Você está na página 1de 6

Fala

Os nervos têm como função transmistir os impulsos nervosos necessários para os


músculos, e como nós dividimos o estudo dos músculos do pescoço em trígonos,
também é dessa maneira que podemos entender melhor a inervação dessa área.

Trígono Cervical Lateral

Um dos principais nervos que compõem essa área é o Nervo Acessório, Também
chamado de NC XI porque é o décimo primeiro nervo craniano. Ele tem duas raízes, a
craniana e a espinal, sendo que as duas se encontram e se separam muito brevemente
antes de passar pelo forâme jugular e entrar no trígono cervical. A raíz craniana inerva
o palato mole e a faringe, e somente a raíz espinal inerva o trígono cervical, tanto é
que aqui nessa imagem nem aparece a parte craniana porque ela é mais associada ao
Nervo Vago, que é outro nervo que vamos já ver adiante.
A raíz espinal emerge dos cinco primeiros nervos cervicais, C1, C2, C3, C4 e C5,
une-se rapidamente à raíz craniana, se separa, passa pelo forâme jugular e desce
juntamente com a artéria carótida interna para inervar o músculo
esternocleidomastóideo e o músculo trapézio. Além de levar os impulsos motores, o
nervo acessório também tem fibras sensitivas que possibilitam a dor e a
propriocepção.

Por causa da passagem dele mais profundamente através do trígono, lesões no nervo
acessório são difíceis de acontecer, mas em dissecações cirúrgicas deve-se tomar
bastante cuidado para não danificá-lo. Em casos de lesão, o indivíduo tem dificuldade
em virar o pescoço na direção contrária por causa do músculo esternocleidomastóideo
e fica com os ombros caídos por causa do músculo trapézio.

Além do Nervo Acessório, nós temos também dois plexos neurais importantes no
Tronco Cervical Lateral, o plexo cervical e o plexo braquial.
O Plexo Cervical é formado pela união dos ramos dos primeiros quatro nervos
cervicais, C1, C2, C3 e C4. Ele é dividido em duas partes, a superficial e a profunda.
A parte superficial é composta por fibras essencialmente sensitivas que inervam a pele
do pescoço, da cabeça e do tórax.

A parte superficial tem nervos ascendentes, que “sobem” até a cabeça e descendentes.
Os ascendentes são
Nervo Occipital Menor (C2)
Nervo Auricular Magno (C2 e C3)
Nervo Cervical Transverso (C2 e C3)

Descendentes
Nervos Supraclaviculares (mediais, intermediais e laterais), como o próprio nome já
menciona, esses nervos inervam a clavícula até os ombros.

Além do Plexo Cervical, temos também o plexo braquial, que é bem mais evidente
visualmente por ser basicamente a junção de três troncos de ramos nervosos, o
superior, o médio e o inferior. Eles se estendem até a axila e são responsáveis por
inervar os membros superiores do corpo.
Ainda no trígono cervical lateral, nós temos outro nervo muito importante, que é
nervo frênico, ele tem origem no C4 mas também recebe contribuições do C3 e C5.

O nervo frênico é o único responsável por suprir as funções motoras do Diafragma,


olhando a imagem podemos perceber o quanto ele é longo. Qualquer ruptura ou
bloqueio desse nervo provoca paralisia da metade correspondente do diafragma.
Trígono Cervical Anterior
Este trígono tem uma região bastante limitada, sendo compreendido entre a margem
do músculo esternocleidomastóideo e pela mandíbula. Ele ainda é subdividido em
outros trígonos pequenos mas somente para fins descritivos

O trígono submandibular é inervado pelo nervo hipoglosso (NC XII), cuja função é
prover a função motora da língua.

A pele é inervada pelo nervo cervical transverso, que é um nervo que a gente já viu
anteriormente, faz parte do plexo cervical.

Raíz do Pescoço
Outra região é devemos estudar é a raíz do pescoço porque muitos nervos importantes
passam através dessa região.
Temos o nervo vago (NC X), que é um nervo muito muito muito importante, que
envia ramos nervosos pra laringe, faringe, traquéia, pulmões, coração e esôfago
Nervo Laríngeo Recorrente, que são ramos do nervo vago e como o próprio nome já
sugere, supre as funções motoras dos músculos da Laringe, com excessão do
cricotireóideo
Também passa pela raíz os troncos simpáticos, que dá origem aos gânglios, mas essa
parte já é mais função do sistema nervoso.
CAMADA RESPIRATÓRIA

Bom, nós sabemos que no pescoço nós também temos alguns órgãos que atuam no
sistema respiratório
Laringe, Faringe e a Traqueia.

Laringe
A laringe se situa na parte anterior do pescoço e a sua principal função é ser um
mecanismo pra projetar a produção da voz.
Ela é constituída por cartilagens que são unidas por ligamentos e membranas.
Cartilagens Ímpares, que são a cricóidea, a tireoidea e a epiglótica
Cartilagens Pares, que são a aritenóide, corniculada e cuneiforme.

Traquéia
Tubo composto de anéis de cartilagem hialina que mantém o tubo aberto, mas que não
se fecham na parte posterior pra não prejudicar a função do esôfago

Faringe
No sistema respiratório, é a passagem do ar da parte nasal até a laringe, e por isso a
região também é chamada de nasofaringe.

CAMADA ALIMENTAR

A parte do sistema digestório que se encontra no pescoço é basicamente a faringe


mesmo, a parte inferior que se comunica diretamente com o esôfago, encaminhando o
o alimento.