2. Inspecione diariamente todos os lubrificantes e, se necessário, adicione os lubrificantes
apropriados.
3. Durante a operação, controle todos os instrumentos e manômetros de tempos em tempos.
4. Evite submeter o motor a cargas extremas.
5. Opere a unidade a 80% da carga até que o motor e os outros componentes estejam na
temperatura de funcionamento.
6. Verifique se o acessório frontal funciona normalmente durante a operação da máquina.
7. Verifique se a máquina apresenta quaisquer peças frouxas ou se sofreu eventuais danos
durante o transporte.
8. Verifique se existem terminais ou fios frouxos, verifique as condições de funcionamento dos
medidores e o nível da solução da bateria.

LUBRIFICAÇÃO E FILTROS

1. Mude o óleo do motor e substitua o elemento do filtro de óleo após decorridas as primeiras 50 horas.

2. Limpe o filtro de retorno do óleo hidráulico após as primeiras 250 horas.

3. Mude o filtro de linha hidráulico após as primeiras 250 horas de serviço.

4. Torque o óleo das engrenagens de deslocamento e redução após as primeiras 250 horas.

NOTA: Para o reabastecimento de óleo ou graxa lubrificante, consulte a seção “Inspeção, Manutenção e
Ajuste” na página 4-1 deste manual de instruções.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-1


PARTIDA E PARADA DO MOTOR
INSPEÇÃO ANTES DE LIGAR O MOTOR

AVISO!
Caso materiais inflamáveis como folhas secas, papel, etc. se acumulem sobre os componentes a
elevadas temperaturas, tais como o turbo ou o silenciador do motor, poderá ocorrer um incêndio. O
vazamento de combustível, líquidos de lubrificação e óleos hidráulicos também poderão causar um
incêndio. No caso de algum problema, faça a ação corretiva adequada.

Antes de dar partida no motor, inspecione os seguintes itens:

1. Sistema elétrico - Verifique se existem cabos elétricos danificados e conectores frouxos ou faltando.
2. Sistema de combustível - Drene a água e os sedimentos do tanque de combustível e do separador de
água.
3. Sistema hidráulico – Verifique possíveis vazamentos de óleo hidráulico, tubos e mangueiras danificados
e pontos de interferência entre os componentes.
4. Lubrificação - Faça todos os serviços de manutenção periódica e diária. Faça os serviços de acordo com
as leituras do contador de horas.
5. Segurança - Dê uma volta de inspeção ao redor da máquina. Antes de colocar o motor em movimento,
assegure-se de que ninguém se encontre embaixo da máquina ou efetuando um trabalho de
manutenção.
6. Após colocar a máquina em funcionamento - Verifique se todos os componentes e controles de operação
estão em condições de operação adequadas e funcionando corretamente. Interrompa a operação da
máquina e solucione qualquer defeito, antes de continuar o trabalho.

VERIFICAÇÕES OPERACIONAIS ANTES DE


LIGAR O MOTOR

AVISO!
Quando deixar o assento do operador,
coloque a alavanca de segurança na posição
“LOCK” [TRAVADO] (Figura 1), caso contrário
poderá acontecer um acidente grave devido a
deslocamento acidental das alavancas de
controle.

1. Coloque a alavanca de segurança na posição Figura 1


“LOCK” [TRAVADO] (Figura 1).

2. Aperte o cinto de segurança. Verifique se o


cinto está em condições de funcionamento e
operação adequadas.

3. Não se esqueça de colocar todas as alavancas


de controle na posição “NEUTRAL" [NEUTRO].

NOTA: Tenha cuidado para não tocar em


nenhum interruptor quando funcionar o
motor.

3-2 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


4. Gire a chave de ignição para a posição
“I“ (LIGADO) (Figura 2). Verifique todas as
luzes-piloto. Após 2 segundos, todas as luzes
deverão se APAGAR ["OFF"], exceto as
seguintes:

• Medidor da temperatura do líquido


arrefecedor do motor.
• Luz de aviso de carga da bateria
• Medidor do nível de combustível
• Luz de aviso da pressão do óleo do motor
• Rotação do motor (0 rpm)
Figura 2
NOTA: Se todas as luzes-piloto permanecerem
APAGADAS ["OFF"] ao girar a chave de
ignição pela primeira vez, então existe
um problema.

Uma sirene de aviso vai soar durante cerca de 2


segundos.

O som do motor de controle do motor poderá


ser escutado enquanto roda na posição de
arranque certa.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-3


PARTIDA DO MOTOR

AVISO!
Coloque o motor em funcionamento após acionar a buzina e de se certificar de que não exista
nenhuma pessoa ou obstáculo na área de trabalho.

1. Siga todos os passos descritos em


“Verificações Operacionais Antes de Dar
Partida no Motor” na página 3-2.

2. Coloque o botão de controle de rotação do


motor ligeiramente acima da posição “LOW
IDLE” [MARCHA LENTA] (Figura 3).

3. Acione a buzina.

Figura 3

4. Gire a chave de ignição para – a posição


“START” [PARTIDA] (Figura 4). O motor deve
funcionar em aproximadamente 5 segundos.

AVISO!
Se o motor não funcionar após 15 segundos,
solte a chave de ignição. Aguarde cerca de 5
minutos e repita a operação acima.

Figura 4
5. Depois que o motor funcionar, solte a chave. A
chave retorna à posição “I“ (LIGADO) (Figura 5).

6. Siga os procedimentos descritos na seção


“Aquecimento do Sistema Hidráulico” na página
3-10.

Figura 5

3-4 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


7. Após aquecer a unidade, verifique todos os
indicadores de operação para confirmar se
todos os sistemas do motor (pressão do óleo,
líquido arrefecedor, etc.) se encontram dentro
dos valores de operação normais. No caso de
se detectarem eventuais anomalias, pare o
motor. Os indicadores normais são:

Figura 6

LEITURAS DOS
LUZ OU MEDIDOR NO PAINEL DE INSTRUMENTOS
INDICADORES
MEDIDOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO DO MOTOR ZONA VERDE

MEDIDOR DE COMBUSTÍVEL ZONA VERDE

LUZ DE AVISO DE CARGA DA BATERIA DESLIGADO

LUZ-PILOTO DA PRESSÃO DO ÓLEO DO MOTOR DESLIGADO

LUZ DE AVISO DE PRÉ-AQUECIMENTO COMPLETO DESLIGADO

LUZ DE AVISO DE BLOQUEIO DO FILTRO-PILOTO DESLIGADO

LUZ DE AVISO DE OBSTRUÇÃO DO FILTRO DE RETORNO DESLIGADO

LUZ DE AVISO DE OBSTRUÇÃO DO FILTRO DE AR DESLIGADO

8. Verifique a coloração do gás do escapamento do motor.

• Incolor ou azul claro - O motor encontra-se em boas condições.


• Preto - Combustão incompleta. Verifique qual a causa do ocorrido.
• Branco ou azul escuro - O motor está queimando óleo. Verifique qual a causa do ocorrido.

9. Verifique se o motor apresenta vibrações ou ruídos estranhos. Em caso afirmativo, verifique a que se
devem essas irregularidades.

NOTA: Se o ponteiro do manômetro de temperatura do líquido arrefecedor do motor estiver na zona


vermelha enquanto o motor estiver em funcionamento, faça o seguinte: Interrompa os trabalhos e
deixe o motor funcionar em marcha lenta. Abra a tampa do compartimento do motor para garantir
uma boa ventilação. Assim que o ponteiro do manômetro de temperatura regresse à zona verde,
pare o motor. Após o motor ter esfriado, verifique o nível do líquido arrefecedor, a existência de
eventuais vazamentos, lâminas do radiador sujas ou obstruídas (núcleo do radiador) e a tensão
das correias da ventoinha.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-5


PARTIDA EM TEMPO FRIO

AVISO!
NÃO USE FLUIDOS AUXILIARES DE PARTIDA. O sistema de pré-aquecimento poderá provocar a
explosão do fluido auxiliar de partida. Fluidos de partida nunca devem ser usados.

1. Siga todos os passos descritos na seção


“Verificações de Operação Antes de Dar
Partida no Motor“.

2. Coloque o botão de controle de rotação do


motor ligeiramente acima da posição “LOW
IDLE” [MARCHA LENTA] (Figura 7).

3. Acione a buzina.

Figura 7

4. Gire a chave de ignição para – a posição


“PREHEAT” [PRÉ-AQUECIMENTO] (Figura 8).
Mantenha-a nesta posição, durante cerca de 19
segundos. Quando o ciclo de pré-aquecimento
estiver completo, a luz-piloto de ciclo de pré-
aquecimento completo (1, Figura 9) ACENDE
["ON"].

Figura 8

Figura 9

3-6 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


5. Após o término de pré-aquecimento ACENDER
["ON"], gire imediatamente a chave de ignição
para a posição (START) [PARTIDA]
(Figura 10). O motor deve funcionar em
aproximadamente 5 segundos.

AVISO!
Se o motor não funcionar após 15
segundos, solte a chave de ignição.
Aguarde cerca de 5 minutos e repita a
operação acima.
Figura 10
6. Depois que o motor funcionar, solte a chave. A
chave retorna à posição “I“ (LIGADO) (Figura
11).

7. Depois que o motor funcionar, verifique todos


os indicadores de funcionamento para
confirmar se todos os sistemas do motor
(pressão do óleo, líquido arrefecedor, etc.) se
encontram dentro dos valores de operação
normal. No caso de se detectarem eventuais
anomalias, pare o motor.

8. Siga os procedimentos para o “Pré-


aquecimento do Sistema Hidráulico“ descritos
nesta seção. (Verifique a página 3-10)
Figura 11

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-7


DANDO PARTIDA COM UM CABO AUXILIAR

AVISO!
1. As baterias que estejam sendo usadas ou
carregadas produzem um gás explosivo.
Mantenha chamas ou faíscas longe da
área das baterias.
2. Carregue as baterias num espaço bem
arejado.
3. Use óculos de proteção sempre que
acionar a máquina com cabos de partida
auxiliar. Figura 12
4. Procedimentos incorretos de partida
auxiliar podem provocar uma explosão e
consequente ferimento.
5. A partida auxiliada de veículos deve ser
feita sobre uma superfície seca ou de
concreto. Não acione a máquina com
partida auxiliar sobre um piso de aço, pois
está aterrado permanentemente.
6. Quando der a partida na máquina com
ajuda de outra, assegure-se de que as
máquinas não se toquem.
7. Sempre conecte em primeiro lugar, o
terminal positivo (+) da bateria auxiliar ao
terminal positivo (+) da bateria
descarregada. Em segundo lugar, conecte
o terminal negativo (-) da bateria auxiliar
ao chassiss da máquina com a bateria
descarregada.
8. Ao instalar os cabos, ligue em primeiro
lugar o cabo positivo e, antes de retirá-
los, desligue primeiro o cabo negativo.

IMPORTANTE
O sistema elétrico é de 24V (-) com aterramento negativo. Use baterias auxiliares de 24V com a
mesma capacidade ao acionar o motor com bateria auxiliar.

Se as baterias se descarregarem durante os procedimentos de partida, acione o motor com bateria auxiliar
como a seguir:

3-8 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Conexão das Baterias Auxiliares

1. Pare o motor da máquina onde as baterias


auxiliares estão montadas.

2. Conecte uma extremidade do cabo vermelho (1,


Figura 13) ao terminal positivo (+) das baterias
da máquina (4) e a outra extremidade ao
terminal positivo (+) das baterias auxiliares.

3. Conecte uma ponta do cabo preto (2, Figura


13) ao terminal negativo (-) das baterias
auxiliares (3) e, em seguida, faça o aterramento
na estrutura superior (5) da máquina a ser
acionada, com a outra ponta do cabo (-) preto Figura 13
(2, Figura 13). Ao fazer a conexão final à
estrutura superior, assegure-se de que conecta
a ponta do cabo o mais distante possível das
baterias da máquina. NÃO CONECTE O
CABO DIRETAMENTE AO TERMINAL
NEGATIVO DA BATERIA.

4. Dê partida no motor.

Como Desligar as Baterias Auxiliares

1. Desconecte em primeiro lugar o cabo negativo


(-) preto (2, Figura 13) do quadro do chassis da
máquina (5).

2. Desconecte a outra ponta do cabo negativo (-)


preto (1, Figura 13) das baterias auxiliares (3).

3. Desconecte o cabo positivo (+) vermelho (1,


Figura 13) das baterias auxiliares (3).

4. Desconecte o cabo positivo (+) vermelho (1,


Figura 13) das baterias da máquina.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-9


AQUECIMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO

AVISO!
Se houver algum problema ou operação irregular, pare imediatamente o motor. Deixe que a
escavadeira atinja a temperatura de operação normal antes de reiniciar o trabalho, especialmente
em baixa temperatura.

A temperatura correta de funcionamento do óleo hidráulico é de 50° – 80°C (120° –175°F). Não se esqueça
de fazer todos os procedimentos abaixo descritos no que diz respeito ao aquecimento do fluido hidráulico.

1. Deixe o motor funcionar durante


aproximadamente 5 minutos ajustado a uma
rotação média, sem carga.

Figura 14

2. Coloque a alavanca de segurança (1, Figura


15) na posição “UNLOCK” [DESTRAVADO].

Figura 15

3. Acione lentamente os cilindros da lança, braço


e caçamba por mais ou menos cinco vezes
sem carga para que o óleo circule através do
sistema. Faça isso por 5 minutos.

4. Verifique o espaço livre existente e levante


totalmente o equipamento frontal. Gire 3 voltas
completas no sentido horário. Em seguida gire
3 voltas completas, no sentido anti-horário.

5. Desloque a máquina lentamente para frente e


para trás enquanto gira duas vezes a coroa da
esteira.

Figura 16

3-10 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PRÉ-AQUECIMENTO DO SISTEMA HIDRÁULICO
– BAIXA TEMPERATURA

1. Deixe o motor funcionar em “LOW IDLE”


[MARCHA LENTA] durante 5 minutos (Figura
17).

Figura 17
2. Deixe o motor funcionar durante
aproximadamente 5 minutos ajustado a uma
rotação média, sem carga (Figura 18).

Figura 18

3. Coloque a alavanca de segurança (1, Figura


19) na posição “UNLOCK” [DESTRAVADO].

Figura 19

4. Acione lentamente os cilindros da lança, braço


e caçamba por mais ou menos cinco vezes
sem carga para que o óleo circule através do
sistema. Faça isso por 5 minutos.

Figura 20

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-11


5. Coloque o botão de controle de rotação do
motor em “HIGH IDLE” [MARCHA
ACELERADA EM VAZIO] (Figura 21).

6. Repita o Passo 4 durante 5 minutos. Se as


velocidades de trabalho continuarem lentas,
continue operando a máquina com extremo
cuidado, pois seu funcionamento pode ser
errático.

7. Verifique o espaço livre existente e levante


totalmente o equipamento frontal. Gire
lentamente no sentido horário 3 voltas
completas. Gire lentamente no sentido anti-
horário 3 voltas. Figura 21

8. Desloque a máquina lentamente para frente e


para trás enquanto gira duas vezes a coroa da
esteira.

DESLIGAMENTO DA MÁQUINA

NOTA: Deixe o motor funcionar em marcha


lenta durante 3 - 5 minutos antes de
pará-lo.. Se não deixar o motor
funcionar em marcha lenta, ele pode
superaquecer e se danificar. Deixar o
motor em marcha lenta permite a
dissipação do calor.

Figura 22

1. Estacione a escavadeira sobre uma superfície


plana e firme.

2. Abaixe o equipamento frontal ao chão e


assegure-se de que todos os controles
operacionais estejam em “NEUTRAL”
[NEUTRO].

Figura 23

3-12 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


3. Coloque a alavanca de segurança na posição
"LOCK" [TRAVADO] puxando-a (Figura 24).

Figura 24

4. Coloque o botão de controle de velocidade do


motor na posição “LOW IDLE” [MARCHA
LENTA] (Figura 25). Deixe que o motor
funcione em marcha lenta durante 3-5 minutos.

Figura 25

5. Desligue o motor girando a chave para a


posição “O” [DESLIGADO] (Figura 26).

6. Remova a chave da ignição.

VERIFICAÇÃO E CONFIRMAÇÃO APÓS A


PARADA DO MOTOR

1. Conserte a escavadeira se houver vazamentos


de óleo ou liquido de arrefecimento.

2. Inspecione o acessório frontal e o material


rodante quanto a aparência anormal. Corrija
eventuais problemas. Figura 26

3. Encha o tanque de combustível.

4. Remova eventuais depósitos de material


inflamável, tais como folhas secas, papéis, etc.
do compartimento do motor.

5. Limpe todos os vestígios de lama, etc. do


material rodante e das esteiras. Assegure-se de
que todos os degraus e corrimãos estejam
limpos e que o compartimento do operador
também esteja limpo.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-13


ALAVANCA DE SEGURANÇA

AVISO!
Sempre que parar o motor ou deixar o assento do operador, coloque a alavanca de segurança na
posição “LOCK” [TRAVADO], caso contrário poderão ocorrer acidentes graves devido a
movimento acidental das alavancas de controle de deslocamento e de direção.
Sempre que deixar o assento do operador, assegure-se de que o motor esteja parado e que a
alavanca de segurança esteja na posição “LOCKED” [TRAVADO].

Tenha cuidado para não deslocar a alavanca de manejo quando aciona ou destrava a alavanca de segurança.

1. Puxe a alavanca de segurança (Figura 27) para


cima de modo a permitir que o console de
controle do lado esquerdo seja acionado até a
posição "LOCK" [TRAVADO]. Certifique-se de
que a alavanca de segurança se encontre na
posição elevada – "LOCK" [TRAVADO].
Quando a alavanca de segurança está na
posição “LOCKED” [TRAVADO], o movimento
de deslocamento e giro do acessório frontal
será totalmente desativado mesmo que se
acione uma alavanca.

NOTA: Abaixe a caçamba (acessório frontal) ao


chão. Coloque todos as alavancas de
controle em "NEUTRAL" [NEUTRO] e Figura 27
pare o motor.

2. Antes de iniciar o trabalho, coloque a alavanca


de segurança (1, Figura 28) na posição
“RELEASE/UNLOCK [SOLTAR/DESTRAVAR],
puxando-a para cima antes de iniciar o trabalho.

NOTA: Quando o motor não está em


funcionamento, mas a alavanca de
segurança está na posição
“REALEASED” [SOLTO] e a chave da
ignição está na posição “ON” [LIGADO],
mover as alavancas (joysticks) de
trabalho pode resultar em movimento da
máquina. Os acumuladores carregados
no sistema irão fornecer a pressão
piloto que possibilitará o movimento do Figura 28
carretel da válvula de controle.

3-14 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DESLOCAMENTO

AVISO!
1. Antes de acionar as alavancas de deslocamento, assegure-se de que sabe em que direção a
máquina está apontando. Olhe na extremidade dos conjuntos de esteiras. Se os motores de
deslocamento estiverem visíveis do assento do operador é sinal de que você está olhando para
a extremidade traseira do conjunto da esteira (portanto, está olhando para trás). Neste caso, a
resposta das alavancas de deslocamento será ao contrário da operação normal.
2. Antes de movimentar a máquina, assegure-se de que não haja ninguém no caminho, nem na
máquina. Acione a buzina para alertar os trabalhadores de que vai movimentar a máquina.
3. Assegure-se de que o caminho esteja livre durante o deslocamento.
4. Tenha muito cuidado quando inverter o sentido de deslocamento. Assegure-se de que o
caminho atrás da máquina esteja livre.
5. Não se esqueça de operar suavemente as alavancas de controle de deslocamento, para evitar
partidas e paradas bruscas.
6. Antes de deixar o assento do operador, não se esqueça de bloquear todos os sistemas de
controle e parar o motor para evitar ativação acidental.

CONTROLE AUTOMÁTICO DA VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO

AVISO!
Não mude o modo de deslocamento com a máquina em movimento. Use sempre o modo de
velocidade “0” ao descer uma encosta. É extremamente perigoso passar para modo de velocidade
“I” ou “II“ enquanto se desce uma encosta. Mude o modo de deslocamento somente quando a
máquina estiver completamente parada.

Duas velocidades de deslocamento podem ser


selecionadas no seletor de velocidade existente no
painel de controle (Figura 29).

Posição “O” (BAIXA) – Nesta posição, é


selecionada uma velocidade de deslocamento lenta
e um torque mais alto.

“I” (ALTA) – Nesta posição, é selecionada uma


velocidade de deslocamento alta e um torque menor.

“II” (AUTOMÁTICA) – Com o controle na posição “II”


pode-se mudar automaticamente para outra faixa de
velocidade. Esta alteração ocorre automaticamente
dependendo da pressão do óleo hidráulico no Figura 29
circuito de deslocamento. Quando a pressão
hidráulica aumenta, a velocidade de deslocamento
é reduzida automaticamente. Por exemplo, quando
a máquina se desloca sobre uma superfície plana e
firme, deve-se usar a faixa de velocidade mais alta.
Quando se depara com um declive, a velocidade
diminui e a pressão hidráulica no circuito de
deslocamento aumenta, fazendo com que o circuito
de controle passe para o torque mais alto e uma
opção de velocidade de deslocamento mais lenta.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-15


INSTRUÇÕES GERAIS DE DESLOCAMENTO

1. Coloque o botão de controle de rotação do


motor (Figura 30) na rotação desejada.

Figura 30

2. Coloque a alavanca de segurança na posição


“UNLOCK” [DESTRAVADO] e dobrando o
implemento frontal, levante-o 40-50 cm (15-19
pol.) acima do solo. Consulte a Figura 31.

Figura 31

3. Sempre que possível, desloque-se sobre uma


superfície plana e firme. Evite movimentos
bruscos e curvas fechadas.

4. Em terreno acidentado, desloque-se em baixa


velocidade [1,0-1,5 km/hora (0,62 – 0,93 mph)].
Use baixa rotação do motor para evitar choque
de cargas ao equipamento. Cuide para que o
equipamento não seja forçado ao bater ou
passar por sobre obstáculos

5. Em terrenos acidentados, gelados ou desiguais


desloque-se lentamente.

Figura 32

3-16 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


AVISO!
Durante o deslocamento mantenha a caçamba
a 200-300 mm (8-12 pol.) acima do solo.
Não se desloque de ré em uma encosta.
Nunca vire ou se movimente diagonalmente a
uma encosta.
Antes de subir uma encosta, escolha um
percurso alternativo seguro.
Se a escavadeira começar a deslizar ou a
perder estabilidade, abaixe imediatamente a
caçamba ao solo usando-a como freio. Figura 33
Evite trabalhar em superfícies inclinadas, pois
existe o perigo de a escavadeira virar para trás
devido à perda de estabilidade resultante da
rotação e operação do acessório frontal para
execução do trabalho.
É extremamente perigoso girar o acessório
frontal no sentido da base da encosta com a
caçamba carregada.
Em situações em que não seja possível evitar
a execução dos trabalhos numa superfície
inclinada, elimine o desnível do terreno
usando terra, de forma que o veículo fique o
mais horizontal possível. Consulte a Figura 33.
Não movimente a escavadeira em encostas
com inclinação maior que 30°, devido ao
perigo de a máquina capotar.

Figura 34 Figura 33

6. Para subir ou descer uma encosta faça-o sempre em linha reta e nunca diagonalmente à superfície da
encosta. Consulte as Figuras 34 e 35. Estenda o braço e abaixe a lança de forma a manter a caçamba a
uma altura de 20 a 30 cm (8 a 12 polegadas) acima do solo. Se a máquina começar a deslizar ou a
perder estabilidade, abaixe a caçamba para recuperar o controle. Se o motor afogar, abaixe a caçamba,
assegure-se de que todos os controles estejam na posição neutra e acione novamente o motor.

NOTA: Quando a máquina estiver numa encosta, mesmo que o motor pare, não acione o controle de
giro. Os acumuladores hidráulicos poderão fazer com que a unidade gire.

NOTA: Numa encosta não abra ou feche a porta do compartimento do operador. Assegure-se de que a
porta esteja devidamente trancada.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-17


7. No caso de acúmulo de sujeira ou lama na
armação da esteira, levante cada uma das
esteiras e gire a unidade para limpar essa
esteira.

ATENÇÃO!
Sempre que usar a lança e o braço para
levantar qualquer parte da máquina, gire a
caçamba até que sua base arredondada
fique encostada ao solo. O ângulo entre o
braço e a lança deve ser de 90°.
Figura 36
Assegure-se de que o material acumulado
tenha sido devidamente retirado. Consulte as
Figuras 36 e 37.

8. A escavadeira poderá movimentar-se sobre


água desde que a altura desta não exceda a
parte de cima dos roletes da estrutura superior.
Assegure-se de que o piso seja firme, de modo
que a máquina não afunde. Consulte “Trabalho
em Água” na página 3-29.

