Você está na página 1de 71

‘ MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

BRG Geradores Página 1 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

Sumário
1. Sobre este manual ......................................................................................... 4

1.1.Propósito geral ............................................................................................. 4

2. Funções dos Botões AGC - 3 / AGC - 4 e LEDs ........................................... 5

2.1.Funções dos Botões AGC – 200 e LEDs ................................................... 10

2.2.Estrutura do menu dos AGC – 3 e AGC - 4 ............................................... 13

2.3.Menu de visualização do AGC – 3 ou AGC - 4 .......................................... 14

2.4.Menu de visualização do AGC - 200 .......................................................... 15

2.5. Menu de modo de operação dos AGCs 3, 4 e 200 ................................... 19

2.6. Manuseio dos alrmes AGC -3 ou AGC - 4 ............................................... 20

2.7. Manuseio dos alarmes no AGC - 200 ...................................................... 22

3.Lista de alarmes AGC-3 ............................................................................... 24

4. Alarmes Gerados pelo motor ....................................................................... 29

5. Bloqueio da máquina ................................................................................... 31

6. Disjuntores ................................................................................................... 32

7. Alternador..................................................................................................... 35

7.1 Regulador de Tensão TH2 ......................................................................... 35

7.1.1Indicação dos LED'S ................................................................................ 35

7.2. Diodos ....................................................................................................... 37

7.2.1 Teste dos Diodos .................................................................................... 37

7.2.2 Troca dos Diodos .................................................................................... 38

7.3 Teste da Excitatriz ..................................................................................... 39

7.4 Aperto dos cabos de força e dos terminais ................................................ 39

7.5 Limpeza do alternador................................................................................ 40

8. Motor ............................................................................................................ 40

8.1 Segurança .................................................................................................. 40

8.1.1 Precauções de segurança para funcionamento do motor ....................... 40


BRG Geradores Página 2 de 21
MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

8.1.2 Precauções de segurança para o manuseio de materiais....................... 41

8.1.3 Precauções de segurança para cuidado e manutenção ......................... 42

9. Designação do tipo de Motor ....................................................................... 43

10.Sistema de controle do motor EMS ............................................................. 44

11.Verificação da Temperatura e do Nível do líquido de arrefecimento ........... 48

12. Inspeção e substituição do filtro de ar ...................................................... 49

12.1. Leitura de verificação do indicador de restrição ...................................... 49

12.1.1 Substituição do filtro de ar .................................................................. 49

13. Substituição dos filtros .............................................................................. 50

13.1Substituição do filtro de combustível ........................................................ 50

13.2 Substituição do filtro separador de água ................................................ 50

13.3 Sangria do sistema de alimentação ......................................................... 51

14. Verificação do nível de óleo ....................................................................... 52

14.1 Troca de óleo ........................................................................................... 52

14.2 Limpeza do filtro cetrífugo ........................................................................ 53

15. Substituição do filtro de óleo ..................................................................... 55

16. Procedimento para troca de correias ......................................................... 56

17 Baterias ....................................................................................................... 57

18. Carregador de baterias .............................................................................. 58

19 Realização de leituras ................................................................................. 59

20. Container de Transferência ........................................................................ 63

21. Check List Diário ........................................................................................ 63

22. Ajustando hora, data, dia e ano dos Geradores com horário da concessionária
......................................................................................................................... 63

23. Lista de peças mais usadas ....................................................................... 66

24. Lista de contatos em caso de problemas ................................................... 70

BRG Geradores Página 3 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

1. Sobre este manual

1.1. Propósitos geral:

Este manual foi elaborado com o intuito de instrução a operação e


manutenção de grupos geradores 500, 550 e 800KVA equipados com
motores Scania modelo DSC 1158 A, DC 1253 A, DC 13072 A, DC 1648 A
e grupos geradores 500 e 700KVA equipados com motores Volvo modelo
TAD 1342GE e TAD 1642GE, alternadores WEG GTA 311, 312 e 315
mono e bi mancais, disjuntores da linha Schneider Masterpact NT,
Disjuntores ABB SACE Emax 2 e controladores AGC-3, AGC-4 e AGC
200.
A proposta geral é fornecer ao aluno informações importantes para
serem usadas diariamente na operação e manutenção dos geradores, bem
como suas obrigações e deveres.

Responsabilidades do operador:

- O operador é responsável por acompanhar o abastecimento e não deixar faltar


óleo diesel nos geradores;
- É obrigatório realizar o check list diário (pág 63) e anotar informações do relógio
da concessionária (pág 62);
- É necessário manter os geradores e a usina limpa, bem como lavar os
radiadores sempre que necessário;
- Cumprir rigorosamente o horário de trabalho combinado;
- Usar os EPI’s fornecidos pela BRG Geradores antes de realizar qualquer
atividade;
- Sempre que for realizar alguma atividade de risco, pedir para uma pessoa
acompanhar o trabalho;

BRG Geradores Página 4 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

- Em caso de alarmes dos geradores, comunicar o monitoramento e informar as


pessoas responsáveis o mais urgente possível (pág 70);
- Caso necessite realizar alguma operação que não se sinta capaz por falta de
conhecimento, segurança, falta de treinamento, informar ao supervisor (pág 70)

- O não cumprimento das informações, implicará em penalidades administrativas.

2. Funções dos Botões AGC-3 / AGC-4 e LEDs

Funções dos botões

A unidade de display possui um número de funções desempenhadas por


botões as quais são descritas abaixo.

INFO: Move o display 3 linhas abaixo para mostrar a lista de alarmes.

JUMP: Possibilita a ida direta (atalho) para um endereço de


parametrização. Cada parâmetro de configuração tem seu
endereço específico. O botão JUMP permite ao usuário
selecionar e exibir qualquer configuração sem necessidade de
navegar pelos menus (ver adiante).

VIEW: Posiciona o cursor na primeira linha do menu de


configuração. Manter pressionado por 2 segundos para
selecionar o display principal no caso de mais de um display
estar conectado.

LOG: Desloca o cursor três linhas para baixo para mostrar a lista de
eventos e a lista de alarmes. A lista armazena 150 eventos.
Esses eventos são excluídos quando o AGC é desligado.

Move o cursor para a esquerda a fim de percorrer os menus.

BRG Geradores Página 5 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

Aumenta o valor do parâmetro selecionado (no menu de


configurações). Na exibição normal, esta função é utilizada para
pular à segunda linha que mostra valores do gerador.

SEL: Seleciona o menu em que o cursor estiver posicionado


(sublinhado) na quarta linha do display.

Reduz o valor do parâmetro selecionado (no menu de


configurações). Na exibição normal, esta função é usada para
pular à segunda linha que mostra valores do gerador.

Move o cursor para a direita a fim de percorrer os menus.

BACK: Retrocede um passo no menu (para menu anterior ou janela de


entrada).

START: Partida do grupo gerador se ‘SEMI-AUTO’ ou ‘MANUAL’


estiver selecionado.

STOP: Parada do grupo gerador se ‘SEMI-AUTO’ ou ‘MANUAL’


estiver selecionado.

GB ON: Ativação manual da seqüência de fechamento de disjuntor


e abertura de disjuntor se ‘SEMI-AUTO’ estiver selecionado.

MB ON: Ativação manual da seqüência de fechamento de disjuntor


e abertura de disjuntor se ‘SEMI-AUTO’ estiver selecionado.

MODE: Altera o modo operacional da unidade (Auto, Semi-auto,


Bloqueio ou Manual).

BRG Geradores Página 6 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

Os botões estão distribuídos da seguinte forma:

INFO:
Exibe lista de alarmes.

JUMP:
Entra em um menu de parametrização.

START:
Parte o gerador se ‘SEMI-AUTO’ ou ‘MANUAL’ estiver selecionado.

STOP:
Pára o gerador se ‘SEMI-AUTO’ ou ‘MANUAL’ estiver selecionado.

V1 V2 V3

GB: MODE:
Abre o disjuntor do gerador se estiver fechado. Altera o modo operacional
Fecha (sinc.) o disjuntor se estiver aberto. da unidade (Auto, Semi-
auto, Bloqueio ou Manual).
MB:
Abre o disjuntor da red, se estiver fechado.
Fecha (sinc.) o disjuntor se estiver aberto.

VIEW:
Altera a informação exibida na primeira linha do
display.

LOG:
Mostra os logs de eventos e de alarmes.

SEL:
Seleciona o menu em que o cursor estiver
posicionado (sublinhado).

BACK:
Retorna para o menu anterior.

BRG Geradores Página 7 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

Funções dos LEDs

A unidade de display contém 10 funções de LEDs. A cor mostrada poderá ser verde ou
vermelho ou uma combinação em diferentes situações.

Alarm: LED piscando indica que alarmes não-reconhecidos estão presentes.


LED aceso indica que TODOS os alarmes estão reconhecidos, mas alguns
ainda se encontram presentes.

Power: LED indica que o equipamento está energizado.

Self check OK: LED indica que unidade está OK (sem problemas).

Alarm inh.: LED aceso indica que um alarme está habilitado, porém inibido. Favor recorrer
ao “Help” contido no PC utility software para descrição dos parâmetros inibidos.

Run: LED indica que gerador está em funcionamento.

Hz/V OK: LED com luz verde indica que tensão/frequência está presente e correta.

GB ON: LED indica que o disjuntor do gerador está fechado.

MB ON: LED indica que o disjuntor da rede está fechado.

Mains OK: LED verde se a rede está presente e não apresenta problemas.
LED vermelho em caso de falha na rede.
LED verde piscando quando a rede retorna e assim permanece durante o
tempo de verificação da rede ‘mains OK delay’.

Auto: LED indica que modo automático está selecionado.

BRG Geradores Página 8 de 21


MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE GERADORES

Os LEDs do display estão indicados da seguinte forma:

Alarm:
Piscando: Alarmes não-reconhecidos
presentes.

Power: Indica equipamento energizado.

Self check OK: Indica que unidade está OK

Alarm inh.: Indica inibição de alarme ativa.

V1 V2 V3

Gerador em funcionamento.

Frequência/tensão do gerador OK.

Disjuntor do gerador LIGADO.

Disjuntor da rede LIGADO.

Tensão de rede OK.

Auto: ON. Semi-auto: OFF.

BRG Geradores Página 9 de 21


AGC Manual do Operador

2.1 Funções dos Botões AGC 200 e LEDs

Funções dos botões

A unidade de display possui um número de funções desempenhadas por botões


as quais são descritas abaixo.

1 2 3 4 5

20 9

19 10

18 17 16 15 14 13 12 11

BRG Geradores Página 10 de 21


AGC Manual do Operador

1. Vista dos valores medidos


2. Históricos de eventos/alarmes.
3. Configuração dos parámetros
4. Menui de Serviço
5. Botões de navegação
6. Lista de alarmes
7. Silenciar a Sirene
8. Retornar/ Voltar
9. Modo Test
10. Test de LEDs
11. Modo Semi automático
12. Modo OFF
13. Modo Manual
14. Modo Auto
15. Abrir MB
16. Fechar MB
17. Abrir GB
18. Fechar GB
19. STOP: Parada do grupo gerador de estiver selecionado "SEMI-AUTO" o "MANUAL".
20. START: Partida do grupo gerador de estiver selecionado "SEMI-AUTO" o "MANUAL".

