Você está na página 1de 31
TREINAMENTO TÉCNICO Nº CETEC 667

TREINAMENTO TÉCNICO

CETEC 667

Página:

1

de 1

 

Data da Emissão:

Índice:

19/04/99

0

AC-2 SERIAL FULL

 
Nº Índice Data Alteração/Observações 0 19/04/99 Liberação do CETEC667 – AC-2 SERIAL FULL. Este conteúdo
Nº Índice
Data
Alteração/Observações
0
19/04/99
Liberação do CETEC667 – AC-2 SERIAL FULL. Este conteúdo foi
liberado a partir do Manual de Instalação dos Elevadores AC-2 Serial
Full da Engenharia Cod. 3Z.0006.BN – Índice 0.
Elaborado
Aprovado
Disco/Diretório
DEPE
DEPE
CONTEÚDO
Arquivo
João Bortowski
José Carlos Dal Corso
CETEC 667.doc
• ISO 9001 Elevadores SÛR S.A. DIPD - DIvisão de Pesquisa e Desenvolvimento MANUAL DE

ISO 9001 Elevadores SÛR S.A.

DIPD - DIvisão de Pesquisa e Desenvolvimento

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS ELEVADORES AC2 SERIAL FULL 3Z.0006.BN ÍNDICE 00

MANUAL DE INSTALAÇÃO DOS ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

3Z.0006.BN

ÍNDICE 00

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 3 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 3 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
N.º
Data
Alterações/Observações
Índice
00
06/04/99
LIBERAÇÃO
Elaborado :
Visto:
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
João Bortowski – DEPE
MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 4 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Índice

 

INTRODUÇÃO

 

4

INSTALAÇÃO PROVISORIA

 

6

INSTALAÇÃO DA CALHA

7

INSTALAÇÃO DOS CABOS DE MANOBRA

 

7

ATERRAMENTO

 

10

INSTALAÇÃO DA PRÉ-FIAÇÃO DE POÇO

 

11

BOTOEIRAS SERIAIS

13

INSTALAÇÃO DA CAIXA DE PLUGAÇÃO

15

PAINEL DE OPERAÇÃO

18

MCP-6

 

20

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 5 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 5 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

COMUNICAÇÃO SERIAL

Existem vários métodos de enviar sinais elétricos de um ponto “A” para um ponto determinado “B”, sendo que nos adotamos ate hoje o método convencional que é para cada sinal elétrico deve existir uma linha, (fio ou cabo) para enviar uma informação de “A” para “B’. O projeto do elevador AC2 Serial Full, alterna este método para atualizar o que é mais usual no mercado a comunicação serial. Esta baseia-se em enviar vários sinais elétricos de um ponto para outro utilizando um numero reduzido de linhas (duas ou quatro), o principio é bem simples, exp.:

No ponto “A” existe um modulo que recebe todos os sinais discretos (paralelo), e transforma estes em impulsos elétricos que são direcionados as linhas seriais uma a uma (como um trem), ate o ponto “B”, onde existe um outro modulo que recebe estes sinais e os interpreta através da ordem em que os mesmos chegaram, podendo assim executar as suas funções de controle. A comunicação serial para elevadores não necessita de cabos especiais (blindados), entre cabina e quadro de comando e pavimento.

QUADRO DE COMANDO PAVIMENTO CABINA
QUADRO DE COMANDO
PAVIMENTO
CABINA

Quatro linhas para comunicar-se com a cabina

Quatro linhas para interligar todas as botoeiras e indicadores dos pavimentos sendo duas de alimentação

(T5+,RS,TS,A-)

(RRA,RRB,TTA,TTB)

Utilizando esta nova tecnologia nos elevadores podemos reduzir o numero de linhas, sem variações com o numero de paradas e opcionais, reduzindo o custo e a tempo de fabricação e instalação.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 6 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 6 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

AC2 SERIAL FULL

O elevador AC2 sofreu varias alterações durante a execução deste projeto, estas mudanças foram efetuadas para aperfeiçoar o nosso produto a nova tecnologia de comunicação serial. O sistema de comunicação serial facilita a monitorização de sinais de cabina e pavimento, reduzindo principalmente a quantidade de cabos elétricos utilizados na pre-fiação de poço e cabos de manobra. POÇO:

Para funcionar a comunicação serial de poço são necessários apenas quatro linhas (cabos), sendo dois de alimentação (T5+, A-) e dois de comunicação (RS, TS), estas quatro linhas substituem as linhas de chamada e auto-ilumina de todos os pavimentos e as linhas destinadas ao indicador. Também podemos enviar outros sinais via serial, tais como: as linhas “HC” do ST49, setas de direção, condição de porta (pavimento aberta ou fechada), e qualquer outro tipo de sinal que se julgar necessário. Os sinais de trincos e limites, não são utilizados na comunicação serial, sendo diferenciados por tratar-se de dispositivo de segurança. CABINA:

Foi a cabina que sofreu o maior numero de inovações graças a comunicação serial, reduzindo a quantidade de cabos de manobra para três cabos de nove vias (fixo). O modulo controlador de cabina versão dois (MCC-2), ira comandar todos os componentes de cabina tais como: porta, pesador de carga, relógio, indicador, chamadas, ventilador, e outros opcionais. estes controle de cabina é monitorado pelo quadro de comando através das linhas de comunicação serial, que são quatro (RRA, RRB, TTA, TTB). Os sinais da chave eletrônica, da porta de emergência, do aparelho de segurança, contato de porta da cabina e painel de manutenção não são utilizados na comunicação serial, sendo diferenciados por tratar-se de dispositivos de segurança.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 7 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 7 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
Instalação provisória da plataforma da cabina.
- Verificar as condições dos materiais a ser instalados, para ver se não houve avaria durante o
transporte (se houver problemas contatar a filial).
- Verificar se a rede de força da casa de maquinas esta em condições de ser utilizada para ligar
o quadro de comando e a maquina do elevador (conforme projeto executivo).
- Após subir o quadro de comando para a casa de maquinas ligar os enrolamento de alta e
baixa do motor de tração, deve-se ligar o enrolamento de alta na saida do rele termico 10CR e a
baixa na saida do rele 20CR.
- Ligar o cabo terra da casa de maquinas ao quadro de comando e na maquina de
tração.
- Conectar o rabicho MQ1 ao quadro de comando.
- ligar um dos cabos de manobra na posição “MANUT” do quadro de comando e desce-lo
pelo poço ate o primeiro pavimento onde já deve estar montada a plataforma da cabina.
Elaborado :
Visto:
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
João Bortowski – DEPE
MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 8 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 8 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
Conectar o painel de manutenção (3Z.6032.AZ2), na outra extremidade do cabo de manobra e
fixa-lo na plataforma para poder fazer o sobe e desce , podendo instalar assim os outros itens do
elevador.
OBS.: O PAINEL DE MANUTENÇÃO NÃO SERÁ FORNECIDO JUNTO COM A OBRA,
DEVENDO SER REQUISITADO PELA FILIAL PARA SER USADO COMO UMA
FERRAMENTA DE INSTALAÇÃO.
Instalação da calha de poço.
Coloque a quantidade de calhas necessárias conforme o percurso da caixa de corrida (até 10
paradas) em cima da estrutura de cabina.
Furar calhas e paredes. Colocar as buchas fischer e parafusar as calhas na parede. Repita esta
operação até o último andar (logo abaixo da laje da casa de máquinas).
OBS.: fixar a calha plastica na parede do poço do elevador aproximadamente 250mm da guia,
do lado onde deve ficar as botoeiras e trincos.
Ver detalhe de fixação e instalação:
Elaborado :
Visto:
João Bortowski – DEPE
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 9 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

INSTALAÇÃO DOS CABOS DE ,MANOBRA:

 

O elevador AC2 Serial Full, possui apenas três cabos de manobra de nove vias (3x9/0,75mm2), para interligar a cabina ao quadro de comando, independente do numero de paradas e opcionais. Pode-se notar que não existe nenhuma via de cabo de blindado, para a comunicação serial, pois não é necessário, podemos ver na figura abaixo que as linhas (RRA, RRB, TTA, TTB), estão no mesmo cabo de manobra que as demais.

 
   
 

Com o rolo do cabo de manobra posicionado na casa de máquina, soltar um lance de cada vez.

 
   
 

Colocação dos cabos de manobra

 

Fixar o cabo de manobra no extremo superior da caixa de corrida e na metade do percurso, utilizando o suporte fixador de cabos, conforme ilustrado abaixo.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 10 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 10 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Detalhe para fixação dos cabo de manobra

Detalhe para fixação dos cabo de manobra

Detalhe para fixação dos cabo de manobra Conectores PV1 e PV2 para ligar a pré-fiação de

Conectores PV1 e PV2 para ligar a pré-fiação de poço

Conector MQ-1 para interligar os componentes da casa de maquinas.

