Você está na página 1de 3

O Partir do Pão: Alimento Físico e Espiritual.

CONCEIÇÃO, Gutemberg. 1259602


Altamira – UNINTER

O presente resumo vem a tecer ideias acerca do trabalho solidário de cristão


de um grupo de amigos e irmãos em cristo que mesmo morando em locais distantes
procuram manter-se em contato e sempre que tem oportunidade, unem-se e
alegram-se compartilhando o evangelho para edificação de todos, onde se vê a
doação de cestas básicas como uma forma de tentar suprir algumas necessidades
fisiológicas de alguém necessitado. Essa atividade foi desenvolvida com base em
princípios bíblicos adquiridos ao longo da vida cristã, de conceitos éticos e
teológicos. Partindo do paradigma bíblico chamado AMOR.
Conforme está escrito no evangelho de Mateus, Jesus quando indagado
pelos fariseus, afirmou-lhes que o maior mandamento é amar ao senhor Deus, de
todo coração, de toda alma e com toda inteligência, e semelhante a este o de amar
ao próximo como a si mesmo (Bíblia, Mateus, 22. 36-40). Partindo deste
pressuposto, quando amamos a Deus amamos o próximo, e amamos o próximo à
mesma proporção em que amamos a nos mesmo, então, devemos fazer o bem ao
próximo, aquele em que tivermos oportunidade de ajudar como se nós mesmos
tivéssemos necessitando de ajuda. Além disso, o amor de Deus é a força que nos
move, quando Paulo em sua segunda carta aos coríntios diz:
“Porquanto o amor de Cristo nos constrange, porque estamos plenamente
convencidos de que Um morreu por todos; logo, todos morreram. E Ele
morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si
mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.” (Bíblia, II
Coríntios 5, 14-15)

Ora, o amor de Cristo nos deixa completamente constrangido, seu altruísmo é


maravilhoso aos nossos olhos, o ser humano não se olha com essa capacidade em
sua existencialidade, ao anunciar para outrem que o ama, mas o amor é bem maior
que pensamos, vai além que do imaginamos.
Vos seja possível, em união com todos os santos, compreender a largura, o
comprimento, a altura e a profundidade dessa fraternidade, e,
assim, entender o amor de cristo que excede todo conhecimento, para que
sejais preenchidos de toda plenitude de Deus(Bíblia, Efésios, 3, 18-19)
Que excede todo o entendimento humano, o amor de Deus nos invade e nos
faz uma nova pessoa retirando todo egocentrismo existente em nós, tornando-nos
canais de bênçãos, partilhadores do amor de Deus, não só em âmbito espiritual,
mas também fisiológico, uma vez que o homem vive também de pão, possui
necessidade impares, como de se alimentar, hidratar etc.
“Mesmo que eu de aos necessitados tudo que possuo e entregue meu próprio
corpo para ser queimado, se não tiver amor, todas essas ações não me trarão
qualquer beneficio real.” (Bíblia, I Coríntios, 13.3)
A atividade foi organizada a partir da realidade, a partir do pressuposto
supracitado, a partir do momento que o grupo tomou conhecimento de que havia
uma família com muitas dificuldades, o provedor da família adoentado com uma
doença contagiosa (tuberculose), nós procuramos partir do pão e logo a atender as
necessidades fisiológicas do mesmo, como: alimentação através da cesta básica e
ajuda de custo na compra dos remédios, uma vez que o mesmo não e assistido pelo
estado por conta da precariedade existente no sistema de saúde de nosso Pais,
juntamente com a corrupção. Foi feita a entrega na residência da família
necessitada. Os resultados obtidos foram à satisfação de poder ser coparticipante
dos planos de Deus, onde a família beneficiada demonstrou total satisfação, muito
gratos pelo auxilio e reconheceram o amor de Deus através dos cristãos.
A missão da igreja é uma extensão da missão de Jesus. É a manifestação,
ainda que não completa, do Reino de Deus tanto por meio da proclamação
como por meio da ação e do serviço social. O testemunho apostólico
continua sendo o testemunho do Espírito acerca de Jesus Cristo, por meio
da igreja. (PADILHA, 2005, p. 2002)

Se não tivermos amor, o amor que vem de Deus, o amor verdadeiro, o amor pelo
qual um homem e capaz de dar a vida por outros, este amor que nos mobiliza a
ajudar o próximo, que nos faz fazer coisas incompreensíveis aos nossos próprios
olhos, então, estamos compartilhando o amor de cristo para com outros, levando
para além dos muros da igreja (prédio, edifício).

Conclusões
A Prática da doação de cestas básicas é uma das formas de compartilhar o
amor de Deus através da vida do cristão para com outros e principalmente com os
necessitados, visa alimentar o ser humano com alimentos físicos e não somente
com o alimento espiritual (palavra). Cabe ao cristão teólogo olhar as necessidades
do outro e ajuda-lo a sobreviver e também a viver, viver por Ele (Deus), com Ele
(DEUS) e para Ele (Deus). Aquele que ama a Deus ama também a seu irmão, ama
seu próximo, sendo conhecido e ate mesmo desconhecido. Tudo passa, porém, o
que nos resta é somente o amor, a esperança de que pelo amor tudo irá mudar e a
Fé que tudo podemos fazer por conta do amor de Cristo em nós.

Bibliografia

BIBLIA. Português. Bíblia king James Atualizada. São Paulo: Abba press, 2012.

PADILLA. René. Missão integral: Ensaios sobre o Reino e a Igreja. São Paulo:
Fraternidade Teológica Latinoamericana – Setor Brasil, 1992.

Interesses relacionados