Você está na página 1de 9

Isaías 43: 1 - 3

1
Mas agora, assim diz o SENHOR, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó
Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.
2
Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te
submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá
em ti. 3 Porque eu sou o SENHOR, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador 1

O profeta Isaías é o mais citado no Novo Testamento com “mais de 400


2
citações e reflexos de sua linguagem” e é “nominalmente citado por volta de 20
vezes no NT” 3, ou seja, o seu nome é várias vezes citado no NT (Mt 3:3; 4:14; 8:17;
12:17; 13:14; 15:7; Mc 1:2; 7:6; Lc 3:4; 4:17; Jo 1:23; 12:38,39,41; At 8:28,30;
28:25; Rm 9:27,29; 10:16,20; 15:12). O seu livro, de todos os livros do Antigo
Testamento, é provavelmente o mais rico 4 e em tamanho só é menor que Salmos 5.
6
Isaías foi habitante de Jerusalém e presenciou o predomínio do terrível
Império Assírio que aniquilou as tribos de Israel. Isaías teve o início do seu ministério
com a morte do Rei Uzias e em parte, o seu ministério foi contemporâneo dos
profetas Amós, Oséias, Jonas e Miquéias 7.
No tempo do profeta Isaías uma intensa atividade profética se iniciou para
advertir as 10 tribos do norte de sua destruição. Como as tribos não se arrependeram
foram destruídas pelos Assírios quando Samaria, a capital das tribos do norte caiu.
Isaías foi sem dúvidas, o maior de todos os profetas do Antigo Testamento 8. A
expressão que marca o livro de Isaías é “o Santo de Israel”, expressão que ocorre 26
vezes em todo o livro e apenas “6 vezes no Antigo Testamento” 9; do capítulo 1 até o
39 a mensagem é sobre julgamento; os capítulos 40 até 66 referem-se ao consolo 10.

1
Sociedade Bíblica do Brasil. (2003; 2005). Almeida Revista e Atualizada, com números de Strong (Is 43:3). Sociedade Bíblica do Brasil.
2
Introdução ao AT – LASOR p. 299
3
Introdução ao AT – LONGMAN III p. 259
4
Isaías Cultura Cristã.
5
Introdução ao AT – LASOR p. 299
6
Introdução ao AT – LONGMAN III p. 263
7
Introdução ao AT – LASOR p. 302
8
O plano da promessa de Deus – KAISER p. 186, 187
9
Introdução ao AT – LONGMAN III p. 264
10
O plano da promessa de Deus – KAISER p. 186, 187
Com um pouco mais de detalhes meus irmãos do capítulo 1 até o 6 temos
mensagens de endurecimento; do capítulo 7 até o 12 temos a promessa do Emanuel, o
Senhor como a nossa esperança, o Príncipe da Paz, A glória do povo de Deus; do
capitulo 13 até o 23 temos profecias contra as nações; do capítulo 24 ao 27 e 34 ao 35
temos o pequeno Apocalipse; do capítulo 28 ao 33 os oráculo de AIS sobre as nações;
do capítulo 36 até o capítulo 39 uma descrição sobre Ezequias.

Por fim o capítulo 40 fala sobre a vinda do Senhor e Sua Majestade:


Isaías 40: 28 – 31
28
Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da
terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento.
29
Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. 30 Os
jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, 31 mas os que esperam
no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se
cansam, caminham e não se fatigam.
No capítulo 41, a despeito da idolatria das nações, Deus promete um Redentor:
Isaías 41: 18 – 20
18
Abrirei rios nos altos desnudos e fontes no meio dos vales; tornarei o
deserto em açudes de águas e a terra seca, em mananciais. 19 Plantarei no deserto o
cedro, a acácia, a murta e a oliveira; conjuntamente, porei no ermo o cipreste, o
20
olmeiro e o buxo, para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente
entendam que a mão do SENHOR fez isso, e o Santo de Israel o criou.
No capítulo 42 Deus fala sobre o seu Servo:
Isaías 42: 1 – 5
1
Eis aqui o meu servo, a quem sustenho; o meu escolhido, em quem a minha
alma se compraz; pus sobre ele o meu Espírito, e ele promulgará o direito para os
gentios. 2 Não clamará, nem gritará, nem fará ouvir a sua voz na praça. 3 Não
esmagará a cana quebrada, nem apagará a torcida que fumega; em verdade,
promulgará o direito. 4 Não desanimará, nem se quebrará até que ponha na terra o
direito; e as terras do mar aguardarão a sua doutrina.
5
Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus e os estendeu, formou a terra
e a tudo quanto produz; que dá fôlego de vida ao povo que nela está e o espírito aos
que andam nela.
E apesar do lamento sobre a cegueira do povo de Israel (42: 18 – 25), Deus faz
uma promessa ao Seu povo dizendo “QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU
SEREI CONTIGO; QUANDO, PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO;
QUANDO PASSARES PELO FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA
ARDERÁ EM TI.”