Cabos de manobra:

CM1, CM2 E CM3

da casa de maquinas. Cabos de manobra: CM1, CM2 E CM3 Conector MANUT para ser usado
da casa de maquinas. Cabos de manobra: CM1, CM2 E CM3 Conector MANUT para ser usado
da casa de maquinas. Cabos de manobra: CM1, CM2 E CM3 Conector MANUT para ser usado

Conector MANUT para ser usado durante a

Ligação dos cabos no quadro de comando

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 11 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

 
   
 

Ligação dos cabos na caixa de plugação

 

Cuidados:

 

- Verificar para que, na descida dos cabos, ele não desça torcido, evitando retrabalhos.

- Verificar para que os cabos não desçam atrás dos suportes de guia ou da estrutura de cabina.

- Na casa de máquinas, deve-se deixar uma folga na metragem do cabo de manobra (+ ou -

500mm) para posterior plugação no quadro. Após descer todos os lances de cabo, fixá-los em baixo da cabina no conjunto suspensão do cabo de manobra com a presilha de nylon “rabo de gato”.

19.3 - ATERRAMENTO Como os cabos de tração não tem mais ligação com a cabina, pois os amortecedores de borrachas localizados entre o piso e a estrutura foram retirados passando para um conjunto amortecedor de borracha localizado na travessa superior, a cabina perdeu seu aterramento, por isso deve-se fazer o aterramento da cabina através da placa de suspensão e a haste roscada do chumbador, conforme figura. O fio deverá ser colocado no momento da passagem dos cabos de tração pela placa. Para tanto usar fio de 4 mm² de área de seção

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 12 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 12 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN PRÉ-FIAÇÃO DE POÇO A nova pre-fiação de

PRÉ-FIAÇÃO DE POÇO A nova pre-fiação de poço utiliza apenas dois conectores para sua plugação (PV1, PV2), independente do numero de paradas e opcionais (indicador, setas, tipo de comando, ST49,

).

e opcionais (indicador, setas, tipo de comando, ST49, ). Elaborado : Visto: Aprovado José Carlos Dalcorso

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 13 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 13 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

INSTALAÇÃO DA PRÉ-FIAÇÃO

Levar a pré-fiação de poço até o último andar e passar a ponta dos plugues pelo furo da casa de máquina até o quadro de comando. Em seguida, descer a estrutura inserindo a pré-fiação dentro das calhas, furando e fixando os rabichos das botoeira, indicadores e trincos, andar por andar. Observar a marca vinda de fabrica na pré-fiação escrito “CALHA”, esta devera ficar o mais próximo possível da laje da casa de maquinas, pois indica o inicio da pré-fiação dentro da calha. A pré-fiação de poço do AC2 SF, contem um novo conector para instalação dos indicadores e botoeiras, apresentamos abaixo algumas fotos e figuras ilustrativas para que se possa entender a forma correta de instala-los .

Instrução para instalação em obra:

de instala-los . Instrução para instalação em obra : Elaborado : Visto: Aprovado José Carlos Dalcorso

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN  

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 
 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 14 de 27

 
   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Índice: 0 0   G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Colocar abraçadeira plastica em todos os pavimentos, um
Índice: 0 0   G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Colocar abraçadeira plastica em todos os pavimentos, um
Colocar abraçadeira plastica em todos os pavimentos, um pouco abaixo da saida das botoeiras. Passar

Colocar abraçadeira plastica em todos os pavimentos, um pouco abaixo da saida das botoeiras. Passar a abraçadeira por tras da fiação e volta-la pela frente conforme mostra a figura.

