Você está na página 1de 8

1

FILOSOFIA WINGMAKERS: CÂMARA TRÊS


© 1998 – 2010 WingMakers LLC
www.WingMakers.com
http://www.wingmakers.org.mx/
https://sites.google.com/site/wingmakersbrasil/

O PROJETO DE EXPLORAÇÃO

1
A Primeira Fonte criou um projeto de exploração para se redefinir e dar uma razão para o
multiuniverso e toda existência. O objetivo desse sistema é explorar os mundos da criação e
desenvolver a capacidade da consciência individualizada para adquirir e manifestar
sabedoria. Toda consciência individualizada é um fragmento do belo mosaico que descreve
a personagem da Primeira Fonte. O projeto de exploração organiza esses fragmentos
discrepantes e os junta no seu lugar devido para restabelecer a totalidade da Primeira Fonte
-- reconfigurada para atingir a criação, a morada, e transformação de ainda outro universo.
2
Através do cosmos há vida – a expressão da Primeira Fonte na forma individualizada. Estes
são os divinos fragmentos que estão em permanente processo de separação para experenciar
a manifestação individual do self, e solidificar a experiência da manifestação universal da
Primeira Fonte. Nós nascemos do útero do cosmos, e é aqui que voltaremos com o tempo.
Não importa quando ou como. Somente importa porque.
3
A distância desse útero de seu mundo é quase infinita, e mais, tão perto que faria seu
coração tremer se você soubesse o alcance de sua imaginação. Bem no início de sua
existência, como uma consciência sem forma, você escolheu experenciar a expressão
individual e separada de sua Fonte. E quando escolheu o mundo tridimensional como sua
plataforma de experiência, você embarcou no mundo do tempo no qual encontraria todo
tipo de obstáculo e desafio para sua restauração de unidade com seu Criador.

Esse projeto de exploração é o alicerce subjacente do cosmos e consiste de cinco estágios


básicos de experiência de como se relaciona com a consciência individual.

I. A Criação da Consciência da Entidade.

4
Do espírito-essência da Inteligência Fonte, fluindo da Primeira Fonte, todos vocês
nasceram. Como partícula de luz fermentada pela Inteligência Fonte para germinar e
garantir a consciência individual, você nasceu uma entidade imortal que compartilha a
essência da Primeira Fonte no não-tempo e no não-espaço. Esta é a consciência da Entidade
2

que está saturada com o Navegador da Totalidade que permite que a Entidade se separe da
Primeira Fonte na individualidade, mas permanece guiado pela Inteligência Fonte.

5
A entidade é o mais alto estado da consciência, vivendo em um estado de total consciência
de todos instrumentos inferiores ou corpos, que alimentam sua experiência e insight. A
consciência da entidade é uma observadora infalível da experiência e uma sintetizadora de
insight. Guardadas as devidas proporções, é uma miniatura da Primeira Fonte, carecendo
apenas de um relacionamento experencial com o tempo e o espaço que desenvolve seu
sentido de poder para agir independentemente da Primeira Fonte.
6
É precisamente esse sentido de independência que o nascimento da entidade produz. É a
parte central do projeto de exploração, pois sem esse sentido de independência, a
exploração do cosmos e seus vários campos de vibração seriam limitados à percepção da
Primeira Fonte, que olha através da lente da Inteligência Fonte. Por definição é uma única
percepção dimensional, e portanto, uma exploração incompleta. A Primeira Fonte
estabeleceu essa exploração como resultado de sua criação do multiuniverso, e quando foi
criada, a Primeira Fonte chamou a si mesmo na forma de partículas de luz e lançou essas
partículas que se separaram.
7
A primeira dessas criações foi conferida a uma identidade individual através do uso de um
instrumento físico conhecido como um corpo de luz. A densidade desse corpo era suficiente
para bloquear as partículas separadas da realidade dominante da Primeira Fonte. Dessa
forma, as partículas tornaram-se exploradoras autônomas e rapidamente povoaram os
reinos íntimos do Universo da Totalidade. No entanto, nunca se aventuraram para reinos
exteriores da criação onde a densidade da vibração do tempo desacelerado era tal que a
manifestação em corpos era impossível, devido a enorme distância.
8
Estas primeiras entidades entenderam que sua existência tinha um objetivo muito
específico, que era criar um veículo para a recém criada consciência da entidade habitar, de
maneira que o espírito-forma individualizado pudesse entrar nos mais remotos lugares do
multiuniverso para explorar, experimentar e aprender sobres eles. Isto seria igual a criar um
escafandro que permitisse ao mergulhador explorar o fundo do mar. A Primeira Fonte,
trabalhando através da Inteligência Fonte, poderia perceber os reinos externos da criação,
mas era incapaz de experenciá-los, e assim, ganhar conhecimento sobre as coisas que a
Primeira Fonte criara.
9
Os WingMakers foram a primeira criação que habitaram a consciência da entidade. Nós
somos os arquitetos e os projetores do instrumento humano em todas as suas inúmeras
formas através do multiuniverso. A espécie humana não é única no multiuniverso. Há
muitas variações em outros planetas dentro do seu universo conhecido. Quase todos vocês
tem experiência nesses outros reinos do universo, mas não são capazes de levar essas
experiências para sua mente consciente. Assim como a Primeira Fonte fez nascer a
consciência da entidade, os WingMakers criaram os instrumentos de exploração que
possibilitou essa recém formada consciência explorar os reinos vibratórios densos da
criação externa.
3

