Você está na página 1de 90

SEGURANÇA NA OPERAÇÃO DE

TRATORES E IMPLEMENTOS
INTRODUÇÃO
As máquinas pesadas servem para facilitar o
trabalho, escavando, nivelando solos, carregando,
preparar o solo, dar suporte no levantamento de
peso, consertar estradas,etc. Ou seja, as máquinas
e implementos são peças fundamentais dentro de
um processo de trabalho.
E para que se alcancem os objetivos esperados
deve-se ter em primeiro lugar segurança na
operação da máquinas.
VELHOS TEMPOS
MODERNIDADE
31.12 Máquinas, equipamentos e implementos

31.12.1 As máquinas, equipamentos e implementos,


devem atender aos seguintes requisitos:
a) utilizados unicamente para os fins concebidos, segundo
as especificações técnicas do fabricante;
b) operados somente por trabalhadores capacitados e
qualificados para tais funções;
c) utilizados dentro dos limites operacionais e restrições
indicados pelos fabricantes.
31.12.2 Os manuais das máquinas, equipamentos
e implementos devem ser mantidos no
estabelecimento, devendo o empregador dar
conhecimento aos operadores do seu conteúdo
e disponibilizá-los sempre que necessário.
31.12.3 Só devem ser utilizadas máquinas,
equipamentos e implementos cujas
transmissões de força estejam protegidas.
31.12.4 As máquinas, equipamentos e implementos que
ofereçam risco de ruptura de suas partes, projeção de
peças ou de material em processamento só devem ser
utilizadas se dispuserem de proteções efetivas.
31.12.5 Os protetores removíveis só podem ser retirados
para execução de limpeza, lubrificação, reparo e ajuste,
ao fim dos quais devem ser, obrigatoriamente,
recolocados.
31.12.6 Só devem ser utilizadas máquinas e
equipamentos móveis motorizados que tenham
estrutura de proteção do operador em caso de
tombamento e dispor de cinto de segurança.
31.12.7 É vedada a execução de serviços de limpeza, de
lubrificação, de abastecimento e de manutenção com
as máquinas, equipamentos e implementos em
funcionamento, salvo se o movimento for indispensável
à realização dessas operações, quando deverão ser
tomadas medidas especiais de proteção e sinalização
contra acidentes de trabalho.
31.12.8 É vedado o trabalho de máquinas e equipamentos
acionados por motores de combustão interna, em locais
fechados ou sem ventilação suficiente, salvo quando for
assegurada a eliminação de gases do ambiente.
31.12.9 As máquinas e equipamentos, estacionários ou
não, que possuem plataformas de trabalho, só devem
ser utilizadas quando dotadas escadas de acesso e
dispositivos de proteção contra quedas.
31.12.10 É vedado, em qualquer circunstância, o
transporte de pessoas em máquinas e equipamentos
motorizados e nos seus implementos acoplados.
31.12.11 Só devem ser utilizadas máquinas de cortar, picar, triturar,
moer, desfibrar e similares que possuírem dispositivos de
proteção, que impossibilitem contato do operador ou demais
pessoas com suas partes móveis.
31.12.12 As aberturas para alimentação de máquinas, que
estiverem situadas ao nível do solo ou abaixo deste, devem ter
proteção que impeça a queda de pessoas no interior das
mesmas.
31.12.13 O empregador rural ou equiparado deve substituir ou
reparar equipamentos e implementos, sempre que apresentem
defeitos que impeçam a operação de forma segura.
31.12.14 Só devem ser utilizadas roçadeiras que possuam
dispositivos de proteção que impossibilitem o
arremesso de materiais sólidos.
31.12.15 O empregador rural ou equiparado se
responsabilizará pela capacitação dos operadores de
máquinas e equipamentos, visando o manuseio e a
operação seguros.
31.12.16 Só devem ser utilizados máquinas e
equipamentos motorizados móveis que possuam faróis,
luzes e sinais sonoros de ré acoplados ao sistema de
câmbio de marchas, buzina e espelho retrovisor.
31.12.17 Só devem ser utilizados máquinas e equipamentos que
apresentem dispositivos de acionamento e parada localizados de modo
que:
a) possam ser acionados ou desligados pelo operador na sua posição de
trabalho;
b) não se localizem na zona perigosa da máquina ou equipamento;
c) possam ser acionados ou desligados, em caso de emergência, por
outra pessoa que não seja o operador;
d) não possam ser acionados ou desligados involuntariamente pelo
operador ou de qualquer outra forma acidental;
e) não acarretem riscos adicionais.
31.12.17.1 Nas paradas temporárias ou prolongadas o operador deve
colocar os controles em posição neutra, acionar os freios e adotar
todas as medidas necessárias para eliminar riscos provenientes de
deslocamento ou movimentação de implementos ou de sistemas da
máquina operada.
31.12.18 Só devem ser utilizadas as correias transportadoras que possuam:
a) sistema de frenagem ao longo dos trechos onde possa haver acesso de
trabalhadores;
b) dispositivo que interrompa seu acionamento quando necessário;
c) partida precedida de sinal sonoro audível que indique seu acionamento;
d) transmissões de força protegidas com grade contra contato acidental;
e) sistema de proteção contra quedas de materiais, quando instaladas em altura
superior a dois metros;
f) sistemas e passarelas que permitam que os trabalhos de manutenção sejam
desenvolvidos de forma segura;
g) passarelas com guarda-corpo e rodapé ao longo de toda a extensão elevada
onde possa haver circulação de trabalhadores;
h) sistema de travamento para ser utilizado quando dos serviços de manutenção.
31.12.19 Nos locais de movimentação de máquinas, equipamentos e veículos, o
empregador rural ou equiparado deve estabelecer medidas que
complementem:
a) regras de preferência de movimentação;
b) distância mínima entre máquinas, equipamentos e veículos;
c) velocidades máximas permitidas de acordo com as condições das pistas de
rolamento.
31.12.20 Só podem ser utilizadas motosserras que atendam os
seguintes dispositivos:
a) freio manual de corrente;
b) pino pega-corrente;
c) protetor da mão direita;
d) protetor da mão esquerda;
e) trava de segurança do acelerador;
31.12.20.1 O empregador rural ou equiparado deve promover a
todos os operadores de motosserra treinamento para utilização
segura da máquina, com carga horária mínima de oito horas,
com conteúdo programático relativo à utilização segura da
motosserra, constante no Manual de Instruções.
MÁQUINAS E IMPLEMENTOS