 
 

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 15 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 15 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Detalhe de uma pré-fiação de poço instalada
r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Detalhe de uma pré-fiação de poço instalada

Detalhe de uma pré-fiação de poço instalada BOTOEIRAS SERIAIS DE PAVIMENTO:

de poço instalada BOTOEIRAS SERIAIS DE PAVIMENTO : Foto do conjunto e do módulo. (mesmo sistema

Foto do conjunto e do módulo. (mesmo sistema micromov)

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 16 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Jumpers para configuração das botoeiras (define a que pavimento pertence)

Jumpers para configuração das botoeiras (define a que pavimento pertence)  
Jumpers para configuração das botoeiras (define a que pavimento pertence)  
 

No projeto AC2 – Serial Full as botoeiras e lâmpadas que eram até agora com linhas discretas, agora serão dotadas de um circuito serial para recepção e transmissão de comandos. O sistema permite que a botoeira responda somente se o botão estiver pressionado ou se um comando específico lhe for enviado, de modo que é preciso fazer uma varredura nos endereços das diversas botoeiras. referente ao comando específico citado, pode-se utilizá-lo para fazer um auto- teste nas botoeiras e indicar no display se alguma eventualmente não responder (se estiver danificada ou desconectada). Para reconhecer qual botoeira foi pressionada é necessário que exista um diferença entre elas, pois se tiver-mos vinte botoeiras ligadas a linhas seriais, ao pressionar-mos uma delas esta envia um sinal ao quadro de comando avisando que existe uma chamada, pôr sua vez o Q.C. deve reconhecer de onde partiu esse sinal, para isso foi acrescido nas botoeiras de pavimento sete jumpers (pontes), para configuração de cada botoeira, como se fosse um endereço.

 

TABELA DE CONFIGURAÇÃO DAS BOTOEIRAS DE PAVIMENTO

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

  MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN
 

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

   

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 17 de 27

     

Criado: 09/12/98

Índice: 00

   

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

 

CAIXA DE PLUGAÇÃO

 

A

bateria ira sair de fabrica, será uma bateria estacionaria de 12V/7Ah, com autonomia de três

horas, quando na falta de energia elétrica, alimentando a central ou alarme e as lâmpadas de emergência. Também ira alimentar uma lâmpada situada na caixa de plugação em cima da cabina, para auxiliar o técnico de manutenção no caso de falta de energia. Também contido na caixa de plugação esta o painel de manutenção, o alarme e a fonte de alimentação da cabina (transformador e retificador), para gerar os 24Vcc.

O

painel de manutenção sofreu varias alterações para se adaptar as exigências da ABNT. A

primeira e mais importante foi colocar um botão de emergência de fácil acesso ao operador, foram substituídos os botões de Sobe, Desce e “SO”, mudando para peças mais resistentes e confiáveis, a chave AUTO/MAN., foi trocada por uma chave comutadora.

Elaborado :

 

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 18 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Painel de manutenção deixa de ser uma peça móvel no elevador, pôr exigência da própria norma, agora ficara fixado na parte superior da caixa de plugação e esta no topo da cabina, (travessa superior) ver figura abaixo. A filial não ficara mais responsável pela compra da bateria.

INSTALAÇÃO DA CAIXA DE PLUGAÇÃO A caixa de plugação devera ser instalada do lado esquerdo da cabina na travessa superior, para isso deve-se retirar o painel superior da caixa (onde estão os botões de manutenção), conforme figura abaixo.

 
   
 

Detalhe da fixação da caixa de plugação Após fixada a cabina fechar o conjunto e ligar os cabos de manobra no lado esquerdo da caixa conforme ilustrado no foto abaixo. CUIDADO PARA NÃO INVERTER OS CABOS, POIS PODE DANIFICAR A CAIXA DE PLUGAÇÃO E SEUS COMPONENTES.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 19 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 19 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Detalhe da ligação dos cabos de manobra.

Detalhe da ligação dos cabos de manobra.

Ligar os demais componentes da cabina, sempre verificando a identificação da extremidade do cabo com a identificação do conector da caixa.

do cabo com a identificação do conector da caixa. Detalhe de instalação dos componentes a caixa

Detalhe de instalação dos componentes a caixa de plugação

Após instalados os componentes e os cabos de manobra devera ser feita uma nova verificação antes de ligar a força do quadro de comando, pois se houver alguma inversão de

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 20 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 20 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

conectores na plugação poderá ser danificada a placa da caixa de plugação ou ate mesmo o componente da cabina que foi ligado errado.

ou ate mesmo o componente da cabina que foi ligado errado. Foto de uma caixa de

Foto de uma caixa de plugação instalada.