Funções dos LEDs

A unidade de display contém 10 funções de LEDs. A cor mostrada poderá ser verde ou
vermelho ou uma combinação em diferentes situações.

1. LEDs configuravéis pelo usuario.


2. O LED indica que a alimentação auxiliar está OK.
3. O LED Piscando indica Alarme não reconhecido .
O LED Permanente indica alarme visualizado/ aceito.
O LED Apagado não existe alarme.
4. Modo OFF.
5. Modo Semiautomático.
6. Modo Manual.
7. Modo Auto.
BRG Geradores Página 11 de 21
AGC Manual do Operador

8. LED verde se a rede está presente e não apresenta problemas.


LED vermelho em caso de falha na rede.
LED verde piscando quando a rede retorna e assim permanece durante o tempo de
verificação da rede ‘mains OK delay’.
9. Este LED indica que o disjuntor de rede está fechado.
10. Este LED indica que e o disjuntor do gerador está fechado.
11. O LED verde indica tensão e frequência estão OK.
12. O LED indica que o motor está em funcionamento.

1 2 3

12 11 10 9 8 7 6 5 4

BRG Geradores Página 12 de 21


AGC Manual do Operador

2.2 Estrutura do menu dos AGC – 3 e AGC - 4

O display inclui dois sistemas de menu que podem ser usados sem
senha de entrada.

Sistema de menu de visualização (View)


Este é o sistema de menu comumente utilizado. 15 janelas são
configuráveis e podem ser acessadas usando-se os botões indicados por
setas.

Sistema de menu de configuração (Setup) (não frequentemente


usado pelo operador)
Este sistema de menu é usado para configurar a unidade, e caso o
operador necessite
de informação detalhada que não está disponível no menu de
visualização. Mudança de configuração de parâmetros é
protegido com senha.

Janela de entrada
(inicial)
Quando a unidade é ligada, surge uma janela de entrada. A janela de entrada
é o ponto inicial na estrutura do menu e sendo assim, é o caminho para os
outros menus. A janela pode sempre ser acessada ao se pressionar o botão
BACK 3 vezes.

A lista de eventos e alarmes aparece ao ligar, em caso de algum alarme presente.

BRG Geradores Página 13 de 21


AGC Manual do Operador

2.3 Menu de visualização do AGC - 3 ou AGC - 4

Os menus de visualização (V1, V2 e V3) são os menus que o operador usará


diariamente.

Primeira linha do display Segunda e terceira linhas do display


Estado operacional ou medições Medições relacionadas ao estado operacional

Quarta linha do display


Seleção dos menus visual e de configuração

Nos menus de visualização, diferentes valores medidos serão mostrados.

Navegação do menu de visualização

As leituras etc. são todas selecionadas movendo-se o cursor (quarta linha de


display (note o sublinhado em V1 no desenho acima – este é o cursor)):

O cursor é movido usando-se os botões e localizados no lado


direito do display. Janela de visualização 1
Exibe valores medidos de acordo com as seleções feitas durante a configuração.

Para informações detalhadas sobre configuração, favor consultar


o Designer’s
Reference Handbook.

V1 contém até 15 janelas (views) diferentes que podem ser selecionadas


usando-se os botões e localizados no lado direito do display.

BRG Geradores Página 14 de 21


AGC Manual do Operador

2.4 Menu de visualização do AGC - 200

Os menus de visualização (V1, V2 e V3) são os menus que o operador usará


diariamente.

1 MAINS FAILURE
U-supply 24.1 V
2 G 0.001 PF 0 kW
G 0 kVA 0 kVAr
Energy Total 0 kWh
3
Run Absolute 0 hrs
4 1/20

Os menus de Vistas podem apresentar diversos valores medidos. As vistas


contem 25 janelas diferentes com informações variavéis que podem ser
selecionadas pelos botões e situados no lado direito da tela.

1. Primera linha: estado operativo ou medidas


2. Segunda linha: medidas relativas e estado operativo
3. Terceira linha: medidas relativas e estado operativo
4. Quarta linha: seleção dos menus e indentificação de qual vista você se
encontra.

BRG Geradores Página 15 de 21


AGC Manual do Operador

Linha de texto de estados


Esta tabela explica as diferentes mensagens dos AGCs 3, 4 e 200.

Texto de estado Condição Comentários


BLOCK Modo de bloqueio ativado
SIMPLE TEST
LOAD TEST
Modo de teste ativado
FULL TEST
SIMPLE TEST ###.#min
LOAD TEST ###.#min Modo de teste ativado e timer de
FULL TEST ###.#min teste em contagem regressiva
ISLAND MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
ISLAND SEMI
outra ação ocorrendo
READY ISLAND AUTO Grupo gerador parado em Auto
ISLAND ACTIVE Grupo funcionando em Auto
AMF MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
AMF SEMI
outra ação ocorrendo
READY AMF AUTO Grupo gerador parado em Auto
AMF ACTIVE Grupo funcionando em Auto
FIXED POW ER MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
FIXED POW ER SEMI
outra ação ocorrendo
READY FIXED P AUTO Grupo gerador parado em Auto
FIXED POW ER ACTIVE Grupo funcionando em Auto
PEAK SHAVING MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
PEAK SHAVING SEMI
outra ação ocorrendo
READY PEAK SHAV AUTO Grupo gerador parado em Auto
PEAK SHAVING ACTIVE Grupo funcionando em Auto
LOAD TAKE OVER MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
LOAD TAKE OVER SEMI
outra ação ocorrendo
READY LTO AUTO Grupo gerador parado em Auto
LTO ACTIVE Grupo funcionando em Auto
MAINS P EXPORT MAN Grupo gerador parado ou
funcionando sem nenhuma
MAINS P EXPORT SEMI
outra ação ocorrendo
READY MPE AUTO Grupo gerador parado em Auto
Gerador funcionando em expor-
MPE ACTIVE
tação de potência para a rede
Gerador parado e alarme(s)
DG BLOCKED FOR START
ativo(s) no gerador
Gerador em funcionamento, GB
GB ON BLOCKED aberto e alarme ativo de ‘Trip
GB’
SHUTDOW N OVERRIDE A entrada configurável está ativa
Entrada configurável está
ACCESS LOCK ativada, e operador tenta ativar
um dos botões bloqueados
Algum equipamento externo Um acionamento externo
GB TRIP EXTERNALLY
acionou o disjuntor está registrado no log
MB TRIP EXTERNALLY Algum equipamento externo Um acionamento externo
BRG Geradores Página 16 de 21
AGC Manual do Operador
Texto de estado Condição Comentários
acionou o disjuntor está registrado no log
Função de marcha lenta ativa.
IDLE RUN Grupo gerador não parará, até
que um timer seja finalizado
Timer de funcionamento em
IDLE RUN ###.#min
marcha lenta está ativo
Compensação está ativa Frequência fora do ajuste
COMPENSATION FREQ.
nominal
Aux. test ##.#V ####s Teste de bateria ativado
Diminuindo a carga no gerador a
DELOAD
fim de se abrir o disjuntor
O ajuste de partida do gerador
START DG(s) IN ###s
foi excedido
O ajuste de parada do gerador
STOP DG(s) IN ###s
foi excedido
O relê de preparo para partida
START PREPARE
está ativado
START RELAY ON Relê de partida ativado
Relê de partida está desativado
START RELAY OFF
durante sequência de partida
Falha de rede e timer de falha
MAINS FAILURE
de rede expirado
Medições de frequência ou O timer exibido é o atraso
MAINS FAILURE IN ###s voltagem está fora dos limites da falha de rede. Texto em
unidades da rede
Tensão de rede OK após falha O timer exibido é o atraso
MAINS U OK DEL ####s
de rede da rede quando está OK
Frequencia de rede OK após O timer exibido é o atraso
MAINS f OK DEL ####s
falha de rede da rede quando está OK
Tensão e frequência no gerador Quando timer se esgota é
Hz/V OK IN ###s estão OK permitido operar o disjuntor
do gerador
COOLING DOW N ###s Período de resfriamento ativado
Mensagem exibida quando
GEN-SET STOPPING
resfriamento foi finalizado
EXT. STOP TIME ###s
Mensagem exibida se a
PROGRAMMING LANGUAGE linguagem é baixada do PC
utility software
Gerador muito lento durante
TOO SLOW 00<-------------
sincronização
Gerador muito rápido durante
-----------> 00 TOO FAST
sincronização
Uma sequência planejada de Não há falha na rede
EXT. START ORDER falha automática da rede está durante esta sequência
ativada
Gerenciamento de potência foi Opção G5 deve estar
SELECT GEN-SET MODE desativado e nenhum outro disponível
grupo gerador foi selecionado
Erro na configuração rápida da
QUICK SETUP ERROR
aplicação
Conecte a linha CAN de
MOUNT CAN CONNECTOR
gerenciamento de potência

BRG Geradores Página 17 de 71


AGC Manual do Operador
Texto de estado Condição Comentários
Rampa de potência está sendo
feita em passos, e o próximo
RAMP TO #####kW passo que será alcançado após
o timer ser esgotado será
exibido
Exibe o ajuste da diminuição de
DERATED TO #####kW
potência

Neste momento o gerador


esta em sincronismo, sendo
O gerador esta sincronizando
assim o disjuntor e fechado
automaticamente.

O gerador está sincronizando


devagar

O gerador esta sincronizando


muito rápido

BRG Geradores Página 18 de 71


AGC Manual do Operador
2.5 Menu de modo de operação dos AGCs 3, 4 e 200
Se o botão MODE é pressionado, uma seleção de possíveis modos operacionais aparece na
quarta linha de exibição.

Usando-se os botões e move-se o cursor, e o modo apropriado pode ser selecionado ao


se pressionar o botão SEL:

Modo Descrição
- Os botões do display (START, STOP, GB ON, GB OFF) estão ativados e podem
ser usados pelo operador.
- Os reguladores também estão ativos, por exemplo, o controle de velocidade
SEMI
colocará o gerador em velocidade nominal ao iniciar.
- Quando pressionar o botão do disjuntor para fechar, o DG sincronizará (se
permitido) o disjuntor. Quando o disjuntor fecha, os controles param.
- A unidade partirá o gerador, realizar a sequência de teste (período de tempo
pré-definido) e parar o gerador novamente. Subsequentemente, o gerador
retornará ao modo AUTO or SEMI-AUTO. O disjuntor de rede permanecerá
fechado, e o disjuntor do gerador permanecerá aberto. NOTA: O teste de
TEST
funcionamento pode ser: Teste simples: partindo o grupo gerador sem fechar o
disjuntor de gerador. Teste de carga: paralelo a rede e assume carga a um valor
pré-definido. Teste completo: transfere carga ao grupo gerador e abre o disjuntor
da rede.
- A unidade automaticamente irá conduzir o tipo de controle selecionado (Falha
automática da rede -AMF, base de carga - fixed power etc.).
- Os botões de controle do display (START, STOP, GB ON, GB OFF) são
AUTO desabilitados.
- Se o modo de funcionamento for base de carga, exportação de potência para
rede, horário de ponta ou ilha, partida/parada programada ou entrada binária,
então start/stop podem ser usados.
- Os botões do display (START, STOP) estão ativos e podem ser usados pelo
operador.
- Os reguladores não estão ativos, por exemplo, controle de velocidade (e tensão)
MAN precisa ser executado usando-se entradas binárias para controle UP e DOWN.
- Os disjuntores serão capazes de abrir ou fechar a qualquer hora. A checagem
de sincronia será sempre realizada a fim de garantir fechamento seguro dos
disjuntores.
- A unidade não poderá ser colocada em funcionamento. Modo BLOCK (bloqueio)
BLOCK pode ser selecionado durante parada e a senha é necessária para sair do modo
ou de bloqueio. Se modo de bloqueio é selecionado com o gerador em
OFF funcionamento, o modo não terá efeito até que o gerador seja parado. Para
selecionar outro modo após o modo de bloqueio, a senha deve ser inserida.

