Você está na página 1de 2

museus

Profissionalização e expansão
da museologia no Brasil
Há tempos o museu deixou de ser dos Planos Museológicos, ferra‑
visto, simplesmente, como um es‑ menta de gestão fundamental para a
paço físico que guarda peças anti‑ proteção das instituições e processos
gas, desconectadas do cotidiano da museais, além de contribuir para o
população e da atualidade. Hoje, seu fortalecimento e o cumprimen‑
é um espaço que conserva e pre‑ to de sua função social”. Por sua vez,
serva coleções de caráter cultural a o Ibram, uma autarquia vinculada
técnico‑científico, dialoga com seu ao Ministério da Cultura, que coor‑
público e difunde conhecimento, dena a Política Nacional de Museus,
e contribui para o desenvolvimen‑ corresponde a um antigo anseio da
to de outros setores, como o turis‑ comunidade museológica, afirma
mo e a geração de empregos. Em Maria Eugênia Saturni, diretora
levantamento feito pelo Cadastro secretária do Conselho Federal de
Nacional de Museus, existem no Museologia (Cofem).
Brasil hoje 3.025 museus, dado pu‑ A regulamentação da museologia, tre as ciências e os saberes popula‑
blicado em Museus em números, de por meio de leis e instituições pró‑ res”, complementa Lima.
2010, do Instituto Brasileiro de Mu‑ prias, também contribuiu para seu
seus (Ibram)/Ministério da Cultura desenvolvimento. “A museologia Profissionalização O primeiro
(MinC). “É um campo em expan‑ é, portanto, uma profissão regula‑ curso de museologia no Brasil sur‑
são, com franco desenvolvimento e mentada e o exercício de algumas giu em 1932 no Museu Histórico
singular organização”, afirma Maria atividades museológicas são priva‑ Nacional (MHN). “O intuito era
Cristina Oliveira Bruno, museólo‑ tivas dos profissionais formados promover o aperfeiçoamento da
ga e coordenadora do programa de na área e registrados nos Conse‑ mão de obra dos funcionários do
pós‑graduação Interunidades em lhos Regionais de Museologia, que museu. Na época, quem concluía
Museologia da Universidade de São são disciplinados pelo Conselho o curso era chamado de ‘conserva‑
Paulo (USP). Federal de Museologia (Cofem) dor de museus’, termo traduzido
No plano federal, a última década que estabeleceu o Código de Éti‑ do francês”, explica a diretora do
apresentou mudanças significativas: ca Profissional do Museólogo. Os MHN, Vera Tostes. Atualmente,
em 2003 foi instituída a Política Na‑ Conselhos Regionais de Museo‑ entre os profissionais do MHN,
cional de Museus e, em 2009, foram logia são responsáveis pela fiscali‑ estão museólogos, historiadores e
criados o Estatuto dos Museus e o zação e registro das atividades de profissionais das área de pedagogia,
Ibram. Segundo Valdemar de Assis regulamentação da profissão em restauração e conservação, biblio‑
Lima, museólogo do Ibram, “o Es‑ seus referidos territórios”, explica teca e arquivo.
tatuto presta um serviço extrema‑ Maria Eugênia. A interdisciplina‑ O país tem 14 cursos de graduação,
mente profícuo aos museus e seus ridade é uma marca desse campo um programa de mestrado e dou‑
profissionais, especialmente, por de conhecimento. “Cada vez mais torado na Universidade Federal do
defender a elaboração e aplicação há uma necessidade de diálogo en‑ Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e

64

7_Cultura_40_p58a68.indd 64 08/10/12 23:47


Márcia Muller Ricardo Bhering (fonte: MHN)

Entrada principal do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, RJ (esq.). Fachada do


Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro

um mestrado recém‑criado na USP. Arte Contemporânea (MAC) e o as tradições locais e os laços de per‑
Segundo os dados das Sinopses Es‑ Museu de Zoologia (MZ). tencimento, além de impulsionar o
tatísticas da Educação Superior for‑ A maioria dos museus criados nas úl‑ turismo e a economia local, de forma
necidos pelo Instituto Nacional de timas décadas se concentra no Sul e sustentável”, aponta Lima.
Estudos e Pesquisas Educacionais Sudeste do país, onde está também a
Anísio Teixeira (Inep), em 2010, maioria dos cursos de museologia. De Marcela Marrafon de Oliveira
foram oferecidas um total de 631 acordo com o levantamento Museus
vagas em graduações presenciais em números (2010), nessas duas re­
em museologia, com 489 inscritos. giões estão cerca de 67% dos museus
Nesse mesmo ano, 91 concluíram a brasileiros; no Nordeste, 21%; e no
Museus no calendário
graduação. Nota‑se um crescimento Norte e Centro‑Oeste, 12%. Dentre 18 de maio Dia internacional
na profissionalização, sobretudo em os agentes que mais se preocuparam de museus, criado pelo Comitê
comparação a anos anteriores. Em em organizar acervos e expor seus ob‑ Internacional de Museus em
2001, por exemplo, foram ofereci‑ jetos e história, estão os municípios,
1977 para chamar a atenção para
das 30 vagas e 12 concluintes no ano os bancos, favelas, escolas e empresas.
a importância dos museus no
de 2000. Até 2006, a USP manti‑ Para democratizar a preservação da
nha uma especialização em museo‑ memória de vários grupos sociais, desenvolvimento da sociedade.
logia e, agora, lança o segundo curso o Ibram, em consonância com a Semana Nacional de Museus
de mestrado do país nessa área, que Política Nacional de Museus, tem Evento anual para comemorar a
envolve quatro museus da universi‑ investido na museologia social. “As data acima. Museus e entidades
dade em suas atividades: o Museu de experiências de construção de Pontos culturais participam de debates e
Arqueologia e Etnologia (MAE), o de Memória tem mostrado a capaci‑ atividades públicas.
Museu Paulista (MP), o Museu de dade desse programa em fortalecer

65

7_Cultura_40_p58a68.indd 65 08/10/12 23:47