NOTA: Se a máquina ficar submersa até um


ponto em que água ou lama entrem nos
rolamentos de giro ou na junta central,
interrompa a operação. Remova a
máquina do local onde está para uma Figura 37
superfície seca e firme. Não volte a
operar a máquina enquanto não for
devidamente inspecionada e submetida
ao trabalho de manutenção adequado.
Consulte o Manual de Oficina ou entre
em contato com seu distribuidor.

OPERAÇÃO DA ALAVANCA DE CONTROLE DE


DESLOCAMENTO

1. Para deslocar a máquina em linha reta (Figura


38), acione ambas as alavancas/pedais de
controle de deslocamento completamente para
frente ou para trás. Quanto mais pressão nas
alavancas/pedais, maior a velocidade de
deslocamento.

NOTA: “X“ é a extremidade da esteira com a


roda dentada.

Figura 38

3-18 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


2. As curvas pivotantes (Figura 39) são feitas
girando apenas uma das esteiras para frente ou
para trás. A máquina executará o movimento
de pivotamento na esteira que está parada.

NOTA: “X“ é a extremidade da esteira com a


roda dentada.

Figura 39

3. A rotação em torno do próprio eixo (Figura 40)


é executada girando uma das esteiras para
frente e a outra para trás. A máquina gira ao
redor do seu ponto central, isto é, contra-
rotação.

NOTA: “X“ é a extremidade da esteira com a


roda dentada.

Figura 40

4. Parada de deslocamento (Figura 41) - Ao


colocar de novo as alavancas de controle de
deslocamento na posição neutra aplicam-se
automaticamente os freios e a escavadeira
para.

NOTA: “X“ é a extremidade da esteira com a


roda dentada.

Figura 41

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-19


INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO
CONTROLE DE VELOCIDADE DA MÁQUINA

A rotação do motor pode ser ajustada manualmente


usando-se o botão de controle de rotação do motor.
Para aumentar a rotação, basta girar o botão de
controle no sentido horário. Para diminuir a rotação
do motor gire o botão de controle no sentido anti-
horário.

IMPORTANTE
O sistema de controle de rotação do motor foi
ajustado na fábrica e dispensa mais ajustes
além da manutenção de rotina. Figura 42

Se o sistema de controle de rotação do motor


apresentar algum dano elétrico, o sistema de
aceleração do motor pode ser ajustado para
operação manual. Use o seguinte procedimento:

IMPORTANTE
Se a rotação do motor for ajustada manualmente, o equipamento não vai funcionar em sua
capacidade ideal. Para eventuais reparos, entre em contato com um distribuidor autorizado
DOOSAN ou um centro de assistência técnica.

1. Estacione em superfície firme e uniforme.


2. Abaixe a caçamba ao solo.
3. Coloque a alavanca de segurança na posição
“LOCK” [TRAVADO].
4. Ajuste o botão de controle da rotação do motor
em “LOW IDLE” [MARCHA LENTA]. Deixe que
o motor funcione em marcha lenta durante 3-5
minutos.
5. Desligue o motor. Remova a chave da ignição.
6. Coloque um aviso com a indicação “NÃO
ACIONAR“ na alavanca de controle direita.
7. Desconecte o cabo de controle (1, Figura 44) Figura 43
removendo a porca e a arruela de pressão (2) e
soltando as porcas (3) que prendem o cabo ao
suporte.
8. Remova a porca e a arruela de pressão (5, Figura 44) do cabo de controle manual do motor (4) e solte
as porcas (10) que prendem o cabo ao suporte. Prenda a junta esférica do cabo de controle manual do
motor no orifício (6) usando uma porca e uma arruela de pressão (5) e fixe-a na ranhura (11) apertando
as porcas (10).
9. Dê partida no motor.
10. A rotação do motor pode ser visualizada no painel de instrumentos, pressionando o botão “DISPLAY”
[VISUALIZAR].

3-20 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


11. Na traseira do suporte de controle esquerdo na cabine há um controle de aceleração com paquímetro. O
controle de aceleração consiste de um dispositivo de empurrar/puxar ou de rosquear. A arruela de
pressão (7, Figura 44) localizada na parte inferior do mecanismo deve ser girada na posição de
desengate antes de ajustar a aceleração. Pode-se regular rapidamente a velocidade do motor, rodando o
anel de bloqueio na posição ”RELEASED” [SOLTO] e ”APERTANDO” o botão (9) (no centro do manípulo
(8)). Puxar o manípulo “PARA FORA” aumenta as rotações, empurrar “PARA DENTRO” diminui as
rotações. A afinação da velocidade do motor pode ser feita rodando o manípulo. Rode o manípulo no
sentido anti-horário para aumentar e no sentido horário para diminuir a velocidade do motor. Uma vez
obtidas as rotações pretendidas, volte girando o anel de bloqueio (7) na posição trancado.

Figura 44

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-21


SELEÇÃO DE MODO

O trabalho poderá ser feito com maior eficiência desde que se escolha a combinação do modo de trabalho e
de potência adequados, levando em conta as condições e o tipo de trabalho que deve ser desenvolvido. Use
a seleção do modo de acordo com as seguintes linhas de orientação.

Modo de Potência

1. Quando se gira a chave de ignição para a


posição “ON” [LIGADO], o modo de potência é
automaticamente selecionado por padrão ao
último ajuste.

2. Selecione o modo de potência adequado


usando o botão (Figura 45) antes de iniciar o
trabalho.

3. Um sinal soa ao se apertar o botão de modo (1,


Figura 45) Mudando o modo de potência seja
para “ON” [LIGADO] ou “OFF” [DESLIGADO].
Quando o modo de potência está “ON”
[LIGADO], o LED (5, Figura 45) ACENDE Figura 45
["ON"].

Desative o modo de potência pressionando de


novo o botão. Quando o modo de potência
estiver em “OFF” [DESLIGADO], o LED
indicador (5, Figura 45) se APAGA ["OFF"] e o
modo de potência retorna ao modo normal.

Modo Ponto de Seleção


Trabalhos em geral.
MODO NORMAL
Para minimizar o consumo de combustível.

Requerido para trabalho pesado em tempo curto.


MODO DE POTÊNCIA Carregamento em alta velocidade.
Deslocamento em alta velocidade.

3-22 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Modo de Trabalho

1. Quando se vira a ignição para LIGADO ["ON"],


o modo de trabalho é automaticamente
regulado para o último ajuste.

2. Selecione o modo de trabalho usando o botão


de trabalho (2, Figura 46) antes de iniciar o
trabalho.

3. Quando se aperta o botão de modo de trabalho


(2, Figura 46), ouve-se um sinal. Mudar o modo
de trabalho ou para ”Modo de Escavação” ou
para o ”Modo Abrir Fossos”. Quando se
seleciona o modo abrir fossos, o indicador LED Figura 46
(6, Figura 46) ACENDE [ON]. Quando se
seleciona o modo escavação, o indicador LED
(6, Figura 46) APAGA ["OFF”].

4. Quando se seleciona o modo abrir fossos, a


válvula de controle é regulada para as
condições ótimas para trabalho de escavação.

Modo Ponto de Seleção Futuro do controle

Trabalhos gerais de escavação. Padrão geral.

Carregamento de caminhões de entulho.


MODO ESCAVAÇÃO
Elevação e transporte de objetos pesados.
Britadeira.

Abertura de Valas. A rotação é mais rápida e


MODO ABRIR FOSSOS Escavação de uma parede lateral. potente que a da lança ou
do braço.
Necessário para rotação constante.

Modo de Marcha Lenta Automática

1. O sistema reduz automaticamente a rotação do motor para marcha lenta aproximadamente 4 segundos
após todas as alavancas de controle estarem em neutro. Assim que a função piloto é ativada, a rotação
do motor retorna automaticamente à faixa pré-selecionada.

2. Ao girar a chave de ignição para a posição “ON” [LIGADO], o modo de trabalho automaticamente
selecionado por padrão é o modo “AUTO IDLE” [MARCHA LENTA AUTOMÁTICA].

3. A ativação deste sistema de controle é indicada através do LED (7, Figura 46) junto ao botão que se
ACENDE ["ON"]. Desative a marcha lenta automática apertando o botão de seleção de marcha lenta
automática (3, Figura 46). Nessa hora o indicador LED vai DESLIGAR [“OFF”].

AVISO!
DESLIGUE ["OFF"] a função de marcha lenta automática ao fazer trabalhos em áreas de
operação limitadas, como por exemplo trabalhos numa área restrita e carga/descarga de um
caminhão.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-23


Modo Reforçador

1. O interruptor reforçador de potência é usado


para obter a máxima força de escavação.

2. O reforço de potência é ativado enquanto o


botão da direita estiver sendo pressionado no
alto da alavanca direita de trabalho (joystick).

NOTA: O modo de reforço de potência não


afeta o deslocamento da máquina para
frente ou para trás. Não pressione este
botão por mais de 10 segundos.

Figura 47 ALAVANCA DIREITA (JOYSTICK) DE


TRABALHO

ALAVANCAS DE TRABALHO (ESTILO ISO)

AVISO!
Antes de fazer um giro, verifique a área ao redor. Ao operar uma alavanca com a função de marcha
lenta automática ligada, faça-o com muito cuidado, pois a rotação do motor vai aumentar muito
rapidamente.

NOTA: Ao iniciar os trabalhos, movimente as alavancas (joysticks) de trabalho lentamente e verifique o


movimento de giro e o acessório frontal.

Este equipamento é fabricado de acordo com a


configuração para alavancas descrita nas normas
ISO. Modificar as válvulas, mangueiras, etc., pode
alterar esta configuração padronizada. Os
movimentos da lança, braço e caçamba assim como
a direção de giro das alavancas (joysticks) de
trabalho são os seguintes:

Figura 48
Alavanca de trabalho do lado esquerdo (Figuras
48 e 49)

1. Braço, despejo

2. Braço, retrair

3. Giro para a esquerda

4. Giro para a direita

NOTA: O freio de giro é aplicado por mola e


liberado hidraulicamente. É sempre
acionado assim que a alavanca
(joystick) de trabalho está em neutro, ou
Figura 49
o motor está parado.

3-24 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


NOTA: A seguinte situação que se descreve
não constitui nenhum dano mecânico,
mas sim uma característica específica
da própria escavadeira. Quando operar
o braço, este poderá por vezes parar
momentaneamente. Quando o braço é
operado, o peso dele poderá fazer com
que se desloque mais rapidamente do
que a quantidade de óleo que é
fornecida.

Alavanca Direita de Trabalho (Figuras 48 e 51)

5. Lança, abaixar
Figura 50
6. Lança, levantar

7. Caçamba, fechar

8. Caçamba, despejar

NOTA: Mesmo após parar o motor, a frente


pode ser baixada ao chão através da
alavanca de trabalho (joystick). Coloque
a alavanca de segurança na posição
“UNLCOCK” [DESTRAVADO] e LIGUE
["ON"] o comutador de ignição.

Figura 51

PRECAUÇÕES DURANTE A OPERAÇÃO

AVISO!
Não descanse os pés sobre os pedais de deslocamento durante a operação normal da máquina.
Esta situação poderá provocar movimento inesperado da máquina.

1. Antes de iniciar o trabalho, verifique as condições do terreno e do solo. No caso de ser necessário, nivele
o solo e drene a área.

2. Ao trabalhar em locais onde exista


possibilidade de queda de pedras ou de outros
objetos, instale proteções nas janelas.

Figura 52

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-25


3. Verifique antecipadamente a resistência das
estruturas apoiadas antes de trabalhar nelas.
Se insuficiente, reforce. Se existir alguma
dúvida quanto à resistência estrutural, não
opere a unidade.

4. É possível que a lança, braço ou caçamba


possam entrar em contato com a estrutura
superior ou inferior da máquina. Existem
algumas condições de escavação que podem
levar a tal acontecimento.

Figura 53
5. NÃO acione continuamente os cilindros
hidráulicos até o fim do curso. Poderão ocorrer
danos à máquina se os cilindros hidráulicos
estiverem totalmente retraídos ou estendidos,
por exemplo: o cilindro do braço
completamente retraído e o cilindro da
caçamba estendido para girar a caçamba para
o solo.

Figura 54

6. NÃO use deslocamento ou giro da máquina


com a caçamba no solo para obter força de
desagregação. Consulte a Figura 55.

Figura 55
7. NÃO use o peso da máquina para dar força
adicional de desagregação. Consulte a Figura
56.

8. Ao trabalhar sobre um solo de baixa


sustentação ou lamacento, assegure-se de que
a máquina não esteja afundando.

Figura 56

3-26 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


9. Ao trabalhar junto à beirada escavada,
assegure-se de que a superfície onde a
máquina está seja suficientemente resistente e
sólida. Mantenha os motores de deslocamento
para a traseira. Consulte a Figura 57.

Figura 57

10. NÃO escave debaixo da máquina. Consulte a


Figura 58.

Figura 58

11. Assegure-se de que exista um espaço livre de


manobra apropriado em relação aos cabos de
alta tensão suspensos. Consulte a Figura 59.

Figura 59
12. Se a escavação for feita num local subterrâneo
ou num edifício, assegure-se de que exista um
espaço livre de manobra adequado, bem como
ventilação apropriada. Consulte a Figura 60.

Figura 60

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-27


13. NÃO use a caçamba como martelo ou
dispositivo bate-estacas. Isso é perigoso e
pode danificar o acessório frontal. Consulte a
Figura 61.

Figura 61

14. NÃO escave com as esteiras da escavadeira


elevadas. Isto pode provocar falhas mecânicas
ou estruturais.

Figura 62

15. NÃO opere a alavanca de deslocamento


rapidamente quando movimentar a máquina em
alta velocidade.

A. Evite partidas bruscas.

B. Quando se deslocar numa direção, pare


completamente a máquina antes de fazer a
inversão de marcha. Não balance a
escavadeira para frente e para trás com as
alavancas.

C. Evite paradas bruscas. Movimente


manualmente as alavancas na posição
neutra. Não deixe que as alavancas se Figura 63
movimentem por si próprias na posição
neutra.

16. Se forem usados implementos frontais longos


opcionais ou implementos frontais para serviço
pesado, o equilíbrio da máquina será afetado.
Respeite as seguintes precauções de operação
adicionais.

3-28 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


AVISO!
NÃO desça encostas com o acessório frontal levantado.
NÃO desloque a máquina perpendicularmente à encosta; suba ou desça reto.
Se a máquina estiver posicionada numa encosta, tenha muito cuidado quando girar a estrutura
superior.
Reserve espaço extra para parada de giro. A aceleração adicional gerada por um acessório
frontal mais longo ou mais pesado aumenta o tempo necessário para o movimento de giro.
Assegure-se de que todo equipamento opcional tenha sido devidamente autorizado e
adequadamente instalado.

17. NÃO afaste sujeira ou objetos com a caçamba. Isto pode provocar falhas mecânicas ou estruturais.

TRABALHO N’ÁGUA

IMPORTANTE
Ao trabalhar na água, não exceda uma
inclinação superior a 15º. Se o declive for
superior a 15º, a parte traseira da estrutura
superior vai ficar imersa em água, resultando
em danos à ventoinha do radiador.

Figura 64

Não opere o equipamento se a água estiver acima


do centro do rolete superior (1, Figura 65).

Se o rolamento de giro se molhar, lubrifique-o com


graxa imediatamente até que a graxa antiga seja
removida dele.

Se entrar água na carcaça do mecanismo de giro,


drene-a imediatamente removendo a tampa de
inspeção inferior. Aplique graxa nova.

Após trabalho na água, remova a graxa antiga dos


pinos da caçamba.

Figura 65

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-29


ESTACIONAR A MÁQUINA

AVISO!
Estacione a escavadeira sobre uma superfície
firme e nivelada. Evite estacionar em
superfícies inclinadas. Caso seja
absolutamente necessário estacionar numa
superfície inclinada, trave as esteiras com a
ajuda dos calços fornecidos para isso e
enterre os dentes da caçamba no solo.
Consulte a Figura 66.

Figura 66

1. Estacione a escavadeira sobre uma superfície


firme e nivelada. Abaixe a caçamba ao solo
assim como está indicando a Figura 67.

Figura 67

2. Coloque o botão de controle de rotação do


motor na posição “LOW IDLE” [MARCHA
LENTA].

Figura 68

3-30 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


3. Tocar na alavanca de operação
involuntariamente, pode causar um acidente
grave. Sempre que deixar o assento do
operador, coloque a alavanca de segurança na
posição “LOCK” [TRAVADO].

Figura 69

PROCEDIMENTOS DE
REBOQUE

AVISO!
Nunca use cabo de aço ou corrente
danificados. Caso contrário poderão romper e
provocar um acidente grave.
Use sempre luvas de proteção quando
manusear uma corrente ou um cabo de aço.
Quando rebocar a escavadeira, use um cabo
de aço ou uma corrente com uma resistência
suficiente capaz de manusear a carga.
Fixe a corrente ou o cabo de aço à armação da
esteira como indicado na Figura 70.
Introduza material de proteção tais como
tecidos grossos entre a armação da esteira e o
cabo de aço, de modo que evite que o cabo se
danifique.

Figura 70

IMPORTANTE
Use uma talha na armação da esteira apenas para rebocar objetos com um peso inferior a 5
toneladas métricas (5,51 toneladas americanas). Nunca a use para manusear cargas acima de 5
toneladas métricas (5,51 toneladas americanas).

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-31


BRITADEIRA HIDRÁULICA

IMPORTANTE
Se a britadeira hidráulica e respectivos tubos forem instalados sem a devida autorização da
DOOSAN, poderão ocorrer danos graves que não serão cobertos pela garantia prestada para a
escavadeira.

ESCOLHA DE BRITADEIRA HIDRÁULICA

Se houver uma britadeira hidráulica instalada, tenha em conta a alteração da estabilidade e conformidade do
equipamento resultante dessa modificação. Leve igualmente em consideração a quantidade e a pressão do
óleo hidráulico. Quando selecionar uma britadeira hidráulica consulte um revendedor ou um distribuidor
autorizado DOOSAN.

MANGUEIRAS HIDRÁULICAS E TUBULAÇÃO PARA A BRITADEIRA.

1. Quando instalar a britadeira hidráulica, faça a montagem de acordo com os esquemas fornecidos com o
conjunto.

2. Se a britadeira for retirada da escavadeira, não se esqueça de colocar bujões em todos os tubos e
mangueiras, de modo a evitar uma eventual contaminação do sistema hidráulico.

3. Coloque bujões e tampas em todos os dispositivos de ligação e acessórios, de modo a evitar


contaminação.

4. Antes de iniciar as operações, inspecione todas as conexões hidráulicas para verificar se existem
indícios de vazamentos ou componentes frouxos.

OPERAÇÃO DA BRITADEIRA HIDRÁULICA

NOTA: Poderá ser necessário alterar os ajustes de fluxo e pressão hidráulicos. Para mais informações a
este respeito, consulte a Seção de Manutenção contida neste Manual.

1. Não se esqueça de ler cuidadosamente e compreender o conteúdo do manual do usuário da britadeira.

2. Inspecione todas as conexões hidráulicas e mecânicas.

3. NÃO use a britadeira como martelo. Consulte a


Figura 71.

NÃO deixe a britadeira cair de uma altura


excessiva.

A britadeira é relativamente pesada e pode cair


em grande velocidade. Não a deixe cair de uma
altura elevada, pois podem ocorrer danos à
estrutura superior.

Figura 71

3-32 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


4. NÃO opere a britadeira com os cilindros da
lança ou do braço completamente estendidos.
Consulte a Figura 72.

Mantenha uma folga superior a 100 mm (4


polegadas) entre a extremidade da haste do
cilindro e a cabeça do cilindro. Isso evita danos
aos cilindros durante a operação da britadeira.

Figura 72

5. NÃO use a britadeira no caso de as


mangueiras hidráulicas vibrarem
excessivamente. Consulte a Figura 73.
Verifique se o acumulador hidráulico (1) da
britadeira apresenta eventuais danos e, se
necessário, solicite seu conserto. Se a
escavadeira for operada nesta condição,
poderão ocorrer danos aos componentes
hidráulicos e estruturais.

Figura 73

6. NÃO deixe o corpo da britadeira entrar n’água,


caso não esteja equipado para operações
submersas. A vedação hidráulica da britadeira
poderá sofrer danos, fazendo com que
ferrugem, materiais estranhos ou água entrem
no sistema hidráulico e provoquem danos.
Coloque apenas a ferramenta britadeira n’água.
Consulte a Figura 74.

Figura 74

7. NÃO faça qualquer levantamento ou reboque


usando a britadeira. Consulte a Figura 75.

Figura 75

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-33


8. Opere a britadeira apenas para a parte
dianteira ou traseira da escavadeira. Não use a
britadeira em qualquer lado da escavadeira.
Quando estiver operando a britadeira, não a
gire de um lado para o outro. Consulte as
Figura 76.

AVISO!
A operação da britadeira com o corpo
superior girado numa direção
perpendicular à direção das esteiras
poderá provocar tombamento da máquina Figura 76
ou a redução da sua vida útil.

9. Não recolha a extremidade da ferramenta


britadeira no braço ou na lança ao se deslocar
ou estacionar a escavadeira. Consulte a Figura
77.

Figura 77

PARA ATIVAR A BRITADEIRA:

1. Pressione o botão do lado esquerdo situado no


topo da alavanca direita de serviço (joystick)
para ativar o disjuntor hidráulico.

2. Solte o botão do lado esquerdo situado no topo


da alavanca direita de serviço (joystick) para
desativar o disjuntor hidráulico.

Figura 78

3-34 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


INTERVALOS DE SERVIÇO DO ÓLEO HIDRÁULICO E FILTRO

Quando se usa uma britadeira hidráulica, a decomposição da viscosidade e a contaminação do óleo


hidráulico acontecem de uma forma muito mais rápida, pois as condições de trabalho são mais adversas do
que as verificadas durante o trabalho de escavação normal. Para evitar que os componentes hidráulicos (em
especial a bomba) tenham uma vida útil mais curta, substitua o óleo hidráulico e o filtro de óleo principal de
acordo com o seguinte cronograma.

ACESSÓRIO TAXA DE OPERAÇÃO ÓLEO HIDRÁULICO FILTRO

TRABALHO DA 250 Horas (1ª Troca)


100% 2000 HORAS
CAÇAMBA 500 Horas (Após a 1ª Troca)

TRABALHO DA
BRITADEIRA 100% 500 HORAS 100 HORAS
HIDRÁULICA

Figura 79

NOTA: Os intervalos de substituição do óleo hidráulico e do filtro dependem do número de horas de


operação da britadeir hidráulica. Estes intervalos devem ser respeitados, sem detrimento da
necessidade de fazer regularmente o trabalho de manutenção planejada.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-35


TÉCNICAS DE OPERAÇÃO

LEVANTAMENTO

IMPORTANTE
Podem existir leis locais que regulem as tarefas de levantamento de objetos pesados executadas
por escavadeiras. Entre sempre em contato com os órgãos locais e governamentais competentes
sobre esses regulamentos.

Para evitar lesões, não exceda a capacidade nominal de carga da máquina. As capacidades de carga variam
se a máquina não estiver sobre uma superfície uniforme.

Cabos curtos evitam o giro excessivo da carga.

Use um olhal de levantamento instalado na caçamba para suspender objetos.

Tente manter sempre o olhal de levantamento


(Figura 80) reto logo abaixo da linha de centro do
pino do braço e da caçamba. Deste modo, apenas o
pino suporta o peso da carga, e não o cilindro da
caçamba, nem a articulação, nem os pinos de
articulação.

Quando usar um olhal de levantamento, deve-se


ajustar o cabo/dispositivo de levantamento ao olhal
de forma que não afrouxe.

A posição mais estável para fazer operações é


sobre o canto da máquina.

Para uma maior estabilidade, transporte a carga o Figura 80


mais próximo possível do chão e da máquina.

A capacidade de levantamento diminui com a


distância a partir da linha de centro de giro da
máquina.

3-36 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


Levantamento de Peso Desconhecido

Quando não se conhece exatamente o peso da


carga a levantar, a pessoa responsável pelo
trabalho deve se assegurar de que este peso não
exceda os valores apresentados no GRÁFICO DE
VALORES NOMINAIS DE CARGA no raio em que
se vai levantar.

Recomenda-se proceder com cautela em qualquer


manobra de levantamento, para evitar que a
máquina tombe. Um dos métodos é colocar a lança
a 90º sobre a parte lateral da máquina. Levante a
carga lentamente até desencostar do chão. O
levantamento sobre a parte lateral é o mais instável
e à medida que a carga gira para dentro da região
dianteira da escavadeira, torna-se mais estável
NÃO AUMENTE O RAIO DE GIRO APÓS TER
LEVANTADO A CARGA.

Figura 81

PERIGO!
Recolher uma carga na zona dianteira e movê-la para a zona lateral, pode provocar lesões graves
ou a morte inclusive, pois a máquina pode capotar.

