Você está na página 1de 10

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver

crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o
homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser
honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

- Dilatai a fraternidade cristã, e chegareis das afeições individuais às solidariedades


coletivas, da família à nação, da nação à humanidade. (Rui Barbosa – Coletânea
Literária, 211).

- Eu não troco a justiça pela soberba. Eu não deixo o direito pela força. Eu não
esqueço a fraternidade pela tolerância. Eu não substituo a fé pela supertição, a
realidade pelo ídolo. (Rui Barbosa – O Partido Republicanos Conservador, 61).

- A esperança é o mais tenaz dos sentimentos humanos: o náufrago, o condenado, o


moribundo aferram-se-lhe convulsivamente aos últimos rebentos ressequidos. (Rui
Barbosa – A Ditadura de 1893, IV-207).

-" Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado ! " (Rui
Barbosa)

- O homem, reconciliando-se com a fé, que se lhe esmorecia, sente-se ajoelhado ao


céu no fundo misterioso de si mesmo. (Rui Barbosa – A Grande Guerra, 12).

- O escritor curto em idéias e fatos será, naturalmente, um autor de idéias curtas,


assim como de um sujeito de escasso miolo na cachola, de uma cabeça de coco
velado, não se poderá esperar senão breves análises e chochas tolices. (Rui Barbosa
– A Imprensa e o Dever da Verdade, 9).

- Em cada processo, com o escritor, comparece a juízo a própria liberdade. (Rui


Barbosa – A Imprensa, III, 111).

- Se os fracos não tem a força das armas, que se armem com a força do seu direito,
com a afirmação do seu direito, entregando-se por ele a todos os sacrifícios
necessários para que o mundo não lhes desconheça o caráter de entidades dignas de
existência na comunhão internacional. (Rui Barbosa – A Revogação da Neutralidade
Brasileira, 33).

- A existência do elemento servil é a maior das abominações. (Rui Barbosa –


Coletânea Literária, 28).

- Toda a capacidade dos nossos estadistas se esvai na intriga, na astúcia, na cabala,


na vingança, na inveja, na condescendência com o abuso, na salvação das
aparências, no desleixo do futuro. (Rui Barbosa – Colunas de Fogo, 79).

- Na paz ou na guerra, portanto, nada coloca o exército acima da nação, nada lhe
confere o privilégio de governar. (Rui Barbosa – Contra o militarismo, 1. série,
131)..
- O espírito da fidelidade e da honra vela constantemente, como a estrela da manhã
da tarde, sobre essas regiões onde a força e o desinteresse, o patriotismo e a bravura,
a tradição e a confiança assentaram o seu reservatório sagrado. (Rui Barbosa – Disc.
E Conf., 226).

- Um povo cuja fé se petrificou, é um povo cuja liberdade se perdeu. (Rui Barbosa –


Disc. E Conf., 263).

- A soberania da força não pode ter limites senão na força. (Rui Barbosa – Disc. E
Conf., 377).

- O exército não é um órgão da soberania, nem um poder. É o grande instrumento da


lei e do governo na defesa nacional. (Rui Barbosa – Ditadura e República, 138).

- Nenhum povo que se governe, toleraria a substituição da soberania nacional pela


soberania da espada. (Rui Barbosa – Ditadura e República, 143).

- Embora acabe eu, a minha fé não acabará; porque é a fé na verdade, que se libra
acima dos interesses caducos, a fé invencível. (Rui Barbosa – Elogios e Orações,
161).

- Os que ousam ser leais à sua fé, são cobertos até de ridículo. (Rui Barbosa – Novos
Disc. E Conf., 194).

- A espada não é a ordem, mas a opressão; não é a tranqüilidade, mas o terror, não é
a disciplina, mas a anarquia não é a moralidade, mas a corrupção, não é a economia
mas a bancarrota. (Rui Barbosa – Novos Discursos e Conferências, 317).

- Outrora se amilhavam asnos, porcos e galinhas. Hoje em dia há galinheiros,


pocilgas e estrebarias oficiais, onde se amilham escritores. (Rui Barbosa e dever da
Verdade, 23).

- A mesma natureza humana, propensa sempre a cativar os subservientes, nos ensina


a defender-nos contra os ambiciosos.
(Rui Barbosa - D. e conferências, 382)

- A acusação é sempre um infortúnio enquanto não verificada pela prova.


