Você está na página 1de 6

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ÍNDICE
Licenças.................................................................................................................................................................2
1) Licença Para Tratamento De Saúde De Pessoa Da Família ......................................................................................2
2) Motivo De Afastamento Do Cônjuge .........................................................................................................................2
3) Licença Para O Serviço Militar ....................................................................................................................................3
4) Licença Para Atividade Política ...................................................................................................................................3
5) Licença Para Capacitação .............................................................................................................................................3
6) Licença Para Tratar De Interesses Particulares .........................................................................................................4
7) Licença Para O Desempenho De Mandato Classista ................................................................................................4
8) Licença Para Tratamento Da Própria Saúde ..............................................................................................................5
9) Licença À Gestante ........................................................................................................................................................5
10) Licença-Paternidade....................................................................................................................................................6
11) Licença À Adotante .....................................................................................................................................................6

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AlfaCon Concursos Públicos

Licenças
→ O art. 81 da Lei 8.112/90 diz que será concedida licença ao servidor nos seguintes casos:
˃ Por motivo de doença em pessoa da família;
˃ Por motivo de afastamento do cônjuge ou companheiro;
˃ Para o Serviço Militar;
˃ Para atividade política;
˃ Para capacitação;
˃ Para tratar de interesses particulares;
˃ Para desempenho de mandato classista.
Além desses casos do art. 81, a Lei 8.112/90 prevê outras hipóteses de licenças, estudadas, em seus
aspectos mais relevantes, na sequência.
˃ A licença concedida dentro de 60 dias do término de outra da mesma espécie será considerada
como prorrogação.
Dessa forma, caso após o término de determinada licença, o servidor entre novamente de licença
(na mesma modalidade) dentro de 60 dias, essa segunda licença será considerada prorrogação da
primeira licença e não uma nova.

1) Licença Para Tratamento De Saúde De Pessoa Da Família


Poderá ser concedida licença ao servidor por motivo de doença em pessoa da sua família (do
cônjuge ou companheiro, dos pais, dos filhos, do padrasto ou madrasta e enteado, ou dependen-
te que viva a suas expensas e conste do seu assentamento funcional), mediante comprovação por
perícia médica oficial.
Para que ela seja concedida, a assistência do servidor deve ser indispensável e não pode ser
prestada simultaneamente com o exercício do cargo (ou mediante compensação de horários).
→ Dentro de cada período de 12 meses, essa licença pode ser concedida nas seguintes condições:
˃ Com remuneração - até 60 dias (consecutivos ou não).
˃ Sem remuneração - até 90 dias (consecutivos ou não) - esses 90 dias contam-se após o término
dos 60 dias remunerados.
Dessa forma, essa licença pode ser concedida por até um prazo máximo de 150 dias, dentro de
um período de 12 meses, sendo que os primeiros sessenta dias são remunerados e o prazo restante da
licença de 90 dias não é.
Ao servidor que estiver sob essa licença, é vedado o exercício de atividade remunerada durante
a duração da mesma.
O período remunerado dessa licença que exceder a 30 dias será computado apenas para efeito de
aposentadoria e disponibilidade. Já o tempo de licença não remunerado não é contado para quais-
quer efeitos.

2) Motivo De Afastamento Do Cônjuge


→ Poderá ser concedida licença ao servidor para acompanhar cônjuge ou companheiro que foi des-
locado para outro ponto do território nacional, para o exterior ou para o exercício de mandato
eletivo dos Poderes Executivo e Legislativo, possuindo as seguintes características:
˃ É concedida sem remuneração;
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AlfaCon Concursos Públicos

˃ Possui prazo indeterminado.


O período em que o servidor usufruir dessa licença não será computado como tempo de serviço
para qualquer efeito.
No deslocamento de servidor cujo cônjuge ou companheiro também seja servidor público, civil
ou militar, de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, a
Lei 8.112/90 prevê a possibilidade de exercício provisório em órgão ou entidade da Administração
Federal direta, autárquica ou fundacional, desde que para o exercício de atividade compatível com
o seu cargo.

3) Licença Para O Serviço Militar


Ao servidor convocado para o Serviço Militar será concedida licença, na forma e nas condições
previstas na legislação específica.
A Lei 8.112/90, ao tratar dessa licença, prevê que após a conclusão do Serviço Militar, o servidor
terá um prazo de 30 dias para reassumir seu cargo.
Esse período em que estiver em licença, prestando o Serviço Militar obrigatório, será considera-
do como de efetivo exercício.

