Você está na página 1de 1

Durante a Revolta de Haymarket, em Chicago, em 1886, uma bomba foi atirada numa

manifestação popular trabalhista em defesa da carga horária de oito horas de trabalho diárias.
Pelo menos oito pessoas morreram. Anarquistas foram condenados pelo crime e sentenciados
à morte, embora não houvesse provas convincentes contra eles, e muitos criticaram o
julgamento. Os homens passaram a ser vistos como mártires do movimento trabalhista.