Levantamento de Peso Conhecido

Ao fazer o levantamento de objetos de peso conhecido, consulte a tabela de pesos. Recomenda-se proceder
com cautela em qualquer manobra de levantamento, para evitar que a máquina tombe. Se possível, levante e
mova as cargas úteis na zona da frente mais vazia.

Suspensão e Transporte

A máquina possui a capacidade de suspender e transportar cargas úteis sem esforço acrescentado. Quando
se mover com uma carga útil, recomendamos que avalie as condições existentes e que determine as
precauções de segurança requeridas em cada caso. Antes de tentar suspender e transportar uma carga,
devem ser considerados os seguintes fatores:

Alinhe a lança com a direção de movimento para frente da máquina. Mantenha esta posição com a lança ao
girar a máquina. Gire só quando for necessário, na velocidade mais lenta possível e com um raio de rotação
amplo.

1. Use o menor raio de levantamento possível.


2. Mantenha a carga o mais perto possível do chão.
3. Use cabos de fixação para evitar que a carga oscile. Oscilações podem causar uma mudança no raio.
Uma mudança no raio pode exceder o valor nominal indicado no gráfico de carga ou provocar o tombo
da máquina.
4. Controle a velocidade de movimento conforme as condições existentes.
5. Evite partidas e paradas repentinas.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-37


OPERAÇÕES EM CONDIÇÕES ANORMAIS
NOTA: Para mais recomendações, consulte a seção “Manutenção em Condições Especiais” na página
4-66.

OPERAÇÃO EM FRIO EXCESSIVO


Se for operar a máquina em condições de frio extremo, certas precauções devem ser tomadas para
assegurar uma operação contínua normal. Nos parágrafos que se seguem enumeram-se de modo detalhado
algumas comprovações que se devem fazer para ter a certeza de que a máquina possa operar a estas
temperaturas.
1. Comprove que haja líquido anticongelante no sistema de arrefecimento quando se esperam
temperaturas muito baixas. Inspecione minuciosamente o sistema de arrefecimento e conserte possíveis
vazamentos, ou informe da sua existência.
2. Para evitar congelamento, mantenha as baterias completamente carregadas. Caso adicione água às
baterias, ponha o motor em funcionamento durante pelo menos uma hora para que a solução eletrolítica
se misture.
3. Mantenha o motor nas melhores condições mecânicas possíveis para assegurar uma partida rápida e
um bom funcionamento durante condições climáticas adversas.
4. Use um óleo para motor apropriado para as temperaturas esperadas. Para mais informações consulte a
seção “Especificações de Lubrificação” do manual do motor.

5. Mantenha o tanque de combustível sempre cheio. Drene a condensação do reservatório antes e após
fazer cada operação. Drene e verifique o filtro do tanque. Para eliminar obstruções no filtro de
combustível, devidas à formação de cristais de cera/parafina, assegure-se de que o combustível usado
tenha especificação de temperatura de cristalização menor do que a temperatura esperada.
6. Lubrifique a máquina por completo de acordo com o ponto “Tabelas e Gráficos de Manutenção
Periódica” na Seção 4 deste manual ou então com o gráfico de lubrificação da máquina.
7. Coloque o motor em funcionamento e deixe que atinja a temperatura operativa normal antes de aplicar
uma carga.
A. Caso lama ou gelo acumulem e congelem sobre qualquer parte móvel enquanto a máquina está em
marcha lenta, aplique calor para descongelar o material congelado antes de tentar operar a máquina.
B. Opere as unidades hidráulicas com cuidado até atingirem uma temperatura que lhes permita operar
com normalidade.
C. Comprove todos os controles e/ou funções da máquina para assegurar-se de que funcionem
corretamente.
8. Na cabine do operador deve-se guardar um elemento do filtro de ar exterior sobresselente, visto que
pode se congelar e provocar um fluxo de ar restrito ao motor.
9. Se tiver que usar a ajuda de partida com temperaturas baixas, consulte a parte “Partida do Motor”
PARTIDA EM TEMPERATURAS BAIXAS deste manual.
10. Remova barro, neve e gelo para evitar seu congelamento. Se possível, cubra a máquina com uma
proteção impermeável e mantenha os extremos da mesma afastados do chão para evitar que se congele.

OPERAÇÃO EM CALOR EXCESSIVO


A operação contínua da máquina a altas temperaturas pode provocar seu superaquecimento. Vigie a
temperatura do motor e da transmissão e, quando for necessário, desligue a máquina para que esfrie.
1. Faça inspeções e revisões frequentes do ventilador e do radiador. Comprove o nível do líquido
arrefecedor no radiador. Verifique que não tenha acumulado pó, areia e insetos nas grades e nas aletas
do radiador, pois podem obstruir o conduto de arrefecimento.
A. A formação de crostas de óxido no sistema de arrefecimento é mais rápida em condições de calor
extremo. Troque o líquido anticongelante anualmente, de forma que o sistema se mantenha em
perfeito estado.
B. Caso seja necessário, limpe periodicamente com água sob pressão o sistema de arrefecimento para
manter limpo o conduto. Evite o uso de água com alto conteúdo de álcali, pois aumenta a formação
de crostas de óxido.

3-38 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


2. Comprove diariamente o nível do eletrólito da bateria. Mantenha o nível por cima dos ânodos para evitar
que as baterias sofram danos. Em climas quentes, use uma solução eletrolítica ligeiramente mais fraca.
Dilua eletrolítico de gravidade específica 1.280 como emitido para leituras de gravidade específica de
1.200 a 1.240 a carga total. Recarregue as baterias quando a densidade relativa chegar a 1.160. As
baterias descarregam-se mais rapidamente quando estão expostas a temperaturas altas durante
períodos de tempo prolongados. Se a máquina for ficar parada durante vários dias, remova as baterias e
guarde-as em lugar fresco.

AVISO!
Não guarde baterias de tipo ácido perto de pilhas de pneus; os gases ácidos afetam de modo
prejudicial a borracha.

3. Verifique o sistema de combustível como se indica no item “Sistema de Combustível do Motor” na Seção
5 deste manual. Comprove que não haja água no tanque de combustível antes de abastecer. Altas
temperaturas e arrefecimento provocam condensação nos reservatórios.

4. Faça as tarefas de lubrificação como se explica no item “Tabelas e Gráficos de Manutenção Periódica”
na Seção 4 deste manual ou então no Adesivo de Lubrificação que está na máquina.

5. Não estacione a máquina ao sol durante um período de tempo prolongado. Estacione-a sobre uma
cobertura para protegê-la do sol, da sujeira e do pó.

A. Se não dispuser de um abrigo adequado, cubra a máquina inativa com uma lona protetora. Proteja o
compartimento do motor, a transmissão e o sistema hidráulico contra a entrada de pó.
B. Climas quentes e úmidos, produzem uma ação corrosiva em todas as peças da máquina, esta ação
será mais rápida durante a época das chuvas. Aparecerão óxido e bolhas na pintura nas superfícies
metálicas e crescerão fungos sobre outras superfícies.
C. Proteja todas as superfícies inacabadas expostas, com uma película de óleo lubrificante
preservativo. Proteja os cabos e terminais com composto anti-inflamável. Aplique pintura ou um
antioxidante adequado nas superfícies danificadas para protegê-las do óxido e da corrosão.

OPERAÇÃO EM ÁREAS POEIRANTAS OU CHEIAS DE AREIA

A operação da máquina pode levantar pó em quase qualquer área. No entanto, quando se trabalha em áreas
onde predominam pó ou areia, devem-se tomar precauções adicionais.

1. Mantenha limpas as aletas do sistema de arrefecimento e as áreas de arrefecimento. Se possível, limpe-


as com ar comprimido com a frequência necessária.

AVISO!
Use proteção ocular ao trabalhar com ar comprimido.

2. Tome cuidado ao verificar o sistema de combustível, para evitar que entre pó ou areia no tanque.

3. Verifique regularmente o filtro de ar, comprove o indicador de restrição de ar diariamente e mantenha


limpos os reservatórios e a válvula de contenção de pó. Na medida do possível, evite que pó e areia
entrem nos compartimentos e nas peças do motor.

4. Faça as tarefas de lubrificação e manutenção descritas tanto no gráfico de lubrificação da máquina,


como no item “Tabelas e Gráficos de Lubrificação”, na Seção 4. Limpe todas as conexões de lubrificação
antes de aplicar o lubrificante. Limpe todas as peças antes de aplicar o lubrificante. A mistura de areia e
lubrificante é muito abrasiva e acelera o desgaste das peças.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção OPERAÇÃO 3-39


5. Proteja a máquina de pó e areia na medida do possível. Estacione a máquina sobre uma cobertura ou
proteja-a com uma lona protetora para evitar que pó e areia danifiquem a unidade.

OPERAÇÃO EM CONDIÇÕES CHUVOSAS OU ÚMIDAS

As instruções de operação da máquina em condições de chuva são similares às de calor extremo citadas
anteriormente.

1. Mantenha todas as superfícies expostas cobertas de óleo lubrificante preservativo. Preste especial
atenção às partes danificadas ou sem pintura. Cubra quanto antes todas as falhas da pintura, para evitar
possíveis efeitos corrosivos.

OPERAÇÃO EM ÁREAS DE ÁGUA SALGADA

Tanto a água salgada como as pulverizações da mesma, têm um grande efeito corrosivo. Ao trabalhar em
áreas de água salgada, observe as seguintes precauções:

1. Quando estiver exposta à água salgada, seque completamente a máquina e passe-a por água doce
assim que for possível.

2. Mantenha todas as superfícies expostas cobertas de óleo lubrificante preservativo. Preste especial
atenção às superfícies nas quais a pintura esteja danificada.

3. Mantenha todas as superfícies pintadas em bom estado de conservação.

4. Lubrifique a máquina do modo descrito no gráfico de lubrificação que existe nela ou no item “Gráfico e
Tabela de Manutenção” Seção 4 deste manual. Caso considere necessário, você pode reduzir os
intervalos de lubrificação para as partes que estiverem expostas à água salgada.

OPERAÇÃO EM GRANDES ALTURAS

Normalmente, as instruções de operação da máquina a grandes alturas serão as mesmas que em caso de
frio extremo. É possível que, antes de operar nestas condições, tanto o combustível do motor como a mistura
de ar tenham que ser ajustados de acordo com o manual do motor apropriado.

1. Verifique a temperatura de operação do motor para detectar um possível superaquecimento. A tampa de


pressão do radiador deve fechar hermeticamente para manter a pressão de arrefecimento no sistema.

3-40 OPERAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

Inspeções e manutenção de rotina são necessárias


para manter sua máquina sempre em boas
condições de funcionamento. Nas páginas
seguintes apresentam-se os intervalos de inspeção,
as verificações dos componentes ou do sistema e
as localizações de referência.

NOTA: Nas páginas seguintes são informadas


as verificações de manutenção e os
respectivos intervalos temporais.
Poderá ser necessário encurtar os
intervalos de manutenção tendo em
conta as condições de trabalho. Locais
extremamente empoeirados ou quentes
vão requerer uma manutenção da Figura 1
máquina com maior frequência. As
horas são determinadas pela
quantidade de tempo acumulado,
indicado pelo contador de horas do
motor, localizado no console de controle
existente na cabine do operador.

NOTA: Além do medidor de horas de serviço


normal, o indicador multifunções pode
ser usado para informar sobre as horas
dos filtros individuais. Consulte a seção
“Informação sobre Filtros/Óleos” na
página 2-30.

Figura 2

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-1


NÚMEROS DE SÉRIE

Existem duas placas com o número de série


colocadas no corpo da escavadora. A placa com o
número de série da máquina (Figura 3) encontra-se
do lado direito da cabine no lado de fora. O número
de série do motor está gravado do lado esquerdo do
bloco do motor, acima da ignição. Mais informações
sobre o motor estão indicadas numa etiqueta
(Figura 4) na tampa do balancim.

Por favor, tome nota destes números e das


respectivas localizações. Esta informação será
pedida sempre que solicitar cobertura da garantia.

Figura 3

PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA

1. Não se esqueça de travar os controles


hidráulicos e de colocar um aviso (Etiqueta de
Aviso) informando que a máquina está em
manutenção, para evitar qualquer operação
não autorizada.

2. Assegure-se de que quaisquer líquidos


derramados sejam imediatamente limpos,
especialmente na área ao redor do motor.

3. Inspecione todas as linhas de combustível para


assegurar-se de que os acessórios, tubos,
filtros e anéis-O, etc., estejam devidamente Figura 4
apertados e que não apresentem quaisquer
indícios de desgaste ou danos.

4. Se a inspeção ou o procedimento de teste


precisar que o motor esteja em funcionamento,
garanta que todo o pessoal não autorizado se
mantenha afastado da máquina e que sejam
respeitadas todas as normas do setor relativas
às precauções de segurança.

4-2 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TRABALHOS PRELIMINARES DE PREPARAÇÃO DA
MÁQUINA PARA MANUTENÇÃO
Ao fazer os trabalhos de manutenção especificados neste manual, estacione sempre a escavadeira da
seguinte forma.

NOTA: Determinados tipos de manutenção podem requerer que a máquina fique posicionada de uma
forma diferente. Se for este o caso, coloque a máquina na posição requerida.

1. Estacione em superfície firme e uniforme.

2. Abaixe a caçamba ao solo.

Figura 5

3. Coloque a alavanca de segurança na posição


“LOCK” [TRAVADO].

Figura 6

4. Deixe que o motor funcione em marcha lenta


durante pelo menos 5 minutos, de modo a
permitir que esfrie. O não cumprimento desta
recomendação poderá causar um surto térmico.

Figura 7

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-3


5. Pare o motor, girando a chave de ignição na
posição “O” - “DESLIGADO“. Remova a chave
da ignição.

AVISO!
No caso de ser necessário manter o motor
em funcionamento enquanto se executa o
trabalho de manutenção, tenha muito
cuidado. Assegure-se de que sempre haja
uma pessoa na cabine do operador. Nunca
deixe a cabine do operador com o motor
em funcionamento. Figura 8

6. Antes de dar início aos trabalhos de


manutenção, coloque uma etiqueta com a
indicação "Não Toque! Em Inspeção ou
Manutenção”" na porta da cabine ou na
alavanca de trabalho.

Figura 9

4-4 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TABELA DE LUBRIFICANTES RECOMENDADOS

IMPORTANTE
Não use lubrificantes além dos que são recomendados, sem obter previamente a aprovação, por
escrito, da DOOSAN.

NOTA: Para obter informações sobre os pontos de aplicação, consulte a Tabela de Intervalos de
Manutenção.

FABRICANTE DO ÓLEO ÓLEO DO GRAXA ÓLEO DAS


LUBRIFICANTE HIDRÁULICO MOTOR* LUBRIFICANTE ENGRENAGENS

CALTEX RPM ou MULTIPURPOSE


CALTEX CALTEX HD32 MULTIFAC EP
DELO 300 EP90

NUTO (ANTI-
DESGASTE)
HD 32 (ABAIXO DE RONEX MP Nº2 ou SPARTAN EP220
0°C (32°F)) ou RONEX MP Nº1 ou
EXXON/ESSE EXXON 15W40
HD 46 (ACIMA DE (TEMPERATURA S EXXON GX
0°C (32°F)) ou FRIAS) 80W90
TERESSTIC (ANTI-
FERRUGEM)

MOBIL
MOBIL FAW Nº2
DTE 13M (TODAS
ou
AS DELVAC 1300 ou MOBILUBE HD
MOBIL MOBIL FAW Nº1
TEMPERATURAS) SUPER 15W40 80W90
(TEMPERATURA S
ou
FRIAS)
DTE 24 (VERÃO)

SPIRAXHD
ROTELLA 80W90 ou
SHELL TELLUS 32 ALVANIA EP Nº2
T15W40 DONAX TD
(TRANSMISSÃO)

PENNZBELL
PENZOIL
AW 32 (ABAIXO
LONGLIFE PENNZOIL 705 MULTIUSOS 4092
PENNZOIL 0°C (32°F)) ou
SAE15W40 EP Nº2 ou
AW 46 (ACIMA 0°C
80W90
(32°F))

* O intervalo de substituição do óleo é de 2.000 horas unicamente para o óleo original DOOSAN. Ao
usar outras marcas, o intervalo de substituição garantido é de 1.000 horas.
** O óleo de motor tem de ser tipo ACEA-E2, ACEA-E3 ou API-CH-4 EQUIVALENT e ser SAE
15W40 ou 10W40.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-5


FABRICANTE DO ÓLEO ÓLEO DO GRAXA ÓLEO DAS
LUBRIFICANTE HIDRÁULICO MOTOR* LUBRIFICANTE ENGRENAGENS

PARADENE
AW 32 (ABAIXO DIESELALL PLUS EP Nº2
DRYDEN 0°C (32°F)) ou AP80W90
15W40 (VERMELHO)
AW 46 (ACIMA 0°C
(32°F))

AW MV 32 ÓLEO DE
(ABAIXO 0°C GRAXA ENGRENAGENS
CHEVRON (32°F)) DELO 400 15W40 LUBRIFICANTE DELO ou
AW MV 46 (ACIMA DELO EP-2 ENGRENAGEM
0°C (32°F)) UNIV RPM 80W90

RANDO
URSA SUPER
HD32 (ABAIXO 0°C STAR PLEX 2 MULTIGEAR
TEXACO PLUS 15W40 ou
(32°F)) ou STAR PLEX EPSAE 80W90
URSA PREMIUM
HD46 (ACIMA 0°C PREMIUM
TDX 15W40
(32°F))

IDEMITSU DAPHNE KOSAN APOROIL MOTIRE DAPHNE APOROIL GEAR


KOSAN 46WR S300 CORRONE Nº2 HE 90

SUPER
NISEKI SP90 ou
NIPPON SEIKIYU HIGHLAND S26 ou GRAXA LIPANOC
EP90
32

TOTAL EQUIVIS TOTAL MUTRIS


TOTAL TOTAL TOTAL DA80W90
ZS46-II EP Nº2

* O intervalo de substituição do óleo é de 2.000 horas unicamente para o Óleo Original DOOSAN. Ao
usar outras marcas, o intervalo de substituição garantido é de 1.000 horas.
** O óleo de motor tem de ser tipo ACEA-E2, ACEA-E3 ou API-CH-4 EQUIVALENT e ser SAE 15W40
ou 10W40.

IMPORTANTE
Não misture óleos de diferentes fabricantes. A DOOSAN não recomenda nenhuma marca em
específico, mas sugere que os proprietários selecionem óleos de qualidade cujos fornecedores
garantam que os requisitos necessários serão sempre satisfeitos ou mesmo excedidos.
Flutuações acentuadas de temperatura diárias ou semanais, ou a operação da máquina com um
tempo muito frio e temperaturas abaixo de zero poderão tornar inviável o uso de lubrificantes de
peso linear. Use bom senso quando selecionar o tipo de lubrificante adequado às condições
climáticas em questão.

4-6 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


CAPACIDADES DE FLUIDOS

Componente Capacidade
Cárter do Óleo com Filtro 28 litros
Motor
Sistema de Arrefecimento 58 litros
Tanque de Combustível 620 litros
Nível do Reservatório 265 litros
Óleo Hidráulico
Sistema 500 litros
Dispositivo de Deslocamento (Cada) 6 litros
Dispositivo de Giro (Cada) 4 litros

GRÁFICO DE LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO


O gráfico de manutenção e lubrificação está localizado na parte interior da tampa da caixa de ferramentas.
Os símbolos que são mostrados também estão no gráfico de manutenção e lubrificação da página seguinte.

Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Lubrificação Liquido de Arrefecimento

Óleo da Engrenagem (Dispositivo


Basculante, Dispositivo de Elemento de Limpeza do Ar
Movimento)

Óleo do motor Filtro de Combustível

Filtro de óleo do Motor Filtro do Ar Condicionado

Óleo Hidráulico Água de Drenagem

Filtro de óleo Hidráulico

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-7


Descrição do Gráfico de Manutenção e Lubrificação

Figura 10

4-8 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DADOS DA MANUTENÇÃO
S470LC-V & S500LC-V
Artigos a Intervalo de Manutenção
N° Manutenção Quant
Verificar
idade 10 50 150 250 500 1000 2000
Pino da Junta
1 Graxa 20 F100 W10
Frontal
2 Rolamento de Giro Graxa 3
3 Mecanismo de Giro Graxa 1

Mecanismo de
4 Graxa 2
Redução de Giro
Óleo de
Dispositivo Redutor
5 Engrenagem 2X4 L V F
de Giro
(80W90)
Óleo de
Dispositivo do
6 Engrenagem 2X6 L F
Deslocamento
(80W90)
Óleo do Motor
7 Óleo do motor 28 L V F
(15W40)
Óleo Hidráulico
8 Óleo Hidráulico 500 L V
(Equivis 46)
Tanque de
9 Diesel 620 L V
Combustível
Refrigerante
10 Radiador 58 L V
(Anticongelante)
11 Separador de Água 1 V
Filtro Hidráulico de
12 Elemento 2 F
Fluxo Total
13 Filtro-piloto Elemento 1 F
Filtro de Sucção de
14 Tela Filtrante 1 C
Óleo Hidráulico
Filtro do Óleo do
15 Cartucho 1 F
Motor
Filtro de
16 Cartucho 1 V
Combustível
Filtro de Ar
Elemento 1 C
17 (Externo)
Filtro de Ar (Interno) Elemento 1
Filtro do Ar
18 Elemento 1
Condicionado
Tanque de
Refrigerante
19 Recuperação de 1 V
(Anticongelante)
Líquido Arrefecedor
V: Manutenção e Reabastecimento
C: Limpeza
F: Somente Primeira Troca.
F100: A Cada 10 Horas Pelas Primeiras 100 Horas.
W10: A Cada 10 horas Caso Trabalhe N’água.
Gray Box: Trocar a Cada Intervalo.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-9


INTERVALOS DE MANUTENÇÃO
A CADA 10 HORAS / DIARIAMENTE

• Lubrifique os Pinos da Lança, do Braço e do • Observe Sinais de Desgaste nos Dentes da


Acessório Frontal (primeiras 100 Horas) Caçamba e os Cortadores Laterais (Verifique a
(Verifique a página 4-12) página 4-19)
• Verifique o Nível do Óleo do Motor (Verifique a • Inspecione a Lâmina da Ventoinha do Motor
página 4-12) (Verifique a página 4-19)
• Verifique o Nível do Tanque de Óleo Hidráulico • Verifique o Sistema de Entrada de Ar (Verifique
(Verifique a página 4-13). a página 4-20)
• Verifique Vazamentos no Sistema Hidráulico • Inspecione o Bom Funcionamento do Cinto de
(Verifique a página 4-14) Segurança (Verifique a página 4-20)
• Verifique o Nível do Combustível (Verifique a • Inspecione a Estrutura em Busca de
página 4-15) Rachaduras e Soldas Falhas (Verifique a
• Verifique Vazamentos no Sistema de página 4-20)
Combustível (Verifique a página 4-15) • Verifique o funcionamento de Todos os
• Verifique o Separador de Água e a Água de Comutadores (Verifique a página 4-20)
Drenagem, conforme necessário (Verifique a • Verifique o Funcionamento de Todas as Luzes
página 4-16) Externas, da Buzina, das Luzes-Piloto e do
• Verifique o Nível do Óleo do Dispositivo de Painel de Controle (Verifique a página 4-20)
Redução de Oscilação (Verifique a página 4- • Funcione o Motor, Verifique a Capacidade de
17) Partida e Observe a Cor dos Gases do
• Limpe a Rede de Poeira na Frente do Escapamento Durante a Partida e à
Arrefecedor de Óleo (Verifique a página 4-18) Temperatura Normal de Operação. Procure
• Verifique o Sistema de Arrefecimento e Ouvir Quaisquer Ruídos Anormais (Verifique a
Reenchimento, conforme necessário (Verifique página 4-21)
a página 4-18) • Verifique o funcionamento de Todos os
• Verifique o Nível do Líquido de Lavagem Controles (Verifique a página 4-21)
(Verifique a página 4-19).

