Você está na página 1de 3

Os países com maior crescimento populacional relativo entre 2020 e 2100

"Nenhum objetivo é mais crucial para salvar o meio ambiente global


do que estabilizar a população humana"
Al Gore

A população mundial que está com 7,71 bilhões de habitantes em 2019, vai passar de 7,79
bilhões em 2020 e deve saltar para 10,9 bilhões em 2100, segundo as novas projeções
demográficas divulgadas pela Divisão de População da ONU (revisão 2019). Mas o crescimento
não vai ser uniforme. Alguns países vão crescer muito e outros vão diminuir de tamanho nos
próximos 80 anos. A tabela abaixo apresenta os 30 países com o maior crescimento relativo no
período, no mínimo, multiplicando por 2,5 vezes o tamanho da população.
A Nigéria vai ter o maior crescimento absoluto passando de 206 milhões de habitantes em
2020 para 732,9 milhões em 2100 (aumento de 3,6 vezes) e o Níger vai crescer 6,8 vezes,
passando de 24 milhões de habitantes em 2020 para 164,9 milhões em 2100. A República
Democrática do Congo é outro destaque, pois deve crescer 4 vezes, passando de 89,6 milhões
de habitantes em 2020 para 362 milhões em 2100, um acréscimo de 272,5 milhões de pessoas
no período. A Tanzânia também deve acrescentar um montante de mais de 200 milhões de
pessoas (mais do que a população brasileira atual) nos próximos 80 anos, passando de 59,7
milhões de habitantes em 2020 para 285,6 milhões em 2100 (um aumento de 4,8 vezes).
Angola terá o segundo crescimento relativo (5,7 vezes) devendo passar dos atuais 32 milhões
de habitantes para 188 milhões em 2100 (Angola terá uma população maior do que a brasileira
em 2100). A Etiópia terá um acréscimo de 179 milhões de pessoas, crescendo 2,6 vezes, de
114,9 milhões de habitantes em 2020 para 294,4 milhões em 2100.

Acréscimos perto de 100 milhões vai acontecer no Sudão (aumento de 3,2 vezes), Uganda (3
vezes) e Moçambique (4 vezes). A Somália com 15,9 milhões de habitantes em 2020 vai crescer
4,8 vezes e atingir uma população de 75,7 milhões em 2100. O Congo com população de
somente 5,5 milhões em 2020 deve atingir 20,9 milhões em 2100 (um aumento de 3,8 vezes). E
assim por diante. No total desses 30 países, a população de 1 bilhão de habitantes em 2020
deve crescer 3,6 vezes e atingir 3,8 bilhões em 2100, um acréscimo de 2,8 bilhões em 80 anos.

Além dos 30 países com maior crescimento relativo, cabe destacar outros 5 países que não vão
crescer tanto em termos relativos, mas apresentarão aumento absoluto muito grande,
conforme mostra a tabela abaixo.

O Egito deve ter um crescimento relativo de 2,2 vezes e um crescimento absoluto de 122,4
milhões de habitantes, passando de 102,3 milhões em 2020 para 224,7 milhões (a população
do Egito é cerca de metade da brasileira, mas terá um volume populacional muito maior do
que o Brasil no final do século). O Paquistão terá um acrescimento de 1,8 vezes, passando de
220,8 milhões de habitantes para 403,1 milhões entre 2020 e 2100. Os Estados Unidos (EUA)
terão aumento de 30%, passando de 331 milhões em 2020 para 433,8 milhões em 2100 (um
acréscimo de cerca de 100 milhões). A Indonésia deve passar de 273,5 milhões de habitantes
de 2020 para 320,8 milhões em 2100, um acréscimo de 47,3 milhões (aumento de 20%). A
Índia que deve passar a China em 2027, terá 1,38 bilhão de habitantes em 2020 e 1,45 bilhão
em 2100, um acréscimo de 70,4 milhões ou 10%. No total, esses 5 países acrescentarão 402,7
milhões de habitantes em 80 anos, passando de 2,2 bilhões para 2,6 bilhões.
Considerando os dois grupos, o total de 35 países devem passar de 3,27 bilhões de habitantes
em 2020 para 6,43 bilhões em 2100, dobrando de tamanho, com acréscimo de 3,2 bilhões de
pessoas. Ou seja, embora tenha um grupo grande de países que vão diminuir de tamanho,
praticamente todo o aumento dos 7,79 bilhões atuais para os 10,9 bilhões de habitantes de
2100 virá destes 35 países mencionados nas tabelas acima.

José Eustáquio Diniz Alves


Doutor em demografia, link do CV Lattes:
http://lattes.cnpq.br/2003298427606382