TRANSMISSÃO DE FORÇA PROTEGIDAS


CINTO DE SEGURANÇA
PROIBIDO O TRANSPORTE DE PESSOAS EM
MÁQUINAS.
PROTEÇÃO NAS MÁQUINAS DE CORTAR,
PICAR, MOER, DESFIBRILAR E SIMILARES
COM PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS DE
PESSOAS.
MÁQUINAS E IMPLEMENTOS

ROÇADEIRA – PROTEÇÃO CONTRA ARREMESSO DE


MATERIAS.
CORREIAS TRANSPORTADORAS
MOVIMENTAÇÃO DE MÁQUINAS – DISTANCIA,
VELOCIDADE MÁXIMA ETC.
AS ABERTURAS PARA ALIMENTAÇÃO DE MÁQUINAS AO
NIVEL DO SOLO, OU ABAIXO DEVEM TER PROTEÇÃO
CONTRA QUEDAS
TIPOS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS
TIPOS DE MÁQUINAS E
IMPLEMENTOS
TIPOS DE MÁQUINAS
EQUIPAMENTOS E IMPLEMENTOS
TIPOS DE MÁQUINAS
EQUIPAMENTOS E IMPLEMENTOS
TIPOS DE MÁQUINAS
EQUIPAMENTOS E IMPLEMENTOS
ACIDENTE DE TRABALHO
Velocidade e desconhecimento do
terreno
Desconhecimento do terreno
ACIDENTE DO TRABALHO
Aspectos Sócio-econômicos

