Você está na página 1de 5

Bórgia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Os Bórgia ou Borja foram uma família nobre hispano-italiana que se tornou Casa dos Bórgia
proeminente durante o Renascimento.

Se tornaram proeminentes nos assuntos eclesiásticos e políticos nos séculos


XV e XVI, produzindo três papas, Alfons de Borja, que governou como Papa
Calisto III, durante os anos 1455-1458, Rodrigo Lanzol Borgia, como Papa
Alexandre VI, durante os anos 1492-1503, e Giovanni Battista Pamphilj
(descendente de Rodrigo Bórgia), que governou como Papa Inocêncio X,
durante os anos 1644-1655. Especialmente durante o reinado de Alexandre VI,
foram acusados de vários crimes, em geral, sobre evidências consideráveis,
Espanha
País:
Itália
incluindo nepotismo, adultério, simonia, roubo, estupro, corrupção, incesto e
Alfonso Bórgia (primeiro membro
assassinato[1] (especialmente homicídio por envenenamento por arsênico[2]). Fundador:
conhecido)
Ano de
Atualmente, são lembrados por seu governo corrupto e o nome se tornou século XIV
fundação:
sinônimo de traição e envenenadores; passando para a história como uma
família cruel e desejosa de poder.

A chegada de Rodrigo Borgia ao papado levou a família a participar de uma série de intrigas e disputas entre os vários pequenos estados em
que a Itália estava dividida na época. Os Sforza, Orsini, Farnese, já foram aliados ou inimigos dos Bórgias. Especula-se que a ideia de
Rodrigo poderia ter sido criar um império na terra, estendendo-se dos Estados Pontifícios a grande parte da Itália e passando para os seus
direitos de dinastia, tanto sobre os territórios quanto sobre a liderança da Igreja Católica, embora esta hipótese realmente não esteja
fundamentada. Os Bórgias passaram para a história graças à sua inteligência para sair de situações que pareciam perdidas. Com a morte de
Alexandre VI em 1503 (provavelmente envenenado por quem mais tarde se tornou seu sucessor no trono de Roma), seu filho César (que
inspirou o florentino Nicolau Maquiavel a escrever "O Príncipe"), teve de fugir de Roma e faleceu em Viana, Navarra, lutando ao lado de seu
cunhado João III de Navarra, rei de Navarra. Por seu lado, Lucrezia Borgia em Ferrara, continuou o trabalho de seu pai como mecena.

Índice
Membros da família
Origem e continuidade
Na cultura popular
Romances
Romances Animados
Peças de teatro
Óperas
Filmes
Jogos
Televisão
Ver também
Referências
Bibliografia
Ligações externas
Membros da família
Alfonso de Borja (Papa Calixto III)
Francisco de Borja y Navarro de Alpicat
Cesare Borgia
São Francisco de Borja e Aragão
Gaspar de Borja y Velasco
Gioffre Bórgia
Giovanni Bórgia
Giovanni Bórgia (Infante Romano)
Lucrezia Borgia
Rodrigo Bórgia (Papa Alexandre VI)

Papa Calixto III Papa Alexandre VI Cesare Borgia. Retratado por


Altobello Melone. Bergamo

Lucrécia Bórgia por Pinturicchio Giovanni Bórgia, 2ª Duque de São Francisco de Borja e
Gandia. Aragão
Francisco de Borja y Navarro de
Alpicat

Origem e continuidade

Na cultura popular
A família Bórgia foi infame em sua época, e sua carreira escabrosa inspirou numerosos romances, peças de teatro, óperas e filmes. As
referências aos Borgias na cultura popular são numerosas.[3]

Romances
Os Bórgias por Alexandre Dumas, pai[4]
Prince of Foxes (1947) por Samuel Shellabarger
The Shame of Motley por Raphael Sabatini
The Family por Mario Puzo
Mirror, Mirror por Gregory Maguire
The Borgia Testament por Nigel Balchin
The Antipope por Robert Rankin
Borgia, the novel of a family por Klabund
The Borgia Bride por Jeanne Kalogridis
The Medici Seal por Theresa Breslin
De scharlaken stad (The Scarlet City; 1952) por Hella Haasse
Borja Papa (The Borgia Pope), por Joan Francesc Mira, é uma autobiografia ficcional de Alexandre VI.
Summer of Night (1992) por Dan Simmons
City of God (1979) por Cecelia Holland
Assassin's Creed: Renascença (2009) por Oliver Bowden
Assassin's Creed: Irmandade (2011) por Oliver Bowden