BATERIA A bateria já sai da fabrica carregada, para evitar que ela perca a carga foi desligado um dos seus bornes, e somente deve ser religado quando na instalação da rede definitiva. Neste caso deve-se evitar que a força de luz (RX, SX), seja desligada. Após finalizada a instalação verificar se o fio da bateria esta desligado, pois somente sera conectado quando na entrega do elevador pela filial.

sera conectado quando na entrega do elevador pela filial. Elaborado : Visto: Aprovado José Carlos Dalcorso

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 21 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 21 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Detalhe dos bornes da bateria

PAINEL DE OPERAÇÃO No painel de operação da cabina serial full encontra-se a MCC-2, o modulo responsável pela

enfim todos os componentes de cabina que

comunicação entre quadro de comando e cabina. Nele estão ligados as botoeiras, indicador, pesador de

, antes estavam ligados ao quadro de comando via cabo de manobra.

carga, relógio, os comandos abre porta e fecha porta

carga, relógio, os comandos abre porta e fecha porta MCC-2 Modulo Controlador de Cabina versão II

MCC-2

Modulo Controlador de Cabina versão II

BOTOEIRAS SERIAIS DE CABINA. Assim como no pavimento, na cabina também existe as botoeiras seriais, comandadas pelo modulo MCC-2, elas tem a mesma lógica de funcionamento.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 22 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

 
   
 

Não há necessidade de se enviar desenhos de para fazer a manutenção do painel de operação, pois são enviadas etiquetas auto-adesivas para fixar no painel e na cabina, contendo todas as informações necessárias para sobre sua ligação e pinagem.

 
   
 

Detalhe das etiquetas auto-adesivas do painel de operação Para instalação do painel existem apenas dois conectores na parte superior, que devem ser ligados a caixa de plugação respeitando os nomes dos conectores, CMS1 E CMS2.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 23 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 23 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

r i a d o : 09/12/98 G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN Detalhe dos cabos do painel (CMS1 /

Detalhe dos cabos do painel (CMS1 / CMS2)

MCP6

Detalhe dos cabos do painel (CMS1 / CMS2) MCP6 1. Principais características A linha de elevadores

1. Principais características

A linha de elevadores SERIAL FULL adota uma nova estratégia no modo como estabelece a comunicação entre os hardwares situados no quadro, na cabina e nos pavimentos. Ou seja, a troca de informações entre essas partes se estabelece

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 24 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

preferencialmente via comunicação serial. Para este tipo de elevador foi desenvolvida, entre outras, uma nova placa controladora, a MCP6.

As principais características da MCP6 são as seguintes:

 

3 canais de comunicação serial: um para comunicação com a cabina (MCC2),

outro para comunicação com o Plus Serial e outro para comunicação com os demais dispositivos instalados nos pavimentos (botoeiras, chaves HC e indicadores digitais);

possibilita o atendimento de até 64 pavimentos dispensando o uso de hardware extra (placa de expansão);

placa menor e fiação simplificada (reduzindo consequentemente o tamanho do quadro);

teclado e display embutidos, permitindo:

 

fazer chamadas de cabina e de pavimento;

colocar em Manutenção e movimentar a cabina;

verificar quais botoeiras e chaves HC estão instaladas e testá-las;

 

alteração de variáveis de personalidade (essa característica evita que se tenha que trocar o microcontrolador caso se queira alterar algumas dessas variáveis);

monitoração de sinais.

 

2. Os sinais na MCP6

Os sinais a seguir continuam chegando por fios individuais até os bornes da MCP:

P26- Segurança Manual

 

STE

- Contador de pulsos

P11- Nivelamento

P33- Botão S cabineiro

P34- Botão D cabineiro

P21- Limite de redução U

P22- Limite de redução D

BOMB

- Chave Bombeiro

P14- Chave Manutenção

P28- Segurança Automática

Quatro fios implementam o canal de comunicação serial com a cabina (MCC):

TTB

 