Meus Irmãos! O que seria de nós sem o extraordinário livro do Profeta


Isaías?
Não teríamos a descrição do trono de Deus e sua magnífica glória (6: 1 – 6);
Não saberíamos sobre o Emanuel, pois apenas Isaías fala a respeito Dele (7: 14; 8: 8);
Não saberíamos sobre o Príncipe da Paz (9: 6); não seríamos fortalecidos se não
soubéssemos que “os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com
asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (40: 31); a
nossa confiança não teria este texto que estamos meditando neste momento
“QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU SEREI CONTIGO; QUANDO,
PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO; QUANDO PASSARES PELO
FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA ARDERÁ EM TI.”

O texto que estamos lendo, meus irmãos, não nos garante que não haverá em
nossa história alguns dilúvios, maremotos, tempestades, terremotos, florestas em
grandes incêndios, catástrofes, perseguições, privações, temporais, ou qualquer
desordem de grandes proporções como o texto nos sugere.
Ainda assim o Senhor é o dono do tempo, o dono e Senhor da história, todos os
povos estão em Suas mãos. Em qualquer circunstância em que o povo de Deus se
encontrar existe um Deus, o nosso Deus que nos garante “QUANDO PASSARES
PELAS ÁGUAS, EU SEREI CONTIGO; QUANDO, PELOS RIOS, ELES NÃO
TE SUBMERGIRÃO; QUANDO PASSARES PELO FOGO, NÃO TE
QUEIMARÁS, NEM A CHAMA ARDERÁ EM TI.”

A semelhança do texto acima o que está escrito em Romanos 8: 31 – 39


confirma a nossa confiança no nosso Senhor:

Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra
nós? Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou,
porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas? Quem intentará
acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os
condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à
direita de Deus e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo?
Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou
espada? Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo,
fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Em todas estas coisas, porém,
somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem
certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as
coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a
profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus,
que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

DEUS ESTÁ CONOSCO EM QUANQUER SITUAÇÃO!

O texto que acabamos de ler, meus irmãos, está assim:


“QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU SEREI CONTIGO; QUANDO,
PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO; QUANDO PASSARES PELO
FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA ARDERÁ EM TI.”
Para o povo Judeu a vinda da Babilônia significava dilúvio, inundação,
incêndio, mas o Senhor através do seu profeta já havia advertido dizendo “EU
SEREI CONTIGO”.
Da mesma forma Deus fala com a sua igreja, em qualquer situação estará
conosco, pois o Nosso Deus é o EMANUEL: Deus conosco! E estando conosco, não
há o que temer, pois “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas
tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes
se abalem no seio dos mares; ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua
fúria os montes se estremeçam. Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de
Deus, o santuário das moradas do Altíssimo” (Salmos 46: 1 – 4).
O cumprimento de tudo isto foi dito pelo nosso Senhor quando disse aos seus
discípulos que “eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”.

VOCÊ SENTE QUE A SUA VIDA


ESTÁ NAS MÃOS DE DEUS
INDEPENDENTE DE QUALQUER CIRCUSNTANCIA?

Não é incomum ficarmos perplexos diante das adversidades que se nos


acomete. Nesta vida seremos pegos de surpresa por tempestades e muitas vezes o que
nos restará é recorrer ao socorro Divino, que estará sempre presente, por vezes
“dormindo na popa do nosso barco”, conversando conosco com os nossos “olhos com
escamas”, sempre presente como uma “sombra” fiel, nos protegendo de “todo mal” e
nos fazendo lembrar que “QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU SEREI
CONTIGO; QUANDO, PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO;
QUANDO PASSARES PELO FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA
ARDERÁ EM TI.”
Qual a garantia de que Ele estará sempre conosco? No capítulo 43: 3 que
estamos lendo, o Nosso Deus responde: “Porque eu sou o Senhor, teu Deus, o
Santo de Israel, o teu Salvador”.
1- O SENHOR SERÁ SEMPRE CONOSCO PORQUE ELE É O NOSSO DEUS

Ele estará sempre com este povo, porque Ele é o Deus deste povo que Lhe
pertence; não existe outro deus além Dele que comprou este povo para Si; Deus o
escolheu entre milhares e o fez povo Seu, nação santa para lhe servir e adorar.
Nós somos o seu povo! Não éramos antes! Estávamos perdidos em nossos
pecados, mas pelo sacrifício do Emanuel, fomos resgatados de densas trevas e
recebemos em nossos corações a esperança e a certeza de que Ele estará para sempre
conosco.
A Palavra de Deus chama a atenção do Seu povo para isto: ELE É O NOSSO
DEUS! Em Deuteronônio 6: 4 está escrito “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é
o único Senhor”. Não há outro Senhor e Deus e firmes nesta esperança um dia nós
diremos diante Dele “como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e
como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-
Poderoso”.