A CADA 50 HORAS / SEMANALMENTE

• Faça Verificações a Cada 10 • Verifique se as Correias ventoinha do motor


Horas/Diariamente (Verifique a página 4-22) Apresentam Fissuras, Desgaste ou a Tensão
• Lubrifique os Pinos da Lança, do Braço e do Correta (Após as Primeiras 50 horas) (Verifique
Acessório frontal (Verifique a página 4-22) a página 4-25)
• Engraxe o Mancal Oscilante (Verifique a página • Troque o Filtro e o Óleo do Motor (Após as
4-24) Primeiras 50 Horas) (Verifique a página 4-25)
• Drene Água e Sedimentos do Filtro de • Inspecione as Estruturas das Esteiras
Combustível (Verifique a página 4-25) Verificando se a Tensão é a Correta e se
• Drene Água e Sedimentos do Tanque de Existem Peças Danificadas, Gastas ou Frouxas
Combustível (Verifique a página 4-25) (Junções, Sapatas, Roletes, Rodas-guias)
(Verifique a página 4-25)

A CADA 250 HORAS / MENSALMENTE

• Faça Verificações a Cada 10 • Troque o Óleo do Dispositivo de Redução de


Horas/Diariamente e a cada 50 horas (Verifique Tração (Um em Cada um dos Lados da
a página 4-26) Unidade) (Após as Primeiras 250 horas)
• Troque o Óleo do Dispositivo Redutor de (Verifique a página 4-30)
Oscilação (Drene e Reabasteça Após as • Troque o Filtro de Óleo Hidráulico do Fluxo
Primeiras 250 Horas) (Verifique a página 4-26) Total (Após as Primeiras 250 Horas) (Verifique
• Limpe o Elemento Externo do Purificador de ar a página 4-30)
de Dois Estágios (Verifique a página 4-26) • Troque o Filtro do Piloto (Após as Primeiras
• Verifique a Tensão da Correia da Ventoinha do 250 Horas) (Verifique a página 4-30)
Motor (Verifique a página 4-27) • Verifique o desgaste dos Pinos e Buchas dos
• Verifique o Desgaste da Correia da Ventoinha Acessórios da Extremidade Frontal (Verifique a
do Motor (Verifique a página 4-28) página 4-30)
• Troque o Óleo de Filtro do Motor (Verifique a • Verifique os Níveis de Fluido nas Baterias e
página 4-29) Níveis de Carga das Baterias (Verifique a
• Verifique o Nível do Óleo do Dispositivo página 4-30)
Redutor de Tração (Um em Cada Lado da • Verifique se Existem Quaisquer Porcas ou
Unidade) (Verifique a página 4-30) Parafusos Frouxos ou Faltando (Verifique a
página 4-30)
• Inspecione os Grampos das Mangueiras do
Sistema de Combustível (Verifique a página 4-30)

4-10 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A CADA 500 HORAS / TRIMESTRALMENTE

• Faça Todas as Verificações a cada 10 • Limpe o Filtro do Ar Condicionado (Verifique a


Horas/Diariamente, 50 e 250 horas (Verifique a página 4-34)
página 4-31) • Limpe o Radiador, Arrefecedor de Óleo,
• Engraxe a Engrenagem de Giro e Pinhão Refrigerador Intermediário e Núcleo do
(Verifique a página 4-31) Condensador do Ar Condicionado (Verifique a
• Troque o Filtro de Óleo Hidráulico de Fluxo página 4-35)
Total (Verifique a página 4-32) • Troque os Elementos Exteriores e Interiores do
• Troque o Filtro do Piloto (Verifique a página 4- Purificador de ar (Verifique a página 4-36)
33) • Troque o Filtro de Combustível (Verifique a
página 4-37)

A CADA 1.000 HORAS / SEMESTRALMENTE

• Faça Todas as Verificações a cada 10 • Troque o Líquido Arrefecedor do Radiador


Horas/Diariamente, 50, 250 e 500 horas (Verifique a página 4-41)
(Verifique a página 4-39) • Limpe a Tela Filtrante da Bomba de Escorva da
• Engraxe o Dispositivo de Redução de Injeção de Combustível (Verifique a página 4-
Oscilação (Verifique a página 4-39) 42)
• Engraxe o Óleo do Dispositivo de Redução de • Verifique o Refrigerante do Ar Condicionado
Oscilação (Verifique a página 4-39) (Verifique a página 4-43)
• Troque o Óleo do Dispositivo Redutor de • Verifique e Ajuste o Motor ** (Verifique a página
Tração (Um em Cada Lado da Unidade) 4-44)
(Verifique a página 4-40)

A CADA 2000 HORAS / ANUALMENTE

• Faça Todas as Verificações Diárias, a cada 50, • Inspecione a Máquina para Verificar se existem
250 e 500 e 1.000 Horas de Serviço (Verifique Soldas Rachadas ou Quebradas ou outras
a página 4-45) Rachaduras ou Soldas Partidas ou outros
• Verifique o Alternador e Motor de Arranque** Danos Estruturais (Verifique a página 4-45)
(Verifique a página 4-45) • Verifique e Ajuste as Folgas das Válvulas **
• Verifique Todas as Montagens de Borracha de (Verifique a página 4-45)
Amortecedores e de Anti-vibração (Verifique a • Verifique os Torques dos Parafusos de Cabeça
página 4-45) Oca (Verifique a página 4-45)
• Faça e Registre os Resultados dos Testes • Limpeza da Permuta de Óleo Hidráulico e Tela
Periódicos (Verifique a página 4-45) Filtrante de Sucção (Verifique a página 4-45)

A CADA 4000 HORAS / CADA DOIS ANOS

• Partes Mais Importantes – Troca Periódica


(Verifique a página 4-48)

A CADA 12.000 HORAS DE OPERAÇÃO / CADA SEIS ANOS

• Vida Útil das Mangueiras (Normativas


europeias ISO 8331 e EN982 CEN) (Verifique a
página 4-49)

**Estas verificações deverão ser feitas por um distribuidor autorizado da DOOSAN.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-11


A CADA 10 HORAS / DIARIAMENTE
LUBRIFIQUE OS PINOS DA LANÇA, DO BRAÇO E DO ACESSÓRIO FRONTAL (PRIMEIRAS 100
HORAS)

Lubrifique a cada 10 horas durante as primeiras 100 horas e posteriormente a cada 50 horas. (Verifique a
página 4-22)

NOTA: Se a unidade deslocou-se ou trabalhou na água, o acessório frontal deverá ser lubrificado a cada
10 horas / diariamente.

VERIFIQUE O NÍVEL DO ÓLEO DO MOTOR

AVISO!
Para evitar possíveis queimaduras ao tocar
peças quentes do motor, deixe que este esfrie
antes de verificar o nível de óleo.

1. Desligue o motor e espere por 15 minutos. Isso


vai permitir que todo o óleo drene de volta para
o cárter.

2. Remova a vareta de medição (1, Figura 11) e Figura 11


limpe-a com uma estopa.

3. Introduza totalmente a vareta de nível no tubo


de abastecimento e retire-a novamente.

4. O nível do óleo do motor deverá estar entre as


marcas "HIGH" (ALTO) e "LO" (BAIXO)
existentes na vareta de medição.

NOTA: Se o óleo estiver acima da marca


"HIGH" [ALTO] na vareta de medição,
parte dele deverá ser purgado de forma
a garantir que o nível fique dentro dos
limites apropriados.

5. Adicione óleo através da tampa de Figura 12


abastecimento de óleo do motor (2, Figura 11)
se o nível estiver na marca “LOW” [BAIXO].

4-12 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFIQUE O NÍVEL DO TANQUE DE ÓLEO
HIDRÁULICO

AVISO!
O óleo hidráulico vai estar muito quente depois
da operação normal da máquina. Aguarde que o
sistema esfrie antes de tentar consertar
qualquer um dos componentes hidráulicos.
O tanque hidráulico encontra-se sob pressão.
Pressione vagarosamente a tampa do
respiradouro de forma a liberar o ar
pressurizado. Assim que a pressão tiver sido Figura 13
liberada, já é seguro retirar o tampão de serviço/
abastecimento.

1. Posicione a máquina sobre uma superfície


firme e plana. Abaixe a lança e posicione a
caçamba no chão, tal como se indica na Figura
14.

2. Ajuste a velocidade do motor para “LOW IDLE”


[MARCHA LENTA].

Figura 14

3. Coloque a alavanca de segurança na posição


“LOCK” [TRAVADO].

4. Verifique o manômetro indicador do nível


abrindo a porta de acesso do lado direito. O
nível do óleo deve estar entre as marcas
existentes no manômetro indicador do nível.

Figura 15

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-13


5. Se o nível estiver abaixo da marca “L”
acrescente óleo.

A. Desligue o motor.

B. O tanque hidráulico encontra-se sob


pressão. Pressione vagarosamente a
tampa do respiradouro de forma a liberar o
ar pressurizado.

C. Retire a tampa superior do depósito


hidráulico e acrescente óleo.

IMPORTANTE Figura 16

Não encha o tanque acima da marca "H"


existente no manômetro indicador do
nível. O abastecimento em demasia pode
causar danos ao equipamento e
vazamentos de óleo do tanque hidráulico
devido à expansão.

6. Se o nível estiver acima da marca “H”, drene


óleo.

A. Pare o motor e espere até que o óleo


hidráulico esfrie.

B. Retire, para um recipiente adequado, o


óleo em excesso através do tampão de
drenagem (Figura 17) situado no fundo do
tanque.

NOTA: Respeite a norma local para se desfazer


de fluidos drenados.
Figura 17
VERIFIQUE VAZAMENTOS NO SISTEMA
HIDRÁULICO

1. Faça diariamente uma inspeção do sistema


para se certificar de que as mangueiras,
tubulações, acessórios, cilindros e motores
hidráulicos não apresentem quaisquer indícios
de vazamentos. No caso de se detectarem
eventuais vazamentos, descubra qual a origem
e conserte.

4-14 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFIQUE O NÍVEL DO COMBUSTÍVEL

AVISO!
Tenha muito cuidado quando reabastecer, de
modo a evitar explosões ou incêndios.
Limpe imediatamente todo combustível
eventualmente derramado.

1. Encha o tanque ao final de cada dia de trabalho.


Adicione combustível pelo tubo do filtro (1,
Figura 18). Ao trabalhar a temperaturas
superiores a 0ºC, use combustível ASTM nº 2- Figura 18
D ou equivalente. Se a temperatura for inferior
a 0ºC use combustível ASTM nº 1-D ou
equivalente.

2. Certifique-se de que a mangueira esteja presa à escavadora antes de iniciar o abastecimento.

3. Verifique a quantidade de combustível existente no tanque, observando o manômetro indicador (2,


Figura 18).

NOTA: Consulte “Capacidades dos Depósitos de Fluidos” na página 4-7, para saber a capacidade do
depósito.

4. A escavadora pode ser equipada com uma bomba de abastecimento de combustível opcional alimentada
por uma bomba. O conjunto da bomba está localizado no compartimento da bomba hidráulica. Coloque a
mangueira de aspiração da bomba dentro do tanque de reabastecimento de combustível. LIGUE o
interruptor da caixa de bateria e o combustível é bombeado para o tanque de combustível da escavadora.

5. Não encha o tanque em demasia.

6. Ao terminar o reabastecimento, aperte firmemente a tampa.

NOTA: Se os respiradores (3, Figura 21)


existentes na tampa estiverem
obstruídos, poderá ser formado vácuo
no interior do tanque, o que não vai
permitir um fluxo de combustível
adequado para o motor. Mantenha os
furos da tampa sempre limpos.

VERIFIQUE VAZAMENTOS NO SISTEMA DE


COMBUSTÍVEL

1. Faça uma inspeção visual do compartimento do


motor para verificar se o sistema de
combustível não apresenta vazamentos. No Figura 19
caso de se detectarem vazamentos, descubra
qual a origem e conserte.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-15


VERIFIQUE O SEPARADOR DE ÁGUA E ÁGUA
DE DRENO, CONFORME NECESSÁRIO

1. Existe um separador de água dentro da porta


de acesso do lado direito.

2. Abra a porta de acesso do lado direito da


máquina.

3. Se o nível do líquido atingir a linha vermelha,


afrouxe o plugue (Figura 20) na parte inferior e
drene a água para um recipiente apropriado.

NOTA: Respeite a norma local para se desfazer


de fluidos drenados. Figura 20

4. Reaperte o plugue (Figura 20) e o sistema de


combustível principal. (Verifique a página 4-38)

5. Feche a porta de acesso.

4-16 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFIQUE O NÍVEL DO ÓLEO DO DISPOSITIVO DE REDUÇÃO DE GIRO

AVISO!
O óleo das engrenagens está muito aquecido após a máquina ter sido operada. Desligue todos os
sistemas e aguarde que os mesmos esfriem. Antes de retirar completamente qualquer bujão das
aberturas de inspeção, armação do motor, etc., desaperte o bujão lentamente para permitir que o ar
sob pressão escape.

NOTA: Ao usar uma vareta de medição para verificar o nível de óleo, limpe-a sempre antes de fazer a
medição final do nível.

1. Remova a vareta (1, Figura 21) e limpe-a


usando uma estopa.

2. Introduza a vareta de medição (1, Figura 21)


completamente até o fundo da guia.

Figura 21

3. O nível do óleo deverá estar entre as marcas


"HIGH" (ALTO) e "LOW" (BAIXO), existentes na
vareta de medição.

NOTA: Se o óleo estiver acima da marca


"HIGH" [ALTO] na vareta de medição,
parte dele deverá ser drenada de
forma a garantir que o nível do óleo
fique dentro dos limites apropriados.

4. Se o óleo não alcançar a marca “L” da vareta,


complete pelo orifício de abastecimento (2,
Figura 21) até o nível adequado.

Figura 22

5. Se o nível de óleo ultrapassar a marca ”H”


[ALTO] da vareta de medição, retire o bujão de
escoamento (Figura 23) e drene o óleo em
excesso para um recipiente adequado.

NOTA: Respeite a norma local para se


desfazer de fluidos drenados.

Figura 23

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-17


LIMPE A TELA DE POEIRA NA FRENTE DO
RESFRIADOR DE ÓLEO

IMPORTANTE
Ao operar a escavadora numa área
empoeirada, inspecione o filtro de pó todos os
dias e limpe-o, caso se encontre sujo.

AVISO!
Figura 24
Ao usar ar comprimido ou água para limpar o
filtro de pó, use proteção ocular adequada.

1. Desaperte a(s) porca(s) borboleta e retire a


rede de poeira.

2. Limpe o filtro com a ajuda de ar comprimido ou


água.

VERIFIQUE O SISTEMA DE ARREFECIMENTO E ABASTEÇA SE NECESSÁRIO

AVISO!
Deixe o motor esfriar antes de desapertar a tampa do radiador. Certifique-se de que desaperta a
tampa lentamente de forma a liberar toda a pressão ainda contida no interior do radiador.
A limpeza do radiador é executada enquanto o motor se encontra em funcionamento. Tenha muito
cuidado ao trabalhar num motor em funcionamento ou em locais junto a ele. Não se esqueça de
travar as alavancas de comando e de colocar uma etiqueta, para informar a todo o pessoal de que
estão em curso os trabalhos de manutenção.
Não retire a tampa do radiador a não ser que seja necessário. Verifique o nível do líquido de
arrefecimento no tanque reserva.

1. Quando o motor estiver frio, retire a tampa do


radiador e verifique o nível do líquido
arrefecedor no interior do radiador. Não confie
no nível de arrefecedor no tanque de
recuperação de refrigerante. Reabasteça o
radiador se necessário. Consulte a tabela de
concentração do líquido arrefecedor. (Verifique
a página 4-42)
2. Inspecione as tubulações de transferência do
líquido arrefecedor do tanque de reserva para o
radiador para confirmar que as mesmas se
encontrem livres e sem quaisquer obstruções,
ou sem torções.
3. Verifique o nível do líquido arrefecedor no
tanque de reserva. O nível normal do líquido do Figura 25
motor frio deverá estar entre as marcas "FULL"
(CHEIO) e “LOW” (BAIXO) existentes no
tanque.
4. Se o nível do líquido arrefecedor estiver abaixo
da marca "LOW" [BAIXO], adicione mais no
tanque.

4-18 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFIQUE O NÍVEL DA JANELA DO LÍQUIDO
DE LAVAGEM

1. Abra a porta frontal esquerda e verifique o nível


do líquido no tanque de limpeza dos para-
brisas.

2. Abra a tampa do tanque e adicione líquido de


limpeza.

NOTA: Use um líquido de limpeza que seja


adequado a todas as estações do ano.
Isso evita congelamento durante
operação com tempo frio.
Figura 26

OBSERVE SINAIS DE DESGASTE NOS DENTES


DA CAÇAMBA E CORTADORES LATERAIS

1. Inspecione os dentes da caçamba diariamente


para se certificar de que não existam eventuais
desgastes ou quaisquer fissuras.

2. Não permita que os dentes substituíveis da


caçamba se desgastem até o ponto em que o
adaptador fique exposto. Consulte a Figura 27.

NOTA: Estas instruções aplicam-se somente a


caçambas DOOSAN OEM. No caso de
caçambas de outros fabricantes,
consulte as respectivas instruções de Figura 27 1. PONTA, 2. ADAPTADOR e 3. PINO
uso.

INSPECIONE A LÂMINA DA VENTOINHA DO


MOTOR

AVISO!
Qualquer falha numa das pás da ventoinha
pode provocar danos pessoais. Nunca puxe a
ventoinha nem faça dela alavanca. Isto poderia
danificar as pás e provocar uma avaria na
mesma.

NOTA: Rode manualmente a árvore de


manivelas usando uma chave inglesa Figura 28
na porca da polia acionadora auxiliar.

1. É necessário verificar a ventoinha de


arrefecimento diariamente. Comprove que não
existam quebras, pinos frouxos, pás torcidas ou
frouxas e verifique se existe algum atrito entre
os extremos das pás e a tampa da ventoinha.
Inspecione a ventoinha para certificar-se de
que esteja corretamente fixada. Aperte os
parafusos se necessário. Troque qualquer
ventoinha que esteja danificada.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-19


VERIFIQUE O SISTEMA DE ENTRADA DE AR

ATENÇÃO!
As peças quentes do motor podem provocar
queimaduras. Evite qualquer contato com as
mesmas.

1. Estacione a máquina em terreno nivelado,


baixe a amarração até o solo, coloque a
alavanca de segurança na posição ”LOCK”
[TRAVADO], e pare o motor.
Figura 29
2. Verifique se o tubo de entrada do motor e as
conexões do mesmo não estão danificados
nem frouxos.

3. Se encontrar qualquer dano, trinca ou folga,


substitua ou reaperte ou consulte o distribuidor
DOOSAN mais próximo.

IMPORTANTE
Se o motor funcionar com ar não filtrado, pode
ficar seriamente danificado.
Não ligue o motor se encontrar qualquer
defeito ou vazamento no sistema de entrada de Figura 30
ar.

INSPECIONE O FUNCIONAMENTO ADEQUADO DO CINTO DE SEGURANÇA

INSPECIONE RACHADURAS E SOLDAS DEFEITUOSAS NA ESTRUTURA

1. Durante a inspeção visual diária e quando lubrificar a máquina, verifique se existem quaisquer indícios
visíveis de danos nela. Antes de operar a máquina, conserte ou substitua quaisquer partes que estejam
danificadas.

VERIFIQUE O FUNCIONAMENTO DE TODOS OS COMUTADORES

1. Antes de colocar o motor em marcha, verifique se todos os interruptores se encontram em boas


condições de funcionamento.

VERIFIQUE O FUNCIONAMENTO DE TODAS AS LUZES EXTERIORES, BUZINA E INDICADOR DO


CONSOLE DE CONTROLE E LUZES PILOTO

1. Rode a chave de ignição do motor para a posição "LIGADO" ["ON"] e observe todas as luzes indicadoras.
2. Conserte ou substitua todas as lâmpadas das luzes indicadoras que não se acendam.
3. Toque a buzina. Conserte-a ou substitua-a se necessário.
4. Ligue e inspecione todas as luzes de trabalho externas. Substitua todos os monitores avariados,
lâmpadas queimadas, receptáculos ou lentes rachados, ou partidos.

4-20 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


FUNCIONE O MOTOR, VERIFIQUE A CAPACIDADE DE PARTIDA E OBSERVE A COR DOS GASES DO
ESCAPAMENTO DURANTE A PARTIDA E À TEMPERATURA NORMAL DE OPERAÇÃO. PROCURE
OUVIR QUAISQUER RUÍDOS ANORMAIS

VERIFIQUE O FUNCIONAMENTO DE TODOS OS CONTROLES

IMPORTANTE
O funcionamento da máquina com tempo frio requer que o operador aqueça completamente o óleo
hidráulico antes de começar. Respeite todas as instruções de aquecimento descritas na seção das
Instruções de Operação deste manual. Não se esqueça de fazer circular o óleo através de todos os
componentes, incluindo todos os cilindros hidráulicos e ambos os motores de tração e o motor de
giro. O óleo hidráulico frio nas tubulações e componentes do circuito hidráulico precisa ser
aquecido antes de começar a operar plenamente a máquina. O não cumprimento desta
recomendação poderá causar danos aos cilindros e aos motores hidráulicos.

1. Com o motor à velocidade nominal, acione todos os comandos.

2. Cumpra todos os procedimentos de aquecimento do sistema hidráulico com tempo frio.

3. Fique atento a eventuais funcionamentos lentos ou movimentos estranhos. Detecte a causa e conserte a
avaria antes de operar a máquina.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-21


A CADA 50 HORAS / SEMANALMENTE

FAÇA TODAS AS VERIFICAÇÕES PREVISTAS NA MANUTENÇÃO DIÁRIA /A CADA 10 HORAS

LUBRIFIQUE OS PINOS DA LANÇA, BRAÇO E ACESSÓRIO FRONTAL

Lubrifique a cada 10 horas durante as primeiras 100 horas e posteriormente a cada 50 horas.

NOTA: Se a unidade deslocou-se ou trabalhou na água, o acessório frontal deverá ser lubrificado a cada
10 horas / diariamente.

• Posicione a máquina tal como se indica na figura abaixo, abaixe o acessório frontal até o chão e
desligue o motor.
• Pressione o dispositivo de lubrificação e injete graxa com a ajuda da pistola de lubrificação no ponto
assinalado.
• Após a lubrificação, limpe toda a graxa antiga que tenha sido eliminada.

Figura 31

A. PINO INFERIOR DO CILINDRO DA LANÇA G. PINO INFERIOR DO CILINDRO DA


(2 PONTOS) CAÇAMBA (1 PONTO)
B. PINO DA BASE DA LANÇA (2 PONTOS) H. PINO DA JUNTA DE LIGAÇÃO DO BRAÇO
(2 PONTOS)
C. PINO DA HASTE DO CILINDRO DA I. PINO DA JUNTA DE LIGAÇÃO (2
LANÇA (2 PONTOS) PONTOS)
D. PINO DA BASE DO CILINDRO DO J. PINO DA JUNTA DO BRAÇO (2 PONTOS)
BRAÇO (1 PONTO)
E. PINO DA JUNTA BRAÇO LANÇA (2 K. PINO DA JUNTA DE LIGAÇÃO DA
PONTOS) CAÇAMBA (2 PONTOS)
F. HASTE DO CILINDRO DO BRAÇO (1 L. HASTE DO CILINDRO DA CAÇAMBA
PONTO) (1 PONTO)

4-22 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A. Pino inferior do cilindro da lança (2 pontos)

Figura 32

B. Pino do pé da lança (2 Pontos)


C. Pino da haste do cilindro da lança (2 Pontos)
D. Pino da base do cilindro do braço (1 ponto)

Figura 33
E. Pino da junta do braço da lança (2 Pontos)

Figura 34
F. Haste do cilindro do braço (1 ponto)

Figura 35

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-23


G. Pino inferior do cilindro da caçamba (1 ponto)

Figura 36
H. Pino da junta de ligação do braço (2 pontos)
I. Pino da junta de articulação (2 Pontos)
J. Pino da junta braço da caçamba (2 pontos)
K. Pino da junta de articulação da caçamba (2
Ponto)

Figura 37

L. Haste do cilindro da caçamba (1 ponto)

Figura 38
ENGRAXE DO MANCAL OSCILANTE

1. Baixe a amarração frontal até o solo.

2. Existem três pontos de lubrificação para o


mancal oscilante. Não lubrifique em demasia.
Elimine a graxa antiga com a aplicação da nova.
Retire toda a graxa drenada.

Figura 39

4-24 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DRENAGEM DA ÁGUA E OS SEDIMENTOS DO
FILTRO DE COMBUSTÍVEL

1. Abra a válvula de drenagem no fundo do filtro


de combustível e escoe a água e o sedimento
para um recipiente adequado.

NOTA: Respeite a norma local para se desfazer


de fluidos drenados.

Figura 40

DRENAGEM DE ÁGUA E SEDIMENTOS DO


TANQUE DE COMBUSTÍVEL

1. Realize esta operação antes de começar a


trabalhar com a máquina.

2. Drene a água e os sedimentos do fundo do


tanque de combustível e deposite-os num
recipiente adequado.

NOTA: Respeite a norma local para se desfazer


de fluidos drenados.

NOTA: Abasteça completamente o tanque de


combustível ao finalizar cada dia de Figura 41
trabalho, para evitar a condensação nas
paredes internas.

VERIFICAÇÃO DE FISSURAS, DESGASTE E TENSÃO CORRETA DAS CORREIAS DA VENTOINHA DO


MOTOR (APÓS AS PRIMEIRAS 50 horas)

1. Inspecione após terem decorrido as primeiras 50 horas e posteriormente a cada 250 horas. Para
detalhes, consulte “Verifique a Tensão da Correia da Ventoinha do Motor", na página 4-27.