TTA

RRB

RRA

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 25 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 25 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
Outros quatro fios implementam o canal de comunicação serial com as botoeiras
de pavimento e Indicadores Digitais:
• GND
• TS
• RS
• T5+
Já a comunicação com o Plus Serial é feita com 3 fios:
• GND
• DADO
• INT
Alguns sinais que antes chegavam à MCP por fios individuais, agora chegam via
comunicação serial com a cabina. São eles:
• - igual a 0 quando porta obstruída
FOT
• - FOT da porta dupla/oposta
FOTA
• P24- igual a 0 quando porta aberta
• - P24 da porta dupla/oposta
P24A
• - Botão Fecha Porta
P29A
• P31- Botão Abre Porta
• P38- Botão L (lotado) Cabineiro
• P56- Excesso de peso
• P15- Chave Cabineiro (Ascensorista)
• CHP
- Chave Preferencial
Além disso, a MCP-6 e a MCC-2 estão permanentemente trocando várias outras
informações de controle, tais como chamadas de cabina, comando para abrir/fechar
porta, número do pavimento atual da cabina, etc.
3. Teclado e Display
A MCP6 dispõe de um Display de cristal líquido (LCD) de 16 colunas e 2 linhas e
de um teclado com 4 teclas. Esse recurso possibilita a execução de diversas
operações, as quais serão descritas adiante. Na fig. 1 podemos vê-los representados,
com o LCD mostrando a tela inicial.
Fig. 1 - Teclado e Display (tela inicial)
AC2SF
02514
Norm
Pos:
1
O
O
O
O
1-MENU
2-∆
3-∇
4-ENTRA
Cada uma das teclas tem uma função específica:
- tecla <1-MENU>: para deslocar-se entre os Menus;
Elaborado :
Visto:
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
João Bortowski – DEPE
MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 26 de 27 Índice: 0 0

MANUAL DE INSTALAÇÃO

3Z.0006.BN

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

Página 26 de 27

Índice: 00

Criado: 09/12/98

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

- teclas <2-> e <3->: para seleção das opções de um determinado Menu; - tecla <4-ENTRA>: para aceitar uma determinada opção.

4- Menus

A fig. 2 mostra a tela inicial e as telas de entrada dos Menus principais. Para proporcionar uma visão mais abrangente, a figura mostra todas as opções disponíveis em cada um dos Menus, embora no Display, que só tem 2 linhas, visualiza-se apenas uma opção por vez. Pressione a tecla <1-Menu> até chegar à tela de entrada do Menu desejado. Para escolher uma opção, selecione-a com as teclas de seleção (<2- > e <3->) e, a seguir, pressione a tecla <4-ENTRA>.

Fig. 2 - Acesso aos Menus

<1-MENU> <1-MENU> <1-MENU> AC2SF 02514 FAZ CHAMADAS MANUTENCAO MONITORA SINAIS Norm pos:
<1-MENU>
<1-MENU>
<1-MENU>
AC2SF
02514
FAZ CHAMADAS
MANUTENCAO
MONITORA SINAIS
Norm
pos:
1
1. de cabina
1.coloca em man
2. de pavimento
MANUTENCAO
1. retira de man
2. tst botoeiras
3. personalidade
<1-MENU>

4.1 Tela inicial

Na tela inicial há 5 campos de informações:

Modelo do elevador (1a linha à esquerda);

Número da obra (1a linha à direita);

Estado atual do elevador (2a linha à esquerda), que pode ser:

Norm

Manut Manutenção

Ascen Ascensorista

Bomb Bombeiro

Perd

Normal (automático)

Perdido

Posição (2a linha à direita): informa o pav. onde atualmente está posicionada a cabina;

Seta de descida (à esq. do número do pav.);

Seta de subida (à dir. do número do pav.).

