Você está na página 1de 8

Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609

———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

PLANO DE MEDIDAS DE SUPORTE À


APRENDIZAGEM E À INCLUSÃO
(CEF)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Elaborado em 17/12/2018

IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO

Nome: António Manuel ferreira Costa Data de Nascimento:

Escola: E.B. Dr. José Pereira Tavares Ano / Turma: CEF 1º N.º de Processo: 2400

PRINCIPAIS DIFICULDADES DIAGNOSTICADAS

Cida
Port Ciênc dani
Mate Educ
uguê Inglê ias ae
máti ação TIC
s s Natu Mun
ca Física
rais do
Atual

Leitura X
Compreensão escrita x X x X
Expressão escrita x X
Compreensão oral
Expressão oral x X
Aquisição e aplicação de estruturas
x X
gramaticais
Cálculo
Resolução de problemas
Capacidade de pesquisa e tratamento da
x
informação
Interpretação de documentos x X
Domínio do conhecimento x X
Transferência de conhecimentos para
X
situações novas
Articulação de conteúdos x X
Ausência de competências básicas para a
x X
aprendizagem
Espírito crítico x
Noção espácio-temporal
Empenho e participação nas atividades
x X x X x
letivas
Métodos e hábitos de estudo x X x X x
Participação x X x x x
Capacidade de atenção/concentração x X x x x
Problemas disciplinares X x
Relacionamento com os colegas

1
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

Espírito de solidariedade e entreajuda


Divergência de interesses (culturais e
afetivos)
Outra(s):

Rubrica do
Docente

MEDIDAS

MEDIDAS UNIVERSAIS
(ART.º 8.º)

Cidad
Ciênci
Portu Mate Educa ania e
Diferenciação Pedagógica as
guês Inglês mátic ção TIC Mund
Acomodações Curriculares Natur
a Física o
ais
Atual

Posicionar o aluno na sala de aula de


acordo com as suas necessidades
específicas e afastado de focos de
distração
Organizar locais para tarefas específicas

Permitir que os alunos trabalhem em pares


ou pequenos grupos na execução das
tarefas curriculares

Registar as ideias principais no quadro

Identificar os conteúdos intermédios


necessários para apreender cada um dos
tópicos e temas

Clarificar os objetivos da aula e os assuntos


considerados mais relevantes

Permitir a tutoria de pares na realização de


algumas tarefas desenvolvidas na sala de
aula

Permitir mais tempo dentro ou fora da sala


para a finalização da tarefa

Sublinhar as palavras-chave, as frases e os


conceitos mais relevantes

2
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

Numerar, de modo sequencial, os passos a


percorrer

Solicitar a participação do aluno em


situações que se preveem de sucesso

Utilizar ajudas verbais (do tipo “que mais”)


que possam auxiliar o aluno a responder

Utilizar lembretes diários

Encorajar os alunos a questionar o que não


compreendem

Relacionar os conteúdos novos com as


vivências/aprendizagens do aluno

Apresentar situações da vida real

Promover a expressão de opiniões


pessoais sobre determinados temas

Simplificar a linguagem

Facultar, sempre que necessário, resumos


e sínteses esquemáticas
Usar gráficos e outras formas de organizar
o que os alunos aprenderam
Ensinar truques de memorização
(mnemónicas, rimas, ...)
Dar oportunidade a que o aluno realize
tarefas funcionais e participe em projetos
concretos
Utilizar apoios audiovisuais (imagens,
internet, software educativo, ...)

Privilegiar o apoio individualizado nos


momentos em que o aluno esteja mais
concentrado

Dividir as tarefas complexas ou longas em


pequenas tarefas

Ensinar o aluno a gerir o tempo

Ensinar métodos de estudo

Ensinar a tirar notas

Dar uma maior valorização à participação


do aluno na sala de aula
Realizar fichas de trabalho como forma de
preparação para os diferentes testes das
várias disciplinas
Fornecer ao aluno informação específica,
antes dos testes por forma a orientar o seu
estudo (páginas do livro a estudar,
esquemas/fórmulas mais importantes a
reter)
Fazer revisões utilizando questões
semelhantes às dos testes
Complementar as instruções orais com
instruções escritas ou gráficas
3
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

Ensinar previamente o novo vocabulário

Usar vocabulário previamente ensinado


Utilizar o processador de texto
(computador) como facilitador da
aprendizagem
Fomentar trocas de ideias e de opiniões

Dar ao aluno a possibilidade de mostrar o


que aprendeu por meio de suportes
variados (ex.: apresentação multimédia,
esquema no quadro, ...)

Disponibilizar tempo extra para o


processamento da informação
Utilizar um tamanho de letra superior
sempre que adequado

Disponibilizar suportes auditivos para


limitar a quantidade de texto que o aluno
deve ler

Permitir que o aluno dê respostas orais em


vez de utilizar a escrita para demonstrar a
compreensão de conceitos

Ensinar estratégias de resolução de


conflitos

Promover visitas de estudo

Dar reforço positivo

Dar privilégios/recompensas

Usar sinais para ajudar o aluno a


permanecer na tarefa (pistas privadas)
Usar, de forma consistente, rotinas na sala
de aula
Dar resposta consistente e regular aos
comportamentos inapropriados
Usar linguagem inclusiva e de incentivo ao
sucesso do grupo
Verificar regularmente a compreensão de
conteúdos e instruções

Permitir o uso de dicionários

Usar exemplos concretos ou suportes


visuais no ensino de conceitos abstratos

Recorrer a técnicas de avaliação variadas:


escolha múltipla, respostas curtas,
resposta alternativa (verdadeiro ou falso),
preenchimento de lacunas,
correspondência, etc.