TROCA DO FILTRO E O ÓLEO DO MOTOR (APÓS AS PRIMEIRAS 50 HORAS)

1. Troque o óleo e o filtro do motor após decorridas as primeiras 50 horas ou recondicionamento e


posteriormente a cada 250 horas. Para detalhes, consulte “Troque o Óleo e o Filtro do Motor", na página
4-29.

INSPEÇÃO DA TENSÃO CORRETA, PEÇAS DANIFICADAS, GASTAS OU FROUXAS (JUNÇÕES,


SAPATAS, ROLETES, RODAS-GUIAS) DAS ESTRUTURAS DAS ESTEIRAS

1. Faça diariamente uma inspeção visual de todos os componentes, incluindo os conjuntos das esteiras.
Verifique se existem peças faltando, danificadas ou com desgaste excessivo. Consulte “Tensão da
Esteira” na página 4-64.

2. Levante cada uma das esteiras com a ajuda de um macaco hidráulico e faça o teste do motor de
deslocamento em duas velocidades.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-25


A CADA 250 HORAS / MENSALMENTE

PROCEDA A INSPEÇÕES A 10 HORAS / DIARIAMENTE E 50 HORAS DE SERVIÇO

TROQUE O ÓLEO DO DISPOSITIVO REDUTOR DE GIRO (DRENE E REABASTEÇA APÓS AS


PRIMEIRAS 250 HORAS)

NOTA: Troque o óleo do dispositivo redutor de giro após decorridas 250 horas de operação numa
máquina nova e posteriormente a cada 1.000 horas de funcionamento (Ver página 4-48).

LIMPE O ELEMENTO EXTERIOR DO FILTRO DE AR


DE DOIS ESTÁGIOS

AVISO!
Nunca limpe ou tente retirar o elemento do
filtro de ar, se o motor estiver rodando. Se
usar ar comprimido para limpar o elemento do
filtro, use sempre proteção ocular.

1. Localize o conjunto do filtro de ar. Retire a


tampa de acesso e retire o elemento exterior (1, Figura 42
Figura 43) do conjunto do filtro de ar.

NOTA: Se a luz-piloto (Figura 42) ACENDER


["ON"] no painel de instrumentos, é
necessária a manutenção do purificador
de ar.

NOTA: Substitua o elemento exterior do filtro de


ar a cada 500 horas / 3 meses de
manejo.

2. Retire e limpe a válvula de descarga de


borracha (2, Figura 43) situada na parte inferior
do corpo do purificador de ar. Inspecione as
lábios de vedação para verificar se estão
gastos ou danificados. Se necessário, substitua Figura 43
a válvula.

4-26 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


3. Limpe o filtro exterior aplicando ar comprimido
na parte interior, em direção ao exterior. Não
use ar comprimido com uma pressão superior a
205 kPa (30 psi).

4. Limpe o interior do invólucro do filtro de ar e o


interior da tampa do invólucro.

5. Volte a instalar adequadamente o filtro de ar e


a tampa. Aperte bem a porca borboleta
manualmente. Não use nenhuma ferramenta
para apertar a porca borboleta.

Figura 44

VERIFIQUE A TENSÃO DA CORREIA DA


VENTOINHA DO MOTOR

IMPORTANTE
A correia da ventoinha frouxa poderá provocar
superaquecimento do motor, carga fraca do
alternador e/ou desgaste prematuro da correia.
Uma correia demasiado esticada poderá
provocar danos à bomba de água, rolamentos
do alternador ou à própria correia.

1. Inspecione a correia a cada 250 horas de Figura 45


funcionamento. (Inspecione após decorridas as
primeiras 50 horas de operação.)

2. Com o motor desligado, verifique a tensão da


correia da ventoinha, pressionando-a para
baixo, a meia distância entre a polia da
ventoinha e a polia do alternador. A correia
deverá flexionar cerca de 10 mm (0.4
polegadas). Para ajustar a correia, desaperte
os parafusos da placa de regulagem do
alternador, ajuste a tensão e reaperte os
parafusos.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-27


VERIFIQUE O DESGASTE DA CORREIA DA
VENTOINHA DO MOTOR

AVISO!
Mantenha-se afastado da ventoinha e da
correia da mesma, quando o motor estiver em
funcionamento. Qualquer contato com a
ventoinha ou a correia quando estiverem em
funcionamento pode provocar lesões.

AVISO! Figura 46

Ao verificar, ajustar ou trocar a correia, tome


as medidas necessárias para evitar que o
motor entre em funcionamento de forma
acidental. Certifique-se de que a chave de
ignição esteja DESLIGADA ["OFF"] e de que o
sinal correspondente de aviso tenha sido
colocado sobre os comandos de controle.

1. Substitua imediatamente correias gastas, oleosas ou muito rachadas. Essas condições impedem seu
funcionamento adequado. Faça uma inspeção visual da correia. Verifique fendas entrecruzadas na
correia. Fendas transversais (através da largura da correia) são aceitáveis. Fendas longitudinais (na
direção do comprimento) que se entrecruzam com as transversais não são aceitáveis. Troque a correia
se estiver gasta ou se faltar algum pedaço.

2. Antes de instalar uma nova correia, certifique-se de que todas as ranhuras da polia se encontrem limpas
e que não estejam gastas. Troque a polia se esta tiver sofrido algum dano ou se as ranhuras da mesma
estiverem gastas.

3. Todos os rolamentos de apoio da polia, eixos e suportes devem estar em bom estado.

4. Quando trocar a correia e as polias, deve-se verificar o alinhamento da polia com as correias tensas e os
suportes corretamente fixados. Desalinhamentos que possam ser notados facilmente afetarão
negativamente o funcionamento da correia.

5. Não introduza de maneira forçada as correias nas ranhuras da polia fazendo uma alavanca com uma
chave de fenda, por exemplo. Isto vai danificar a estrutura da correia e provocar sua destruição durante o
serviço.

6. Tanto as correias das máquinas novas como as sobressalentes perdem a tensão ao colocá-las nas
ranhuras da roldana. Verifique a tensão das correias novas a intervalos de 50 horas, até que esta se
estabilize e, posteriormente, a cada 250 horas. Se a tensão estiver abaixo do mínimo requerido, a correia
deslizará danificando e as ranhuras da polia.

NOTA: Ao trabalhar em condições abrasivas, controle a tensão da correia a cada 100 horas.

4-28 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TROQUE O ÓLEO E FILTRO DO MOTOR

NOTA: Troque o óleo e o filtro do motor após decorridas as primeiras 50 horas de operação ou
recondicionamento e posteriormente a cada 250 horas.

AVISO!
NÃO troque o óleo de um motor quente. Deixe que o motor esfrie o suficiente antes de tentar mudar
o filtro e o óleo, para prevenir queimaduras.

1. Coloque um recipiente grande por baixo do


motor. Remova a tampa (1, Figura 47) e instale
a mangueira (2) para drenar o óleo do motor.
Remova a mangueira (2) e instale a tampa (1)
NOTA: Respeite a norma local para se desfazer
de fluidos drenados.

Figura 47
2. Substitua o filtro de óleo do motor usando uma
chave de filtro. O filtro de óleo do motor é do
tipo rosca. Consulte a Figura 48. Remova e
descarte o filtro.
3. Instale um filtro novo. Aplique uma pequena
quantidade de óleo ao redor da junta do filtro.
Enrosque o filtro à mão na cabeça até que a
junta fique em contato com a cabeça, e em
seguida gire mais meia volta.

Figura 48

4. Volte a encher o motor com o óleo correto


através do tampão de abastecimento (Figura
49). Verifique qual o óleo recomendado para as
condições de operação vigentes, consultando a
Tabela de Lubrificação neste Manual de
Instruções.
NOTA: Consulte “Capacidades dos Depósitos
de Fluidos” na página 4-7, para saber a
capacidade do depósito.
5. Coloque o motor em funcionamento e verifique
a luz-piloto da pressão do óleo do motor.
6. Desligue o motor. Verifique se existe qualquer
indício de vazamento no filtro. Volte a verificar o Figura 49
nível do óleo.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-29


VERIFIQUE O NÍVEL DO ÓLEO DO DISPOSITIVO
REDUTOR DE TRAÇÃO (UM EM CADA LADO DA
UNIDADE)

AVISO!
O óleo das engrenagens está muito aquecido
após a máquina ter sido operada. Desligue
todos os sistemas e aguarde que os mesmos
esfriem. Antes de retirar completamente
qualquer bujão das aberturas de inspeção,
armação do motor, etc., desaperte-o lentamente,
para deixar o ar sob pressão escapar. Figura 50

1. Assegure-se de que a máquina esteja sobre um piso firme e nivelado.


2. Gire a esteira até que as aberturas (1 e 2, Figura 50) se encontrem em suas posições adequadas, tal
como indicado na figura.
3. Retire os bujões de óleo (1, Figura 50).
4. Verifique o nível do óleo. O óleo deve estar perto da parte inferior do nível de abertura do bujão (2,
Figura 50).
5. Adicione óleo através da abertura do bujão, se necessário.
6. Limpe e instale os bujões de óleo (1, Figura 50).
7. Repita este procedimento no outro dispositivo de redução de tração.

SUBSTITUA O ÓLEO NOS DISPOSITIVOS REDUTORES DE DESLOCAMENTO (UM DE CADA LADO DA


UNIDADE) (APÓS AS PRIMEIRAS 250 HORAS)

NOTA: Drene e reabasteça o óleo após as primeiras 250 horas de serviço e todas as 1.000 horas depois
disso (Consulte a página 4-40).

SUBSTITUA O FILTRO DE ÓLEO HIDRÁULICO DE FLUXO TOTAL (APÓS AS PRIMEIRAS 250 HORAS)

NOTA: Substitua o filtro de óleo hidráulico de fluxo total após as primeiras 250 horas de serviço ou de
reinstalação, depois a todas as 500 horas. (Consulte a página 4-32)

MUDE O FILTRO PILOTO (APÓS AS PRIMEIRAS 250 HORAS)

NOTA: Troque o filtro piloto depois das primeiras 250 horas e a cada 500 horas daí em diante (Ver
página 4-33).

INSPECIONE OS PINOS E BUCHAS DAS AMARRAÇÕES TERMINAIS DA FRENTE PARA VERIFICAR A


EXISTÊNCIA DE DESGASTES

VERIFIQUE OS NÍVEIS DE FLUIDO E DE CARGA DAS BATERIAS

INSPECIONE PARA DETECTAR A EXISTÊNCIA DE QUAISQUER PORCAS OU PARAFUSOS FROUXOS


OU FALTANDO

INSPECIONE AS ABRAÇADEIRAS DA MANGUEIRA DO SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

4-30 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A CADA 500 HORAS DE OPERAÇÃO /
TRIMESTRALMENTE

FAÇA TODAS AS VERIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO DIÁRIA (10 HORAS) E DE MANUTENÇÃO A


CADA 50 E 250 HORAS

ENGRAXE A ENGRENAGEM DE GIRO E O PINHÃO

1. Retire a tampa de inspeção e verifique o estado


da graxa. Certifique-se de que não haja água
ou outras substâncias contaminantes.

NOTA: A estrutura superior deverá ser


ligeiramente movimentada de forma que
toda a superfície da engrenagem de
giro possa ser lubrificada. Tenha muito
cuidado ao fazer esta operação.

Figura 51

2. Caso seja detectada água ou outros


contaminantes, retire a tampa de acesso
inferior, de forma que os dentes das
engrenagens possam ser cuidadosamente
limpos e lubrificados.

3. Após lubrificar os dentes da engrenagem


instale as tampas de acesso.

Figura 52

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-31


SUBSTITUA O FILTRO DE ÓLEO HIDRÁULICO DE FLUXO TOTAL

NOTA: Substitua o filtro de óleo hidráulico de fluxo total após as primeiras 250 horas de serviço e todas
as 500 horas no futuro.

AVISO!
O óleo hidráulico vai estar muito quente depois da operação normal da máquina. Aguarde que o
sistema esfrie antes de tentar consertar qualquer um dos componentes hidráulicos.
O tanque hidráulico encontra-se sob pressão. Abra lentamente a tampa de ventilação do ar
hidráulico para permitir a saída do ar pressurizado. Assim que a pressão tiver sido liberada, já é
seguro retirar o tampão de serviço/ abastecimento.

IMPORTANTE
Não se esqueça de limpar toda a sujeira ou água da parte de cima do tanque hidráulico,
especialmente junto à abertura de abastecimento e às do filtro.

1. Posicione a máquina sobre uma superfície


firme e plana. Baixe a amarração frontal até o
solo e pare o motor.

2. Abra lentamente a tampa de ventilação para


liberar a pressão interna.

3. Retire os parafusos (1, Figura 53) e a tampa de


serviço (2). Retire a mola (3), a válvula (4) e o
anel-O (5) do elemento do filtro (6).

4. Retire o elemento do filtro e descarte da forma


apropriada.

5. Instale um elemento do filtro novo e um novo


anel-O. Instale de novo a válvula e a mola.
Instale a placa da tampa de serviço.

6. Deixe o motor funcionar durante cerca de 10


minutos em marcha lenta, de modo a purgar o
ar do circuito.

7. Pare o motor.

8. Verifique o nível no tanque de óleo hidráulico.


Se necessário, adicione óleo.
Figura 53

4-32 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


MUDE O FILTRO PILOTO

NOTA: Substitua o filtro piloto após as


primeiras 250 horas de serviço e todas
as 500 horas no futuro.

AVISO!
O óleo hidráulico vai estar muito quente depois
da operação normal da máquina.
Deixe o sistema resfriar antes de trocar o filtro
piloto.
Figura 54
1. Posicione a máquina sobre uma superfície
firme e plana. Baixe o acessório frontal até o
solo e pare o motor.

2. Afrouxe lentamente a tampa de ventilação para


liberar a pressão interna.

3. Localize a montagem do filtro do sistema piloto.


Consulte a Figura 54.

4. Desaperte o copo (5, Figura 55) e retire o anel-


O (3) e o cartucho do filtro (4).

NOTA: O copo vai estar cheio de óleo. Tenha


muito cuidado quando retirar este
dispositivo.

5. Introduza um cartucho do filtro e um anel-O


novos. Aplique uma pequena quantidade de
óleo ao redor de todo o anel-O e volte a instalar
o conjunto da lata na cabeça do filtro (1, Figura
55).

6. Após trocar o filtro piloto, libere o ar da bomba


e verifique o nível do tanque de óleo hidráulico. Figura 55

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-33


LIMPE O FILTRO DO AR CONDICIONADO

A unidade encontra-se equipada com um sistema de filtragem do ar que tira a sujeira e as partículas de pó do
ar que é ventilado para a cabine do operador. Este filtro deve ser limpo.

NOTA: Se a máquina for operada num ambiente com excesso de pó, a limpeza e substituição do filtro
deverão ser feitas com maior frequência. Se o elemento filtrante estiver danificado, substitua o
estragado por um novo.

AVISO!
Todos os trabalhos de inspeção e manutenção do sistema de ar condicionado deverão ser feitos
com a chave de ignição do motor na posição “O” (DESLIGADO).

AVISO!
Se usar ar comprimido para limpar o elemento do filtro, use sempre proteção ocular.

NOTA: Todas as alusões a lado esquerdo e lado direito são feitas no pressuposto de que o operador se
encontre sentado no assento do operador olhando para frente.

1. Rode a chave (1, Figura 56) para abrir a capota


(2, Figura 56) atrás do assento do operador.

2. Desligue a fiação do alto-falante.

3. Retire a cobertura (2, Figura 56) da caixa


traseira.

4. Retire a cobertura do filtro (3, Figura 56) da


unidade de ar condicionado.

5. Retire o elemento do filtro (1, Figura 57) e


verifique se apresenta quaisquer indícios de
danos.
Figura 56
6. Use ar comprimido para limpar o elemento do
filtro. Se o elemento do filtro estiver muito sujo,
use um sabão suave ou detergente com água
para fazer a limpeza.

NOTA: No caso de ter usado água para limpar


o filtro, certifique-se de que se encontre
completamente seco antes de ser
instalado.

NOTA: Quando voltar a montar o filtro, instale-o


de forma que a seta no alto fique virada
para o interior da cabine.

Figura 57

4-34 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


LIMPE O RADIADOR, ARREFECIMENTO DE
ÓLEO, ARREFECEDOR INTERMEDIÁRIO E
NÚCLEO DO CONDENSADOR DE AR

AVISO!
Se for atingido diretamente no corpo com ar
comprimido, vapor ou água, você pode se
ferir. Use sempre óculos de proteção,
máscara e sapatos de segurança. E certifique-
se de que todo o pessoal restante se encontre
afastado da área de serviço.
Figura 58

1. Certifique-se de usar os acessórios de proteção


necessários (máscara, óculos de proteção,
sapatos de segurança, etc.) durante as
operações de limpeza.

2. Desaperte a(s) porca(s) borboleta e retire a


rede de poeira na frente do arrefecedor de óleo.

3. Retire as porcas borboleta e a placa (Figura 60)


entre o radiador e o arrefecedor de óleo.

4. Limpe o exterior do radiador e o arrefecedor de


óleo e arrefecedor intermediário com ar
comprimido, vapor ou água. Lave a partir do
Figura 59
exterior do compartimento do motor em direção
ao interior. Repita o processo de limpeza a
partir do interior do compartimento do motor em
direção ao exterior, de modo a retirar toda a
sujeira e resíduos.

NOTA: Limpe a rede de poeira e instale-a após


ter limpado o radiador, o arrefecedor de
óleo e o arrefecedor intermediário.

5. Limpe o núcleo do condensador de ar


condicionado com ar, água ou vapor a alta
pressão.

IMPORTANTE Figura 60

Para evitar danos aos núcleos, use o ar


comprimido a uma distância apropriada.
Um núcleo danificado pode originar
vazamentos de água ou
superaquecimento. Se trabalhar em
lugares empoeirados, verifique o núcleo
diariamente, independentemente do
intervalo de manutenção.

Figura 61

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-35


TROQUE OS ELEMENTOS EXTERNOS E
INTERNOS DO PURIFICADOR DE AR

AVISO!
Nunca limpe ou tente retirar o elemento do
purificador de ar, se o motor estiver rodando.

NOTA: Substitua o elemento interno sempre


que for instalado um novo elemento
externo.

1. Abra a porta de acesso que se encontra na Figura 62


zona traseira da cabine.

2. Retire a porca borboleta e a tampa do


purificador de ar.

3. Retire a porca borboleta e o elemento exterior


da caixa do purificador de ar.

4. Limpe a tampa e a parte interna caixa do


purificador de ar.

5. Retire a porca borboleta e o elemento interno.

6. Limpe o interior do invólucro do purificador de


ar. NÃO use ar comprimido para limpar a caixa
do filtro.

7. Instale um elemento interior novo e fixe-o na


posição certa com a ajuda da porca borboleta.
NÃO limpe e volte a usar o elemento interior.

8. Instale um elemento exterior novo e fixe-o na


posição adequada com a ajuda da porca
borboleta.

9. Instale a tampa do filtro de ar.


Figura 63
NOTA: Certifique-se de que todas as juntas nas
porcas borboletas e vedações se
encontrem corretamente instaladas e
assentadas.

4-36 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TROQUE O FILTRO DE COMBUSTÍVEL

AVISO!
Substitua o filtro somente depois de esperar que o motor esfrie. Cuidado com perigo de incêndio.
Não fume.

1. Localize o filtro de combustível no interior do


compartimento do motor.

2. Posicione um pequeno reservatório por baixo


do filtro de combustível. Drene o fluido abrindo
a válvula de drenagem na parte inferior do filtro.

NOTA: Respeite a norma local para se desfazer


de fluidos drenados.

3. Desaperte o filtro de combustível do suporte.


Descarte o filtro de combustível.

4. Depois de limpar a cabeça, instale um filtro de


combustível novo. Aperte o filtro à cabeça do Figura 64
motor até que a junta fique em contato com a
cabeça e gire o filtro mais 1/3 - 1/2.

NOTA: Cubra a junta com combustível.

NOTA: Encha o filtro com combustível limpo.


Isso vai ajudar a reduzir a oxidação do
sistema de escorva.

5. Acione o motor. Após funcionar durante alguns


minutos, pare o motor e verifique se existem
indícios de vazamentos.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-37


Escorve o Sistema de Combustível

Se o motor não arrancar poderá ser necessário


escorvar o sistema de combustível. Para escorvar o
sistema de combustível, use os seguintes
procedimentos;

1. Desaperte o bujão (Figura 65) situado no topo


da cabeça do filtro de combustível.

2. Desaperte e impulsione a bomba manual de


escorva (Figura 66) ao lado da bomba de
injeção de combustível. Impulsione a bomba de
escorva até que o combustível chegue à
abertura do bujão na cabeça do filtro de Figura 65
combustível.

3. Aperte o bujão na cabeça do filtro de


combustível.

4. Continue a impulsionar a bomba de drenagem


até sentir uma forte resistência. Aperte o botão
da bomba de escorva novamente até a caixa.

5. Coloque o motor em marcha e verifique se


existe algum indício de vazamento.

6. Repita o procedimento descrito caso seja


necessário.

Figura 66

4-38 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A CADA 1.000 HORAS DE OPERAÇÃO /
SEMESTRALMENTE
FAÇA TODAS AS VERIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO DIÁRIA (10 HORAS) E DE MANUTENÇÃO A
CADA 50, 250 E 500 HORAS

ENGRAXE O DISPOSITIVO DE REDUÇÃO DE


OSCILAÇÃO

1. Assente o acessório frontal no solo.

2. Retire o bujão de respiro (Figura 67) do


dispositivo de redução de oscilação.

Figura 67

3. Pressione o dispositivo de lubrificação e injete


graxa com a ajuda da pistola de lubrificação no
ponto assinalado. (Figura 68)

4. Reinstale o bujão de respiro no dispositivo


redutor de oscilação.

TROQUE O ÓLEO DO DISPOSITIVO DE


REDUÇÃO DE OSCILAÇÃO

NOTA: Troque o óleo do dispositivo de redução


de oscilação em máquina nova após Figura 68
250 horas e a cada 1.000 horas daí em
diante.

AVISO!
O óleo das engrenagens está muito aquecido
após a máquina ter sido operada. Desligue
todos os sistemas e aguarde que esfriem.

1. Coloque um reservatório por baixo da


escavadora.

2. Abra o bujão de drenagem (Figura 69).


Figura 69
NOTA: Respeite a norma local para se desfazer
de fluidos drenados.

3. Após purgar o óleo feche o bujão de drenagem.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-39


4. Retire o respiradouro/bujão de abastecimento
(2, Figura 70) e adicione óleo até a marca "H"
na vareta de medição (1).

Figura 70
TROQUE O ÓLEO DO DISPOSITIVO REDUTOR
DE TRAÇÃO (UM EM CADA LADO DA UNIDADE)

AVISO!
O óleo das engrenagens está muito aquecido
após a máquina ter sido operada. Desligue
todos os sistemas e aguarde que esfriem.
Antes de retirar completamente qualquer
bujão das aberturas de inspeção, armação do
motor, etc., desaperte-o lentamente para
permitir que o ar sob pressão escape.

NOTA: Drene o óleo após decorridas as Figura 71


primeiras 250 horas e posteriormente a
cada 1.000 horas.
1. Certifique-se de que a máquina se encontre em
solo firme.
2. Gire a esteira até que as aberturas (1 e 2,
Figura 71) se encontrem em suas posições
adequadas, tal como indicado na figura.
3. Coloque um recipiente debaixo do bujão de
drenagem (2, Figura 71) e remova os bujões (1
e 2) para drenar o fluido do motor de
deslocamento.
NOTA: Respeite a norma local para se desfazer
de fluidos drenados.
4. Instale o plugue de drenagem (2, Figura 71).
Reabasteça a caixa do motor de deslocamento
com fluido através da abertura de
abastecimento (1) até que o nível do fluido
atinja a abertura (1). Instale o bujão de nível (1).
NOTA: Consulte “Capacidades dos Depósitos
de Fluidos” na página 4-7, para saber a
capacidade do depósito.
5. Repita este procedimento no outro motor de
deslocamento.

4-40 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TROQUE O LÍQUIDO ARREFECEDOR DO
RADIADOR

AVISO!
1. Deixe o motor esfriar antes de desapertar
a tampa do radiador. Certifique-se de que
desaperta a tampa lentamente de forma a
liberar a pressão ainda contida no interior
do radiador.
2. A limpeza do radiador é executada
enquanto o motor se encontra em
funcionamento. Tenha muito cuidado ao
Figura 72
trabalhar num motor em funcionamento
ou em locais junto a ele. Não se esqueça
de travar e colocar uma etiqueta nas
alavancas de comando, para informar a
todo o pessoal de que estão em curso os
trabalhos de manutenção.
3. Não retire a tampa do radiador a não ser
que seja necessário. Verifique o nível do
líquido arrefecedor no tanque de reserva.