(Rui Barbosa - Novos discursos e confissões, 112)

- Criaturas que nasceram para ser devoradas, não aprendem a deixar-se devorar.
(Rui Barbosa - Elogios e orações, 262)

- Não há outro meio de atalhar o arbítrio, senão dar contornos definidos e


inequívocos à condição que o limita.
(Rui Barbosa - Coletânea jurídica, 35)

- Sem o senso moral, a audácia é a alavanca das grandes aventuras.


(Rui Barbosa - Colunas de Fogo, 65)

- Quanto maior o bem , maior o mal que da sua inversão procede.


(Rui Barbosa - A Imprensa e o Dever Da Verdade)

- É preciso ser forte e conseqüente no bem, para não o ver degenerar em males
inesperados.
(Rui Barbosa - Ditadura e República, 45)

- Só o bem neste mundo é durável, e o bem, politicamente, é todo justiça e liberdade,


formas soberanas da autoridade e do direito, da inteligência e do progresso.
(Rui Barbosa - O Partido Republicano Conservador, 46)

- A eleição indireta tem por base o pressuposto de que o povo é incapaz de escolher
acertadamente os deputados.
(Rui Barbosa - Discursos e Conferências)

- No culto dos grandes homens não pode entrar a adulação.


(Rui Barbosa - E. Eleitoral aos E. de Bahia e Minas, 120)

- O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais


realmente da verdade e moralidade, com que se pratica, do que das grandes inovações
e belas reformas que se lhe consagrem.
(Rui Barbosa - Plataforma de 1910, 37)
Pensadores

pensador > autores > rui barbosa

BUSCAR

frases autores popularesbiografias recentes temas

Rui Barbosa
Ruy Barbosa (1849 -1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasileiro.
Representou o Brasil na Conferência de Haia. Membro e fundador da Academia
Brasileira de Letras foi seu presidente entre 1908 e 1919. [Biografia de Rui Barbosa]
1 - 25 do total de 48 pensamentos de Rui Barbosa

A força do direito deve superar o direito da força.

Rui Barbosa

 Compartilhar

780



 Adicionar à minha coleção 120
 A força do direito deve superar o direito da...

De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer
a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega
a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.

Rui Barbosa

 Compartilhar

14 mil



 Adicionar à minha coleção 384
 De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver...

A regra da igualdade não consiste senão em quinhoar desigualmente aos desiguais, na


medida em que se desigualam. Nesta desigualdade social, proporcionada à desigualdade
natural, é que se acha a verdadeira lei da igualdade... Tratar com desigualdade a iguais,
ou a desiguais com igualdade, seria desigualdade flagrante, e não igualdade real.

Rui Barbosa

 Compartilhar

415



 Adicionar à minha coleção 53
 A regra da igualdade não consiste senão em...

As leis são um freio para os crimes públicos -


a religião para os crimes secretos.

Rui Barbosa

 Compartilhar

382



 Adicionar à minha coleção 65
 As leis são um freio para os crimes públicos - a...

Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!
Rui Barbosa

 Compartilhar

6522



 Adicionar à minha coleção 534
 Maior que a tristeza de não haver vencido é a...

A especulação é no comércio uma necessidade; é nos abusos, uma inconveniência; mas


entre as inconveniências dos abusos e a necessidade do uso, esta,em todos os casos
dessa espécie a liberdade, que deve ser respeitada, porque se em nome de abusos
possíveis nos quiserem tirar a liberdade do uso, talvez não nos deixem água para beber.

Rui Barbosa

 Compartilhar

57



 Adicionar à minha coleção 6
 A especulação é no comércio uma necessidade;...

A morte não extingue, transforma; não aniquila, renova; não divorcia, aproxima.

Rui Barbosa

 Compartilhar

169



 Adicionar à minha coleção 19
 A morte não extingue, transforma; não aniquila,...

Dilatai a fraternidade cristã, e chegareis das afeições individuais às solidariedades


coletivas, da família à nação, da nação à humanidade.

Rui Barbosa

 Compartilhar

45



 Adicionar à minha coleção 2
 Dilatai a fraternidade cristã, e chegareis das...

Eu não troco a justiça pela soberba. Eu não deixo o direito pela força. Eu não esqueço a
fraternidade pela tolerância. Eu não substituo a fé pela supertição, a realidade pelo
ídolo.

Rui Barbosa

 Compartilhar

127



 Adicionar à minha coleção 8
 Eu não troco a justiça pela soberba. Eu não...

O homem, reconciliando-se com a fé, que se lhe esmorecia, sente-se ajoelhado ao céu
no fundo misterioso de si mesmo.