Para retornar às outras funções a partir da seleção de modo (MODE) pressione o botão BACK.

BRG Geradores Página 19 de 71


AGC Manual do Operador

2.6 Manuseio dos alarmes no AGC - 3 ou AGC - 4

Quando ocorre um alarme, a unidade irá automaticamente para a lista de alarmes


para a exibição do alarme.

Se não é desejada a leitura de alarmes, use o botão BACK para sair da lista de
alarmes.

Se desejar acessar a lista de alarmes posteriormente, use o botão INFO para acessar
diretamente para leitura de lista de alarmes.

A lista de alarmes contém tanto alarmes reconhecidos como não reconhecidos,


desde que ainda estejam ativos (a condição do alarme ainda é presente). Uma vez que
um alarme é conhecido e a condição desaparecer, o alarme não será mais exibido na
lista de alarmes.

Isto significa que se não há mais alarmes, a lista de alarmes estará vazia.

G 0 0 0V
1230 Gen low-volt 1
UN-ACK | 2 Alarm(s)

ACK FIRST LAST

Este exemplo de exibição indica um alarme desconhecido. O display pode mostrar apenas um
alarme por vez. Entretanto, todos os outros alarmes estão ocultos.
.

Para ver os outros alarmes, use os botões e para percorrer o display.

Para um alarme conhecido, coloque o cursor (sublinhado) sob ‘ACK’ e então pressione SEL.

Para pular ao primeiro (mais antigo) ou ao último alarme (mais atual), coloque o cursor sob a
seleção (FIRST ou LAST) e pressione SEL.

Lista de logs (registros)


O log é dividido em 3 listas diferentes:

1. Eventos
2. Alarmes
3. Teste de bateria

A lista de log contém até 150 eventos, a lista de alarmes contém o histórico de até 30 alarmes e
o teste de bateria contém o histórico de até 52 testes de bateria.

Um evento é, por exemplo, o fechamento do disjuntor e partida do motor. Um alarme é, por


exemplo, uma sobrecorrente ou alta temperatura da água do radiador. Um teste de bateria é,
por exemplo, “test OK” ou “test failed” (teste reprovado).

BRG Geradores Página 20 de 71


AGC Manual do Operador

Para entrar à lista de logs (registros):

1. Pressione LOG.
2. Selecione a lista necessária usando-se os botões , e pressione o botão SEL.
3. Para mover para cima e para baixo na lista, use os botões e .

Também é possível ir aos primeiros registros (mais antigos) ou os últimos (mais recentes)
posicionando-se o cursor (sublinhado) sob a seleção (mova o cursor usando os botões e )
e então pressione o botão SEL.

Para apagar os alarmes do motor pressione LOG por 5 segundos até que o alarme apareça após

analisar a causa do alarme pressione até que o sublinhado fique no CLRALL, após isso
pressione a tecla SEL será solicitada uma senha que aparecerá 1999 pressione até
aparecer 2002, pressione SEL novamente, o controlador irá retornar para a tela com os alarmes

pressione até que o sublinhado fique no CLRALL, após isso pressione a tecla SEL. Para ter
certeza que o alarme foi removido repita o procedimento até aparecer NO SCANIA DTC.

Em alguns casos mesmo removendo os alarmes da EMS o motor não volta a funcionar,
caso isso ocorra abaixo do display do controlador possui uma chave tic tac de duas posições
desligue por 5 segundos e religue será gerado um alarme EI Comm Error, aceite o alarme
pressionando SEL e tente funcionar o motor.

Para ter acesso a chave tic tac da foto acima é necessário abrir a porta lateral externa de
acesso ao módulo e após abrir a trava para acesso dos bornes de ligação.

Para ter acesso a chave tic tac da foto acima é necessário apenas abrir a porta externa de
acesso ao módulo.

Em alguns casos é necessário abrir a trava do painel por trás para ter acesso a chave.

BRG Geradores Página 21 de 71


AGC Manual do Operador

2.7 Manuseio dos alarmes no AGC - 200

Quando apresenta se um alarme, o controlador mudara automaticamente para a vista de


histórico de alarmes ativos.
Se não desejar visualizar os alarmes, utilize o botão ESC para sair do histórico de
eventos/alarmes,
caso decida voltar a tela de históricos de alarmes basta aperrtar a tecla

MAINS
FAILURE
Alarm list:
Ch 1300
UNACK BB U<
1
10-01-06 15:20:21:0

1/1 alarm (s)

Acima um exemplo da tela com um alarme não vizualizado UNACK, para que você aceite
o alarme basta clicar na tecla e aceitar, sendo assim o mesmo ira aparecer ACK, porem se
o alarme apresentado não for resolvido o mesmo não ira sair da tela de histórico de alarmes.

Para vizualizar outros alarmes basta clicar ou para navegar pelo menu.

Lista de logs (registros)

O log é dividido em 3 listas diferentes:

1. Eventos
2. Alarmes
3. Teste de bateria

A lista de log contém até 150 eventos, a lista de alarmes contém o histórico de até 30
alarmes e o teste de bateria contém o histórico de até 52 testes de bateria.

Um evento é, por exemplo, o fechamento do disjuntor e partida do motor. Um alarme é,


por exemplo, uma sobrecorrente ou alta temperatura da água do radiador. Um teste de bateria
é, por exemplo, “test OK” ou “test failed” (teste reprovado).

BRG Geradores Página 22 de 71


AGC Manual do Operador

Para entrar à lista de logs (registros):

1. Pressione LOG.
2. Selecione a lista necessária usando-se os botões , e pressione o botão SEL.
3. Para mover para cima e para baixo na lista, use os botões e .

Também é possível ir aos primeiros registros (mais antigos) ou os últimos (mais recentes)
posicionando-se o cursor (sublinhado) sob a seleção (mova o cursor usando os botões e )
e então pressione o botão SEL.

Para visualização dos alarmes contido na EMS (Eletronic Motor System), pressiona-se a
tecla log por cerca de 5 segundos que a lista de alarmes será apresentada. Na segunda linha
apresenta-se o código do alarme e sua descrição, na terceira linha é apresentado se o alarme é
ative (inibe o funcionamento do motor) ou passive ( menor gravidade) e na quarta linha tem a
opção CLRALL (apaga os alarmes) FIRST (vai para o primeiro alarme) e LAST (vai para o ultimo
alarme).

Antes de apagar os alarmes da EMS é “OBRIGATÓRIO” anotar os alarmes com os


códigos e repassar para o monitoramento BRG Geradores.

Para apagar o alarmes do motor pressione va até a opção KP2000 CLRALL, após
isso pressione a tecla SEL. Para ter certeza que o alarme foi removido repita o procedimento até
aparecer NO ALARMS. Em alguns casos mesmo removendo os alarmes da EMS o motor não
volta a funcionar, caso isso ocorra dentro do painel se encontra uma tic tac de duas posições
desligue por 5 segundos e religue será gerado um alarme EI Comm Error, aceite o alarme
pressionando SEL e tente funcionar o motor.

Para ter acesso a chave tic tac da foto acima é necessário apenas abrir a porta externa de
acesso ao módulo.

Em alguns casos é necessário abrir a trava do painel por trás para ter acesso a chave.

BRG Geradores Página 23 de 71


AGC Manual do Operador
3. Lista de alarmes AGC-3, 4 e 200

CÓDIGO DESCRIÇÃO SIGNIFICADO Possíveis causas


Normalmente nos geradores
Potência reversa (o gerador/ rede / isto ocorre por perda de
1000 G/M/BA -P> 1 barramento para de enviar energia potência devido a entupimento
e passa a receber) dos filtros de diesel e separador
de água (racor)
Potência reversa, o gerador/ rede / Normalmente nos geradores
barramento para de enviar energia isto ocorre por perda de
1010 G/M/BA -P> 2 e passa a receber. Ativo quando o potência devido a entupimento
valor de proteção é superado em dos filtros de diesel e separador
menor tempo. de água (racor)
Sobrecorrente ( ativo quando a Verificação de curto-circuito,
1030 G/M/BA I> 1 corrente nominal é superada da carga aplicada ao gerador,
durante o tempo programado) diodos, regulador de tensão.
Verificação de curto-circuito,
1040 G/M/BA I> 2 da carga aplicada ao gerador,
diodos, regulador de tensão.
Sobrecorrente ( ativo quando a Verificação de curto-circuito,
1050 G/M/BA I> 3 corrente nominal é superada da carga aplicada ao gerador,
durante o tempo programado) diodos, regulador de tensão.
Verificação de curto-circuito,
1060 G/M/BA I> 4 da carga aplicada ao gerador,
diodos, regulador de tensão.
Corrente de curto-circuito (ativo Verificação de curto-circuito,
1130 G/M/BA I>> 1
quando uma corrente muito alta é da carga aplicada ao gerador.
aplicada ao gerador ou ao sistema). Verificação de curto-circuito,
1140 G/M/BA I>> 2
Ex. Transformadores da carga aplicada ao gerador.
Ajuste do regulador de tensão,
Sobretensão ( quando a tensão
1150 G/M/BA U> 1 diodos em curto, remoção de
supera a nominal acima da
carga muito rápido.
porcentagem e do tempo
Ajuste do regulador de tensão,
1160 G/M/BA U> 2 programado)
diodos em curto.
1170 G/M/BA U< 1 Ajuste do regulador de tensão,
1180 G/M/BA U< 2 diodos em curto, cargas
altamente indutivas inseridas
no sistema, F+ e F- alternador
Subtensão ( quando a tensão está
rompidos, excitatriz em curto
abaixo da nominal por um valor e
(resistência normal 18ῼ),
1190 G/M/BA U< 3 tempo determinado)
excitatriz sem tensão residual),
diodo (s) queimado (s),
regulador de tensão queimado

1210 G/M/BA F> 1 Retirada muito rápida de carga,


1220 G/M/BA F> 2 abertura do disjuntor do
gerador por trip externo
Sobrefrequência ( quando a
quando o mesmo está
frequência está acima da nominal e
submetido à carga. Caso motor
nível de proteção por determinado
com sistema de atuador
tempo)
1230 G/M/BA F> 3 eletromecânico: verificar folgas
do braço atuador, bomba
desregulada, ganho do
regulador de velocidade
desajustado.

