Você está na página 1de 3

ISO NORMA INTERNACIONAL

10052
Acústica - Medições de campo de isolamento acústico
aéreo e de impacto e de som de equipamento de serviço -
Método de pesquisa
3 Termos e definições
3.1 nível de pressão sonora médio em um quarto G: dez vezes o logaritmo na base 10 da raiz do
espaço e do tempo médio da pressão de som quadrado para o quadrado da pressão sonora de
referência, sendo a média espacial tomada em toda a sala, com exceção das partes em que a
radiação direta de uma fonte sonora ou o campo próximo das fronteiras (parede, etc.) é de influência
significativa. É expresso em decibéis como:

p é o nível de pressão sonora, em Pascal, p0 = 20 μPa é a pressão sonora de referência;


Tm é o tempo de integração em segundos

3.2 diferença de nível D diferença nos níveis de pressão sonora média espacial e temporal
produzidos em dois ambientes por uma fonte sonora em um deles. É expresso em decibéis como:

onde L 1é o nível médio de pressão sonora na sala fonte, em decibéis;


L é o nível médio de pressão sonora na sala de recepção, em decibéis
2

3.3 índice de reverberação k dez vezes o logaritmo da base 10 da relação entre o tempo de
reverberaçãoreal T da sala receptora e o tempo de reverberação de referência T0. É expresso em
decibéis. Essa quantidade é indicada por:

onde T0 = 0,5 s

3,4 diferença de nível padronizada DnT diferença de nível correspondente a um valor de referência
do tempo de reverberação no sala. Ela é expressa em decibéis como:
DnT = D + k dB (4)
onde D é a diferença de nível (ver equação (2)), em decibéis;
k é o índice de reverberação (ver equação (3)), em decibéis

3,5 diferença normalizada nível DN diferença de nível D correspondente à área de absorção a


referência na sala de recepção. É expresso em decibéis como:

onde k é o índice de reverberação;


T0 é o tempo de reverberação de referência (T0 = 0,5 s);
V é o volume da sala de recepção, em metros cúbicos;
A0 é a área de absorção equivalente de referência, em metros quadrados, (A0 = 10 m2);
0,16 tem a unidade s / m

3.6 índice de redução aparente do som R' dez vezes o teste ao total do logaritmo do som para
alimentar a base transmitida 10 da relação da sala de potência de recepção do som, Wif, ,transmitidos
através dos elementos que flanqueiam ou WBY outros componentes, é significativa.
2

É expresso em decibéis como:

NOTA 1 A expressão "perda aparente de transmissão de som" também está em uso nos países de língua
inglesa. É equivalente a "índice aparente de redução de ruído".
Sob a suposição de campos sonoros difusos nas duas salas, o índice de redução aparente do som
neste documento é calculado a partir de:

onde D é a diferença do nível de pressão sonora, em decibéis;


k é o índice de reverberação;
S é a área da partição, em metros quadrados;
V é o volume da sala de recepção, em metros cúbicos;
T0 é o tempo de reverberação de referência (T0 = 0,5 s);
0,16 tem a unidade s / m.
No caso de salas escalonadas ou escalonadas, S é a parte da área da partição comum a ambas as
salas. Se a área comum entre as salas escalonada ou escalonada for inferior a 10 m 2, isso deve ser
indicado no relatório de ensaio. Se V/ 7,5 for maior que S, insira este valor para S, onde V é o volume
em m3 da sala receptora, que deve ser a menor sala.
No caso em que não existe área comum, a diferença de nível normalizada Dn deve ser determinada.
OBSERVAÇÃO 2 No índice aparente de redução de som, a potência sonora transmitida para a sala de recepção
está relacionada ao incidente de energia sonora na partição comum, independentemente das condições reais de
transmissão.
O índice de redução de som aparente é independente da direção de medição entre as salas se os
campos sonoros forem difundidos em ambas as salas .

3.7 nível de pressão sonora de impactonível Li médio de pressão sonora na sala de recepção
quando o piso sob teste é excitado pela máquina de rosqueamento padronizada . É expresso em
decibéis. Se for utilizada mais de uma posição da máquina de rosqueamento, o nível de pressão
sonora de impacto é calculado pela média dos níveis de pressão sonora Li, n em N posições de acordo
com:

3,8 impacto padronizado nível de pressão sonora L'nT som de impacto nível de pressão Gi reduzida
pelo índicereverberação, ke expresso em decibéis:

L'nT = Li - k dB (9)

3.9 nível de pressão sonora de impacto normalizado L'n nível de pressão sonora de impacto Li
reduzido por um termo de correção dado em decibéis, sendo dez vezes o logaritmo da base 10 da
razão entre a área de absorção equivalente de referência e a área de absorção sonora equivalente
real A da sala de recepção. A área de absorção equivalente real é calculada a partir do índice de
reverberação, do tempo de reverberação de referência e do volume da sala:

onde V é o volume da sala de recepção em metros cúbicos;

k é o índice de reverberação;

T0 é o tempo de reverberação de referência (T0 = 0,5 s);

A0 é a área de absorção de referência (A0 = 10 m2);

0,16 tem a unidade s /


m

3.10 nível médio de pressão sonora numa superfície de teste L1, s dez vezes o logaritmo da base 10 da
relação entre a superfície e a média temporal da pressão sonora ao quadrado da referência Pressão sonora,
sendo a média da superfície tomada sobre toda a superfície de ensaio, incluindo os efeitos reflectores da
amostra e da fachada de ensaio; é expressa em decibéis

3.11 diferença de nível de fachada D2m diferença entre o nível de pressão sonora ao ar livre 2 m na frente da
fachada, L1; 2m, e o nível de pressão sonora média espacial e temporal, L , na sala de recepção. É expresso em
2

decibéis como:

D2m = L1,2m - L2 dB (11)

Também é possível medir no plano da fachada. Neste caso, a denotação é L1, s em vez de L1; 2m.

Se o som do tráfego rodoviário foi usado como fonte de som a notação é Dtr, 2m e se um altifalante foi utilizado é
D,ls 2m,e é expressa em decibéis

3,12 padronizado nível fachada de diferença D2m, nT nível fachada de diferença D2m correspondentes para um
valor de referência do tempo de reverberação na sala de recepção. Ela é expressa em decibéis como

D,2m NT = D2m + k dB(12),

onde k é o índice de reverberação

3,13 fachada normalizada diferença de nível D2m, n fachada diferença de nível D2m, correspondente à
referência área de absorção do equivalente em sala de recepção :

onde V é o volume da sala de recepção em metros cúbicos;

k é o índice de reverberação;

T0 é o tempo de reverberação de referência (T0 = 0,5 s);