10
Devido a taxa vibratória do universo físico estar desacelarada a tal ponto que as partículas
solidificam nos agrupamentos dos objetos, o tempo desacelera em estruturas seqüenciais de
percepção, permitindo que a consciência da entidade explore os múltiplos mundos
simultaneamente. Isto possibilita uma entidade explorar centenas, senão milhares, de
mundos em uma única estrutura de tempo. Isso cria a percepção – embora vagamente
sentida pela maioria de vocês – que vocês viveram anteriormente e que viverão novamente.
11
Na realidade, se vocês estão dentro do instrumento humano, vocês são consciência de luz
imortal colhida da mesma substância da Primeira Fonte. Vocês nasceram dessa substância,
portanto nunca morrerão. Não é possível descartar ou reconhecer esta mais pura das
vibrações que é a essência de sua identidade. Bem dentro de você não há dúvida sobre essa
verdade. Fica somente a questão de porque vocês foram individualizados.

II. O Indivíduo do Tempo e a Densidade Genética

12
A entidade é levada por sua natureza de explorar a criação. Esta é a identidade máxima da
Primeira Fonte, e foi conferida a todos de sua criação assim como uma característica
genética é passada dos pais para seus filhos. O instinto primitivo instrui a entidade a
submergir nos reinos da criação com objetivos de exploração, sem uma conseqüente
expectativa de realização ou conquista.
13
Esta forma de exploração não é simplesmente para descobrir novos lugares ou estados
físicos da existência. Mais importante, é descobrir novos estados emocionais de percepção
que enriqueçam o conhecimento coletivo da Primeira Fonte. Exploração gera
conhecimento. É esta a perspectiva prática da consciência da entidade, e é precisamente
esta qualidade inata que força a entidade a cair no tempo e na densidade.
14
A consciência da entidade sabe de sua conexão com a Primeira Fonte através da
Inteligência Fonte. Sabe também da oportunidade de levar sua vibração em estado puro
para outras dimensões de tempo e espaço através dos instrumentos que foram criados pelos
WingMakers. Por esses instrumentos, ou corpos, a entidade pode explorar estados
vibratórios desacelerados como seu planeta.
15
Quando a entidade apropria-se do corpo de luz, ainda é essencialmente sem forma. Sua
identidade, embora separada da Primeira Fonte, não está separada de outras entidades
dentro do corpo de luz. Portanto, ainda não está fundida na individualidade. Esse estágio
somente acontece quando o corpo de luz se move em direção a um instrumento de
densidade genética. Aquilo que seus cientistas chamam DNA é o instrumento criado pelos
WingMakers que possibilita o corpo de luz explorar o multiuniverso e conseguir o estado
individualizado da separação da Primeira Fonte e de suas partículas de consciência de luz
que nós chamamos de entidade.
16
4

As imensas condições da criatura chamam o corpo de luz para assumir um instrumento e


seguir seus instintos de explorar. No momento em que isto é realizado, a entidade se torna
consciente como um indivíduo. No entanto, essa individualidade não é opressiva, nem é
temida. É simplesmente um novo sentido de independência; o microcosmo do autodidata
começa a florescer.
17
Ao contrário do que suas religiões ensinam, não há uma punição associada que acompanha
o estado de independência. A entidade não é punida por sua escolha das explorações, ou o
estado de independência seria impossível de atingir. Não é somente através desse estado de
independência ou livre arbítrio que a entidade pode atingir uma perspectiva única. Se as
fronteiras fossem muito estreitas, e a entidade fosse punida ou pudesse acumular pecado
toda vez que avançasse essas fronteiras, se tornaria mais um autômato que um explorador.
18
Sem uma exploração autêntica dentro dos mundos da criação, o valor da experiência tanto
para a entidade como para a Primeira Fonte seria tremendamente minimizada. Assim como
um recém-nascido humano expressa sua energia com movimentos desajeitados de seus
membros, a nova entidade expressa sua energia com decisões desajeitadas no seu caminho
exploratório. Essas decisões incluem qualquer movimento concebível na escuridão, e é por
causa disso que a entidade desenvolve sua singularidade.

