Você está na página 1de 5

Fabrício Ferreira da Silva (8088635 )

Artes Visuais

O ENSINO DE ARTES NO IFPB

Tutor: Wilton Luiz Duque Lyra

Claretiano - Centro Universitário

Campina Grande/PB
2019
CONTEXTUALIZAÇÃO/REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

A arte esteve presente desde a pré-história, quando o homem registrava seu cotidiano nas
paredes das cavernas, no Brasil o ensino de arte inicia-se com os Padres Jesuítas, que utilizavam
técnicas artísticas como instrumento pedagógico para a catequese dos povos indígenas. Apenas
durante o século XIX começa a se pensar no ensino de arte no Brasil, em 1816 foi criada a
Academia Imperial de Belas Artes, no Rio de Janeiro, com o objetivo de preparação para
habilidades técnicas voltadas para o desenvolvimento industrial, passando o desenho a ser
obrigatório nas escolas nos anos iniciais do Estado, sendo base para todas as artes. A partir de
1920 o ensino de arte foi incluído no currículo escolar como atividade de apoio a outras disciplinas
escolares. A obrigatoriedade do ensino de artes enquanto disciplina do currículo escolar é
conquistada a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei 9394/96 de 20 de
Dezembro de 1996, em seu Artigo 22 - § 2º O ensino de arte constituirá componente curricular
obrigatório.

Comentário sobre cada livro utilizado como referência:

BARBOSA, Ana Mae; Inquietações e Mudanças no Ensino da Arte; SP, 2003.


A autora aponta que há necessidade de um ensino de Arte sequencial.
A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE ARTE
MUDANÇAS NO ENSINO DA ARTE
CONCEITOS E TERMINOLOGIA
CAMINHOS METODOLÓGICOS

EYNG, Ana Maria. Curriculo Escolar. Curitiba : Ibpex, 2007


Trata da organização curricular linear há a construção de conhecimento significativo mediado pela
realidade.
Relação entre teoria curricular e prática avaliativa na práxis pedagógica
FERRAZ, Maria Heloísa C. de T. & FUSARI, Maria F. de Rezende e. Metodologia do ensino de
arte. São Paulo: Cortez, 1993

Metodologias mais comuns no ensino de Arte


TRADICIONAL
LIVRE EXPRESSÃO
SOCIOINTERACIONISTA
Estratégia de ensino

OLIVEIRA, Marilda Oliveira de. Arte, educação e cultura. Santa Maria: UFSM, 2007.
Situar e valorizar as metodologias
Investigação baseada nas artes. De onde vem e em que consiste?

PILLAR, Analice Dutra (Org.). A Educação do Olhar no ensino das artes. Porto Alegre: Editora
Mediação, 4 ed., 2006.
A leitura de uma obra de arte está relacionada com a percepção sobre os elementos presentes na
imagem.
A diversidade étnico-cultural está presente diariamente no contexto brasileiro.

As modalidades artísticas para o ensino de arte são:

ARTES VISUAIS – pintura, escultura, desenho, gravura, arquitetura, artefato, desenho industrial
representam as formas tradicionais; fotografia, artes gráficas, cinema, televisão, vídeo, computação,
são formas resultantes dos avanços tecnológicos modernos.
DANÇA – Envolve a atividade corporal nas ações do cotidiano humano como pular, correr, girar,
subir; os jogos populares de movimento, as cirandas, as amarelinhas, se integram ao repertório que
deverá ser valorizado como aprendizagem dos alunos.

MÚSICA A música é expressa por meio de sons, tons e ritmos ordenados em uma composição
harmônica. As canções brasileiras são um referencial para o ensino de música onde o aluno
participa como ouvinte, intérprete, compositor e improvisador.

TEATRO – é a arte que exige a presença completa do homem: corpo, fala e gestual, em um espaço
organizado (cenário) como representação de cultura e conhecimento.

A revisão bibliográfica esta baseada em autores como BARBOSA, que aborda as mudanças
no ensino da arte, EYNG que trata do Curriculo Escolar. FERRAZ e FUSARI, que discorre sobre
a Metodologia do ensino de arte, OLIVEIRA, que fala da arte, educação e cultura, PILLAR que
reflete sobre a educação no ensino das artes entre outros.

JUSTIFICATIVA
A pesquisa se justifica por apresentar como resultado um panorama do ensino de artes nos
23 campis do Instituto Federa da Paraíba, contribuindo, assim, para visão geral das modalidades
artísticas aplicadas em cada unidade do IFPB.

OBJETIVOS
• Obter as ementas da disciplina de artes dos 22 campis do ifpb.
• Classificar através de uma pesquisa quantitativa(Entrevistas) o ensino de artes dentro da
instituição, em suas diversas modalidades.
• Catalogar os grupos artísticos existentes.

METODOLOGIA
A metodologia utilizada na pesquisa será quantitativa, através da coleta de dados que serão são
estruturados através de questionários de múltipla escolha, em entrevistas com os professores de arte
do IFPB.

Cronograma de atividades
Abr Mai Jun Jul
Atividades
Principais

Pré-projeto ✔
Definição de ✔
questionário
Recolhimento das ✔
ementas
Aplicação do ✔
questionário
Avaliação ✔
Conclusão do ✔ ✔
artigo
REFERÊNCIAS
BARBOSA, Ana Mae; Inquietações e Mudanças no Ensino da Arte; SP, 2003.

EYNG, Ana Maria. Curriculo Escolar. Curitiba : Ibpex, 2007.

FERRAZ, Maria Heloísa C. de T. & FUSARI, Maria F. de Rezende e. Metodologia do ensino de


arte. São Paulo: Cortez, 1993

OLIVEIRA, Marilda Oliveira de. Arte, educação e cultura. Santa Maria: UFSM, 2007.

PILLAR, Analice Dutra (Org.). A Educação do Olhar no ensino das artes. Porto Alegre: Editora
Mediação, 4 ed., 2006.