1. Desaperte lentamente o tampão do radiador de


modo a permitir que qualquer pressão ainda
existente seja liberada.
2. Coloque um reservatório por baixo do radiador
e abra a válvula de drenagem (Figura 72).
NOTA: Respeite a norma local para se desfazer
de fluidos drenados.
3. Abra as válvulas de fechamento do
aquecimento (1 e 2, Figura 73) para permitir a
drenagem do líquido arrefecedor do núcleo de
aquecimento.
4. Retire o bujão de drenagem do líquido Figura 73
arrefecedor (Figura 74) do motor.
5. Volte a instalar o bujão de drenagem e feche a
válvula de drenagem depois de drenar
completamente o líquido arrefecedor do
sistema.
6. Encha o sistema de arrefecimento com uma
solução de limpeza.
7. Deixe o motor funcionar em marcha lenta até
que o indicador do manômetro da temperatura
do líquido arrefecedor alcance a "ZONA
VERDE". Deixe o motor funcionar durante
cerca de mais 10 minutos.
8. Após deixar o motor esfriar.
Figura 74
9. Drene o fluido de limpeza e encha o sistema
com água.
10. Coloque novamente o motor em funcionamento
e deixe que a água circule completamente em
todo o sistema.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-41


11. Drene a água e encha o sistema com uma mistura anticongelante adequada à temperatura ambiente.
Consulte a tabela de concentração do líquido arrefecedor. (Consulte a página 4-42)

12. Coloque o motor em funcionamento sem o tampão do radiador instalado, de forma que o ar seja
eliminado do sistema. Encha o radiador até o nível indicado.

13. Drene e encha o tanque de reserva do líquido arrefecedor do radiador.

TEMPERATURA AMBIENTE ÁGUA DE REFRIGERAÇÃO ANTICONGELANTE


˚
-10 ℃ 80% 20%
˚
-15 ℃ 73% 27%
˚
-20 ℃ 67% 33%
˚
-25 ℃ 60% 40%
˚
-30 ℃ 56% 44%
˚
-40 ℃ 50% 50%

LIMPE A TELA FILTRANTE DA BOMBA DE


ESCORVA DE INJEÇÃO DE COMBUSTÍVEL

1. Remova o encaixe, tubulação de enchimento e


o filtro da parte lateral da bomba de escorva.

2. Limpe a tela filtrante.

3. Coloque a tela filtrante na bomba de escorva e


instale de novo as tubulações de combustível e
o encaixe.

Figura 75

4-42 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


VERIFICQUE O REFRIGERNATE DO AR CONDICIONADO

AVISO!
A mistura de fumaça de tabaco com o gás refrigerante (freon) pode provocar a morte.
Não fume durante as tarefas de manutenção ou reabastecimento do sistema de ar condicionado.

1. Rode o motor a 1800 rpm, aproximadamente.


Opere com a máquina durante, pelo menos,
dez minutos para estabilizar o sistema.

2. Pressione o interruptor “HI” de velocidade da


ventoinha para aumentar ao máximo o fluxo de
ar.

3. Coloque o controle de temperatura no nível


máximo de refrigeração.

4. Pressione o interruptor de “Circulação do Ar


Interno”.

5. Compare o fluxo das bolhas no visor do Figura 76


separador de umidade com os desenhos da
seguinte tabela.

ATENÇÃO!
Se a quantidade de líquido arrefecedor for muito elevada, pode ser gerado um perigoso aumento da
pressão e uma diminuição da eficácia do sistema de arrefecimento. Se, ao contrário, o nível for
muito baixo, poderiam ser causados danos ao compressor.
Mantenha o refrigerante sempre no nível normal.

Quantidade de
Aspecto do Visor de Nível Soluções
Refrigerante

As bolhas desaparecem.
Normal
Quase limpo.

Carregue ou complete o
sistema com a quantidade
Alta Não existem bolhas
correta de refrigerante HFC-
134a.

Baixa Um fluxo de bolhas é visível.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-43


INSPECIONE E AJUSTE O MOTOR **

Entre em contato com seu distribuidor Doosan.

Revendedor de motores para verificar e ajustar os seguintes itens:

• Pressão de Compressão do Motor.


• Pressão de Injeção.
• Regulagem da Injeção.

4-44 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A CADA 2.000 HORAS DE OPERAÇÃO / ANUALMENTE

FAÇA TODAS AS VERIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO DIÁRIA (CADA 10 HORAS) E DE MANUTENÇÃO


A CADA 50, 250, 500 E 1.000 HORAS

VERIFIQUE O ALTERNADOR E O MOTOR DE ARRANQUE**

**Estas verificações deverão ser efetuadas por um distribuidor autorizado da DOOSAN.

VERIFIQUE TODAS AS MONTAGEMS DE BORRACHA DE ANTI-VIBRAÇÃO DE CHOQUES

FAÇA E GRAVE OS RESULTADOS DOS TESTES DE TEMPO DE CICLO

INSPECIONE A MÁQUINA PARA VERIFICAR SOLDAS RACHADAS OU QUEBRADAS OU OUTROS


DANOS ESTRUTURAIS

VERIFIQUE, AJUSTE A FOLGA DA VÁLVULA**

VERIFIQUE OS TORQUES DOS PARAFUSOS DA CABEÇA OCA

LIMPEZA DA TELA DE FILTRAGEM DA TROCA E


SUCÇÃO DE ÓLEO HIDRÁULICO

AVISO!
O óleo hidráulico vai estar muito quente depois
da operação normal da máquina. Aguarde que o
sistema esfrie antes de tentar consertar
qualquer um dos componentes hidráulicos.
O tanque hidráulico encontra-se sob pressão.
Afrouxe a tampa do respiradouro de forma a
liberar o ar pressurizado. Assim que a pressão
tiver sido liberada, já é seguro retirar o tampão Figura 77
de serviço/ abastecimento.

IMPORTANTE
Não se esqueça de limpar toda a sujeira ou água da parte de cima do tanque hidráulico,
especialmente junto à abertura de abastecimento e às do filtro.
O intervalo de substituição do óleo é de 2.000 horas de operação unicamente para o Óleo Original
DOOSAN. Ao usar outras marcas, o intervalo de substituição garantido é de 1.000 horas de
operação.

NOTA: Dependendo do tipo de escavações que estejam sendo executadas, das condições de trabalho
(extremamente quentes ou empoeiradas) e dos acessórios da extremidade frontal adicionais que
estão sendo usados (britadeira hidráulica, etc.), poderá ser necessário mudar o fluido hidráulico
com maior frequência.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-45


1. Posicione a máquina sobre uma superfície
firme e plana. Gire a estrutura superior de
forma que fique perpendicular (90°) às esteiras.
Abaixe a lança e posicione a caçamba no chão
tal como se indica na Figura 78.

2. Coloque a alavanca de segurança na posição


“LOCK” [TRAVADO].

3. Desligue o motor.

4. Libere o ar sob pressão do interior do tanque


hidráulico, girando a tampa do respiradouro (1,
Figura 81).
Figura 78

5. Drene o óleo hidráulico do tanque para um


reservatório com a capacidade suficiente para
armazenar 500 litros. Depois de drenar o
tanque hidráulico, volte a instalar o plugue de
drenagem.

IMPORTANTE
Tenha cuidado com os esguichos de óleo ao
retirar o bujão de drenagem.
Figura 79
NOTA: Deve-se sempre descartar o filtro usado,
conforme os regulamentos locais.

6. Retire cuidadosamente os parafusos e a tampa


(2, Figura 81) da parte superior do tanque de
óleo hidráulico. Existe uma mola (3) localizada
por baixo da tampa que impulsiona a tampa
para cima.

7. Retire a mola (3, Figura 81) e o filtro (5),


puxando a haste (4).

8. Limpe a superfície interna e externa do filtro.


Substitua a tela filtrante se estiver quebrada.

9. Coloque a tela filtrante (5, Figura 81) na parte


saliente do tubo de aspiração (6).

NOTA: A medida "A" é de 627,5 mm (24,7


polegadas).

Figura 80

4-46 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


10. Encha o tanque de óleo hidráulico. Verifique o
nível utilizando o manômetro indicador de nível
localizado na parte lateral do tanque.

11. Coloque a mola (3, Figura 81) na haste (4) e


instale a tampa (2).

12. Após substituir e limpar o óleo hidráulico,


elemento do filtro e filtro de aspiração, purgue o
ar do sistema. Consulte “Ventilação e Escorva
do Sistema Hidráulico” na página 4-50.

IMPORTANTE
Sempre que se usar o sistema hidráulico,
devido à maior quantidade de calor que é
gerada por esta unidade, usar intervalos de
substituição recomendados na seção
“Intervalos de Manutenção do Filtro e do
Óleo hidráulico” na página 3-35.

13. Verifique o nível do tanque do óleo hidráulico.


(Consulte a página 4-13)

Figura 81

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-47


A CADA 4.000 HORAS DE OPERAÇÃO / CADA DOIS
ANOS

PEÇAS PRINCIPAIS - SUBSTITUIÇÃO PERIÓDICA

Para garantir a operação da máquina e do trabalho em condições de segurança, faça as inspeções


periódicas. Da mesma forma, para aumentar a segurança, substitua as peças abaixo indicadas. Estas peças
são aquelas que estão mais sujeitas a desgaste, calor e fadiga. Substitua estas peças por peças novas nos
intervalos de tempo estipulados, mesmo que as antigas pareçam estar em bom estado.

Substitua sempre todas as peças diretamente relacionadas entre si, tais como juntas e anéis-O. Use apenas
peças genuínas do fabricante do equipamento.

NOME DAS PARTES A SEREM


COMPONENTE PRINCIPAL HORA DE TROCA
TROCADAS PERIODICAMENTE
MOTOR Mangueira de combustível (do tanque para o 2 anos ou 4.000 horas
separador de água)
Mangueira de combustível (separador de água para a
bomba injetora)
Mangueira de combustível (do tanque para a
bomba de Injeção de combustível)
Mangueira do aquecedor (do aquecedor para o
motor)
Mangueira do aquecedor (do aquecedor para o
radiador)
Mangueira do ar condicionado
SISTEMA CORPO Mangueira de aspiração da bomba
HIDRÁULICO
Mangueiras de descarga da bomba
Mangueiras de derivação lateral da bomba
Mangueiras do motor de giro
Mangueiras do motor de deslocamento
DISPOSITIVO Mangueiras da tubulação do cilindro da lança
DE TRABALHO
Mangueiras da tubulação do braço
Mangueiras da tubulação da caçamba

4-48 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


A CADA 12.000 HORAS DE OPERAÇÃO / CADA SEIS
ANOS
VIDA ÚTIL DAS MANGUEIRAS (NORMATIVAS EUROPEIAS ISO 8331 E EN982 CEN)

As normas europeias estabelecem que a vida útil de qualquer mangueira hidráulica não deve exceder os seis
anos. A DOOSAN recomenda o seguinte:

• As mangueiras no local do cliente não poderão estar armazenadas por mais que 2 anos antes de
serem descartadas ou instaladas numa máquina.
• A vida útil das mangueiras instaladas na máquina nunca poderá exceder os 6 anos. De qualquer
forma, troque as mangueiras indicadas na seção “Peças Principais - Substituição Periódica” (página
4-48) a cada 2 anos. Troque sempre as mangueiras que tenham superado sua vida útil em operação,
independentemente de sua aparência externa.
• As mangueiras devem ser armazenadas num lugar escuro que não supere os 65% de umidade
relativa e com uma temperatura entre 0℃ e 35℃ (a temperatura ótima situa-se por volta dos 15℃).
Além disso, as mangueiras devem ser mantidas afastadas de cobre, de manganês ou de qualquer
tubo que gere Ozônio.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-49


SANGRIA E ESCORVA DO SISTEMA HIDRÁULICO
BOMBA DO SISTEMA PRINCIPAL

NOTA: Podem ocorrer danos, se a bomba


estiver funcionando sem a quantidade
de óleo suficiente na bomba hidráulica
principal. Depois de drenar o sistema
hidráulico, elimine sempre o ar da
bomba.

1. Com o motor desligado desaperte o bujão de


respiro (Figura 82) para verificar qual a
quantidade de óleo existente.

2. No caso de não existir óleo, completa a bomba,


através da abertura. Figura 82

3. Instale o bujão de respiro (Figura 82) em


primeiro lugar.

4. Funcione o motor em marcha lenta por vários


minutos. Deste modo, o sistema e o tanque de
óleo hidráulico serão pressurizados.

5. Afrouxe lentamente os bujões de respiro por


algumas voltas (Figura 82) até que o óleo
hidráulico saia. Isto demonstra que o ar foi
liberado.

6. Aperte os bujões (Figura 82).

Cilindros Hidráulicos

IMPORTANTE
Se os cilindros hidráulicos forem operados à carga máxima após o sistema hidráulico ter sido
drenado ou o cilindro ter sido reparado, poderão ocorrer danos às vedações do pistão e selos.
Drene sempre o ar dos cilindros em marcha lenta e baixa velocidade.

1. Deixe o motor funcionando em marcha lenta. Estenda e retraia 4 ou 5 vezes cada um dos cilindros até
uma distância de 100 mm do fim de curso.

2. Acione cada um dos cilindros cerca de 3 ou 4 vezes, estendendo-o ou retraindo-o totalmente até o fim de
curso.

3. Repita estes procedimentos até que a extensão e retração dos cilindros ocorram suavemente.

4-50 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


MOTOR DE GIRO

IMPORTANTE
Se os cilindros forem operados alta rotação
após o sistema hidráulico ter sido drenado ou
o cilindro ter sido reparado, poderão ocorrer
danos às vedações do pistão e selos. Drene
sempre o ar dos cilindros em marcha lenta e
baixa velocidade.

NOTA: Faça estes procedimentos apenas se já


tiver drenado o óleo do motor de giro. Figura 83

1. Pare o motor.
2. Desligue a mangueira de drenagem e encha o
cárter do motor de giro com óleo hidráulico.
3. Ligue a mangueira de drenagem.
4. Coloque o motor em funcionamento e ajuste a
aceleração para “LOW IDLE” [MARCHA
LENTA]; gire lentamente a estrutura superior
duas voltas completas para a esquerda e para
a direita.

PURGA DO AR DO MOTOR DE
DESLOCAMENTO

NOTA: Faça estes procedimentos apenas


quando já houver drenado o óleo do
motor de deslocamento.

1. Pare o motor.
2. Desligue a mangueira de drenagem (Figura 84)
e encha o cárter do motor com óleo hidráulico.
3. Conecte a mangueira de drenagem.
4. Coloque o motor em marcha e ajuste o botão
de controle da velocidade do motor para “LOW
IDLE” [MARCHA LENTA]. Funcione o motor por Figura 84
um minuto e vagarosamente desloque a
escavadeira para frente e para trás.

SANGRIA GERAL

1. Depois de eliminar o ar de todos os componentes, desligue o motor e verifique o nível do óleo hidráulico.
Encha o tanque de óleo hidráulico até a marca "H" existente no manômetro indicador de nível.
2. Coloque o motor em marcha e acione novamente todos os controles, deixe que funcione durante cerca
de 5 minutos, para garantir que todo o sistema foi ventilado e todo o ar eliminado. Desligue o motor e
verifique novamente o nível do óleo hidráulico. Adicione óleo caso seja necessário.
3. Verifique se existe algum vazamento de óleo e limpe todos os locais de abastecimento e ventilação.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-51


MANUSEIO DO ACUMULADOR

AVISO!
Não obstante o motor estar parado, os acumuladores hidráulicos do sistema piloto ainda se
mantêm carregados. Não desligue nenhuma mangueira do sistema piloto até que a pressão do
acumulador tenha sido totalmente liberada do circuito. Para liberar a pressão, rode a ignição para a
posição “I” (LIGADO) e movimente todas as alavancas de comando hidráulico e alavancas de
deslocamento para avanço e recuo. Apesar de o motor se encontrar desligado, os componentes
acionados hidraulicamente podem mover-se enquanto se libera a pressão do sistema piloto.
Mantenha todo o pessoal afastado da escavadora enquanto executa esta operação.

• Logo após parar o motor, coloque a alavanca de segurança na posição “LOCK”


[TRAVADO].
• NÃO submeta o(s) acumulador(es) a manuseios incorretos. Trata-se de equipamentos
muito perigosos dado que contêm gás nitrogênio a alta pressão.
• NÃO perfure, aplique calor ou chama a um acumulador.
• NÃO solde o acumulador ou tente fixar algo nele.
• Quando substituir um acumulador, entre em contato com um distribuidor Doosan ou um
revendedor autorizado para que o gás possa ser adequadamente liberado.
• Use óculos de segurança e luvas protetoras quando operar o acumulador. O óleo
hidráulico sob pressão pode penetrar na pele e provocar ferimentos graves.

Libere a pressão do acumulador do sistema piloto


usando os seguintes procedimentos;

1. Arreie o acessório frontal (caçamba) até o solo.

2. Pare o motor.

3. Coloque a alavanca de segurança na posição


“RELEASED“ [LIBERADO].

4. Rode a chave de ignição para ["ON"] [LIGADO].

5. Acione as alavancas de trabalho e de


deslocamento em curso total em todas as
direções. Figura 85

6. Coloque a alavanca de segurança na posição


“LOCK” [TRAVADO].

7. Coloque a chave na posição de “OFF”


[DESLIGADO] e retire-a da ignição.

8. Retire o acumulador desapertando-o


lentamente.

4-52 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


BOMBA DE TRANSFERÊNCIA DE COMBUSTÍVEL
(OPCIONAL)

AVISO!
1. Não acione a bomba de combustível a seco por mais que 15 segundos.
• A refrigeração e lubrificação da bomba são obtidas pela passagem do combustível através
da mesma. No caso de a bomba ser operada a seco, o calor produzido pelos componentes
em movimento vai provocar danos às vedações hidráulicas, palhetas e rotores da bomba.
Para evitar o desgaste e/ou danos desnecessários à bomba, não opere a bomba de
combustível a seco por mais de 15 segundos.
2. Não opere a bomba por mais de 15 minutos de cada vez.
• A continuação do uso da bomba além do intervalo de tempo recomendado vai provocar o
superaquecimento do motor e poderá causar danos ao mesmo.
3. Não use a bomba de reabastecimento para outros tipos de combustível ou líquidos. (Use
apenas óleo diesel.)
• Não use a bomba de reabastecimento para outros tipos de combustível que possuam um
baixo ponto de ignição.
• Não use a bomba de reabastecimento para transferir combustível contaminado com água
ou com alto teor de umidade. A umidade nos mecanismos da bomba poderá provocar
corrosão e falhas.
4. Opere sempre a bomba com tela filtrante instalada na mangueira de admissão. Isso vai evitar
que quaisquer materiais estranhos possam entrar nela. Mantenha sempre a bomba e todos os
seus componentes em boas condições de limpeza.
• No caso de entrada de sujeira ou outros materiais estranhos, estes poderão ficar entalados
entre o rotor e/ou palhetas e provocar um aumento da temperatura, o que poderá causar
danos à bomba.
• Não retire a tela filtrante ou use uma com uma malha maior para aumentar o fluxo de
combustível.
5. Tenha cuidado para não encher o tanque em demasia ou derramar combustível.
6. Certifique-se de que a direção de passagem da válvula de retenção se encontre em harmonia
com a direção do fluxo de combustível.
7. No caso de quaisquer peças ou componentes da bomba estarem faltando, danificados ou
avariados, substitua-os imediatamente.

IMPORTANTE
No caso de existir algum indício de vazamento durante a operação da bomba de transferência,
inspecione os seguintes componentes, de forma a evitar quaisquer incêndios ou derramamentos
de combustível perigosos.
• Inspecione todas as mangueiras que entram e que saem da bomba de transferência.
• Verifique todas as braçadeiras das mangueiras.
• Verifique a abertura de admissão da bomba de transferência.

Esta bomba de transferência normalmente é usada para transferir combustível de uma fonte de
reabastecimento para o tanque de combustível. É instalada uma válvula de retenção na mangueira de
admissão para evitar que o combustível retroceda do tanque de combustível para a fonte. Na mangueira de
admissão encontra-se igualmente instalada uma tela filtrante, para evitar que materiais estranhos possam
entrar na bomba de transferência ou no tanque de combustível.
Um limitador térmico, incorporado ao motor, como forma de proteção contra eventuais danos, vai desligar
automaticamente a alimentação caso o motor fique em sobreaquecimento.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-53


COMBUSTÍVEL
TANQUE DE COMBUSTÍVEL

Figura 86

1. CORPO 4. TAMPA DA TELA FILTRANTE


2. VÁVULA DE RETENÇÃO 5. MANGUEIRA DE ADMISSÃO
3. TELA FILTRANTE

1. Retire a tampa da tela filtrante (4, Figura 86) da


tela (3), na extremidade da mangueira de
admissão (5).
NOTA: Mantenha a tampa da tela filtrante (4,
Figura 86) num local seguro para voltar
a vedá-la (3) assim que o
reabastecimento for completado.
2. Introduza a mangueira de admissão (5, Figura
86) no tanque de reabastecimento.
3. Vire o interruptor da bomba de combustível
(Figura 87) no interior da caixa de bateria na
parte dianteira para a posição "ON" [LIGADO].
NOTA: A vazão da bomba de transferência é Figura 87
de aproximadamente 35 litros/minuto.
Tenha muito cuidado para não encher o
tanque de combustível em demasia
para evitar que combustível seja
derramado.
4. Assim que a transferência de combustível
tenha terminado, DESLIGUE ["OFF"] o
interruptor para parar a bomba.
5. Levante a mangueira de admissão (5, Figura
86) da fonte de abastecimento e gire a chave
da ignição para a posição “ON“ [LIGADO]
durante cerca de 2 a 3 segundos, para drenar o
combustível remanescente da mangueira para
o tanque de combustível.
6. Instale a tampa da tela filtrante (4, Figura 86)
na tela filtrante de admissão (3) e volte a
colocar a mangueira na posição de descanso
(5).

4-54 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SISTEMA ELÉTRICO

NOTA: Nunca desmonte quaisquer componentes elétricos ou eletrônicos. Antes de fazer qualquer
intervenção, consulte um distribuidor DOOSAN ou um revendedor autorizado.

BATERIA

AVISO!
O eletrólito da bateria contém acido sulfúrico, que pode queimar a pele ou corroer as roupas. Se
entornar acido em cima de você, lave de imediato a zona atingida com água corrente.

O ácido da bateria pode provocar cegueira se atingir os olhos. Se ácido entrar em contato com os
olhos, lave imediatamente a zona atingida com água abundante e consulte um médico o mais
depressa possível.

Se você ingerir acidentalmente eletrólito da bateria, beba uma quantidade abundante de água ou
leite, ovo batido ou óleo vegetal. Procure imediatamente um médico ou o centro de prevenção
contra venenos.

Quando estiver trabalhando com baterias, SEMPRE use proteção ocular adequada e luvas.

As baterias produzem gás hidrogênio, havendo assim perigo de explosões. Não traga cigarros
acesos para perto da bateria ou faça qualquer serviço que provoque faíscas.

Antes de trabalhar com baterias, pare o motor e coloque a ignição na posição “O” (DESLIGADO).

Evite produzir curtos circuitos nos terminais da bateria, tocando acidentalmente com objetos
metálicos, tais como ferramentas.

Ao retirar ou instalar uma bateria, verifique qual é o terminal positivo (+) e qual é o negativo (-).

Ao retirar uma bateria, desligue primeiro o terminal negativo (-). Ao instalar uma bateria, ligue
primeiro o terminal positivo (+).

Se os terminais estiverem frouxos, corre-se o perigo de que este contacto deficiente produza
faíscas que podem causar uma explosão. Ao instalar os terminais, aperte-os bem.

Funcionamento das Baterias em Baixas Temperaturas

Com tempo frio é colocado um dreno maior nas baterias sempre que estas são usadas para o ciclo de pré-
aquecimento e quando se liga um motor frio. O rendimento da bateria diminui à medida que as temperaturas
ficam mais baixas.

Com tempo extremamente frio, retire as baterias à noite e desloque-as para um local mais quente. Desta
forma conseguirá mantê-las em um nível de carga maior.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-55


Inspeção do Nível do Eletrólito da Bateria.

Esta máquina tem duas baterias que não precisam


de manutenção. Nunca é preciso adicionar água.

Quando o indicador de carga fica transparente,


significa que o nível do eletrólito é baixo devido a
um vazamento ou a um erro no sistema de carga.
Determine a causa do problema e substitua as
baterias imediatamente.

Verifique o Estado de Carga da Bateria

Comprove o estado de carga da bateria observando Figura 88


o indicador de carga.

• VERDE: Carga suficiente.


• PRETO: Carga insuficiente.
• TRANSPARENTE: Substitua a bateria.