Meus irmãos, Sendo o Senhor o nosso Deus ...


2- O SENHOR SERÁ SEMPRE CONOSCO PORQUE ELE É O SANTO DE
ISRAEL

Quando Isaías foi chamado por Deus para ser profeta para as nações, se
deparou com a Santidade do Nosso Deus e isto além de impressioná-lo o capacitou
para ser porta voz do Deus Todo Poderoso.
Isaías 6: 3 – 5 E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é
o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. As bases do limiar se
moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. Então, disse eu: ai
de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de
um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!
Diante da Santidade do nosso Deus Isaías pensou que morreria, mas após este
evento o próprio Senhor pergunta “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?”.
Isaías de pronto responde “Disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim”. Uma vez
expostos à Santidade Divina seremos testemunhas e confiantes que Ele estará sempre
conosco. E assim aconteceu conosco! Quando fomos chamados por Deus ele nos fez
“raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus,
a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua
maravilhosa luz”. Quando somos expostos a Santidade de Deus, somos
comissionados para levara Palavra de Deus a este mundo e temos a certeza de que ele
estará sempre conosco ainda que as calamidades nos sobrevenham, como a Palavra
de Deus nos fortalece “QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU SEREI
CONTIGO; QUANDO, PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO;
QUANDO PASSARES PELO FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA
ARDERÁ EM TI.”

Por fim, Sendo o Senhor o nosso Deus e o Santo de Israel ...


3- O SENHOR SERÁ SEMPRE CONOSCO PORQUE ELE É O NOSSO
SALVADOR

Não nos restam dúvidas! Ele e o Nosso Deus, Ele é quem nos santifica e
também Ele é o Nosso Salvador! O povo de Israel teria a grande necessidade de um
Salvador, pois a Babilônia estava por vir e com a Babilônia uma grande ruína.
Nós éramos escravos das trevas e a única saída era um Salvador que nos
resgatasse com mãos fortes das cadeias da perdição.
O Santo de Israel, o Nosso Deus nos garante dizendo “Eu, eu sou o Senhor, e
fora de mim não há salvador” (43: 11). Temos esta mesma esperança em Cristo
Jesus pois está escrito em Atos 4: 12 “E não há salvação em nenhum outro; porque
abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual
importa que sejamos salvos”.
O QUE SE PODE DIZER ENTÃO SOBRE ESTE NOME
QUE É SOBRE TODO O NOME?
Existiam muitos nos tempos de Cristo com o nome de “Jesus” mas a nenhum
foi dado este nome como foi dado àquele que “subsistindo em forma de Deus, não
julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou,
assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e,
reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente
até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2: 6 – 8).
Muitos tinham este nome, mas nenhum era o verbo de Deus, existente desde a
eternidade. Antes de Cristo nascer o anjo disse para Maria para ser dado o nome
Jesus para a criança porque ELE SALVARÁ OS HOMENS!
1- Pelo seu nome somos conduzidos à Regeneração pois estávamos mortos
em nossos delitos e pecados. Efésios 2: 1: Ele vos deu vida, estando vós mortos nos
vossos delitos e pecados
2- Pelo seu nome somos preenchidos pela Fé no filho de Deus. Gálatas 2:
20: logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora,
tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se
entregou por mim.
9- E por fim, pelo Seu nome somos conduzidos a Glorificação, quando para
sempre louvaremos a sua grandeza que se humilhou para nos salvar.
Filipenses 2: 6 – 11:
Pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser
igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo,
tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si
mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que
também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo
nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e
debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de
Deus Pai.
Diante de tudo o que ouvimos meus irmãos, nós não temeremos ainda que a
terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas
tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam.

Por quê?
Por que não temeremos?

Porque “QUANDO PASSARES PELAS ÁGUAS, EU SEREI CONTIGO;


QUANDO, PELOS RIOS, ELES NÃO TE SUBMERGIRÃO; QUANDO
PASSARES PELO FOGO, NÃO TE QUEIMARÁS, NEM A CHAMA ARDERÁ
EM TI.”

AMÉM!