SOCIEDADE

Grupo Social do Acidentado

INSS (23 Bilhões)

Aplicação de grandes volumes de recursos sociais na área de


tratamento hospitalar, benefícios e aposentadorias, que
poderiam ser investidos em outras áreas.
HOMEM - PRINCIPAL FATOR

Em todos os aspectos que o envolvem e relacionam


com o acidente.
As atitudes humanas e as condições inseguras,
combinadas ou não, proporcionam a ocorrência de
acidentes.
O estado que a pessoa se encontra em determinadas
ocasiões facilitam a ocorrência de acidentes.
Pessoas com gênio brincalhão, pode contribuir com
acidentes.
ACIDENTE DO TRABALHO

Causas de Acidentes

Noções Básicas para análise das causas dos acidentes

-Falta de adaptação
-Falta de habilidade
Falta de -Treinamento incompleto
capacidade
- Desconhecimento

-Falhas na comunicação
Falta de -Falha de supervisão
informação -Informações confusas

-Analfabetismo
Falta de -Porte físico e mental
CAUSAS aptidão física
e mental desproporcional a ativid.
DOS
ERROS -Acionar válvulas erradas
HUMANOS -Esquecer de fazer tarefas
Deslizes
fundamentais

-Posição incômoda
Condições -Bancada abaixo da cintura ou
Ergonômicas acima ombros

-Negligência/Imprudência
Motivações -Excesso de confiança
incorretas
-Tentar ganhar tempo

As falhas humanas dão origem aos acidentes sob a forma de


ATO E/OU CONDIÇÕES INSEGURAS
ACIDENTES DE TRABALHO
ACIDENTE DO TRABALHO
CAUSAS DOS ACIDENTES

ATO INSEGURO

É a maneira como as pessoas se expõem,


consciente ou inconscientemente, à riscos de
acidentes.

Os atos inseguros são as maiores causas dos


acidentes
ACIDENTE DO TRABALHO
CAUSAS DO ACIDENTES
ATO INSEGURO

• Passar ou permanecer sob cargas suspensas


• Colocar parte do corpo em local inseguro
• Usar máquina sem habilitação ou permissão
• Excesso de velocidade ou sobrecarga
• Lubrificar, ajustar e limpar máquina em movimento
• Improvisar ferramentas
• Inutilizar dispositivos de segurança
• Deixar de usar E.P.I.
• Fumar em local de inflamáveis
• Brincadeiras e exibicionismo
• Outros
(Simulação)
ACIDENTE DO TRABALHO
CAUSAS DOS ACIDENTES

CONDIÇÕES
INSEGURAS
São aquelas que comprometem a segurança do trabalhador, ou seja,
falhas, defeitos, irregularidades, carência de dispositivos de
segurança, etc. que põem em risco a integridade física e/ou a saúde
das pessoas e também a própria segurança das instalações e dos
equipamentos.
ACIDENTE DO TRABALHO
CAUSAS DO ACIDENTES

CONDIÇÃO INSEGURA
Falta de proteção em máquinas e equipamentos
 Proteções inadequadas ou defeituosas
 Má arrumação e falta de limpeza
 Falta de espaço
 Instalações elétricas inadequadas
 Iluminação inadequada
 Escadas sem corrimão
 Falta de equipamentos de combate a incêndios
 Outros
Condição insegura com falta de
atenção
Condição insegura com heroísmo
FATOR PESSOAL

Problemas familiares
Bebidas/drogas
Insônia
Atividades extras
RISCO DO TRABALHO

Máquinas

Acidentes Fatais

80% Falhas Humanas


20% Problemas Mecânicos
RISCOS DO TRABALHO

Equipamentos de Proteção Individual

- Definição Legal;
- Obrigações do Empregador;
- Obrigações do Empregado;
- Ficha de Controle;
- Medidas Administrativa;
- Vantagens no uso do EPI.
Atos inseguros 30%

Incapacidade ou
Ignorância do
Perigo:
 As máquinas é parte
importante na maioria dos
processos de trabalho,
mais também uma das
mais perigosa quando não
utilizadas de forma
conveniente e segura.
Atos Inseguros 15%