Inspeção dos Terminais da Bateria

Certifique-se de que a bateria esteja corretamente


fixada no compartimento. Limpe os terminais e os
cabos conectores. Limpe a superfície da bateria, os
terminais e os conectores do cabo com uma
solução aquosa de bicarbonato de sódio para
neutralizar os restos de ácido. Vaselina ou graxa Figura 89
também podem ser aplicados aos conectores para
evitar corrosão.

Substituição da Bateria

Quando o indicador de carga estiver transparente,


substitua a bateria. As baterias sempre devem ser
substituídas aos pares.

Usar uma bateria velha com uma nova reduz a


duração da nova.

4-56 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


FUSÍVEIS

1. Os fusíveis na caixa de fusíveis são usados


para proteger os diferentes circuitos elétricos e
seus componentes de eventuais danos. Os
fusíveis são do tipo padrão, semelhantes aos
usados nos automóveis.

2. A seção sobre “Identificação dos Fusíveis” na


página 4-58 apresenta uma lista dos circuitos e
da amperagem dos fusíveis necessários para
cada circuito. Se um fusível queimar, tente
descobrir a causa e conserte quaisquer falhas
ou avarias.
Figura 90
3. NÃO coloque um fusível com uma amperagem
superior numa ranhura com uma amperagem
mais baixa. Caso contrário, poderão resultar
danos graves aos componentes elétricos ou a
eventual deflagração de um incêndio.

ATENÇÃO!
Antes de mudar um fusível, certifique-se
de colocar o contato na posição “O”
(DESLIGADO).

Caixas de Fusíveis

Duas caixas de fusíveis (1 e 2, Figura 91) estão


localizadas junto ao lado esquerdo da caixa do
aquecedor. Os fusíveis evitam que os dispositivos
elétricos sofram sobrecargas ou curtos-circuitos.

No interior da caixa de fusíveis há um adesivo que


indica as funções e a amperagem de cada fusível.
Na face interior da tampa da caixa de fusíveis há
fusíveis sobressalentes.

Troque um fusível quando seu elemento se separar.


Se o novo fusível se queimar, verifique o circuito
protegido pelo mesmo e conserte-o.

ATENÇÃO!
Substitua sempre os fusíveis por outros do
Figura 91
mesmo tipo e capacidade. Caso contrário,
pode resultar em dano elétrico.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-57


Identificação de Fusíveis

Caixa de Fusíveis (1) Caixa de Fusíveis (2)

Figura 92

Caixa de Fusíveis Um Caixa de Fusíveis Dois


N° N°
Descrição Capacidade Descrição Capacidade

Britadeira, Válvula de 2-
1 Buzina 10A 1 10A
Vias (opção)
Painel de Instrumentos,
2 10A 2 Potência de 12V 10A
Sensor de Pressão
Controle de Rotação do
3 Luz de Baliza (Opção) 10A 3 10A
Motor
Dispositivo de Lavagem Alarme de Giro Durante
4 10A 4 10A
das Janelas Deslocamento (Opção)
5 Limpador de Para-brisas 10A 5 Sobressalente 10A
6 Corte de Piloto 10A 6 Sobressalente 10A
7 Parada do Motor 10A 7 Backup de Memória 10A
Luz da Sala, Contador
8 Chave de Ignição 10A 8 10A
Horário
Ar condicionado,
9 30A 9 Luz da Cabine (Opção) 30A
Aquecedor
e-EPOS, Auxiliar, Mudança
10 de Velocidade de 20A 10 Luz de Trabalho 20A
Deslocamento
11 Sobressalente 15A 11 Faróis 15A
12 Sobressalente 15A 12 Isqueiro 15A

13 Sobressalente 15A 13 Sobressalente 15A


Bomba de Combustível
14 Estéreo 15A 14 15A
(Opção)

4-58 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SISTEMA DE AR CONDICIONADO
NOTA: Consulte “Limpe o Filtro do Ar Condicionado” na página 4-34.

VERIFIQUE O PAINEL DE CONTROLE

Quando um interruptor está LIGADO ["ON"], o piloto LED do interruptor acionado deve estar aceso e ouve-se
um sinal de buzina. Quando o interruptor de luz está LIGADO ["ON"], o indicador LED deve acender.

VERIFIQUE AS MANGUEIRAS DO AR CONDICIONADO

Comprove que a mangueira não esteja rachada nem danificada.

ATENÇÃO!
Quando ocorre um vazamento, a sujeira fica acumulada no local onde se deu o vazamento.
Consulte o seu distribuidor DOOSAN ou um representante.

VERIFIQUE O CONDENSADOR

Verifique se há restos de pó ou resíduos no condensador. Limpe-o caso necessário.

NOTA: Consulte “Limpe o Radiador, Arrefecedor de Óleo, Arrefecedor Intermediário e o Núcleo do


Condensador do Ar Condicionado” na página 4-35.

VERIFIQUE A EMBREAGEM MAGNÉTICA

Comprove que a embreagem magnética não esteja suja nem sofra interferências.

Coloque a ignição na posição "I" (LIGADO) e verifique se a embreagem magnética está funcionando bem.
Caso não se tenha selecionado uma velocidade de ventoinha, a embreagem magnética não funciona.

VERIFICAÇÃO DA TENSÃO DA CORREIA

NOTA: Para detalhes, consulte “Verificar a Tensão da Correia do Ventilador do Motor", na página 4-27.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-59


CAÇAMBA

TROCA DO DENTE DA CAÇAMBA

AVISO!
Devido à possibilidade da projeção de objetos metálicos, use sempre capacete de proteção, luvas
protetoras e óculos de proteção quando substituir os dentes da caçamba.
Enrole a caçamba para cima e assente firmemente a superfície posterior curva da caçamba sobre o
solo. Desligue o motor e bloqueie os comandos hidráulicos antes de fazer algum trabalho na
caçamba.

NOTA: Estas instruções aplicam-se somente a caçambas DOOSAN OEM. No caso de caçambas de
outros fabricantes, consulte as respectivas instruções de uso.

Figura 93

1. Inspecione regularmente os dentes da


caçamba para confirmar que estes não
apresentem desgaste ou fendas excessivas.
Não deixe que os dentes a serem substituídos
se desgastem até o ponto em que o adaptador
da caçamba fique exposto. Consulte a Figura
93.

2. Para substituir um dente (1, Figura 94), use um


martelo e um punção para retirar o pino de
trava (2) e arruela de pressão (3) do adaptador
dos dentes (4).

3. Assim que o dente gasto tenha sido retirado,


use uma espátula para raspar o adaptador e Figura 94
limpá-lo o melhor possível.

4. Desloque o dente novo na posição correta e


introduza a arruela de pressão.

5. Introduza o pino de trava no dente e com a


ajuda do martelo empurre para dentro até que
arruela de pressão fique assentada ranhura de
travamento.

4-60 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SUBSTITUIÇÃO DO ANEL-O DA CAÇAMBA

AVISO!
Devido à possibilidade de serem projetados objetos metálicos, use sempre capacete, luvas e
óculos de proteção, quando substituir os pinos.

1. Inspecione regularmente os anéis-O da


caçamba. Caso apresentem algum desgaste ou
estejam danificados, então deverão ser
substituídos.

Figura 95

2. Role o anel-O antigo (1, Figura 96) para a


saliência (2) em volta do pino da caçamba (3).
Retire o pino e afaste a junta ou articulão da
caçamba (4) de modo a não interferir.

Figura 96

3. Retire o anel-O antigo e instale


temporariamente o novo (1, Figura 97) no
ressalto da caçamba (2). Certifique-se de que o
entalhe do anel-O, quer na junta da caçamba
(4), quer no ressalto, tenham sido
adequadamente limpos.

4. Realinhe o braço ou a articulação com o orifício


do pino da caçamba e em seguida introduza o
pino (3, Figura 96).

Figura 97

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-61


5. Role o anel anel-O novo (1, Figura 98) para o
respectivo entalhe de fixação.

Figura 98

4-62 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PROCEDIMENTOS PARA FIXAÇÃO DA CAÇAMBA
ATRAVÉS DE CUNHAS

INSTALAÇÃO DE UMA CAÇAMBA NOVA

1. No caso de pretender instalar uma caçamba nova na escavadora, meça o comprimento interior entre as
orelhas e o comprimento exterior ao longo da saliência onde se encontra instalado o braço.

2. Subtraia a folga de ambos os lados da diferença dos dois e calce em conformidade, antes da montagem.

AVISO!
Para verificar a folga do jogo axial (lado a lado) no ponto de fixação da caçamba, ela deverá poder
movimentar-se livremente, mas em quaisquer outras situações arreie-a sempre até o chão ou use
blocos de apoio para imobilizar este conjunto. Desligue o motor, coloque as etiquetas de aviso e
bloqueie os comandos para evitar quaisquer movimentos durante a execução deste procedimento.

PROCEDIMENTOS PARA FIXAÇÃO DE CAÇAMBAS INSTALADAS ATRAVÉS DE CUNHAS

1. Com a caçamba instalada, enrole-a e o braço para fora e arreie a lança de forma que os dentes dela
apontem na direção oposta onde se encontra a escavadora, a apenas alguns centímetros acima do solo.
Esta posição da caçamba possibilita um fácil acesso para medições dimensionais.

2. Empurre a caçamba para um dos lados e


verifique se existem folgas (lado a lado) por
debaixo dos aneis-O no ponto de fixação. O
intervalo total deverá ser de cerca de 1 mm
(0.04 polegadas) entre a superfície lateral da
saliência e a aresta interior do casquilho de
orelhas (Y, Figura 99). Um intervalo
demasiadamente apertado (inferior a 1 mm
(0.04 polegadas)) poderá provocar desgaste
excessivo, enquanto que um intervalo
demasiadamente largo poderá produzir ruídos
excessivos e respostas ao acionamento dos
comandos demasiado lentas que são
potencialmente perigosas.

3. Verifique de novo o jogo axial empurrando


agora a caçamba para o lado oposto e
repetindo os procedimentos de medição das
folgas.

4. No caso de ser necessário fazer o ajuste, retire


as duas contraporcas (1, Figura 99) e o
parafuso (2) do pino (3). Adicione ou retire Figura 99
cunhas (4) conforme seja necessário. Use um
número igual de cunhas em ambos os lados.
Volte a instalar o parafuso (2) e as duas
contraporcas (1). As contraporcas deverão ficar
afastadas da saliência cerca de 1 a 2 mm (0,04
a 0,08 polegadas) no ponto (X).

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-63


TENSÃO DAS ESTEIRAS

AVISO!
A medição da tensão das esteiras em condições de segurança requer sempre duas pessoas. Uma
das pessoas deverá permanecer no assento do operador, acionando os comandos, de forma a
manter uma das estruturas no ar, enquanto a outra pessoa faz as verificações dimensionais. Tome
todas as precauções necessárias para se certificar de que a máquina não se deslocará ou mudará
de posição no decurso das verificações. Aqueça o motor de forma a evitar que este morra,
desloque a escavadora para uma zona com uma superfície de apoio firme e plana e/ou use blocos
de apoio sempre que necessário.
O mecanismo de ajuste de esteiras está sob pressão muito alta. NUNCA libere a pressão de forma
demasiadamente rápida. A válvula do cilindro de lubrificação nunca deverá ser desapertada mais
do que uma volta completa a partir da posição completamente apertada. Elimine a pressão
lentamente e mantenha sempre seu corpo afastado da válvula.

Os pinos de articulação da sapata e as buchas desgastam-se com o uso normal, reduzindo a tensão das
esteiras. Assim sendo, é necessário proceder a uma regulagem periódica da tensão das esteiras para
compensar o desgaste, podendo igualmente ser necessária a regulagem face as condições de trabalho.

1. A tensão das esteiras é verificada levantando


um dos lados da escavadora com a ajuda de
um macaco hidráulico. Consulte a Figura 100.
Coloque blocos de apoio por debaixo da
estrutura enquanto faz as medições.

2. Meça a distância (A, Figura 101) entre a parte


inferior da estrutura lateral e a parte de cima da Figura 100
sapata de arrastamento mais baixa. A tensão
recomendada para a operação da máquina na
grande maioria dos terrenos é de 380 - 430 mm
(14,93 – 16,90 polegadas).

NOTA: Esta medição poderá não ser a mais


correta se houver muita lama, sujeira ou
outro material no conjunto da esteira.
Antes de verificar a folga das esteiras,
limpe-as.

3. Uma deflexão demasiado pequena da esteira


de arrastamento (intervalo inferior a 380 mm
(14,96 polegadas)) poderá provocar um
desgaste excessivo do componente. A
regulagem recomendada poderá também ser Figura 101
demasiado apertada, provocando esforços
acelerados e desgaste, caso o terreno seja
úmido, alagadiço ou lamacento, ou se a
superfície do solo for dura e cheia de pedras ou
cascalho.

4-64 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


4. A folga recomendada para condições de terrenos lamacentos situa-se entre 430 - 460 mm (16,90 –
18,11 polegadas). A folga deve ser de mais ou menos 460 mm (18,11 polegadas) no caso de operação
da máquina sobre cascalho, terrenos rochosos, sobre areia ou neve.

AVISO!
O mecanismo de ajuste de esteiras está sob pressão muito alta. NUNCA libere a pressão de
forma demasiadamente rápida. A válvula do cilindro de lubrificação nunca deverá ser
desapertada mais do que uma volta completa a partir da posição completamente apertada.
Elimine a pressão lentamente e mantenha sempre seu corpo afastado da válvula.

5. As regulagens das tensões das esteiras são


efetuadas por meio da conexão de lubrificação
(1, Figura 102) situada no meio de cada uma
das estruturas laterais. A adição de graxa
aumenta o comprimento de um cilindro de
regulagem (2). Quanto maior for o comprimento
do cilindro de regulagem, maior é a pressão
sobre a mola de tensão que empurra a roda-
guia da esteira para fora.

6. Se não existir suficiente flexibilidade ou folga


nas esteiras e o ajuste for apertada demais, a
polia louca e o cilindro de regulagem podem ser
corrigidos, retirando graxa através do furo
existente no cilindro de regulagem (2, Figura Figura 102
102) desapertando lentamente a válvula (3,
Figura 102).

AVISO!
Não separe nem retire a conexão de lubrificação (1, Figura 102) até que a pressão tenha sido
liberada por completo ao afrouxar a válvula (3, Figura 102) lentamente.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-65


INSPEÇÃO DE PORCAS E PARAFUSOS
Inspecione TODOS os dispositivos de fixação depois de decorridas as primeiras 50 horas de operação e
posteriormente a cada 250 horas de funcionamento. Se alguma destas peças estiver frouxa ou faltando,
aperte-a ou instale uma peça nova. Use sempre torquímetro calibrado.

IMPORTANTE
Sempre limpe os fixadores antes de apertá-los.
Se o contrapeso estiver frouxo, entre em contato com um distribuidor ou um revendedor
autorizado da DOOSAN.

TAMANHO DA TORQUE
DIÂMETRO DO QUANTI
N° PONTO A SER INSPECIONADO CABEÇA DO
PARAFUSO DADE kg/m Nm
PARAFUSO
Parafuso de união lado da bomba 16 8 24 21 205
entre o motor e a
1
braçadeira de fixação lado da ventoinha - - - - -
do motor
Parafuso de união lado da bomba 20 2 30 46 451
entre a estrutura e o
2
suporte de montagem lado da ventoinha 20 2 30 46 451
do motor
3 Parafuso de fixação do radiador 20 4 30 55 539

Parafuso de aperto do tanque de óleo


4 16 6 24 27 265
hidráulico
Parafuso de aperto do tanque de
5 16 6 24 27 265
combustível
6 Parafuso de aperto da bomba 12 12 19 6 88
7 Parafuso de aperto da válvula de controle 20 4 30 55 539
Parafuso de aperto do dispositivo redutor do
8 20 22 30 55 539
giro
9 Parafuso de aperto do motor de giro 12 32 S 14,4 141
10 Parafuso de aperto da bateria 10 2 17 5 49
Parafuso de união entre a estrutura e a
10 16 17 6,7 66
borracha de fixação da cabine
11
Parafuso de união entre a cabine e a
16 4 24 21 206
borracha de fixação da cabine
Parafuso de união entre a estrutura
24 44 36 95 931
superior e o mancal oscilante
12
Parafuso de união entre a estrutura inferior
24 44 36 95 931
e o mancal oscilante
Parafuso de aperto do dispositivo de
20 52 30 60 588
13 deslocamento
Parafuso de aperto da roda dentada 20 48 30 60 588
Parafuso de aperto do rolete superior
14 16 8 24 27 265
(centro)

4-66 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


TAMANHO DA TORQUE
DIÂMETRO DO QUANTI
N° PONTO A SER INSPECIONADO CABEÇA DO
PARAFUSO DADE
PARAFUSO kg/m Nm
Parafuso de aperto do rolete superior
15 22 16 32 75 735
(lado)
16 Parafuso de aperto do rolete inferior 22 72 32 75 735
Parafuso de união entre a armação central
17 33 36 50 175 1.715
e lateral da esteira
Parafuso de aperto das proteções das
18 22 16 32 75 735
esteiras
19 Parafuso das sapatas das esteiras 22 400 32 105 1.029

16 9 24 21 205
20 Parafuso de fixação do pino frontal
20 6 30 40 392

MANUTENÇÃO EM CONDIÇÕES ESPECIAIS


NOTA: Para mais recomendações, consulte a seção “Manutenção em Condições Especiais” na página
3-38.

CONDIÇÕES MANUTENÇÃO NECESSÁRIA

Operar na lama, água ou chuva. 1. Faça uma inspeção visual em redor da máquina a fim
de verificar se existe algum equipamento frouxo,
danos evidentes na máquina ou eventuais
vazamentos de líquidos.
2. Depois de terminar a operação da máquina, limpe a
lama, pedras ou cascalho. Verifique se existem
danos, soldas rachadas ou peças frouxas.
3. Faça todos os trabalhos diários de lubrificação e
manutenção.
4. Se os trabalhos foram em água salgada ou outros
materiais corrosivos, não se esqueça de lavar com
água doce todo o equipamento afetado.

Operação num ambiente extremamente 1. Limpe os filtros de admissão de ar mais


empoeirado ou quente. frequentemente.
2. Limpe as lâminas do radiador e do arrefecedor de
óleo a fim de retirar sujeira ou pó acumulados.
3. Limpe a tela filtrante do sistema de combustível e o
filtro de combustível mais frequentemente.
4. Inspecione e limpe o motor de arranque e o
alternador conforme seja necessário.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-67


CONDIÇÕES MANUTENÇÃO NECESSÁRIA

Operação em terrenos rochosos. 1. Verifique se material rodante e as estruturas das


esteiras apresentam quaisquer indícios de danos ou
desgaste excessivo.
2. Verifique se existem parafusos ou acessórios frouxos
ou danificados.
3. Alivie a tensão das esteiras.
4. Verifique com maior frequência se os acessórios da
extremidade frontal apresentam quaisquer indícios
de danos ou desgaste excessivo.
5. Se necessário, instale uma proteção superior e uma
proteção frontal para proteção contra a queda de
pedras.

Operação em condições extremamente frias. 1. Use combustível adequado à temperatura.


2. Usando um hidrômetro, verifique o líquido anti-
congelante para confirmar se dá a proteção
adequada contra congelamento.
3. Verifique o estado das baterias. Com tempo
extremamente frio, retire as baterias à noite e
guarde-as num local mais quente.
4. Retire a lama acumulada o mais depressa possível,
de modo a evitar que congele, ficando presa ao
material rodante e provocando danos.

PARALISAÇÃO PROLONGADA
Execute os procedimentos abaixo indicados no caso de não usar a escavadora por mais de um mês.

CONDIÇÕES MANUTENÇÃO NECESSÁRIA

1. Limpeza 1. Lave material rodante e estruturas das esteiras com


água sob pressão. Verifique se existem peças
danificadas, frouxas ou faltando.

2. Lubrificação 1. Execute todos os procedimentos de lubrificação


diária.
2. Aplique uma camada protetora de óleo fino em todas
as superfícies metálicas blindadas expostas, como
as hastes dos cilindros hidráulicos, etc.
3. Aplique uma camada protetora de óleo fino em todas
as juntas de controle e cilindros de controle (carreteis
da válvula de controle, etc.).

3. Bateria 1. Retire ou desligue os cabos da bateria totalmente


carregada da escavadora e guarde-os.

4-68 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


CONDIÇÕES MANUTENÇÃO NECESSÁRIA

4. Sistema de Arrefecimento 1. Inspecione o tanque de reserva do líquido


arrefecedor para confirmar se o nível do líquido
anticongelante no sistema está correto.
2. A cada 90 dias use um densímetro para medir o nível
de proteção do líquido arrefecedor. Consulte o
gráfico de proteção do líquido
arrefecedor/anticongelante para determinar o nível de
proteção que o sistema de arrefecimento necessita.
Se necessário, adicione líquido arrefecedor.

5. Sistema Hidráulico 1. Uma vez por mês, coloque o motor em


funcionamento e siga os procedimentos de
"Aquecimento do Óleo Hidráulico" descritos neste
manual de instruções.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES 4-69


TRANSPORTE
Cumpra todos os regulamentos locais, estaduais ou federais relativos ao transporte da escavadora. Se
surgirem dúvidas em relação aos regulamentos, esclareça-as junto às autoridades locais.

Verifique a rota pretendida quanto à largura da estrada, espaço livre superior, restrições de peso e leis de
controle de tráfego. Pode ser necessário ter aprovação ou permissão especial.

EXTENSÃO E RETRAÇÃO DAS ARMAÇÕES DA


ESTEIRA

ATENÇÃO!
Certifique-se de limpar toda a sujeira e lama da superfície de rolamento da armação central e das
armações laterais, senão pode fazer com que os parafusos fiquem frouxos.
Opere a máquina com as armações laterais retraídas somente ao carregar ou descarregar a
máquina, ou durante o deslocamento para carregar e descarregar.
Não retraia as armações laterais para escavar ou durante deslocamento e operação normais. Se a
máquina for operada com qualquer das armações laterais retraída, ou mesmo somente uma,
durante a operação, a cabine/máquina ficará instável. Isso pode causar danos à armação central,
armações laterais, parafusos, etc. Há apenas seis parafusos segurando a armação lateral em cada
local em vez de nove.
A operação com a armação lateral retraída pode até resultar em tombamento, ferimentos sérios e
morte.

DESCRIÇÃO GERAL DOS COMPONENTES

Número de
Descrição
Referência
1 Suporte da Armação Central
(Cada Lado)
2 Armação Lateral
3 Espaçador
4 Arruela de Endurecimento
5 Parafuso
6 Parafusos Guias
(NÃO REMOVA)
Figura 1
7 Guia

NOTA: A armação lateral é mostrada na


posição retraída.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção TRANSPORTE 5-1


RETRAÇÃO DA ARMAÇÃO

1. Remova nove parafusos, arruelas de


endurecimento e espaçadores (1, Figura 2) da
armação lateral (2) a ser retraída.

NOTA: Não afrouxe dois parafusos (3, Figura


2) na guia (4).

NOTA: Repita o procedimento no suporte da


outra armação central (5, Figura 2).

Número de
Descrição
Referência
Figura 2
1 Parafuso
2 Armação Lateral
3 Parafuso
4 Guia
5 Suporte da Armação Central

2. Vire a superestrutura de modo que fique


perpendicular à armação lateral a ser retraída.
Levante a armação lateral a um ângulo de
mais ou menos 15° do chão usando um
macaco. A armação lateral deve deslizar por
seu próprio peso e parar contra o batente.

NOTA: Se a armação lateral não deslizar


deste modo, permita que a armação
lateral que não esteja em contato com
o chão se mova para frente e para
trás lentamente.. Consulte a Figura 3.

ATENÇÃO! Figura 3
O braço precisa estar a um ângulo de 90
– 110°. Nunca coloque em ângulo
inferior a 90°.

3. Após a armação lateral (1, Figura 4) ter


deslizado até seu lugar, baixe a
superestrutura ao chão. Instale seis
espaçadores, arruelas de endurecimento e
parafusos (2).

NOTA: Aperte os parafusos para 175 kg•m


(1.270 ft lb).

NOTA: Repita o procedimento no suporte da


outra armação central.

4. Após os parafusos de uma armação lateral


terem sido apertados, repita os Passos 1 a 3
para a outra armação lateral. Figura 4

5-2 TRANSPORTE 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


5. Guarde os parafusos restantes, espaçadores e arruelas com a máquina.

EXTENSÃO DA ARMAÇÃO

1. Remova seis parafusos, arruelas de


endurecimento e espaçadores (1, Figura 5) da
armação lateral (2) a ser estendida.

NOTA: Não afrouxe dois parafusos (3, Figura


5) na guia (4).
NOTA: Repita o procedimento no suporte da
outra armação central (5, Figura 5).