A Obtenção da Experiência através da Separação

19
Quando a entidade se torna singular ou única, pode adquirir experiência e insight que são
únicos. A entidade foi criada para transmitir essa carga preciosa para a Primeira Fonte.
Individualidade e independência foram os presentes concedidos para a entidade, e o insight
único foi o presente que retornou. É assim como o multiuniverso é criado, e o projeto de
exploração é indiferente para a natureza do instrumento, sua aparência externa, sua
utilidade para uma determinada espécie, ou suas contribuições para o mundo em que
nasceu. O único valor objetivo para manifestar é que a entidade cuide de si, e forneça à
Primeira Fonte, uma perspectiva única durante sua jornada no tempo e na densidade
genética.
20
Quando a entidade trabalha dentro do instrumento humano permanece sintonizada com a
Primeira Fonte, mas a mente aprende a se identificar com seu instrumento humano, e
raramente atinge uma impressão sustentável do puro estado de vibração da entidade. No
entanto, essa vibração é sempre lembrada pela consciência da entidade e se manifesta
dentro do reino tridimensional através do sentido de igualdade e objetivos compartilhados
que todas as entidades possuem.
21
O instrumento humano, quando é assumido pela entidade, torna-se uma realidade
dominante na qual o estágio observacional da entidade é fundida. É muito parecido com um
piloto que entra no avião e começa a se concentrar no painel de controle. A entidade pode
operar efetivamente dentro de um até aproximadamente mil realidades dominantes – todas
acontecendo simultaneamente em tempo seqüencial. Como conseqüência, a entidade é
5

capaz de tanto acelerar como equilibrar seu aprendizado por uma larga extensão de
plataformas experienciais.

22
Nós entendemos que o conceito de plataformas de aprendizado experimental simultânea é
um conceito que vai contra os padrões tridimensionais de seus corpos e de suas mentes,
mas é a verdadeira forma como vocês foram criados. Os WingMakers produziram não
menos que cem mil variações do instrumento humano -- todas estruturadas em torno do
mesmo padrão de DNA e todas espalhadas pelos sete universos físicos do nosso
multiuniverso. Enquanto você lê estas palavras, você está operando em dezenas, senão em
centenas, de realidades simultâneas através do multiuniverso, ma somente a entidade é
capaz de perceber essa realidades.
23
Quando a entidade se move com independência, opera inicialmente em uma realidade
dominante e gradualmente se torna apta para processar fluxos de dados múltiplos de
múltiplos instrumentos. Lembre-se que a entidade, antes de mais nada, está dentro de um
corpo de luz, e que este corpo de luz não tem estrutura, da forma como você entende isso. É
tanto um ponto fixo no tempo e no espaço, como uma consciência que é onipresente. O
instrumento humano foi criado para ter uma abertura que focaliza esta consciência
onipresente em múltiplos canais de percepção, mas ao mesmo tempo limita a percepção do
instrumento humano em uma realidade dominante.
24
Isso foi feito por necessidade, pois a mente, emoções, e corpo não podem suportar a
experiência agregada de múltiplos instrumentos. Isto sobrecarrega o sistema e causa um
desarranjo no instrumento humano e definitivamente um colapso. Também faz a conexão
delicada entre a consciência da entidade, a mente e emoções mais nebulosas. Assim
mesmo, os reinos subconscientes possibilitam que essas correntes de simultaneidade se
dispersem e proporcionem um espaço livre para a mente e emoções.
25
A entidade é como um facho de luz branca, que quando passa através da densidade genética
do instrumento humano, se divide em um vasto espectro de experiência. Devido as
estruturas genéticas nas quais a energia de luz da entidade passa, acumula uma perspectiva
única que é modelada em um conhecimento emocional que pode ser transmitido para a
Primeira Fonte e para as espécies como um todo.