4) Licença Para Atividade Política


→ O servidor terá direito à licença para atividade política, nas seguintes disposições:
˃ 1º) SEM REMUNERAÇÃO → durante o período que mediar entre a sua escolha em convenção
partidária, como candidato a cargo eletivo, e a véspera do registro de sua candidatura, perante
a Justiça Eleitoral. Esse período não será computado como tempo de efetivo exercício.
˃ 2º) COM REMUNERAÇÃO → a partir do registro da candidatura até o décimo dia seguinte
ao da eleição. Entretanto, esse período não poderá ultrapassar 3 meses (após esse prazo, a
licença não será mais remunerada). Esse segundo período da licença será considerado como
tempo de serviço apenas para efeitos de aposentadoria e disponibilidade.
O servidor, candidato a cargo eletivo na localidade onde desempenha suas funções e que exerça
cargo de direção, chefia, assessoramento, arrecadação ou fiscalização, dele será afastado, a partir
do dia imediato ao do registro de sua candidatura perante a Justiça Eleitoral, até o décimo dia
seguinte ao do pleito.

5) Licença Para Capacitação


Esta licença entrou no lugar da antiga “licença prêmio”, que foi extinta para os servidores regidos
pela Lei 8.112/90.
É devida a cada quinquênio de efetivo exercício, sendo que o servidor poderá, no interesse da
Administração (trata-se de um ato discricionário, a Administração opta pela sua concessão ou não),
afastar-se do exercício do cargo efetivo, com a respectiva remuneração, por até três meses, para par-
ticipar de curso de capacitação profissional.
Esse período não é acumulável, assim, caso tenha, por exemplo, 15 anos de efetivo exercício, terá
direito aos mesmos 3 meses.
Essa licença é computada como tempo de efetivo exercício e não pode ser utilizada por servidores
em estágio probatório por expressa vedação legal contida na Lei 8.112/90.
→ Regras para essa licença:
˃ Devida a cada 5 anos (quinquênio) de efetivo exercício.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3
AlfaCon Concursos Públicos

˃ No interesse da Administração.
˃ Com remuneração.
˃ Até 3 meses (para participar de curso de capacitação).
˃ Não acumulável.
Não confundir com o afastamento para o curso de formação. Nesse caso, deixa o cargo para
participar do curso de formação exigido no novo cargo.
Por exemplo, um servidor que é técnico de algum órgão federal e passou para o cargo de agente
da Polícia Federal. Nesse caso, o servidor ficará afastado para fazer o curso, mesmo estando em
estágio probatório, desde que seja também cargo na esfera federal.

6) Licença Para Tratar De Interesses Particulares


Essa licença é concedida a critério da administração (ato discricionário) para os servidores ocu-
pantes de cargo efetivo, que não estejam em estágio probatório, por um prazo de até três anos conse-
cutivos.
Além da discricionariedade de sua concessão, essa licença pode ser interrompida a qualquer
tempo (no interesse do serviço ou a pedido do servidor).
O período que o servidor gozar da licença para tratar de interesses particulares não será conside-
rado como tempo de serviço para qualquer efeito.
→ Licença para tratar de interesses particulares:
˃ Não pode estar no estágio probatório.
˃ Prazo: até 3 anos consecutivos.
˃ Sem remuneração.
˃ Concedida no interesse da administração.
˃ Interrompida a qualquer momento.
˃ Não computada como tempo de exercício.

7) Licença Para O Desempenho De Mandato Classista


Essa licença é assegurada ao servidor, que não esteja em estágio probatório, sem direito à remu-
neração, para que possa desempenhar mandato em confederação, federação, associação de classe de
âmbito nacional, sindicato representativo da categoria ou entidade fiscalizadora da profissão.
Essa licença também pode ser concedida ao servidor para participar de gerência ou adminis-
tração em sociedade cooperativa, constituída por servidores públicos, para prestar serviços a seus
membros.
A duração dessa licença é a mesma do mandato, admitindo prorrogação em caso de reeleição.
O tempo de fruição dessa licença é considerado como tempo de efetivo exercício para todos os
efeitos (exceto para promoção por merecimento).
Além do disposto em regulamento específico, devem ser observados os seguintes limites, de
acordo o número de associados da entidade.
˃ Até 5.000 associados - 2 servidores;
˃ De 5001 a 30.000 associados - 4 servidores;
˃ Mais de 30.000 associados - 8 servidores.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
4
AlfaCon Concursos Públicos

Somente poderão ser licenciados os servidores eleitos para cargos de direção ou de representa-
ção, nas referidas entidades, desde que cadastradas no órgão competente.
→ Principais características:
˃ Sem remuneração.
˃ Não pode ser concedida ao servidor em estágio probatório.
˃ Prazo: duração do mandato (prorrogada em caso de reeleição).