Romances Animados
I Borgia (Borgia), história em quadrinhos (tetralogia) por Alejandro Jodorowsky (escritor) e Milo Manara (desenhista)
Cantarella por You Higuri (mangá)
Cesare por Souryo Fuyumi (mangá)

Peças de teatro
Lucrezia Borgia, por Victor Hugo
The Tyrant: An Episode in the Career of Cesare Borgia, a Play in Four Acts (1925), por Raphael Sabatini
The Memory of Water, por Shelagh Stephenson

Óperas
Lucrezia Borgia (1833), por Gaetano Donizetti

Filmes
Prince of Foxes (1949), estrelando Orson Welles
Los Borgia (2006), filme espanhol de Antonio Hernández

Jogos
Assassin's Creed II (2009), Ubisoft
Assassin's Creed II: Discovery (2009), Ubisoft
Assassin's Creed: Brotherhood (2010), Ubisoft
Assassin's Creed: Revelations (2011), Ubisoft

Televisão
History Bites episódio The Osborgias (representa a família no estilo The Osbournes)
The Borgias (2011), série da Showtime
Borgia (2011), série do Canal +

Ver também
Banquete das Cortesãs
Rota dos Bórgia
Mosteiro de São Jerónimo de Cotalba

Referências
1. Graziella Beting. «A saga da família Bórgia» (http://www2.uol.com.br/historiaviva/noticias/a_saga_da_familia_borgia.html).
História Viva | Duetto Editorial
2. Arsenic: A Murderous History. Dartmouth Toxic Metals Research Program, 2009
3. «De Mario Puzo a Milo Manara, autores contam a história dos Bórgia» (http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/1240357
-de-mario-puzo-a-milo-manara-autores-contam-a-historia-dos-borgia.shtml). Folha de S. Paulo. 4 de março de 2013
4. http://www.fullbooks.com/The-Borgias1.html
Bibliografia
Fusero, Clemete. The Borgias. New York, Praeger Publishers, 1966.
Grun, Bernard. The Timetables of History. New York, Simon and Schusters, 1946, pp. 218, 220, 222.
Hale, John R. Renaissance. New York, Time-Life Books, 1965, p. 85.
[1] (http://www.informp.net/~kujira/bint.html). "Mad Dogs and Spaniards: An Interview with Cesare Borgia." World and
Image, 1996.
Rath, John R. "Borgia." World Book Encyclopedia. 1994 edition. World Book Inc., 1917, pp. 499–500.
Catholic Encyclopedia, Volume 1. (Old Catholic Encyclopedia) New York, Robert Appleton Company (a.k.a. The
Encyclopedia Press), 1907.
Batllori, Miguel; Miguel, Jerónimo (1999). La familia de los Borja (http://books.google.es/books?id=27_nOF0ufuwC&printsec
=frontcover&source=gbs_summary_r&cad=0#PPA13,M1). Madrid: Real Academia de Historia. ISBN 8489512345
Cloulas, Iván (2003). Los Borgia: fama e infamia en el Renacimiento (http://books.google.es/books?id=wYiMEB1bkeYC&pri
ntsec=frontcover&source=gbs_summary_r&cad=0#PPA15,M1). Barcelona: Vergara/Grupo Zeta. ISBN 8466610456
Salazar y Acha, Jaime de (2010). «Una rama subsistente del linaje de Borja en la América española» (http://libros.webuda.c
om/boletin-RAMHG-75.pdf) (PDF). Boletín de la Real Academia Matritense de Heráldica y Genealogía (75): 16-17.
OCLC 27332380 (https://www.worldcat.org/oclc/27332380)
Villarroel González, Óscar (2005). Los Borgia: Iglesia y poder entre los siglos XV y XVI (http://books.google.es/books?id=An
_Ctn35PIYC&printsec=frontcover&source=gbs_summary_r&cad=0#PPA17,M1). Madrid: Sílex. ISBN 847737144X
Soler Salcedo, Juan Miguel (2008). Nobleza Española: grandeza inmemorial 1520 (http://books.google.es/books?id=KRYM
ncjc2GUC&pg=PA231&). [S.l.]: Visión Libros. ISBN 8498861799

Ligações externas
Boletín de la Real Academia Matritense de Heráldica y Genealogía (http://libros.webuda.com/boletin-RAMHG-75.pdf) (em
castelhano)
Roma: Os pecados do papa (http://veja.abril.com.br/idade/descobrimento/p_060.html) - Revista Veja

Obtida de "https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Bórgia&oldid=51046980"

Esta página foi editada pela última vez às 21h50min de 17 de janeiro de 2018.

Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative
Commons; pode estar sujeito a condições adicionais. Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.