III. A Espiral Ascendente para o Conhecimento Verdadeiro

26
As breves estadas da entidade dentro dos reinos físicos do multiuniverso são inúmeras se
medidas pelo tempo e espaço. Incluem, na maioria dos casos, um conjunto de dezenas de
milhares de anos, e cada um desses anos produz um efeito na entidade. Esses efeitos do
tempo os modela em novas formas. E essas formas emergem como exemplares daquilo que
6

virá a ser no futuro distante. Essas formas são os Soberanos Integrais falado em nossos
discursos anteriores.
27
Estes seres são capazes de considerar suas experiências em todas as formas, lugares, e
tempo, e integrar a experiência total em uma expressão que é importante para a espécie
humana. É o pináculo do testemunho, e raramente acontece em uma espécie até que tenha
definido seu conhecimento verdadeiro.
28
Vocês corretamente procuram conhecimento nos seus livros religiosos, jornais científicos, e
textos filosóficos, mas isto não é o seu verdadeiro conhecimento, à medida que essas coisas
pertencem a sua espécie. A diferença é simples; seu conhecimento verdadeiro não divide a
espécie. Ele unirá a espécie. E não será uma unificação através do amor e emoções; será
através de uma conexão compartilhada como o sentido correto do multiuniverso, pois esta é
a única lente que, quando focalizada, esclarece sua posição como espécie.
29
Estamos nós dizendo que a ciência os levará para o conhecimento verdadeiro? Não,
estamos dizendo a vocês que haverá alguns de sua espécie que avançarão como Soberanos
Integrais com uma equilibrada natureza científica e filosófica, e terão o auxílio de uma
espécie culta de quem ouvirão a evidência definitiva.
30
Mesmo a Primeira Fonte não pode trazer a espécie para seu conhecimento verdadeiro. Os
líderes da espécie devem alcançar isto através de métodos orgânicos, criados por eles
mesmos. A Primeira Fonte, através de seu projeto original de exploração, fornece para a
espécie humanóide a habilidade e meios para conseguir este conhecimento por si só. Se o
conhecimento verdadeiro fosse trazido para a espécie por outro, seria algo para se
desconfiar e não seria suficientemente estimulador para unir a espécie.
31
Há inúmeras revelações que tem sido trazidas para sua espécie através de entidades não
físicas na forma do que vocês chamam de informação canalizada. Mesmo partes de seus
livros sagrados são canalizados. No entanto, esses textos foram para uma minoria. Eles não
continham o conhecimento verdadeiro – apenas fornecem indicações imprecisas. Os
Soberanos Integrais emergirão como sinalizadores para sua espécie, e aumentarão as
percepções mental e emocional de toda espécie.
32
Quando um Soberano Integral aparecer, isto causará, pelas forças catalíticas de sua própria
consciência de entidade, que outro também apareça, e outro, e outro, e isto terá um efeito
em cascata de um para mil em uma única geração. Desse mil, surgirão um milhão na
próxima geração, e desse um milhão, a população inteira emergirá, saturada com esse
insight ganho do portal do multiuniverso. E desse portal surgirá a organização do
conhecimento verdadeiro que resistirá a qualquer ataque.
33
Esta é a grande unificação da espécie em torno do novo, de estruturas não hierárquicas que
possibilitarão a experiência do conhecimento verdadeiro para os recém nascidos de sua
espécie a fim de perpetuar a unificação da espécie. Dentro de seis gerações, a mente
genética da espécie estabilizará e então, torna-se uma ferramenta poderosa de exploração
que a espécie entenderá como sua “nave espacial” no multiuniverso.
34
7

A espécie humana de seu planeta se tornará os professores que canalizam um vago esboço
do conhecimento verdadeiro para a nova espécie, que até agora, inconscientemente
aguardam sua chegada. O processo está avançando cada vez mais, sempre com variações e
anomalias que clareiam os mais profundos insights e os caminhos no Universo Central
onde a Primeira Fonte tem seu ser. É o mais poderoso de todos campos de gravidade, e
definitivamente leva uma espécie e suas entidades individualizadas para sua periferia onde
nós, os WingMakers, moramos como seus futuros selfs.