BRG Geradores Página 24 de 71


AGC Manual do Operador

1240 G/M/BA F< 1


Subfrequência ( quando a
Entrada de ar, falta de diesel,
1250 G/M/BA F< 2 frequência está abaixo da nominal e
filtro entupido, diesel
nível de proteção por determinado contaminado, carga muito alta
1260 G/M/BA F< 3 tempo) aplicada instantaneamente.
1270 BB U> 1 Capacitores em excesso no
Sobretensão do barramento
1280 BB U> 2 sistema, concessionária com
(quando tensão do barramento está
problemas no regulador de
1290 BB U> 3 acima da nominal)
tensão.
1300 BB U< 1
Problemas com a
1310 BB U< 2
Subtensão no barramento concessionária, geradores com
1320 BB U< 3
excesso de reativo.
1330 BB U< 4
1350 BB F> 1
1360 BB F > 2 Sobrefrequência do barramento
1370 BB F > 3
1380 BB F< 1
1390 BB F< 2
Subfrequência do barramento
1400 BB F< 3
1410 BB F< 4
Ativo quando o gerador assume ou Sobrevelocidade do gerador,
1420 Df/dt (ROCOF)
devolve a carga muito rapidamente. ganhos de potência muito altos.
Quando o campo magnético desliza
1430 Vector Junp
em relação ao estator magnético
1450 G/M/BA P> 1
O alarme e a classe de falha serão
1460 G/M/BA P> 2 A carga aplicada ao gerador ou a
ativados quando a potência ficar
1470 G/M/BA P> 3 concessionária está acima da
acima do valor e do tempo
1480 G/M/BA P> 4 nominal.
programado.
1490 G/M/BA P> 5
Carga do cliente mal distribuída
G/M Unbalance Corrente do gerador ou da rede entre as fases, gerador com
1500
current desbalanceada. terminal rompido, TC curto
circuitado.
No Gerador pode ser causado
Desbalanceamento de tensão será pelo rompimento de cabos ou do
ativado na diferença entre a máxima terminal de ligação do
G/M Unbalance leitura e a alternador, carga do cliente mal
1510
Volt Mínima leitura quando a diferença distribuída. Na rede
de 3 medições de tensão passar o normalmente é causado por
valor e o tempo programado. queima de proteções da rede
como fusíveis.
Perda de excitação, verificar
Configuração relativa com a regulagem do regulador de
potência nominal. O alarme e a tensão, fio 70 e 71 se estão com
1520 G/BA/M –Q> classe de falha serão ativados mau contato ou resistor
quando ter importado Var maior do queimado (470 ῼ), se a carga do
que o valor e o tempo programado. cliente não apresenta
capacitores.

BRG Geradores Página 25 de 71


AGC Manual do Operador

Tensão do gerador muito acima


da tensão do barramento, fio 70
O alarme e a classe de falha serão
e 71 com mau contato ou
ativados quando ter exportado Var
1530 G/BA/M Q> resistor queimado (470 ῼ),
maior do que o valor e o tempo
carga do cliente altamente
programado.
indutiva, ou seja com muitos
motores.
G/M/BA A proteção normalmente é utilizada
1600 Directional quando não se pode exportar para a
Overcurrent 1 concessionária. Ou seja você não Verificar ganhos de potência dos
G/M/BA pode exceder o limite de corrente de geradores
1610 Directional importação ou exportação para a
Overcurrent 2 concessionária.
Desbalanceamento de tensão do Carga desbalanceada, ou curto
1620 BB Ubalanced U
barramento em uma das fases.
O alarme ativaria se a tensão atual
2120 Sync window sofresse uma variação com a tensão
nominal nesta porcentagem.
GB: Disjuntor do Gerador
TB: Disjuntor Tie breaker (Unidade
do Mains)
GB/TB/BTB sync
2130 BTB: Disjuntor BUS tie.
failure
O controle não tem sucesso ao tentar
sincronizar o disjuntor ao
barramento neste períodode tempo.
O controle não tiver sucesso ao
2140 MB Sync failure tentar sincronizar o disjuntor ao
barramento neste período de tempo.
Mudar sequência de fase
Durante o sincronismo o controle
(fisicamente), em versões mais
detecta a direção da rotação das
recentes de firmware o
2150 Phase Seq error fases do gerador e se estão na
controlador detecta se as fases
direção de oposição ao do
estão no sentido horário ou anti-
barramento.
horário.
Verifique o relé de comando de
abertura, do gerador relé 14.
GB/TB/BTB open O disjuntor do gerador/ Tie / Bus Verifique mau contato nos
2160
fail Tie não abre. conectores superiores do
disjuntor do gerador. Bobina de
abertura com defeito
Verifique o relé de comando de
abertura, do gerador relé 17.
GB/TB/BTB close O disjuntor do gerador/ Tie / Bus tie Verifique mal contato nos
2170
fail não fecha. conectores superiores do
disjuntor do gerador. Bobina de
abertura com defeito
Falha de posicionamento do Verificar se o disjuntor + de 16A
GB/TB/BTB pos
2180 disjuntor, quando o módulo está está desligado, contatos
fail
sem o feedback do disjuntor . auxiliares do disjuntor.

BRG Geradores Página 26 de 71


AGC Manual do Operador

Verifique o relé de comando de


abertura, do gerador relé 8.
O disjuntor de rede não está abrindo Verifique mau contato nos
2200 MB open fail
ou feedback de abertura não chega conectores superiores do
disjuntor do gerador. Bobina de
abertura com defeito
Verifique o relé de comando de
abertura, do gerador relé 11.
O disjuntor de rede não está
Verifique mau contato nos
2210 MB close fail fechando ou feedback de
conectores superiores do
fechamento não chega
disjuntor do gerador. Bobina de
abertura com defeito
Falha de posicionamento do Verificar se o disjuntor + de 16A
2220 MB pos fail disjuntor, quando o módulo está está desligado, contatos
sem o feedback do disjuntor . auxiliares do disjuntor.
Quando o close before excitation
Close Before está habilitado e o disjuntor não
2270
excitation fail fecha quando o gerador não atinge a
rotação.
Quando o controlador tenta
2560 GOV reg. fail aumentar ou diminuir a rotação e Filtros sujos, falta de diesel.
não consegue.
Quando o gerador está devolvendo a
Verificar programação. E ganhos
2630 Deload Error carga e não consegue devolver ela
de devolução de carga.
por completo.
Quando o controlador atinge o Verificar regulagem do P1 do
máximo de regulagem externa ou regulador de tensão (passar
2680 AVR reg. fail seja manda o máximo sinal para para manual, resetar o módulo
aumentar a tensão ou diminuir e a funcionar o motor e regular). 70
tensão não responde. e 71 em curto ou rompido
Foi atingido o nível mínimo de
4480 VDO fuel 108.1 combustível neste nível o motor Abastecer, ou a boia está travada
ainda não para de funcionar
Foi atingido o nível mínimo de
4490 VDO fuel 108.2 combustível neste nível o motor Abastecer, ou a boia está travada
para de funcionar
O motor com rotação acima do
4510 Overspeed 1
permitido Verificar se não foi retirada a
O motor com rotação acima do carga instantaneamente.
4520 Overspeed 2
permitido
Verificar o relé 121, se o motor
de arranque não apresenta
O controlador não consegue acionar
4530 Cranck failure nenhuma avaria, verificar os
o motor de partida
polos da bateria e terminais se
estão soltos
O controlador não recebe o status
4540 Run Feedb failure Verificar sensor pick up
que o gerador começou a funcionar
O controlador detecta que o sensor
Verificar fio do sensor pick up
4550 MPU wirebreak pick up está desconectado ou com
(100 e 101)
fio rompido

BRG Geradores Página 27 de 71


AGC Manual do Operador

A tensão e a frequência não fica


Possível entrada de ar,
dentro dos limites de proteção
4560 Hz/V failure regulador de tensão (AVR)
depois do feedback de
desregulado
funcionamento do motor estar ativo
Verifique os alarmes da EMS
Depois das tentativas de partida o
(pressione log por cerca de 5
4570 Start failure gerador não entra em
segundos que o alarme irá
funcionamento
aparecer), falta de diesel.
Verificar o extend stop, verificar
O controlador não consegue parar o
4580 Stop failure solenoide de diesel se está
funcionamento do gerador
travada
A tensão de alimentação do módulo Verificar baterias, e carregador
4960 U < aux. Term. 1
está abaixo da nominal de baterias
Verificar baterias, e carregador
A tensão de alimentação do módulo
4970 U> aux. Term 1 de baterias, e alternador do
está acima da nominal
motor
Verificar baterias, e carregador
A tensão de alimentação do módulo
4980 U < aux. Term. 98 de baterias, mau contato no
está abaixo da nominal
pente de conexão do pino 98
Verificar baterias, e carregador
A tensão de alimentação do módulo
4990 U> aux. Term 98 de baterias, e alternador do
está acima da nominal
motor
Este alarme é para falha de
6280 Int. comm fail comunicação entre o processador de
rede e a interface do motor.
Fonte de alimentação externa,
resistência de pré-aquecimento
Temperatura do motor quando está
6330 Engine Heater 1 com defeito (em curto ou
parado abaixo da nominal
aberta), disjuntor A2 com
problemas.
Supervisão da linha de comunicação
externa.
O alarme ira ocorrer quando não
7520 Ext. comm. Error Verificar fio 29 e 31.
tenha avido qualquer comunicação
durante o tempo determinado
(delay).
7530 CAN fail mode Falha na comunicação CAN
Supervisão da linha de comunicação
externa. Verificar fio 131 e 133, chave
O alarme ira ocorrer quando não liga/desliga EMS, tensão da
7570 EI comm. error
tenha avido qualquer comunicação bateria, resistor entre 131 e 133
durante o tempo determinado (120 ῼ), inversão dos fios
(delay).
Pressione log para verificar o
Aviso que o sistema de controle do
7580 EIC warning defeito apresentado e consulte
motor está com problemas
os alarmes da EMS
Pressione log para verificar o
7590 EIC shutdown A EMS manda desligar o motor defeito apresentado e consulte
os alarmes da EMS
O sistema de controle do motor
7600 EIC overspeed (EMS) detecta sobrevelocidade no
motor

BRG Geradores Página 28 de 71


AGC Manual do Operador

Radiador sujo, válvula


Alta temperatura domotor termostática travada, excesso de
7610 EIC coolant t. 1
registrado pela SEM carga aplicada ao motor, correia
bomba d’água
Radiador sujo, válvula
Alta temperatura do motor
7620 EIC coolant t. 2 termostática travada, excesso de
registrado pela SEM
carga aplicada ao motor.
7630 EIC oil press. 1 Nível de óleo lubrificante baixo
Pressão de óleo do motor fora do ou alto, completar se estiver
7640 EIC oil press. 2 nominal. baixo ou realizar a troca se já
estiver vencido.
7650 EIC oil temp. 1 Temperatura do óleo fora da
7660 EIC oil temp. 2 nominal
Any BTB
Controladores com plantas Verificar qual controlador está
7870 missing/appl
diferentes escritas com planta diferente e adequá-lo
hazard
Falha de comunicação na CAN A dos Resistores de inicio e final de
7930 CAN 1 Comm error
módulos. linha (120ῼ), mal contato no
Falha de comunicação na CAN B dos conector, ID diferente no
7940 CAN 2 Comm error módulos controlador.