4.2 Menu “FAZ CHAMADAS”

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 27 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 27 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
A figura 3 “abre” o Menu “FAZ CHAMADAS”.
Fig. 3 - Menu “FAZ CHAMADAS”
Opção 1
Opção 2
FAZ CHAMADAS
1. cham de cabina
FAZ CHAMADAS
2. cham de pavim
<4-ENTRA>
<4-ENTRA>
CHAM DE CABINA
Selec pos:
CHAM DE PAVIM
Selec pos:
(
_ )
AC2SF
Norm
pos:
1 ↑
Volta à tela inicial
Este Menu permite fazer chamadas de cabina e chamadas de pavimento: escolha
a opção desejada e entre com o pavimento ao qual se destina a chamada. Se for
chamada de pavimento, selecione ainda entre U ou D para distinguir entre chamada
de subida ou de descida. Após fazer a chamada, o Display retorna à tela inicial.
4.3 Menu “MANUTENÇÃO”
Este Menu inicialmente apresenta apenas uma opção, como mostra a fig. 4:
Fig. 4 - Menu “MANUTENÇÃO” quando elevador em Automático
MANUTENCAO
1. coloca em man
<4-ENTRA>
AC2SF
02514
Manut
pos:
1
Volta à tela inicial
Na opção 1, então, pressione <4-ENTRA> para colocar o elevador em
Manutenção. Feito isto, o Display retorna à tela inicial. Observe que a indicação do
estado atual do elevador (na tela inicial) deverá mudar para “Manut” .
Elaborado :
Visto:
João Bortowski – DEPE
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
MANUAL DE INSTALAÇÃO 3Z.0006.BN ELEVADORES AC2 SERIAL FULL Página 28 de 27 Índice: 00 Criado:
MANUAL DE INSTALAÇÃO
3Z.0006.BN
ELEVADORES AC2 SERIAL FULL
Página 28 de 27
Índice: 00
Criado: 09/12/98
G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN
Tendo colocado desta forma o elevador em Manutenção, press. <2-∆> ou <3-∇>, a
partir da tela inicial, para movimentar a cabina para cima ou para baixo.
A seguir, acessando novamente o Menu “MANUTENÇÃO”, você terá acesso a
outras três opções. Veja a fig. 5:
Fig. 5 - Menu “MANUTENÇÃO” quando elevador em Manutenção
MANUTENCAO
1. retira de man
2. tst botoeiras
3. personalidade
Obs.: Se o elevador tiver chamadas por código, este Menu terá ainda a opção “tst
chaves HC”, que é análoga à opção “tst botoeiras”.
4.3.1
Opção 1 - Retira de Manutenção
Fig. 6 - Opção 1
MANUTENCAO
1.
retira de man
<4-ENTRA>
AC2SF
02514
Perd
pos:
9 ↓
Volta à tela inicial
A fig. 6 mostra o procedimento para retirar o elevador de Manutenção. Feito isto, o
elevador descerá em Perdido e, a seguir, fará o Auto-ajuste. Acessando, então,
novamente o menu “Manutenção”, você o verá de novo com a opção única da fig.4.
4.3.2
Opção 2 - Testa botoeiras
Fig. 7 - Opção 2
MANUTENCAO
2. tst botoeiras
<4-ENTRA>
TST BOTOEIRAS
1. vrf se inst
Sel op. 1 e <4-ENTRA>
Sel op. 2 e <4-ENTRA>
2. vrf se press
Opção 1
Opção 2
Bot
(
_)
1234567
Bot
(
_)
1234567
Inst? _
Elaborado :
Visto:
João Bortowski – DEPE
Aprovado
José Carlos Dalcorso – DEPE
Visto :
MANUAL DE INSTALAÇÃO   3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

 

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

 

Página 29 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

Entrando na opção 2 - “Testa botoeiras” do menu “MANUTENÇÃO”, você chega a um menu secundário com 2 opções: escolha a opção 1 para verificar botoeiras instaladas ou a opção 2 para verificar botoeiras pressionadas. Use as teclas de seleção para percorrer as botoeiras. A tela mostra ainda a configuração dos jumpers da botoeira em teste (esta configuração dá o endereço de cada botoeira visto que as botoeiras comunicam-se serialmente com a MCP, é necessário que cada uma tenha um endereço individual e uníco).

Obs.: devido a uma característica de construção do hardware das botoeiras, se uma delas for ligada invertida (conector invertido) esta botoeira responderá por todas, ou seja, no teste descrito acima você terá todos os endereços de botoeira respondendo como tendo botoeira instalada e também pressionada.

4.4 Menu “MONITORA SINAIS”

 

Se você quiser verificar o status atual de determinado borne da MCP ou de determinado sinal proveniente da cabina, pode utilizar este Menu. Na tela “MONITORA SINAIS”, pressione <4-ENTRA>, e, com as teclas <2-> e <3->, percorra as telas de sinais até encontrar o nome do borne ou sinal que você deseja checar.

Elaborado :

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO     3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

   

3Z.0006.BN

   

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

   

Página 30 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

 

Fig. 9 - Menu “MONITORA SINAIS”

 

MONITORA SINAIS

 

Obs.: o ‘X’ nas telas de sinais abaixo aparece no LCD como

0 ou 1, indicando respectivamente tensão =0 ou tensão=110V ou 24V

   

<4-ENTRA>

 

P11:

P21:

Limite de redução U Borne 48 da MCP6

 
 

Sinal de Nivelamento Borne 32 da MCP6 Contador de pulsos Borne 30 da MCP6

X=P11

X=STE

X=P21

X=P22

 

STE:

 

P22:

Limite de redução D Borne 49 da MCP6

<2->

<3->

FOT:

=0 quando porta obstr.