Permitir pausas durante um teste

Fornecer testes em formato ampliado


sempre que necessário
Permitir a realização de testes com
consulta do livro/apontamentos

4
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

Permitir o uso da calculadora

Realizar o teste em sala à parte

Fornecer folha de resposta de acordo com


a disciplina
Permitir a realização do teste num outro
horário
Outra(s):

Enriquecimento Curricular:
Clubes; Projetos (Erasmus+, Eco Escolas, Parlamento dos Jovens, ...)

Promoção do comportamento pró-social:


(SPO; Gabinete de apoio ao aluno; reunião com pais/encarregados de educação; reunião com técnicos que apoiam o aluno fora da
escola, tais como terapeutas, técnicos de saúde, técnicos de ação social, ...)

Intervenção com foco académico ou


comportamental em pequenos grupos:
(Coadjuvação em sala de aula; sala de estudo; apoio educativo; apoio pedagógico personalizado; apoio de Português Língua Não
Materna; Apoio ao Estudo; orientação educacional, ...)

ADAPTAÇÕES NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO


(ART.º 28.º)

Cidad
Ciênci ania e
Portu Mate Educa
AVALIAÇÃO INTERNA as Mund
guês Inglês mátic ção TIC
(competência da escola) Natur o
a Física
ais Atual

a) A diversificação dos instrumentos de


recolha de informação, tais como,
inquéritos, entrevistas, registos vídeo ou
áudio
b) Os enunciados em formatos acessíveis,
nomeadamente braille, tabelas e mapas e
relevo, daisy, digital, ampliado em A3, ...
c) A interpretação em LGP
d) A utilização de produtos de apoio (ex:
computador, calculadora, lupa...)
e) O tempo suplementar para realização da
prova
f) A transcrição das respostas

5
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

g) A leitura de enunciados
h) A utilização de sala separada
i) As pausas vigiadas
j) O código de identificação de cores nos
enunciados
k) A não penalização de erros ortográficos,
de construção frásica e sintática ou de
erros de procedimentos aritméticos
característicos da perturbação de
aprendizagem específica (dislexia,
disortografia, disgrafia, discalculia)
l) Maior número de fichas de avaliação
com menos conteúdos em cada uma
m) Nas provas escritas recorrer a questões
de tipologias diversificadas (escolha
múltipla, resposta aberta e fechada,
verdadeiro ou falso, preenchimento de
lacunas, correspondência, etc.)
n) Modificação na cotação / parâmetros de
avaliação
o) Outras:

6
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

Cidad
AVALIAÇÃO EXTERNA ania e
Portuguê Ciências
(competência da escola, devendo as adaptações Inglês Matemá TIC Mund
s Naturais Educaçã
ser comunicadas ao Júri Nacional de Exames) tica o
o Física
Atual

a) A realização de provas adaptadas


(braille, formato digital com e sem figuras,
formato Daisy, enunciados ampliados em
A3)
b) A realização de provas ao nível de escola
c) A realização de prova de português
língua segunda (LP2)
d) A interpretação em LGP (Língua Gestual
Portuguesa)
e) A consulta do dicionário de língua
portuguesa
f) A adaptação do espaço ou do material
g) O acompanhamento por um docente
h) A leitura de enunciados
i) A transcrição das respostas
j) A reescrita das respostas
k) A utilização de instrumentos de apoio à
aplicação de critérios de classificação de
provas para alunos com dislexia
l) A saída da sala durante a realização da
prova
m) A utilização de tempo suplementar

n) A utilização de produtos de apoio

o) A utilização do código de identificação


de cores no enunciado
p) Outras

PROCEDIMENTOS E ESTRATÉGIAS ADOTADAS PARA O ENVOLVIMENTO, PARTICIPAÇÃO


E ACOMPANHAMENTO DOS PAIS / ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO, COM VISTA AO SUCESSO DO ALUNO

O EE comparece na escola sempre que é solicitado


O EE mostra-se disponível para colaborar com o Conselho de Turma / Escola
O EE adota atitudes em conformidade com a disponibilidade demonstrada para colaborar com o Conselho de Turma /
Escola
O EE toma a iniciativa de contactar o Diretor de Turma / Escola
Os contactos via caderneta do aluno são assinados pelo EE em tempo oportuno
O EE mostra conhecimento da vida escolar do seu educando
O EE revela assertividade perante as situações que lhe são apresentadas relativas à vida escolar do seu educando
O EE justifica as faltas do seu educando dentro do período previsto para o efeito
As justificações de falta apresentadas revelam-se idóneas

7
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018
Agrupamento de Escolas de Loureiro | 151609
———————————————————————————————
Oliveira de Azeméis

O EE promove no seu educando o sentido de responsabilidade e de cooperação na sua aprendizagem


O EE acata as orientações do Diretor de Turma / Escola
O EE apresenta sugestões de melhoria para a resolução de situações problemáticas, tendo em conta o sucesso do seu
educando
O EE não é uma barreira ao progresso do seu educando

Observações:

MOMENTOS DE AVALIAÇÃO / MONITORIZAÇÃO

Reuniões de Conselho de Turma Intercalares


Reuniões de Conselho de Turma de Avaliação em final de período
Sempre que se justifique

O/A Diretor/a de Turma:

NOME:

_____ /_____ / __________ Assinatura:

O/A Encarregado/a de Educação:

NOME:

_____ /_____ / __________ Assinatura:

8
Plano de Medidas de Suporte à Aprendizagem e à Inclusão / Medidas Universais EQUIPA MULTIDISCIPLINAR DE APOIO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA / LOUREIRO 2018