4. Alarmes Gerados pelo motor

ML-2 displayed text Description

Overreving
Um ou ambos sensores com velocidade acima 3000 rpm

Speed sensor 1 Sensor de rotação 1

Speed sensor 2 Sensor de rotação 2

Water T Sensor Sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor

Char. air T sen Sensor de temperatura do ar de admissão

Char. air P sen Sensor de pressão do ar de admissão

Oil temp. sen. Sensor de temperatura do óleo

Oil pres. Sen. Sensor de pressão de óleo

Fault in cor. Falha no coordenador

Throttle pedal Mensagem CAN para indicar a velocidade nominal fora da faixa

BRG Geradores Página 29 de 71


AGC Manual do Operador

Emerg. Stop Parada de emergência do motor

Oil pres. Prot Proteção da pressão do óleo ativado

Wrong parameter Definição de parâmetros errado para comunicação CAN detectada

Battery voltage Tensão da bateria fora da faixa

Emerg. Stop cor Botão de parada de emergência ativado

CAN cir. Defect Circuito da comunicação CAN com defeito

Can mess. DLN1 Mensagem CAN para o coordenador ausente ou não está correto

Wrong CAN ver. Versão CAN na EMS ou no coordenador não corresponde

Un. Inj. Cyl. 1 Unidade de injeção do cilindro 1

Un. Inj. Cyl. 2 Unidade de injeção do cilindro 2

Un. Inj. Cyl. 3 Unidade de injeção do cilindro 3

Un. Inj. Cyl. 4 Unidade de injeção do cilindro 4

Un. Inj. Cyl. 5 Unidade de injeção do cilindro 5

Un. Inj. Cyl. 6 Unidade de injeção do cilindro 6

Un. Inj. Cyl. 7 Unidade de injeção do cilindro 7

Un. Inj. Cyl. 8 Unidade de injeção do cilindro 8

Extra. Ana. Inp. Tensão fora da faixa no pino extra de entrada analógica

System shutdown Sistema desligado incorretamente

Coola. L. prot. Baixo nível do líquido de arrefecimento do motor

HW watchdog Hardware watchdog

Fault in RAM A EMS detectou que a memória falha e não está funcionando corretamente

BRG Geradores Página 30 de 71


AGC Manual do Operador

O programa da EMS detectou que teve entradas alteradas de maneira


Seal
proibida

Coola. shut off Temperatura do líquido de arrefecimento/ pressão de óleo desligou motor

Overheat prot. Proteção contra superaquecimento ativada

Fault in TPU Erro na unidade do processador temporizado TPU

5. Bloqueio da máquina
Para realizar qualquer tipo de manutenção em uma máquina, é obrigatório o
bloqueio da máquina.

Procedimentos para bloqueio:


1- Pressione a Tecla Mode

2- Mova o cursor usando os botões e , você passará pelas funções


AUTO, SEMI, MANUAL e BLOCK.

3- Pressione SEL para selecionar BLOCK.

4- Pressione o botão de Emergência:

Procedimentos para desbloqueio:

1- Pressione a Tecla Mode, o módulo te pedirá uma senha, use os botões


e , insira a senha 2000 e pressione SEL.

2- Mova o cursor usando os botões e , você passará pelas funções


AUTO, SEMI, MANUAL e BLOCK.

3- Quando a função AUTO estiver sublinhada pressione SEL.

BRG Geradores Página 31 de 71


AGC Manual do Operador

6. Disjuntores
Cada gerador é equipado com um disjuntor sendo fabricado pela Schneider ou
ABB com capacidade de corrente de 250 a 1600 A, de acordo com a usina.
Sendo que as intervenções e analises que podem ser feitas seguem abaixo.

BRG Geradores Página 32 de 71


AGC Manual do Operador
Informações sobre posicionamento e mola do disjuntor:

Figura 1. Disjuntor aberto e mola descarregada a esquerda Schneider a direita ABB.

Figura 2. Disjuntor fechado e mola descarregada a esquerda Schneider a direita ABB.

Figura 3. Disjuntor aberto, com mola carregada e não está pronto para fechar da Schneider.

Figura 4. Disjuntor fechado e mola carregada a esquerda Schneider a direita ABB.

BRG Geradores Página 33 de 71


AGC Manual do Operador

Figura 5. Disjuntor aberto, mola carregada e pronto para fechar a esquerda Schneider a direita ABB.

Pode ocorrer do motor de pré-carga da mola estragar para realizar


as manobras normalmente é necessário carregar manualmente a mola.
Para isto puxe a alavanca até que escute um “clack” que indica que a mola
foi carregada. Conforme figura abaixo:

Figura 6. Alavanca de carga manual da mola a esquerda Schneider a direita ABB.

Em caso de “TRIP” no disjuntor uma tira laranjada vai ficar para fora
próximo ao local escrito reset, pressione a mesma para o interior do disjuntor
até que fique no mesmo nível do disjuntor, após pressione a tecla reset no
disjuntor, próximo aos leds conforme ilustração abaixo:

BRG Geradores Página 34 de 71


AGC Manual do Operador

7. Alternador

7.1. Regulador de Tensão TH2:

7.1.1 Indicação dos LED'S

OK – Regulador Ligado;
Oex - LIGADO = Indicação de sobretensão atuando
DESLIGADO = Indicação de sobretensão não atuando.
Hz - LIGADO = U/F atuando DESLIGADO = U/F não atuando.

i. Função dos trimpots.


ii.

BRG Geradores Página 35 de 71


Vad
AGC - Ajuste de Tensão (primeiro trimpot da esquerda para direita).
Manual do Operador
Stb - Ajuste de Estabilidade(segundo trimpot da esquerda para direita).
U/F - Ajuste do início da faixa de operação da proteção U/F=Cte(terceiro trimpot
da esquerda para direita).
Drp - Ajuste do droop(quarto trimpot da esquerda para direita).

iii. Ajuste dos trimpots.

Vad = Girando no sentido horário aumenta a tensão e anti-horário diminui.


Stb = Girando no sentido horário resposta mais lenta e anti-horário mais rápida.
U/F = Girando no sentido horário diminui a faixa de U/F e anti-horário aumenta.
Drp = Girando no sentido horário aumenta a faixa de compensação de reativos e
anti-horário diminui.

iv. Esquema de ligação para AGC-3:

70
71

v. Esquema de ligação para AGC-4:

71
72

BRG Geradores Página 36 de 71


AGC Manual do Operador
7.2 Diodos

7.2.1 Teste de diodos


Para ter acesso aos diodos e poder realizar o teste, é necessário:

Remover a tampa de inspeção traseira, logo após remova o cabo que sai da
ponte de diodos e vai para o interior do gerador sendo que ele está preso ao
suporte dos diodos por um parafuso 10 mm. (cabos marcados na imagem da
próxima página).

Após remover verifique a polaridade da seguinte forma:

Pegue o multímetro posicione a chave rotativa na faixa Caso


esteja usando multímetro com seleção digital pressione a tecla SEL
para o símbolo de diodo aparecer no display.
1. Insira a ponta de prova vermelha no terminal de entrada V.Ω. e a ponta
de prova preta no terminal de entrada COM.

BRG Geradores Página 37 de 71


AGC Manual do Operador

2. Conecte a ponta de prova vermelha no terminal anodo do diodo em


teste, e a ponta de prova preta no terminal catodo do diodo em teste e
efetue a leitura da tensão.
3. Tem que ser verificado nos dois sentidos, onde somente um dos lados
ira mostrar o valor.
4. Valores aproximados de referência:
SKN: aproximadamente 430 mV ou 0,430 V. (podendo sofrer pequenas
variações).
SKR: aproximadamente 430 mV ou 0,430 V. (podendo sofrer pequenas
variações).

Obs.: Se o valor der ZERO, o diodo está queimado.


Têm duas placas de diodo, uma com modelo SKN e outra com modelo SKR
(ao fazer a verificação de funcionamento o valor não pode ser zero).

7.2.2 Troca de diodos:

Para realizar a troca dos diodos é necessário:

1. Retirar a tampa de inspeção traseira;


2. Soltar o conjunto dos diodos do suporte;
3. Desfazer a ligação dos diodos com o rotor da excitatriz (Cada gerador
possui 3 diodos SKR e 3 SKN);
4. Para retirar os diodos da régua de diodo, fixe um lado do diodo com uma
chave 17mm e desaperte do outro com uma chave de 13mm (note que tem 3
diodo SKR em uma régua e 3 diodo SKN na outra régua).
BRG Geradores Página 38 de 71
AGC Manual do Operador

5. Ao retirar, colocar os três diodos da mesma polaridade (SKR ou SKN) no


suporte e apertar os parafusos.
6. Retirar a outra régua de diodo da mesma formar que o suporte anterior;
7. Colocar, neste suporte, três diodos de polaridade contrária a dos três
diodos anteriores (SKR ou SKN);
8. Montar o conjunto, testar os diodos após montados, fechar a tampa e
testar o equipamento.
Obs. Quando trocar os diodos deve ser substituído todos os diodos da régua
de diodos.

7.3 Teste da excitatriz:

Para realização do teste da excitatriz, remova os fios F+ e F- do regulador


de tensão e com um multímetro selecione em Ω e meça a resistência entre os
dois cabos, o normal é ± 17 Ω. Muito acima disso ela estará rompida e abaixo
disso em curto circuito.

7.4 Aperto dos cabos e terminais:

Mensalmente é necessário a conferencia de aperto dos terminais de força do


grupo gerador sendo que eles ficam localizados na caixa de ligação do
alternador. Para o aperto são necessárias uma chave combinada 17 mm e uma
19 mm ou duas 19 mm e duas 17 mm de acordo com o gerador. Recomenda-se
um torque de 40 a 55 Nm. No caso de não haver torquímetro aperte até notar que
o cabo esteja bem firme sem movimento em seu terminal.

BRG Geradores Página 39 de 71


AGC Manual do Operador
7.5 Limpeza do alternador:

A carcaça, venezianas, grades e defletoras devem ser mantidas limpas, sem


acúmulo de óleo ou poeira na sua parte externa, para facilitar a troca de calor
com o meio.
Também em seu interior, os geradores devem ser mantidos limpos, isentos de
poeira, detritos e óleos. Para limpá-los, deve-se utilizar panos limpos. Se a poeira
não for abrasiva, deve-se empregar um jateamento de ar comprimido, soprando a
sujeira da tampa defletora e eliminando todo acúmulo de pó contido nas pás do
ventilador e carcaça. Os detritos impregnados de óleo ou umidade podem ser
limpos com panos embebidos em solventes adequados.
A caixa de ligação deve apresentar os bornes limpos, sem oxidação, em
perfeitas condições mecânicas e sem depósitos de graxa ou zinabre.

8. Motor
8.1 Segurança
Por razões de segurança, não é permitido fumar:
• Próximo ao motor ou no seu compartimento
• Ao abastecer e próximo do posto de abastecimento
• Ao efetuar trabalhos no sistema de alimentação
• Próximo de produtos inflamáveis ou de material explosivo (combustíveis, óleos,
baterias, produtos químicos, etc).
8.1.1 Precauções de segurança para o funcionamento do motor

!Inspeção diária

Sempre efetue uma verificação visual no motor e no seu compartimento


antes de acioná-lo e também quando o tenha parado.Isto facilitará uma detecção
de vazamento de combustível, óleo ou líquido de arrefecimento, ou qualquer
outra anormalidade que possa requerer reparação.

!Reabastecimento

Ao reabastecer, existe o risco de incêndio e de explosão. O motor deve


estar parado e não é permitido fumar. Não exagere no enchimento do tanque,
pois existe o risco de que o combustível expanda. Feche a tampa
adequadamente. Utilize somente o combustível recomendado no manual.
Combustível de má qualidade, pode causar mal funcionamento do motor ou a
parada do mesmo por interferir com o funcionamento da bomba injetora e com os
injetores. Isto pode causar danos ao motor e, possíveis lesões.