 

P24:

 

X=FOT

X=P24

 
 

Sinal recebido via serial

 

=0 quando porta aberta Sinal recebido via serial Segurança Automática Borne 52 da MCP6

P26:

Segurança

 

Manual

X=P26

X=P28

 

P28:

Borne 29 da MCP6

 

<2->

<3->

R36U:

Relé

36U

(RL3)

 

RAUX1: Relé Auxiliar 1 (RL5) =1 quando relé acionado

=1 quando relé acionado

X=R36U

X=R36D

X=RAUX1

X=R15T

 

R36D:

Relé

36D

(RL4)

R15T:

Relé 15T (RL6) =1 quando relé acionado

=1 quando relé acionado

   

RAUX2: Relé Auxiliar 2 (RL7) =1 quando relé acionado

<2->

<3->

P29A:

Botão Fecha Porta Sinal recebido via serial Botão Abre Porta Sinal recebido via serial

X=RAUX2

X=R54

X=P29A

X=P31

 

R54:

Relé 54 (RL8) =1 quando relé acionado

 

P31:

   

P14:

<2->

<3->

BOMB: Chave Bombeiro

 
 

Chave Manutenção Borne 51 da MCP6 Chv Cabineiro (Ascens.) Sinal recebido via serial

X=P14

X=BOMB

 

P15:

X=P15

X=CHP

 

CHP:

Borne 50 da MCP6 Chave Preferencial Sinal recebido via serial

P33:

<2->

<3->

P38:

Botão S cabineiro Borne 46 da MCP6 Botão D cabineiro Borne 47 da MCP6

 

X=P33

X=P38

 

Botão L (lotado) cabineiro Sinal recebido via serial Excesso de peso Sinal recebido via serial

P34:

X=P34

X=P56

 

P56:

<2->

<3->

 

X=T1

X=T2

 

T1, T2, T3: Chaves 2, 3 e 4 DIP (Ver Ítem 5)

B37:

Borne 37 da MCP6 Entrada livre

 

X=B37

X=T3

   

B38:

<2->

<3->

 

Borne 38 da MCP6 Entrada livre Borne 39 MCP6 Entrada livre

 

X=B38

X=B39

X=FOTA

X=P24A

 

FOTA: FOT da porta dupla/oposta Sinal recebido via serial

B39:

P24A:

P24 da porta dupla/oposta Sinal recebido via serial

 

Elaborado :

 

Visto:

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE

MANUAL DE INSTALAÇÃO     3Z.0006.BN

MANUAL DE INSTALAÇÃO

   

3Z.0006.BN

 

ELEVADORES AC2 SERIAL FULL

   

Página 31 de 27

   

Criado: 09/12/98

Índice: 00

 

G:\ \SETORES\DOCS\MANUAL\06.BN

5. Programação do tempo para atuação do Relé 15T

 

Para esta programação utiliza-se o módulo de chaves DIP situado no canto inferior esquerdo da MCP6.

 

Fig. 10 - Módulo de chaves DIP para ajuste do tempo para atuação do relé 15T

 
 

OFF

ON

1 2 3 4
1
2
3
4
 

O ajuste é feito com as chaves 2, 3 e 4 (a chave 1 não é utilizada) conforme a tabela abaixo:

 

Tab. 1 - Tempo para o Relé 15T conforme disposição das chaves do Módulo DIP

 
   

Chave 2

Chave 3

   

Chave 4

 

TEMPO

- T1

-

T2

- T3

(s)

 

OFF (0)

 

OFF (0)

   

OFF (0)

 

0,4

 

ON (1)

 

OFF (0)

   

OFF (0)

 

0,8

 

OFF (0)

 

ON (1)

   

OFF (0)

 

1,2

 

ON (1)

 

ON (1)

   

OFF (0)

 

1,6

 

OFF (0)

 

OFF (0)

   

ON (1)

 

2,0

 

ON (1)

 

OFF (0)

   

ON (1)

 

2,4

 

OFF (0)

 

ON (1)

   

ON (1)

 

2,8

 

ON (1)

 

ON (1)

   

ON (1)

 

3,2

Elaborado :

 

Visto:

 

Aprovado José Carlos Dalcorso – DEPE

Visto :

João Bortowski – DEPE