Excesso de
Velocidade:

 As máquinas são
projetados para
executarem operações à
baixa velocidade. Por isso
não possuem grande
estabilidade.
Atos Inseguros 13%

Outros Atos:
 Manobras;
 Abastecimento;
 Radiador;
 Transporte de Pessoas;
 Trabalhos
Inadequados;
Atos Inseguros 22%

Inexperiência ou Falta
de Atenção:
 Somente operadores
habilitados e treinados
poderão fazer uso das
máquinas;
 A falta de atenção pode
ser a causa de danos
irreparáveis.
Para que todo trabalho seja realizado de
forma segura, é necessário saber:

• COMO?
• QUANDO?
• ONDE?
• COM O QUÊ?
• POR QUÊ?

Você deve ter cuidado, a fim


de evitar acidentes.
Antes de iniciar o trabalho, pense em que
você vai fazer. Você economiza:

• Tempo
• Esforço
• E previne acidente, o mais importante
Como evitar acidente?
É tão fácil... É só tomar alguns cuidados:
Seguir as normas e procedimentos;
Aplicar os conhecimentos obtidos nos treinamentos;
Acostume-se a trabalhar usando os EPI´s.
Eles foram feitos para proteger sua saúde
REGRAS BÁSICAS DE
SEGURANÇA
Não desça da máquina com o motor em
funcionamento. Se tiver que descer, desligue-o e retire
as chaves do contato.
Suba e desça sempre pelo lado esquerdo da máquina,
utilizando-se de todos os pontos que servem de
degraus e corrimãos
NUNCA ACENDA CHAMAS PRÓXIMO
A BATERIA
Faça um check-list

Confira todos os dispositivos de segurança


da máquina, se não há nenhuma
irregularidade;

Confira os implementos, se está tudo ok;

Adquira informações sobre o local que irá


trabalhar;

Confira a parte elétrica da máquina.


Usar corretamente os EPI´s – equipamentos de
proteção individual adequado ao risco
Ajuste o assento do veículo, de maneira a realizar o
seu trabalho, comodamente.
Conheça os dispositivos de segurança da
máquina

Verifique se todos eles estão em seus lugares. Se não


estiverem, coloque-os corretamente.
Aprenda a usar os controles da
máquina de maneira correta.

Leia as plaquetas de aviso existentes na


máquina, e siga as instruções conforme manual
que deverá ficar na máquina
Antes de dar partida, coloque todos os
controles de transmissão no ponto morto
Teste os freios da máquina e verifique se estão
freando as duas rodas traseiras por igual
TERRENO INCLINADO

Freie e calce o veículo quando estiver parado, tanto em


descidas como em subidas.
Ao desengatar máquinas e implementos de
um trator, principalmente em subida,
verifique se os mesmos estão corretamente
calçados.
Caso contrario, poderá provocar acidente
Estude o terreno em que você vai trabalhar

Marque os pontos críticos que


poderão provocar acidentes
CURVA DE NÍVEL
CUIDADO AO EFETUAR MANOBRAS
CUIDADO COM
ROUPAS
FOLGADAS PERTO
DE DISPOSITIVO
LIGADO
PROTEÇÃO DE CARDAN
PROTEÇÃO DE CARDAN
CONSEQUÊNCIAS
CONSEQUÊNCIAS
MEDIDAS PREVENTIVAS

Abasteça o veículo em lugares


bem ventilados
Quando tiver que efetuar manutenção na
máquina e implemento, comunique ao
encarregado para que este chame o
mecânico.
MEDIDAS PREVENTIVAS

Se tiver necessidade de completar o nível da


água com o motor do veículo quente,
desrosqueie a tampa do radiador devagar,
para que o vapor saia em pequenas
quantidades por vez.
TENHA SEGURANÇA NAS OPERAÇÕES

Respeite o limite de velocidade que


oferece segurança
MEDIDAS PREVENTIVAS

Tenha cuidado ao rebocar veículos e


máquinas em terrenos acidentados.