!Gases tóxicos

Somente faça funcionar o motor em locais bem ventilados. Os gases do


escapamento contêm monóxido de carbono e óxidos nitrosos os quais são
BRG Geradores Página 40 de 71
AGC Manual do Operador
tóxicos. Ao operar o motor em uma área fechada, deve existir um eficiente
sistema de dissipação e exaustão dos gases do escapamento e do cárter.

!Aerossóis de partida

Nunca use um aerossol de partida ou algo similar para auxiliar a partida do


motor. Isto pode causar uma explosão no coletor de admissão e possíveis lesões
pessoais.

!Funcionamento

O motor não deve ser colocado em funcionamento em ambientes onde


exista perigo de explosão pois todos os componentes elétricos ou mecânicos
podem produzir faíscas. É sempre arriscado permanecer próximo de um motor
em funcionamento. Partes do corpo, roupas ou ferramentas podem se prender
em componentes giratórios, tais como, ventilador ocasionando lesões corporais.
Sempre proteja os componentes giratórios e as superfícies quentes da melhor
forma possível para garantir a segurança pessoal.

8.1.2 Precauções de segurança para o manuseio de materiais

!Combustível e óleo lubrificante

Todos os combustíveis e lubrificantes e também muitos produtos químicos


são inflamáveis. Sempre siga as instruções nas respectivas embalagens. Todos
os trabalhos no sistema de alimentação devem ser efetuados com o motor frio.
Vazamentos de combustível e derramamentos sobre superfícies quentes podem
causar um incêndio. Guarde os panos impregnados e outros materiais
inflamáveis de forma segura para evitar uma combustão espontânea.

!Baterias

As baterias contêm e emitem gás oxídrico, particularmente durante a


recarga, e este gás é inflamável e altamente explosivo. Por este motivo, é
proibido fumar, manter chamas ou faíscas perto das baterias ou no
compartimento das mesmas. A conexão incorreta dos cabos da bateria ou dos
cabos auxiliares pode causar uma faísca, que por sua vez pode provocar a
explosão da bateria.

!Produtos químicos

A maioria dos produtos químicos, tais como, glicol, inibidor de corrosão,


óleos inibidores, agentes desengraxantes, etc. são nocivos para a saúde. Siga
sempre as precauções de segurança indicadas nas respectivas embalagens.
Alguns produtos químicos, tais como, o óleo inibidor, são inflamáveis.Sempre
armazene os produtos químicos e outros materiais perigosos em recipientes
adequados, identificando-os de forma clara e guarde-os em um local não
acessível para pessoas não autorizadas. Sempre descarte os produtos químicos
BRG Geradores Página 41 de 71
AGC Manual do Operador
excedentes ou usados através de uma empresa especializada no
processamento de resíduos.

8.1.3 Precauções de segurança para cuidado e manutenção

!Parada do motor

Sempre pare o motor antes de efetuar uma manutenção o serviço a menos


que se indique o contrário. Evite que o motor parta de forma imprevista
removendo a chave da ignição e desconectando a alimentação através da chave
geral ou do interruptor de baterias, travando o interruptor. Coloque também uma
placa de aviso em algum lugar visível, indicando que está trabalhando no motor.
Trabalhar com o motor em funcionamento sempre resulta em risco de segurança.
Partes do corpo, roupas ou ferramentas podem se prender nos componentes
giratórios e causar lesões.

!Sistema de arrefecimento

Nunca abra a tampa de enchimento do sistema de arrefecimento se o


motor estiver quente. Líquido de arrefecimento quente ou vapor podem ser
expelidos e causar queimaduras. Caso tenha que abrir ou remover um
componente do sistema quando o motor estiver quente, abra a tampa com
cuidado e lentamente para aliviar a pressão do sistema antes de remover a
tampa. Use óculos de proteção, pois o líquido de arrefecimento estará muito
quente. Descarte o líquido de arrefecimento usado através de uma empresa
especializada no processamento de resíduos.

!Superfícies e fluidos quentes

Sempre existe o risco de queimaduras em um motor quente. Sempre tenha


cuidado de não tocar em partes quentes, tais como, coletores, turbocompressor,
cárter, tubos e mangueiras de líquido de arrefecimento e óleo quentes.

!Baterias

As baterias contêm um eletrólito altamente corrosivo (ácido sulfúrico).


Proteja os seus olhos, pele e roupas ao recarregar ou manusear baterias. Utilize
luvas e óculos de proteção. Se o ácido espirrar na sua pele, lave a região atingida
com sabão e água em abundância. Se o ácido espirrar nos seus olhos, os deve
enxaguar imediatamente com bastante água e procurar auxílio médico. Descarte
as baterias usadas através de uma empresa especializada no processamento de
resíduos.

BRG Geradores Página 42 de 71


AGC Manual do Operador

9. Designação do tipo de Motor


A designação de tipo do motor indica, em forma de código, o tipo de motor,
seu tamanho, aplicações, etc. A designação de tipo e o número de série do motor
estão indicados na plaqueta de tipo afixada no lado direito da carcaça do volante.
O número do motor está também estampado no bloco do motor no lado direito.

BRG Geradores Página 43 de 71


AGC Manual do Operador
10. Sistema de controle do motor, EMS
Este motor tem um sistema de controle eletrônico, EMS (Sistema de

Controle do Motor) com unidades injetoras (PDE) que abastecem cada cilindro
com a quantidade correta de combustível no tempo certo em todas as situações
de funcionamento. O sistema EMS consiste de uma unidade de controle (S6) e
de sensores de rotação, temperatura do ar e pressão, temperatura do líquido de
arrefecimento, pressão do óleo, atuação do pedal do acelerador/aceleração que
emite constantemente sinais para a unidade de controle. Com o auxílio destes
dados de entrada e do software de controle programado, são calculados a
quantidade de combustível e o tempo de injeção corretos para cada unidade de
injeção (PDE), sob as condições específicas de funcionamento.

Os sensores do sistema EMS também podem ser utilizados para emitir


sinais aos instrumentos no painel de instrumentos.

A unidade de controle verifica constantemente os sensores para assegurar


BRG Geradores Página 44 de 71
AGC Manual do Operador
que estes estão em boas condições. A unidade de controle contém funções
de

supervisão para proteger o motor em caso de falha, evitando que ocorram danos
no motor. Em caso de uma falha, por exemplo, aviso de baixa pressão do óleo ou
de elevada temperatura do líquido de arrefecimento, a unidade de controle S6
envia uma mensagem CAN ao coordenador ou ao AGC3/AGC4. A função
principal do coordenador é a de passar dados por meio da comunicação CAN
desde a unidade de controle do motor às outras unidades e sinais aos
instrumentos e leds de advertência no painel de instrumentos. O coordenador
também tem funções de supervisão.

BRG Geradores Página 45 de 71


AGC Manual do Operador

BRG Geradores Página 46 de 71


AGC Manual do Operador

BRG Geradores Página 47 de 71


AGC Manual do Operador
Quando a EMS está com alarme a luz indicadora de alarme no canto
superior esquerdo fica acesa e no módulo DEIF fica com seguintes alarmes:
-EIC Warning
-Yellow lamp
Sempre que aparecer estes alarmes é necessário anotar o código, a
descrição do alarme e reportar para o monitoramento (pág. 64) para que seja
tomado as providências necessárias.
Para visualizar estes alarmes é necessário apertar e segurar a tecla log no
módulo DEIF por 5 segundos.
Antes de apagar os alarmes da EMS é “OBRIGATÓRIO” anotar os alarmes
com os códigos e repassar para o monitoramento BRG Geradores.

Para apagar o alarmes do motor pressione LOG por 5 segundos (verifique


procedimento alarmes do motor pá

11. Verificação da Temperatura e do Nível do líquido de


arrefecimento
A temperatura do líquido de arrefecimento quando o motor estiver
funcionando deve ser de 70 a 90°C. O sistema de controle S6 têm os seguintes
níveis de alarme:
- Caso a temperatura for elevada, 98°C - 103°C, por um determinado período (1
segundo), o S6 enviará uma mensagem CAN que desligará os leds de
advertência e de diagnóstico através do coordenador.
- Caso a temperatura exceder os 103°C, o led de advertência e os leds de
diagnóstico acenderão. Caso a redução do torque for ativada, o sistema de
controle reduzirá a quantidade de combustível para 70%. Um código de falha é
gerado na unidade de controle.
- A temperaturas excedendo dos 103°C e com a função de parada do motor
ativada, o led de advertência e o led de diagnóstico acendem e o motor é
desligado. Se a função de inibição for ativada, somente acontece a função de
redução de torque quando esta função for ativada. Um código de falha é gerado
na unidade de controle. Após um alarme, os valores aprovados deverão ser
registrados por mais de 2 segundos para poder restituir o alarme. Uma
temperatura excessiva alta no líquido de arrefecimento pode danificar o motor.
Durante o funcionamento prolongado com carga extremamente baixa, o
motor pode ter dificuldade em manter a temperatura normal de operação. Porém,
a temperatura aumentará para um nível normal novamente quando a carga no
motor for aumentada.
Para verificar nível do líquido de arrefecimento:
- Abra a tampa de enchimento do reservatório de expansão e verifique o nível do
líquido de arrefecimento.
- Nível correto: (Reservatório de expansão plástico Scania).
- Motor frio: O líquido de arrefecimento deve estar nivelado com a borda
inferior do bocal de enchimento.
- Motor quente: O líquido de arrefecimento deve estar aproximadamente 25
mm acima da borda inferior do bocal de enchimento.

BRG Geradores Página 48 de 71


AGC Manual do Operador
ADVERTÊNCIA: É aconselhável completar nível do líquido de arrefecimento
com motor frio, pois se o motor estiver quente, vapor de água pode ser

expelido causando queimaduras. Sempre ao completar nível do líquido de


arrefecimento é necessário completar com líquido de arrefecimento na
mistura especificada.
Nota: Ao completar com grandes quantidades de líquido de arrefecimento:
Nunca coloque líquido de arrefecimento frio dentro de um motor quente.
Isto pode trincar o bloco do motor e os cabeçotes.

12. Inspeção e substituição do filtro de ar


12.1 Leitura de verificação do indicador de restrição
Se o êmbolo vermelho do indicador estiver completamente visível, troque
ou limpe o elemento do filtro de ar, ponto 10. Isto é muito importante se o
motor for operar com carga excessiva e com um regime de rotação elevado.

12.1.1 Substituição do filtro de ar

1. Remova a tampa lateral do filtro de ar


2. Solte o parafuso que prende o filtro de ar na carcaça do filtro de ar
3. Substitua o filtro

1-tampa lateral
2- filtro de ar
3-carcaça do filtro

ADVERTÊNCIA: NUNCA FUNCIONE O MOTOR SEM FILTRO DE AR. HÁ


SÉRIOS RISCOS DE LESÕES OU DANOS AO MOTOR.
BRG Geradores Página 49 de 71
AGC Manual do Operador

13. Substituição dos filtros


13.1 Substituição do filtro de combustível (200hs)
O filtro consiste de uma unidade de filtro.
- Lave a parte externa do filtro e desenrosque-o.
- Monte um novo filtro lubrificando a borracha de vedação e aperte-o
manualmente.
Nunca use uma ferramenta para essa operação. Os filtros podem ser
danificados, obstruindo a circulação do combustível.
- Sangre o ar do sistema de alimentação de acordo com as instruções abaixo.
- Dê a partida no motor e verifique quanto a vazamento
13.2 Substituição do filtro separador de água (200hs)

- A drenagem deve ser efetuada ao abastecer com combustível.