Rui Barbosa

 Compartilhar

20



 Adicionar à minha coleção
 O homem, reconciliando-se com a fé, que se lhe...
 Inserida por AABL

O escritor curto em idéias e fatos será, naturalmente, um autor de idéias curtas, assim
como de um sujeito de escasso miolo na cachola, de uma cabeça de coco velado, não se
poderá esperar senão breves análises e chochas tolices.

Rui Barbosa

 Compartilhar



 Adicionar à minha coleção
 O escritor curto em idéias e fatos será,...
 Inserida por AABL
Se os fracos não tem a força das armas, que se armem com a força do seu direito, com a
afirmação do seu direito, entregando-se por ele a todos os sacrifícios necessários para
que o mundo não lhes desconheça o caráter de entidades dignas de existência na
comunhão internacional.

Rui Barbosa

 Compartilhar

32



 Adicionar à minha coleção
 Se os fracos não tem a força das armas, que se...
 Inserida por AABL

A acusação é sempre um infortúnio enquanto não verificada pela prova.

Rui Barbosa

 Compartilhar

34



 Adicionar à minha coleção 4
 A acusação é sempre um infortúnio enquanto...

Três âncoras deixou Deus ao homem: O amor à Pátria, o amor à liberdade, o amor à
verdade. Cara nos é a Pátria, a liberdade, mais cara; mas a verdade, mais cara de tudo.
Damos a vida pela Pátria. Deixamos a Pátria pela liberdade. Mas à Pátria e à liberdade
renunciamos pela verdade. Porque este é o mais santo de todos os amores.
Os outros são da terra e do tempo. Este vem do céu e vai à eternidade...

Rui Barbosa

 Compartilhar

345



 Adicionar à minha coleção 31
 Três âncoras deixou Deus ao homem: O amor à...

Onde está a felicidade? No amor, ou na indiferença? Na obidiência, ou no poder? No


orgulho, ou na humildade? Na investigação, ou na fé? Na celibridade, ou no
esquecimento? Na nudez, ou na prosperidade? Na ambição, ou no sacrifício? A meu
ver, a felicidade está na doçura do bem, distribuído sem idéia de remuneração. Ou, por
outra, sob uma fórmula mais precisa, a nossa felicidade consiste no sentimento da
felicidade alheia, generosamente criada por um ato nosso.

Rui Barbosa

 Compartilhar

381



 Adicionar à minha coleção 46
 Onde está a felicidade? No amor, ou na...

A justiça atrasada não é justiça; senão injustiça qualificada e manifesta.

Rui Barbosa

 Compartilhar

298



 Adicionar à minha coleção 50
 A justiça atrasada não é justiça; senão...

O homem que não luta pelos seus direitos não merece viver.

Rui Barbosa

 Compartilhar

360



 Adicionar à minha coleção 34
 O homem que não luta pelos seus direitos não...

A justiça pode irritar porque é precária. A verdade não se impacienta porque é eterna.

Rui Barbosa

 Compartilhar

240



 Adicionar à minha coleção 23
 A justiça pode irritar porque é precária. A...

Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada.

Rui Barbosa

 Compartilhar

255



 Adicionar à minha coleção 25
 Justiça tardia nada mais é do que injustiça...

Não é a terra que constitui a riqueza das nações, e ninguém se convence de que a
educação não tem preço.

Rui Barbosa

 Compartilhar

230



 Adicionar à minha coleção 21
 Não é a terra que constitui a riqueza das...

O ladrão prostitui, com o roubo, as suas mãos. O mentiroso, com a mentira, a própria
boca, a sua palavra e a sua consciência.
Os antigos enxergavam no mentiroso o mais vil dos tarados morais. Depois de enumerar
todas as misérias de um perdido, concluiam, quando cabia: " E até mente".

Rui Barbosa

 Compartilhar

21



 Adicionar à minha coleção 2
 O ladrão prostitui, com o roubo, as suas mãos. O...

Política e politicalha não se confundem, não se parecem, não se relacionam com a


outra.antes se negam, se repulsam mutuamente. a política é a higiene dos países
moralmente sadios. A politicalha, a malária dos povos de moralidade estragada.
Rui Barbosa

 Compartilhar

431



 Adicionar à minha coleção 19
 Política e politicalha não se confundem, não se...

Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem.

Rui Barbosa

 Compartilhar

872



 Adicionar à minha coleção 44
 Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois...

É preciso ser forte e consequente no bem, para não o ver degenerar em males
inesperados.

Rui Barbosa

 Compartilhar



 Adicionar à minha coleção 2
 É preciso ser forte e consequente no bem, para...

Quanto maior o bem, maior o mal que da sua inversão procede.

Rui Barbosa

 Compartilhar

55