Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ

3 AVALIAÇÃO – ÓPTICA 2018.2

DIFRAÇÃO DE FENDA ÚNICA

01. A distância entre o primeiro e o quinto mínimos da figura de difração


de uma fenda é 0,35 mm com a tela a 40 cm de distância da fenda
quando é usada uma luz com um comprimento de onda de 550 nm. (a)
Determine a largura da fenda. (b) Calcule o ângulo θ do primeiro
mínimo de difração.

02. Qual deve ser a razão entre a largura da fenda e o comprimento de onda
para que o primeiro mínimo de difração de uma fenda seja observado
para θ = 45 °?

03. Uma fenda é iluminada por um feixe de luz que contém os


comprimentos de onda λa e λb, escolhidos de tal forma que o primeiro
mínimo de difração da componente λa coincide com o segundo mínimo
da componente λb. (a) Se λb = 350 nm, qual é o valor de λa? Determine
para qual número de ordem mbum mínimo da componente λb coincide
com o mínimo da componente λacujo número de ordem é (b) ma = 2 e
(c) ma = 3.

04. Ondas sonoras com uma frequência de 3000 Hz e uma velocidade de


343 m/s passam pela abertura retangular de uma caixa de som e se
espalham por um grande auditório de
comprimento d = 100 m. A abertura, que tem
uma largura horizontal de 30,0 cm, está voltada
para uma parede que fica a 100 m de distância.
Ao longo dessa parede, a que distância do eixo
central está o primeiro mínimo de difração,
posição na qual um espectador terá dificuldade para o ouvir o som?
(Ignore as reflexões.)

05. Uma fenda de 0,10 mm de largura é iluminada com uma luz cujo
comprimento de onda é 589 nm. Considere um ponto P em uma tela na
qual a figura de difração é observada; o ponto está a 30° do eixo central
da fenda. Qual é a diferença de fase entre as ondas secundárias de
Huygens que chegam ao ponto P provenientes da extremidade superior
e do ponto médio da fenda?

INTENSIDADE DA DIFRAÇÃO DE FENDA ÚNICA

06. Uma luz com um comprimento de onda de 538 nm incide em uma fenda
com 0,025 mm de largura. A distância entre a fenda e a tela é 3,5 m.
Considere um ponto da tela situado a 1,1 cm de distância do máximo
central. Calcule (a) o valor de θ nesse ponto, (b) o valor de α, e (c) a
razão entre a intensidade nesse ponto e a intensidade do máximo
central.

07. Mostre que os valores de α para os quais a intensidade da figura de


difração de uma fenda é máxima podem ser calculados derivando a
equação de intensidade em relação a α e igualando o resultado a zero,
o que leva à equação tan α =α. Para determinar os valores de α que
satisfazem essa equação, plote a curva y = tan α e a linha reta y = α.

REDES DE DIFRAÇÃO

08. Talvez para confundir os predadores, alguns besouros girinídeos


tropicais são coloridos por interferência ótica produzida por escamas
cujo alinhamento forma uma rede de difração (que espalha a luz em vez
de transmiti-la). Quando os raios luminosos incidentes são
perpendiculares à rede de difração, o ângulo entre os máximos de
primeira ordem (localizados dos dois lados do máximo de ordem zero)
é aproximadamente 26° para uma luz com um comprimento de onda
de 550 nm. Qual é a distância efetiva entre as ranhuras da rede de
difração?

09. Uma rede de difração com 20,0 mm de largura possui 6000 ranhuras.
Uma luz com um comprimento de onda de 589 nm incide
perpendicularmente na rede. Determine (a) o maior, (b) o segundo
maior e (c) o terceiro maior valor de θ para o qual são observados
máximos em uma tela distante.
10. Uma rede de difração é feita de fendas com 300 nm de largura,
separadas por uma distância de 900 nm. A rede é iluminada com luz
monocromática de comprimento de onda λ = 600 nm e a incidência é
normal. (a) Quantos máximos são observados na figura de difração? (b)
Qual é a largura da linha observada na primeira ordem se a rede possui
1000 fendas?