8) Licença Para Tratamento Da Própria Saúde


Essa licença será concedida ao servidor para tratamento da própria saúde, a pedido ou de ofício,
com base em perícia médica oficial, sem prejuízo da remuneração a que fizer jus.
Sempre que for necessário, a inspeção médica será realizada na residência do servidor ou no esta-
belecimento hospitalar onde este se encontrar internado.
 Inexistindo médico no órgão ou entidade no local onde se encontra ou tenha exercício em caráter
permanente o servidor, e não se configurando as hipóteses previstas nos parágrafos do art. 230
(perícia médica e ausência de órgão oficial - utilização de convênios para tanto), será aceito atestado
fornecido por médico particular.
Nesse caso, o atestado somente produzirá efeitos depois de recepcionado pela unidade de recursos
humanos do órgão ou entidade.
A licença que exceder o prazo de 120 dias, no período de 12 meses a contar do primeiro dia de
afastamento, será concedida mediante avaliação por junta médica oficial.
A perícia oficial para concessão da licença para tratamento de saúde, bem como nos demais casos
de perícia oficial, previstos na Lei 8.112/90, será efetuada por cirurgiões-dentistas, nas hipóteses em
que abranger o campo de atuação da odontologia.
Essa licença tem o prazo máximo de DURAÇÃO CONTÍNUA de 24 meses. Após esse período,
se ainda não estiver em condições de voltar ao seu cargo, o servidor deverá ser readaptado (se
possível) ou aposentado por invalidez.
Essa licença é também computada de modo cumulativo, no decorrer de toda a vida funcional do
servidor. Quando ela ultrapassar 24 meses (e não forem 24 meses consecutivos, conforme visto an-
teriormente), o período que ultrapassar esse limite será considerado como tempo de serviço, apenas
para fins de aposentadoria e disponibilidade.
Antes de cumular os 24 meses, o período de licença será considerado como de efetivo exercício.
A licença para tratamento de saúde inferior a 15 dias, dentro de 1 ano, poderá ser dispensada de
perícia oficial, na forma definida em regulamento.
→ Principais Características:
˃ Com remuneração.
˃ Prazo máximo contínuo de 24 meses.
˃ Até 24 meses, é considerada como tempo de efetivo exercício.
˃ Precisa de perícia médica oficial (se exceder 120 dias, necessita de junta médica oficial).
˃ Se inferior a 15 dias (no período de 1 ano), pode dispensar perícia oficial (na forma de regulamento).

9) Licença À Gestante
Licença-Gestante
Essa licença será concedida à servidora gestante por 120 dias consecutivos, sem prejuízo da
remuneração.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
5
AlfaCon Concursos Públicos

O início da licença poderá se dar a partir do primeiro dia do nono mês de gestação, salvo anteci-
pação por prescrição médica. Se ocorrer nascimento prematuro, a licença terá início a partir do parto.
NATIMORTO → decorridos 30 dias do evento, a servidora será submetida a exame médico e, se
julgada apta, reassumirá o exercício.
ABORTO → deve ser atestado por médico oficial, tendo a servidora direito a 30 dias de repouso
remunerado.
→ Licença-Gestante
˃ 120 dias.
˃ Remunerada.
˃ Início: 1º dia do 9º mês (ou antes, no caso de parto antecipado).
A Lei 8.112/90 também prevê que, para amamentar o próprio filho, até a idade de seis meses, a
servidora lactante terá direito, durante a jornada de trabalho, a uma hora de descanso, que poderá
ser parcelada em dois períodos de meia hora.

10) Licença-Paternidade
Pelo nascimento ou adoção de filhos, o servidor terá direito à licença-paternidade de 5 dias con-
secutivos.

11) Licença À Adotante


→ À servidora que adotar ou obtiver guarda judicial de criança terá direito a essa licença remunera-
da, cujo prazo de duração variará, de acordo com a idade da criança:
˃ Até 1 ano → 90 dias.
˃ Mais de 1 ano → 30 dias
Todas as licenças supracitadas (gestante, adotante e paternidade) são consideradas como tempo
de efetivo exercício.
EXERCÍCIOS
01. A licença para capacitação, a licença para tratar de interesses particulares e a licença para o
desempenho de mandato classista, no regime da Lei nº 8.112/90, dão-se, respectivamente,
a) Com remuneração, sem remuneração e com remuneração;
b) Sem remuneração, sem remuneração e sem remuneração;
c) Com remuneração, sem remuneração e sem remuneração;
d) Com remuneração, com remuneração e com remuneração;
e) Sem remuneração, com remuneração e com remuneração.
02. Suponha que um servidor esteve licenciado por quinze dias e, decorrido esse prazo, solicitou
outra licença da mesma espécie, após quarenta dias de seu retorno. Nesse caso, para fins de
cômputo, a segunda licença será considerada prorrogação da primeira.
Certo ( ) Errado ( )
03. O servidor público que estiver cumprindo estágio probatório não faz juz à licença para tratar
de interesses particulares a critério da administração pública.
Certo ( ) Errado ( )
GABARITO
01 - C
02 - CERTO
03 - CERTO
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
6