O lugar onde está o peso do trator se


modifica, podendo provocar seu
tombamento.
MEDIDAS PREVENTIVAS

Nunca use o ponto morto,


principalmente em descidas.

Use sempre a marcha usada para


subir.
MEDIDAS PREVENTIVAS

Não permita que pessoas sem habilitação, sem


experiência e sem treino conduza a máquina.

Não deixe: terra, graxa, barro ou qualquer


outro material escorregadio acumulado na
plataforma, estribos ou pedais da máquina
OLÁ! VOCÊ ESTÁ ME VENDO AQUI?
FALTA DE ATENÇÃO
Trabalhar em Segurança

Nunca deixe o motor do Os gases do escape são


trator funcionando numa tóxicos e podem causar a
área fechada sem uma
ventilação adequada.
morte
Trabalhar em Segurança

Mantenha principalmente
os freios e a direção dos
tratores em condições
confiáveis

É muito perigoso retirar a


tampa do radiador
quando o motor estiver
quente.
Não improvisar "macacos ou ferramentas" para reparos
e nem para erguer ou abaixar máquinas.
Exemplo de improvisos
CUIDADO REDOBRADO EM LOCAIS
COM REDE ELÉTRICA
Trabalhar em Segurança
Nunca abra o tanque ou
reabasteça o seu trator
com o motor trabalhando
ou se estiver muito
quente.

Não fume quando


tiver reabastecendo o
trator ou quando
estiver junto de
combustíveis.
Os 10 Mandamentos dos tratores
Agrícolas
1 - Mantenha sempre a
pressão certa de ar nos
pneus.

2 - Não corra mais de 20


Km por hora.
Os 10 Mandamentos dos tratores
Agrícolas
5 - Conserte logo os
defeitos mecânicos.

6 - Repare logo os danos


causados aos pneus
Os 10 Mandamentos dos tratores
Agrícolas
7 - Escolha o pneu certo
para seu tipo de trabalho

8 - Armazene os pneus á
sombra longe de óleo e
graxas.
Os 10 Mandamentos dos tratores
Agrícolas
9 - Coloque o peso
adicional correto, mais
água ao pneu de acordo
com o trabalho a fazer.

10 - Verifique a pressão
do ar, mantendo a válvula
na parte inferior e
utilizando um calibrador.
RUÍDO E VIBRAÇÕES
A máquina por si só, é a causa de ruídos e
vibrações, que agindo sobre o operador em jornadas
prolongadas, entorpeça os sentidos, retardando as reações
do tratorista e provocando acidentes
As partes das máquinas responsáveis por ruídos são: o
escapamento de gases, o motor, a ventoinha e os
implementos, nesta ordem
A NR-15 - ANEXO No. 1 apresenta os
seguintes LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA
RUÍDO CONTÍNUO OU INTERMITENTE
[em dB (A)], ou seja, a máxima exposição diária
permissível:
• 85 dB ---> 8 horas RUÍDO
86 dB ---> 7 horas
87 dB ---> 6 horas
88 dB ---> 5 horas

• :
• Não é permitida exposição a níveis de ruído
acima de 115 dB(A) para indivíduos que não
estejam adequadamente protegidos.

Quando não for possível a utilização da CONCHA


ACÚSTICA ou do trator com CABINE ENVIDRAÇADA,
o tratorista deve usar, pelo menos, o Protetor Auditivo de
Espuma Moldável com Cordão.
EXTINTORES
O Extintor de incêndio só poderá ser usado em
combate a principio de incêndio.
O extintor de incêndio, não poderá ser usado em
lavagem de peças, para brisas, etc.
Risco no uso de Máquinas

Os riscos relacionados com o HOMEM que opera a


máquina diz respeito ao desconhecimento da
máquina em si ou à imprudência, motivada muitas
vezes pela autoconfiança.
NÃO HÁ NADA TÃO URGENTE,
NEM TÃO IMPORTANTE, QUE
NÃO POSSA SER EXECUTADO
COM TODA SEGURANÇA