V. A Progressiva Jornada da Criação em Desenvolvimento

35
A entidade é vista no universo de tempo e espaço como uma partícula de exploração em
evolução incumbida pela Primeira Fonte para explorar, povoar, desenvolver e transformar
as vanguardas das criações em territórios da Inteligência Fonte. Quando a entidade é vista
nas dimensões de não-tempo e não-espaço – seu habitat natural – aparece com uma faceta
imortal da Primeira Fonte que foi individualizada, mas quando é vista no ambiente de
densidade genética tridimensional, aparece com uma faceta temporal de sua espécie.
36
A espécie – neste caso, a espécie humana – evolui no tempo como a raça mais velha que
guia uma raça em desenvolvimento na formação de seus alicerces metafísicos e científicos.
Se tornam os “construtores de cultura” da nova espécie. A evolução de uma espécie se
estende de suas origens no Universo Central como um modelo genético unificado adequado
para explorar o multiuniverso, para uma fragmentação da espécie na diversidade biológica,
para sua reunificação através da cultura e tecnologia, para sua ascensão como uma Mente
Genética unificada não-física, para sua aplicação dessa Mente Genética como um meio de
explorar o exterior do cosmos e ajudar a guiar uma espécie em desenvolvimento, e para
fundir esta Mente Genética com a Mente Genética de sua raça ancestral.
37
Seus cientistas tem definido a evolução das espécies em uma escala que é o equivalente a
uma pequena lasca de madeira em uma imensa floresta de tempo e espaço. A evolução da
espécie humana através da “floresta” do tempo e do espaço é um processo excessivamente
denso, consistindo de inumeráveis níveis de progresso que finalmente possibilita a Mente
Genética da espécie se fundir harmoniosamente com a Primeira Fonte.
38
O que alimenta este processo é o impulso, geneticamente enraizado na espécie, para
explorar os mundos da criação, e finalmente conseguir o conhecimento e compaixão
necessárias para liderar uma espécie mais jovem para seu conhecimento verdadeiro. Você
pode se surpreender porque esse processo parece tão confuso e carregado de tropeços e
erros. Nós dizemos a você que o processo não é o que parece. A Mente Genética da raça
mais antiga que está trabalhando com sua espécie na terra-mundo opera em uma janela de
tempo mais compreensiva e abrangente que você pode imaginar.
39
A porta de entrada para seu futuro é através da conclusão desse projeto, e esse projeto está
codificado profundamente dentro de sua espécie. Na sua origem, você não é uma impressão
psíquica imortal, ou reflexo mental, mas, um triunvirato perfeito da Primeira Fonte,
8

Inteligência Fonte e a Entidade Soberana, se encontrando em uma dança de energia que é


eterna. Sua mente deve compreender a plenitude de sua verdadeira natureza e profundidade
de seu ser, ou será uma presa da impressão psíquica e do reflexo mental de seu self inferior.

40
Se você acredita, assim como foi ensinado, no self inferior, você obterá o alimento que
nutre a sombra e não a substância. A substância de sua criação é despertada com as
palavras que formam os conceitos de sua ampla auto imagem. E essas palavras não são
simplesmente faladas, mas são vistas, sentidas e também ouvidas. Elas conduzem você para
a harmonia da igualdade e da percepção da totalidade. Permita que essas palavras passem
por você como uma delicada onda que lhe traz alegria e movimento. Levará você para uma
nova praia, e é lá que você começará a descobrir sua verdadeira natureza e propósito.
41
O projeto de exploração é o substrato genético de sua criação, e todas as chamadas formas
de vida “inferiores” são os “membros” de sua espécie. Sem eles, você não existiria. E então
a combinação de formas de vida é na verdade a espécie a que nos referimos quando falamos
da espécie humana. Nós não separamos vocês da planta e do reino animal. Nós os vemos
como uma espécie composta. São seus cientistas que escolheram separar a única espécie em
bilhões de subespécies porque a totalidade não pode ser classificada e analisada.
42
As ferramentas da mente sufocam a verdadeira natureza de sua espécie. Somente quando
você observa com a freqüência da igualdade, primeiramente no seu coração e mente, você
pode evitar que seja sufocada e pode sentir as conexões que organizam sua espécie em um
organismo mestre. É esse organismo que está em perfeito alinhamento com a Primeira
Fonte, como dois círculos sobrepostos tão perfeitamente que só um é visto. É da mais pura
natureza da Primeira Fonte criar inúmeros fragmentos de si mesma e fundi-los em um
organismo mestre, embora permitindo que cada fragmento mantenha seu estado soberano.
Esta é a perfeita doação de amor.
43
Embora a Primeira Fonte não possa ser encontrada pela procura, se você se submeter ao
impulso condutor da entidade soberana dentro de você, será guiado infalivelmente, passo a
passo, vida após vida, de universo em universo, de era em era, até finalmente vislumbrar os
olhos do seu Criador e perceber que vocês são um. E nessa realização verá que a espécie de
onde você veio também é um. Os fragmentos do um se solidificam através do projeto de
exploração cujo fim não está previsto, e cujo início não é medido pelo tempo.

Interesses relacionados