Número de
Descrição
Referência
1 Parafuso Figura 5
2 Armação Lateral
3 Parafuso
4 Guia
Suporte da Armação
5
Central

2. Vire a superestrutura de modo que fique


perpendicular à armação lateral a ser
estendida.
NOTA: Não fixe cabo ao rebaixo da armação
lateral.

3. Prenda uma extremidade do cabo (1, Figura


6) (6 x 19 normal Z a ø14 – ø16 tipo A) no
braço (2) e a outra extremidade na armação
lateral (3). Conecte com um dispositivo
apropriado de fixação em ambas as
extremidades.

4. Eleve a armação lateral (3, Figura 6)


levemente com um macaco e bloco (4). Figura 6
Estenda o braço (2) gradualmente para
deslizar a armação lateral para fora até que
toque no batente.

5. Após a armação lateral (1, Figura 7) ter


deslizado até seu lugar, baixe a
superestrutura ao chão. Remova o cabo.

6. Instale seis espaçadores, arruelas de


endurecimento e parafusos (2, Figura 7).
NOTA: Aperte os parafusos para 175 kg•m
(1.270 ft lb).
NOTA: Repita o procedimento no suporte da
outra armação da esteira.

7. Após os parafusos de uma armação lateral


terem sido apertados, repita os Passos 1 a 6
para a outra armação lateral. Figura 7

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção TRANSPORTE 5-3


CARGA E DESCARGA

PERIGO!
A DOOSAN alerta a todos os usuários que
com a retirada do contrapeso da máquina, dos
acessórios frontais ou qualquer outra peça, a
estabilidade da máquina poderá ser afetada e
poderão ser produzidos movimentos
inesperados que causem lesões graves ou
inclusive morte. A DOOSAN não se
responsabiliza pelo uso inapropriada da
máquina.
Nunca remova o contrapeso ou o acessório
frontal, a menos que a estrutura superior
esteja alinhada com a inferior.
Nunca gire a estrutura superior após ter
removido o contrapeso ou o acessório frontal.

Figura 8

AVISO!
Para transporte da máquina informe-se sobre a largura, altura, comprimento e peso.
A carga ou descarga da máquina poderá ser uma operação bastante perigosa. Certifique-se de que
o motor esteja funcionando à velocidade mais baixa e desloque a máquina à velocidade mais baixa
possível.
Certifique-se de que a rampa de carga a ser usada possua resistência suficiente para suportar o
peso da máquina. Se for necessário, coloque blocos de apoio por baixo da rampa de modo a
garantir um apoio adicional.
Certifique-se de que a superfície da rampa não apresente quaisquer indícios de lama ou graxa que
poderão fazer com que ela escorregue ou resvale.
Certifique-se de que o reboque encontre-se estacionado numa superfície firme e plana antes de
tentar fazer a carga / descarga da escavadora.
Caso seja necessário manobrar a máquina quando esta já se encontre sobre o reboque, certifique-
se de que a manobra seja feita à mais baixa velocidade possível de movimentação e do motor.
Certifique-se de que a escavadora esteja devidamente fixada ao reboque, sempre conforme a
legislação local aplicável ao transporte.

LARGURA COMPRIMENTO
ALTURA TOTAL PESO COMENTÁRIOS
TOTAL TOTAL
46,9 toneladas Lança 7,1 m
S470LC-V 3.705 mm 3.340 mm 12.110 mm métricas Braço 3,35 m
(51,7 ton.) Sapata 600 G
49,9 toneladas Lança 6,3 m
S500LC-V 4.140 mm 3.340 mm 11.590 mm métricas Braço 2,4 m
(55,0 ton) Sapata 600 G

5-4 TRANSPORTE 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


1. Certifique-se de que o reboque esteja
estacionado sobre uma superfície firme e plana.
Consulte a Figura 9.

2. Certifique-se de que a rampa de carga a ser


usada tenha resistência suficiente para suportar
o peso da máquina. Se for necessário, coloque
blocos de apoio por baixo da rampa, de modo a
garantir um apoio adicional.

3. O ângulo da rampa deverá ser igual ou inferior


a 15 graus. As rampas com uma inclinação
superior a esta poderão causar problemas
durante a carga ou descarga da máquina.
Figura 9
4. A unidade não requer a desmontagem de
qualquer componente para o transporte
rodoviário normal. Caso seja necessário
desmontar a lança e o braço, o contrapeso irá
exercer uma força superior na parte traseira da
máquina. Certifique-se de que a traseira da
escavadora seja posicionada sobre o reboque,
de forma que a extremidade do contrapeso
fique posicionada junto à rampa em primeiro
lugar. Consulte a Figura 10.

Figura 10
5. Regule o seletor de velocidade de
deslocamento para a posição ”O”
(DESLIGADO). Consulte a Figura 11.

Figura 11
6. DESLIGUE ["OFF"] o interruptor de marcha
lenta automática (1, Figura 12). A luz-piloto (2)
não estará acesa.
7. Ajuste a velocidade do motor para “LOW IDLE”
[MARCHA LENTA].

Figura 12

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção TRANSPORTE 5-5


8. Estenda os cilindros da caçamba e do braço
até o comprimento máximo e em seguida
abaixe lentamente a lança.

Figura 13
9. Coloque a alavanca de segurança na posição
“LOCK” [TRAVADO].

Figura 14
10. Pare o motor, virando a chave para a posição
"O" (DESLIGADO) (Figura 15).

11. Remova a chave da ignição.

Figura 15
12. Certifique-se de que a escavadora esteja fixada
ao reboque antes de iniciar o transporte.
Coloque calços (1, Figura 16) na frente e atrás
de cada uma das esteiras. Use correntes ou
cabos de fixação (2) necessários, em
conformidade com os regulamentos locais
aplicáveis ao transporte.

13. Consulte a tabela e os desenhos referentes às


Dimensões para Transporte, a fim de obter os
valores de altura e largura totais da máquina.
Certifique-se de que a escavadora se encontre
posicionada tal como indicado na figura. Caso
não seja transportada nesta posição, os valores
de altura poderão ser diferentes. Figura 16

5-6 TRANSPORTE 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


LEVANTAMENTO COM
ESLINGA

AVISO!
A elevação de forma incorreta poderá induzir
transferência de carga e provocar ferimentos
ou danos.

1. Consulte a seção “Especificações” na página 7-


1 deste manual de instruções para obter mais
informações acerca do peso e dimensões da
máquina.

2. Utilize faixas e cabos com a resistência e


robustez adequadas para a elevação.

3. Posicione a máquina de forma que seja Figura 17


uniformemente levantada.

4. Os cabos de elevação deverão ser


suficientemente compridos, de forma a evitar o
contato com a máquina. Poderá ser necessário
o uso de barras de separação.

NOTA: Caso sejam usadas barras transversais,


certifique-se de que os cabos de
elevação estejam adequadamente
presos às barras e de que o ângulo dos
cabos seja adequado à força de
elevação necessária.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção TRANSPORTE 5-7


RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
A qualquer tempo, ocorrendo um defeito, tomar medidas corretivas de imediato. Verificar e investigar a causa
do defeito. Um programa de manutenção programado pode prevenir a ocorrência de defeitos através de
manutenção preventiva. Uma visão sistemática deve ser tomada quanto à resolução de problemas, já que
diversos defeitos sobrepostos podem dar a impressão de um problema que na realidade não existe. Se a
causa do defeito não puder ser determinada, consulte o centro de assistência DOOSAN. Acima de tudo,
nunca faça nenhuma regulagem, desmontagem de componentes hidráulicos, elétricos ou eletrônicos sem
antes consultar um distribuidor DOOSAN.

MOTOR
PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

O motor de partida não funciona Carga da bateria baixa. Carregue a bateria.


Mau contato do terminal. Limpe e aperte as conexões.
Falha do interruptor de ignição. Substitua o interruptor.
O relé de ignição falhou. Substitua o relé.
Falha no controle do motor de
Substitua o controlador.
arranque.
Falha no chicote de fiação. Substitua o chicote..
Falha no relé da bateria. Substitua o relé.
Fusível queimado. Substitua o fusível.

O arranque funciona, mas o motor Combustível coagulado devido ao


Substitua o combustível.
não. tempo frio.
Filtros de combustível obstruídos. Substitua os filtros.
Água ou sujeira no sistema de Limpe o sistema e reabasteça com
combustível. combustível novo.
Ar no sistema de combustível. Elimine o ar do sistema.
Falha no controle de parada do
Substitua o controle de parada.
motor.
Falha no relé de parada do motor. Substitua o relé.
Fusível queimado. Substitua o fusível.

O motor arranca, funciona apenas Viscosidade do óleo do motor


Troque o óleo.
em marcha lenta ou morre. incorreta.
Injetores de combustível sujos ou
Limpe os injetores.
obstruídos.
Filtros de combustível obstruídos. Substitua os filtros.
Cabo de acionamento da parada Reajuste.
do motor mal ajustado.
Cabo de controle de velocidade Reajuste.
do motor mal ajustado.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 6-1


PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

O motor faz ruídos estranhos, Nível do óleo do motor baixo. Complete.


trabalha irregularmente ou acelera Sistema de admissão de ar
Limpe o sistema e substitua o filtro.
momentaneamente. obstruído.
Entre em contato com seu
Bomba de Injeção desregulada.
revendedor DOOSAN.
Filtro de combustível obstruído. Substitua o filtro de combustível.
Água ou sujeira no sistema de Limpe o sistema e reabasteça com
combustível. combustível novo.
Injetores de combustível sujos ou
Limpe os injetores.
obstruídos.
Motor com potência fraca. Sistema de admissão de ar
Limpe o sistema e substitua o filtro.
obstruído.
Injetores de combustível sujos ou
Limpe os injetores.
obstruídos.
Filtros de combustível obstruídos. Substitua os filtros.
Cabo de controle de velocidade Reajuste.
do motor mal ajustado.
Entre em contato com seu
Bomba de Injeção desregulada.
revendedor DOOSAN.
Falha na folga entre os dentes. Ajuste a folga entre os dentes.

Motor funciona a uma temperatura Nível do líquido arrefecedor


Adicione líquido arrefecedor.
elevada. baixo.
Falha no termostato. Substitua o termostato.
Anomalia na tampa do radiador. Substitua a tampa do radiador.
Núcleo do radiador obstruído. Limpe o radiador.
Núcleo do arrefecedor de óleo
Limpe o arrefecedor de óleo.
obstruído.
Correia da ventoinha frouxa ou Aperte ou substitua, conforme
danificada. necessário.
Falha no sensor da temperatura. Substitua o sensor.

SISTEMA HIDRÁULICO
PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO
Entre em contato com seu
Nenhum dos comandos funciona Falha na bomba hidráulica.
revendedor DOOSAN.
(alto ruído nas bombas)
Adicione óleo hidráulico,
Nível do óleo hidráulico baixo.
conforme necessário.
Tubulações de admissão obstruídas Limpe ou substitua, conforme
ou danificadas. necessário.
Entre em contato com seu
Nenhum dos comandos funciona Falha na bomba do circuito piloto.
revendedor DOOSAN.
(ausência de ruídos nas bombas)
Falha na válvula solenóide de
Substitua o solenóide.
corte.
Disjuntor do piloto LIGADO. Ajuste a folga do disjuntor do
piloto.

6-2 RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO
Adicione óleo hidráulico,
Todos os acionadores têm baixa Nível do óleo hidráulico baixo.
conforme necessário.
potência.
Filtro de sucção obstruído. Limpe o filtro.
Entre em contato com seu
Falha nas bombas hidráulicas.
revendedor DOOSAN.
Pressão de alívio principal Entre em contato com seu
demasiadamente baixa. revendedor DOOSAN.
Bombas hidráulicas cavitam. Elimine o ar das bombas hidráulicas.
Sobrecarga de pressão de descarga
Apenas uma ou duas ações têm Restabeleça a pressão.
muito baixa.
uma potência reduzida ou nula.
Vazamentos na válvula de Limpe ou substitua, conforme
verificação de compensação. necessário.
Falha no carretel da válvula de
Substitua o carretel da válvula.
controle.
Limpe ou substitua, conforme
Sujeira no carretel da válvula.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha no acionador.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha na vedação do cilindro.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Tirante do cilindro avariado.
necessário.
Falha na válvula de controle
Substitua a válvula de controle.
remoto.
Ligação das tubulações do Ligue novamente as tubulações
sistema piloto incorreta. do sistema piloto.
Entre em contato com seu
Temperatura do óleo demasiado Falha no arrefecedor de óleo.
revendedor DOOSAN.
alta.
Aperte a correia da ventoinha,
Correia da ventoinha frouxa.
conforme necessário.

SISTEMA DE GIRO
PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO
Falha na válvula do freio de giro. Substitua a válvula de freio.
Ausência de movimento de giro.
Falha no temporizador hidráulico. Substitua o temporizador.
Pressão de desengate do freio
Ajuste as pressões.
baixa.
Falha no motor de giro. Substitua o motor de giro.
Falha na válvula de controle
Substitua a válvula de controle.
remoto.
Ligação das tubulações do Ligue novamente as tubulações
sistema piloto incorreta. do sistema piloto.
Substitua as engrenagens de
Motor de giro com funcionamento Engrenagens de giro gastas.
giro.
irregular.
Rolamento do giro danificado. Substitua o rolamento.
Lubrificação inadequada. Adicione graxa.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 6-3


SISTEMA DE DESLOCAMENTO
PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO
Conserte ou substitua, conforme
Não há deslocamento. Vazamento na junta central.
necessário.
O freio de estacionamento não Conserte o freio de
desengata. estacionamento.
Conserte ou substitua, conforme
Falha no motor de deslocamento.
necessário.
Falha na válvula de controle Conserte ou substitua, conforme
remoto. necessário.
Ligação das tubulações do Ligue novamente as tubulações
sistema piloto incorreta. do sistema piloto.
Tensão das esteiras muito alta ou
Velocidade de deslocamento Ajuste a tensão.
demasiado baixa muito baixa.
Roletes ou rodas de transmissão Conserte ou substitua, conforme
danificadas. necessário.
Estrutura da esteira danificada. Conserte, conforme necessário.
O freio de estacionamento não Conserte o freio de
desengata. estacionamento.

SISTEMA ELÉTRICO
PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO
Carga da bateria baixa. Limpe e reaperte os terminais
A bateria não retém carga.
Correia do alternador frouxa ou
Aperte ou substitua a correia.
danificada.
Aperte ou substitua, conforme
Terminais frouxos ou corroídos.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha no alternador.
necessário.
Curto circuito interno na bateria. Substitua a bateria.
Carga da bateria baixa.
Curto circuito na fiação. Conserte, conforme necessário.
Falha no botão de controle da
Não é possível controlar a Substitua o botão de controle.
velocidade do motor. velocidade.
Falha no controlador da
Substitua o controlador.
aceleração.
Falha no controle de velocidade Conserte ou substitua, conforme
do motor. necessário.
Fusível queimado. Substitua o fusível.
Conserte ou substitua, conforme
Chicote elétrico danificado
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha do conector
necessário.
Fusível queimado. Substitua o fusível.
O seletor do modo de potência
não funciona. Falha no seletor do modo de
Substitua o interruptor.
potência.
Falha do conector Substitua o conector.
Conserte ou substitua, conforme
Chicote elétrico danificado.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha do controlador e-EPOS
necessário.

6-4 RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO

O seletor do modo de trabalho não Fusível queimado. Substitua o fusível.


funciona. Interruptor seletor de modo de Substitua o interruptor com
trabalho. defeito.
Falha do conector Substitua o conector.
Conserte ou substitua, conforme
Chicote elétrico danificado.
necessário.
Conserte ou substitua, conforme
Falha do controlador e-EPOS
necessário.

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS 6-5


ESPECIFICAÇÃO

SOLAR 470LC-V
ESPECIFICAÇÕES PADRÃO

ESPECIFICAÇÃO
COMPONENTE
MÉTRICO

Capacidade da CECE 1,9 m3


caçamba PCSA 2,15 m3
Peso do equipamento 46,9 toneladas métricas
Modelo DE12TIS
Versão Refrigerado a água - 6 cilindros
Motor Potência nominal de saída 323 ps a 2.000 rpm
Torque máximo 133 kg•m a 1.400 rpm
Capacidade do tanque de combustível 620 litros
Versão Pistão axial
Pressão de descarga 350 kg/cm2
Bomba hidráulica
Quantidade de descarga máxima 2 x 359 litros/min
Capacidade do tanque de óleo hidráulico 265 litros

Capacidade de Caçamba 27,2 toneladas métricas


escavação Braço 22,1 toneladas métricas
Velocidade de giro 10,3 rpm

Velocidade de Alta velocidade 5,0 km/h


Desempenho deslocamento Velocidade lenta 3,1 km/h
Alta velocidade 17,8 toneladas métricas
Força de tração
Velocidade lenta 33,6 toneladas métricas
Capacidade de trabalho em rampas 35° (Inclinação de 70%)
Pressão no solo 0,81 kg/cm2
Altura livre ao solo 760 mm
Largura da sapata da esteira 600 mm

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ESPECIFICAÇÃO 7-1


ESPECIFICAÇÃO
COMPONENTE
MÉTRICO
Quantidade de roletes superiores 2 por esteira
Quantidade de roletes inferiores 9 por esteira

7-2 ESPECIFICAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


DIMENSÕES GERAIS

Figura 1

LANÇA 7,1 M
DIMENSÕES
BRAÇO 2,9 M BRAÇO 3,35 M BRAÇO 4,0 M
A 12.200 mm 12.110 mm 12.180 mm
B 3.665 mm
C 8.535 mm 8.445 mm 8.515 mm
D 4.470 mm
E 5.465 mm
F 1.460 mm
G 3.905 mm 3.705 mm 3.940 mm
2.990 mm
H
Aperto da TAMPA 3.278 mm
1.500 mm
I
Aperto da TAMPA 1.788 mm
J 1.490 mm
Posição de Trabalho 3.300 mm
K
Posição de Transporte 2.740 mm
Posição de Trabalho 3.900 mm
L
Posição de Transporte 3.340 mm
M 600 mm
N 760 mm
O 3.350 mm

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ESPECIFICAÇÃO 7-3


AMPLITUDE DE TRABALHO

Figura 2

LANÇA 7,1 M
DIM.
BRAÇO 2,9 M BRAÇO 3,35 M BRAÇO 4,0 M
A Raio máx. de escavação 11.700 mm 12.100 mm 12.650 mm
Profundidade máx. de
B 7.340 mm 7.790 mm 8.420 mm
escavação
C Altura máx. de escavação 10.940 mm 11.080 mm 11.230 mm
D Altura de descarga máx. 7.760 mm 7.900 mm 8.070 mm
E Raio mín. de escavação 5.195 mm 5.170 mm 5.135 mm

7-4 ESPECIFICAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


SOLAR 500LC-V
ESPECIFICAÇÕES PADRÃO

ESPECIFICAÇÃO
COMPONENTE
MÉTRICO

Capacidade da CECE 2,87 m3


caçamba PCSA 3,2 m3
Peso do equipamento 49,9 toneladas métricas
Modelo DE12TIS
Versão Refrigerado a água - 6 cilindros
Motor Potência nominal de saída 316 ps a 2.000 rpm
Torque máximo 133 kg•m a 1.400 rpm
Capacidade do tanque de combustível 620 litros
Versão Pistão axial
Pressão de descarga 350 kg/cm2
Bomba hidráulica
Quantidade de descarga máxima 2 x 359 litros/min
Capacidade do tanque de óleo hidráulico 265 litros

Capacidade de Caçamba 27,3 toneladas métricas


escavação Braço 29,4 toneladas métricas
Velocidade de giro 10,3 rpm

Velocidade de Alta velocidade 5,0 km/h


Desempenho deslocamento Velocidade lenta 3,1 km/h
Alta velocidade 17,8 toneladas métricas
Força de tração
Velocidade lenta 33,6 toneladas métricas
Capacidade de trabalho em rampas 35° (Inclinação de 70%)
Pressão no solo 0,86 kg/cm2
Altura livre ao solo 760 mm
Largura da sapata da esteira 600 mm
Quantidade de roletes superiores 3 por esteira
Quantidade de roletes inferiores 9 por esteira

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ESPECIFICAÇÃO 7-5


DIMENSÕES GERAIS

Figura 3

LANÇA 6,3 M
DIMENSÕES
BRAÇO 2,4 M BRAÇO 2,9 M
A 11.590 mm 11.390 mm
B 3.665 mm
C 7.925 mm 7.725 mm
D 4.470 mm
E 5.465 mm
F 1.220 mm
G 4.140 mm 4.250 mm
2.990 mm
H
Aperto da TAMPA 3.278 mm
1.500 mm
I
Aperto da TAMPA 1.788 mm
J 1.490 mm
Posição de Trabalho 3.300 mm
K
Posição de Transporte 2.740 mm
Posição de Trabalho 3.900 mm
L
Posição de Transporte 3.340 mm
M 600 mm
N 760 mm
O 3.350 mm

7-6 ESPECIFICAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


AMPLITUDE DE TRABALHO

Figura 4

LANÇA 6,3 M
DIM.
BRAÇO 2,4 M BRAÇO 2,9 M
A Raio máx. de escavação 10.290 mm 10.720 mm
Profundidade máx. de
B 6.280 mm 6.780 mm
escavação
C Altura máx. de escavação 9.410 mm 9.540 mm
D Altura de descarga máx. 6.590 mm 6.680 mm
E Raio mín. de escavação 4.785 mm 4.765 mm

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ESPECIFICAÇÃO 7-7


PESO APROXIMADO DOS MATERIAIS DE CARGA

IMPORTANTE
Os valores dos pesos listados na tabela podem aumentar por causa da exposição à chuva, à neve
ou umidade do solo; também podem sofrer acréscimos por causa da sedimentação ou a
compactação, devido a uma sobrecarga e a processamentos químicos ou industriais, devido a
transformações térmicas ou químicas.

BAIXO PESO OU PESO OU DENSIDADE ALTO PESO OU


MATERIAL DENSIDADE 1.100 KG/M3 MÉDIOS 1.600 KG/M3 DENSIDADE 2.000
OU MENOS OU MENOS KG/M3
OU MENOS

Carvão vegetal 401 kg/m3 ------------------- -------------------

Coque para altos fornos 433 kg/m3 ------------------- -------------------

Coque para fundição 449 kg/m3 ------------------- -------------------

Carvão mineral, ------------------- -------------------


betuminoso a granel 801 kg/m3

Carvão mineral
betuminoso em pedra, 881 kg/m3 ------------------- -------------------
granel
Carvão antracita 897 kg/m3 ------------------- -------------------

Argila SECA em torrões 1.009 kg/m3 ------------------- -------------------

Argila ÚMIDA, leito natural ------------------- 1.746 kg/m3 -------------------

Cimento Portland, SECO ------------------- -------------------


granulado 1.506 kg/m3

Cimento Portland SECO, ------------------- -------------------


clinker 1.362 kg/m3

Dolomita triturada ------------------- 1.522 kg/m3 -------------------

Terra argilosa, SECA, solta ------------------- 1.202 kg/m3 -------------------

Terra SECA compactada ------------------- 1.522 kg/m3 -------------------

7-8 ESPECIFICAÇÃO 022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção


BAIXO PESO OU PESO OU DENSIDADE ALTO PESO OU
MATERIAL DENSIDADE 1.100 KG/M3 MÉDIOS 1.600 KG/M3 DENSIDADE 2.000
OU MENOS OU MENOS KG/M3
OU MENOS

Terra ÚMIDA lamacenta ------------------- ------------------- 1.762 kg/m3

Gesso calcinado ------------------- -------------------


(aquecido, em pó) 961 kg/m3

Gesso triturado de 3 ------------------- -------------------


polegadas 1.522 kg/m3

Cascalho SECO em ------------------- -------------------


fragmentos compactos 1.810 kg/m3

Cascalho ÚMIDO em ------------------- -------------------


fragmentos compactos 1.922 kg/m3

Pedra calcária, graduação ------------------- -------------------


superior a 2 1.282 kg/m3

Pedra calcária, graduação ------------------- -------------------


de 1 1/2 ou 2 1.362 kg/m3

Pedra calcária triturada ------------------- 1.522 kg/m3 -------------------

Pedra calcária fina ------------------- ------------------- 1.602 kg/m3

Fosfato, rocha ------------------- 1.282 kg/m3 -------------------

Sal 929 kg/m3 ------------------- -------------------

Neve de baixa densidade 529 kg/m3 ------------------- -------------------

Areia SECA solta ------------------- 1.522 kg/m3 -------------------

Areia ÚMIDA compactada ------------------- ------------------- 1.922 kg/m3

Piçarra partida ------------------- 1.362 kg/m3 -------------------

Enxofre partido 529 kg/m3 ------------------- -------------------

022-00022PT(BR) Manual de Operação e Manutenção ESPECIFICAÇÃO 7-9