- O filtro deve ser substituído no mesmo intervalo que o filtro principal.
- Feche a válvula de dreno 1 antes do filtro.
- Desenrosque o depósito e drene a válvula 3.
- Desenrosque e substitua o filtro 2. Lubrifique o anel de vedação antes de
apertar o filtro novo manualmente.
- Enrosque o depósito e drene a válvula dentro de sua posição.
- Abra a válvula de dreno 1.
- Sangre o sistema de alimentação após substituir ambos os filtros.

BRG Geradores Página 50 de 71


AGC Manual do Operador
IMPORTANTE: mantenha o máximo de limpeza ao trabalhar com sistema de
alimentação. Existe o risco de defeitos de funcionamento do motor e danos

ao sistema de injeção. Sempre use um recipiente para evitar


derramamentos ao realizar sangria do sistema e substituir os filtros.

.13.3 Sangria do sistema de alimentação

- Acople uma mangueira flexível de plástico transparente na conexão 1 para


transferir o combustível dentro de um recipiente. A conexão de sangria está
localizada no extremo do coletor de combustível na frente do motor.
- Abra a conexão de sangria.
- Bombeie com a bomba manual 2 até que o combustível saia sem borbulhas
pela conexão de sangria aberta.
• Se o sistema estiver completamente vazio, isto deverá requerer
aproximadamente 250 acionamentos da bomba.
• Após a substituição do filtro, deverá requerer aproximadamente 170
acionamentos.
• Aproximadamente 150 acionamentos são necessários para sangrar o coletor de
combustível.
- Feche a conexão de sangria e remova a mangueira.
- Solte o parafuso vazado da válvula de descarga lentamente. Bombeie com a
bomba de mão mais 20 vezes até que a válvula de descarga abra.
Se o motor falhar a partida após a sangria. . . . . . .
- Abra a conexão de sangria novamente e acione a bomba de mão até que o
combustível saia sem borbulhas pela conexão de sangria aberta.
- Aperte a conexão de sangria. Faça funcionar o motor e verifique o sistema
quanto a vazamentos.

BRG Geradores Página 51 de 71


AGC Manual do Operador
14. Verificação do nível de óleo

Nota: Antes de verificar o nível de óleo: Deixe o motor parado no mínimo por 1
minuto.
- O nível correto do óleo situa-se entre as marcas da vareta medidora.
Complete o óleo quando o nível estiver na marca inferior da vareta.

14.1 Troca de óleo (400hs)


Nota: Troque o óleo a intervalos mais freqüentes se o motor é usado em
operações de extrema demanda, particularmente em ambiente com muita poeira
ou se a espessura dos sedimentos no filtro centrífugo for maior a 20 mm.
Antes de iniciar a troca de óleo é necessário bloqueio da máquina.
- Conecte um espigão com entrada ½ pol no registro e saída ¾ pol., conecte uma
mangueira ¾ pol no espigão e abra o registro para drenagem do óleo lubrificante
(drene o óleo com motor frio).
- Em determinados motores o óleo é bombeado para fora através de uma bomba
de esgotamento.
- Após esgotamento do óleo, feche o registro e retire as conexões.
- Complete o motor com óleo novo abastecendo pela carcaça do filtro centrífugo.
- Verifique o nível do óleo na vareta medidora.

BRG Geradores Página 52 de 71


AGC Manual do Operador

14.2 Limpeza do filtro cetrífugo (juntamente com a troca de óleo)

Atencão: Ao retirar o filtro centrífugo para limpeza, limpe a carcaça do filtro


centrífugo e coloque o óleo novo por esta carcaça, sempre verificando nível na
vareta, nunca ultrapassando o limite máximo.

- Limpe a tampa. Desenrosque a porca e remova a tampa.


- Levante o rotor para fora e seque o lado externo.

Desaparafuse a porca da cavidade do rotor cerca de uma volta e meia.


Obs: Caso a porca não saia com facilidade será fornecida uma ferramenta para
abertura do filtro centrífugo. A porca deverá ser travada com chave grifo com
cuidado para não espanar e a parte inferior do filtro será desenroscada com
ferramenta fornecida.

- Segure o rotor e bata delicadamente na porca do rotor com um martelo plástico


ou contra a bancada de trabalho, de modo que a cavidade do rotor se solte da
chapa do fundo. Nunca bata diretamente no rotor porque isso pode danificar os
mancais.

- Desaparafuse a porca e remova a tampa do rotor.

BRG Geradores Página 53 de 71


AGC Manual do Operador
- Remova o filtro. Se o filtro estiver emperrado na cavidade do rotor, retire-o
cuidadosamente usando uma chave de fenda como alavanca entre a cavidade do
rotor e o filtro.
- Se o filtro estiver emperrado no rotor, retire-o cuidadosamente com um
movimento de alavanca entre o rotor e o filtro.

- Raspe os depósitos da parte interna da cavidade do rotor. Se não houver


depósitos, isso indica que o filtro não está funcionando adequadamente.
- Se os depósitos tiverem mais do que 28 mm de espessura: faça a limpeza com
maior frequência.

- Lave todas as peças com óleo diesel.


- Certifique-se de que os bicos do rotor não estão bloqueados ou danificados.
- Assegure-se de não danificar os mancais. Se os mancais estiverem danificados,
o rotor inteiro deverá ser substituído.
- Instale um anel de vedação-O novo no rotor e instale o filtro.
- Monte o rotor novamente.
- Aperte a porca do rotor firmemente com a mão.
- Certifique-se de que o eixo não esteja solto.

BRG Geradores Página 54 de 71


AGC Manual do Operador
Inspeção funcional:
O rotor gira com rapidez e deverá continuar girando quando o motor parar de
funcionar.
- Pare o motor quando ele estiver quente.
- Atente para escutar o silvo do rotor ou apalpe com a mão para sentir se a
carcaça do filtro está vibrando. O rotor normalmente continua girando por um
período de 30 a 60 segundos após o motor ter parado. Se isso não ocorrer:
desmonte o rotor e inspecione seus componentes.

15. Substituição do filtro de óleo (juntamente com a troca do


óleo- 400hs)

- Remova o filtro antigo.


- Unte com óleo a junta de vedação de borracha e monte um novo filtro original
Scania.
- Encha o filtro com óleo lubrificante novo.
- Aperte o filtro manualmente.
Nunca aperte o filtro com uma ferramenta. O filtro pode ser danificado, obstruindo
a circulação.
- Faça funcionar o motor e verifique quanto a vazamentos.
Importante: Caso os sedimentos no filtro centrífugo sejam de uma espessura
superior a 20 mm, o filtro de óleo tem que ser substituído com mais freqüência. O
mesmo é válido para a limpeza do filtro centrífugo e a troca do óleo.

BRG Geradores Página 55 de 71


AGC Manual do Operador

16. Procedimento para troca de correias

Para verificar o desgaste observe se as correias possuem fiapos soltando, falta de


dentes, gasta em excesso, com folga ou rachaduras. Em caso positivo proceda a
substituição.
- Se a correia de transmissão (1), que é uma correia politrapezóide, estiver
desgastada ou danificada, deve ser substituída.
- Também verifique se o tensor automático da correia (2) está funcionando
corretamente e se mantém a correia corretamente esticada.
- Em instalações com circuitos de correias duplo, o circuito da segunda correia utiliza
um tensor manual para esticar a correia de transmissão.
- Essa correia de transmissão deve ser esticada com 15-20 Nm, como mostrado na
figura.

Verifique bem a correia de transmissão, especialmente nos rolos intermediários:

Verifique se há rachaduras na correia de transmissão:

BRG Geradores Página 56 de 71


AGC Manual do Operador

Verifique se há desgaste na correia de transmissão, a correia de transmissão


abaixo está totalmente desgastada e deve ser substituída.

17. Baterias
Sempre verifique os terminais e os cabos das baterias, caso apresente folga
reaperte-os. Caso os terminais apresente oxidação limpe-os.
Periodicamente é necessário verificar nível de solução da bateria, caso esteja
baixo é necessário completar. (para esta operação é necessário usar os EPI’s e a
solução de bateria não deve ter contato com a pele).

BRG Geradores Página 57 de 71


AGC Manual do Operador
18. Carregador de baterias
Para conferir o funcionamento do carregador de baterias pode se observar o
parâmetro U supply no display do controlador sendo que no caso de geradores
que utilizam duas baterias em série é necessário que a tensão da bateria esteja
entre 25 e 28 V, caso esteja abaixo de 25 deve-se observar os leds conforme
abaixo:

LED apagado Não está chegando tensão nos terminais de alimentação


LED VERDE CONTÍNUO Está alimentado com alimentação auxiliar
Tensão de alimentação nas baterias ok
LED VERMELHO PARADO Falha na alimentação auxiliar
Sem tensão de alimentação nas baterias
LED VERDE/ VERMELHO PISCANDO Falha de inversão de polaridade da bateria
Sobrecarga no carregador
BLUE

Aumento da tensão de saída ativado para carga rápida


a. Esquema de ligação:

Entrada Auxiliar 220 V

Neutro

Terra

BRG Geradores Página 58 de 71


AGC Manual do Operador

19. Realização de leituras:

A realização das leituras é um processo fundamental para mensurar a


produção de energia da usina, sendo necessário o acompanhamento antes e
depois do horário de funcionamento convencional da máquina, seja em casos de
falta de energia, seja em sua operação em horário de ponta.
Para a realização de leitura é necessária a colheita das seguintes
informações:

OPERATHION:

Quantidade de horas registrada pelo sistema eletrônico do motor, sendo


referencial para realização de manutenções.

Como obter:

Na tela principal coloque o cursor sob a linha V2, pressionando para cima
verifique na tela em suas 3 linhas se aparece o operathion, anote o valor em sua
frente que é dado em horas conforme figura abaixo.

Etotal:
Quantidade de energia gerada pelo equipamento durante todo o período
sendo dada em kWh.

Como obter:

Na tela principal coloque o cursor pressionando seta para direita sob a


linha V2, pressionando para cima verifique na tela em suas 3 linhas se aparece o
Etot, anote o valor em sua frente que é dado em kWh.

Total Fuel:

Consumo total de combustivel que o motor consumiu durante sua vida útil
de operação, este valor e uma informação do motor.

