Você está na página 1de 2

Plano de Ensino

DISCIPLINA: Alfabetização e letramento


CURSO: Licenciatura em Pedagogia
CARGA HORÁRIA: 80 horas
CÓDIGO DA DISCIPLINA: SAL001

EMENTA

A escola diante das práticas de desenvolvimento da linguagem escrita. Contribuições da Teoria do Letramento para os
estudos sobre alfabetização. Análise de currículos e programas de ensino da língua materna. Programas e projetos de
alfabetização atuais. A persistência de dilemas como: prontidão, alfabetização e cartilhas de alfabetização. Projeto
didático para o trabalho com a leitura e a escrita. Análise histórica dos métodos de alfabetização. A prática construtivista
na alfabetização. A alfabetização como processo cognitivo. Psicogênese da alfabetização. Características e desafios dos
níveis no processo de alfabetização, segundo o estudo de Emília Ferreiro. Alfabetizar-letrando: abordagem discursiva.

OBJETIVOS DA DISCIPLINA

Criar condições para que o aluno investigue e discuta questões relativas ao processo de aquisição e desenvolvimento da
língua materna, enfocando os métodos de alfabetização; analisar a realidade escolar e as implicações dos fundamentos
teóricos no processo de alfabetização; programar e executar atividades que preparem o aluno para atuar como
profissional em diferentes campos que tratam da aquisição e desenvolvimento da língua materna; discutir criticamente
os métodos de alfabetização e sua relação com a aprendizagem dos alunos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. A língua escrita na escola.


2. Dilemas da prática de ensino: os métodos de alfabetização.
3. O ensino da língua no contexto de diferentes posturas educativas.
4. Paulo Freire: alfabetização na perspectiva da educação libertadora.
5. A contribuição de Vygotsky e da abordagem histórico-cultural para o ensino da língua escrita.
6. Bakhtin: a concepção dialógica da língua e implicações para o ensino da língua escrita.
7. Letramento e alfabetização.
8. Revisão.
BIBLIOGRAFIA

Bibliografia Básica
LOUREIRO, Stefânie Arca Garrido. Alfabetização - uma perspectiva humanista e progressista. Belo Horizonte: Autêntica,
2005. ISBN 8575261770.
DEL RÉ, Alessandra (Org.). Aquisição da linguagem: uma abordagem psicolinguística. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2009.
ISBN 9788572443371.
SEBER, Maria da Glória. A escrita infantil - o caminho da construção. São Paulo: Scipione, 2006. ISBN 8526231057.

Bibliografia Complementar
SOARES, M. B. Linguagem e escola. São Paulo: Ática, 1988.
CASTANHEIRA, Maria Lúcia; MACIEL, Francisca Izabel Pereira; MARTINS, Raquel Márcia Fontes (Orgs.). Alfabetização e
letramento na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. ISBN 9788575263549.
SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2017. ISBN 9788572449854.
MICOTTI, Maria Cecília de Oliveira. Alfabetização: propostas e práticas pedagógicas. São Paulo: Contexto, 2012. ISBN
9788572447775.
SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014. ISBN 9788586583162.

PRÉ-REQUISITOS

Não possui.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação da disciplina é formativa* e somativa**. Os alunos devem entregar as resoluções de atividades e/ou exercícios
no Ambiente Virtual de Aprendizagem semanalmente e realizar, ao final do período letivo, uma prova presencial aplicada
nos polos Univesp.

*A avaliação formativa ocorre quando há o acompanhamento dos alunos, passo a passo, nas atividades e trabalhos
desenvolvidos, de modo a verificar suas facilidades e dificuldades no processo de aprendizagem e, se necessário, adequar
alguns aspectos do curso de acordo com as necessidades identificadas.

**A avaliação somativa é geralmente aplicada no final de um curso ou período letivo. Esse tipo de avaliação busca
quantificar se o aluno aprendeu aquilo que estava previsto nos objetivos de aprendizagem do curso. Ou seja, a avaliação
somativa quer comprovar se a meta educacional proposta e definida foi alcançada pelo aluno.

DOCENTE RESPONSÁVEL

Silvia M. Gasparian Colello

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1981), mestrado (1990), doutorado (1997) e livre-
docência (2015) pela mesma instituição. Fez especialização em Psicomotricidade. Foi professora de Educação Infantil e de
Ensino Fundamental. É docente da Faculdade de Educação da USP desde 1982, lecionando nas áreas de Psicologia da
Educação e Linguagem para os cursos de Pedagogia, Licenciatura e pós-graduação. Trabalhou em diversas assessorias
para escolas, secretarias de educação e diretorias de ensino, e também coordenou cursos de graduação, extensão e
especialização. Atuou como docente e coordenadora de projetos de formação e formação continuada na Redefor e
Univesp. Como coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Alfabetização e Letramento - GEAL, orienta e
desenvolve trabalhos sobre a aprendizagem da língua escrita, práticas de ensino e formação de professores. É autora de
diversos artigos, dos livros "Alfabetização em questão" (1995/2004), "A escola que (não) ensina a escrever" (2007/2012),
"A escola e a produção textual - Práticas interativas e tecnológicas" (2017), e coautora de "Alfabetização e letramento:
pontos e contrapontos" (2010/2011). Foi organizadora da obra “Textos em contextos: reflexões sobre o ensino da língua
escrita” (2011).