Após colher estes três itens preencher antes e depois da ponta e enviar ao
monitoramento por e-mail (monitoramentoaps@brggeradores.com.br), segue
planilha abaixo como modelo:

BRG Geradores Página 59 de 71


AGC Manual do Operador
Leitura diária dos Geradores
Total Total
Gerador Horário Etot Operathion Fuel Gerador Horário Etotal Operathion Fuel
___:___ ___:___
G1 G9
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G2 G10
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G3 G11
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G4 G12
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G5 G13
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G6 G14
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G7 G15
___:___ ___:___
___:___ ___:___
G8 G16
___:___ ___:___

Leituras da concessionária

A leitura do medidor de energia da concessionária é necessária para


acertar o relógio do gerador com o mesmo evitando consumo na ponta e
acompanhar se estamos efetivamente assumindo toda a carga da empresa
durante a ponta devendo essa ser enviada logo após o horário de ponta.
Deve ser realizada da seguinte forma:

Onde:

· Nome da Grandeza – identifica qual a grandeza que é


exibida;

· Código da Grandeza – identifica o código da grandeza


conforme especificação da ABNT;

· Valor da Grandeza – mostra o valor medido da grandeza;

BRG Geradores Página 60 de 71


AGC Manual do Operador

· Prefixo da Unidade da Grandeza – indica a magnitude da

grandeza exibida. Pode ser:

U – Grandeza Básica (W, Wh, Var, Varh).


K – Kilo Grandeza (KW, kWh, KVar, KVarh).
M – Mega Grandeza (MW, MWh, Mvar, Mvarh).
P – Pulso

· Posto Horário – mostra qual o posto horário em que o


medidor se encontra. O Posto Horário pode ser:
P - Horário de Ponta
F - Horário de Fora Ponta
L - Horário Reservado
H - Quarto Posto

· Posto Reativo – mostra qual o posto reativo em que o


medidor se encontra. O posto reativo pode ser:
L - Indutivo
C - Capacitivo
T - Indutivo e Capacitivo

· Pulso de energia ativa – indica, ao piscar, a ocorrência de


um pulso de energia ativa, onde:
+: Energia ativa sendo fornecida (sentido linha para
carga)
–: Energia ativa sendo recebida (sentido carga para
linha)
· Pulso de energia reativa – indica, ao piscar, a ocorrência
de um pulso de energia reativa.
Se a energia ativa está sendo fornecida (+):
+: Indica energia reativa indutiva
–: Indica energia reativa capacitiva
Se a energia ativa está sendo recebida (-):
+: Indica energia reativa capacitiva
–: Indica energia reativa indutiva

As grandezas exibidas no mostrador do medidor inicializado (medidor da


concessionária), no modo Normal, são:
*Só serão apresentados os que são utilizados para envio a central de
monitoramento

Código Grandeza

01 Data
02 Hora
03 Energia total
04 Total Energia Ativa Ponta
BRG Geradores Página 61 de 71
AGC Manual do Operador
06 Total Energia Ativa Reservado
08 Total Energia Ativa Fora Ponta
10 Demanda Máxima Ponta
12 Demanda Máxima Reservado
14 Demanda Máxima Fora Ponta
16 Demanda Máxima Intervalo de Integração
65 UFER Total
66 UFER Ponta
67 UFER Reservado
68 UFER Fora Ponta
69 DMCR Ponta
70 DMCR Reservado
71 DMCR Fora Ponta
93 Fator de potência
94 Constante

Os dados acima mudam na tela de 5 em 5 segundos aproximadamente, é


copiada a informação na tabela abaixo:

Leitura Relógio Concessionária Diária


Descrição Cód. Leitura
Data Leitura 1
Hora Leitura 2
KWh Total 3
KWh ponta 4
KWh H. Reservado 6
KWh F. Ponta 8
KW ponta 10
KW H. Reservado 12
KW F. Ponta 14
KW Ult. Int. 16
UFER TOTAL 65
UFER PONTA 66
UFER H. RES. 67
UFER F. PONTA 68
DMCR PONTA 69
DMCR H. RES. 70
DMCR F. PONTA 71
P.F. 93

Existe uma planilha com os dados de todos os dias caso prefira preencher
a mesma entre em contato com a central de monitoramento que lhe enviará por
e-mail e explicar por telefone.

BRG Geradores Página 62 de 71


AGC Manual do Operador

20. Container de transferência


Toda a operação do container de transferência é automática e qualquer
manutenção deve ser autorizada pelo coordenador ou superior.

21. Check List Diário:


Os itens da tabela abaixo devem ser verificados diariamente.
ITEM DESCRIÇÃO
1 Verificar existência de Alarmes (passar para monitoramento)
2 Indicador de obstrução
3 Tensão das correias
4 Nível de fluido de arrefecimento
5 Presença de anticorrosivo
6 Nível de óleo lubrificante
7 Respiro Motor (ventilação do cárter)
8 Fixação do radiador
9 Limpeza trocador de calor e intercooler (radiador)
10 Limpeza do motor e alternador
11 Vazamentos de água
12 Vazamentos de óleo lubrificante
13 Vazamentos de óleo diesel
14 Alimentação de diesel
15 Cabos Baterias
16 Coletores de escape
17 Resistência de pré-aquecimento
18 Carregador de baterias
19 Verificar os Rain Caps.
Aperto abraçadeiras intercooler, radiador e sistema de
20
escape.
21 Verificar se o Ventilador esta livre.
22 Teste de funcionamento ignição
23 Ligações dos tanques de diesel

22. Ajustando hora, data, dia e ano dos Geradores com


horário da concessionária no AGC 3 ou AGC 4
Primeiramente é necessário verificar o horário e data no relógio da
concessionária.
Após isto vá até o mains entre em Menu, depois mova o cursor até Setup,
depois vá até a opção System e depois selecione Gen, com as setas do cursor
para cima ou para baixo procure o menu 6090 e selecione-o. É possível chegar
BRG Geradores Página 63 de 71
AGC Manual do Operador
ao menu através das teclas de atalho também. Pressione JUMP, com as teclas
para cima ou para baixo localize o número 6090 e pressione SEL, caso tenha que
inserir alguma senha para alterar os dados, com cursor para cima ou para baixo,
digite a senha 2000.

Seguindo as informações do display da direita para esquerda,


encontraremos informações como ano (YY), para alterar é necessário pressionar
a tecla SEL quando YY estiver sublinhado YY, e com cursor para cima ou para
baixo alterar o ano, não esquecendo de que após alterar o ano é necessário
salvar, através da opção SAVE.

BRG Geradores Página 64 de 71


AGC Manual do Operador

Para alterar o mês, dia do mês, dia da semana, hora e minuto é o mesmo
processo, lembrando que:
YY ano;
MM mês, lembrando que janeiro é 1 e dezembro é 12;
DD dia do mês (1 ao 31);
WD dia da semana, sendo que segunda é 1 e domingo é 7;
HH hora;
MM minuto.
Exemplos:

BRG Geradores Página 65 de 71


AGC Manual do Operador

É importante relembrar que quando for alterar algum dado é necessário


selecionar a tecla SAVE para que o dado seja alterado conforme imagem abaixo:

Após ter realizado este procedimento no mains é necessário realizar nos módulos
de todos os geradores seguindo o horário do mains e não pode demorar muito
para realizar este procedimento para que não aja diferença entre os horários
(mains e AGC-3).

23. Ajustando hora, data, dia e ano dos Geradores com


horário da concessionária no AGC 200
Primeiramente é necessário verificar o horário e data no relógio da
concessionária.
Após isto vá até o controlador entre em Menu depois mova o cursor
até General Setup,utilizando as setas,depois vá até a opção Date and Time,
selecione a opção, irá pedir uma senha que sera 2002, após esses passos e so
alterar e salvar.

BRG Geradores Página 66 de 71


AGC Manual do Operador

Para alterar o mês, dia do mês, dia da semana, hora e minuto é o mesmo
processo, lembrando que:
Year ano;
Month mês, lembrando que janeiro é 1 e dezembro é 12;
Date dia do mês (1 ao 31);
Week dia da semana, sendo que segunda é 1 e domingo é 7;
Hour hora;
Minute minuto.

BRG Geradores Página 67 de 71


AGC Manual do Operador

É importante relembrar que quando for alterar algum dado é necessário


selecionar a tecla para que o dado seja alterado:

24. Lista de peças mais usadas

Motor DSC 1158A


Descrição N° da Peça

Correias bomba de arrefecimento 814209/814210

Filtro separador de água (Raccor) 1393640

Filtro de combustível 1372444

Filtro de óleo 173171

Motor DC 1253A
Descrição N° da Peça

Mangueiras sistema de arrefecimento 1375602 / 297394 / 290864

Mangotes sistema de admissão 1503691 / 488368

Abraçadeiras sistema de arrefecimento 1466105 / 1466079 / 1466102

Abraçadeiras sistema de admissão 1495780 / 1466083 / 1527869 /1439822

Correias ventilador 814205 / 1800543

Correias bomba de arrefecimento 1800546

Filtro separador de água (Raccor) 1518512 – 10M / 1393640 – 30M

Filtro de combustível 1763776

Filtro de óleo 2059778

Filtro de ar 395773

BRG Geradores Página 68 de 71


AGC Manual do Operador

Motor DC 13 72A
Descrição N° da Peça

Mangueiras sistema de arrefecimento 1949304 / 278474 / 223375 / 1857405 / 1748815

Mangotes sistema de admissão 1503691 / 1334822

Abraçadeiras sistema de arrefecimento 1466105 / 1466102

Abraçadeiras sistema de admissão 1439822 / 1495780 / 1527869

Correias ventilador 1869373

Correias bomba de arrefecimento 1923312

Filtro separador de água (Raccor) 1518512 – 10M / 1393640 – 30M

Filtro de combustível 1873018

Filtro de óleo 2022275

Filtro de ar 1931040

Motor DC 16 48
Descrição N° da Peça

Mangueiras sistema de arrefecimento -

Mangotes sistema de admissão 1503691 / 488368

Abraçadeiras sistema de arrefecimento -

Abraçadeiras sistema de admissão 1527869 / 1495780 / 1439824

Correias ventilador 1800529

Correias bomba de arrefecimento 1800533

Filtro separador de água (Raccor) 1518512 – 10M / 1393640 – 30M

Filtro de combustível 1873018

Filtro de óleo 2057893

Filtro de ar 1421021

BRG Geradores Página 69 de 71


AGC Manual do Operador

Motor Volvo TAD 1342 – GE e TAD 1642 – GE


Descrição N° da Peça

Correia do ventilador 3838617

Correias bomba de arrefecimento 20430376

Filtro de combustível 20976003

Filtro de combustível 20998367

Filtro de óleo 21707132

Filtro de óleo 21707133

Filtro de ar 21702911

25. Lista de contatos em caso de problemas:


Qualquer problema informar primeiro ao monitoramento da Gerasol.
e-mail: monitoramentoaps@brggeradores.com.br
fone: (62) 99648-2729 (José Otávio)
Caso o problema não tenha sido solucionado informar aos responsáveis abaixo:

1) (Supervisor Horário de Ponta)

e-mail: sergiomota@brggeradores.com.br
fone: (62) 9 8117-1423

2) (Coordenador do Horário de Ponta)

e-mail: lauro@brggeradores.com.br
fone: (62) 9 9966-4129

3) Diogo (Coordenador da Mecânica)

e-mail: diogo@brggeradores.com.br
fone: (62) 9 8117-1092
4) Wellington Messias (Coordenador da Elétrica)

e-mail: wellington@brggeradores.com.br
fone: (62) 9 8117-1407

5) (Gerente Pós-venda)
BRG Geradores Página 70 de 71
e-mail: @brggeradores.com.br
AGC Manual do Operador
fone: (62)

Autores:

Deivid Cortez

David Martins

Colaboradores:

Wellington Messias

Wilson Martins

Diogo Ferreira

Sérgio Mota

BRG Geradores Página 71 de 71